SlideShare uma empresa Scribd logo

Carta Aberta ao Ministério da Saúde sobre o câncer do colo do útero

Oncoguia
Oncoguia
Oncoguia ONG em Oncoguia

Entidades se unem em elaboração de carta ao Ministério da Saúde pela causa do câncer do colo do útero

Carta Aberta ao Ministério da Saúde sobre o câncer do colo do útero

1 de 8
Baixar para ler offline
1	
Carta Aberta ao Ministro da Saúde
Brasília, 21 de Maio de 2019.
Ao
Excelentíssimo Senhor
Dr. Luiz Henrique Mandetta
MD. Ministro da Saúde
Ref.: Erradicação do Câncer do colo de útero no Brasil
Senhor Ministro,
Vimos respeitosamente, por meio desta, solicitar sua
atenção urgente para a implementação de intervenções
necessárias e possíveis para a erradicação do câncer
do colo do útero no Brasil.
O câncer do colo de útero acomete anualmente mais de
16 mil mulheres no Brasil, e é responsável
por aproximadamente 6.000 óbitos. Trata-se da terceira
neoplasia mais incidente no país e a quarta causa de
morte por câncer em mulheres.
A peculiaridade do câncer de colo de útero é que se trata
de uma doença passível de prevenção, sendo a vacina
anti-HPV e o preventivo de Papanicolau estratégias
comprovadamente eficazes para se evitar a doença.
No entanto, apesar do acesso às estratégias de
rastreamento terem sido ampliadas significativamente
nos últimos 20 anos, não se observou até o momento
redução na mortalidade pela
2	
doença no Brasil. Além disso, após a implementação da
vacina anti-HPV no ano de 2014, após um primeiro ano
de 92% de cobertura da população alvo com a primeira
dose, houve uma queda nesta taxa para 69% em apenas
um ano, coincidente com a mudança do ponto de
vacinação da escola para as unidades básicas de saúde
(UBSs).
Todos conhecemos estes dados e sabemos também que
este câncer acomete especialmente mulheres de países
e regiões de baixa renda e que as disparidades
socioeconômicas dentro de nosso país são
determinantes para sua morbidade.
Mas quem são estas mulheres?
São mulheres arrebatadas em fases produtivas de suas
vidas, que desconhecem a natureza prevenível desta
doença, que muitas vezes atribuem os sintomas desta
condição a alterações fisiológicas por não possuírem
educação em saúde, que apresentam inúmeras
dificuldades em acesso a serviços adequados de
rastreamento e tratamento de lesões precoces, que
sofrem com as dores e incapacidades de uma doenças
avançada e que por vezes se envergonham e sentem-se
paralisadas ao serem diagnosticadas com uma doença
causada por um vírus sexualmente transmissível.
Nos preocupam também os jovens em idade escolar e
seus pais, com diferentes níveis educacionais, que
sequer ouviram falar desta moléstia e desconhecem a
melhor forma de combatê-la: uma vacina altamente
eficaz e que está amplamente disponível na rede pública
para meninos e meninas.
É preciso agir e rápido.
3	
Sendo assim, este grupo, representado por diversas
entidades e sociedades envolvidas no cuidado de
mulheres com câncer de colo de útero, traz às suas
mãos algumas propostas para sua consideração.
• Organização de uma força de trabalho com
representante das principais sociedades
médicas envolvidas na prevenção, diagnóstico
e tratamento do câncer do colo de útero
(Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica
(SBOC), Sociedade Brasileira de Cirurgia
Oncológica(SBCO) Sociedade Brasileira de
Cancerologia(SBC), FEBRASGO(Federação
Brasileira das Associações de Ginecologia e
Obstetrícia) , Grupo EVA (Grupo Brasileiro de
Tumores Ginecológicos , ONCOGUIA e outras
que o governo julgar necessárias);
• Participar de ações educativas e sociais como o
dia nacional de vacinação para HPV no dia
25/11/2019, dia em que ocorrerá a Ação
Nacional de Combate ao Câncer - ANCC, em
todo o país. 	
• Que a vacinação para HPV seja novamente
oferecida dentro das escolas, seguindo
modelos de sucesso implantados em outros
países com maiores taxas de cobertura vacinal,
ficando a UBS para o resgate de faltantes na
vacinação escolar e para não frequentadores;
4	
• Que seja instituída uma campanha informativa
periódica de “volta às aulas” nos meses de
Fevereiro e Agosto, para que a aderência a
ambas as doses da vacina ocorra de forma
ótima e com intervalo de seis meses;
• Que se estabeleçam metas mais objetivas de
controle do câncer cervical: cobertura vacinal
de 90% ,
• cobertura de colpocitologia oncótica de 30%;
redução de incidência e mortalidade em 5 anos;
controle efetivo da doença em 20 anos.
*Em Anexo folhas de assinaturas das respectivas
sociedades.
Atenciosamente,
5	
Folha de Assinaturas, correspondente a documento
Carta Aberta ao Ministro da Saúde:
Ref.: Erradicação do Câncer do colo de útero no Brasil
_____________________________________
Dr. Sérgio Simon
Presidente SBOC - Sociedade Brasileira de Oncologia
Clínica
__________________________________
Dr. Cláudio de Almeida Quadros
Presidente SBCO
Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica
___________________________________
Dr. Arthur Accioly Rosa
Presidente SBRT - Sociedade Brasileira de
Radioterapia- Gestão 2017-2020
6	
Folha de Assinaturas, correspondente a documento
Carta Aberta ao Ministro da Saúde:
Ref.: Erradicação do Câncer do colo de útero no Brasil
_________________________
Dr. César Eduardo Fernandes
Presidente da Febrasgo - Federação Brasileira das
Associações de Ginecologia e Obstetrícia
__________________________________
Dr. Ricardo Cesar Pinto Antunes
Presidente da SBC- Sociedade Brasileira de
Cancerologia
Anúncio

