Estudo Anatómico

9.299 visualizações

Publicada em

0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.299
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
61
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estudo Anatómico

  1. 1. Estudo Anatómico – Roteiro histórico Hugo Pedrosa
  2. 2. Estudo Anatómico Período Pré-científico - Caça - Esquartejamento - Trepanação como exorcismo Hugo Pedrosa Conhecimento anatómico era um valor para a sobrevivência.
  3. 3. Estudo Anatómico Período Científico Técnicas de Estudo Dissecção animal Dissecação cadavérica humana Vivissecação Hugo Pedrosa Anatomia humana era encarada com interesse metódico e viria a constituir-se como a fundação do conhecimento médico, bioquímico, biomecânico, etc.
  4. 4. Estudo Anatómico Período Científico Hugo Pedrosa Superstição e religião determinaram aceitação / rejeição da dissecação como técnica de estudo da anatomia humana e condicionaram a forma como evoluiu o pensamento anatómico ao longo dos séculos.
  5. 5. Estudo Anatómico Período Científico Contributos importantes para o estudo anatómico Hugo Pedrosa Civilização – Mesopotâmia Período – 4000 a.c Contributo: Relações entre órgãos, forças da vida e alma humana Obras de referência: descrição dos órgãos em escrita cuneiforme
  6. 6. Estudo Anatómico Período Científico Contributos importantes para o estudo anatómico Hugo Pedrosa Civilização – Antigo Egipto Período – 3400 a.c Personalidade - Menes Contributo: Escreve o primeiro manual de anatomia
  7. 7. Estudo Anatómico Período Científico Contributos importantes para o estudo anatómico Hugo Pedrosa Civilização – Chinesa Contributo: Mapas de acupunctura (365 pontos vitais)
  8. 8. Estudo Anatómico Período Científico Grécia Antiga - Anatomia ganha reconhecimento como área do conhecimento - Grande obsessão pela beleza física do corpo - Homero, 800 a. C, na “Ilíada”, descreve com grande precisão, ferida limpas de combatentes na guerra de Tróia - Personalidades de referência: Hipócrates Aristóteles Hugo Pedrosa
  9. 9. Estudo Anatómico Período Científico Grécia Antiga Hipócrates, 460-377 a.C., Referido como o “Pai da Medicina”: - Integra a escola médica de Cós - Valoriza a ética na prática da medicina que corporiza no “Juramento de Hipócrates” São quatro os princípios da medicina hipocrática: 1 - não lesar o paciente; 2 - abster-se do impossível: não prometer milagres; 3 - agir contra a causa da doença; 4 - crer na força curativa da natureza. Hugo Pedrosa
  10. 10. Estudo Anatómico Período Científico Grécia Antiga - Na Escola de Cós, dominava o conceito de doença como afecção geral do organismo e não como determinismo dos deuses. - Defendia-se a “Teoria dos Humores” como interpretação da organização do corpo Humano. - Quatro humores corporais estavam intimamente relacionados com orgãos humanos e do seu equilíbrio dependia o estado de saúde: Sangue – Fígado (Sanguíneo) Bílis amarela – Vesícula biliar (Colérico) Bilis Negra – Baço (Melancólico) Pneuma – Pulmões (Fleumático) Hugo Pedrosa
  11. 11. Estudo Anatómico Período Científico Grécia Antiga Propõe três grandes orientações terapêuticas: - Sangra - Purga - Dieta Propunha o recurso da força estimulante e curativa da natureza: quando o equilíbrio orgânico é perturbado pela doença, a natureza tende a restabelecer o equilíbrio humoral e a reconduzir o organismo à normalidade. Hugo Pedrosa
  12. 12. Estudo Anatómico Período Científico Grécia Antiga Obras mais significativas (Corpus hippocraticum): Entre 70 escritos que se considera integrarem esta colecção são tido como mais significativos: Aforismos, Da Medicina Antiga, Da Doença Sagrada, Epidemias, Da Cirurgia, Das Fracturas, Das Articulações, Prognósticos, Dos Instrumentos de Redução, Dos Ferimentos na Cabeça, Das Úlceras, Juramento e Lei. Hugo Pedrosa
  13. 13. Estudo Anatómico Período Científico Grécia Antiga Aristóteles, 384 - 322 a.C., discípulo de Platão Tutor de Alexandre, o Grande - Devoto da natureza, com um espírito curioso e metódico, Aristóteles recolhe, de forma sistemática, informações da sua observação para fundamentar as suas ideias. - Nesse sentido é considerado o precursor do método científico. - Descreve o desenvolvimento embrionário do coração do pinto e diferencia artérias de veias. - Pelo seu interesse na comparação entre a estrutura e funcionamento dos diferentes animais é reconhecido como o fundador da Anatomia Comparada. Hugo Pedrosa
