SlideShare uma empresa Scribd logo
CURSO TREINADORES FUTEBOLCURSO TREINADORES FUTEBOLCURSO TREINADORES FUTEBOLCURSO TREINADORES FUTEBOL –––– Nível INível INível INível I
Associação Nacional Treinadores FutebolAssociação Nacional Treinadores FutebolAssociação Nacional Treinadores FutebolAssociação Nacional Treinadores Futebol
Associação de Futebol de BragaAssociação de Futebol de BragaAssociação de Futebol de BragaAssociação de Futebol de Braga
Federação Portuguesa de FutebolFederação Portuguesa de FutebolFederação Portuguesa de FutebolFederação Portuguesa de Futebol
Ensino/Treino da Manutenção eEnsino/Treino da Manutenção eEnsino/Treino da Manutenção eEnsino/Treino da Manutenção e
Circulação da Posse da BolaCirculação da Posse da BolaCirculação da Posse da BolaCirculação da Posse da Bola
João Carlos CostaJoão Carlos CostaJoão Carlos CostaJoão Carlos Costa
João BrandãoJoão BrandãoJoão BrandãoJoão BrandãoMaio 2007Maio 2007Maio 2007Maio 2007 ---- BragaBragaBragaBraga
Circulação da Posse da BolaCirculação da Posse da BolaCirculação da Posse da BolaCirculação da Posse da Bola
TAXIONOMIA DOTAXIONOMIA DOTAXIONOMIA DOTAXIONOMIA DO
EXERCICIOEXERCICIOEXERCICIOEXERCICIO
→ Individual (1 elemento);
→ Grupal (2 a 4 elementos);
→ Sectorial (1 Sector);
→ Inter-sectorial (2 Sectores);
→ Colectivo (+2 sectores);
TEMAS DOTEMAS DOTEMAS DOTEMAS DO
EXERCÍCIOEXERCÍCIOEXERCÍCIOEXERCÍCIO
- Organização Ofensiva
- Transição Defensiva
- Organização Defensiva
- Transição Ofensiva
JoãoCarlosCosta&JoãoBrandão
Nível I
Braga 2007
CONDICIONANTES ESTRUTURAIS DO EXERCÍCIOCONDICIONANTES ESTRUTURAIS DO EXERCÍCIOCONDICIONANTES ESTRUTURAIS DO EXERCÍCIOCONDICIONANTES ESTRUTURAIS DO EXERCÍCIO (Castelo, 2006)(Castelo, 2006)(Castelo, 2006)(Castelo, 2006)
1. RegulamentarRegulamentarRegulamentarRegulamentar (simplificar a complexificar);
2. EspaçoEspaçoEspaçoEspaço (dimensão, geometria, utilização, divisão);
3. TácticoTácticoTácticoTáctico----técnicatécnicatécnicatécnica (balizas, relações privilegiadas, acções motoras);
4. TempoTempoTempoTempo (tempo ataque);
5. NúmeroNúmeroNúmeroNúmero (toques, passes, jogadores);
CONSTRUÇÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DO EXERCICIOCONSTRUÇÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DO EXERCICIOCONSTRUÇÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DO EXERCICIOCONSTRUÇÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DO EXERCICIO
PLANIFICAÇÃOPLANIFICAÇÃOPLANIFICAÇÃOPLANIFICAÇÃO
- Objectivo;
- Selecção do exercício;
- Organização do grupo;
- Organização do espaço e dos meios
necessários;
- Condições de execução;
CONCRETIZAÇÃOCONCRETIZAÇÃOCONCRETIZAÇÃOCONCRETIZAÇÃO
- Comunicação Objectivo;
- Organização do grupo;
- Condições de execução;
- Explicação Demonstração;
- Experimentação;
NOS EXERCÍCIOS DE MPB É FUNDAMENTAL:NOS EXERCÍCIOS DE MPB É FUNDAMENTAL:NOS EXERCÍCIOS DE MPB É FUNDAMENTAL:NOS EXERCÍCIOS DE MPB É FUNDAMENTAL:
Nível I
Braga 2007
JoãoCarlosCosta&JoãoBrandão
i. Criar um sentido de ataque;
ii. Manter a baliza como referência basilar de todo o jogo;
iii. Impedir a inversão da importância da MPB perante o golo;
NOS EXERCÍCIOS DE MPB É FUNDAMENTAL:NOS EXERCÍCIOS DE MPB É FUNDAMENTAL:NOS EXERCÍCIOS DE MPB É FUNDAMENTAL:NOS EXERCÍCIOS DE MPB É FUNDAMENTAL:
iv. Adequar as condicionantes estruturais dos exercícios à avaliação desempenho;
v. Identificar o momento oportuno para assumir maior risco;
vi. Inserir os guarda-redes;
vii. Não dar a bola de “borla”;
viii. Abandonar a atitude fechada dos técnicos;
ix. Procurar profundidade na MPB;
CONSTRUÇÃO NO “NOSSO” EXERCÍCIOSCONSTRUÇÃO NO “NOSSO” EXERCÍCIOSCONSTRUÇÃO NO “NOSSO” EXERCÍCIOSCONSTRUÇÃO NO “NOSSO” EXERCÍCIOS
O “Nosso” Jogo
Exercício Base
Condicionantes
O “Nosso” Exercício
Nunca foi nossa intenção elaborar um conjunto de normas ou de receitas. Mas sim
promover o intercâmbio de informação, discussão e reflexão que possam contribuir
a uma constante e reflectida aprendizagem pessoal, a partir duma interacção
positiva de diferentes pontos de vista na construção dos exercícios de treino.
Nível I
Braga 2007
JoãoCarlosCosta&JoãoBrandão
Exercício Base
Condicionantes
Estruturais
EXERCICIO Nº 1EXERCICIO Nº 1EXERCICIO Nº 1EXERCICIO Nº 1 –––– Meio 3x1Meio 3x1Meio 3x1Meio 3x1
1. Estrutura: Meios 3x1;
2. Elementos: Grupos de 4 jogadores;
3. Espaço: 5m x 5m.
4. Objectivo: Passar e manter a posse da
bola; criar linhas de passe; enquadrar-se
com a zona de recepção e com a zona de
destino do passe.destino do passe.
5. Tempo : Períodos de 4 a 5 min.
1
32 1
João Carlos Costa & João Brandão
EXERCICIO Nº 2EXERCICIO Nº 2EXERCICIO Nº 2EXERCICIO Nº 2 –––– Posse com transiçãoPosse com transiçãoPosse com transiçãoPosse com transição
1
3
2
1. Estrutura: 6 x 2+4;
2. Elementos: 12 jogadores;
3. Espaço: ±30 m x 15 m.
4. Objectivo: Manter e circular da posse
da bola nas zonas de menor
concentração defensiva, utilizar a
4 5
6
3
superioridade numérica no seu espaço
de posse, tirar a bola da zona de
presão.
5. Tempo: Períodos de 2 a 3 min.
4 5
2
1
54
6
João Carlos Costa & João Brandão
EXERCICIO Nº 3EXERCICIO Nº 3EXERCICIO Nº 3EXERCICIO Nº 3 –––– Posse em superioridadePosse em superioridadePosse em superioridadePosse em superioridade
1. Estrutura: 2 x 2+4;
2. Elementos: 8 jogadores;
3. Espaço: ±15 m x 15 m.
4. Objectivo: Manter e circular a posse
da bola; utilização do apoio para
circular o jogo; criação de linhas de
passe perto e afastado do apoio em
posse.
1
3
2
4
2
1
4
posse.
5. Tempo: Períodos de 2 a 3 min.
3
João Carlos Costa & João Brandão
EXERCICIO Nº 4EXERCICIO Nº 4EXERCICIO Nº 4EXERCICIO Nº 4 –––– Posse com múltiplas balizasPosse com múltiplas balizasPosse com múltiplas balizasPosse com múltiplas balizas
1. Estrutura: Jogo 6x6+2 joker
ofensivos com várias balizas;
2. Elementos: 14 jogadores;
3. Espaço: ± 35 m x 40 m.
4. Objectivo: Manter e circular a posse
