Ondas e Marés - 10º C

11.484 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Vantages

    > 'Não causa qualquer tipo de poluição nem destrói habitats.'

    onde vc leu isso? essa informação está completamente errada!

    Só por alto, esse tipo de construção é instalada em regiões de estuários...
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
11.484
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7.822
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
99
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ondas e Marés - 10º C

  1. 1. Energia das ondas e marés<br />Trabalho realizado por:<br />Sara Martins nº17 10ºC<br />Susana Santos nº20 10ºC<br />Tânia Pereira nº22 10ºC<br />
  2. 2. A energia do mar <br /> Os oceanos podem ser uma fonte de energia para iluminar as nossas casas e empresas. Neste momento, o aproveitamento da energia dos mar é apenas experimental e raro.<br /> Mas como é que se obtém energia a partir dos mares?<br /> Existem três maneiras de produzir energia usando o mar: as ondas, as marés ou deslocamento das águas e as diferenças de temperatura dos oceanos.<br />
  3. 3. A energia das ondas<br /> O resultado da combinação de forças exercidas pela gravidade, pela tensão superficial da água e pelos ventos leva à subida e descida da superfície da água do mar e sua propagação: as ondas. <br /> A profundidade do mar influencia a velocidade das ondas, junto à costa. As ondas junto à costa aumentam de altura e inclinação até rebentarem. <br />
  4. 4. Como obter energia das ondas<br /> As ondas possuem energia cinética devido ao movimento da água e energia potencial devida à sua altura. <br /> No entanto existem problemas na utilização de centrais de energia das ondas, que requerem cuidados especiais: as instalações não podem interferir com a navegação e têm que ser robustas para poder resistir às tempestades mas ser suficientemente sensíveis para ser possível obter energia de ondas de amplitudes variáveis.<br />No exemplo da figura, a elevação da onda numa câmara de ar provoca a saída do ar lá contido; o movimento do ar pode fazer girar uma turbina. A energia mecânica da turbina é transformada em energia eléctrica através do gerador.<br />
  5. 5. Central de energia das ondas  <br />A maioria das instalações existentes são de potência reduzida, situando-se no alto mar ou junto à costa, e para fornecimento de energia eléctrica há faróis isolados ou carregamento de baterias de bóias de sinalização.<br /> As instalação de centrais de potência média, apenas tem interesse económico em casos especiais de geometria da costa. O número de locais no Mundo em que esta situação ocorre é reduzido. Em Portugal foi construída uma central na ilha do Pico nos Açores. A central é do tipo de coluna de água oscilante, com uma turbina Wells de eixo horizontal que acciona um gerador eléctrico de velocidade variável com a potência de 400kW. A central fez os primeiros ensaios de funcionamento em 1999.<br />
  6. 6. A energia das marés<br /> O resultado da combinação de forças produzidas pela atracção do Sol e da Lua e do movimento de rotação da Terra leva à subida e descida da água dos oceanos: as marés. <br />Os movimentos verticais da água dos oceanos, associados à subida e descida das marés é acompanhado dum movimento horizontal, denominado por correntes das marés. Estas correntes tem uma periodicidade idêntica à das oscilações verticais. Efeitos das zonas terrestres (bacias hidrográficas e baías, estreitos e canais) provocam restrições a estes movimentos periódicos podendo daí resultar elevadas amplitudes ou elevadas velocidades da corrente da maré. <br />
  7. 7. Como obter energia a partir da energia das marés<br />Pode-se obter energia a partir das marés de duas formas: <br />através da energia associada ao movimento da água que passa quando a maré sobe ou desce;<br />através de diques e comportas que retêm a água da maré cheia e são depois abertas quando o desnível for adequado, fazendo com que a água accione um mecanismo, fazendo-o rodar.<br />
  8. 8. Como obter energia eléctrica a partir das marés<br /> Energia eléctrica pode ser obtida se for parado o movimento da água das marés através dum dique e for utilizada a diferença de nível da superfície da água entre os dois lados do dique para fazer accionar turbinas que accionem geradores de electricidade. <br /> A amplitude da maré tem que ser superior a 5m para que este tipo de solução seja económica. O número de locais no Mundo em que esta situação ocorre é muito reduzido. Para além deste requisito é ainda necessário que o local permita a construção dum dique adequado.<br />
  9. 9. Centrais talasomotrizes<br /> Na Europa foi construída uma central de produção de energia das marés em La Rance (França), a 10km da desembocadura do rio Rance no Canal da Mancha. <br />Neste local a amplitude da maré é de 13m. As turbinas da central funcionam quando enche e quando esvazia o estuário do rio Rance. Está em funcionamento desde 1966 e produz cerca 550 GWh anualmente.<br />
  10. 10. Vantagens<br />Não causa qualquer tipo de poluição nem destrói habitats. <br />É uma energia "limpa", isto é, sem quaisquer custos para o ambiente.<br />É apropriada ás ilhas isoladas e zonas costeiras.<br />É inesgotável.<br />Baixos custos de manutenção.<br />
  11. 11. Desvantagens<br />É de difícil funcionamento e ainda está pouco desenvolvida em termos de materiais usados para um melhor aproveitamento da energia.<br />Só é possível explorar este recurso em determinadas zonas, para além disso os custos da sua exploração são elevados.<br />Baixa rentabilidade.<br />
  12. 12. Utilização racional da energia<br />Redução do consumo, o que implica uma redução significativa da poluição ambiental.<br />Construir casas energéticas.<br />Utilizar lâmpadas de baixo consumo ou de alto rendimento.<br />Exigir as instituições públicas e privadas que “poupem” os recursos energéticos.<br />

×