  14. 14. Estudo Anatómico Período Científico Grécia Antiga - Discorda de Platão quando este que afirma que a sede da inteligência e das emoções é o cérebro. - Para Aristóteles, o cérebro é um centro de arrefecimento do sangue. - O coração é o centro da inteligência e ao bombear o sangue para todo as partes do corpo mantém a temperatura corporal. - A concepção aristotélica da natureza e do funcionamento do corpo prevaleceu durante séculos. Hugo Pedrosa
  15. 15. Estudo Anatómico Período Científico Era de Alexandria <ul><li>Alexandria foi fundada por Alexandre, o Grande em 322 a.C. como Capital do Egipto e centro de conhecimento. </li></ul><ul><li>Fundada uma escola de medicina onde a dissecação e a vivissecção eram aceites como técnica de estudo da anatomia humana. </li></ul>- Destruída pelos romanos em 32 d.C., o seu grande contributo foi parcialmente perdido no grande incêndio da sua biblioteca. - O seu papel no estudo anatómico chegou até ao ocidente através dos escritos de filósofos, historiadores e cientistas romanos como Plinio, Celsus, Galeno e Tertúlio. Hugo Pedrosa
  16. 16. Estudo Anatómico Período Científico Alexandria Erasistratus (320 a.C.- 257 a.C.) - Praticou a dissecação e a vivissecção de forma sistemática. - Terá feito centenas de vivissecções, pelo que foi muito criticado pelos seus sucessores romanos. - Interessava-se mais pelos aspectos funcionais do corpo humano do que pelo estudo anatómico, pelo que é referido como o “Pai da Fisiologia” Hugo Pedrosa
  17. 17. Estudo Anatómico Período Científico Alexandria Erasistratus (320 a.C.- 257 a.C.) - Descreve o cérebro (primeiro a descrever o cerebelo) e o coração (assinala as válvulas e designa-as de bicúspide e tricúspide). - Algumas das suas ideias eram, ainda, primitivas e místicas. <ul><li>- Acreditava que os nervos transportavam o espírito animal e que os músculos de contraíam por distensão desse espírito. </li></ul><ul><li>Defendia que o ventrículo esquerdo estava repleto de espírito vital (pneuma) que chegava dos pulmões e que as artérias transportavam esse pneuma para as restantes partes do corpo. </li></ul><ul><li>- Para os cuidados médicos, promoveu a higiene, a dieta e o exercício; </li></ul>Hugo Pedrosa
  18. 18. Estudo Anatómico Período Científico Alexandria Erasistratus (320 a.C.- 257 a.C.) Descobre as causa da doença de Antiochus, filho de Nicator Causa da doença: Paixão por Stratonice, mulher mais nova do Pai, de quem já tinha um filho!!!. Hugo Pedrosa
  19. 19. Estudo Anatómico Período Científico Era Romana - Marca um período de rejeição das práticas realizadas em Alexandria. - Dissecação não é utilizada como técnica de estudo. Autópsias são realizadas para determinar causa de mortes por crime. - A medicina é, essencialmente, curativa e a sua principal preocupação é o tratamento dos soldados feridos em batalhas. - O estudo anatómico realizava-se, fundamentalmente, com dissecação animal. - Observamos, no último período da era romana, uma forte influência da religião cristã sobre a prática médica que se iria prolongar por toda a idade média. Personalidades de referências: Celsus e Galeno Hugo Pedrosa
  20. 20. Estudo Anatómico Período Científico Romano Aulus Cornelius Celsus (25 a.C.- 30 d.C.) Reconhecido pelo cognome de “Cicerone da medicina”, pela grandeza do seu trabalho. Escreveu a obra: “De Artibus” de que só chegaram até nós os 8 volumes, escritos em latim, relativos à medicina com o nome: “De Re medicina”. Hugo Pedrosa
