Ensino médio integrado emi-gama-1

1.805 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre o CEMI do Gama.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.805
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ensino médio integrado emi-gama-1

  1. 1. Ensino Médio Integrado - EMI: integração ou justaposição? João Kerginaldo Firmino do Nascimentos Remi Castioni A experiência do CEMI do GAMA
  2. 2. Apresentação da escola <ul><li>Centro de Ensino Médio Integrado – CEMI </li></ul><ul><li>Gama – Região Administrativa do DF </li></ul><ul><li>Nº de alunos = 467 </li></ul><ul><li>12 salas de aula </li></ul><ul><li>9 laboratórios </li></ul><ul><li>26 professores </li></ul><ul><li>12 servidores de carreira e demais servidores terceirizados para atender a limpeza, segurança e alimentação </li></ul>
  3. 3. Caracterização do DF
  4. 4. Caracterização do DF
  5. 5. Caracterização do DF <ul><li>Pouca tradição na área de EPT: </li></ul><ul><li>Nenhuma escola federal (refederalização do Colégio Agrícola em Dezembro de 2007); </li></ul><ul><li>Criação do IFB - INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE BRASÍLIA, 2008; </li></ul><ul><li>Escolas a serem criadas (Plano Piloto, Taguatinga, Samambaia e Gama) . </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Na Ciência e Tecnologia: </li></ul><ul><ul><li>CEP Saúde, em Planaltina </li></ul></ul><ul><ul><li>ETB, em Taguatinga </li></ul></ul><ul><ul><li>CEP Ceilândia </li></ul></ul><ul><li>Secretaria da Saúde : </li></ul><ul><ul><li>Escola Técnica de Saúde (Escola Técnica do SUS) </li></ul></ul><ul><li>Secretaria de Educação </li></ul><ul><ul><li>Escola de Música de Brasília </li></ul></ul>Apresentação da escola
  7. 7. Matriculas do Ensino Médio e da Educação Profissional DF – Censo Escolar - 2009 Matrículas do Ensino Médio – 104.949 Matriculas da Educação Profissional – 12.637 Rede Privada – 7.977 Rede Pública - 4.600 Participação da EPT na EB = 2,16% e 12% do EM
  8. 8. Proliferação de iniciativas <ul><li>Governo Arruda/Paulo Octávio: </li></ul><ul><ul><li>Projeto Escolas Técnicas </li></ul></ul><ul><ul><li>Bolsa Universitária </li></ul></ul><ul><ul><li>Atenda Trabalhador </li></ul></ul><ul><ul><li>Vilas Olímpicas </li></ul></ul><ul><ul><li>Projeto ABCDF </li></ul></ul><ul><ul><li>ExpressAção - Trabalho </li></ul></ul>
  9. 9. Criação de estruturas concorrentes paralela a das Secretarias <ul><li>Modelo de Gestão para Resultados, e a criação dos Gerentes de Projeto e Gerente-Adjunto de Projeto. </li></ul><ul><ul><li>“ o Modelo de Gestão para Resultados do Distrito Federal, é um conjunto integrado de iniciativas e instrumentos de prospecção, formulação, implementação e avaliação dos resultados, com a finalidade de: orientar o governo para o cidadão; dotar as ações de governo de seletividade e foco estratégico; promover a transparência e o controle social; promover a eficiência e a racionalização dos gastos públicos; e promover a valorização e profissionalização dos servidores com base em resultados (...) ” . </li></ul></ul><ul><ul><li>Decreto N° 27.691, de 06 de fevereiro de 2007 </li></ul></ul>
  10. 10. DECRETO Nº 5.154, DE 23/07/2004 <ul><li>§ 1º A articulação entre a Educação Profissional Técnica de nível médio e o ensino médio dar-se-á de forma: </li></ul><ul><li>I – INTEGRADA; </li></ul><ul><li>II – concomitante (mesma ou distintas instituições); </li></ul><ul><li>III – subseqüente. </li></ul>
  11. 11. DECRETO Nº 5.154, DE 23/07/2004 § 2º Na hipótese prevista no inciso I do § 1º, a instituição de ensino deverá, ..., ampliar a carga horária total do curso, a fim de assegurar, simultaneamente, o cumprimento das finalidades estabelecidas para a formação geral e as condições de preparação para o exercício de profissões técnicas
  12. 12. PARECER CNE - CEB 39/2004 <ul><li>“ ...O curso de EPTNM realizado na forma integrada com o Ensino Médio deve ser considerado como um curso único desde a sua concepção plenamente integrada e ser desenvolvido como tal, desde o primeiro dia de aula até o último. Todos os seus componentes curriculares devem receber tratamento integrado, nos termos do projeto pedagógico da instituição de ensino ” . </li></ul>