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Vinicius de Moraes: Biografia
Vinicius de Moraes: Biografia Vinicius de Moraes: Biografia
Vinicius de Moraes: Biografia Fernando Pereira
 
Intertextualidade - diálogo entre textos de gêneros diferentes
Intertextualidade - diálogo entre textos de gêneros diferentesIntertextualidade - diálogo entre textos de gêneros diferentes
Intertextualidade - diálogo entre textos de gêneros diferentesCrisBiagio
 
Câncer de Mama - SIPAT 2013
Câncer de Mama - SIPAT 2013Câncer de Mama - SIPAT 2013
Câncer de Mama - SIPAT 2013Camila Ferreira
 
DECLARAÇÃO PARA HORAS DE ESTAGIO EM ESCRITORIO
DECLARAÇÃO PARA HORAS DE ESTAGIO EM ESCRITORIODECLARAÇÃO PARA HORAS DE ESTAGIO EM ESCRITORIO
DECLARAÇÃO PARA HORAS DE ESTAGIO EM ESCRITORIOJuliane Espíndola
 
Outubro rosa - câncer de mama e do colo do útero
Outubro rosa - câncer de mama e do colo do úteroOutubro rosa - câncer de mama e do colo do útero
Outubro rosa - câncer de mama e do colo do úteroPaulaRhuama
 
Seminario de cancer de mama
Seminario de cancer de mamaSeminario de cancer de mama
Seminario de cancer de mamaMathielly Samara
 
Outubro Rosa e a prevenção do cancer de mama
Outubro Rosa e a prevenção do cancer de mamaOutubro Rosa e a prevenção do cancer de mama
Outubro Rosa e a prevenção do cancer de mamaGustavo Alvarez
 

Mais procurados (20)

Vacinação contra o HPV no SUS
Vacinação contra o HPV no SUSVacinação contra o HPV no SUS
Vacinação contra o HPV no SUS
 
Outubro Rosa. Mitos e Verdades
Outubro Rosa. Mitos e VerdadesOutubro Rosa. Mitos e Verdades
Outubro Rosa. Mitos e Verdades
 
