SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 55
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Momentos do Jogo
Organização Ofensiva ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Transição Ataque/Defesa Comportamentos que se devem assumir durante os segundos após se perder a posse de bola. Aproveitando a desorganização adversária.
Organização Defensiva Comportamentos assumidos pela equipa quando não tem a posse de bola, com o objectivo de se organizar, de forma a impedir a equipa adversária de preparar, de criar situações de golo e de marcar golo.
Transição Defesa/Ataque Comportamentos que se devem ter durante os segundos imediatos ao ganhar a posse de bola. As equipas encontram-se desorganizadas para as novas funções, devendo-se aproveitar a desorganização adversária.
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Escalas de Comportamento nos Momentos do Jogo
Modelo de Jogo A definição do Modelo de Jogo de uma equipa, dos respectivos princípios e sub-princípios configuram comportamentos e padrões de jogo que devem ser assumidos em cada um dos Momentos de Jogo e na sua interrelação.
Criação de um Modelo de Jogo ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Capacidades e características dos jogadores ,[object Object],[object Object],[object Object]
Capacidades e características dos jogadores Embora o treinador não altere o Modelo para as diversas situações evidenciadas (em cada escalão), deve assumir diferentes estratégias de abordagem e de operacionalização de forma a racionalizar e gerir o melhor possível todo o processo em função do Modelo pretendido.
Princípios de Jogo Características que uma equipa evidencia nos diferentes momentos de jogo, isto é, são padrões de comportamento táctico-técnico que podem assumir várias escalas.
Organizações estruturais Disposições iniciais dos jogadores em campo
Organização funcional ,[object Object],[object Object]
Departamento de Futebol de Formação 2005/2006 Organização estrutural: 1-1-2-1-2 1 2 3 4 5 7 6
[object Object],[object Object],[object Object],Porquê 1-2-1-2
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Porquê 1-2-1-2
Organização Ofensiva ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Organização estrutural: 1-1-2-1-2 1 2 3 4 5 7 6
Organização estrutural: 1-1-2-1-2 1 2 3 4 5 7 6
Organização estrutural: 1-1-2-1-2 1 2 3 4 5 7 6
Organização estrutural: 1-1-2-1-2 1 2 3 4 5 7 6
Organização estrutural: 1-1-2-1-2 5  triângulos 1 2 3 4 5 7 6
Organização estrutural: 1-1-2-1-2 1  losango 1 2 3 4 5 7 6
Departamento de Futebol de Formação 2005/2006 Organização estrutural: 1-3-2-1 Apenas 4 triângulos 1 2 3 4 5 7 6
Organização ofensiva 1 2 3 4 5 7 6
Organização ofensiva 1 2 4 5 6 3 7
Organização ofensiva 1 4 5 6 3 7 2
Organização ofensiva 1 4 5 6 3 7 2
Organização ofensiva 1 4 5 6 3 7 2
Organização ofensiva 1 5 6 3 7 2 4
Organização Defensiva Adoptar em função das qualidades dos jogadores,  posições fixas .
Organização Defensiva ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
Organização defensiva contra 1 avançado 1 3 5 7 6 2 4
Organização sector defensivo 1 3 2 4
Organização sector defensivo 1 3 2 4
Organização sector defensivo 1 3 2 4
Organização defensiva contra 2 avançados 1 5 7 6 2 4 3
Organização defensiva 1 5 7 6 2 4 3
Organização defensiva 1 5 7 6 2 4 3
Organização defensiva 1 5 7 6 2 4 3
Organização defensiva 1 5 7 6 2 4 3
Organização defensiva 1 5 7 6 2 4 3
Processo de treino O  Modelo de Jogo  dentro do processo de Ensino-aprendizagem/Treino que se pretende evidenciar, é um aspecto fundamental do processo, ao ponto de deixar de ter sentido sem a sua existência. Uma vez que é a partir dele que tudo se gera, se desenvolve, se organiza e se cria.
Departamento de Futebol de Formação 2005/2006 Processo de treino O  Modelo de Jogo  afigura-se imprescindível  na construção de um processo de Ensino-aprendizagem/Treino, uma vez que será o  orientador  de toda a operacionalização do referido processo.
