SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
Junior bosso Graciely S Luz. 
ENFERMAGEM- 2:PERIODO NOTURNO 
Email:graciely13_@hotmail.com
RESUMO 
A Informática em Enfermagem é a área de conhecimento que estuda a 
aplicação dos recursos tecnológicos no 
ensino, na prática, na assistência e no gerenciamento da assistência e do 
cuidado. Recursos como 
reconhecimento de voz, bancos de conhecimento, projeto genoma e 
mesmo a Internet, têm oferecido para a 
Enfermagem uma gama de possibilidades para melhoria do desempenho 
profissional e melhoria do atendimento 
ao cliente/paciente. 
A Informática em Saúde no Brasil é uma área que desponta no horizonte 
acadêmico-científico de maneira promissora e atraindo profissionais de 
diversos segmentos acadêmicos e que busca em cursos de capacitação uma 
formação ampla e que lhe confira competência de atuação.
Na sociedade atual a informática é um poderoso instrumento para 
agilizar a informação. A mudança no meio tecnológico decorrente 
do desenvolvimento moderno tem sido a discussão dos últimos 
anos no mundo. Em meio a este contesto as práticas de 
enfermagem buscam técnicas para desenvolver suas atividades em 
conjunto com o avanço na informática (SANTOS, 1981). 
ANDRIOLI & MUSSER, 1985, afirma que para os enfermeiros 
promoverem a qualidade do cuidado de enfermagem, eles devem 
ser capazes de perceber o computador como uma ferramenta de 
trabalho. Visto que são inúmeras e importantes as vantagens da 
tecnologia computacional em relação ao ensino e a assistência em 
enfermagem, e que o computador oferece vantagens próprias, 
únicas e indispensáveis.
A Informática em Enfermagem é uma área de conhecimento 
com mais de 30 anos de aplicação e desenvolvimento. 
Porém, ainda é, para muitos profissionais em nossa 
realidade, um desafio, uma área desconhecida e um mistério 
a ser respeitado e temido. Para outros, representa grande 
perspectiva de atuação e crescimento, utilizando seus 
recursos e produtos, quer seja como auxílio para o dia-a-dia 
na prática e no cuidado direto ao paciente, quer seja na 
realização de pesquisas, quer seja no ensino, como um 
instrumento a mais para estimular alunos e pacientes, na 
busca de informações com qualidade
Os computadores entraram na enfermagem, se 
destacando na área de maior atuação do 
enfermeiro, ou seja, nos hospitais, na década 
de 50. No início, o interesse pela capacidade 
do hardware e do software era o maior 
desafio. Hoje em dia temos que concentrar 
nossa atenção para a aplicabilidade destes 
tantos recursos, de forma a trazer vantagens e 
melhoria na atuação do enfermeiro, em 
qualquer área de especialidade. 
Assim, se antes tínhamos a ferramenta e 
queríamos saber como usá-la, atualmente, 
desenvolvemos ferramentas melhores e mais 
adequadas para satisfazer a necessidade de 
documentação e controle. (MARIN E 
CUNHA, 2006)
A curiosidade pelo novo instrumento que começava a fazer parte da 
gama de utensílios usados na saúde, ajudou na superação do medo e 
fez com que profissionais de saúde entendessem que a informática 
tinha vindo para ficar e teria que ser dominada. 
Cursos começaram a ser preparados, congressos, eventos, e outros, de 
tal sorte que hoje encontramos uma área bastante definida, atuante, que 
muitas vezes nos ajuda a melhor redesenhar a prática do cuidado, 
garantindo qualidade e segurança a provedores e recipientes do 
atendimento. Portanto, com o evoluir das pesquisas e com o grande 
número de enfermeiros que resolveram se dedicar a esta área de 
atuação, temos um maior e melhor entendimento de informática em 
saúde e em enfermagem. 
Entendemos que o hardware e o software são meros meios para 
capturar, transferir, transformar o dado em informação com o objetivo 
de facilitar o desempenho, auxiliando a promover o melhor cuidado 
possível ao paciente/cliente.
Em 1986, o relatório da Comissão Especial de Informática em 
Saúde (SEI), do então Ministério da Ciência e Tecnologia citou a 
importância da inserção dos profissionais da área da saúde no uso 
do computador. Esse documento, congregando opiniões dos mais 
diversos setores (profissionais de informática em saúde, órgãos 
prestadores de serviços e instituições acadêmicas), apontou 
diretrizes de um programa nacional para a área, incluindo 
aspectos dos serviços de saúde, assistência, pesquisa e a formação 
dos recursos humanos.
Os Sistemas de informação em saúde (SIS) podem ser definidos 
como um conjunto de componentes inter-relacionados que 
coletam, processam, armazenam e distribuem a informação para 