Cancer colo do utero
Cancer colo do uteroCancer colo do utero
Cancer colo do utero
 
Cancer do cólo do útero pronto
Cancer do cólo do útero prontoCancer do cólo do útero pronto
Cancer do cólo do útero pronto
 
Cancer de Próstata
Cancer de PróstataCancer de Próstata
Cancer de Próstata
 
Vinicius de Moraes: Biografia
Vinicius de Moraes: Biografia Vinicius de Moraes: Biografia
Vinicius de Moraes: Biografia
 
Cancer de colo do utero
Cancer de colo do utero Cancer de colo do utero
Cancer de colo do utero
 
Intertextualidade - diálogo entre textos de gêneros diferentes
Intertextualidade - diálogo entre textos de gêneros diferentesIntertextualidade - diálogo entre textos de gêneros diferentes
Intertextualidade - diálogo entre textos de gêneros diferentes
 
Câncer de Mama - SIPAT 2013
Câncer de Mama - SIPAT 2013Câncer de Mama - SIPAT 2013
Câncer de Mama - SIPAT 2013
 
O Cuidado em Rede e a Prevenção da Morte Materna e Perinatal
O Cuidado em Rede e a Prevenção da Morte Materna e PerinatalO Cuidado em Rede e a Prevenção da Morte Materna e Perinatal
O Cuidado em Rede e a Prevenção da Morte Materna e Perinatal
 
Outubro rosa
Outubro rosaOutubro rosa
Outubro rosa
 
Câncer de mama
Câncer de mamaCâncer de mama
Câncer de mama
 
DECLARAÇÃO PARA HORAS DE ESTAGIO EM ESCRITORIO
DECLARAÇÃO PARA HORAS DE ESTAGIO EM ESCRITORIODECLARAÇÃO PARA HORAS DE ESTAGIO EM ESCRITORIO
DECLARAÇÃO PARA HORAS DE ESTAGIO EM ESCRITORIO
 
Outubro rosa - câncer de mama e do colo do útero
Outubro rosa - câncer de mama e do colo do úteroOutubro rosa - câncer de mama e do colo do útero
Outubro rosa - câncer de mama e do colo do útero
 
Câncer - O que é, causas, prevenção e cura
Câncer - O que é, causas, prevenção e curaCâncer - O que é, causas, prevenção e cura
Câncer - O que é, causas, prevenção e cura
 
Seminario de cancer de mama
Seminario de cancer de mamaSeminario de cancer de mama
Seminario de cancer de mama
 
Mulher e Cancro da Mama
Mulher e Cancro da MamaMulher e Cancro da Mama
Mulher e Cancro da Mama
 
Diagnóstico da gestação viável e das complicações da gravidez inicial
Diagnóstico da gestação viável e das complicações da gravidez inicialDiagnóstico da gestação viável e das complicações da gravidez inicial
Diagnóstico da gestação viável e das complicações da gravidez inicial
 
Slides cancer de mama
Slides cancer de mamaSlides cancer de mama
Slides cancer de mama
 
Outubro Rosa e a prevenção do cancer de mama
Outubro Rosa e a prevenção do cancer de mamaOutubro Rosa e a prevenção do cancer de mama
Outubro Rosa e a prevenção do cancer de mama
 

Semelhante a Carta Aberta ao Ministério da Saúde sobre o câncer do colo do útero

Falando sobre câncer de colo de útero
Falando sobre câncer de colo de úteroFalando sobre câncer de colo de útero
Falando sobre câncer de colo de úteroLetícia Spina Tapia
 
Debate em Saúde: A mamografia na prevenção do câncer de mama: qual a idade id...
Debate em Saúde: A mamografia na prevenção do câncer de mama: qual a idade id...Debate em Saúde: A mamografia na prevenção do câncer de mama: qual a idade id...
Debate em Saúde: A mamografia na prevenção do câncer de mama: qual a idade id...Silvio Bromberg
 
