Seb Tecnologias Educacionais Sbie 17 Nov

2.254 visualizações

Publicada em

Palestra do coordenador de Tecnologias Educacionais do MEC no XX Simposio Brasileiro de Informatica na Educaçao

Publicada em: Educação, Turismo
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.254
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
96
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
36
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seb Tecnologias Educacionais Sbie 17 Nov

  1. 1. Promovido anualmente pela Sociedade Brasileira de Computação Realização Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC Universidade Vale do Itajaí - Univali XX Simpósio Brasileiro de Informática na Educação 17 a 20 de Novembro de 2009 Florianópolis
  2. 2. Secretaria de Educação Básica SEB Claudio André [email_address] Ações Institucionais do MEC Produção, Disseminação e Avaliação de Tecnologias Educacionais Secretaria de Educação Básica SEED Alexandre Mathias Pedro [email_address]
  3. 3. Panorama Quantitativo 1.900.000 - Professores da Educação Básica Pública 300.000 - Profissionais formados em áreas diferentes daquelas em que atuam ou que têm apenas nível médio   5.564 - Municípios (cidades) 27  - Unidades da Federação 48.000.000 - Alunos Matriculados na Educação Básica Pública 14.000.000 - Analfabetos 250.000 - Necessidades de novas formações de professores 190.000.000 - Habitantes Total Descrição
  4. 4. <ul><li>É um conjunto de ações estratégicas do Ministério Educação para a melhoria da qualidade da educação e, por consequência, da Ciência e Tecnologia. </li></ul><ul><li>- O Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) foi criado em 2007 como um plano coletivo de médio e longo prazo, sistêmico, cujo objetivo é melhorar a qualidade da educação no País, com prioridade na Educação Básica. </li></ul><ul><li>Para que isso seja possível, é necessário o engajamento da sociedade civil, pais, alunos, professores e dirigentes em iniciativas que ampliem as condições de permanência e efetiva aprendizagem do aluno na escola. </li></ul><ul><li>O PDE está sustentado em seis pilares : a) visão sistêmica da educação; b) territorialidade; c) desenvolvimento; d) regime de colaboração; e) responsabilização; f) mobilização social. </li></ul>Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE)
  5. 5. Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) <ul><li>- O IDEB avalia o ensino por escola, município ou estado, tem notas de 0 a 10 e leva em conta o desempenho dos alunos no Sistema de Avaliação da Educação Básica ( SAEB) e na Prova Brasil , bem como as taxas de aprovação, reprovação e evasão escolar; </li></ul>O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) foi criado para a definição das metas de qualidade; - A meta estabelecida das séries iniciais do ensino fundamental para o Brasil até 2022 é a de um IDEB igual ou superior a 6,0 , que é a média encontrada entre os países mais desenvolvidos do mundo; - Brasil, nas séries iniciais do ensino fundamental: Nota hoje: 3,8. http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&task=view&id=8658&Itemid=&sistemas=1
  6. 6. <ul><li>Ao aderir ao PDE , Estados e Municípios devem realizar um diagnóstico minucioso da realidade educacional local a partir das dimensões: (1) gestão educacional; (2) formação de professores e dos profissionais de serviço e apoio escolar; (3) práticas pedagógicas e avaliação; e (4) infra-estrutura e recursos pedagógicos. </li></ul><ul><li>A partir desse diagnóstico, desenvolvem um conjunto coerente de ações. Esse conjunto de ações é o que denominamos Plano de Ações Articuladas (PAR) . </li></ul><ul><li>A prioridade são cerca de 1.800 municípios com baixo IDEB - de 1,6 a 3,9. </li></ul><ul><li>E les receberão assistência técnica e/ou financeira do MEC. </li></ul>Planos de Ações Articuladas (PAR) http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&task=view&id=8658&Itemid=&sistemas=1
  7. 7. Estrutura Organizacional
  8. 8. SEB - Secretaria de Educação Básica SESu – Secretaria de Educação Superior SEED – Secretaria de Educação a Distância SEESP – Secretaria de Educação Especial SETEC - Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica SECAD - Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade FNDE – Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação CAPES – Coordenação Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CNE – Conselho Nacional da Educação INEP - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira ..... Secretarias e Autarquias
  9. 9. Resumo Plano de Desenvolvimento da Educação PDE Programa de Ações Articuladas PAR Rede de Formação Portal do Professor Prova Brasil UAB ... Guia de Tecnologias ....