apoiar o processo de tomada de decisão e auxiliar no controle 
das organizações de saúde. Assim, os sistemas de informação em 
saúde congregam um conjunto de dados, informações e 
conhecimento utilizados na área de saúde para sustentar o 
planejamento, o aperfeiçoamento e o processo decisório dos 
múltiplos profissionais da área da saúde envolvidos no 
atendimento aos pacientes e usuários do sistema de saúde.
O Ministério da Saúde define Sistema de Informação em saúde 
como instrumento para adquirir, organizar e analisar dados 
necessários a definição de problemas e riscos para a saúde e para 
avaliar a eficácia, eficiência e influência que os serviços 
prestados possam ter no estado de saúde da população, além de 
contribuir para a produção de conhecimentos acerca da saúde e 
dos assuntos a ela ligados.
A importância da enfermagem é que sua área de atuação não se 
restringe à beira do leito, que o enfermeiro pode planejar métodos 
que beneficia com eficiência não só o paciente, mas que 
contribua também para a gestão hospitalar. 
Para uma rede hospitalar o acesso à informatização é um recurso 
de grande importância, pois com o grande fluxo de atendimento, 
facilita o armazenamento de informações, pois no sistema há toda 
a informação sobre o determinado paciente, desde sua data e hora 
de entrada ao hospital á medicamentos administrados para o 
mesmo. E o computador é uma ferramenta importante devido sua 
agilidade e alta capacidade de transmitir informações.
LUNARDI (1997), ressalta a utilização da prescrição computadorizada 
como um instrumento de comunicação capaz de promover mudanças 
nas relações multiprofissionais e na equipe de enfermagem ao 
oportunizar a socialização por escrito tanto do saber como fazer da 
enfermagem profissional. 
A prática da informática na Enfermagem inclui, dentre outros aspectos, 
o desenvolvimento e avaliação de aplicativos, ferramentas (estruturas 
que apóiam o enfermeiro na prática da profissão) e uma complexa 
colaboração multiprofissional envolvendo profissionais de saúde e 
profissionais da área de informática. ( MARIN, 1995)
É importante que o enfermeiro compreenda como a tecnologia da 
informação pode modificar o seu trabalho diário, e como usufruir de 
seus benefícios para criar novas oportunidades e ocupar seu espaço 
frente aos processos de mudança. A informática em enfermagem é um 
novo paradigma que se apresenta ao enfermeiro em decorrência dos 
impactos produzidos pelos avanços da tecnologia computacional. 
O papel do computador no dia-a-dia da enfermagem é ajudar o 
enfermeiro a organizar e administrar um montante de informações 
fornecendo em tempo real, todo e qualquer dado que necessita para o 
desenvolvimento de suas ações. A informação é, portanto, um 
componente crítico da tomada de decisão eficaz e da alta qualidade da 
prática de enfermagem
CONCLUSÃO 
Em resumo, muitos avanços científicos e tecnológicos foram 
conseguidos graças ao uso dos computadores, que permitem lidar com 
quantias massivas de informação de forma organizada e rápida. Estes 
avanços trouxeram mudanças para a Enfermagem. Hoje, a profissão 
conta com recursos que antes não existiam, encontrando portanto, 
novas oportunidades e novos desafios. Como todo processo de 
mudança, a introdução de computadores na Enfermagem passou e 
ainda passa por etapas de avaliação, de tentativa, de acerto e erro. 
A informática evolui o trabalho do enfermeiro dando espaço para um 
atendimento diferenciado sendo importante que o mesmo esteja 
buscando evoluir assim como a tecnologia que os move. 
É preciso que os profissionais de enfermagem tenham alguns minutos 
de reflexão para serem capazes de entender o potencial desse 
instrumento de trabalho e os benefícios gerados por ele para nossa 
profissão.
Referências 
1. Revista Eletrônica Gestão & Saúde .Edição Especial. Março/2013 pag.1931-44 
• Artigo: A importância da informática em saúde na educação superior/ 
• Ezequiel Chaves Rondon 
• Maykon Andersom Pires de Novais 
• Solange Aparecida Nappo 
2. Rev Bras Enferm 2006 maio-jun; 59(3): 354-7. 
• Perspectivas atuais da Informática em Enfermagem 
3. https://sites.google.com/site/mljinformatica2012 
• CATEGORIA DO ARTIGO: REVISÃO 
• A IMPORTÂNCIA DA INFORMÁTICA NA ENFERMAGEM 
• Juliana de Sousa Natal; Patrícia de Moura Torres; 
Leila da Silva Santos; Marinalva Ferreira do Patrocínio; Luciano Maciel.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Enfermagem o papel e a importância
Enfermagem   o papel e a importânciaEnfermagem   o papel e a importância
Enfermagem o papel e a importânciaCélia Costa
 
