SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
Anatomia e Fisiologia
Humana
Importância e Conceito da Anatomia e Fisiologia
A importância e Conceito da Anatomia e fisiologia Humana
Anatomia é uma palavra grega que significa cortar em partes, cortar separado
sem destruir os elementos componentes. Ana (partes) + Tomia (Cortar).
O equivalente em português é dissecção. Anatomia é a parte da biologia que
estuda a morfologia ou estrutura dos seres vivos.
Fisiologia humana
A fisiologia humana dedica-se ao estudo do funcionamento do
organismo dos seres humanos.
Este é um ramo que se ramifica a partir da fisiologia animal,
responsável em analisar e compreender todas as funções dos
organismos do reino animal.
A fisiologia humana envolve estudos sobre a circulação sanguínea,
sistema digestivo, respiratório, endócrino, urinário, reprodutor
(embriologia), sistema muscular, esquelético e articulação e sistema
nervoso.
Anatomia
É um ramo que se dedica ao estudo macroscópico e microscópico de todas as
estruturas físicas dos seres vivos, como a sua forma e disposição dos órgãos,
por exemplo. A anatomia humana, a partir de uma perspectiva médica, consiste
no conhecimento de todas as estruturas do corpo humano, em relação às suas
condições de saúde. 
Grande parte dos anatomistas se especializam em apenas determinadas zonas
do corpo humano, como o cérebro, o sistema cardíaco, sistema respiratório e
etc. As dissecações de cadáveres são as atividades ideais para exercitar e
aprender a anatomia humana. 
Divisão do corpo humano
Classicamente o corpo humano é dividido em cabeça, tronco e
membros.
A cabeça se divide em face e crânio.
O tronco em pescoço, tórax e abdome.
Os membros em superiores e inferiores.
Os membros superiores são divididos em ombro, braço, antebraço e
mão.
Os membros inferiores são divididos em quadril, coxa, perna e pé.
Dois principais caminhos podem ser seguidos dentro da anatomia humana:
a anatomia topográfica, quando o estudo dos órgãos é feito a partir da sua
localização no corpo; e a anatomia descritiva, quando o foco está nos tecidos
biológicos que compõem os órgãos analisados.
A anatomia humana ainda tem o objetivo de estudar a origem morfológica do
corpo, ou seja, os motivos que levaram a estrutura do organismo humano ser do
jeito que é. Para chegar aos seus objetivos, recorre à embriologia, biologia
evolutiva e outras ciências conhecidas.
Anatomia patológica
A anatomia patológica se resume ao estudo dos órgãos que estão doentes ou
que sofrem de alguma deficiência. A patologia é um ramo da medicina que
estuda as doenças, sendo a anatomia patológica parte desse estudo.
Posição Anatômica
Deve-se considerar a posição anatômica como a de um atleta
em posição ereta, em pé, com o olhar para o horizonte e a
linha do queixo em paralelo à linha do solo. Os braços
pendentes, mãos espalmadas, dedos unidos e palmas voltadas
para frente. Os pés também unidos e pendentes. Como na
figura ao lado. Desse modo podemos relacionar de forma
precisa e padronizada todas as estruturas anatômicas.
Planos Anatômicos
Têm o objetivo de separar o corpo em partes para
facilitar o estudo e nomear as estruturas anatômicas
com relação espacial. Ou seja, através dos planos
anatômicos podemos dividir o corpo humano em 3
dimensões e assim podemos localizar e posicionar
todas estruturas.
Plano Sagital: É o plano que corta o corpo no sentido anteroposterior, possui esse nome porque
passa exatamente na sutura sagital do crânio; quando passa bem no meio do corpo, sobre a linha
sagital mediana, é chamado de sagital mediano e quando o corte é feito lateralmente a essa linha,
chamamos para-mediano. Determina uma porção direita e outra esquerda.
Plano Coronal: É o plano que corta o corpo lateralmente, de uma orelha a outra. Possui esse
nome porque passa exatamente na sutura coronal do crânio. Também pode ser chamado de plano
frontal. Ele determina se uma estrutura é anterior ou posterior.
Plano Transversal: É o plano que corta o corpo transversalmente, também é chamado de
plano axial. Através desse plano podemos dizer se uma estrutura é superior ou inferior.
E os eixo anatômicos são formados pelo encontro de três planos.
O eixo sagital: É formado pelo encontro do plano sagital com o plano transversal.
Também pode ser chamado de eixo anteroposterior.
O eixo longitudinal: É formado pelo encontro do plano coronal com o plano
sagital. Também pode ser chamado de eixo crânio-sacral.