Processo de treino O processo ensino-aprendizagem/treino não só deve  permitir como incentivar a criatividade  dos jogadores em prol do respectivo Modelo de Jogo.
Exercícios de treino Os exercícios de treino devem ser direccionados em função dos comportamentos desejados nos diferentes  momentos de jogo  (organização ofensiva, transição ataque/defesa, organização defensiva e transição defesa/ataque) e em função das respectivas  escalas  (individual, sectorial ou grupal, inter-sectorial e colectiva).
Departamento de Futebol de Formação 2005/2006 Exercícios Padrão
Objectivo: Aquecimento. Passe, recepção, passe para espaço vazio, condução de bola, manutenção da estrutura. Passe em estrutura Descrição: Jogadores colocados nos sinalizadores que formam um losango. Condicionantes:  ex. Mudar de sentido, exercícios de mobilidade geral após passe, apenas pé esquerdo, intensidade do passe…
Objectivo: Manutenção da posse de bola. Linha de passe à esq. E à drt. 3 x 1 Descrição: Espaço reduzido. Condicionantes:  ex. 1 toque; 2 toques; 2 toques obrigatórios; “túnel”; dobra; espaço mais reduzido…
Objectivo: Manutenção da posse de bola. Linha de passe à esq. E à drt. e outra ao fundo. 4 x 1 Descrição: Espaço reduzido. Condicionantes:  ex. 1 toque; 2 toques; 2 toques obrigatórios; “túnel”; dobra; espaço mais reduzido… Proibido passar ao mesmo jogador (estimula as trocas de posição, aumenta a mobilidade).
Objectivo: Manutenção da posse de bola. Linha de passe à esq. E à drt. e outra ao fundo. 4 x 2 Descrição: Espaço reduzido. Aos pares, o par que perde bola defende. Condicionantes:  ex. 1 toque; 2 toques; 2 toques obrigatórios; “túnel”; dobra; espaço mais reduzido… Proibido passar ao mesmo jogador (estimula as trocas de posição, aumenta a mobilidade).
Objectivo: Tentar ultrapassar a linha final 4 x 3 + 1 Descrição: Espaço reduzido e em amplitude. A equipa que perde a bola deixa um jogador em cima da linha, passando a defender com 3. A equipa quando ganha a bola tem sempre uma linha de passe segura por trás  (transição em segurança para posse de bola). Condicionantes:  ex. Estabelecer número de passes antes de atacar a linha final.
Objectivo: Finalizar O corredor oposto ao qual se encontra a bola deve ser deixado livre (basculação defensiva). 4 x 3 + 1 com mini-balizas e corredores definidos Descrição: Espaço reduzido e em amplitude. A equipa que perde a bola deixa um jogador em cima da linha, passando a defender com 3. A equipa quando ganha a bola tem sempre uma linha de passe segura por trás  (transição em segurança para posse de bola). Condicionantes:  ex. Estabelecer número de passes antes de atacar e poder finalizar. 4 x 4 4 x 4 + 1
Objectivo: Finalizar O corredor oposto ao qual se encontra a bola deve ser deixado livre (basculação defensiva). 4 x 4 + 1 com mini-balizas e corredores definidos Descrição: Espaço reduzido e em amplitude. A equipa que perde a bola deixa um jogador em cima da linha, passando a defender com 3. A equipa quando ganha a bola tem sempre uma linha de passe segura por trás  (transição em segurança para posse de bola). O pivot (azul) joga por quem tem a bola. Condicionantes:  ex. Estabelecer número de passes antes de atacar e poder finalizar. 4 x 4
Objectivo: Ofensivo: manutenção da posse de bola. Defensivo: pressão ao portador de bola e redução de espaço pelas coberturas defensivas. 4 x 3 + 1 Descrição: Espaço reduzido dividido em dois espaços restritos. A equipa quando ganha bola coloca passe num jogador que fica no outro espaço e apressam-se a apoiar para criar as 3 linhas de passe. passando a defender com 3. A equipa quando ganha a bola tem sempre uma linha de passe segura por trás (transição em segurança para posse de bola) . Condicionantes:  ex. Estabelecer número de passes antes de atacar a linha final.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Periodização Tática - Exercícios
Periodização Tática - ExercíciosPeriodização Tática - Exercícios
Periodização Tática - ExercíciosLeandro Zago
 
Simplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do Jogo
Simplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do JogoSimplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do Jogo
Simplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do JogoFundação Real Madrid
 
Unidade de treino - principios especificos
Unidade de treino - principios especificosUnidade de treino - principios especificos
Unidade de treino - principios especificosAntónio Seromenho
 
A Organização Dinâmica do Jogo de Futebol
A Organização Dinâmica do Jogo de FutebolA Organização Dinâmica do Jogo de Futebol
A Organização Dinâmica do Jogo de FutebolFundação Real Madrid
 
Modelo de Jogo do Treinador Rui Quinta
Modelo de Jogo do Treinador Rui QuintaModelo de Jogo do Treinador Rui Quinta
Modelo de Jogo do Treinador Rui QuintaFundação Real Madrid
 
Construção de um Estilo (Modelo) de Jogo
Construção de um Estilo (Modelo) de JogoConstrução de um Estilo (Modelo) de Jogo
Construção de um Estilo (Modelo) de JogoFundação Real Madrid
 
Modelo de Formação do "Pequeno" Jogador
Modelo de Formação do "Pequeno" JogadorModelo de Formação do "Pequeno" Jogador
Modelo de Formação do "Pequeno" JogadorFundação Real Madrid
 
Gestos técnicos de base do guarda redes
Gestos técnicos de base do guarda redesGestos técnicos de base do guarda redes
Gestos técnicos de base do guarda redesValter Nascimento
 
Exemplo modelo de jogo
Exemplo modelo de jogoExemplo modelo de jogo
Exemplo modelo de jogoSérgio Santos
 
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de JogoFC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de JogoRenato Moreira
 
Implantação e Caraterização de um Modelo de Jogo
Implantação e Caraterização de um Modelo de JogoImplantação e Caraterização de um Modelo de Jogo
Implantação e Caraterização de um Modelo de JogoFundação Real Madrid
 
Modelo de Jogo e Morfociclo Padrão de Carlo Ancelotti
Modelo de Jogo e Morfociclo Padrão de Carlo AncelottiModelo de Jogo e Morfociclo Padrão de Carlo Ancelotti
Modelo de Jogo e Morfociclo Padrão de Carlo AncelottiFundação Real Madrid
 
João Aroso - Periodização do Treino no Futebol
João Aroso - Periodização do Treino no FutebolJoão Aroso - Periodização do Treino no Futebol
João Aroso - Periodização do Treino no FutebolFundação Real Madrid
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebolsmigano
 
O Guarda-Redes no Futebol - Sérgio Ferreira
O Guarda-Redes no Futebol - Sérgio FerreiraO Guarda-Redes no Futebol - Sérgio Ferreira
O Guarda-Redes no Futebol - Sérgio FerreiraFundação Real Madrid
 

Mais procurados (20)

Treinos em construção
Treinos em construçãoTreinos em construção
Treinos em construção
 
Periodização Tática - Exercícios
Periodização Tática - ExercíciosPeriodização Tática - Exercícios
Periodização Tática - Exercícios
 
Simplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do Jogo
Simplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do JogoSimplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do Jogo
Simplificação da Estrutura Complexa do Jogo - Fases do Jogo
 
Unidade de treino - principios especificos
Unidade de treino - principios especificosUnidade de treino - principios especificos
Unidade de treino - principios especificos
 
O Ensino do Futebol
O Ensino do FutebolO Ensino do Futebol
O Ensino do Futebol
 
A Organização Dinâmica do Jogo de Futebol
A Organização Dinâmica do Jogo de FutebolA Organização Dinâmica do Jogo de Futebol
A Organização Dinâmica do Jogo de Futebol
 
Modelo de Jogo do Treinador Rui Quinta
Modelo de Jogo do Treinador Rui QuintaModelo de Jogo do Treinador Rui Quinta
Modelo de Jogo do Treinador Rui Quinta
 
Construção de um Estilo (Modelo) de Jogo
Construção de um Estilo (Modelo) de JogoConstrução de um Estilo (Modelo) de Jogo
Construção de um Estilo (Modelo) de Jogo
 
Andebol
AndebolAndebol
Andebol
 
Modelo de Formação do "Pequeno" Jogador
Modelo de Formação do "Pequeno" JogadorModelo de Formação do "Pequeno" Jogador
Modelo de Formação do "Pequeno" Jogador
 
Gestos técnicos de base do guarda redes
Gestos técnicos de base do guarda redesGestos técnicos de base do guarda redes
Gestos técnicos de base do guarda redes
 
Exemplo modelo de jogo
Exemplo modelo de jogoExemplo modelo de jogo
Exemplo modelo de jogo
 
