Adaptação do texto de Maria João Lopo de CarvalhoESCOLA BÁSICA DE RIO TINTO Nº 2 - EDUCAÇÃO ESPECIAL – MAIO 2013A Minha Mã...
O Gil devia ter cinco, quase seis anos.Vivia numa casa alta e magra com o pátio pequeno onde cabia apenas a casota do cão,...
Gil andava cada vez mais cansado da mãe que tinha.Estava um bocado farto de se deitar cedo, de comer carne e peixe, de não...
Foi então que o Gil decidiu ir à Loja das Mães à procura de uma que lhe tornasse a vida mais fácil.Bateu à porta, não apar...
Lá dentro, numa sala redonda, dentro de molduras de todas as cores do arco-íris, estavam muitosdesenhos diferentes. Cada d...
Mãe que que nunca obriga atomar remédios mesmoquando estamos doentes.Mãe que não sabe ver ashoras e nunca nos mandadeitar....
Mãe que nunca obriga acomer peixe cozido.Mãe que nunca apaga atelevisão no meio do nossoprograma preferidoMãe que deixa fa...
Mãe que só sabe rir ejogar futebol.Mãe que nunca leva àsvacinas, nem ao médico,nem ao dentista.Mãe que não obriga atomar b...
Gil não sabia qual escolher! Começou por escolher a mãe que deixava comer todas as guloseimas domundo e comeu tantas gomas...
Depois, resolveu escolher a mãe que nunca obrigava a tomar remédios. Como estava enjoadodevido às guloseimas e a mãe não o...
A seguir o Gil resolveu escolher a mãe que nunca apagava a televisão, e, assim não foi à escola.Viu os desenhos animados q...
- Já sei, agora vou escolher a mãe que nunca nos leva ao médico.E o Gil lá voltou à escola e parou de ver televisão durant...
Foi experimentar a mãe que deixava fazer tudo o que lhe apetecesse, ou seja ter avida igual à do Puma. Mas era uma vida de...
O Gil ficou farto de andar já há muitos dias a experimentar mães diferentes. Mas nenhuma lheagradava. Eram boazinhas demai...
Mal abriu a porta, o Puma veio a correr para ele, saltou e lambeu-o todo, pôs-se a abanar o rabo comquanta força tinha, ma...
O Gil não queria acreditar. Voltou a correr desesperado até à Loja das Mães. Não encontrou nada.Voltou a casa e esta conti...
No dia seguinte, o Gil acordou com o Puma a lamber-lhe a cara.Vamos, Gil, toca a levantar, vais chegar tarde à escola!Mas…...
Desculpa, mãe.És a Melhor Mãe doMundo!Não te preocupes, Gil.Não encontrei um filhocomo tu.
A MINHA MÃE É A MELHOR MÃE DO MUNDO
A MINHA MÃE É A MELHOR MÃE DO MUNDO
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A MINHA MÃE É A MELHOR MÃE DO MUNDO

17.888 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Gostaria de ver a possibilidade de receber esta apresentação em PowerPoint, gostei da mensagem e queria repassar ao meus alunos. Obrigado.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Boa noite!
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui

A MINHA MÃE É A MELHOR MÃE DO MUNDO

  1. 1. Adaptação do texto de Maria João Lopo de CarvalhoESCOLA BÁSICA DE RIO TINTO Nº 2 - EDUCAÇÃO ESPECIAL – MAIO 2013A Minha Mãe é aMelhor Mãe do Mundo
  2. 2. O Gil devia ter cinco, quase seis anos.Vivia numa casa alta e magra com o pátio pequeno onde cabia apenas a casota do cão, o Puma.
  3. 3. Gil andava cada vez mais cansado da mãe que tinha.Estava um bocado farto de se deitar cedo, de comer carne e peixe, de não poderdormir na casa do Puma sempre que lhe apetecesse, de ter que engolir o xaropepara a tosse, de ser obrigado a lavar a cabeça com um champô que picava nosolhos, de não poder subir ao telhado e, pior, ter de arrumar o quarto… em resumotinha de haver mães melhorzinhas…
  4. 4. Foi então que o Gil decidiu ir à Loja das Mães à procura de uma que lhe tornasse a vida mais fácil.Bateu à porta, não apareceu ninguém. Bateu outra vez (com mais força) e a porta abriu-se sozinha,de repente com grande estrondo.
  5. 5. Lá dentro, numa sala redonda, dentro de molduras de todas as cores do arco-íris, estavam muitosdesenhos diferentes. Cada desenho era uma mãe.O Gil fez um esforço, ajeitou os óculos e ficou ali muito tempo a tentar ler as legendas das mães, oque foi fácil, pois, ao mesmo tempo que ia lendo, havia uma voz doce e redondinha que lia com ele.
  6. 6. Mãe que que nunca obriga atomar remédios mesmoquando estamos doentes.Mãe que não sabe ver ashoras e nunca nos mandadeitar.Mãe que deixa comer todasas guloseimas e gomas doMundo.
  7. 7. Mãe que nunca obriga acomer peixe cozido.Mãe que nunca apaga atelevisão no meio do nossoprograma preferidoMãe que deixa fazer tudo.
  8. 8. Mãe que só sabe rir ejogar futebol.Mãe que nunca leva àsvacinas, nem ao médico,nem ao dentista.Mãe que não obriga atomar banho nem avestir roupa lavada.
  9. 9. Gil não sabia qual escolher! Começou por escolher a mãe que deixava comer todas as guloseimas domundo e comeu tantas gomas, tantos chocolates, tantos chupas e tantos gelados que ficou tãodoente, tão doente que jurou nunca mais comer guloseimas na vida.
  10. 10. Depois, resolveu escolher a mãe que nunca obrigava a tomar remédios. Como estava enjoadodevido às guloseimas e a mãe não o obrigava a tomar remédios ficou ainda mais enjoado e teveque ser ele a pedir à mãe que lhe desse o xarope. Mas, a mãe não tinha ali o xarope nem seimportou nada que ele estivesse doente.
  11. 11. A seguir o Gil resolveu escolher a mãe que nunca apagava a televisão, e, assim não foi à escola.Viu os desenhos animados que lhe apeteceu, vídeos e DVD e nem teve tempo para dormir.-Esta não me serve, porque só vejo televisão... Mas há outras para escolher.
  12. 12. - Já sei, agora vou escolher a mãe que nunca nos leva ao médico.E o Gil lá voltou à escola e parou de ver televisão durante todo o dia e toda a noite.O pior foi a dor de dentes. Como tinha comido tantas guloseimas doía-lhe muito um dentede baixo. Mas como a mãe não o levava ao dentista, o Gil não fazia mais nada senão andarcom uma mão agarrada ao dente. A mãe não parecia preocupar-se nada com o assunto;por isso resolveu voltar a trocar de mãe.
  13. 13. Foi experimentar a mãe que deixava fazer tudo o que lhe apetecesse, ou seja ter avida igual à do Puma. Mas era uma vida de cão…
  14. 14. O Gil ficou farto de andar já há muitos dias a experimentar mães diferentes. Mas nenhuma lheagradava. Eram boazinhas demais, magras demais, gordas demais, não se importavam demais edeixavam tudo demais.O Gil pensou, pensou e resolveu voltar para a sua casa e para a sua mãe. Estava até arrependido deter ido à procura de outra mãe, porque na verdade até tinha saudades da sua.
  15. 15. Mal abriu a porta, o Puma veio a correr para ele, saltou e lambeu-o todo, pôs-se a abanar o rabo comquanta força tinha, mas… mais nada.- Onde está a mãe, Puma?O Puma não respondeu. Não foi preciso muito tempo até o Gil ir ao frigorífico e descobrir um recadoescrito pela mãe.- Onde estás, Gil? Como não apareceste, fui à Loja das Mães ver se encontro outro filho.Onde estás,Gil? Como nãoapareceste, fuià Loja dasMães ver seencontro outrofilho.
  16. 16. O Gil não queria acreditar. Voltou a correr desesperado até à Loja das Mães. Não encontrou nada.Voltou a casa e esta continuava vazia. Só o Puma.O Gil foi deitar-se. Doía-lhe a barriga e o coração. Afinal, a mãe tinha escolhido outro filho.
  17. 17. No dia seguinte, o Gil acordou com o Puma a lamber-lhe a cara.Vamos, Gil, toca a levantar, vais chegar tarde à escola!Mas… era a vozda mãe…
  18. 18. Desculpa, mãe.És a Melhor Mãe doMundo!Não te preocupes, Gil.Não encontrei um filhocomo tu.

×