O eixo transversal: É formado pelo encontro do plano transversal com o plano
coronal. Também pode ser chamado de látero-lateral.
Termos de Movimento
Flexão: Diminuição do ângulo de uma articulação ou aproximação de
duas estrutura ósseas.
Extensão: Aumento do ângulo de uma articulação ou afastar duas
estruturas ósseas.
Rotação medial / interna e Rotação lateral / externa.
Adução: Abdução: O pé e mão fazem movimentos, especiais. Que
nada mais são do que a execução simultânea de dois movimentos de
forma combinada.
Divisão do Estudo da Anatomia
Osteologia: parte da anatomia que estuda os ossos.
Miologia: parte da anatomia que estuda os músculos.
Sindesmologia ou Artrologia: parte da anatomia que estuda as articulações.
Angiologia: parte da anatomia que estuda o coração e os grande vasos.
Neuroanatomia: parte da anatomia que estuda o sistema nervoso central e o
periférico. Estesiologia: parte da anatomia que estuda os órgãos que se
destinam à captação das sensações.
Esplancnologia: parte da anatomia que estuda as vísceras que se agrupam para
o desempenho de uma determinada função como: fonação, digestão, respiração,
reprodução e urinária.
Endocrinologia: parte da anatomia que estuda as glândulas sem ducto, que
segregam hormônios, os quais são drenados diretamente na corrente sanguínea.
Tegumento comum: parte da anatomia que estuda a pele e os seus anexos.
Fisiologia
Fisiologia é uma área de estudo da biologia responsável em analisar o
funcionamento físico, orgânico, mecânico e bioquímico dos seres vivos. O
termo fisiologia se originou a partir da junção do grego physis, que significa
“funcionamento” ou “natureza”, com a palavra logos, que quer dizer “estudo” ou
“conhecimento. Assim, o significado de fisiologia seria “conhecimento da
natureza” ou “estudo dos funcionamentos”.
Poderíamos passar o resto de nossas vidas tentando definir o termo “
FISIOLOGIA”, dado que a fisiologia é o estudo da própria vida. É o
funcionamento de todas as partes de um organismo vivo, bem como do
funcionamento do organismo como um todo.
A unidade funcional básica do corpo é a célula, existindo cerca de 75
trilhões delas em cada ser humano. A maior parte das células está viva e,
em sua imensa maioria, também se reproduz e, com isso, garante a
continuidade da vida.
o funcionamento da maior parte dos órgãos que formam o corpo é dirigido
no sentido de manter constantes as condições físicas e as concentrações
das substancias dissolvidas nesse meio interno. Essa condição de
constância do meio interno é chamada de Homeostasia.
1- Bombeamento de sangue pelo sistema circulatório causado pelo coração
2- pela difusão de líguido, através da membrana capilar, que ocorre nos dois sentidos, permitindo as
trocas entre as partes do líquido extracelular do sangue
Que é chamada plasma e a parte desse mesmo líguido extracelular, que ocupa os espaços entre as
células dos tecidos, e que chamada de líguido intersticial.
Cada sistema de órgãos desempenha um papel especifico na homeostasia.
Por exemplo, o sistema respiratório controla asa concentrações de oxigênio e
de gás carbônico no meio interno. Os rins removem os produtos do
metabolismo dos líquidos orgânicos enquanto que, ao mesmo tempo,
controlam as concentrações dos diferentes íons. O sistema digestivo
processa os alimentos a fim de prover os nutrientes adequados para o meio
interno. Os músculos e o esqueleto dão apoio e locomoção para o corpo, de
modo que este pode buscar a compensação para suas próprias necessidades,
especialmente aquelas relacionadas com a obtenção de alimento e de água
para o meio interno. O sistema nervoso inerva os músculos e também
controla o funcionamento de muitos órgãos internos, funcionando em
associação com o sistema respiratório a fim de controlar as concentrações de
oxigênio e de gás carbônico.
O sistema endócrino controla a maior parte das funções metabólicas do corpo,
bem como a velocidade (e a intensidade) das reações químicas celulares, as
concentrações de glicose, gorduras e aminoácidos nos líquidos corporais, bem
como a síntese de novas substancias necessitadas pelas células. E por fim o
sistema reprodutor tem papel na homeostasia, dado que leva à formação de
novos seres humanos e, portanto, novos meios internos para substituir os mais
antigos, que envelhecem e morrem.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Introdução a anatomia
Introdução a anatomiaIntrodução a anatomia
Introdução a anatomiaMaxsuell Lopes
 
