SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
A CRISE ENERGÉTICA
MUNDIAL
A CRISE
ENERGÉTICA
MUNDIAL
GEOPOLÍTICA DA ENERGIA
Até a primeira metade do século XX, existia
muita energia disponível, o petróleo era uma
fonte barata e não havia a consciência
coletiva sobre os impactos ambientais
decorrentes da sua utilização em grande
escala;
A difusão dos meios eletrônicos, o
crescimento econômico em algumas regiões
do globo, o crescimento populacional
verificado em alguns continentes, a
elevação do número de automóveis em
circulação ampliou o consumo de energia;
Os combustíveis fósseis representam
cerca de 80% da matriz energética
mundial;
A ampliação dos recursos energéticos é
um dos principais desafios das
sociedades contemporâneas;
A expansão do setor deve levar em
conta a preservação do ambiente,
utilizando fontes renováveis e menos
poluidoras.
OPEP
OPEP (Organização dos Países
Exportadores de Petróleo) é uma
organização internacional, formada por
países que são grandes produtores de
petróleo. A OPEP foi fundada em 14 de
setembro de 1960 e possui sua sede na
cidade de Viena (Áustria).
Objetivos da OPEP
Estabelecer uma política petrolífera
comum a todos os grandes produtores de
petróleo do mundo (países membros);
Definir estratégias de produção;
Controlar preços de venda de petróleo
no mercado mundial;
Analisar e gerar conhecimentos para os
países membros sobre o mercado de
petróleo mundial;
Controlar volume de produção de
petróleo da organização (1);
O BRASIL NA OPEP?
Muitos especialistas em petróleo defendem a
entrada do Brasil na OPEP, após a descoberta de
petróleo na camada pré-sal na Bacia de Santos.
A descoberta gerou um significativo aumento das
reservas de petróleo do país. Embora não seja um
grande exportador, o Brasil já está entre os 10
países com maiores reservas de petróleo do
mundo.
Para o Brasil se integrar, terá de acatar as regras
da associação, que impõe, por exemplo, limites
de exportação e preços aos associados (2).
A energia está
presente em todas
as ações que
ocorrem no
Universo
Imagem: PX48 / Crusier /
GNU free documentation license
Imagem: Moscow-city at night / Dmitry A. Mottl /
GNU free documentation license
Imagem: Xingang / Luther Bailey / Creative
Commons Non Comercial Attribution
Share-alike 2.0 Generic
Por: Joemille
Por: Joemille

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Crise energetica e_trajetorias_de_desenvolvimento_tecnologico
Crise energetica e_trajetorias_de_desenvolvimento_tecnologicoCrise energetica e_trajetorias_de_desenvolvimento_tecnologico
Crise energetica e_trajetorias_de_desenvolvimento_tecnologicoafvivas
 
A questão Energética!
A questão Energética!A questão Energética!
A questão Energética!Joemille Leal
 
Aprese cbpe jim_v2
Aprese cbpe jim_v2Aprese cbpe jim_v2
Aprese cbpe jim_v2Jim Naturesa
 
Crise do apagão de energia elétrica no Brasil em 2001
Crise do apagão de energia elétrica no Brasil em 2001Crise do apagão de energia elétrica no Brasil em 2001
Crise do apagão de energia elétrica no Brasil em 2001Fernanda Castelo Branco
 
Produção e consumo de energia elétrica - Seminário de física
Produção e consumo de energia elétrica - Seminário de físicaProdução e consumo de energia elétrica - Seminário de física
Produção e consumo de energia elétrica - Seminário de físicaJulio ricardo Silveira
 
Economia de energia
Economia de energiaEconomia de energia
Economia de energiaLuizaDamaso
 
Situação Energética Mundial
Situação Energética MundialSituação Energética Mundial
Situação Energética MundialGijasilvelitz 2
 
Energia das Mares e Oceanos
Energia das Mares e OceanosEnergia das Mares e Oceanos
Energia das Mares e OceanosWagner Firmino
 

Destaque (20)

Crise energetica e_trajetorias_de_desenvolvimento_tecnologico
Crise energetica e_trajetorias_de_desenvolvimento_tecnologicoCrise energetica e_trajetorias_de_desenvolvimento_tecnologico
Crise energetica e_trajetorias_de_desenvolvimento_tecnologico
 
A questão Energética!
A questão Energética!A questão Energética!
A questão Energética!
 