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de JogoFC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
FC Barcelona - Exercícios para a Construção do Sistema de Jogo
 
Implantação e Caraterização de um Modelo de Jogo
Implantação e Caraterização de um Modelo de JogoImplantação e Caraterização de um Modelo de Jogo
Implantação e Caraterização de um Modelo de Jogo
 
Futebol
FutebolFutebol
Futebol
 
Modelo de jogo
Modelo de jogoModelo de jogo
Modelo de jogo
 
Modelo de Jogo e Morfociclo Padrão de Carlo Ancelotti
Modelo de Jogo e Morfociclo Padrão de Carlo AncelottiModelo de Jogo e Morfociclo Padrão de Carlo Ancelotti
Modelo de Jogo e Morfociclo Padrão de Carlo Ancelotti
 
João Aroso - Periodização do Treino no Futebol
João Aroso - Periodização do Treino no FutebolJoão Aroso - Periodização do Treino no Futebol
João Aroso - Periodização do Treino no Futebol
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
O Guarda-Redes no Futebol - Sérgio Ferreira
O Guarda-Redes no Futebol - Sérgio FerreiraO Guarda-Redes no Futebol - Sérgio Ferreira
O Guarda-Redes no Futebol - Sérgio Ferreira
 

Destaque

Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de TreinoConcepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de TreinoFundação Real Madrid
 
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolProgramação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolFundação Real Madrid
 
Jose Mourinho Book-transition-practice
Jose Mourinho Book-transition-practiceJose Mourinho Book-transition-practice
Jose Mourinho Book-transition-practiceMichail Tsokaktsidis
 
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolProgramação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolFundação Real Madrid
 
Periodização Táctica - Carlos Carvalhal
Periodização Táctica - Carlos CarvalhalPeriodização Táctica - Carlos Carvalhal
Periodização Táctica - Carlos CarvalhalFundação Real Madrid
 
Periodização Tática - José Guilherme Oliveira
Periodização Tática - José Guilherme OliveiraPeriodização Tática - José Guilherme Oliveira
Periodização Tática - José Guilherme OliveiraFundação Real Madrid
 
Modelo de formação nas Escolas Academia Sporting
Modelo de formação nas Escolas Academia SportingModelo de formação nas Escolas Academia Sporting
Modelo de formação nas Escolas Academia SportingRicardo Miguel Silva
 
Ajax Training Sessions
Ajax Training SessionsAjax Training Sessions
Ajax Training SessionsRenato Moreira
 
...Melhor Postura Corporal
...Melhor Postura Corporal...Melhor Postura Corporal
...Melhor Postura Corporalcarlosmoreira
 
José Mourinho - Modelo de jogo (FCP)
José Mourinho - Modelo de jogo (FCP)José Mourinho - Modelo de jogo (FCP)
José Mourinho - Modelo de jogo (FCP)oscarbarbedofaria
 
Futsal jogadores e sistemas táticos
Futsal  jogadores e sistemas táticosFutsal  jogadores e sistemas táticos
Futsal jogadores e sistemas táticosAna Carolina
 

Destaque (20)

Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de TreinoConcepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
Concepção e Prática de Exercícios Específicos de Treino
 
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolProgramação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
 
Jose Mourinho Book-transition-practice
Jose Mourinho Book-transition-practiceJose Mourinho Book-transition-practice
Jose Mourinho Book-transition-practice
 
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de FutebolProgramação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
Programação, Periodização e Planificação do Treino de Futebol
 
Periodização Táctica - Carlos Carvalhal
Periodização Táctica - Carlos CarvalhalPeriodização Táctica - Carlos Carvalhal
Periodização Táctica - Carlos Carvalhal
 
Periodização Tática - José Guilherme Oliveira
Periodização Tática - José Guilherme OliveiraPeriodização Tática - José Guilherme Oliveira
Periodização Tática - José Guilherme Oliveira
 
Modelo de formação nas Escolas Academia Sporting
Modelo de formação nas Escolas Academia SportingModelo de formação nas Escolas Academia Sporting
Modelo de formação nas Escolas Academia Sporting
 
Métodos de Treino
Métodos de TreinoMétodos de Treino
Métodos de Treino
 
PERIODIZAÇÃO TÁTICA - PADRÃO SEMANAL
PERIODIZAÇÃO TÁTICA - PADRÃO SEMANALPERIODIZAÇÃO TÁTICA - PADRÃO SEMANAL
PERIODIZAÇÃO TÁTICA - PADRÃO SEMANAL
 