Introdução a anatomia por Robson Lucas
Introdução a anatomia por Robson LucasIntrodução a anatomia por Robson Lucas
Introdução a anatomia por Robson Lucasrobson lucas pontes
 
02 sistema esquelético
02   sistema esquelético02   sistema esquelético
02 sistema esqueléticoMaxsuell Lopes
 
Aula 01 anatomia e fisiologia
Aula 01   anatomia e fisiologiaAula 01   anatomia e fisiologia
Aula 01 anatomia e fisiologiaRennan Mourão
 
Trabalho Anatomia
Trabalho AnatomiaTrabalho Anatomia
Trabalho Anatomiaguest9bc091
 
Fisiologia Humana 1 - Introdução à Fisiologia Humana
Fisiologia Humana 1 - Introdução à Fisiologia HumanaFisiologia Humana 1 - Introdução à Fisiologia Humana
Fisiologia Humana 1 - Introdução à Fisiologia HumanaHerbert Santana
 
Introdução ao estudo da anatomia
Introdução ao estudo da anatomiaIntrodução ao estudo da anatomia
Introdução ao estudo da anatomiaRodrigo Bruno
 
introdução e conceitos anatômicos - anatomia humana I
introdução e conceitos anatômicos - anatomia humana Iintrodução e conceitos anatômicos - anatomia humana I
introdução e conceitos anatômicos - anatomia humana IMarília Gomes
 
Anatomia humana sistema esquelético
Anatomia humana   sistema esqueléticoAnatomia humana   sistema esquelético
Anatomia humana sistema esqueléticoKarinne Ferreira
 
1º aula introdução a fisiologia
1º aula   introdução a fisiologia1º aula   introdução a fisiologia
1º aula introdução a fisiologiaTayslane Rocha
 
Aula 01 introdução, planos e eixos ok
Aula 01   introdução, planos e eixos okAula 01   introdução, planos e eixos ok
Aula 01 introdução, planos e eixos okNayara de Queiroz
 

Mais procurados (20)

Introdução a anatomia
Introdução a anatomiaIntrodução a anatomia
Introdução a anatomia
 
Aula de anatomia humana 1º
Aula de anatomia humana 1ºAula de anatomia humana 1º
Aula de anatomia humana 1º
 
Anatomia humana 1ª aula 10 mar 2014
Anatomia  humana 1ª aula 10 mar 2014Anatomia  humana 1ª aula 10 mar 2014
Anatomia humana 1ª aula 10 mar 2014
 
Sistema Esqueletico
Sistema EsqueleticoSistema Esqueletico
Sistema Esqueletico
 
Introdução a anatomia por Robson Lucas
Introdução a anatomia por Robson LucasIntrodução a anatomia por Robson Lucas
Introdução a anatomia por Robson Lucas
 
1 introdução anatomia
1 introdução anatomia1 introdução anatomia
1 introdução anatomia
 
02 sistema esquelético
02   sistema esquelético02   sistema esquelético
02 sistema esquelético
 
Aula 01 anatomia e fisiologia
Aula 01   anatomia e fisiologiaAula 01   anatomia e fisiologia
Aula 01 anatomia e fisiologia
 