Debate em Saúde: A mamografia na prevenção do câncer de mama: qual a idade id...
Debate em Saúde: A mamografia na prevenção do câncer de mama: qual a idade id...Debate em Saúde: A mamografia na prevenção do câncer de mama: qual a idade id...
Debate em Saúde: A mamografia na prevenção do câncer de mama: qual a idade id...Silvio Bromberg
 
Assistencia de enfermagem saude mulher 1. campinas 2023.pptx
Assistencia de enfermagem saude mulher 1. campinas 2023.pptxAssistencia de enfermagem saude mulher 1. campinas 2023.pptx
Assistencia de enfermagem saude mulher 1. campinas 2023.pptxgizaraposo
 
Setemi News Outubro/16
Setemi News Outubro/16Setemi News Outubro/16
Setemi News Outubro/16Setemi News
 
rafaella-feitosa-guimar-es.pdf
rafaella-feitosa-guimar-es.pdfrafaella-feitosa-guimar-es.pdf
rafaella-feitosa-guimar-es.pdfMaianaSantos12
 
1770-L - Rede Câncer nº 9 - Ações de controle do câncer de mama e do colo do ...
1770-L - Rede Câncer nº 9 - Ações de controle do câncer de mama e do colo do ...1770-L - Rede Câncer nº 9 - Ações de controle do câncer de mama e do colo do ...
1770-L - Rede Câncer nº 9 - Ações de controle do câncer de mama e do colo do ...bibliotecasaude
 
AVALIAÇÃO 2 substituta em SP_230623_154909.pdf
AVALIAÇÃO 2 substituta em SP_230623_154909.pdfAVALIAÇÃO 2 substituta em SP_230623_154909.pdf
AVALIAÇÃO 2 substituta em SP_230623_154909.pdfcybercom1
 
Ministério da Saúde amplia faixa para rastreamento do câncer do colo de útero
Ministério da Saúde amplia faixa para rastreamento do câncer do colo de úteroMinistério da Saúde amplia faixa para rastreamento do câncer do colo de útero
Ministério da Saúde amplia faixa para rastreamento do câncer do colo de úteroMinistério da Saúde
 
1 diretrizes brasileiras para o rastreamento do ca de colo
1 diretrizes brasileiras para o rastreamento do ca de colo1 diretrizes brasileiras para o rastreamento do ca de colo
1 diretrizes brasileiras para o rastreamento do ca de coloCinthia13Lima
 
Vacina contra o HPV - Apresentação
Vacina contra o HPV - Apresentação Vacina contra o HPV - Apresentação
Vacina contra o HPV - Apresentação Ministério da Saúde
 
Cartilha_câncer_de_mama_2023_8_ed.pdf
Cartilha_câncer_de_mama_2023_8_ed.pdfCartilha_câncer_de_mama_2023_8_ed.pdf
Cartilha_câncer_de_mama_2023_8_ed.pdfmaxion03
 
Entrevista - Parte I
Entrevista - Parte IEntrevista - Parte I
Entrevista - Parte Ioncologiaa
 
Combate mais abrangente ao câncer de colo do útero
Combate mais abrangente ao câncer de colo do úteroCombate mais abrangente ao câncer de colo do útero
Combate mais abrangente ao câncer de colo do úteroMinistério da Saúde
 

Semelhante a Carta Aberta ao Ministério da Saúde sobre o câncer do colo do útero (20)

Rastreamento do câncer do colo do útero: cobertura, periodicidade e população...
Rastreamento do câncer do colo do útero: cobertura, periodicidade e população...Rastreamento do câncer do colo do útero: cobertura, periodicidade e população...
Rastreamento do câncer do colo do útero: cobertura, periodicidade e população...
 
Falando sobre câncer de colo de útero
Falando sobre câncer de colo de úteroFalando sobre câncer de colo de útero
Falando sobre câncer de colo de útero
 
Debate em Saúde: A mamografia na prevenção do câncer de mama: qual a idade id...
Debate em Saúde: A mamografia na prevenção do câncer de mama: qual a idade id...Debate em Saúde: A mamografia na prevenção do câncer de mama: qual a idade id...
Debate em Saúde: A mamografia na prevenção do câncer de mama: qual a idade id...
 