  10. 10. Implantação/Implementação de Tecnologias Educacionais Suporte Técnico e Pedagógico Formação Recursos / Materiais Pedagógicos T.E. Avaliação, Pesquisa, Acompanhamento
  11. 11. Professores aprendendo a ensinar com tecnologias digitais Descobrem novas formas de utilizar as ferramentas e combinam múltiplas tecnologias Invenção 5 Focam o trabalho cooperativo, projetos de aprendizagem e interdisciplinaridade, incorporando as TICs quando ela é necessária, como uma entre muitas ferramentas Apropriação 4 Integram as TICs às atividades de sala de aula, principalmente com foco na produtividade dos alunos Adaptação 3 Usam as TICs nas práticas pedagógicas tradicionais Adoção 2 Aprendem a habilidades básicas para lidar com Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) Entrada 1 Exemplos do que fazem os professores Estágio Item
  12. 12. Para fins do Edital 1/2009 do MEC/SEB, entende-se por tecnologias educacionais: processos, ferramentas e materiais de natureza pedagógica que estejam aliados a uma proposta educacional que evidencie sólida fundamentação teórica e efetiva coerência metodológica. Tecnologias Educacionais Sistemas apostilados de ensino, livros didáticos, apostilas, livros de literatura, livros paradidáticos, atlas, dicionários, mapas e enciclopédias não serão considerados no âmbito desta Chamada Pública.
  13. 13. <ul><li>Engajamento com as políticas públicas </li></ul><ul><li>Articulação com as diretrizes educacionais nacionais </li></ul><ul><li>Replicabilidade </li></ul><ul><li>Condições para continuidade e ampliação </li></ul><ul><li>Referências na área </li></ul><ul><li>Articulação da prática a teoria </li></ul><ul><li>Concepção de uso da tecnologia voltada para a aprendizagem do aluno </li></ul>Alguns Critérios Gerais para Seleção de Tecnologias
  14. 14. Guia de Tecnologias Educacionais Veja mais sobre o Guia em: http://portal.mec.gov.br/seb/index.php?option=com_content&task=view&id=1138
  15. 15. Guia de Tecnologias Educacionais O Guia é uma ferramenta a mais que a Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC/SEB) oferece aos sistemas de ensino e que os auxilie na decisão sobre a aquisição/implementação de tecnologias para uso nas escolas brasileiras de educação básica. Apresenta, no âmbito do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), a descrição e informações de cada tecnologia pré-qualificada, com propósito de auxiliar gestores a conhecer e a identificar aquelas que possam contribuir para a melhoria da educação em suas redes de ensino. O que é o Guia? Veja mais sobre o Guia em: http://portal.mec.gov.br/seb/index.php?option=com_content&task=view&id=1138
  16. 16. Guia de Tecnologias Educacionais Qual a composição do Guia? É composto por tecnologias que estão sendo implementadas pelo MEC – desenvolvidas por suas secretarias e pelo FNDE ou por parcerias estabelecidas com instituições da área de educação – e pelas tecnologias apresentadas por instituições e/ou empresas públicas ou privadas, que foram pré-qualificadas no âmbito do Edital de Pré-Qualificação de Tecnologias Educacionais que Promovam a Qualidade da Educação Básica.
  17. 17. Resultado do Edital 2008 <ul><li>Organizado em 6 blocos: </li></ul><ul><li>- Gestão da Educação (14) </li></ul><ul><li>Ensino-Aprendizagem (40) </li></ul><ul><li>Formação dos Profissionais da Educação (23) </li></ul><ul><li>Educação Inclusiva (7) </li></ul><ul><li>Portais Educacionais (11) </li></ul><ul><li>Diversidade e Educação de Jovens e Adultos (17) </li></ul>Guia de Tecnologias Educacionais Total de 112 Tecnologias Educacionais
  18. 18. Recursos Financeiros do MEC Guia de Tecnologias Educacionais 1.6.3. A pré-qualificação das tecnologias educacionais não gera obrigatoriedade de investimento de recursos financeiros nas mesmas, por parte do MEC ou dos sistemas de ensino municipal, estadual ou federal. 1.6.4. Fica a critério do MEC definir quais áreas terão prioridade de atendimento de tecnologias educacionais. 1.6.4.1 As possíveis contratações advindas da pré-qualificação das tecnologias educacionais de que trata esta Chamada Pública serão efetuadas por instrumento próprio nos termos da Lei nº 8.666/93, IN nº 02 – SLTI-MPOG, de 30 de abril de 2008, e demais legislação que rege a matéria.