Aula 01 - O Processo Saúde e Doença
Aula 01 - O Processo Saúde e DoençaAula 01 - O Processo Saúde e Doença
Aula 01 - O Processo Saúde e DoençaGhiordanno Bruno
 
Relatório de estágio
Relatório de estágioRelatório de estágio
Relatório de estágioRosane Garcia
 
Princípios e diretrizes do sus
Princípios e diretrizes do susPrincípios e diretrizes do sus
Princípios e diretrizes do susMarcos Nery
 
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagemCódigo de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagemCentro Universitário Ages
 
Estudo de Caso - Diagnóstico de Enfermagem
Estudo de Caso - Diagnóstico de EnfermagemEstudo de Caso - Diagnóstico de Enfermagem
Estudo de Caso - Diagnóstico de EnfermagemYasmin Casini
 
Aula 1 saúde coletiva i slides aula - cópia
Aula 1 saúde coletiva i   slides aula - cópiaAula 1 saúde coletiva i   slides aula - cópia
Aula 1 saúde coletiva i slides aula - cópiaKarla Toledo
 
PAISM - PROGRAMA DE ATENÇÃO INTEGRAL A SAÚDE DA MULHER
PAISM - PROGRAMA DE ATENÇÃO INTEGRAL A SAÚDE DA MULHER PAISM - PROGRAMA DE ATENÇÃO INTEGRAL A SAÚDE DA MULHER
PAISM - PROGRAMA DE ATENÇÃO INTEGRAL A SAÚDE DA MULHER Karen Lira
 
Ética Profissional de enfermagem
Ética Profissional de enfermagemÉtica Profissional de enfermagem
Ética Profissional de enfermagemfnanda
 
Anotações de enfermagem
Anotações de enfermagem   Anotações de enfermagem
Anotações de enfermagem universitária
 
Introdução à saúde do trabalhador
Introdução à saúde do trabalhadorIntrodução à saúde do trabalhador
Introdução à saúde do trabalhadorrafasillva
 
Análise de causa raiz na área de saúde
Análise de causa raiz na área de saúdeAnálise de causa raiz na área de saúde
Análise de causa raiz na área de saúdeProqualis
 