  21. 21. Estudo Anatómico Período Científico Romano: Celsus <ul><li>Referências ao seu contributo científico e médico: </li></ul><ul><li>constituiu a melhor fonte de informação sobre a escola de </li></ul><ul><li>medicina e de cirurgia de Alexandria; </li></ul><ul><li>Foi um fiel seguidor de Hipócrates incluindo no campo da ética e considerava necessário o reconhecimento do erro médico eventualmente cometido; </li></ul><ul><li>Destacou-se pela importância do estudo anatómico como disciplina básica para a formação de médicos. Assinala a necessidade do estudo anatómico preciso e do uso da dissecação para conhecer as posições e relações anatómicas, as quais se podiam observar melhor num cadáver do que num ser humano vivo; </li></ul><ul><li>Entre as suas contribuições vigora a descrição dos quatro sinais da inflamação (calor, ardor, rubor e edema) e a operação às cataratas; </li></ul><ul><li>Reconhecia a importância da higiene e recomendava que os ferimentos fossem lavados e tratados com substâncias que actualmente se sabe possuírem características anti-sépticas, tal como o vinagre ou o óleo de tomilho. </li></ul>Hugo Pedrosa
  22. 22. Estudo Anatómico Período Científico Romano Claudius Galeno (130 d.c- 201 d.c) Considerado o Fundador da Farmacologia e “Pai da medicina desportiva”. Talvez o melhor médico depois de Hipócrates e o mais influente escritor de temáticas médicas de todos os tempos. Embora a sua influência no domínio da anatomia e medicina tenha sido prevalecente durante 1500 anos, não terá dissecado mais do que 2 ou 3 cadáveres humanos, fundando os seus estudos em dissecação animal. Hugo Pedrosa
  23. 23. Estudo Anatómico Período Científico Romano: Galeno <ul><li>Referências ao seu contributo científico e médico: </li></ul><ul><li>- Evidencia que a urina é formada nos rins e não na bexiga, como era concebido no seu tempo; </li></ul><ul><li>Adopta a teoria dos humores e cria um sistema funcional do corpo humano regido por quatro elementos (fogo, ar, água, terra) e por 4 humores. Acreditava assim, que as doenças provinham do desequilíbrio desta composição. </li></ul><ul><li>Desenvolveu um sistema médico radicalmente contrário ao de Hipócrates, porque enquanto este aplicava o método indirecto, ou seja, corrigia o todo para curar a parte e só usava o sistema alopático em casos de emergência; Galeno combatia as doenças por meio de substâncias ou compostos que se opunham directamente aos sinais e sintomas das enfermidades. </li></ul><ul><li>Este é o método directo, em que as atenções do médico estão voltadas apenas para a região ou para a função prejudicada pela doença. É, nesse sentido, precursor da alopatia. </li></ul>Hugo Pedrosa
  24. 24. Estudo Anatómico Período Científico Romano: Galeno <ul><li>Referências ao seu contributo científico e médico: </li></ul><ul><li>Foi o primeiro a supor que o ar que respiramos é também o elemento activo </li></ul><ul><li>de combustão, explicando o mecanismo de respiração. </li></ul><ul><li>Distinguiu a pleurisia da pneumonia, descreveu o aneurisma e o cancro. </li></ul><ul><li>Embora de forma mais empírica que científica, Galeno ainda procurou explicar funções fisiológicas como a digestão, nutrição e o crescimento. </li></ul><ul><li>- Durante 1300 anos a sua obra foi considerada um estado final do conhecimento anatómico. </li></ul>Hugo Pedrosa
  25. 25. Estudo Anatómico Período Científico Romano: Galeno Importância dos seus estudos a nível farmacêutico: - A grande linha de força do Galenismo foi a transformação da patologia humoral numa teoria racional e sistemática, em relação à qual se tornava necessário classificar os medicamentos ; - A aplicação dos medicamentos na terapêutica Galénica dependia de vários factores, como a personalidade do doente, a sua idade, a raça e o clima, que afectavam a própria natureza da mistura (krasis) dos humores no corpo humano. Hugo Pedrosa
  26. 26. Estudo Anatómico Período Científico - Idade Média (476: queda de Roma)– 1453 conquista de Constantinopla pelos turcos - Período conhecido como “Idade das Trevas” - Igreja católica romana exerce grande autoritarismo no ocidente e suprime o estudo anatómico - Dissecação humana era estritamente proibida e punida com a fogueira - Durante a epidemia por peste negra (séc. VI) ter-se-ão realizado autópsias para tentar determinar as causa da morte por esta doença. Hugo Pedrosa
  27. 27. Estudo Anatómico Período Científico Mondinni di Luzzi (1270-1326) - Foi o primeiro e grande anatomista medieval - Defendia que os estudos humanos não podiam ser aprendidos apenas num livro, mas sim na sua observação directa. - Quebrou com as autópsias a porcos e passou a realizá-la em corpos humanos; realizou a sua primeira dissecção humana pública em 1315. - Foi ameaçado de excomunhão pelo Papa devido às dissecções que realizava, mas em 1317 teve autorização oficial do Papa Sisto V. - Mondinni não realizava directamente as suas dissecações, ele lia o livro de Galeno e o seu assistente dissecava os corpos enquanto os alunos observavam. O seu objectivo era ilustrar e detectar os erros cometidos por Galeno. Hugo Pedrosa