Ajax Training Sessions
Ajax Training SessionsAjax Training Sessions
Ajax Training Sessions
 
...Melhor Postura Corporal
...Melhor Postura Corporal...Melhor Postura Corporal
...Melhor Postura Corporal
 
CAMPO REDUZIDO NO FUTEBOL
CAMPO REDUZIDO NO FUTEBOLCAMPO REDUZIDO NO FUTEBOL
CAMPO REDUZIDO NO FUTEBOL
 
Futsal
FutsalFutsal
Futsal
 
Organização de Jogo
Organização de JogoOrganização de Jogo
Organização de Jogo
 
10 mandamentos no treino de futebol com jovens
10 mandamentos no treino de futebol com jovens10 mandamentos no treino de futebol com jovens
10 mandamentos no treino de futebol com jovens
 
José Mourinho - Modelo de jogo (FCP)
José Mourinho - Modelo de jogo (FCP)José Mourinho - Modelo de jogo (FCP)
José Mourinho - Modelo de jogo (FCP)
 
Futsal jogadores e sistemas táticos
Futsal  jogadores e sistemas táticosFutsal  jogadores e sistemas táticos
Futsal jogadores e sistemas táticos
 
Futsal exercicios treinamento
Futsal   exercicios treinamentoFutsal   exercicios treinamento
Futsal exercicios treinamento
 
Esquemas tácticos
Esquemas tácticosEsquemas tácticos
Esquemas tácticos
 
LIVERPOOL FC - Training Drills
LIVERPOOL FC - Training DrillsLIVERPOOL FC - Training Drills
LIVERPOOL FC - Training Drills
 

Semelhante a Modelos Jogo Formação

A bíblia de mourinho no fc porto
A bíblia de mourinho no fc portoA bíblia de mourinho no fc porto
A bíblia de mourinho no fc portoraseslb
 
Metodologia do Ensino de Futsal e futebol
Metodologia do Ensino de Futsal e futebolMetodologia do Ensino de Futsal e futebol
Metodologia do Ensino de Futsal e futebolDaniloAlmeida442192
 
Futsal-Curso Iniciação a Tática
Futsal-Curso Iniciação a Tática Futsal-Curso Iniciação a Tática
Futsal-Curso Iniciação a Tática MarceloCaetano47
 
tc3a1tica-do-futsal(0).pdf
tc3a1tica-do-futsal(0).pdftc3a1tica-do-futsal(0).pdf
tc3a1tica-do-futsal(0).pdfRosyFres1
 
Futebol isce Prof Valter Pinheiro
Futebol isce Prof Valter PinheiroFutebol isce Prof Valter Pinheiro
Futebol isce Prof Valter Pinheiroactualidades
 
Pressão e Pressing
Pressão e PressingPressão e Pressing
Pressão e PressingLeandro Zago
 
Táticas básicas de basquetebol
Táticas básicas de basquetebolTáticas básicas de basquetebol
Táticas básicas de basquetebolElaine Lima
 
Exercício gr+3vs3+gr+jk
Exercício gr+3vs3+gr+jkExercício gr+3vs3+gr+jk
Exercício gr+3vs3+gr+jkpassederutura
 
Blog 3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2
Blog   3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2Blog   3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2
Blog 3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2Rafael Hackbarth
 
A mpb, um meio, não um fim joão carlos costa (fcp & fcdef-up) 2004
A mpb, um meio, não um fim   joão carlos costa (fcp & fcdef-up) 2004A mpb, um meio, não um fim   joão carlos costa (fcp & fcdef-up) 2004
A mpb, um meio, não um fim joão carlos costa (fcp & fcdef-up) 2004João Carlos Costa
 
Colocação de função táctica do guarda-redes (defesa do espaço)
Colocação de função táctica do guarda-redes (defesa do espaço)Colocação de função táctica do guarda-redes (defesa do espaço)
Colocação de função táctica do guarda-redes (defesa do espaço)Pedro Ferrer
 
Meios de ensino treino do jogo de futebol
Meios de ensino treino do jogo de futebolMeios de ensino treino do jogo de futebol
Meios de ensino treino do jogo de futebolmoko25
 
Materia esportes coletivos_i__2014
Materia esportes coletivos_i__2014Materia esportes coletivos_i__2014
Materia esportes coletivos_i__2014williamwmo
 