  13. 13. PARECER CNE-CEB 39/2004 (recomendações) <ul><li>Para a oferta dos cursos de EPTNM os critérios são os seguintes: </li></ul><ul><ul><li>o atendimento às demandas dos cidadãos, da sociedade e do mundo do trabalho; </li></ul></ul><ul><ul><li>a conciliação das demandas identificadas com a vocação da instituição de ensino; </li></ul></ul>
  14. 14. PARECER CNE-CEB 39/2004 (recomendações) <ul><ul><li>a identificação de perfis profissionais próprios para cada curso, em função das demandas identificadas; </li></ul></ul><ul><ul><li>organização curricular dos cursos de técnico de nível médio, por áreas profissionais, em função da estrutura sócio-ocupacional e tecnológica. ” </li></ul></ul>
  15. 15. RESOLUÇÃO CNE – CEB 01/05 <ul><li>Art. 5º Os cursos de EPTNM realizados de forma integrada com o EM, terão suas cargas horárias totais ampliadas para um mínimo de: </li></ul><ul><li>3.000 horas para as habilitações profissionais que exigem um mínimo de 800 horas; </li></ul><ul><li>3.100 horas para as habilitações profissionais que exigem um mínimo de 1.000 horas; </li></ul><ul><li>3.200 horas para as habilitações profissionais que exigem um mínimo de 1.200 horas. </li></ul>
  16. 16. FORMATO DO CURSO NO CEMI- GAMA
  17. 17. PARECER DO CONSELHO DE EDUCAÇÃO DO DF “ Não possui saídas profissionalizantes intermediárias, mas demonstra claramente a preocupação de garantir que todos os componentes curriculares referentes às duas finalidades (formação geral e formação específica) sejam oferecidos, concomitantemente , desde o início do curso, característica essa evidenciada no ementário apresentado às fls. 22 à 54. Nesse sentido, sua matriz curricular, bem como o respectivo ementário das disciplinas, estão de acordo com os Referenciais Curriculares Nacionais da Educação Profissional Técnica de Nível Médio, área profissional informática, que preceitua:
  18. 18. PARECER DO CONSELHO DE EDUCAÇÃO DO DF “ autorizar a oferta do Ensino Médio Integrado à Educação Profissional Técnica de Nível Médio – Curso Técnico em Informática, em regime seriado anual e período integral, a ser implantado no Centro de Ensino Médio Integrado à Educação Profissional do Gama, instituição educacional da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal ”
  19. 19. ETAPAS A SEREM SEGUIDAS <ul><li>concepção e elaboração do projeto pedagógico da escola, nos termos dos Artigos 12 e 13 da LDB; </li></ul><ul><li>definição do perfil profissional do curso; </li></ul><ul><li>clara definição das competências profissionais a serem desenvolvidas; </li></ul><ul><li>identificação dos conhecimentos, habilidades, atitudes e valores a serem trabalhados pelas escolas, objetivando uma educação integral do cidadão trabalhador; </li></ul>
  20. 20. ETAPAS A SEREM SEGUIDAS <ul><li>organização curricular incluindo, quando requeridos, o estágio profissional supervisionado e eventual trabalho de conclusão de curso; </li></ul><ul><li>definição dos critérios e procedimentos de avaliação; </li></ul><ul><li>elaboração dos planos de curso e dos projetos pedagógicos ; </li></ul><ul><li>inserção do plano de curso de técnico de nível médio no Cadastro Nacional de Cursos Técnicos de nível médio. </li></ul>
  21. 21. integração ou justaposição? Pontos convergentes Pontos divergentes Concepção de integração no plano de curso A não apropriação dessa concepção pelos professores
  22. 22. integração ou justaposição? Pontos convergentes Pontos divergentes Formação para os jovens Definição de curso desarticulada da realidade
  23. 23. integração ou justaposição? Pontos convergentes Pontos divergentes Interdisciplinaridade Fragmentação de conteúdos, abordagens e de formação
  24. 24. integração ou justaposição? Pontos convergentes Pontos divergentes Trabalho coletivo Impossibilidade de desenvolver planejamento e formação continuada no grupo
  25. 25. integração ou justaposição? Pontos convergentes Pontos divergentes Disciplinas que atendem as formações Ementário fragmentado e sem articulação
  26. 26. Considerações finais

×