SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
PAIS

MAUS
Dr. Carlos Hecktheuer- médico psiquiatra

“Um dia, quando os meus filhos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva
pais e mães, eu hei de dizer-lhes: – Eu os amei o suficiente para ter-lhes perguntado aonde vão,
com quem vão, e a que horas regressarão.
- Eu os amei o suficiente para não ter ficado em silêncio, e fazer com que vocês soubessem que
aquele novo amigo não era boa companhia.
- Eu os amei o suficiente para fazê-los pagar os doces que tiraram do supermercado, ou revistas,
do jornaleiro, e fazê-los dizer ao dono: “Nós tiramos isto ontem, e queríamos pagar”.
- Eu os amei o suficiente para ter ficado em pé, junto de vocês, duas horas, enquanto limpavam o
quarto, tarefa que eu teria feito em 15 minutos.
- Eu os amei o suficiente para deixá-los ver, além do amor que eu sentia por vocês, o meu
desapontamento e também as lágrimas nos meus olhos.
- Eu os amei o suficiente para deixá-los assumir a responsabilidade das suas ações, mesmo
quando as penalidades eram tão duras que me partiam o coração.
- Mais do que tudo, eu os amei o suficiente para lhes dizer NÃO, quando eu sabia que vocês
poderiam me odiar por isso (e em alguns momentos até me odiaram).
Essas eram as mais difíceis batalhas de todas.
Estou contente, venci… Porque, no final, vocês venceram também! E qualquer dia, quando os
meus netos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva pais e mães; quando
eles perguntarem se os seus pais eram maus, os meus filhos vão lhes dizer:
“Sim, os nossos pais eram maus. Eram os piores do mundo. As outras crianças comiam doces no
café e nós só tínhamos que comer cereais, ovos, torradas. As outras crianças bebiam
refrigerantes, comiam batatas fritas e sorvetes no almoço, e nós tínhamos que comer arroz, feijão,
carne, legumes e frutas. Nossos pais tinham que saber quem eram os nossos amigos e o que nós
fazíamos com eles.
Insistiam em que lhes disséssemos com quem íamos sair, mesmo que demorássemos apenas
uma hora ou menos. Nossos pais insistiam sempre conosco para que lhes disséssemos sempre a
verdade, e apenas a verdade.
E, quando éramos adolescentes, eles conseguiam até ler os nossos pensamentos. A nossa vida
era mesmo chata!
Nossos pais não deixavam os nossos amigos tocarem a buzina para que saíssemos; tinham que
subir, bater à porta, para que os nossos pais os conhecessem.
Enquanto todos podiam voltar tarde da noite, com 12 anos, tivemos que esperar pelo menos até
os 16 para chegar um pouco mais tarde; e aqueles chatos levantavam para saber se a festa foi
boa (só para verem como estávamos ao voltar).
Por causa dos nossos pais, nós perdemos imensas experiências na adolescência: nenhum de nós
esteve envolvido com drogas, roubo, atos de vandalismo, violação de propriedade, nem fomos
presos por crime algum.
FOI TUDO POR CAUSA DOS NOSSOS PAIS!
Agora, que já somos adultos, honestos e educados, estamos fazendo o melhor para sermos PAIS
MAUS, como eles foram”.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro augustafranca7
 
Plano de aula 3: Confecção de Material para Teatro e Contação de Histórias
Plano de aula 3: Confecção de Material para Teatro e Contação de HistóriasPlano de aula 3: Confecção de Material para Teatro e Contação de Histórias
Plano de aula 3: Confecção de Material para Teatro e Contação de HistóriasAna Beatriz Cargnin
 
Plano de-aula-lpo3-06ats03
Plano de-aula-lpo3-06ats03Plano de-aula-lpo3-06ats03
Plano de-aula-lpo3-06ats03FrancieleSilva99
 
Metade de e o dobro de ficha de verificação
Metade de e o dobro de ficha de verificaçãoMetade de e o dobro de ficha de verificação
Metade de e o dobro de ficha de verificaçãoCrescendo EAprendendo
 
21 Sugestões de Palavras para escrever em Relatórios Pedagógicos
21 Sugestões de Palavras para escrever em Relatórios Pedagógicos 21 Sugestões de Palavras para escrever em Relatórios Pedagógicos
21 Sugestões de Palavras para escrever em Relatórios Pedagógicos Cristiano Pereira
 
Planejamento páscoa simone helen drumond
Planejamento páscoa simone helen drumondPlanejamento páscoa simone helen drumond
Planejamento páscoa simone helen drumondSimoneHelenDrumond
 