1a visita-técnica iabb-resumo
1a visita-técnica iabb-resumo1a visita-técnica iabb-resumo
1a visita-técnica iabb-resumoRodney Martins
 
Futsal Sistema de jogo e noção de marcação
Futsal Sistema de jogo e noção de marcaçãoFutsal Sistema de jogo e noção de marcação
Futsal Sistema de jogo e noção de marcaçãoIvo Volmir Ribas
 
O Jogo Coletivo e a Integração das Referências
O Jogo Coletivo e a Integração das ReferênciasO Jogo Coletivo e a Integração das Referências
O Jogo Coletivo e a Integração das ReferênciasLeandro Zago
 
Modelo de jogo_Nuno Fernandes
Modelo de jogo_Nuno FernandesModelo de jogo_Nuno Fernandes
Modelo de jogo_Nuno FernandesNuno Fernandes
 

Semelhante a Modelos Jogo Formação (20)

A bíblia de mourinho no fc porto
A bíblia de mourinho no fc portoA bíblia de mourinho no fc porto
A bíblia de mourinho no fc porto
 
Metodologia do Ensino de Futsal e futebol
Metodologia do Ensino de Futsal e futebolMetodologia do Ensino de Futsal e futebol
Metodologia do Ensino de Futsal e futebol
 
Futsal-Curso Iniciação a Tática
Futsal-Curso Iniciação a Tática Futsal-Curso Iniciação a Tática
Futsal-Curso Iniciação a Tática
 
tc3a1tica-do-futsal(0).pdf
tc3a1tica-do-futsal(0).pdftc3a1tica-do-futsal(0).pdf
tc3a1tica-do-futsal(0).pdf
 
Futebol isce Prof Valter Pinheiro
Futebol isce Prof Valter PinheiroFutebol isce Prof Valter Pinheiro
Futebol isce Prof Valter Pinheiro
 
Futebol
Futebol Futebol
Futebol
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
Pressão e Pressing
Pressão e PressingPressão e Pressing
Pressão e Pressing
 
Táticas básicas de basquetebol
Táticas básicas de basquetebolTáticas básicas de basquetebol
Táticas básicas de basquetebol
 
Exercício gr+3vs3+gr+jk
Exercício gr+3vs3+gr+jkExercício gr+3vs3+gr+jk
Exercício gr+3vs3+gr+jk
 
Blog 3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2
Blog   3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2Blog   3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2
Blog 3º artigo - especificidade no treinamento -sistema - 1-4-4-2
 
A mpb, um meio, não um fim joão carlos costa (fcp & fcdef-up) 2004
A mpb, um meio, não um fim   joão carlos costa (fcp & fcdef-up) 2004A mpb, um meio, não um fim   joão carlos costa (fcp & fcdef-up) 2004
A mpb, um meio, não um fim joão carlos costa (fcp & fcdef-up) 2004
 
Colocação de função táctica do guarda-redes (defesa do espaço)
Colocação de função táctica do guarda-redes (defesa do espaço)Colocação de função táctica do guarda-redes (defesa do espaço)
Colocação de função táctica do guarda-redes (defesa do espaço)
 
Meios de ensino treino do jogo de futebol
Meios de ensino treino do jogo de futebolMeios de ensino treino do jogo de futebol
Meios de ensino treino do jogo de futebol
 
Materia esportes coletivos_i__2014
Materia esportes coletivos_i__2014Materia esportes coletivos_i__2014
Materia esportes coletivos_i__2014
 
Dicas de Futsal
Dicas de FutsalDicas de Futsal
Dicas de Futsal
 
1a visita-técnica iabb-resumo
1a visita-técnica iabb-resumo1a visita-técnica iabb-resumo
1a visita-técnica iabb-resumo
 
Futsal Sistema de jogo e noção de marcação
Futsal Sistema de jogo e noção de marcaçãoFutsal Sistema de jogo e noção de marcação
Futsal Sistema de jogo e noção de marcação
 
O Jogo Coletivo e a Integração das Referências
O Jogo Coletivo e a Integração das ReferênciasO Jogo Coletivo e a Integração das Referências
O Jogo Coletivo e a Integração das Referências
 
Modelo de jogo_Nuno Fernandes
Modelo de jogo_Nuno FernandesModelo de jogo_Nuno Fernandes
Modelo de jogo_Nuno Fernandes
 