Trabalho Anatomia
Trabalho AnatomiaTrabalho Anatomia
Trabalho Anatomia
 
Fisiologia Humana 1 - Introdução à Fisiologia Humana
Fisiologia Humana 1 - Introdução à Fisiologia HumanaFisiologia Humana 1 - Introdução à Fisiologia Humana
Fisiologia Humana 1 - Introdução à Fisiologia Humana
 
Introdução ao estudo da anatomia
Introdução ao estudo da anatomiaIntrodução ao estudo da anatomia
Introdução ao estudo da anatomia
 
introdução e conceitos anatômicos - anatomia humana I
introdução e conceitos anatômicos - anatomia humana Iintrodução e conceitos anatômicos - anatomia humana I
introdução e conceitos anatômicos - anatomia humana I
 
Aula1 anatomia (2)
Aula1 anatomia (2)Aula1 anatomia (2)
Aula1 anatomia (2)
 
Anatomia humana sistema esquelético
Anatomia humana   sistema esqueléticoAnatomia humana   sistema esquelético
Anatomia humana sistema esquelético
 
Aula de sistema articular
Aula de sistema articularAula de sistema articular
Aula de sistema articular
 
Sistema esquelético
Sistema esqueléticoSistema esquelético
Sistema esquelético
 
1º aula introdução a fisiologia
1º aula   introdução a fisiologia1º aula   introdução a fisiologia
1º aula introdução a fisiologia
 
Anatomia humana
Anatomia humanaAnatomia humana
Anatomia humana
 
Sistema óSseo
Sistema óSseoSistema óSseo
Sistema óSseo
 
Aula 01 introdução, planos e eixos ok
Aula 01   introdução, planos e eixos okAula 01   introdução, planos e eixos ok
Aula 01 introdução, planos e eixos ok
 

Semelhante a Anatomia e fisiologia humana

ENFERMAGEM - MÓDULO I - ANATOMIA E FISIOLOGIA revisada.pptx
ENFERMAGEM - MÓDULO I -  ANATOMIA E FISIOLOGIA revisada.pptxENFERMAGEM - MÓDULO I -  ANATOMIA E FISIOLOGIA revisada.pptx
ENFERMAGEM - MÓDULO I - ANATOMIA E FISIOLOGIA revisada.pptxEvandroOliveira914702
 
1.Intro-discip-101.pdf
1.Intro-discip-101.pdf1.Intro-discip-101.pdf
1.Intro-discip-101.pdfssuserb80418
 
Anatomia dos animais de produção i
Anatomia dos animais de produção iAnatomia dos animais de produção i
Anatomia dos animais de produção iFrancismara Carreira
 
Apostila anatomia geral humana
Apostila anatomia geral humanaApostila anatomia geral humana
Apostila anatomia geral humanaSabrina Felgueiras
 
Apostila anatomia humana
Apostila anatomia humanaApostila anatomia humana
Apostila anatomia humanaPriscilla Meira
 
Apostila anatomia humana
Apostila anatomia humanaApostila anatomia humana
Apostila anatomia humanaGustavo Luiz
 
aula sobre biologia(introdução) e ossos.ppsx
aula sobre biologia(introdução) e ossos.ppsxaula sobre biologia(introdução) e ossos.ppsx
aula sobre biologia(introdução) e ossos.ppsxLuana Pereira
 
Introdução anatomia farmácia
Introdução anatomia farmáciaIntrodução anatomia farmácia
Introdução anatomia farmáciaKarla Toledo
 
Anatomia e fisiologia fev2011
Anatomia e fisiologia fev2011Anatomia e fisiologia fev2011
Anatomia e fisiologia fev2011Leonarda Vilar
 
1 anatomia geral2
1 anatomia geral21 anatomia geral2
1 anatomia geral2Dylioneta
 
Introdução a Anatomia e Fisiologia Veterinária
Introdução a Anatomia e Fisiologia VeterináriaIntrodução a Anatomia e Fisiologia Veterinária
Introdução a Anatomia e Fisiologia VeterináriaFelipe Damschi
 