TOR and DIPLOMA
TOR and DIPLOMATOR and DIPLOMA
TOR and DIPLOMA
 
Aprese cbpe jim_v2
Aprese cbpe jim_v2Aprese cbpe jim_v2
Aprese cbpe jim_v2
 
Crise do apagão de energia elétrica no Brasil em 2001
Crise do apagão de energia elétrica no Brasil em 2001Crise do apagão de energia elétrica no Brasil em 2001
Crise do apagão de energia elétrica no Brasil em 2001
 
JOSÉ EDUARDO BARROSO - Lasting Values, Lda
JOSÉ EDUARDO BARROSO - Lasting Values, LdaJOSÉ EDUARDO BARROSO - Lasting Values, Lda
JOSÉ EDUARDO BARROSO - Lasting Values, Lda
 
Interface Gás Natural – Energia Elétrica: o Papel do Gás Natural
Interface Gás Natural – Energia Elétrica: o Papel do Gás NaturalInterface Gás Natural – Energia Elétrica: o Papel do Gás Natural
Interface Gás Natural – Energia Elétrica: o Papel do Gás Natural
 
Produção e consumo de energia elétrica - Seminário de física
Produção e consumo de energia elétrica - Seminário de físicaProdução e consumo de energia elétrica - Seminário de física
Produção e consumo de energia elétrica - Seminário de física
 
Brasil energia
Brasil energiaBrasil energia
Brasil energia
 
Economia de energia
Economia de energiaEconomia de energia
Economia de energia
 
Energia Eólica
Energia EólicaEnergia Eólica
Energia Eólica
 
Ondas e Marés - 10º C
Ondas e Marés - 10º COndas e Marés - 10º C
Ondas e Marés - 10º C
 
Situação Energética Mundial
Situação Energética MundialSituação Energética Mundial
Situação Energética Mundial
 
Energia das Mares e Oceanos
Energia das Mares e OceanosEnergia das Mares e Oceanos
Energia das Mares e Oceanos
 
Energia eólica
Energia eólicaEnergia eólica
Energia eólica
 
Energia Maremotriz
Energia MaremotrizEnergia Maremotriz
Energia Maremotriz
 
Energia no Brasil
Energia no BrasilEnergia no Brasil
Energia no Brasil
 
Fontes de energia
Fontes de energiaFontes de energia
Fontes de energia
 
Energia solar
Energia solarEnergia solar
Energia solar
 
Problemas ambientais e a reciclagem
Problemas ambientais e a reciclagemProblemas ambientais e a reciclagem
Problemas ambientais e a reciclagem
 

Semelhante a A crise energética mundial

A crise energética mundial
A crise energética mundialA crise energética mundial
A crise energética mundialJoemille Leal
 
O ocaso do petroleo como fonte de energia
O ocaso do petroleo como fonte de energiaO ocaso do petroleo como fonte de energia
O ocaso do petroleo como fonte de energiaRoberto Rabat Chame
 
O ocaso do petróleo como fonte de energia
O ocaso do petróleo como fonte de energiaO ocaso do petróleo como fonte de energia
O ocaso do petróleo como fonte de energiaFernando Alcoforado
 
geopoliticadopetroleo-final-170829163837.pdf
geopoliticadopetroleo-final-170829163837.pdfgeopoliticadopetroleo-final-170829163837.pdf
geopoliticadopetroleo-final-170829163837.pdfAntonioMarcos839221
 