SINAN e ADRT
SINAN e ADRTSINAN e ADRT
SINAN e ADRTnutecs
 
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)Will Nunes
 
Anotacoes de enfermagem_em_curativos
Anotacoes de enfermagem_em_curativosAnotacoes de enfermagem_em_curativos
Anotacoes de enfermagem_em_curativosHeberth Macedo
 
Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)
Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)
Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)resenfe2013
 

Mais procurados (20)

Enfermagem o papel e a importância
Enfermagem   o papel e a importânciaEnfermagem   o papel e a importância
Enfermagem o papel e a importância
 
Aula 01 - O Processo Saúde e Doença
Aula 01 - O Processo Saúde e DoençaAula 01 - O Processo Saúde e Doença
Aula 01 - O Processo Saúde e Doença
 
Relatório de estágio
Relatório de estágioRelatório de estágio
Relatório de estágio
 
Slides sus
Slides susSlides sus
Slides sus
 
Princípios e diretrizes do sus
Princípios e diretrizes do susPrincípios e diretrizes do sus
Princípios e diretrizes do sus
 
Código de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagemCódigo de ética dos profissionais de enfermagem
Código de ética dos profissionais de enfermagem
 
Estudo de Caso - Diagnóstico de Enfermagem
Estudo de Caso - Diagnóstico de EnfermagemEstudo de Caso - Diagnóstico de Enfermagem
Estudo de Caso - Diagnóstico de Enfermagem
 
Relatorio 1
Relatorio 1Relatorio 1
Relatorio 1
 
Aula 1 saúde coletiva i slides aula - cópia
Aula 1 saúde coletiva i   slides aula - cópiaAula 1 saúde coletiva i   slides aula - cópia
Aula 1 saúde coletiva i slides aula - cópia
 
Vigilância Sanitária
Vigilância SanitáriaVigilância Sanitária
Vigilância Sanitária
 
PAISM - PROGRAMA DE ATENÇÃO INTEGRAL A SAÚDE DA MULHER
PAISM - PROGRAMA DE ATENÇÃO INTEGRAL A SAÚDE DA MULHER PAISM - PROGRAMA DE ATENÇÃO INTEGRAL A SAÚDE DA MULHER
PAISM - PROGRAMA DE ATENÇÃO INTEGRAL A SAÚDE DA MULHER
 
Ética Profissional de enfermagem
Ética Profissional de enfermagemÉtica Profissional de enfermagem
Ética Profissional de enfermagem
 
Anotações de enfermagem
Anotações de enfermagem   Anotações de enfermagem
Anotações de enfermagem
 
Introdução à saúde do trabalhador
Introdução à saúde do trabalhadorIntrodução à saúde do trabalhador
Introdução à saúde do trabalhador
 
Análise de causa raiz na área de saúde
Análise de causa raiz na área de saúdeAnálise de causa raiz na área de saúde
Análise de causa raiz na área de saúde
 
SINAN e ADRT
SINAN e ADRTSINAN e ADRT
SINAN e ADRT
 
Aula Introdutória de Saúde Coletiva
Aula Introdutória de Saúde ColetivaAula Introdutória de Saúde Coletiva
Aula Introdutória de Saúde Coletiva
 
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)
 
Anotacoes de enfermagem_em_curativos
Anotacoes de enfermagem_em_curativosAnotacoes de enfermagem_em_curativos
Anotacoes de enfermagem_em_curativos
 
Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)
Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)
Diagnósticos de Enfermagem: Uso das Taxonomias (NANDA, NIC, NOC e CIPE)
 

Destaque

Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...
Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...
Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...Camila Ferreira
 
1ª aula introducao de-enfermagem
1ª aula introducao de-enfermagem1ª aula introducao de-enfermagem
1ª aula introducao de-enfermagemElter Alves
 
Teorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem Teorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem resenfe2013
 
Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem
Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem
Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem Artur Rodrigues Cunha
 

Destaque (8)

Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...
Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...
Pré Projeto: Avaliação do Conhecimento dos Graduandos de Enfermagem sobre asp...
 