da bola; variar o jogo em função da
organização e concentração defensiva
adversária. Ver as zonas com menor
1
3
2
4
2
1 adversária. Ver as zonas com menor
concentração defensiva, esperar pela
linha de passe na zona de finalização;
5. Tempo: Períodos de 4 a 5 min.
3
4
1
4
5
6
6
5
A
B
João Carlos Costa & João Brandão
EXERCICIO Nº 5EXERCICIO Nº 5EXERCICIO Nº 5EXERCICIO Nº 5 –––– Posse com 6 balizasPosse com 6 balizasPosse com 6 balizasPosse com 6 balizas
1. Estrutura: Jogo 6x6+1 Joker
ofensivo com 3+3 balizas;
2. Elementos: 13 jogadores;
3. Espaço: ± 35 m x 40 m.
4. Objectivo: Manter e circular a posse
da bola; variar o jogo em função da
organização defensiva adversária;
Identificação das zonas com menor
1
3
4
4
concentração defensiva, circulação da
bola em elevada velocidade de
transmissão.
5. Tempo: Períodos de 4 a 5 min.
3
2
2
1
4
5
6
6
5
A
João Carlos Costa & João Brandão
EXERCICIO Nº 6EXERCICIO Nº 6EXERCICIO Nº 6EXERCICIO Nº 6 –––– Posse em superioridade com finalizaçãoPosse em superioridade com finalizaçãoPosse em superioridade com finalizaçãoPosse em superioridade com finalização
1. Estrutura: GR+3+3 x 3+3+GR;
2. Elementos: 12 jogadores e 2 GR;
3. Espaço: ± 40m x 40m.
4. Objectivo: Manter e circular a posse da
bola em superioridade numérica; esperar,
identificar e aproveitar dos desequilíbrios
defensivos. Ser paciente, mobilidade dos
2
4
57
defensivos. Ser paciente, mobilidade dos
jogadores com maior profundidade, apoio ao
portador da bola.
5. Tempo: Períodos de 4 a 5 min.
1
3
3
4
2
1
6
6
5
7
João Carlos Costa & João Brandão
EXERCICIO Nº 7EXERCICIO Nº 7EXERCICIO Nº 7EXERCICIO Nº 7 –––– MPB da defesaMPB da defesaMPB da defesaMPB da defesa
1. Estrutura: GR+4 x 2
2. Elementos: 6 jogadores e 1 GR.
3. Espaço: 1/3 campo 35m x 70m.
4. Objectivo: Manter e circular a posse
da bola em superioridade numérica e
em organização estrutural; Ser
4
5
7
paciente; procurar entrada no sector
seguinte; apoio ao portador da bola,
utilização de todo o espaço de jogo de
forma racional.
5. Tempo: Períodos de 3 a 4 min.3
2
1
9
João Carlos Costa & João Brandão
EXERCICIO Nº 8EXERCICIO Nº 8EXERCICIO Nº 8EXERCICIO Nº 8 –––– MPB da defesa + Meio campoMPB da defesa + Meio campoMPB da defesa + Meio campoMPB da defesa + Meio campo
1. Estrutura: GR+7 x 5
2. Elementos: 12 jogadores
e 1 GR.
3. Espaço: 40m x 70m.
4. Objectivo: Manter e
circular a posse da bola em
superioridade numérica e em
organização estrutural; Ser
4
5
7
8
10
paciente; procurar entrada no
sector mais avanaço; apoio
ao portador da bola,
utilização de todo o espaço
de jogo de forma racional.
5. Tempo: Períodos de 3 a 4
min.
3
2
1
9
João Carlos Costa & João Brandão
6
10
8
6
EXERCICIO Nº 9EXERCICIO Nº 9EXERCICIO Nº 9EXERCICIO Nº 9 –––– MPB do meio campo + ataqueMPB do meio campo + ataqueMPB do meio campo + ataqueMPB do meio campo + ataque
1. Estrutura: GR+4 x 5
2. Elementos: 9 jogadores e
1 GR.
3. Espaço: 40m x 70m.
4. Objectivo: Manter e
circular a posse da bola em
superioridade numérica e em
organização estrutural; Ser
4
7
9
8
paciente; seleccionar o
momeno adequado para
assumir maior risco; apoio ao
portador da bola.
5. Tempo: Períodos de 2 a 3
min.
3
2
1
9
João Carlos Costa & João Brandão
11
10
6
EXERCICIO Nº 10EXERCICIO Nº 10EXERCICIO Nº 10EXERCICIO Nº 10 –––– Posse em estruturaPosse em estruturaPosse em estruturaPosse em estrutura
1. Forma: 11x11 em estrutura;
2. Elementos: 22 jogadores;
3. Espaço: ±35 m x 50 m.
4. Objectivo: Manter e circular a
posse da bola em organização
estrutural; identificar e utilizar as
linhas de passe de apoio e as
desmarcações de ruptura. Ser
3
2
4
5
7
10
11
8
paciente, não sobrepor sectores,
manter triangulos posicionais, linha
de passe perto e longe da bola.
5. Tempo: Períodos de 4 a 5 min.
1
2
3
4
1
5
66
7
8
9
10
9
11
João Carlos Costa & João Brandão
EXERCICIO Nº 11EXERCICIO Nº 11EXERCICIO Nº 11EXERCICIO Nº 11 –––– Posse com entrada no ataquePosse com entrada no ataquePosse com entrada no ataquePosse com entrada no ataque
1. Estrutura:
Jogo 7+1 x 7+1;
2. Elementos: 16 jogadores;
3. Espaço: ± 40 m x 40 m.
4. Objectivo: Manter e
circular a posse da bola;
analisar a movimentação
2
11
10
5
7
7
9
e/ou desmarcação do
avançado e servi-lo;
aproveitar os espaços entre
os defensores adversário
para servir o avançado.
5. Tempo de Exercitação:
Períodos de 8 a 10 min.
3
2
10
6 6
5
7
8
9
9
João Carlos Costa & João Brandão
EXERCICIO Nº 12EXERCICIO Nº 12EXERCICIO Nº 12EXERCICIO Nº 12 –––– Holandesa em posseHolandesa em posseHolandesa em posseHolandesa em posse
2
4
5
7
2
7
B
1. Estrutura: Jogo
GR+6x6+GR, com 6 em
espera e 2 apoios em
amplitude;
2. Elementos: 20 jogadores
e 2 GR;
3. Espaço: Espaço
compreendido entre as
duas áreas,
aproximadamente 70 m x
40 m de largura.
1
3
3
4
2
1
6
6
5
7
3
4
6
5
A
5. Tempo: Períodos de 8 a
10 min.
4. Objectivo: Manter e
circular a posse da bola;
criar linhas de passe em
toda a amplitude; esperar
pela desorganização
defensiva. Ser paciente;
retirar a bola da zona de
pressão, mobilidade dos
jogadores com maior
profundidade, apoio ao
portador da bola e jogo em
amplitude.
João Carlos Costa & João Brandão
EXERCICIO Nº 13EXERCICIO Nº 13EXERCICIO Nº 13EXERCICIO Nº 13 –––– Posse com corredoresPosse com corredoresPosse com corredoresPosse com corredores
1. Estrutura: GR+8 x 8+GR + 2 Joker
2. Elementos: 18 jogadores e 2 GR.
3. Espaço: Meio campo 50m x 70m,
com três corredores de jogo
longitudinal.
4. Objectivo: Manter e circular a posse
da bola em superioridade numérica e
em organização estrutural; Ser
paciente; mobilidade dos jogadores
2
4
4
5
6
7
B
11
paciente; mobilidade dos jogadores
com maior profundidade, apoio ao
portador da bola, utilização de todo o
espaço de jogo de forma racional,
sobretudo em amplitude.
5. Tempo: Períodos de 8 a 10 min.
3
3
2
1
6
6
5
7
A
6
1
11
9
João Carlos Costa & João Brandão