94315093 relatorios-do-desempenho-escolar-dos-alunos
94315093 relatorios-do-desempenho-escolar-dos-alunos94315093 relatorios-do-desempenho-escolar-dos-alunos
94315093 relatorios-do-desempenho-escolar-dos-alunosAutonoma
 
Sequencia didática o sapo não lava o pé
Sequencia didática o sapo não lava o péSequencia didática o sapo não lava o pé
Sequencia didática o sapo não lava o péAmanda Tosta
 
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira Solange Goulart
 
ATIVIDADES O CORVO E A RAPOSA.docx
ATIVIDADES   O CORVO E A RAPOSA.docxATIVIDADES   O CORVO E A RAPOSA.docx
ATIVIDADES O CORVO E A RAPOSA.docxJoao Paulo Souza
 
Atividade romero brito
Atividade romero britoAtividade romero brito
Atividade romero britocafumilena
 
11 planificações do cubo
11 planificações do cubo11 planificações do cubo
11 planificações do cuboclaudiassa
 
PLANO ANUAL 2023 - 1° ano.docx
PLANO ANUAL  2023 - 1° ano.docxPLANO ANUAL  2023 - 1° ano.docx
PLANO ANUAL 2023 - 1° ano.docxAnaRocha812480
 
Atividade dengue
Atividade dengueAtividade dengue
Atividade denguecepmaio
 

Mais procurados (20)

Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro
 
Plano de aula 3: Confecção de Material para Teatro e Contação de Histórias
Plano de aula 3: Confecção de Material para Teatro e Contação de HistóriasPlano de aula 3: Confecção de Material para Teatro e Contação de Histórias
Plano de aula 3: Confecção de Material para Teatro e Contação de Histórias
 
Plano de-aula-lpo3-06ats03
Plano de-aula-lpo3-06ats03Plano de-aula-lpo3-06ats03
Plano de-aula-lpo3-06ats03
 
Identidade infantil
Identidade  infantilIdentidade  infantil
Identidade infantil
 
Metade de e o dobro de ficha de verificação
Metade de e o dobro de ficha de verificaçãoMetade de e o dobro de ficha de verificação
Metade de e o dobro de ficha de verificação
 
21 Sugestões de Palavras para escrever em Relatórios Pedagógicos
21 Sugestões de Palavras para escrever em Relatórios Pedagógicos 21 Sugestões de Palavras para escrever em Relatórios Pedagógicos
21 Sugestões de Palavras para escrever em Relatórios Pedagógicos
 
Planejamento páscoa simone helen drumond
Planejamento páscoa simone helen drumondPlanejamento páscoa simone helen drumond
Planejamento páscoa simone helen drumond
 
94315093 relatorios-do-desempenho-escolar-dos-alunos
94315093 relatorios-do-desempenho-escolar-dos-alunos94315093 relatorios-do-desempenho-escolar-dos-alunos
94315093 relatorios-do-desempenho-escolar-dos-alunos
 
Sequencia didática o sapo não lava o pé
Sequencia didática o sapo não lava o péSequencia didática o sapo não lava o pé
Sequencia didática o sapo não lava o pé
 
O reformador do mundo.pdf
O reformador do mundo.pdfO reformador do mundo.pdf
O reformador do mundo.pdf
 
Modelo de parecer 2012
Modelo de parecer 2012Modelo de parecer 2012
Modelo de parecer 2012
 
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
 
ATIVIDADES O CORVO E A RAPOSA.docx
ATIVIDADES   O CORVO E A RAPOSA.docxATIVIDADES   O CORVO E A RAPOSA.docx
ATIVIDADES O CORVO E A RAPOSA.docx
 
Planificacao Julho
Planificacao JulhoPlanificacao Julho
Planificacao Julho
 
Artes 4ª série
Artes 4ª sérieArtes 4ª série
Artes 4ª série
 
Atividade romero brito
Atividade romero britoAtividade romero brito
Atividade romero brito
 
11 planificações do cubo
11 planificações do cubo11 planificações do cubo
11 planificações do cubo
 
Plano de ação 3º ano ferraz
Plano de ação 3º ano ferrazPlano de ação 3º ano ferraz
Plano de ação 3º ano ferraz
 
PLANO ANUAL 2023 - 1° ano.docx
PLANO ANUAL  2023 - 1° ano.docxPLANO ANUAL  2023 - 1° ano.docx
PLANO ANUAL 2023 - 1° ano.docx
 