Protocolo de enfermagem
Protocolo de enfermagemProtocolo de enfermagem
Protocolo de enfermagem
 
Slide 1
Slide 1Slide 1
Slide 1
 
1ª aula introducao de-enfermagem
1ª aula introducao de-enfermagem1ª aula introducao de-enfermagem
1ª aula introducao de-enfermagem
 
Enfermagem
EnfermagemEnfermagem
Enfermagem
 
Teorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem Teorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem
 
Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem
Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem
Instrumentos Básicos do Cuidar - Enfermagem
 
Teorias de enfermagem
Teorias de enfermagemTeorias de enfermagem
Teorias de enfermagem
 

Semelhante a A importância da informática na enfermagem

INFORMÁTICA APLICADA A ENFERMAGEM.pptx
INFORMÁTICA APLICADA A ENFERMAGEM.pptxINFORMÁTICA APLICADA A ENFERMAGEM.pptx
INFORMÁTICA APLICADA A ENFERMAGEM.pptxJosDivino5
 
Sad enegep
Sad enegepSad enegep
Sad enegepUFVJM
 
Tecnología y educación
Tecnología y educaciónTecnología y educación
Tecnología y educaciónRebeca Mairã
 
Uso de tecnologias de informação
Uso de tecnologias de informaçãoUso de tecnologias de informação
Uso de tecnologias de informaçãoRebeca Mairã
 
Tecnología y educación o uso de tecnologias de informação e comunicação na ár...
Tecnología y educación o uso de tecnologias de informação e comunicação na ár...Tecnología y educación o uso de tecnologias de informação e comunicação na ár...
Tecnología y educación o uso de tecnologias de informação e comunicação na ár...Rebeca Mairã
 
INFORMÁTICA APLICADA A ENFERMAGEM ok.pptx
INFORMÁTICA APLICADA A ENFERMAGEM ok.pptxINFORMÁTICA APLICADA A ENFERMAGEM ok.pptx
INFORMÁTICA APLICADA A ENFERMAGEM ok.pptxelaynepereira5
 
Impacto das tecnologias da informação na saúde
Impacto das tecnologias da informação na saúdeImpacto das tecnologias da informação na saúde
Impacto das tecnologias da informação na saúdeAlunasCTDI
 
Importance of imaging for non medical health professionals
Importance of imaging for non medical health professionalsImportance of imaging for non medical health professionals
Importance of imaging for non medical health professionalsAntónio José Lopes de Almeida
 
Trabalho impacto das tecnologias digitais
Trabalho   impacto das tecnologias digitais Trabalho   impacto das tecnologias digitais
Trabalho impacto das tecnologias digitais Luana de Souza Fernandes
 
Uma Proposta de Protótipo para Apoiar o Processo de Administração de Medicame...
Uma Proposta de Protótipo para Apoiar o Processo de Administração de Medicame...Uma Proposta de Protótipo para Apoiar o Processo de Administração de Medicame...
Uma Proposta de Protótipo para Apoiar o Processo de Administração de Medicame...Priscila Alcântara
 
Minicurso inovacao tecnologia da informacao e saude final
Minicurso inovacao tecnologia da informacao e saude finalMinicurso inovacao tecnologia da informacao e saude final
Minicurso inovacao tecnologia da informacao e saude finalFilipe Cavalcante
 
Apresentaçao escola
Apresentaçao escolaApresentaçao escola
Apresentaçao escolacamposdesign
 

Semelhante a A importância da informática na enfermagem (20)

INFORMÁTICA APLICADA A ENFERMAGEM.pptx
INFORMÁTICA APLICADA A ENFERMAGEM.pptxINFORMÁTICA APLICADA A ENFERMAGEM.pptx
INFORMÁTICA APLICADA A ENFERMAGEM.pptx
 