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A Construção de uma Dinâmica
A Construção de uma DinâmicaA Construção de uma Dinâmica
A Construção de uma Dinâmica
Fundação Real Madrid
 
Sl Benfica modelo de jogo para a formação
Sl Benfica modelo de jogo para a formaçãoSl Benfica modelo de jogo para a formação
Sl Benfica modelo de jogo para a formação
Mário Torres
 
Dia Verde da Periodização Tática
Dia Verde da Periodização TáticaDia Verde da Periodização Tática
Dia Verde da Periodização Tática
Fundação Real Madrid
 
Tema 6. tareas tácticas
Tema 6.  tareas tácticasTema 6.  tareas tácticas
Tema 6. tareas tácticas
MarinoSolares
 
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de TreinoConcepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Fundação Real Madrid
 
Modelo de Jogo e Morfociclo Padrão de Carlo Ancelotti
Modelo de Jogo e Morfociclo Padrão de Carlo AncelottiModelo de Jogo e Morfociclo Padrão de Carlo Ancelotti
Modelo de Jogo e Morfociclo Padrão de Carlo Ancelotti
Fundação Real Madrid
 
Sporting CP - Relatório de Observação
Sporting CP - Relatório de ObservaçãoSporting CP - Relatório de Observação
Sporting CP - Relatório de Observação
Futebol Relatórios e Tácticas
 
A bíblia de mourinho no fc porto
A bíblia de mourinho no fc portoA bíblia de mourinho no fc porto
A bíblia de mourinho no fc porto
raseslb
 
Protocolo Guia para a Observação dos Adversários
Protocolo Guia para a Observação dos AdversáriosProtocolo Guia para a Observação dos Adversários
Protocolo Guia para a Observação dos Adversários
Fundação Real Madrid
 
MESOCICLO ATAQUE COMBINATIVO @ ANDRES RAMOS @ CADF DEPORTIVO
MESOCICLO ATAQUE COMBINATIVO @ ANDRES RAMOS @ CADF DEPORTIVOMESOCICLO ATAQUE COMBINATIVO @ ANDRES RAMOS @ CADF DEPORTIVO
MESOCICLO ATAQUE COMBINATIVO @ ANDRES RAMOS @ CADF DEPORTIVO
Yonanca.com Futbol Studio
 
Mesociclo combinativo
Mesociclo combinativoMesociclo combinativo
Mesociclo combinativo
Futbol_Ofensivo
 
96 juegos para el entrenamiento integrado de las acciones combinativas en el ...
96 juegos para el entrenamiento integrado de las acciones combinativas en el ...96 juegos para el entrenamiento integrado de las acciones combinativas en el ...
96 juegos para el entrenamiento integrado de las acciones combinativas en el ...
Ernesto Tello
 
Vicente del Bosque: "As Lições do Treinador Campeão do Mundo"
Vicente del Bosque: "As Lições do Treinador Campeão do Mundo"Vicente del Bosque: "As Lições do Treinador Campeão do Mundo"
Vicente del Bosque: "As Lições do Treinador Campeão do Mundo"
Fundação Real Madrid
 
Ajax Training Sessions
Ajax Training SessionsAjax Training Sessions
Ajax Training Sessions
Renato Moreira
 
Modelo de Jogo do Treinador Rui Quinta
Modelo de Jogo do Treinador Rui QuintaModelo de Jogo do Treinador Rui Quinta
Modelo de Jogo do Treinador Rui Quinta
Fundação Real Madrid
 
treino
 treino treino
treino
Hugo Ferreira
 
Meios de ensino treino do jogo de futebol
Meios de ensino treino do jogo de futebolMeios de ensino treino do jogo de futebol
Meios de ensino treino do jogo de futebol
moko25
 
TouchTight Combination Practices EBOOK 2
TouchTight Combination Practices EBOOK 2 TouchTight Combination Practices EBOOK 2
TouchTight Combination Practices EBOOK 2
Leon Jackson
 
Diego Simeone - Sessão de Treino
Diego Simeone - Sessão de TreinoDiego Simeone - Sessão de Treino
Diego Simeone - Sessão de Treino
Fundação Real Madrid
 
ObservaçãO Jogo Vsc X Rio Ave
ObservaçãO Jogo   Vsc X Rio AveObservaçãO Jogo   Vsc X Rio Ave
ObservaçãO Jogo Vsc X Rio Ave
Ricardo Miguel Silva
 

Mais procurados (20)

A Construção de uma Dinâmica
A Construção de uma DinâmicaA Construção de uma Dinâmica
A Construção de uma Dinâmica
 