Atividade dengue
Atividade dengueAtividade dengue
Atividade dengue
 

Destaque

Educação do afeto
Educação do afetoEducação do afeto
Educação do afetoDalila Melo
 
Coletânea de dinâmicas de grupo e textos reflexivos soe-colinas-2010
Coletânea de dinâmicas de grupo e textos reflexivos soe-colinas-2010Coletânea de dinâmicas de grupo e textos reflexivos soe-colinas-2010
Coletânea de dinâmicas de grupo e textos reflexivos soe-colinas-2010francisleide
 
Jardim dos afectos
Jardim dos afectosJardim dos afectos
Jardim dos afectosAcilu
 
Mensagem para pais reunião.
Mensagem para pais reunião.Mensagem para pais reunião.
Mensagem para pais reunião.Debora Silva
 
A história do pedrinho e da joana
A história do pedrinho e da joanaA história do pedrinho e da joana
A história do pedrinho e da joanaTeresa Ramos
 
Apresentacão para Reuniao de pais em powerpoint
Apresentacão para Reuniao de pais em powerpointApresentacão para Reuniao de pais em powerpoint
Apresentacão para Reuniao de pais em powerpointNatalia Pina
 
Gêneros textuais para 3º ano do ensino médio
Gêneros textuais para 3º ano do ensino médioGêneros textuais para 3º ano do ensino médio
Gêneros textuais para 3º ano do ensino médioLae167
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de paisTommLouis
 
Reunião de pais educação infantil
Reunião de pais educação infantilReunião de pais educação infantil
Reunião de pais educação infantilJeovany Anjos
 
Reunião de pais inicio de ano 2013.2014 sala da diana
Reunião de pais inicio de ano 2013.2014 sala da dianaReunião de pais inicio de ano 2013.2014 sala da diana
Reunião de pais inicio de ano 2013.2014 sala da dianaDiana Mendes Crespo
 

Destaque (13)

Educação do afeto
Educação do afetoEducação do afeto
Educação do afeto
 
Coletânea de dinâmicas de grupo e textos reflexivos soe-colinas-2010
Coletânea de dinâmicas de grupo e textos reflexivos soe-colinas-2010Coletânea de dinâmicas de grupo e textos reflexivos soe-colinas-2010
Coletânea de dinâmicas de grupo e textos reflexivos soe-colinas-2010
 
Jardim dos afectos
Jardim dos afectosJardim dos afectos
Jardim dos afectos
 
Mensagem para pais reunião.
Mensagem para pais reunião.Mensagem para pais reunião.
Mensagem para pais reunião.
 
A história do pedrinho e da joana
A história do pedrinho e da joanaA história do pedrinho e da joana
A história do pedrinho e da joana
 
Apresentacão para Reuniao de pais em powerpoint
Apresentacão para Reuniao de pais em powerpointApresentacão para Reuniao de pais em powerpoint
Apresentacão para Reuniao de pais em powerpoint
 
Jogo de afetos
Jogo de afetosJogo de afetos
Jogo de afetos
 
Meninos e meninas do mundo
Meninos e meninas do mundoMeninos e meninas do mundo
Meninos e meninas do mundo
 
Gêneros textuais para 3º ano do ensino médio
Gêneros textuais para 3º ano do ensino médioGêneros textuais para 3º ano do ensino médio
Gêneros textuais para 3º ano do ensino médio
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
 
Reunião de pais educação infantil
Reunião de pais educação infantilReunião de pais educação infantil
Reunião de pais educação infantil
 
Reunião de pais inicio de ano 2013.2014 sala da diana
Reunião de pais inicio de ano 2013.2014 sala da dianaReunião de pais inicio de ano 2013.2014 sala da diana
Reunião de pais inicio de ano 2013.2014 sala da diana
 

Semelhante a Pais maus: o amor que educa (20)

Pais maus
Pais mausPais maus
Pais maus
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Pais Maus
Pais MausPais Maus
Pais Maus
 
65 pais
65 pais65 pais
65 pais
 
Pais Maus, Bons filhos...
Pais Maus, Bons filhos...Pais Maus, Bons filhos...
Pais Maus, Bons filhos...
 