Sad enegep
Sad enegepSad enegep
Sad enegep
 
MedPlus Web
MedPlus WebMedPlus Web
MedPlus Web
 
Tcc neidi
Tcc neidiTcc neidi
Tcc neidi
 
Tecnología y educación
Tecnología y educaciónTecnología y educación
Tecnología y educación
 
Uso de tecnologias de informação
Uso de tecnologias de informaçãoUso de tecnologias de informação
Uso de tecnologias de informação
 
Tecnología y educación o uso de tecnologias de informação e comunicação na ár...
Tecnología y educación o uso de tecnologias de informação e comunicação na ár...Tecnología y educación o uso de tecnologias de informação e comunicação na ár...
Tecnología y educación o uso de tecnologias de informação e comunicação na ár...
 
Gestão de Recursos no cenário da Enfermagem Futura
Gestão de Recursos no cenário da Enfermagem FuturaGestão de Recursos no cenário da Enfermagem Futura
Gestão de Recursos no cenário da Enfermagem Futura
 
INFORMÁTICA APLICADA A ENFERMAGEM ok.pptx
INFORMÁTICA APLICADA A ENFERMAGEM ok.pptxINFORMÁTICA APLICADA A ENFERMAGEM ok.pptx
INFORMÁTICA APLICADA A ENFERMAGEM ok.pptx
 
Informatica
InformaticaInformatica
Informatica
 
Informatica 2
Informatica 2Informatica 2
Informatica 2
 
Impacto das tecnologias da informação na saúde
Impacto das tecnologias da informação na saúdeImpacto das tecnologias da informação na saúde
Impacto das tecnologias da informação na saúde
 
Importance of imaging for non medical health professionals
Importance of imaging for non medical health professionalsImportance of imaging for non medical health professionals
Importance of imaging for non medical health professionals
 
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à SaúdeBanners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
Banners – II Seminário da Planificação da Atenção à Saúde
 
Trabalho impacto das tecnologias digitais
Trabalho   impacto das tecnologias digitais Trabalho   impacto das tecnologias digitais
Trabalho impacto das tecnologias digitais
 
Uma Proposta de Protótipo para Apoiar o Processo de Administração de Medicame...
Uma Proposta de Protótipo para Apoiar o Processo de Administração de Medicame...Uma Proposta de Protótipo para Apoiar o Processo de Administração de Medicame...
Uma Proposta de Protótipo para Apoiar o Processo de Administração de Medicame...
 
Telemedicina
TelemedicinaTelemedicina
Telemedicina
 
tic saude
tic saudetic saude
tic saude
 
Minicurso inovacao tecnologia da informacao e saude final
Minicurso inovacao tecnologia da informacao e saude finalMinicurso inovacao tecnologia da informacao e saude final
Minicurso inovacao tecnologia da informacao e saude final
 