Sl Benfica modelo de jogo para a formação
Sl Benfica modelo de jogo para a formaçãoSl Benfica modelo de jogo para a formação
Sl Benfica modelo de jogo para a formação
 
Dia Verde da Periodização Tática
Dia Verde da Periodização TáticaDia Verde da Periodização Tática
Dia Verde da Periodização Tática
 
Tema 6. tareas tácticas
Tema 6.  tareas tácticasTema 6.  tareas tácticas
Tema 6. tareas tácticas
 
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de TreinoConcepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
 
Modelo de Jogo e Morfociclo Padrão de Carlo Ancelotti
Modelo de Jogo e Morfociclo Padrão de Carlo AncelottiModelo de Jogo e Morfociclo Padrão de Carlo Ancelotti
Modelo de Jogo e Morfociclo Padrão de Carlo Ancelotti
 
Sporting CP - Relatório de Observação
Sporting CP - Relatório de ObservaçãoSporting CP - Relatório de Observação
Sporting CP - Relatório de Observação
 
A bíblia de mourinho no fc porto
A bíblia de mourinho no fc portoA bíblia de mourinho no fc porto
A bíblia de mourinho no fc porto
 
Protocolo Guia para a Observação dos Adversários
Protocolo Guia para a Observação dos AdversáriosProtocolo Guia para a Observação dos Adversários
Protocolo Guia para a Observação dos Adversários
 
MESOCICLO ATAQUE COMBINATIVO @ ANDRES RAMOS @ CADF DEPORTIVO
MESOCICLO ATAQUE COMBINATIVO @ ANDRES RAMOS @ CADF DEPORTIVOMESOCICLO ATAQUE COMBINATIVO @ ANDRES RAMOS @ CADF DEPORTIVO
MESOCICLO ATAQUE COMBINATIVO @ ANDRES RAMOS @ CADF DEPORTIVO
 
Mesociclo combinativo
Mesociclo combinativoMesociclo combinativo
Mesociclo combinativo
 
96 juegos para el entrenamiento integrado de las acciones combinativas en el ...
96 juegos para el entrenamiento integrado de las acciones combinativas en el ...96 juegos para el entrenamiento integrado de las acciones combinativas en el ...
96 juegos para el entrenamiento integrado de las acciones combinativas en el ...
 
Vicente del Bosque: "As Lições do Treinador Campeão do Mundo"
Vicente del Bosque: "As Lições do Treinador Campeão do Mundo"Vicente del Bosque: "As Lições do Treinador Campeão do Mundo"
Vicente del Bosque: "As Lições do Treinador Campeão do Mundo"
 
Ajax Training Sessions
Ajax Training SessionsAjax Training Sessions
Ajax Training Sessions
 
Modelo de Jogo do Treinador Rui Quinta
Modelo de Jogo do Treinador Rui QuintaModelo de Jogo do Treinador Rui Quinta
Modelo de Jogo do Treinador Rui Quinta
 
treino
 treino treino
treino
 
Meios de ensino treino do jogo de futebol
Meios de ensino treino do jogo de futebolMeios de ensino treino do jogo de futebol
Meios de ensino treino do jogo de futebol
 
TouchTight Combination Practices EBOOK 2
TouchTight Combination Practices EBOOK 2 TouchTight Combination Practices EBOOK 2
TouchTight Combination Practices EBOOK 2
 
Diego Simeone - Sessão de Treino
Diego Simeone - Sessão de TreinoDiego Simeone - Sessão de Treino
Diego Simeone - Sessão de Treino
 
ObservaçãO Jogo Vsc X Rio Ave
ObservaçãO Jogo   Vsc X Rio AveObservaçãO Jogo   Vsc X Rio Ave
ObservaçãO Jogo Vsc X Rio Ave
 

Destaque

Aquecimento de jogo
Aquecimento de jogoAquecimento de jogo
Aquecimento de jogo
José Marques
 
Construção de um Estilo (Modelo) de Jogo
Construção de um Estilo (Modelo) de JogoConstrução de um Estilo (Modelo) de Jogo
Construção de um Estilo (Modelo) de Jogo
Fundação Real Madrid
 
Esquemas tácticos
Esquemas tácticosEsquemas tácticos
Esquemas tácticos
Romao Meireles
 
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolProgramação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Fundação Real Madrid
 
José Mourinho - Modelo de jogo (FCP)
José Mourinho - Modelo de jogo (FCP)José Mourinho - Modelo de jogo (FCP)
José Mourinho - Modelo de jogo (FCP)
oscarbarbedofaria
 
Modelo de Jogo - Defesa Zona - Comportamento com 4 Defesas
Modelo de Jogo - Defesa Zona - Comportamento com 4 DefesasModelo de Jogo - Defesa Zona - Comportamento com 4 Defesas
Modelo de Jogo - Defesa Zona - Comportamento com 4 Defesas
Saber Sobre o Saber Treinar
 
Modelo
ModeloModelo
O Modelo de Jogo do Real Madrid de José Mourinho
O Modelo de Jogo do Real Madrid de José MourinhoO Modelo de Jogo do Real Madrid de José Mourinho
O Modelo de Jogo do Real Madrid de José Mourinho
Renato Moreira
 
Jose Mourinho Book-transition-practice
Jose Mourinho Book-transition-practiceJose Mourinho Book-transition-practice
Jose Mourinho Book-transition-practice
Michail Tsokaktsidis
 
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolProgramação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Fundação Real Madrid
 
DVD "Aprender a Jogar no Jogo - Um guia para o Ensino do Futebol (I)"
DVD "Aprender a Jogar no Jogo - Um guia para o Ensino do Futebol (I)"DVD "Aprender a Jogar no Jogo - Um guia para o Ensino do Futebol (I)"
DVD "Aprender a Jogar no Jogo - Um guia para o Ensino do Futebol (I)"
Nuno Real
 
Metodologia de Trabalho - José Mourinho
Metodologia de Trabalho - José MourinhoMetodologia de Trabalho - José Mourinho
Metodologia de Trabalho - José Mourinho
Leandro Zago
 
The game model (radoslaw bella)
The game model (radoslaw bella)The game model (radoslaw bella)
The game model (radoslaw bella)
Radosław Bella
 
Modelo de jogo
Modelo de jogoModelo de jogo
Modelo de jogo
carlosmoreira
 
Tactical Training Model Presentation (Juan Delgado)
Tactical Training Model Presentation (Juan Delgado)Tactical Training Model Presentation (Juan Delgado)
Tactical Training Model Presentation (Juan Delgado)
Juan Luis Delgado Bordonau, MSc
 
Tactical periodization soccer journal mayjune 28-34[1]
Tactical periodization soccer journal mayjune 28-34[1]Tactical periodization soccer journal mayjune 28-34[1]
Tactical periodization soccer journal mayjune 28-34[1]
Valerii Fomenkov
 