  28. 28. Estudo Anatómico Período Científico Renascença: Leonardo Da Vinci (1270-1326) O seu talento para o desenho conduziu-o à oficina de Andrea del Verrochio O perfeccionismo de Leonardo e o seu desejo de realismo nas representações humanas, levam-no a interessar-se pelo estudo do corpo, tanto a nível das estruturas externas e internas, bem como da interacção entre as diferentes estruturas (osso, músculos, nervos, tendões...). Hugo Pedrosa
  29. 29. Estudo Anatómico Período Científico Os primeiros grandes passos de Leonardo no estudo da anatomia, permitiram-lhe começar a ver o corpo humano de forma completamente diferente, superando de vez o pensamento medieval. Leonardo começou a encarar o organismo humano como uma máquina maravilhosamente construída, cujos princípios de funcionamento pretendia compreender. Hugo Pedrosa Renascença: Leonardo Da Vinci (1270-1326)
  30. 30. Estudo Anatómico Período Científico Renascença: Paracelsus (1493-1541) Celebrizou-se no estudo da alquimia, medicina e cirurgia. Considerado o Pai da Farmacologia . Hugo Pedrosa
  31. 31. Estudo Anatómico Período Científico - Paracelsus procurou basear a medicina na observação e na experiência fundando-a na química, que no seu tempo era ainda alquimia . - Na sua filosofia, o homem dividia-se em sal (o corpo), mercúrio (alma), enxofre (espírito), e qualquer enfermidade seria o resultado da falta de um desses componentes fundamentais. - O sucesso alcançado pelos seus tratamentos médicos baseava-se no princípio que ele mesmo desenvolvera, o do “igual trata igual”, ou seja, se um composto causa uma doença, então, doenças relacionadas devem ser tratadas com a administração de pequenas doses do mesmo composto. Esse princípio é empregue hoje em dia pela farmacologia homeopática. Por este motivo, é considerado por alguns como o pai da farmacologia . Hugo Pedrosa Renascença: Paracelsus (1493-1541)
  32. 32. Período Científico Estudo Anatómico Renascença: Andreas Vesalius (1514-1564) - Durante a sua infância sempre demonstrou muito interesse pela dissecação e pelo estudo anatómico de animais - Frequenta a escola de medicina em Louvain - Estuda, depois, em Paris, onde, com cerca de 20 anos, direcciona todo o seu interesse para o estudo da anatomia, dedicando-se, com especial interesse, à avaliação e caracterização dos ossos do esqueleto humano obtidos de restos mortais encontrados em locais de execução penal e em cemitérios. - Entre 1533 e 1536, visita assiduamente o cemitério dos inocentes e monta o primeiro esqueleto humano. Hugo Pedrosa
  33. 33. Estudo Anatómico Período Científico Vesalius mudou conceitos e relatou uma nova anatomia, mas o seu maior contributo foi a forma inovadora como estudava e ensinava, revelando o caminho para as novas e aliciantes descobertas que resultaram dos seus trabalhos Hugo Pedrosa Renascença: Andreas Vesalius (1514-1564) É, por isso, reconhecido como o “Pai da Anatomia”
  34. 34. Estudo Anatómico Período Científico William Harvey (1578-1657) - Foi o primeiro a aplicar o método científico para resolver problemas biológicos. - Teve a coragem de negar os pressupostos Galénicos. - Descobriu a circulação sanguínea, publicada no estudo “An Anatomical Study of the Motion of the Heart and of the Blood in Animals” Hugo Pedrosa
  35. 35. Estudo Anatómico Período Científico Marcello Malpighi (1628-1697) Hugo Pedrosa - Considerado o Pai da Histologia , devem-se-lhe várias descobertas importantes. - Os seus estudos realizados em sapos e caudas de peixes que o levaram a descobrir os capilares sanguíneos e os glóbulos vermelhos (que não altura foram denominados de corpúsculos); - Realizou diversos estudos macro e microscópicos à pele, rins, baço e fígado, descobrindo vários tipos de tecidos e células, como por exemplo: corpúsculos de Malpighi (rins), os alvéolos pulmonares e as células piramidais (cérebro).