A Geopolítica do Petróleo
A Geopolítica do PetróleoA Geopolítica do Petróleo
A Geopolítica do PetróleoLéo Miranda
 
Slides final 7
Slides   final 7Slides   final 7
Slides final 7Tuan Pedro
 
Mat geo 3ºem_pré-sal_04-06-2013
Mat geo 3ºem_pré-sal_04-06-2013Mat geo 3ºem_pré-sal_04-06-2013
Mat geo 3ºem_pré-sal_04-06-2013daniboy7lag
 
Atualidades I
Atualidades IAtualidades I
Atualidades Ialcidessf
 
Universidade federal de sergipe
Universidade federal de sergipeUniversidade federal de sergipe
Universidade federal de sergipeJoabBraz1
 
etanol3_000g7gq2cz702wx5ok0wtedt3xdrmftk.pdf
etanol3_000g7gq2cz702wx5ok0wtedt3xdrmftk.pdfetanol3_000g7gq2cz702wx5ok0wtedt3xdrmftk.pdf
etanol3_000g7gq2cz702wx5ok0wtedt3xdrmftk.pdfSpinemaxPeas
 
Geografia pga1
Geografia pga1Geografia pga1
Geografia pga1takahico
 
Geografia pga1
Geografia pga1Geografia pga1
Geografia pga1takahico
 
A Crise Energética Mundial.ppt
A Crise Energética Mundial.pptA Crise Energética Mundial.ppt
A Crise Energética Mundial.pptFabioSoares492154
 
G5 trabalho de física
G5   trabalho de físicaG5   trabalho de física
G5 trabalho de físicacristbarb
 
Geografia a crise energetica mundial
Geografia   a crise energetica mundialGeografia   a crise energetica mundial
Geografia a crise energetica mundialGustavo Soares
 
Estratégia de Negócio - Petrobras
Estratégia de Negócio - PetrobrasEstratégia de Negócio - Petrobras
Estratégia de Negócio - Petrobrasdiogom1603
 

Semelhante a A crise energética mundial (20)

A crise energética mundial
A crise energética mundialA crise energética mundial
A crise energética mundial
 
O ocaso do petroleo como fonte de energia
O ocaso do petroleo como fonte de energiaO ocaso do petroleo como fonte de energia
O ocaso do petroleo como fonte de energia
 
O ocaso do petróleo como fonte de energia
O ocaso do petróleo como fonte de energiaO ocaso do petróleo como fonte de energia
O ocaso do petróleo como fonte de energia
 
geopoliticadopetroleo-final-170829163837.pdf
geopoliticadopetroleo-final-170829163837.pdfgeopoliticadopetroleo-final-170829163837.pdf
geopoliticadopetroleo-final-170829163837.pdf
 
A Geopolítica do Petróleo
A Geopolítica do PetróleoA Geopolítica do Petróleo
A Geopolítica do Petróleo
 
Slides final 7
Slides   final 7Slides   final 7
Slides final 7
 
Mat geo 3ºem_pré-sal_04-06-2013
Mat geo 3ºem_pré-sal_04-06-2013Mat geo 3ºem_pré-sal_04-06-2013
Mat geo 3ºem_pré-sal_04-06-2013
 
Indústria Petrolífera.pdf
Indústria Petrolífera.pdfIndústria Petrolífera.pdf
Indústria Petrolífera.pdf
 
Atualidades I
Atualidades IAtualidades I
Atualidades I
 
Universidade federal de sergipe
Universidade federal de sergipeUniversidade federal de sergipe
Universidade federal de sergipe
 
etanol3_000g7gq2cz702wx5ok0wtedt3xdrmftk.pdf
etanol3_000g7gq2cz702wx5ok0wtedt3xdrmftk.pdfetanol3_000g7gq2cz702wx5ok0wtedt3xdrmftk.pdf
etanol3_000g7gq2cz702wx5ok0wtedt3xdrmftk.pdf
 