ANATOMIA HUMANA E ANIMAL 07.ppt
ANATOMIA HUMANA E ANIMAL 07.pptANATOMIA HUMANA E ANIMAL 07.ppt
ANATOMIA HUMANA E ANIMAL 07.pptBentoGilUane
 
Apostila de enfermagem apostila anatomia e fisiologia humana
Apostila de enfermagem   apostila anatomia e fisiologia humanaApostila de enfermagem   apostila anatomia e fisiologia humana
Apostila de enfermagem apostila anatomia e fisiologia humanaClaudinhaOliveira3
 
Apostila de enfermagem apostila anatomia e fisiologia humana
Apostila de enfermagem   apostila anatomia e fisiologia humanaApostila de enfermagem   apostila anatomia e fisiologia humana
Apostila de enfermagem apostila anatomia e fisiologia humanaluzenilotavionil
 
aula 1 - Introdução à anatomia.pdf
aula 1 - Introdução à anatomia.pdfaula 1 - Introdução à anatomia.pdf
aula 1 - Introdução à anatomia.pdfKelengomez
 
Apostila de Anatomia Humana (produção independente)
Apostila de Anatomia Humana (produção independente)Apostila de Anatomia Humana (produção independente)
Apostila de Anatomia Humana (produção independente)projetacursosba
 

Semelhante a Anatomia e fisiologia humana (20)

ENFERMAGEM - MÓDULO I - ANATOMIA E FISIOLOGIA revisada.pptx
ENFERMAGEM - MÓDULO I -  ANATOMIA E FISIOLOGIA revisada.pptxENFERMAGEM - MÓDULO I -  ANATOMIA E FISIOLOGIA revisada.pptx
ENFERMAGEM - MÓDULO I - ANATOMIA E FISIOLOGIA revisada.pptx
 
1.Intro-discip-101.pdf
1.Intro-discip-101.pdf1.Intro-discip-101.pdf
1.Intro-discip-101.pdf
 
Anatomia dos animais de produção i
Anatomia dos animais de produção iAnatomia dos animais de produção i
Anatomia dos animais de produção i
 
Apostila anatomia geral humana
Apostila anatomia geral humanaApostila anatomia geral humana
Apostila anatomia geral humana
 
Apostila anatomia humana
Apostila anatomia humanaApostila anatomia humana
Apostila anatomia humana
 
Apostila anatomia humana
Apostila anatomia humanaApostila anatomia humana
Apostila anatomia humana
 
Apostila anatomia humana
Apostila anatomia humanaApostila anatomia humana
Apostila anatomia humana
 
Apostila anatomia humana
Apostila anatomia humanaApostila anatomia humana
Apostila anatomia humana
 
aula sobre biologia(introdução) e ossos.ppsx
aula sobre biologia(introdução) e ossos.ppsxaula sobre biologia(introdução) e ossos.ppsx
aula sobre biologia(introdução) e ossos.ppsx
 
Introdução anatomia farmácia
Introdução anatomia farmáciaIntrodução anatomia farmácia
Introdução anatomia farmácia
 
Anatomia e fisiologia fev2011
Anatomia e fisiologia fev2011Anatomia e fisiologia fev2011
Anatomia e fisiologia fev2011
 
1 anatomia geral2
1 anatomia geral21 anatomia geral2
1 anatomia geral2
 
Anatomia - Atlas Visual do Corpo Humano.PDF
Anatomia - Atlas Visual do Corpo Humano.PDFAnatomia - Atlas Visual do Corpo Humano.PDF
Anatomia - Atlas Visual do Corpo Humano.PDF
 
Apostila
ApostilaApostila
Apostila
 
Introdução a Anatomia e Fisiologia Veterinária
Introdução a Anatomia e Fisiologia VeterináriaIntrodução a Anatomia e Fisiologia Veterinária
Introdução a Anatomia e Fisiologia Veterinária
 
ANATOMIA HUMANA E ANIMAL 07.ppt
ANATOMIA HUMANA E ANIMAL 07.pptANATOMIA HUMANA E ANIMAL 07.ppt
ANATOMIA HUMANA E ANIMAL 07.ppt
 
