Energia no Brasil

2.162 visualizações

Publicada em

Energia no Brasil

Publicada em: Educação
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Energia no Brasil

  1. 1. Produção deenergia no Brasil Componentes: Tamara, Vinicius, Lilian, DavidPatrick, Guilherme, Álex, Leandro
  2. 2. O Brasil possui cerca de 560 usinas esubestações e 1079 linhas de transmissão queformam a Rede de Operação do OperadorNacional do Sistema. Fazem parte desse sistema 98% domercado brasileiro de energia elétrica. A rede básica de transmissão, que leva aenergia gerada pelas usinas até as redes dedistribuição, atingiu em dezembro de 2005uma extensão de 83.049 km.
  3. 3. Consumo de energia A estrutura geológica do Brasil é privilegiadaem comparação com outros países. O potencialhidrelétrico brasileiro é elevado, as possibilidadesde obtenção de energia usando a biomassa comoparte primária são enormes e a produção dopetróleo e gás natural vem aumentandogradualmente. O que falta para atingir a auto-suficiênciaenergética é a política energética complanejamento e execução adequados. No setorpetrolífero o Brasil já é auto-suficiente.
  4. 4. Petróleo – Ouro Negro1938→primeiro poço de petróleo em território nacional→ Lobato, bacia do Recôncavo Baiano (Salvador) →criação do CNP (Conselho de Petróleo) → governoplaneja, organiza e finalizar o setor petrolífero.1953 → Getulio Vargas cria a Petrobrás → instituição domonopólio estatal na extração, transporte e refino depetróleo no Brasil → crise do petróleo (1973) →necessidade de aumentar a produção interna paradiminuir o petróleo importado → Petrobrás semcapacidade de investimento.
  5. 5. Governo autoriza a extração de grupos privados →lei dos contratos de risco.Foram feitos dez contratos com empresas nacionais eestrangeiras, mas nenhuma achou petróleo. Desde1988, com promulgação da última Constituição, essescontratos estão proibidos, o que significa a volta domonopólio de extração da Petrobrás.
  6. 6. Treze refinarias→ onze pertencendo aUnião → o Brasil é autossuficiente → precisandoimportar pequenas quantidades. O consumo interno vem diminuindo desde1979, com o segundo choque mundial. Ogoverno passou a incentivar industrias quesubstituíssem esse combustível por energiaelétrica.
  7. 7. 1973 → Brasil produzia a14% do petróleo queconsumia → posição bastante frágil e tornava a nossaeconomia muito suscetível as oscilações externas nopreço do barril do petróleo → em 1999, o país produziaaproximadamente 62% das necessidades nacionais deconsumo. Diminuição da dependência externa →relacionada a descoberta de uma bacia petrolífera emalto-mar → na plataforma continental deCampos, litoral norte do estado do Rio de janeiro. Essabacia é responsável por mais de 65% da populaçãonacional de petróleo.
  8. 8. Plataforma continental de Campos,litoral norte do estado do Rio de janeiro.
  9. 9. Plataforma continental, destaca-se nos estadosde Alagoas, Sergipe e Bahia, que juntos sãoresponsáveis por cerca de 14% da produção dopetróleo bruto. No continente a área mais importante éMassoró, seguida do Recôncavo baiano. Mais da metade do petróleo consumido no Brasilé gasto no setor de transporte, cujo modelo dedesenvolvimento é o rodoviário. Essa opção é a quemais consome energia no transporte de mercadorias epessoas pelo território. Por isso há uma necessidade deo país investir nos transportes ferroviários ehidroviários para diminuir custos e o consumo de umafonte não-renovável de energia.
  10. 10. Definição• Todo recurso renovável oriundo de matéria orgânica produzida e acumulada em um ecossistema (de origem animal ou vegetal) utilizada na produção de energia a partir de processos como a combustão.• Considerada uma forma indireta de energia solar. A energia solar é convertida em energia química, através da fotossíntese, base dos processos biológicos de todos os seres vivos.
  11. 11. Funcionamento
  12. 12. Características• Matéria prima de fácil negociação: Casca de coco, lenha, bagaço de cana-de-açúcar, resíduos florestais, resíduos agrícolas, casca de arroz, excrementos de animais, entre outras matérias orgânicas• Empregada na fabricação de vários biocombustíveis, como, bio-óleo, BTL, biodiesel e biogás
  13. 13. • BALANÇO ENERGÉTICO NACIONAL - BEN. Brasília: MME, 1982.
  14. 14. Vantagens• Baixo custo de operação• Facilidade de armazenamento e transporte• Proporciona o reaproveitamento dos resíduos• Alta eficiência energética• É uma fonte energética renovável e limpa
  15. 15. Desvantagens• Para aumentar a produtividade, seriam necessárias criar culturas agrícolas apenas com fins energéticos• Em termos de preço/competitividade é menos rentável do que outras fontes de energia mais poluidoras tais como os combustíveis fósseis• A combustão de biomassa produz todos os anos 40% da produção mundial anual de dióxido de carbono• Grande quantidade de matéria, desmatamento, perdas para o solo
  16. 16. Empreendimentos no Brasil• Em setembro de 2003, havia registro de 217 termelétricas a biomassa em operação no Brasil, perfazendo uma capacidade instalada de 2.696 MW.• Grande maioria localizada no Estado de São Paulo, onde se concentra grande parte do setor sucroalcooleiro do país.
  17. 17. • CENTRO NACIONAL DE REFERÊNCIA EM BIOMASSA – CENBIO. Panorama do potencial de biomassa no Brasil. Brasília; Dupligráfica, 2003. 80 p. (adaptado)