Geografia pga1
Geografia pga1Geografia pga1
Geografia pga1
 
Geografia pga1
Geografia pga1Geografia pga1
Geografia pga1
 
Brasil energia
Brasil energiaBrasil energia
Brasil energia
 
A Crise Energética Mundial (1).ppt
A Crise Energética Mundial (1).pptA Crise Energética Mundial (1).ppt
A Crise Energética Mundial (1).ppt
 
A Crise Energética Mundial.ppt
A Crise Energética Mundial.pptA Crise Energética Mundial.ppt
A Crise Energética Mundial.ppt
 
G5 trabalho de física
G5   trabalho de físicaG5   trabalho de física
G5 trabalho de física
 
Geografia a crise energetica mundial
Geografia   a crise energetica mundialGeografia   a crise energetica mundial
Geografia a crise energetica mundial
 
Estratégia de Negócio - Petrobras
Estratégia de Negócio - PetrobrasEstratégia de Negócio - Petrobras
Estratégia de Negócio - Petrobras
 
O QUE É PETRÓLEO
O QUE É PETRÓLEOO QUE É PETRÓLEO
O QUE É PETRÓLEO
 

Mais de Joemille Leal

Dia Internacional da Mulher 
Dia Internacional da Mulher Dia Internacional da Mulher 
Dia Internacional da Mulher Joemille Leal
 
Walter Benedix Schönflies Benjamin
Walter Benedix Schönflies BenjaminWalter Benedix Schönflies Benjamin
Walter Benedix Schönflies BenjaminJoemille Leal
 
Currículo, Utopia e Pós-Modernidade
Currículo, Utopia e Pós-Modernidade Currículo, Utopia e Pós-Modernidade
Currículo, Utopia e Pós-Modernidade Joemille Leal
 
O Perfil do novo profissional frente as novas Tecnologias
O Perfil do novo profissional frente as novas TecnologiasO Perfil do novo profissional frente as novas Tecnologias
O Perfil do novo profissional frente as novas TecnologiasJoemille Leal
 
O Período Sensório Motor, Jean Piaget
O Período Sensório Motor, Jean Piaget O Período Sensório Motor, Jean Piaget
O Período Sensório Motor, Jean Piaget Joemille Leal
 
HISTÓRIA DAS CRIANÇAS NO BRASIL
HISTÓRIA DAS CRIANÇAS NO BRASIL  HISTÓRIA DAS CRIANÇAS NO BRASIL
HISTÓRIA DAS CRIANÇAS NO BRASIL Joemille Leal
 
Reforma do Ensino Médio - Considerações Finais
Reforma do Ensino Médio - Considerações FinaisReforma do Ensino Médio - Considerações Finais
Reforma do Ensino Médio - Considerações FinaisJoemille Leal
 
Trabalho de Roanld - MOFO
Trabalho de Roanld - MOFOTrabalho de Roanld - MOFO
Trabalho de Roanld - MOFOJoemille Leal
 

Mais de Joemille Leal (20)

Dia Internacional da Mulher 
Dia Internacional da Mulher Dia Internacional da Mulher 
Dia Internacional da Mulher 
 
Walter Benedix Schönflies Benjamin
Walter Benedix Schönflies BenjaminWalter Benedix Schönflies Benjamin
Walter Benedix Schönflies Benjamin
 
Matrizes Africanas
Matrizes AfricanasMatrizes Africanas
Matrizes Africanas
 
Handebol
HandebolHandebol
Handebol
 
Gripe
GripeGripe
Gripe
 
ENEM 2015
ENEM 2015ENEM 2015
ENEM 2015
 
ENEM 2016
ENEM 2016ENEM 2016
ENEM 2016
 
BRASIL X EUA
BRASIL X EUABRASIL X EUA
BRASIL X EUA
 
Homo Neandertal
Homo Neandertal Homo Neandertal
Homo Neandertal
 
MT ST
MT STMT ST
MT ST
 
Revolta da Chibata
Revolta da ChibataRevolta da Chibata
Revolta da Chibata
 
Skinner
SkinnerSkinner
Skinner
 
Currículo, Utopia e Pós-Modernidade
Currículo, Utopia e Pós-Modernidade Currículo, Utopia e Pós-Modernidade
Currículo, Utopia e Pós-Modernidade
 