"Tactical periodization - Fundamentals" by Jose Guilherme Oliveira
"Tactical periodization - Fundamentals" by Jose Guilherme Oliveira"Tactical periodization - Fundamentals" by Jose Guilherme Oliveira
"Tactical periodization - Fundamentals" by Jose Guilherme Oliveira
Nick Cowell
 
Periodização Táctica - Carlos Carvalhal
Periodização Táctica - Carlos CarvalhalPeriodização Táctica - Carlos Carvalhal
Periodização Táctica - Carlos Carvalhal
Fundação Real Madrid
 
João Aroso - Periodização do Treino no Futebol
João Aroso - Periodização do Treino no FutebolJoão Aroso - Periodização do Treino no Futebol
João Aroso - Periodização do Treino no Futebol
Fundação Real Madrid
 
Organização de Jogo
Organização de JogoOrganização de Jogo
Organização de Jogo
Fundação Real Madrid
 

Destaque (20)

Aquecimento de jogo
Aquecimento de jogoAquecimento de jogo
Aquecimento de jogo
 
Construção de um Estilo (Modelo) de Jogo
Construção de um Estilo (Modelo) de JogoConstrução de um Estilo (Modelo) de Jogo
Construção de um Estilo (Modelo) de Jogo
 
Esquemas tácticos
Esquemas tácticosEsquemas tácticos
Esquemas tácticos
 
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolProgramação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
 
José Mourinho - Modelo de jogo (FCP)
José Mourinho - Modelo de jogo (FCP)José Mourinho - Modelo de jogo (FCP)
José Mourinho - Modelo de jogo (FCP)
 
Modelo de Jogo - Defesa Zona - Comportamento com 4 Defesas
Modelo de Jogo - Defesa Zona - Comportamento com 4 DefesasModelo de Jogo - Defesa Zona - Comportamento com 4 Defesas
Modelo de Jogo - Defesa Zona - Comportamento com 4 Defesas
 
Modelo
ModeloModelo
Modelo
 
O Modelo de Jogo do Real Madrid de José Mourinho
O Modelo de Jogo do Real Madrid de José MourinhoO Modelo de Jogo do Real Madrid de José Mourinho
O Modelo de Jogo do Real Madrid de José Mourinho
 
Jose Mourinho Book-transition-practice
Jose Mourinho Book-transition-practiceJose Mourinho Book-transition-practice
Jose Mourinho Book-transition-practice
 
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolProgramação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
 
DVD "Aprender a Jogar no Jogo - Um guia para o Ensino do Futebol (I)"
DVD "Aprender a Jogar no Jogo - Um guia para o Ensino do Futebol (I)"DVD "Aprender a Jogar no Jogo - Um guia para o Ensino do Futebol (I)"
DVD "Aprender a Jogar no Jogo - Um guia para o Ensino do Futebol (I)"
 
Metodologia de Trabalho - José Mourinho
Metodologia de Trabalho - José MourinhoMetodologia de Trabalho - José Mourinho
Metodologia de Trabalho - José Mourinho
 
The game model (radoslaw bella)
The game model (radoslaw bella)The game model (radoslaw bella)
The game model (radoslaw bella)
 
Modelo de jogo
Modelo de jogoModelo de jogo
Modelo de jogo
 
Tactical Training Model Presentation (Juan Delgado)
Tactical Training Model Presentation (Juan Delgado)Tactical Training Model Presentation (Juan Delgado)
Tactical Training Model Presentation (Juan Delgado)
 
Tactical periodization soccer journal mayjune 28-34[1]
Tactical periodization soccer journal mayjune 28-34[1]Tactical periodization soccer journal mayjune 28-34[1]
Tactical periodization soccer journal mayjune 28-34[1]
 
"Tactical periodization - Fundamentals" by Jose Guilherme Oliveira
"Tactical periodization - Fundamentals" by Jose Guilherme Oliveira"Tactical periodization - Fundamentals" by Jose Guilherme Oliveira
"Tactical periodization - Fundamentals" by Jose Guilherme Oliveira
 
Periodização Táctica - Carlos Carvalhal
Periodização Táctica - Carlos CarvalhalPeriodização Táctica - Carlos Carvalhal
Periodização Táctica - Carlos Carvalhal
 
João Aroso - Periodização do Treino no Futebol
João Aroso - Periodização do Treino no FutebolJoão Aroso - Periodização do Treino no Futebol
João Aroso - Periodização do Treino no Futebol
 
Organização de Jogo
Organização de JogoOrganização de Jogo
Organização de Jogo
 

Semelhante a Aula pratica curso treinadores braga2007_nivel_i_joão carlos costa e joão brandão

A mpb, um meio, não um fim joão carlos costa (fcp & fcdef-up) 2004
A mpb, um meio, não um fim   joão carlos costa (fcp & fcdef-up) 2004A mpb, um meio, não um fim   joão carlos costa (fcp & fcdef-up) 2004
A mpb, um meio, não um fim joão carlos costa (fcp & fcdef-up) 2004
João Carlos Costa
 
Futebol 7
Futebol 7Futebol 7
Futebol 7
carlosmoreira
 
Futebol 7
Futebol 7Futebol 7
Futebol 7
carlosmoreira
 
Basquete_4º bimestre.pptx
Basquete_4º bimestre.pptxBasquete_4º bimestre.pptx
Basquete_4º bimestre.pptx
Francisco de Sousa
 
Esporte Organização do Esporte Futebol eou futsal, utilizando técnicas e táti...
Esporte Organização do Esporte Futebol eou futsal, utilizando técnicas e táti...Esporte Organização do Esporte Futebol eou futsal, utilizando técnicas e táti...
Esporte Organização do Esporte Futebol eou futsal, utilizando técnicas e táti...
LuizPace
 
Esporte Organização do Esporte Futebol eou futsal, utilizando técnicas e táti...
Esporte Organização do Esporte Futebol eou futsal, utilizando técnicas e táti...Esporte Organização do Esporte Futebol eou futsal, utilizando técnicas e táti...
Esporte Organização do Esporte Futebol eou futsal, utilizando técnicas e táti...
CoachClaumerson
 
Simplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do Jogo
Simplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do JogoSimplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do Jogo
Simplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do Jogo
Fundação Real Madrid
 
Futebol
Futebol Futebol
Basquete.
Basquete.Basquete.
Basquete.
maadalk
 
pbola56_livro_prof_andebol.pdf
pbola56_livro_prof_andebol.pdfpbola56_livro_prof_andebol.pdf
pbola56_livro_prof_andebol.pdf
CarolinaPereira366876
 
Visao periferica_futebolmonografia
 Visao periferica_futebolmonografia Visao periferica_futebolmonografia
Visao periferica_futebolmonografia
Cassio Vieira
 
FC PORTO FORMAÇÃO - ORGANIZAÇÃO OFENSIVA.pptx
FC PORTO FORMAÇÃO - ORGANIZAÇÃO OFENSIVA.pptxFC PORTO FORMAÇÃO - ORGANIZAÇÃO OFENSIVA.pptx
FC PORTO FORMAÇÃO - ORGANIZAÇÃO OFENSIVA.pptx
AlejandroRamela
 