  19. 19. O Processo de Pré-qualificação Guia de Tecnologias Educacionais <ul><li>Inicialmente o MEC publica o edital no Diário Oficial da União (D.O.U.). A seguir os proponentes fazem suas inscrições por meio do site http://cte.mec.gov.br/ onde deve ser preenchido um formulário eletrônico com as seguintes informações: </li></ul><ul><li>Nome e dados para contato do proponente; </li></ul><ul><li>Nível de ensino; </li></ul><ul><li>Categoria de inscrição; </li></ul><ul><li>Descrição da tecnologia educacional; </li></ul><ul><li>Objetivos; </li></ul><ul><li>Embasamento teórico; </li></ul><ul><li>Metodologia de uso da tecnologia; </li></ul><ul><li>Forma de acompanhamento e avaliação; </li></ul><ul><li>Impacto esperado sobre os indicadores de qualidade; </li></ul><ul><li>Experiência de utilização da tecnologia na prática educacional; </li></ul><ul><li>Potencial de disseminação da tecnologia; </li></ul><ul><li>Necessidade de visita in loco (opcional); </li></ul><ul><li>Outras informações relevantes (opcional). </li></ul>
  20. 20. <ul><li>Ensino-aprendizagem (metodologias relativas aos componentes curriculares e os temas transversais do currículo). </li></ul><ul><li>Formação continuada de professores. </li></ul><ul><li>Leitura: promoção e formação de mediadores. </li></ul><ul><li>Avaliação institucional. </li></ul><ul><li>Avaliação da aprendizagem. </li></ul><ul><li>Gestão de sistemas de ensino. </li></ul><ul><li>Gestão de unidades educativas (escolas). </li></ul><ul><li>Alfabetização. </li></ul><ul><li>Alfabetização de jovens e adultos. </li></ul><ul><li>Recuperação da aprendizagem. </li></ul><ul><li>Correção de fluxo escolar – adequação idade/ano/série. </li></ul><ul><li>Educação e trabalho. </li></ul><ul><li>Inclusão digital. </li></ul><ul><li>Relações étnico-raciais. </li></ul><ul><li>Tecnologia assistiva (acessibilidade). </li></ul>Avaliação – Pré Qualificação de Tecnologias - Áreas
  21. 21. Guia de Tecnologias Educacionais a) Ao realizar as inscrições online, os proponentes se comprometem a enviar os materiais para compor o conjunto de informações que serão levadas em consideração no processo de avaliação. No caso de algumas tecnologias, como por exemplo, portais web, sistemas de gestão eletrônicos ou sites educacionais, é necessário o envio de login e senha para que o MEC/SEB tenha acesso a mais detalhes da proposta inscrita. O Processo de Pré-qualificação
  22. 22. Guia de Tecnologias Educacionais b) Enquanto as inscrições estão em andamento, o MEC/SEB faz uma série de reuniões com os avaliadores/pareceristas para debater e prestar esclarecimentos sobre o processo de avaliação, cronograma, sistematização e consolidação da avaliação. Todos os avaliadores/pareceristas são escolhidos mediante avaliação das informações disponíveis na Plataforma Lattes, sendo que a equipe é formada por especialistas de todo território nacional. O Processo de Pré-qualificação
  23. 23. Guia de Tecnologias Educacionais c) Após o encerramento das inscrições, as propostas inscritas são distribuídas para que, pelo menos, 2 pareceristas se encarreguem individualmente de fazer a leitura e avaliação detalhada do formulário preenchido e do material recebido. Os 2 avaliadores preparam seus respectivos pareceres e, no caso de desacordo inicial entre eles, a coordenação e os avaliadores debatem sobre um possível consenso. Caso não ocorra o consenso, 1 terceiro parecerista é convidado para fazer a avaliação e, junto com a coordenação, concluem o processo daquela tecnologia que está sendo analisada para pré-qualificação. No caso das instituições que solicitaram avaliação in loco , esse processo ocorre simultaneamente as demais ações de análise e discussões sobre a tecnologia inscrita. O Processo de Pré-qualificação
  24. 24. Guia de Tecnologias Educacionais d) Após concluir o processo de avaliação para pré-qualificação, o MEC publica o resultado no D.O.U. e, a partir da data de publicação as instituições que não tiveram suas tecnologias pré-qualificadas têm 08 dias para entrar com recurso. Novamente os pareceristas são chamados para avaliar o recurso e fazer suas considerações a partir da manifestação dos proponentes. Atualmente estamos nesta fase do processo referente ao Edital 2009. O Processo de Pré-qualificação