Apostila de enfermagem apostila anatomia e fisiologia humana
Apostila de enfermagem   apostila anatomia e fisiologia humanaApostila de enfermagem   apostila anatomia e fisiologia humana
Apostila de enfermagem apostila anatomia e fisiologia humana
 
Apostila de enfermagem apostila anatomia e fisiologia humana
Apostila de enfermagem   apostila anatomia e fisiologia humanaApostila de enfermagem   apostila anatomia e fisiologia humana
Apostila de enfermagem apostila anatomia e fisiologia humana
 
aula 1 - Introdução à anatomia.pdf
aula 1 - Introdução à anatomia.pdfaula 1 - Introdução à anatomia.pdf
aula 1 - Introdução à anatomia.pdf
 
Apostila de Anatomia Humana (produção independente)
Apostila de Anatomia Humana (produção independente)Apostila de Anatomia Humana (produção independente)
Apostila de Anatomia Humana (produção independente)
 

Último

Técnica Shantala para bebês: relaxamento
Técnica Shantala para bebês: relaxamentoTécnica Shantala para bebês: relaxamento
Técnica Shantala para bebês: relaxamentoPamelaMariaMoreiraFo
 
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdfPLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdfHELLEN CRISTINA
 
avaliação pratica. pdf
avaliação pratica.                           pdfavaliação pratica.                           pdf
avaliação pratica. pdfHELLEN CRISTINA
 
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdf
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdfAULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdf
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdfLviaParanaguNevesdeL
 
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obrasosnikobus1
 
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptx
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptxAULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptx
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptxEnfaVivianeCampos
 
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTALDEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTALCarlosLinsJr
 
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteinaaula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteinajarlianezootecnista
 
Aula sobre ANSIEDADE & Cuidados de Enfermagem
Aula sobre ANSIEDADE & Cuidados de EnfermagemAula sobre ANSIEDADE & Cuidados de Enfermagem
Aula sobre ANSIEDADE & Cuidados de EnfermagemCarlosLinsJr
 
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdfDengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdfEduardoSilva185439
 
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdfA HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdfMarceloMonteiro213738
 
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999vanessa270433
 
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdf
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdfAULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdf
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdfLviaParanaguNevesdeL
 
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTO
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTOPROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTO
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTOvilcielepazebem
 

Último (14)

Técnica Shantala para bebês: relaxamento
Técnica Shantala para bebês: relaxamentoTécnica Shantala para bebês: relaxamento
Técnica Shantala para bebês: relaxamento
 
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdfPLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdf
 
avaliação pratica. pdf
avaliação pratica.                           pdfavaliação pratica.                           pdf
avaliação pratica. pdf
 
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdf
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdfAULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdf
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdf
 
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
 
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptx
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptxAULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptx
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptx
 
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTALDEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
 
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteinaaula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
 
Aula sobre ANSIEDADE & Cuidados de Enfermagem
Aula sobre ANSIEDADE & Cuidados de EnfermagemAula sobre ANSIEDADE & Cuidados de Enfermagem
Aula sobre ANSIEDADE & Cuidados de Enfermagem
 
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdfDengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
 
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdfA HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
 
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
 
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdf
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdfAULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdf
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdf
 
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTO
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTOPROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTO
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTO
 