Pais maus z
Pais maus zPais maus z
Pais maus z
 
"Pais maus"
"Pais maus""Pais maus"
"Pais maus"
 
Bimba kids teen - 11-08-2013 dia dos pais (1)
Bimba kids teen - 11-08-2013 dia dos pais (1)Bimba kids teen - 11-08-2013 dia dos pais (1)
Bimba kids teen - 11-08-2013 dia dos pais (1)
 
Pais maus
Pais mausPais maus
Pais maus
 
Pais maus
Pais mausPais maus
Pais maus
 
Pais maus
Pais mausPais maus
Pais maus
 
Pais Maus
Pais MausPais Maus
Pais Maus
 
Pais maus
Pais mausPais maus
Pais maus
 
Pais Maus
Pais MausPais Maus
Pais Maus
 
Pais maus
Pais maus Pais maus
Pais maus
 
MAUS PAIS
MAUS PAISMAUS PAIS
MAUS PAIS
 
Pais maus z
Pais maus zPais maus z
Pais maus z
 
PAIS MAUS
PAIS MAUS PAIS MAUS
PAIS MAUS
 
Pais maus
Pais mausPais maus
Pais maus
 
Pais maus
Pais mausPais maus
Pais maus
 

Mais de Francismar Lopes

Felicidade oquee e_porquealmejamostanto_francismar_lopes
Felicidade oquee e_porquealmejamostanto_francismar_lopesFelicidade oquee e_porquealmejamostanto_francismar_lopes
Felicidade oquee e_porquealmejamostanto_francismar_lopesFrancismar Lopes
 
Poema alfabético da mulher virtuosa
Poema alfabético da mulher virtuosaPoema alfabético da mulher virtuosa
Poema alfabético da mulher virtuosaFrancismar Lopes
 
A alegria sob_os_diversos_olhares
A alegria sob_os_diversos_olharesA alegria sob_os_diversos_olhares
A alegria sob_os_diversos_olharesFrancismar Lopes
 
Profissão especialista da educacao 2
Profissão especialista da educacao 2Profissão especialista da educacao 2
Profissão especialista da educacao 2Francismar Lopes
 
O professor pesquisador e reflexivo entrevista antonio novoa
O professor pesquisador e reflexivo entrevista antonio novoaO professor pesquisador e reflexivo entrevista antonio novoa
O professor pesquisador e reflexivo entrevista antonio novoaFrancismar Lopes
 
Interfaces digitais para a organização e representação do conhecimento anerid...
Interfaces digitais para a organização e representação do conhecimento anerid...Interfaces digitais para a organização e representação do conhecimento anerid...
Interfaces digitais para a organização e representação do conhecimento anerid...Francismar Lopes
 
Tecnologias trazem o mundo para a escola entrevista-beth almeida
Tecnologias trazem o mundo para a escola entrevista-beth almeidaTecnologias trazem o mundo para a escola entrevista-beth almeida
Tecnologias trazem o mundo para a escola entrevista-beth almeidaFrancismar Lopes
 
Vamos conhecer o mangarito
Vamos conhecer o mangaritoVamos conhecer o mangarito
Vamos conhecer o mangaritoFrancismar Lopes
 
Unidade2 reforma estado bras
Unidade2 reforma estado brasUnidade2 reforma estado bras
Unidade2 reforma estado brasFrancismar Lopes
 

Mais de Francismar Lopes (20)

Vida é graça
Vida é graçaVida é graça
Vida é graça
 
Felicidade oquee e_porquealmejamostanto_francismar_lopes
Felicidade oquee e_porquealmejamostanto_francismar_lopesFelicidade oquee e_porquealmejamostanto_francismar_lopes
Felicidade oquee e_porquealmejamostanto_francismar_lopes
 
Poema alfabético da mulher virtuosa
Poema alfabético da mulher virtuosaPoema alfabético da mulher virtuosa
Poema alfabético da mulher virtuosa
 
Desejo victor hugo1
Desejo   victor hugo1Desejo   victor hugo1
Desejo victor hugo1
 
A alegria sob_os_diversos_olhares
A alegria sob_os_diversos_olharesA alegria sob_os_diversos_olhares
A alegria sob_os_diversos_olhares
 
Estar sozinho
Estar sozinhoEstar sozinho
Estar sozinho
 
Snoopy frases
Snoopy frasesSnoopy frases
Snoopy frases
 
Snoopy frases
Snoopy frasesSnoopy frases
Snoopy frases
 
Profissão especialista da educacao 2
Profissão especialista da educacao 2Profissão especialista da educacao 2
Profissão especialista da educacao 2
 
Citacao novoa.ppt
Citacao novoa.pptCitacao novoa.ppt
Citacao novoa.ppt
 
O professor pesquisador e reflexivo entrevista antonio novoa
O professor pesquisador e reflexivo entrevista antonio novoaO professor pesquisador e reflexivo entrevista antonio novoa
O professor pesquisador e reflexivo entrevista antonio novoa
 
Orientacao atividade 1
Orientacao atividade 1Orientacao atividade 1
Orientacao atividade 1
 
Interfaces digitais para a organização e representação do conhecimento anerid...
Interfaces digitais para a organização e representação do conhecimento anerid...Interfaces digitais para a organização e representação do conhecimento anerid...
Interfaces digitais para a organização e representação do conhecimento anerid...
 