  36. 36. Estudo Anatómico Período Científico Séc. XVIII e XIX Antoni Van Leuwenhoek (1632-1723) no desenvolvimento do microscópio Robert Hooke (1665) utiliza pela primeira vez o conceito de célula Regnier de Graaf (1672) descreve os ovários do aparelho reprodutor feminino Lazzaro Spallanzani (1775) evidencia a necessidade do óvulo e do espermatozóide para a fecundação Schleiden e Schwann (1838), separadamente, introduzem a teoria celular Rudolf Virchow (1858) introduz a noção de que uma célula apenas pode nascer a partir de outra célula Hugo Pedrosa
  37. 37. Estudo Anatómico Período Científico Séc. XVIII e XIX - O desenvolvimento tecnológico foi determinante na evolução do estudo anatómico. - Desde logo com a evolução na ampliação e resolução do microscópio que permitiu a passagem do estudo macro para o estudo das micro-estruturas. Hugo Pedrosa
  38. 38. Estudo Anatómico Séc. XX O estudo anatómico evolui extraordinariamente com recurso a novas tecnologias de estudo: - Raios X - Ultrasons - Tomografia auxiliado por computador - Reconstrução Dinâmica Espacial - Ressonância Magnética Nuclear - Tumografia por Emissão de Positrões Hugo Pedrosa
  39. 39. Estudo Anatómico Raios X Pai do raio X: Wilhelm Conrad Roentgen (1845-1923) Data da descoberta: 8 de Novembro de 1895 Hugo Pedrosa
  40. 40. Ultrasons Introduzida na década de 50, utiliza técnicas de emissão e recepção de ondas ultrassónicas para a construção de uma imagem. A utilização do computador no tratamento das informações tornou possível o sonograma. Estudo Anatómico Hugo Pedrosa
  41. 41. Tomografia Axial Computorizada (TAC) A tomografia axial computorizada é uma técnica de radiografia que usa a tecnologia dos computadores para tratar os dados obtidos, permitindo criar imagens transversais do corpo em diferentes planos. Estudo Anatómico Hugo Pedrosa
  42. 42. Imagem por Ressonância Magnética A Ressonância Magnética é um método de imagem que aproveita as propriedades naturais dos átomos existentes no corpo humano para criar uma imagem. Tomando por base a possibilidade de exposição à radiação ionizada, a Ressonância Magnética é um método mais inócuo que os Raios X tradicionais. Estudo Anatómico Hugo Pedrosa
  43. 43. Tomografia por Emissão de Positrões Pode ser descrita como uma técnica imagiológica, que pode gerar imagens tridimensionais ou imagens de fatia (como acontece com o TAC), que utiliza positrões- partículas de massa igual à do electrão, mas com carga positiva- radioactivos, que conseguem detectar modificações no metabolismo e actividade química do organismo, informando, deste modo, acerca do estado funcional dos órgãos, e não tanto do seu estado morfológico . Estudo Anatómico Hugo Pedrosa
  44. 44. Angiografia Digital por Subtracção Imagem produzida por meio da subtracção de radiografias sem meios de contraste, de radiografias obtidas após o meio de contraste ser administrado. O resultado deste processo de subtracção é a visualização de vasos preenchidos por meios de contraste livres de estruturas subjacentes. Esses procedimentos envolvem o uso de equipamento electrónico específico, incluindo &quot;hardware&quot; de computação e radiográfico para produzir rápidas imagens sequenciais. Estudo Anatómico Hugo Pedrosa
  45. 45. Estudo Anatómico Hugo Pedrosa Anatomia Cadavérica Estudo da anatomia através da dissecação Anatomia “in vivo” Anatomia de Superfície Anatomia Funcional Anatomia Radiológica Anatomia Gamagráfica Anatomia Endoscópica Anatomia Patológica Anatomia Microscópica Anatomia do Desenvolvimento Estudos realizados a partir do ser vivo Estudo de pontos de referência na superfície corporal Estuda a morfologia a partir da compreensão dos movimentos e da sua interpretação através das leis da mecânica Estudo das estruturas a partir do exame radiológico Estudo diferenciado das imagens radiológicas com auxílio de técnicas complementares e do computador Estudo das cavidades e canais naturais Estudo centrado na análise das situações anormais ou de doença Estudo dos detalhes morfológicos de uma estrutura com recurso a imagens do microscópio Estudo das estruturas no processo de desenvolvimento humano
  46. 46. Estudo Anatómico Hugo Pedrosa Vivissecção - http://pt.wikipedia.org/wiki/Vivissec%C3%A7%C3%A3o Dissecação - http://pt.wikipedia.org/wiki/Disseca%C3%A7%C3%A3o Anatomia - http://pt.wikipedia.org/wiki/Anatomia Trepanação - http://pt.wikipedia.org/wiki/Trepana%C3%A7%C3%A3o

×