Anatomia e fisiologia humana

  • 2. Importância e Conceito da Anatomia e Fisiologia
  • 3. A importância e Conceito da Anatomia e fisiologia Humana Anatomia é uma palavra grega que significa cortar em partes, cortar separado sem destruir os elementos componentes. Ana (partes) + Tomia (Cortar). O equivalente em português é dissecção. Anatomia é a parte da biologia que estuda a morfologia ou estrutura dos seres vivos.
  • 4. Fisiologia humana A fisiologia humana dedica-se ao estudo do funcionamento do organismo dos seres humanos. Este é um ramo que se ramifica a partir da fisiologia animal, responsável em analisar e compreender todas as funções dos organismos do reino animal. A fisiologia humana envolve estudos sobre a circulação sanguínea, sistema digestivo, respiratório, endócrino, urinário, reprodutor (embriologia), sistema muscular, esquelético e articulação e sistema nervoso.
  • 5. Anatomia É um ramo que se dedica ao estudo macroscópico e microscópico de todas as estruturas físicas dos seres vivos, como a sua forma e disposição dos órgãos, por exemplo. A anatomia humana, a partir de uma perspectiva médica, consiste no conhecimento de todas as estruturas do corpo humano, em relação às suas condições de saúde.  Grande parte dos anatomistas se especializam em apenas determinadas zonas do corpo humano, como o cérebro, o sistema cardíaco, sistema respiratório e etc. As dissecações de cadáveres são as atividades ideais para exercitar e aprender a anatomia humana. 
  • 6. Divisão do corpo humano Classicamente o corpo humano é dividido em cabeça, tronco e membros. A cabeça se divide em face e crânio. O tronco em pescoço, tórax e abdome. Os membros em superiores e inferiores. Os membros superiores são divididos em ombro, braço, antebraço e mão. Os membros inferiores são divididos em quadril, coxa, perna e pé.
  • 7. Dois principais caminhos podem ser seguidos dentro da anatomia humana: a anatomia topográfica, quando o estudo dos órgãos é feito a partir da sua localização no corpo; e a anatomia descritiva, quando o foco está nos tecidos biológicos que compõem os órgãos analisados. A anatomia humana ainda tem o objetivo de estudar a origem morfológica do corpo, ou seja, os motivos que levaram a estrutura do organismo humano ser do jeito que é. Para chegar aos seus objetivos, recorre à embriologia, biologia evolutiva e outras ciências conhecidas. Anatomia patológica A anatomia patológica se resume ao estudo dos órgãos que estão doentes ou que sofrem de alguma deficiência. A patologia é um ramo da medicina que estuda as doenças, sendo a anatomia patológica parte desse estudo.
  • 8. Posição Anatômica Deve-se considerar a posição anatômica como a de um atleta em posição ereta, em pé, com o olhar para o horizonte e a linha do queixo em paralelo à linha do solo. Os braços pendentes, mãos espalmadas, dedos unidos e palmas voltadas para frente. Os pés também unidos e pendentes. Como na figura ao lado. Desse modo podemos relacionar de forma precisa e padronizada todas as estruturas anatômicas.
  • 9. Planos Anatômicos Têm o objetivo de separar o corpo em partes para facilitar o estudo e nomear as estruturas anatômicas com relação espacial. Ou seja, através dos planos anatômicos podemos dividir o corpo humano em 3 dimensões e assim podemos localizar e posicionar todas estruturas.
  • 10. Plano Sagital: É o plano que corta o corpo no sentido anteroposterior, possui esse nome porque passa exatamente na sutura sagital do crânio; quando passa bem no meio do corpo, sobre a linha sagital mediana, é chamado de sagital mediano e quando o corte é feito lateralmente a essa linha, chamamos para-mediano. Determina uma porção direita e outra esquerda. Plano Coronal: É o plano que corta o corpo lateralmente, de uma orelha a outra. Possui esse nome porque passa exatamente na sutura coronal do crânio. Também pode ser chamado de plano frontal. Ele determina se uma estrutura é anterior ou posterior. Plano Transversal: É o plano que corta o corpo transversalmente, também é chamado de plano axial. Através desse plano podemos dizer se uma estrutura é superior ou inferior.
  • 11. E os eixo anatômicos são formados pelo encontro de três planos. O eixo sagital: É formado pelo encontro do plano sagital com o plano transversal. Também pode ser chamado de eixo anteroposterior. O eixo longitudinal: É formado pelo encontro do plano coronal com o plano sagital. Também pode ser chamado de eixo crânio-sacral. O eixo transversal: É formado pelo encontro do plano transversal com o plano coronal. Também pode ser chamado de látero-lateral.