  18. 18. Energia Nuclear
  19. 19. Definição• Energia nuclear, basicamente, é a energia que o núcleo do átomo possui, mantendo prótons e nêutrons juntos.• As usinas de energia nuclear consistem no uso controlado da energia e das reações nucleares para a obtenção de energia e geração de calor e eletricidade.
  20. 20. Funcionamento• Quando um nêutron atinge o núcleo de um átomo de urânio, dividindo-o, parte da energia que ligava os prótons e os nêutrons é liberada em forma de calor. Este processo é denominado fissão nuclear. A reação em cadeia envolve um número cada vez maior de átomos liberando uma quantidade cada vez maior de energia. Nesse tipo de geração a fissão emite uma grande quantidade de calor, aquece a água que está em caldeiras. O vapor que sai das caldeiras move as turbinas que acionam os geradores de energia.
  21. 21. Energia Nuclear no Brasil Angra 1 encontra-se em operação desde 1982 e fornece ao sistema elétrico brasileiro uma potência de 657 MW
  22. 22. • Angra 2, após longos períodos de paralização nas obras, inicia sua geração entregando ao sistema elétrico mais 1300 MW, o dobro de Angra 1.
  23. 23. • A Central Nuclear de Angra, agora com duas unidades, está pronta para receber sua terceira unidade. Boa parte dos equipamentos desta usina já estão comprados e estocados no canteiro da Central, com as unidades 1 e 2 existentes, praticamente toda a infraestrutura necessária para montar Angra 3 já existe.
  24. 24. Álcool• O álcool é uma fonte renovável de energia e sua queima em motores a explosão é menos poluentes, se comparada com a queima dos derivados do petróleo.• 1975, o Brasil criou o Programa Nacional do Álcool (Proálcool) substituir o petróleo por outras fontes de energia.
  25. 25. Programa bem custoso aos cofres públicosque existe e continua existindo a custa deenormes subsídios. A partir de 1989 o governodiminui os subsídios e o setor entra em crise e opaís passa a importar combustível da Europa.
  26. 26. • Durante a crise do petróleo o governo incentivou aos produtores de açúcar para construírem usinas de grande porte.• O governo não estabeleceu preço mínimo para a tonelada de cana de açúcar o governo abandonou os médios e pequenos proprietários  ganhando um preço muito baixo pela cana de açúcar.
  27. 27. Desde 2002 a indústria automobilísticapassou a produzir carros biocombustíveis (álcoole gasolina), o que está contribuindo para oaumento do consumo de álcool.
  28. 28. Energia eólica• Energia cujo ela é gerada a parti do vento;• Grandes hélices são instaladas em áreas abertas, sendo que, os movimentos delas geram energia elétrica;• É uma fonte limpa e inesgotável, porém, aind a pouco utilizada.
  29. 29. Energia geotérmica• Energia encontrada em camadas profundas da crosta terrestre e existe em alto nível de calor chegando até superar a 5000ºC;• É utilizada em usinas para acionar turbinas elétricas e gerar energia, pelo fato de ter uma temperatura muito alta;• O fluxo de água geotérmicos contem gases dissolvido , sendo que estes gases são enviados a usina de geração de energia junto com o vapor de águaPor outro lado, o odor desagradável,a natureza corrosiva, e aspropriedades nocivasdo ácido sulfídrico (H2S) são causasque preocupam, podem chegar acausar náuseas nas pessoas que oinalam.
  30. 30. Energia gravitacional• Gerada a partir das águas oceânicas na marés;• Possui um custo elevado de implantação, por isso é pouco utilizada;• Alguns especialistas em energia afirmam que, no futuro, esta, será uma das principais fontes de energia do planeta.
  31. 31. Energia Elétrica• 1994  potencial hidrelétrico acima de 260.000 MW  60 mil MW de energia elétrica capacidade nominal instalada  90% era obtido em usinas hidrelétricas e 10% em termelétricas.•  Rio Grande do Sul e Santa Catarina  possuem usinas termelétricas devido a disponibilidade de carvão mineral  tornando básicos os gastos com transportes.
  32. 32. HidrelétricaMaior potencial elétrico- Bacia do Paraná.Maior potencial elétrico disponívelAmazonas
  33. 33. Carvão mineral carvão mineral => fóssil => transformação química =>milhões de anos para se desenvolver. O tempo e ascondições =>formação de uma massa negrahomogênea => jazida de carvão mineral.Embora existam jazidas de carvão mineral em MinasGerais, Bahia, Pernambuco, Piauí, Maranhão, Pará, Amazonas e Acre => elas são muito pequenas e de poçosespessos => Apenas em Santa Catarina, Rio Grande doSul e Paraná as camadas de carvão apresentamviabilidade econômica para exploração.No Rio Grande do Sul => jazida de Candiota => a maiordo país => porém seu carvão é de baixaqualidade, não compensa transportá-lo => somenteao estado.o carvão do Brasil => abastecer termoelétricas =>próxima as jazidas.
  34. 34. Termelétrica• O Rio Grande do Sul e Santa Catarina => possuem usinas termelétricas devido a disponibilidade de carvão mineral => tornando básicos os gastos com transportes.=> Há usinas termelétricas também, em São Paulo, por apresentar duas vantagens: o custo de instalação => podem ser construídas onde são mais necessárias. => desvantagens das termelétricas são os gases lançados na atmosfera e tambem despejo água quente no meio ambiente.• Atualmente, no estado de São Paulo, muitas usinas de açúcar e álcool => usando a queima de bagaço da cana-de-açúcar.
  35. 35. FIIIIIM.

×