Apresentaçao escola
Apresentaçao escolaApresentaçao escola
Apresentaçao escola
 

A importância da informática na enfermagem

  • 1. Junior bosso Graciely S Luz. ENFERMAGEM- 2:PERIODO NOTURNO Email:graciely13_@hotmail.com
  • 2.
  • 3. RESUMO A Informática em Enfermagem é a área de conhecimento que estuda a aplicação dos recursos tecnológicos no ensino, na prática, na assistência e no gerenciamento da assistência e do cuidado. Recursos como reconhecimento de voz, bancos de conhecimento, projeto genoma e mesmo a Internet, têm oferecido para a Enfermagem uma gama de possibilidades para melhoria do desempenho profissional e melhoria do atendimento ao cliente/paciente. A Informática em Saúde no Brasil é uma área que desponta no horizonte acadêmico-científico de maneira promissora e atraindo profissionais de diversos segmentos acadêmicos e que busca em cursos de capacitação uma formação ampla e que lhe confira competência de atuação.
  • 4. Na sociedade atual a informática é um poderoso instrumento para agilizar a informação. A mudança no meio tecnológico decorrente do desenvolvimento moderno tem sido a discussão dos últimos anos no mundo. Em meio a este contesto as práticas de enfermagem buscam técnicas para desenvolver suas atividades em conjunto com o avanço na informática (SANTOS, 1981). ANDRIOLI & MUSSER, 1985, afirma que para os enfermeiros promoverem a qualidade do cuidado de enfermagem, eles devem ser capazes de perceber o computador como uma ferramenta de trabalho. Visto que são inúmeras e importantes as vantagens da tecnologia computacional em relação ao ensino e a assistência em enfermagem, e que o computador oferece vantagens próprias, únicas e indispensáveis.
  • 5. A Informática em Enfermagem é uma área de conhecimento com mais de 30 anos de aplicação e desenvolvimento. Porém, ainda é, para muitos profissionais em nossa realidade, um desafio, uma área desconhecida e um mistério a ser respeitado e temido. Para outros, representa grande perspectiva de atuação e crescimento, utilizando seus recursos e produtos, quer seja como auxílio para o dia-a-dia na prática e no cuidado direto ao paciente, quer seja na realização de pesquisas, quer seja no ensino, como um instrumento a mais para estimular alunos e pacientes, na busca de informações com qualidade
  • 6. Os computadores entraram na enfermagem, se destacando na área de maior atuação do enfermeiro, ou seja, nos hospitais, na década de 50. No início, o interesse pela capacidade do hardware e do software era o maior desafio. Hoje em dia temos que concentrar nossa atenção para a aplicabilidade destes tantos recursos, de forma a trazer vantagens e melhoria na atuação do enfermeiro, em qualquer área de especialidade. Assim, se antes tínhamos a ferramenta e queríamos saber como usá-la, atualmente, desenvolvemos ferramentas melhores e mais adequadas para satisfazer a necessidade de documentação e controle. (MARIN E CUNHA, 2006)
  • 7. A curiosidade pelo novo instrumento que começava a fazer parte da gama de utensílios usados na saúde, ajudou na superação do medo e fez com que profissionais de saúde entendessem que a informática tinha vindo para ficar e teria que ser dominada. Cursos começaram a ser preparados, congressos, eventos, e outros, de tal sorte que hoje encontramos uma área bastante definida, atuante, que muitas vezes nos ajuda a melhor redesenhar a prática do cuidado, garantindo qualidade e segurança a provedores e recipientes do atendimento. Portanto, com o evoluir das pesquisas e com o grande número de enfermeiros que resolveram se dedicar a esta área de atuação, temos um maior e melhor entendimento de informática em saúde e em enfermagem. Entendemos que o hardware e o software são meros meios para capturar, transferir, transformar o dado em informação com o objetivo de facilitar o desempenho, auxiliando a promover o melhor cuidado possível ao paciente/cliente.
  • 8. Em 1986, o relatório da Comissão Especial de Informática em Saúde (SEI), do então Ministério da Ciência e Tecnologia citou a importância da inserção dos profissionais da área da saúde no uso do computador. Esse documento, congregando opiniões dos mais diversos setores (profissionais de informática em saúde, órgãos prestadores de serviços e instituições acadêmicas), apontou diretrizes de um programa nacional para a área, incluindo aspectos dos serviços de saúde, assistência, pesquisa e a formação dos recursos humanos.