  • 12. Termos de Movimento Flexão: Diminuição do ângulo de uma articulação ou aproximação de duas estrutura ósseas. Extensão: Aumento do ângulo de uma articulação ou afastar duas estruturas ósseas. Rotação medial / interna e Rotação lateral / externa. Adução: Abdução: O pé e mão fazem movimentos, especiais. Que nada mais são do que a execução simultânea de dois movimentos de forma combinada.
  • 13. Divisão do Estudo da Anatomia Osteologia: parte da anatomia que estuda os ossos. Miologia: parte da anatomia que estuda os músculos. Sindesmologia ou Artrologia: parte da anatomia que estuda as articulações. Angiologia: parte da anatomia que estuda o coração e os grande vasos. Neuroanatomia: parte da anatomia que estuda o sistema nervoso central e o periférico. Estesiologia: parte da anatomia que estuda os órgãos que se destinam à captação das sensações.
  • 14. Esplancnologia: parte da anatomia que estuda as vísceras que se agrupam para o desempenho de uma determinada função como: fonação, digestão, respiração, reprodução e urinária. Endocrinologia: parte da anatomia que estuda as glândulas sem ducto, que segregam hormônios, os quais são drenados diretamente na corrente sanguínea. Tegumento comum: parte da anatomia que estuda a pele e os seus anexos.
  • 15. Fisiologia Fisiologia é uma área de estudo da biologia responsável em analisar o funcionamento físico, orgânico, mecânico e bioquímico dos seres vivos. O termo fisiologia se originou a partir da junção do grego physis, que significa “funcionamento” ou “natureza”, com a palavra logos, que quer dizer “estudo” ou “conhecimento. Assim, o significado de fisiologia seria “conhecimento da natureza” ou “estudo dos funcionamentos”. Poderíamos passar o resto de nossas vidas tentando definir o termo “ FISIOLOGIA”, dado que a fisiologia é o estudo da própria vida. É o funcionamento de todas as partes de um organismo vivo, bem como do funcionamento do organismo como um todo.
  • 16. A unidade funcional básica do corpo é a célula, existindo cerca de 75 trilhões delas em cada ser humano. A maior parte das células está viva e, em sua imensa maioria, também se reproduz e, com isso, garante a continuidade da vida. o funcionamento da maior parte dos órgãos que formam o corpo é dirigido no sentido de manter constantes as condições físicas e as concentrações das substancias dissolvidas nesse meio interno. Essa condição de constância do meio interno é chamada de Homeostasia.
  • 17. 1- Bombeamento de sangue pelo sistema circulatório causado pelo coração 2- pela difusão de líguido, através da membrana capilar, que ocorre nos dois sentidos, permitindo as trocas entre as partes do líquido extracelular do sangue Que é chamada plasma e a parte desse mesmo líguido extracelular, que ocupa os espaços entre as células dos tecidos, e que chamada de líguido intersticial.
  • 18. Cada sistema de órgãos desempenha um papel especifico na homeostasia. Por exemplo, o sistema respiratório controla asa concentrações de oxigênio e de gás carbônico no meio interno. Os rins removem os produtos do metabolismo dos líquidos orgânicos enquanto que, ao mesmo tempo, controlam as concentrações dos diferentes íons. O sistema digestivo processa os alimentos a fim de prover os nutrientes adequados para o meio interno. Os músculos e o esqueleto dão apoio e locomoção para o corpo, de modo que este pode buscar a compensação para suas próprias necessidades, especialmente aquelas relacionadas com a obtenção de alimento e de água para o meio interno. O sistema nervoso inerva os músculos e também controla o funcionamento de muitos órgãos internos, funcionando em associação com o sistema respiratório a fim de controlar as concentrações de oxigênio e de gás carbônico.
  • 19. O sistema endócrino controla a maior parte das funções metabólicas do corpo, bem como a velocidade (e a intensidade) das reações químicas celulares, as concentrações de glicose, gorduras e aminoácidos nos líquidos corporais, bem como a síntese de novas substancias necessitadas pelas células. E por fim o sistema reprodutor tem papel na homeostasia, dado que leva à formação de novos seres humanos e, portanto, novos meios internos para substituir os mais antigos, que envelhecem e morrem.