Mais de carlosmoreira (17)

Fadeup
FadeupFadeup
Fadeup
 
Apresentacao projeto "A procura de uma melhor postura corporal"
Apresentacao projeto "A procura de uma melhor postura corporal"Apresentacao projeto "A procura de uma melhor postura corporal"
Apresentacao projeto "A procura de uma melhor postura corporal"
 
Projecto33
Projecto33Projecto33
Projecto33
 
Futebol 7
Futebol 7Futebol 7
Futebol 7
 
Tania Morais
Tania MoraisTania Morais
Tania Morais
 
Sandra Pereira
Sandra PereiraSandra Pereira
Sandra Pereira
 
Oscar Barbosa
Oscar BarbosaOscar Barbosa
Oscar Barbosa
 
Helena Monteiro
Helena MonteiroHelena Monteiro
Helena Monteiro
 
Diana Rodrigues
Diana RodriguesDiana Rodrigues
Diana Rodrigues
 
Diana Ribeiro
Diana RibeiroDiana Ribeiro
Diana Ribeiro
 
Ana Mota
Ana MotaAna Mota
Ana Mota
 
ppt_Cad
ppt_Cadppt_Cad
ppt_Cad
 
Alimentação
AlimentaçãoAlimentação
Alimentação
 
MAC ppt
MAC pptMAC ppt
MAC ppt
 
Peninhas
PeninhasPeninhas
Peninhas
 
Irradia-te
Irradia-teIrradia-te
Irradia-te
 
Modelo
ModeloModelo
Modelo
 

Modelos Jogo Formação

  • 1.
  • 2.
  • 3. Transição Ataque/Defesa Comportamentos que se devem assumir durante os segundos após se perder a posse de bola. Aproveitando a desorganização adversária.
  • 4. Organização Defensiva Comportamentos assumidos pela equipa quando não tem a posse de bola, com o objectivo de se organizar, de forma a impedir a equipa adversária de preparar, de criar situações de golo e de marcar golo.
  • 5. Transição Defesa/Ataque Comportamentos que se devem ter durante os segundos imediatos ao ganhar a posse de bola. As equipas encontram-se desorganizadas para as novas funções, devendo-se aproveitar a desorganização adversária.
  • 6.
  • 7. Modelo de Jogo A definição do Modelo de Jogo de uma equipa, dos respectivos princípios e sub-princípios configuram comportamentos e padrões de jogo que devem ser assumidos em cada um dos Momentos de Jogo e na sua interrelação.
  • 8.
  • 9.
  • 10. Capacidades e características dos jogadores Embora o treinador não altere o Modelo para as diversas situações evidenciadas (em cada escalão), deve assumir diferentes estratégias de abordagem e de operacionalização de forma a racionalizar e gerir o melhor possível todo o processo em função do Modelo pretendido.
  • 11. Princípios de Jogo Características que uma equipa evidencia nos diferentes momentos de jogo, isto é, são padrões de comportamento táctico-técnico que podem assumir várias escalas.
  • 12. Organizações estruturais Disposições iniciais dos jogadores em campo
  • 13.
  • 14. Departamento de Futebol de Formação 2005/2006 Organização estrutural: 1-1-2-1-2 1 2 3 4 5 7 6
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 22. Organização estrutural: 1-1-2-1-2 5 triângulos 1 2 3 4 5 7 6
  • 23. Organização estrutural: 1-1-2-1-2 1 losango 1 2 3 4 5 7 6
  • 24. Departamento de Futebol de Formação 2005/2006 Organização estrutural: 1-3-2-1 Apenas 4 triângulos 1 2 3 4 5 7 6
  • 31. Organização Defensiva Adoptar em função das qualidades dos jogadores, posições fixas .
  • 32.
  • 33. Organização defensiva contra 1 avançado 1 3 5 7 6 2 4
  • 37. Organização defensiva contra 2 avançados 1 5 7 6 2 4 3
  • 43. Processo de treino O Modelo de Jogo dentro do processo de Ensino-aprendizagem/Treino que se pretende evidenciar, é um aspecto fundamental do processo, ao ponto de deixar de ter sentido sem a sua existência. Uma vez que é a partir dele que tudo se gera, se desenvolve, se organiza e se cria.
  • 44. Departamento de Futebol de Formação 2005/2006 Processo de treino O Modelo de Jogo afigura-se imprescindível na construção de um processo de Ensino-aprendizagem/Treino, uma vez que será o orientador de toda a operacionalização do referido processo.