Debate em Saúde: A mamografia na prevenção do câncer de mama: qual a idade id...
Debate em Saúde: A mamografia na prevenção do câncer de mama: qual a idade id...Debate em Saúde: A mamografia na prevenção do câncer de mama: qual a idade id...
Debate em Saúde: A mamografia na prevenção do câncer de mama: qual a idade id...
 
Sb debate em saude
Sb debate em saudeSb debate em saude
Sb debate em saude
 
Assistencia de enfermagem saude mulher 1. campinas 2023.pptx
Assistencia de enfermagem saude mulher 1. campinas 2023.pptxAssistencia de enfermagem saude mulher 1. campinas 2023.pptx
Assistencia de enfermagem saude mulher 1. campinas 2023.pptx
 
Setemi News Outubro/16
Setemi News Outubro/16Setemi News Outubro/16
Setemi News Outubro/16
 
rafaella-feitosa-guimar-es.pdf
rafaella-feitosa-guimar-es.pdfrafaella-feitosa-guimar-es.pdf
rafaella-feitosa-guimar-es.pdf
 
Montenegro ca colo
Montenegro ca coloMontenegro ca colo
Montenegro ca colo
 
1770-L - Rede Câncer nº 9 - Ações de controle do câncer de mama e do colo do ...
1770-L - Rede Câncer nº 9 - Ações de controle do câncer de mama e do colo do ...1770-L - Rede Câncer nº 9 - Ações de controle do câncer de mama e do colo do ...
1770-L - Rede Câncer nº 9 - Ações de controle do câncer de mama e do colo do ...
 
AVALIAÇÃO 2 substituta em SP_230623_154909.pdf
AVALIAÇÃO 2 substituta em SP_230623_154909.pdfAVALIAÇÃO 2 substituta em SP_230623_154909.pdf
AVALIAÇÃO 2 substituta em SP_230623_154909.pdf
 
Discurso DCNT para reunião da ONU
Discurso DCNT para reunião da ONUDiscurso DCNT para reunião da ONU
Discurso DCNT para reunião da ONU
 
Ministério da Saúde amplia faixa para rastreamento do câncer do colo de útero
Ministério da Saúde amplia faixa para rastreamento do câncer do colo de úteroMinistério da Saúde amplia faixa para rastreamento do câncer do colo de útero
Ministério da Saúde amplia faixa para rastreamento do câncer do colo de útero
 
Abc do cancer
Abc do cancerAbc do cancer
Abc do cancer
 
1 diretrizes brasileiras para o rastreamento do ca de colo
1 diretrizes brasileiras para o rastreamento do ca de colo1 diretrizes brasileiras para o rastreamento do ca de colo
1 diretrizes brasileiras para o rastreamento do ca de colo
 
Vacina contra o HPV - Apresentação
Vacina contra o HPV - Apresentação Vacina contra o HPV - Apresentação
Vacina contra o HPV - Apresentação
 
Outubro Rosa
Outubro RosaOutubro Rosa
Outubro Rosa
 
Cartilha_câncer_de_mama_2023_8_ed.pdf
Cartilha_câncer_de_mama_2023_8_ed.pdfCartilha_câncer_de_mama_2023_8_ed.pdf
Cartilha_câncer_de_mama_2023_8_ed.pdf
 
Entrevista - Parte I
Entrevista - Parte IEntrevista - Parte I
Entrevista - Parte I
 
Combate mais abrangente ao câncer de colo do útero
Combate mais abrangente ao câncer de colo do úteroCombate mais abrangente ao câncer de colo do útero
Combate mais abrangente ao câncer de colo do útero
 

Mais de Oncoguia

Feelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' Perspective
Feelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' PerspectiveFeelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' Perspective
Feelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' PerspectiveOncoguia
 
