Doenças Infeciosas

1.317 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.317
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
54
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Doenças Infeciosas

  1. 1. Flávia Correia e Mafalda Martins
  2. 2. A meningite é infeciosa porque principalmente é causada por bactérias e vírus. Estas são as mais importantes do ponto de vista da saúde publica.
  3. 3. 2011/2012; 140 1993; 303 2010/2011; 135 2008/2010; 289 1995; 113 2007; 96 1994; 63
  4. 4. Meningite Bacteriana Agente Etiológico a bactéria Haemophilus influenzae.
  5. 5. Epidemiologia (sintomologia)  Febre  Dores de Cabeça Intensas  Vómitos  Náuseas  Rigidez Nucal(dificuldade em girar o pescoço ou aproximar o queixo do peito)  Pequenas manchas vermelhas na pele
  6. 6. Epidemiologia (consequências)  Surdez  Lesões nas meninges  Amputações  Danos cerebrais Profilaxia  Vacina contra a Meningite C e a Vacina Conjugada.
  7. 7. Tratamento Geral  Antibióticos Meningite Tuberculosa Agente Etiológico a bactéria Mycobacterium Tuberculosis.
  8. 8. Epidemiologia (sintomologia)  Febre  Dores Músculos  Sonolência  Falta de Energia  Irritabilidade  Dores de Cabeça  Vômitos  Dor Abdominal  Mudanças Súbitas de Humor
  9. 9. Epidemiologia (causas)  Más condições higieno-sanitárias  Má nutrição  Migração  Alcoolismo  Má adesão à terapêutica anti bacilar Profilaxia  Vacina Bacillus Calmette-Guérin (BCG) Tratamento Geral Existe 3 tipos de tratamento dos quais são:  Tratamento Anti-bacilar;  Corticoterapia;  Tratamento Cirúrgico.
  10. 10. MENINGITES VIRAIS Agentes Etiológicos: Enterovírus Vírus da Caxumba Vírus do Herpes Simplex Vírus VIH Vírus Varicela Zoster Vírus LCMV
  11. 11. Epidemiologia (sintomologia)  Febre  Dores de cabeça  Vômitos  Irritação meníngea  Rigidez nucal (dificuldade em apoiar o queixo no peito)  Intolerância à luz e ao ruído  Náuseas  Recusa alimentar Profilaxia  Hábitos de higiene  Evitar os locais fechados Tratamento Geral  É constituído por analgésicos para a dor, antitérmicos para baixar a febre e para parar os vômitos.
  12. 12. Meningite nas Crianças  Os sintomas são febre com mãos e pés frios, dor de cabeça, rigidez do pescoço, dor de garganta, vómitos, choro e irritabilidade, convulsões, sonolência, recusa de alimentos, pele pálida e manchada. Meningite Meningocócica Este tipo de meningite é o mais comum e conhecido como Meningite C, que representa cerca de 55% dos casos. A doença é mais frequente em crianças com menos de 5 anos. Meningite por Haemophilus Influenzae tipo B (Hib) A incidência da infecção por Hib ocorre na Primavera e Outono. Cerca de 5% dos casos de meningite por Hib são mortais e cerca de 15 a 30% dos doentes podem vir a desenvolver sequelas neurológicas graves.
  13. 13. Meningite Pneumocócica Esta variação de meningite é mais frequente em bebés e idosos e apresenta uma elevada taxa de mortalidade. A bactéria é a mesma que causa a pneumonia (Streptococus pneumoniae) e geralmente, aparece como casos isolados, não sendo recomenda nenhuma medida aos contactos do doente. Vacinação Vacinas 1ª dose 2ªdose MenC 2,4 e 6 meses 12 meses Menjugate 2,4 e 6 meses 12 meses Meningitec 2,4 e 6 meses 12 meses Neisvac 2,4 e 6 meses 12 meses Hib 2,4 e 6 meses 18 meses Streptococus Pneumoniae 3,5 e 7 meses 12 meses (duas doses com dois meses de intervalo)
  14. 14. A Papeira é o inchaço das glândulas parótidas, que são responsáveis pela produção de saliva.
  15. 15. 900 800 700 600 500 400 300 200 100 0 841 2003-2007
  16. 16. Agente etiológico vírus Paramyxovírus. Epidemiologia (sintomologia)  Febre Baixa  Mau Estar  Falta de Apetite  Dores Musculares e de Cabeça  Dificuldades em comer e falar
  17. 17. Profilaxia  Duas doses Vacinais Anti parotidite: a primeira aos 12 meses e a segunda aos 5-6 anos de idade. Tratamento Geral  Aspirinas  Paracetamol (para reduzir a febre e para aliviar o desconforto)  Compressas mornas ou frias para aliviar a dor e o edema das glândulas parótidas  Dieta mole para reduzir a necessidade de mastigar
  18. 18. Papeira nas Crianças As incidências de papeira ou parotidite nas crianças e bebês aumentam no início da primavera, geralmente em crianças na idade escolar. Transmite-se através da tosse e espirros, por um vírus. Sintomas  Febre não muito alta  Inchaço e Dor na Glândula Parótida  Vômitos  Dor Abdominal e Encefalite Profilaxia  Isolamento da criança durante 9 dias desde o início dos sintomas.
  19. 19. Tratamento Geral  Consiste mente em fazer repouso, ingerir líquidos e controlar as dores e edema com analgésicos ou anti-inflamatórios.
  20. 20.  Dr. Arthur Frazão <http://www.tuasaude.com/meningite-bacteriana/>, consultado em 20/11/13  Soraia Almeida, <http://www.aidsportugal.com/Modules/WebC_Docs/GetDocument.aspx?DocumentId= 2790> consultado em 20/11//13  Dr. Arthur Frazão <http://www.tuasaude.com/meningite-viral/> consultado em 20/11/13  Laurentino Moreira <http://farmaceutico.planetaclix.pt/meningite.html> consultado em 20/11/13  Ssaude <http://sersaude.com/2013/03/20/o-que-e-a-papeira/ consultado em 20/11/13  William Mounstephen; Janine A. Flanagan; Bruce G. Minnes <http://www.aboutkidshealth.ca/En/HealthAZ/Multilingual/PT/Pages/Mumps.aspx> consultado em 20/11/13  Paulo Pimenta <http://www.publico.pt/sociedade/noticia/sarampo-difteria-e-poliomieliteeliminadas-em-portugal-1373465> consultado20/11/13  (não indicado) <http://bebes.kazulo.pt/26444/meningite:-sintomas-e-prevencao.htm> consultado em 27/11/13

×