O Perfil do novo profissional frente as novas Tecnologias
O Perfil do novo profissional frente as novas TecnologiasO Perfil do novo profissional frente as novas Tecnologias
O Perfil do novo profissional frente as novas Tecnologias
 
O Período Sensório Motor, Jean Piaget
O Período Sensório Motor, Jean Piaget O Período Sensório Motor, Jean Piaget
O Período Sensório Motor, Jean Piaget
 
HISTÓRIA DAS CRIANÇAS NO BRASIL
HISTÓRIA DAS CRIANÇAS NO BRASIL  HISTÓRIA DAS CRIANÇAS NO BRASIL
HISTÓRIA DAS CRIANÇAS NO BRASIL
 
BULLYING
BULLYING  BULLYING
BULLYING
 
Reforma do Ensino Médio - Considerações Finais
Reforma do Ensino Médio - Considerações FinaisReforma do Ensino Médio - Considerações Finais
Reforma do Ensino Médio - Considerações Finais
 
Autoestima
Autoestima Autoestima
Autoestima
 
Trabalho de Roanld - MOFO
Trabalho de Roanld - MOFOTrabalho de Roanld - MOFO
Trabalho de Roanld - MOFO
 

Último

Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 

Último (20)

Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 

A crise energética mundial

  • 3. GEOPOLÍTICA DA ENERGIA Até a primeira metade do século XX, existia muita energia disponível, o petróleo era uma fonte barata e não havia a consciência coletiva sobre os impactos ambientais decorrentes da sua utilização em grande escala; A difusão dos meios eletrônicos, o crescimento econômico em algumas regiões do globo, o crescimento populacional verificado em alguns continentes, a elevação do número de automóveis em circulação ampliou o consumo de energia;
  • 4. Os combustíveis fósseis representam cerca de 80% da matriz energética mundial; A ampliação dos recursos energéticos é um dos principais desafios das sociedades contemporâneas; A expansão do setor deve levar em conta a preservação do ambiente, utilizando fontes renováveis e menos poluidoras.
  • 5. OPEP OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) é uma organização internacional, formada por países que são grandes produtores de petróleo. A OPEP foi fundada em 14 de setembro de 1960 e possui sua sede na cidade de Viena (Áustria).
  • 6. Objetivos da OPEP Estabelecer uma política petrolífera comum a todos os grandes produtores de petróleo do mundo (países membros); Definir estratégias de produção; Controlar preços de venda de petróleo no mercado mundial; Analisar e gerar conhecimentos para os países membros sobre o mercado de petróleo mundial; Controlar volume de produção de petróleo da organização (1);
  • 7. O BRASIL NA OPEP? Muitos especialistas em petróleo defendem a entrada do Brasil na OPEP, após a descoberta de petróleo na camada pré-sal na Bacia de Santos. A descoberta gerou um significativo aumento das reservas de petróleo do país. Embora não seja um grande exportador, o Brasil já está entre os 10 países com maiores reservas de petróleo do mundo. Para o Brasil se integrar, terá de acatar as regras da associação, que impõe, por exemplo, limites de exportação e preços aos associados (2).
  • 8. A energia está presente em todas as ações que ocorrem no Universo Imagem: PX48 / Crusier / GNU free documentation license Imagem: Moscow-city at night / Dmitry A. Mottl / GNU free documentation license Imagem: Xingang / Luther Bailey / Creative Commons Non Comercial Attribution Share-alike 2.0 Generic