Insights from a Brazilian Patient Group
Insights from a Brazilian Patient GroupInsights from a Brazilian Patient Group
Insights from a Brazilian Patient GroupOncoguia
 
Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...
Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...
Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...Oncoguia
 
Pesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favela
Pesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favelaPesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favela
Pesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favelaOncoguia
 
Percepções e prioridades do câncer nas favelas brasileiras
Percepções e prioridades do câncer nas favelas brasileirasPercepções e prioridades do câncer nas favelas brasileiras
Percepções e prioridades do câncer nas favelas brasileirasOncoguia
 
Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!
Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!
Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!Oncoguia
 
Impactos do Câncer na vida dos familiares cuidadores
Impactos do Câncer na vida dos familiares cuidadoresImpactos do Câncer na vida dos familiares cuidadores
Impactos do Câncer na vida dos familiares cuidadoresOncoguia
 
Cosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicas
Cosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicasCosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicas
Cosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicasOncoguia
 
Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021
Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021
Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021Oncoguia
 
Por uma oncologia mais atual e justa
 Por uma oncologia mais atual e justa Por uma oncologia mais atual e justa
Por uma oncologia mais atual e justaOncoguia
 
Percepções da população brasileira sobre o câncer
Percepções da população brasileira sobre o câncerPercepções da população brasileira sobre o câncer
Percepções da população brasileira sobre o câncerOncoguia
 
Datafolha_Oncoguia_PercepcoesSobreOCancer .pdf
Datafolha_Oncoguia_PercepcoesSobreOCancer .pdfDatafolha_Oncoguia_PercepcoesSobreOCancer .pdf
Datafolha_Oncoguia_PercepcoesSobreOCancer .pdfOncoguia
 
Como contribuir em Consulta Pública da Conitec
Como contribuir em Consulta Pública da ConitecComo contribuir em Consulta Pública da Conitec
Como contribuir em Consulta Pública da ConitecOncoguia
 
Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022
Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022
Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022Oncoguia
 
Study of cancer patient's communication of pain to the health team
Study of cancer patient's communication of pain to the health teamStudy of cancer patient's communication of pain to the health team
Study of cancer patient's communication of pain to the health teamOncoguia
 
How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...
How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...
How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...Oncoguia
 
Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...
Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...
Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...Oncoguia
 
Cancer de fígado - ILNC
Cancer de fígado - ILNCCancer de fígado - ILNC
Cancer de fígado - ILNCOncoguia
 
Como contribuir em consulta pública da Conitec
Como contribuir em consulta pública da ConitecComo contribuir em consulta pública da Conitec
Como contribuir em consulta pública da ConitecOncoguia
 
Carta de Prioridades sobre Câncer de Rim
Carta de Prioridades sobre Câncer de RimCarta de Prioridades sobre Câncer de Rim
Carta de Prioridades sobre Câncer de RimOncoguia
 

Mais de Oncoguia (20)

Feelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' Perspective
Feelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' PerspectiveFeelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' Perspective
Feelings about Radiotherapy: the Brazilian Cancer Patients' Perspective
 
Insights from a Brazilian Patient Group
Insights from a Brazilian Patient GroupInsights from a Brazilian Patient Group
Insights from a Brazilian Patient Group
 
Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...
Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...
Return to work after breast cancer: disparities among patients treated in pub...
 
Pesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favela
Pesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favelaPesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favela
Pesquisas do Oncoguia mostra visão sobre câncer por quem mora na favela
 
Percepções e prioridades do câncer nas favelas brasileiras
Percepções e prioridades do câncer nas favelas brasileirasPercepções e prioridades do câncer nas favelas brasileiras
Percepções e prioridades do câncer nas favelas brasileiras
 
Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!
Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!
Consultas Públicas do SUS / Paciente oncológico: informe-se e participe!
 