  25. 25. Guia de Tecnologias Educacionais f) Após análise dos recursos, o resultado final do edital de pré-qualificação será publicado no D.O.U. No caso deste ano de 2009, o resultado final está previsto para ser publicado no dia 1º. de dezembro. O Processo de Pré-qualificação
  26. 26. Cronograma do Edital 2009 Guia de Tecnologias Educacionais ----- 29/01/2009 Publicação D.O.U. ----- 01/12/2009 Divulgação dos resultados finais ----- 03/11/2009 Divulgação dos resultados 11/11/2009 04/11/2009 Prazo para recursos 27/10/2009 27/07/2009 Avaliação 21/03/2009 Data de Início 20/07/2009 Data de Término Inscrição das propostas Fase
  27. 27. Resultado das Inscrições - Edital 2009 Guia de Tecnologias Educacionais 159 TOTAL   44 Ensino-aprendizagem (metodologias relativas aos componentes curriculares e os temas transversais do currículo) 14 40 Formação continuada de professores 13 11 Alfabetização 12 10 Inclusão Digital 11 9 Leitura: promoção e formação de mediadores 10 8 Gestão de unidades educativas (escolas) 9 8 Educação e Trabalho 8 6 Gestão de sistemas de ensino 7 6 Correção de Fluxo Escolar - adequação idade/ano/série 6 5 Tecnologia assistiva (acessibilidade) 5 5 Alfabetização de Jovens e Adultos 4 4 Recuperação da aprendizagem 3 2 Avaliação da aprendizagem 2 1 Avaliação Institucional 1 Quantidade ÁREA  
  28. 28. Número de Inscritos Externos ao MEC Número de Tecnologias Pré-qualificadas Externas ao MEC Guia de Tecnologias Educacionais Total de 135 Pessoa Jurídica  104 Pessoa Física  31 Ano de 2008 Total de 159 Pessoa Jurídica  129 Pessoa Física  30 Total de 233 Pessoa Jurídica  206 Pessoa Física  27 Ano de 2009 Ano de 2007 Total de 41 Todos  Instituições Públicas ou Privadas Total de 19 Pessoas Jurídica  18 Pessoa Física  01 Ano de 2008 Ano de 2007
  29. 29. Pré-qualificação das tecnologias Acompanhamento/Avaliação Certificação Resumo do Processo Guia de Tecnologias Educacionais
  30. 30. a) Fundamentação política das tecnologias educacionais b) Indicadores de Qualidade c) Mapeamento de tecnologias educacionais d) Processo de pré-qualificação, avaliação e certificação e) Estudos e pesquisas sobre as possibilidades e os desafios das tecnologias na educação básica f) Estudos e pesquisas sobre a formação de professores para uso qualitativo das tecnologias g) Ampla divulgação do próximo edital Próximas Etapas Guia de Tecnologias Educacionais
  31. 31. Plataforma Freire http://freire.mec.gov.br
  32. 32. Aluno integrado
  33. 33. Portal do Professor http://portaldoprofessor.mec.gov.br
  34. 34. Biblioteca do Professor / Coleção Explorando o Ensino http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=12314&Itemid=632
  35. 35. Tecnologias na Educação- Ensinando e aprendendo com as TIC
  36. 36. E-Proinfo
  37. 37. Especialização Tecnologias em Educação – PUC/RJ
  38. 38. Mídias na Educação
  39. 39. Tv Escola na Net
  40. 40. Portal Domínio Público
  41. 41. Portal Domínio Público
  42. 42. Prova Brasil http://provabrasil2009.inep.gov.br/
  43. 43. Universidade Aberta do Brasil http://uab.capes.gov.br/
  44. 44. Olimpíada de Português Pradime Conselhos Escolares Proforti Escolas de Gestores PDE Escola Alguns Programas (Ações) do MEC Guia de Tecnologias Gestar II
  45. 45. Alguns Programas (Ações) do MEC Formação de Professores Pró-Letramento 1 ª Olimpíada Brasileira de Matemática Saúde e Prevenção ProFuncionário Ensino Fundamental de 9 Anos PNE Pró Conselho
  46. 46. Ensino Médio 3º Prêmio Ciências no Ensino Médio PNLEM PNLD PNBE Prêmio Professores Alguns Programas (Ações) do MEC
  47. 47. Implantação/Implementação de Tecnologias Educacionais Suporte Técnico e Pedagógico Formação Recursos / Materiais Pedagógicos T.E. Avaliação, Pesquisa, Acompanhamento
  48. 48. http://www.mec.gov.br Portal do MEC
  49. 49. Obrigado!!! Secretaria de Educação Básica SEB Claudio André [email_address] Secretaria de Educação Básica SEED Alexandre Mathias Pedro [email_address]

×