O Ensino do Futebol
O Ensino do FutebolO Ensino do Futebol
O Ensino do Futebol
Fundação Real Madrid
 
Relatório Supertaça 2015-2016
Relatório Supertaça 2015-2016Relatório Supertaça 2015-2016
Relatório Supertaça 2015-2016
Valter Nascimento
 
Apostila futsal
Apostila futsalApostila futsal
Apostila futsal
proinfoalda
 
Modelo de Jogo do FC Bayern Munique
Modelo de Jogo do FC Bayern MuniqueModelo de Jogo do FC Bayern Munique
Modelo de Jogo do FC Bayern Munique
Fundação Real Madrid
 
Agilidade Goleiro Futsal
Agilidade Goleiro FutsalAgilidade Goleiro Futsal
Agilidade Goleiro Futsal
FernandoMarola
 
CAMPO REDUZIDO NO FUTEBOL
CAMPO REDUZIDO NO FUTEBOLCAMPO REDUZIDO NO FUTEBOL
CAMPO REDUZIDO NO FUTEBOL
LUCIANO SOUSA FISIOLOGISTA
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
Hiderson Marciano
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
Victor Ferreira
 

Semelhante a Aula pratica curso treinadores braga2007_nivel_i_joão carlos costa e joão brandão (20)

A mpb, um meio, não um fim joão carlos costa (fcp & fcdef-up) 2004
A mpb, um meio, não um fim   joão carlos costa (fcp & fcdef-up) 2004A mpb, um meio, não um fim   joão carlos costa (fcp & fcdef-up) 2004
A mpb, um meio, não um fim joão carlos costa (fcp & fcdef-up) 2004
 
Futebol 7
Futebol 7Futebol 7
Futebol 7
 
Futebol 7
Futebol 7Futebol 7
Futebol 7
 
Basquete_4º bimestre.pptx
Basquete_4º bimestre.pptxBasquete_4º bimestre.pptx
Basquete_4º bimestre.pptx
 
Esporte Organização do Esporte Futebol eou futsal, utilizando técnicas e táti...
Esporte Organização do Esporte Futebol eou futsal, utilizando técnicas e táti...Esporte Organização do Esporte Futebol eou futsal, utilizando técnicas e táti...
Esporte Organização do Esporte Futebol eou futsal, utilizando técnicas e táti...
 
Esporte Organização do Esporte Futebol eou futsal, utilizando técnicas e táti...
Esporte Organização do Esporte Futebol eou futsal, utilizando técnicas e táti...Esporte Organização do Esporte Futebol eou futsal, utilizando técnicas e táti...
Esporte Organização do Esporte Futebol eou futsal, utilizando técnicas e táti...
 
Simplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do Jogo
Simplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do JogoSimplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do Jogo
Simplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do Jogo
 
Futebol
Futebol Futebol
Futebol
 
Basquete.
Basquete.Basquete.
Basquete.
 
pbola56_livro_prof_andebol.pdf
pbola56_livro_prof_andebol.pdfpbola56_livro_prof_andebol.pdf
pbola56_livro_prof_andebol.pdf
 
Visao periferica_futebolmonografia
 Visao periferica_futebolmonografia Visao periferica_futebolmonografia
Visao periferica_futebolmonografia
 
FC PORTO FORMAÇÃO - ORGANIZAÇÃO OFENSIVA.pptx
FC PORTO FORMAÇÃO - ORGANIZAÇÃO OFENSIVA.pptxFC PORTO FORMAÇÃO - ORGANIZAÇÃO OFENSIVA.pptx
FC PORTO FORMAÇÃO - ORGANIZAÇÃO OFENSIVA.pptx
 
O Ensino do Futebol
O Ensino do FutebolO Ensino do Futebol
O Ensino do Futebol
 
Relatório Supertaça 2015-2016
Relatório Supertaça 2015-2016Relatório Supertaça 2015-2016
Relatório Supertaça 2015-2016
 
Apostila futsal
Apostila futsalApostila futsal
Apostila futsal
 
Modelo de Jogo do FC Bayern Munique
Modelo de Jogo do FC Bayern MuniqueModelo de Jogo do FC Bayern Munique
Modelo de Jogo do FC Bayern Munique
 
Agilidade Goleiro Futsal
Agilidade Goleiro FutsalAgilidade Goleiro Futsal
Agilidade Goleiro Futsal
 
CAMPO REDUZIDO NO FUTEBOL
CAMPO REDUZIDO NO FUTEBOLCAMPO REDUZIDO NO FUTEBOL
CAMPO REDUZIDO NO FUTEBOL
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 

Aula pratica curso treinadores braga2007_nivel_i_joão carlos costa e joão brandão