Impactos do Câncer na vida dos familiares cuidadores
Impactos do Câncer na vida dos familiares cuidadoresImpactos do Câncer na vida dos familiares cuidadores
Impactos do Câncer na vida dos familiares cuidadores
 
Cosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicas
Cosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicasCosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicas
Cosaúde e o processo de incorporação de tecnologias oncológicas
 
Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021
Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021
Relatório de atividades do Instituto Oncoguia / 2021
 
Por uma oncologia mais atual e justa
 Por uma oncologia mais atual e justa Por uma oncologia mais atual e justa
Por uma oncologia mais atual e justa
 
Percepções da população brasileira sobre o câncer
Percepções da população brasileira sobre o câncerPercepções da população brasileira sobre o câncer
Percepções da população brasileira sobre o câncer
 
Datafolha_Oncoguia_PercepcoesSobreOCancer .pdf
Datafolha_Oncoguia_PercepcoesSobreOCancer .pdfDatafolha_Oncoguia_PercepcoesSobreOCancer .pdf
Datafolha_Oncoguia_PercepcoesSobreOCancer .pdf
 
Como contribuir em Consulta Pública da Conitec
Como contribuir em Consulta Pública da ConitecComo contribuir em Consulta Pública da Conitec
Como contribuir em Consulta Pública da Conitec
 
Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022
Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022
Contribuição Oncoguia com a ATS na SS - 03.2022
 
Study of cancer patient's communication of pain to the health team
Study of cancer patient's communication of pain to the health teamStudy of cancer patient's communication of pain to the health team
Study of cancer patient's communication of pain to the health team
 
How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...
How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...
How can we help: The needs of those seeking breast cancer information and sup...
 
Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...
Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...
Caring for colorectal cancer patients: the perspective of informal caregivers...
 
Cancer de fígado - ILNC
Cancer de fígado - ILNCCancer de fígado - ILNC
Cancer de fígado - ILNC
 
Como contribuir em consulta pública da Conitec
Como contribuir em consulta pública da ConitecComo contribuir em consulta pública da Conitec
Como contribuir em consulta pública da Conitec
 
Carta de Prioridades sobre Câncer de Rim
Carta de Prioridades sobre Câncer de RimCarta de Prioridades sobre Câncer de Rim
Carta de Prioridades sobre Câncer de Rim
 