  • 9. Os Sistemas de informação em saúde (SIS) podem ser definidos como um conjunto de componentes inter-relacionados que coletam, processam, armazenam e distribuem a informação para apoiar o processo de tomada de decisão e auxiliar no controle das organizações de saúde. Assim, os sistemas de informação em saúde congregam um conjunto de dados, informações e conhecimento utilizados na área de saúde para sustentar o planejamento, o aperfeiçoamento e o processo decisório dos múltiplos profissionais da área da saúde envolvidos no atendimento aos pacientes e usuários do sistema de saúde.
  • 10. O Ministério da Saúde define Sistema de Informação em saúde como instrumento para adquirir, organizar e analisar dados necessários a definição de problemas e riscos para a saúde e para avaliar a eficácia, eficiência e influência que os serviços prestados possam ter no estado de saúde da população, além de contribuir para a produção de conhecimentos acerca da saúde e dos assuntos a ela ligados.
  • 11. A importância da enfermagem é que sua área de atuação não se restringe à beira do leito, que o enfermeiro pode planejar métodos que beneficia com eficiência não só o paciente, mas que contribua também para a gestão hospitalar. Para uma rede hospitalar o acesso à informatização é um recurso de grande importância, pois com o grande fluxo de atendimento, facilita o armazenamento de informações, pois no sistema há toda a informação sobre o determinado paciente, desde sua data e hora de entrada ao hospital á medicamentos administrados para o mesmo. E o computador é uma ferramenta importante devido sua agilidade e alta capacidade de transmitir informações.
  • 12. LUNARDI (1997), ressalta a utilização da prescrição computadorizada como um instrumento de comunicação capaz de promover mudanças nas relações multiprofissionais e na equipe de enfermagem ao oportunizar a socialização por escrito tanto do saber como fazer da enfermagem profissional. A prática da informática na Enfermagem inclui, dentre outros aspectos, o desenvolvimento e avaliação de aplicativos, ferramentas (estruturas que apóiam o enfermeiro na prática da profissão) e uma complexa colaboração multiprofissional envolvendo profissionais de saúde e profissionais da área de informática. ( MARIN, 1995)
  • 13. É importante que o enfermeiro compreenda como a tecnologia da informação pode modificar o seu trabalho diário, e como usufruir de seus benefícios para criar novas oportunidades e ocupar seu espaço frente aos processos de mudança. A informática em enfermagem é um novo paradigma que se apresenta ao enfermeiro em decorrência dos impactos produzidos pelos avanços da tecnologia computacional. O papel do computador no dia-a-dia da enfermagem é ajudar o enfermeiro a organizar e administrar um montante de informações fornecendo em tempo real, todo e qualquer dado que necessita para o desenvolvimento de suas ações. A informação é, portanto, um componente crítico da tomada de decisão eficaz e da alta qualidade da prática de enfermagem
  • 14. CONCLUSÃO Em resumo, muitos avanços científicos e tecnológicos foram conseguidos graças ao uso dos computadores, que permitem lidar com quantias massivas de informação de forma organizada e rápida. Estes avanços trouxeram mudanças para a Enfermagem. Hoje, a profissão conta com recursos que antes não existiam, encontrando portanto, novas oportunidades e novos desafios. Como todo processo de mudança, a introdução de computadores na Enfermagem passou e ainda passa por etapas de avaliação, de tentativa, de acerto e erro. A informática evolui o trabalho do enfermeiro dando espaço para um atendimento diferenciado sendo importante que o mesmo esteja buscando evoluir assim como a tecnologia que os move. É preciso que os profissionais de enfermagem tenham alguns minutos de reflexão para serem capazes de entender o potencial desse instrumento de trabalho e os benefícios gerados por ele para nossa profissão.
  • 15. Referências 1. Revista Eletrônica Gestão & Saúde .Edição Especial. Março/2013 pag.1931-44 • Artigo: A importância da informática em saúde na educação superior/ • Ezequiel Chaves Rondon • Maykon Andersom Pires de Novais • Solange Aparecida Nappo 2. Rev Bras Enferm 2006 maio-jun; 59(3): 354-7. • Perspectivas atuais da Informática em Enfermagem 3. https://sites.google.com/site/mljinformatica2012 • CATEGORIA DO ARTIGO: REVISÃO • A IMPORTÂNCIA DA INFORMÁTICA NA ENFERMAGEM • Juliana de Sousa Natal; Patrícia de Moura Torres; Leila da Silva Santos; Marinalva Ferreira do Patrocínio; Luciano Maciel.