Tecnologias trazem o mundo para a escola entrevista-beth almeida
Tecnologias trazem o mundo para a escola entrevista-beth almeidaTecnologias trazem o mundo para a escola entrevista-beth almeida
Tecnologias trazem o mundo para a escola entrevista-beth almeida
 
A escola dos meus sonhos
A escola dos meus sonhosA escola dos meus sonhos
A escola dos meus sonhos
 
Vamos conhecer o mangarito
Vamos conhecer o mangaritoVamos conhecer o mangarito
Vamos conhecer o mangarito
 
Relatorio modulos 13 e 15
Relatorio modulos 13 e 15Relatorio modulos 13 e 15
Relatorio modulos 13 e 15
 
A presença de deus
A presença de deusA presença de deus
A presença de deus
 
A presença de Deus
A presença de DeusA presença de Deus
A presença de Deus
 
Unidade2 reforma estado bras
Unidade2 reforma estado brasUnidade2 reforma estado bras
Unidade2 reforma estado bras
 

Pais maus: o amor que educa

  • 1. PAIS MAUS Dr. Carlos Hecktheuer- médico psiquiatra “Um dia, quando os meus filhos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva pais e mães, eu hei de dizer-lhes: – Eu os amei o suficiente para ter-lhes perguntado aonde vão, com quem vão, e a que horas regressarão. - Eu os amei o suficiente para não ter ficado em silêncio, e fazer com que vocês soubessem que aquele novo amigo não era boa companhia. - Eu os amei o suficiente para fazê-los pagar os doces que tiraram do supermercado, ou revistas, do jornaleiro, e fazê-los dizer ao dono: “Nós tiramos isto ontem, e queríamos pagar”. - Eu os amei o suficiente para ter ficado em pé, junto de vocês, duas horas, enquanto limpavam o quarto, tarefa que eu teria feito em 15 minutos. - Eu os amei o suficiente para deixá-los ver, além do amor que eu sentia por vocês, o meu desapontamento e também as lágrimas nos meus olhos. - Eu os amei o suficiente para deixá-los assumir a responsabilidade das suas ações, mesmo quando as penalidades eram tão duras que me partiam o coração. - Mais do que tudo, eu os amei o suficiente para lhes dizer NÃO, quando eu sabia que vocês poderiam me odiar por isso (e em alguns momentos até me odiaram). Essas eram as mais difíceis batalhas de todas. Estou contente, venci… Porque, no final, vocês venceram também! E qualquer dia, quando os meus netos forem crescidos o suficiente para entender a lógica que motiva pais e mães; quando eles perguntarem se os seus pais eram maus, os meus filhos vão lhes dizer: “Sim, os nossos pais eram maus. Eram os piores do mundo. As outras crianças comiam doces no café e nós só tínhamos que comer cereais, ovos, torradas. As outras crianças bebiam refrigerantes, comiam batatas fritas e sorvetes no almoço, e nós tínhamos que comer arroz, feijão, carne, legumes e frutas. Nossos pais tinham que saber quem eram os nossos amigos e o que nós fazíamos com eles. Insistiam em que lhes disséssemos com quem íamos sair, mesmo que demorássemos apenas uma hora ou menos. Nossos pais insistiam sempre conosco para que lhes disséssemos sempre a verdade, e apenas a verdade. E, quando éramos adolescentes, eles conseguiam até ler os nossos pensamentos. A nossa vida era mesmo chata! Nossos pais não deixavam os nossos amigos tocarem a buzina para que saíssemos; tinham que subir, bater à porta, para que os nossos pais os conhecessem. Enquanto todos podiam voltar tarde da noite, com 12 anos, tivemos que esperar pelo menos até os 16 para chegar um pouco mais tarde; e aqueles chatos levantavam para saber se a festa foi boa (só para verem como estávamos ao voltar). Por causa dos nossos pais, nós perdemos imensas experiências na adolescência: nenhum de nós esteve envolvido com drogas, roubo, atos de vandalismo, violação de propriedade, nem fomos presos por crime algum. FOI TUDO POR CAUSA DOS NOSSOS PAIS! Agora, que já somos adultos, honestos e educados, estamos fazendo o melhor para sermos PAIS MAUS, como eles foram”.