  • 1. CURSO TREINADORES FUTEBOLCURSO TREINADORES FUTEBOLCURSO TREINADORES FUTEBOLCURSO TREINADORES FUTEBOL –––– Nível INível INível INível I Associação Nacional Treinadores FutebolAssociação Nacional Treinadores FutebolAssociação Nacional Treinadores FutebolAssociação Nacional Treinadores Futebol Associação de Futebol de BragaAssociação de Futebol de BragaAssociação de Futebol de BragaAssociação de Futebol de Braga Federação Portuguesa de FutebolFederação Portuguesa de FutebolFederação Portuguesa de FutebolFederação Portuguesa de Futebol Ensino/Treino da Manutenção eEnsino/Treino da Manutenção eEnsino/Treino da Manutenção eEnsino/Treino da Manutenção e Circulação da Posse da BolaCirculação da Posse da BolaCirculação da Posse da BolaCirculação da Posse da Bola João Carlos CostaJoão Carlos CostaJoão Carlos CostaJoão Carlos Costa João BrandãoJoão BrandãoJoão BrandãoJoão BrandãoMaio 2007Maio 2007Maio 2007Maio 2007 ---- BragaBragaBragaBraga Circulação da Posse da BolaCirculação da Posse da BolaCirculação da Posse da BolaCirculação da Posse da Bola
  • 2. TAXIONOMIA DOTAXIONOMIA DOTAXIONOMIA DOTAXIONOMIA DO EXERCICIOEXERCICIOEXERCICIOEXERCICIO → Individual (1 elemento); → Grupal (2 a 4 elementos); → Sectorial (1 Sector); → Inter-sectorial (2 Sectores); → Colectivo (+2 sectores); TEMAS DOTEMAS DOTEMAS DOTEMAS DO EXERCÍCIOEXERCÍCIOEXERCÍCIOEXERCÍCIO - Organização Ofensiva - Transição Defensiva - Organização Defensiva - Transição Ofensiva JoãoCarlosCosta&JoãoBrandão Nível I Braga 2007 CONDICIONANTES ESTRUTURAIS DO EXERCÍCIOCONDICIONANTES ESTRUTURAIS DO EXERCÍCIOCONDICIONANTES ESTRUTURAIS DO EXERCÍCIOCONDICIONANTES ESTRUTURAIS DO EXERCÍCIO (Castelo, 2006)(Castelo, 2006)(Castelo, 2006)(Castelo, 2006) 1. RegulamentarRegulamentarRegulamentarRegulamentar (simplificar a complexificar); 2. EspaçoEspaçoEspaçoEspaço (dimensão, geometria, utilização, divisão); 3. TácticoTácticoTácticoTáctico----técnicatécnicatécnicatécnica (balizas, relações privilegiadas, acções motoras); 4. TempoTempoTempoTempo (tempo ataque); 5. NúmeroNúmeroNúmeroNúmero (toques, passes, jogadores);
  • 3. CONSTRUÇÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DO EXERCICIOCONSTRUÇÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DO EXERCICIOCONSTRUÇÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DO EXERCICIOCONSTRUÇÃO E OPERACIONALIZAÇÃO DO EXERCICIO PLANIFICAÇÃOPLANIFICAÇÃOPLANIFICAÇÃOPLANIFICAÇÃO - Objectivo; - Selecção do exercício; - Organização do grupo; - Organização do espaço e dos meios necessários; - Condições de execução; CONCRETIZAÇÃOCONCRETIZAÇÃOCONCRETIZAÇÃOCONCRETIZAÇÃO - Comunicação Objectivo; - Organização do grupo; - Condições de execução; - Explicação Demonstração; - Experimentação; NOS EXERCÍCIOS DE MPB É FUNDAMENTAL:NOS EXERCÍCIOS DE MPB É FUNDAMENTAL:NOS EXERCÍCIOS DE MPB É FUNDAMENTAL:NOS EXERCÍCIOS DE MPB É FUNDAMENTAL: Nível I Braga 2007 JoãoCarlosCosta&JoãoBrandão i. Criar um sentido de ataque; ii. Manter a baliza como referência basilar de todo o jogo; iii. Impedir a inversão da importância da MPB perante o golo; NOS EXERCÍCIOS DE MPB É FUNDAMENTAL:NOS EXERCÍCIOS DE MPB É FUNDAMENTAL:NOS EXERCÍCIOS DE MPB É FUNDAMENTAL:NOS EXERCÍCIOS DE MPB É FUNDAMENTAL: iv. Adequar as condicionantes estruturais dos exercícios à avaliação desempenho; v. Identificar o momento oportuno para assumir maior risco; vi. Inserir os guarda-redes; vii. Não dar a bola de “borla”; viii. Abandonar a atitude fechada dos técnicos; ix. Procurar profundidade na MPB;
  • 4. CONSTRUÇÃO NO “NOSSO” EXERCÍCIOSCONSTRUÇÃO NO “NOSSO” EXERCÍCIOSCONSTRUÇÃO NO “NOSSO” EXERCÍCIOSCONSTRUÇÃO NO “NOSSO” EXERCÍCIOS O “Nosso” Jogo Exercício Base Condicionantes O “Nosso” Exercício Nunca foi nossa intenção elaborar um conjunto de normas ou de receitas. Mas sim promover o intercâmbio de informação, discussão e reflexão que possam contribuir a uma constante e reflectida aprendizagem pessoal, a partir duma interacção positiva de diferentes pontos de vista na construção dos exercícios de treino. Nível I Braga 2007 JoãoCarlosCosta&JoãoBrandão Exercício Base Condicionantes Estruturais
  • 5. EXERCICIO Nº 1EXERCICIO Nº 1EXERCICIO Nº 1EXERCICIO Nº 1 –––– Meio 3x1Meio 3x1Meio 3x1Meio 3x1 1. Estrutura: Meios 3x1; 2. Elementos: Grupos de 4 jogadores; 3. Espaço: 5m x 5m. 4. Objectivo: Passar e manter a posse da bola; criar linhas de passe; enquadrar-se com a zona de recepção e com a zona de destino do passe.destino do passe. 5. Tempo : Períodos de 4 a 5 min. 1 32 1 João Carlos Costa & João Brandão
  • 6. EXERCICIO Nº 2EXERCICIO Nº 2EXERCICIO Nº 2EXERCICIO Nº 2 –––– Posse com transiçãoPosse com transiçãoPosse com transiçãoPosse com transição 1 3 2 1. Estrutura: 6 x 2+4; 2. Elementos: 12 jogadores; 3. Espaço: ±30 m x 15 m. 4. Objectivo: Manter e circular da posse da bola nas zonas de menor concentração defensiva, utilizar a 4 5 6 3 superioridade numérica no seu espaço de posse, tirar a bola da zona de presão. 5. Tempo: Períodos de 2 a 3 min. 4 5 2 1 54 6 João Carlos Costa & João Brandão
  • 7. EXERCICIO Nº 3EXERCICIO Nº 3EXERCICIO Nº 3EXERCICIO Nº 3 –––– Posse em superioridadePosse em superioridadePosse em superioridadePosse em superioridade 1. Estrutura: 2 x 2+4; 2. Elementos: 8 jogadores; 3. Espaço: ±15 m x 15 m. 4. Objectivo: Manter e circular a posse da bola; utilização do apoio para circular o jogo; criação de linhas de passe perto e afastado do apoio em posse. 1 3 2 4 2 1 4 posse. 5. Tempo: Períodos de 2 a 3 min. 3 João Carlos Costa & João Brandão
  • 8. EXERCICIO Nº 4EXERCICIO Nº 4EXERCICIO Nº 4EXERCICIO Nº 4 –––– Posse com múltiplas balizasPosse com múltiplas balizasPosse com múltiplas balizasPosse com múltiplas balizas 1. Estrutura: Jogo 6x6+2 joker ofensivos com várias balizas; 2. Elementos: 14 jogadores; 3. Espaço: ± 35 m x 40 m. 4. Objectivo: Manter e circular a posse da bola; variar o jogo em função da organização e concentração defensiva adversária. Ver as zonas com menor 1 3 2 4 2 1 adversária. Ver as zonas com menor concentração defensiva, esperar pela linha de passe na zona de finalização; 5. Tempo: Períodos de 4 a 5 min. 3 4 1 4 5 6 6 5 A B João Carlos Costa & João Brandão
