Escriba                               A Voz do Escriba - Edição Mario Sérgio     A VOZ DO   MARÇO de 2011 - Jornalista    ...
Escriba                  A VOZ DO                                              A Voz do Escriba - Edição                  ...
Escriba                                 A Voz do Escriba - Edição Mario Sérgio       A VOZ DO   MARÇO de 2011 - Jornalista...
Escriba                                         A VOZ DO                                                                A ...
Escriba                                                          A Voz do Escriba - Edição Mario Sérgio                   ...
Escriba                     A VOZ DO                                        A Voz do Escriba - Edição                     ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Mario Sérgio Nunes da Costa

1.122 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.122
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
23
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mario Sérgio Nunes da Costa

  1. 1. Escriba A Voz do Escriba - Edição Mario Sérgio A VOZ DO MARÇO de 2011 - Jornalista Responsável Ir. Jarice Braga - Francisco Maciel Ediçao via InternetNunes da Costa 1 Desabafo de umverdadeiro iniciado “Não admito o uso político deste delicado momento que passo, com o franco objetivo de servir como arma de oposição para tentar me desmoralizar e a todos aqueles que conhecem minha personalidade e caráter”
  2. 2. Escriba A VOZ DO A Voz do Escriba - Edição MARÇO de 2011 - Jornalista Responsável Ir. Jarice Braga - Mario Sérgio Francisco Maciel Ediçao via InternetNunes da Costa 2 Desabafo de um verdadeiro iniciado Nós do A Voz do Escriba sempre pautamos nossas reportagens em divulgar os grandes e verdadeiros maçons que trabalham para que um dia a nossa instituição possa voltar ao seu lugar devido, ou seja, no alto do pedestal. Repudiamos aqueles que se utilizam da Maçonaria para conquistas pessoais e individuais. Já divulgamos anteriormente o trabalho que o Irmão Marinho vem fazendo pela união, respeito e crescimento dentro da Maçonaria paulista e por que não dizer de todo o Brasil. O Irmão Marinho sempre está à frente da moral, da ética e da dignidade, representando para todos nós um exemplo a ser seguido e dando a certeza que, se eleito para assumir o cargo e encargo de Eminente Grão-Mestre desse grande oriente do maior estado brasileiro, saberá honrar e respeitar todos os princípios de nossa Instituição. O que lamentamos é que quando em um momento de eleição “irmãos” sem conhecimento de causa se aproveitam para denegrir a imagem de um outro Irmão. É preciso lembrar que não existe uma sentença antes de um julgamento e não julguemos sem conhecimento de causa pelo simples fato de denegrir a imagem daqueles que realmente fazem maçonaria sem interesse pessoal. Jarice Braga A seguir o pronunciamento do Irmão Marinho.
  3. 3. Escriba A Voz do Escriba - Edição Mario Sérgio A VOZ DO MARÇO de 2011 - Jornalista Responsável Ir. Jarice Braga - Francisco Maciel Ediçao via InternetNunes da Costa 3Em nome da verdade e contra a manipulação política dentro da Maçonaria de um atoadministrativo profano “Estou absolutamente tranquilo e consciente de minhas responsabilidades e buscarei minha defesa em todas as searas, sejam elas administrativas ou judiciais para provar minha inocência e resgatar a VERDADE”
  4. 4. Escriba A VOZ DO A Voz do Escriba - Edição MARÇO de 2011 - Jornalista Responsável Ir. Jarice Braga - Mario Sérgio Francisco Maciel Ediçao via InternetNunes da Costa 4 Aos IIr.: do Grande Oriente de São Paulo, Como é sabido, às vésperas da eleiçãodo Grande Oriente de São Paulo, ajurisdição recebeu a notícia veiculada naimprensa profana, na qual a instituiçãoAtrium SA DTVM recebeu decreto deintervenção do Banco Central do Brasil,e por consequência meu nome foi digitadocomo um dos seus ex-administradoresenvolvidos na suposta responsabilidade. Tem-se que a referida intervenção estána esfera administrativa e não Judiciale que inobstante “a instituiçãoliquidada é muito pequena, semrepresentar risco para o sistemafinanceiro” imediatamente oferecemoscomo garantia da regularidade deminhas ações, um patrimôniogarantidor de cinco vezes o riscoestimado. Quero deixar bem claro para todos meusIIr.: que bem sabem que riscos existem emtodas as atividades profissionais e eu,obviamente, não estaria isento a um destes. Estou absolutamente tranquilo econsciente de minhas responsabilidadese buscarei minha defesa em todas as “Quero deixar bem clarosearas, sejam elas administrativas oujudiciais para provar minha inocência para todos meus IIr.: quee resgatar a VERDADE. Lamento que, neste momento, até bem sabem que riscosporque não dizer conturbado de minhavida profissional, tenho recebido muitas existem em todas asmanifestações de solidariedade e de atividades profissionais efraternidade por parte de verdadeiros IIr.:,mas de outro lado, triste, recebo eu, obviamente, nãoverdadeiras setas, que ferem minha alma estaria isento a um destes”
  5. 5. Escriba A Voz do Escriba - Edição Mario Sérgio A VOZ DO MARÇO de 2011 - Jornalista Responsável Ir. Jarice Braga - Francisco Maciel Ediçao via InternetNunes da Costa 5e fazem, neste momento difícil, o usopolítico e desqualificado, no objetivo “Curvo-me a todos osde desestabilizar esta campanha meus Ir.:, humildemente,maravilhosa onde sou candidato aoGrão-Mestrado do Grande Oriente de para pedir que não seSão Paulo. Em momento algum, as agruras de influenciem pelos meusminha fase profissional poderiam semesclar com o momento maçônico algozes e que acreditem naque vivemos. Assustam-me as espadas que vejo minha lisura ética e moral,apontadas para mim, mas sei que além do meu amoracharei IIr.: prontos para correrem emmeu socorro, e servirem-se destas incondicional à nossaespadas para defenderem minhahonra. Sublime Instituição” Não admito o uso político destedelicado momento que passo, como franco objetivo de servir comoarma de oposição para tentar medesmoralizar e a todos aqueles queconhecem minha personalidade ecaráter. Curvo-me a todos os meus Ir.:,humildemente, para pedir que não seinfluenciem pelos meus algozes e queacreditem na minha lisura ética emoral, além do meu amorincondicional à nossa SublimeInstituição. Para aqueles que desejarem maioresinformações, coloco-me à disposição,contando com a verdadeirafraternidade Maçônica. Fraternamente, Mario Sergio Nunes da Costa
  6. 6. Escriba A VOZ DO A Voz do Escriba - Edição MARÇO de 2011 - Jornalista Responsável Ir. Jarice Braga - Mario Sérgio Francisco Maciel Ediçao via InternetNunes da Costa 6 “O Irmão Marinho sempre está àfrente da moral, da ética e da dignidade, representando para todos nós um exemplo a ser seguido edando a certeza que, se eleito para assumir ocargo e encargo de Eminente Grão-Mestre desse grandeoriente do maior estado brasileiro, saberá honrar e respeitar todos os princípios de nossa Instituição”

×