Carta Aberta ao Ministério da Saúde sobre o câncer do colo do útero

  • 1. 1 Carta Aberta ao Ministro da Saúde Brasília, 21 de Maio de 2019. Ao Excelentíssimo Senhor Dr. Luiz Henrique Mandetta MD. Ministro da Saúde Ref.: Erradicação do Câncer do colo de útero no Brasil Senhor Ministro, Vimos respeitosamente, por meio desta, solicitar sua atenção urgente para a implementação de intervenções necessárias e possíveis para a erradicação do câncer do colo do útero no Brasil. O câncer do colo de útero acomete anualmente mais de 16 mil mulheres no Brasil, e é responsável por aproximadamente 6.000 óbitos. Trata-se da terceira neoplasia mais incidente no país e a quarta causa de morte por câncer em mulheres. A peculiaridade do câncer de colo de útero é que se trata de uma doença passível de prevenção, sendo a vacina anti-HPV e o preventivo de Papanicolau estratégias comprovadamente eficazes para se evitar a doença. No entanto, apesar do acesso às estratégias de rastreamento terem sido ampliadas significativamente nos últimos 20 anos, não se observou até o momento redução na mortalidade pela
  • 2. 2 doença no Brasil. Além disso, após a implementação da vacina anti-HPV no ano de 2014, após um primeiro ano de 92% de cobertura da população alvo com a primeira dose, houve uma queda nesta taxa para 69% em apenas um ano, coincidente com a mudança do ponto de vacinação da escola para as unidades básicas de saúde (UBSs). Todos conhecemos estes dados e sabemos também que este câncer acomete especialmente mulheres de países e regiões de baixa renda e que as disparidades socioeconômicas dentro de nosso país são determinantes para sua morbidade. Mas quem são estas mulheres? São mulheres arrebatadas em fases produtivas de suas vidas, que desconhecem a natureza prevenível desta doença, que muitas vezes atribuem os sintomas desta condição a alterações fisiológicas por não possuírem educação em saúde, que apresentam inúmeras dificuldades em acesso a serviços adequados de rastreamento e tratamento de lesões precoces, que sofrem com as dores e incapacidades de uma doenças avançada e que por vezes se envergonham e sentem-se paralisadas ao serem diagnosticadas com uma doença causada por um vírus sexualmente transmissível. Nos preocupam também os jovens em idade escolar e seus pais, com diferentes níveis educacionais, que sequer ouviram falar desta moléstia e desconhecem a melhor forma de combatê-la: uma vacina altamente eficaz e que está amplamente disponível na rede pública para meninos e meninas. É preciso agir e rápido.
  • 3. 3 Sendo assim, este grupo, representado por diversas entidades e sociedades envolvidas no cuidado de mulheres com câncer de colo de útero, traz às suas mãos algumas propostas para sua consideração. • Organização de uma força de trabalho com representante das principais sociedades médicas envolvidas na prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer do colo de útero (Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica(SBCO) Sociedade Brasileira de Cancerologia(SBC), FEBRASGO(Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) , Grupo EVA (Grupo Brasileiro de Tumores Ginecológicos , ONCOGUIA e outras que o governo julgar necessárias); • Participar de ações educativas e sociais como o dia nacional de vacinação para HPV no dia 25/11/2019, dia em que ocorrerá a Ação Nacional de Combate ao Câncer - ANCC, em todo o país. • Que a vacinação para HPV seja novamente oferecida dentro das escolas, seguindo modelos de sucesso implantados em outros países com maiores taxas de cobertura vacinal, ficando a UBS para o resgate de faltantes na vacinação escolar e para não frequentadores;
  • 4. 4 • Que seja instituída uma campanha informativa periódica de “volta às aulas” nos meses de Fevereiro e Agosto, para que a aderência a ambas as doses da vacina ocorra de forma ótima e com intervalo de seis meses; • Que se estabeleçam metas mais objetivas de controle do câncer cervical: cobertura vacinal de 90% , • cobertura de colpocitologia oncótica de 30%; redução de incidência e mortalidade em 5 anos; controle efetivo da doença em 20 anos. *Em Anexo folhas de assinaturas das respectivas sociedades. Atenciosamente,
  • 5. 5 Folha de Assinaturas, correspondente a documento Carta Aberta ao Ministro da Saúde: Ref.: Erradicação do Câncer do colo de útero no Brasil _____________________________________ Dr. Sérgio Simon Presidente SBOC - Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica __________________________________ Dr. Cláudio de Almeida Quadros Presidente SBCO Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica ___________________________________ Dr. Arthur Accioly Rosa Presidente SBRT - Sociedade Brasileira de Radioterapia- Gestão 2017-2020
  • 6. 6 Folha de Assinaturas, correspondente a documento Carta Aberta ao Ministro da Saúde: Ref.: Erradicação do Câncer do colo de útero no Brasil _________________________ Dr. César Eduardo Fernandes Presidente da Febrasgo - Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia __________________________________ Dr. Ricardo Cesar Pinto Antunes Presidente da SBC- Sociedade Brasileira de Cancerologia
  • 7. 7 Folha de Assinaturas, correspondente a documento Carta Aberta ao Ministro da Saúde: Ref.: Erradicação do Câncer do colo de útero no Brasil __________________________________ Dr. Lincoln Lopes Ferreira Presidente de AMB - Associação Médica Brasileira __________________________________ Luciana Holtz de Camargo Barros Presidente do Oncoguia
  • 8. 8 Folha de Assinaturas, correspondente a documento Carta Aberta ao Ministro da Saúde: Ref.: Erradicação do Câncer do colo de útero no Brasil _____________________________________ Drª. Angélica Nogueira Rodrigues Presidente Grupo Brasileiro de Tumores Ginecológicos ________________________ Drª Andréa Paiva Gadelha Guimarães Coordenadora de apoio ao paciente Grupo Brasileiro de Tumores Ginecológicos