  • 9. EXERCICIO Nº 5EXERCICIO Nº 5EXERCICIO Nº 5EXERCICIO Nº 5 –––– Posse com 6 balizasPosse com 6 balizasPosse com 6 balizasPosse com 6 balizas 1. Estrutura: Jogo 6x6+1 Joker ofensivo com 3+3 balizas; 2. Elementos: 13 jogadores; 3. Espaço: ± 35 m x 40 m. 4. Objectivo: Manter e circular a posse da bola; variar o jogo em função da organização defensiva adversária; Identificação das zonas com menor 1 3 4 4 concentração defensiva, circulação da bola em elevada velocidade de transmissão. 5. Tempo: Períodos de 4 a 5 min. 3 2 2 1 4 5 6 6 5 A João Carlos Costa & João Brandão
  • 10. EXERCICIO Nº 6EXERCICIO Nº 6EXERCICIO Nº 6EXERCICIO Nº 6 –––– Posse em superioridade com finalizaçãoPosse em superioridade com finalizaçãoPosse em superioridade com finalizaçãoPosse em superioridade com finalização 1. Estrutura: GR+3+3 x 3+3+GR; 2. Elementos: 12 jogadores e 2 GR; 3. Espaço: ± 40m x 40m. 4. Objectivo: Manter e circular a posse da bola em superioridade numérica; esperar, identificar e aproveitar dos desequilíbrios defensivos. Ser paciente, mobilidade dos 2 4 57 defensivos. Ser paciente, mobilidade dos jogadores com maior profundidade, apoio ao portador da bola. 5. Tempo: Períodos de 4 a 5 min. 1 3 3 4 2 1 6 6 5 7 João Carlos Costa & João Brandão
  • 11. EXERCICIO Nº 7EXERCICIO Nº 7EXERCICIO Nº 7EXERCICIO Nº 7 –––– MPB da defesaMPB da defesaMPB da defesaMPB da defesa 1. Estrutura: GR+4 x 2 2. Elementos: 6 jogadores e 1 GR. 3. Espaço: 1/3 campo 35m x 70m. 4. Objectivo: Manter e circular a posse da bola em superioridade numérica e em organização estrutural; Ser 4 5 7 paciente; procurar entrada no sector seguinte; apoio ao portador da bola, utilização de todo o espaço de jogo de forma racional. 5. Tempo: Períodos de 3 a 4 min.3 2 1 9 João Carlos Costa & João Brandão
  • 12. EXERCICIO Nº 8EXERCICIO Nº 8EXERCICIO Nº 8EXERCICIO Nº 8 –––– MPB da defesa + Meio campoMPB da defesa + Meio campoMPB da defesa + Meio campoMPB da defesa + Meio campo 1. Estrutura: GR+7 x 5 2. Elementos: 12 jogadores e 1 GR. 3. Espaço: 40m x 70m. 4. Objectivo: Manter e circular a posse da bola em superioridade numérica e em organização estrutural; Ser 4 5 7 8 10 paciente; procurar entrada no sector mais avanaço; apoio ao portador da bola, utilização de todo o espaço de jogo de forma racional. 5. Tempo: Períodos de 3 a 4 min. 3 2 1 9 João Carlos Costa & João Brandão 6 10 8 6
  • 13. EXERCICIO Nº 9EXERCICIO Nº 9EXERCICIO Nº 9EXERCICIO Nº 9 –––– MPB do meio campo + ataqueMPB do meio campo + ataqueMPB do meio campo + ataqueMPB do meio campo + ataque 1. Estrutura: GR+4 x 5 2. Elementos: 9 jogadores e 1 GR. 3. Espaço: 40m x 70m. 4. Objectivo: Manter e circular a posse da bola em superioridade numérica e em organização estrutural; Ser 4 7 9 8 paciente; seleccionar o momeno adequado para assumir maior risco; apoio ao portador da bola. 5. Tempo: Períodos de 2 a 3 min. 3 2 1 9 João Carlos Costa & João Brandão 11 10 6
  • 14. EXERCICIO Nº 10EXERCICIO Nº 10EXERCICIO Nº 10EXERCICIO Nº 10 –––– Posse em estruturaPosse em estruturaPosse em estruturaPosse em estrutura 1. Forma: 11x11 em estrutura; 2. Elementos: 22 jogadores; 3. Espaço: ±35 m x 50 m. 4. Objectivo: Manter e circular a posse da bola em organização estrutural; identificar e utilizar as linhas de passe de apoio e as desmarcações de ruptura. Ser 3 2 4 5 7 10 11 8 paciente, não sobrepor sectores, manter triangulos posicionais, linha de passe perto e longe da bola. 5. Tempo: Períodos de 4 a 5 min. 1 2 3 4 1 5 66 7 8 9 10 9 11 João Carlos Costa & João Brandão
  • 15. EXERCICIO Nº 11EXERCICIO Nº 11EXERCICIO Nº 11EXERCICIO Nº 11 –––– Posse com entrada no ataquePosse com entrada no ataquePosse com entrada no ataquePosse com entrada no ataque 1. Estrutura: Jogo 7+1 x 7+1; 2. Elementos: 16 jogadores; 3. Espaço: ± 40 m x 40 m. 4. Objectivo: Manter e circular a posse da bola; analisar a movimentação 2 11 10 5 7 7 9 e/ou desmarcação do avançado e servi-lo; aproveitar os espaços entre os defensores adversário para servir o avançado. 5. Tempo de Exercitação: Períodos de 8 a 10 min. 3 2 10 6 6 5 7 8 9 9 João Carlos Costa & João Brandão
  • 16. EXERCICIO Nº 12EXERCICIO Nº 12EXERCICIO Nº 12EXERCICIO Nº 12 –––– Holandesa em posseHolandesa em posseHolandesa em posseHolandesa em posse 2 4 5 7 2 7 B 1. Estrutura: Jogo GR+6x6+GR, com 6 em espera e 2 apoios em amplitude; 2. Elementos: 20 jogadores e 2 GR; 3. Espaço: Espaço compreendido entre as duas áreas, aproximadamente 70 m x 40 m de largura. 1 3 3 4 2 1 6 6 5 7 3 4 6 5 A 5. Tempo: Períodos de 8 a 10 min. 4. Objectivo: Manter e circular a posse da bola; criar linhas de passe em toda a amplitude; esperar pela desorganização defensiva. Ser paciente; retirar a bola da zona de pressão, mobilidade dos jogadores com maior profundidade, apoio ao portador da bola e jogo em amplitude. João Carlos Costa & João Brandão
  • 17. EXERCICIO Nº 13EXERCICIO Nº 13EXERCICIO Nº 13EXERCICIO Nº 13 –––– Posse com corredoresPosse com corredoresPosse com corredoresPosse com corredores 1. Estrutura: GR+8 x 8+GR + 2 Joker 2. Elementos: 18 jogadores e 2 GR. 3. Espaço: Meio campo 50m x 70m, com três corredores de jogo longitudinal. 4. Objectivo: Manter e circular a posse da bola em superioridade numérica e em organização estrutural; Ser paciente; mobilidade dos jogadores 2 4 4 5 6 7 B 11 paciente; mobilidade dos jogadores com maior profundidade, apoio ao portador da bola, utilização de todo o espaço de jogo de forma racional, sobretudo em amplitude. 5. Tempo: Períodos de 8 a 10 min. 3 3 2 1 6 6 5 7 A 6 1 11 9 João Carlos Costa & João Brandão