  • 45. Processo de treino O processo ensino-aprendizagem/treino não só deve permitir como incentivar a criatividade dos jogadores em prol do respectivo Modelo de Jogo.
  • 46. Exercícios de treino Os exercícios de treino devem ser direccionados em função dos comportamentos desejados nos diferentes momentos de jogo (organização ofensiva, transição ataque/defesa, organização defensiva e transição defesa/ataque) e em função das respectivas escalas (individual, sectorial ou grupal, inter-sectorial e colectiva).
  • 47. Departamento de Futebol de Formação 2005/2006 Exercícios Padrão
  • 48. Objectivo: Aquecimento. Passe, recepção, passe para espaço vazio, condução de bola, manutenção da estrutura. Passe em estrutura Descrição: Jogadores colocados nos sinalizadores que formam um losango. Condicionantes: ex. Mudar de sentido, exercícios de mobilidade geral após passe, apenas pé esquerdo, intensidade do passe…
  • 49. Objectivo: Manutenção da posse de bola. Linha de passe à esq. E à drt. 3 x 1 Descrição: Espaço reduzido. Condicionantes: ex. 1 toque; 2 toques; 2 toques obrigatórios; “túnel”; dobra; espaço mais reduzido…
  • 50. Objectivo: Manutenção da posse de bola. Linha de passe à esq. E à drt. e outra ao fundo. 4 x 1 Descrição: Espaço reduzido. Condicionantes: ex. 1 toque; 2 toques; 2 toques obrigatórios; “túnel”; dobra; espaço mais reduzido… Proibido passar ao mesmo jogador (estimula as trocas de posição, aumenta a mobilidade).
  • 51. Objectivo: Manutenção da posse de bola. Linha de passe à esq. E à drt. e outra ao fundo. 4 x 2 Descrição: Espaço reduzido. Aos pares, o par que perde bola defende. Condicionantes: ex. 1 toque; 2 toques; 2 toques obrigatórios; “túnel”; dobra; espaço mais reduzido… Proibido passar ao mesmo jogador (estimula as trocas de posição, aumenta a mobilidade).
  • 52. Objectivo: Tentar ultrapassar a linha final 4 x 3 + 1 Descrição: Espaço reduzido e em amplitude. A equipa que perde a bola deixa um jogador em cima da linha, passando a defender com 3. A equipa quando ganha a bola tem sempre uma linha de passe segura por trás (transição em segurança para posse de bola). Condicionantes: ex. Estabelecer número de passes antes de atacar a linha final.
  • 53. Objectivo: Finalizar O corredor oposto ao qual se encontra a bola deve ser deixado livre (basculação defensiva). 4 x 3 + 1 com mini-balizas e corredores definidos Descrição: Espaço reduzido e em amplitude. A equipa que perde a bola deixa um jogador em cima da linha, passando a defender com 3. A equipa quando ganha a bola tem sempre uma linha de passe segura por trás (transição em segurança para posse de bola). Condicionantes: ex. Estabelecer número de passes antes de atacar e poder finalizar. 4 x 4 4 x 4 + 1
  • 54. Objectivo: Finalizar O corredor oposto ao qual se encontra a bola deve ser deixado livre (basculação defensiva). 4 x 4 + 1 com mini-balizas e corredores definidos Descrição: Espaço reduzido e em amplitude. A equipa que perde a bola deixa um jogador em cima da linha, passando a defender com 3. A equipa quando ganha a bola tem sempre uma linha de passe segura por trás (transição em segurança para posse de bola). O pivot (azul) joga por quem tem a bola. Condicionantes: ex. Estabelecer número de passes antes de atacar e poder finalizar. 4 x 4
  • 55. Objectivo: Ofensivo: manutenção da posse de bola. Defensivo: pressão ao portador de bola e redução de espaço pelas coberturas defensivas. 4 x 3 + 1 Descrição: Espaço reduzido dividido em dois espaços restritos. A equipa quando ganha bola coloca passe num jogador que fica no outro espaço e apressam-se a apoiar para criar as 3 linhas de passe. passando a defender com 3. A equipa quando ganha a bola tem sempre uma linha de passe segura por trás (transição em segurança para posse de bola) . Condicionantes: ex. Estabelecer número de passes antes de atacar a linha final.