Unidade Integrada Professor
Carlos Oliveira Santos
Cidade:
Vitorino Freire – MA
Professor:
Roberto Oliveira
Alunas:
Fabric...
Flúor
Flúor é um elemento químico, símbolo F, de número
atômico 9 (9 prótons e 9 elétrons) de massa atômica 19
u, situado no gru...
Características principais
Em CNTP, o flúor é um gás corrosivo de coloração
amarelo-pálido, fortemente oxidante. É o eleme...
Jatos de flúor no
estado gasoso atacam
o vidro, metais, água e
outras substâncias,
que reagem formando
uma chama brilhante...
O flúor é o halogênio mais abundante da crosta
terrestre, com uma concentração de 950 PPM. Na água
do mar se encontra numa...
Odontologia
O flúor está presente em mamíferos na forma de
fluoretos. E, embora seu consumo necessário não seja
comprovado...
O flúor e o HF devem ser manuseados com grande
cuidado, devendo-se evitar totalmente qualquer contato
com a pele ou com os...
O nível do flúor na água potável costuma ser de 1,5
ppm.
Na Sicília foi achada uma relação entre as regiões de alta
concen...
Titânio
O titânio é um elemento químico de símbolo Ti,
número atômico 22 (22 prótons e 22 elétrons) com
massa atômica 47,90 u. Tra...
O titânio foi descoberto em Cornualha por William
Justin Gregor em 1791 e nomeado por Martin Heinrich
Klaproth pela proxim...
O metal produzido comercialmente é extraído do rutilo
e da ilmenita e fabricado pelo processo Kroll ou pelo
processo Hunte...
O titânio pode ser utilizado para a produção de ligas
com ferro, alumínio, vanádio e molibdênio, entre
outros elementos, p...
Características Principais
Na natureza, o titânio em seu estado nativo está sempre
ligado a outros elementos químicos da n...
É encontrado principalmente nos minerais anatase (TiO2),
brookita (TiO2), ilmenita (FeTiO3), perovskita (CaTiO3),
rutilo (...
Produção e Fabricação
•O processamento do titânio metálico ocorre em quatro
etapas importantes, sendo elas:
•A redução do ...
Historia
titânio (chamado assim pelos Titãs, filhos de Urano e Gaia da
mitologia grega) foi descoberto na Inglaterra por W...
Matthew A. Hunter preparou pela primeira vez o
titânio metálico puro (com uma pureza de 99,9%)
aquecendo tetra cloreto de ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Quimica

262 visualizações

Publicada em

quimica

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
262
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Quimica

  1. 1. Unidade Integrada Professor Carlos Oliveira Santos Cidade: Vitorino Freire – MA Professor: Roberto Oliveira Alunas: Fabricia Ellen Naiana Sabrina
  2. 2. Flúor
  3. 3. Flúor é um elemento químico, símbolo F, de número atômico 9 (9 prótons e 9 elétrons) de massa atômica 19 u, situado no grupo dos halogênios (grupo 17 ou VIIA) da tabela periódica dos elementos. Em sua forma bi atômica (F2) e em CNTP, é um gás de coloração amarelo-pálido. É o mais eletronegativo e reativo de todos os elementos. Em sua forma ionizada (F–) é extremamente perigoso, podendo ocasionar graves queimaduras químicas se em contato com tecidos vivos.
  4. 4. Características principais Em CNTP, o flúor é um gás corrosivo de coloração amarelo-pálido, fortemente oxidante. É o elemento mais eletronegativo e o mais reativo dos não metais e forma compostos com praticamente todos os demais elementos, incluindo os gases nobres xenônio e radônio. Inclusive em ausência de luz e baixas temperaturas reage explosivamente com o hidrogênio.
  5. 5. Jatos de flúor no estado gasoso atacam o vidro, metais, água e outras substâncias, que reagem formando uma chama brilhante. O flúor sempre se encontra combinado na natureza e tem afinidade por muitos elementos, especialmente o silício, não podendo ser guardado em recipientes de vidro.
  6. 6. O flúor é o halogênio mais abundante da crosta terrestre, com uma concentração de 950 PPM. Na água do mar se encontra numa proporção de aproximadamente 1,3 PPM. Os minerais mais importantes no qual está presente são a fluorita, CaF2, a fluorapatita, Ca5(PO4)3F e a criófita, Na3AlF6. Obtém-se pela eletrólise de uma mistura de HF e KF. No processo ocorre a oxidação dos fluoretos, no anodo: 2F- - 2e- → F2 Abundancia e Obtenção
  7. 7. Odontologia O flúor está presente em mamíferos na forma de fluoretos. E, embora seu consumo necessário não seja comprovado (WHO, 2002 — Guidelines Para Qualidade da água), trata-se alegadamente de uma substância muito reativa e tóxica. Se acumula nos ossos e dentes dando-lhes uma menor resistência. Por isso, sua adição a água, sal e leite por parte de químicos, técnicos e engenheiros, é desnecessária. Normalmente são acrescentados fluoretos nos cremes dentais em torno de 1000ppm a 1500ppm, que não devem ser engolidos. Sendo, também, extremamente proibido para crianças menores de 6 anos de idade.
  8. 8. O flúor e o HF devem ser manuseados com grande cuidado, devendo-se evitar totalmente qualquer contato com a pele ou com os olhos. Também não podem ser armazenados em recipientes de vidro pois corroem. Tanto o flúor como os íons fluoretos são altamente tóxicos. O flúor apresenta um odor acre característico, sendo detectável em concentrações tão baixas como 0,02 ppm, abaixo dos limites de exposição recomendados. O flúor é mais tóxico que o chumbo, cuja quantidade na água potável não deve superar 0,4 partes por milhão (ppm). Precauções
  9. 9. O nível do flúor na água potável costuma ser de 1,5 ppm. Na Sicília foi achada uma relação entre as regiões de alta concentração de flúor na água com a ocorrência graves doenças dentárias. A FDA considera que o flúor é um medicamento não aprovado, para o qual não existem provas de inocuidade e de efetividade.
  10. 10. Titânio
  11. 11. O titânio é um elemento químico de símbolo Ti, número atômico 22 (22 prótons e 22 elétrons) com massa atômica 47,90 u. Trata-se de um metal de transição leve, forte, cor branca metálica, lustroso e resistente à corrosão, sólido na temperatura ambiente. O titânio é muito utilizado em ligas leves em pigmento preto.
  12. 12. O titânio foi descoberto em Cornualha por William Justin Gregor em 1791 e nomeado por Martin Heinrich Klaproth pela proximidade das características do filho mitológico do céu (Uranus) e da terra (Gaia), gigantes considerados personificações das forças da natureza para a mitologia grega. Este elemento encontra-se em vários minerais, em especial no rutilo e na Ilmenita que são geralmente encontrados na litosfera, e é encontrado em quase todos os tipos de rochas, solos e corpos de água.
  13. 13. O metal produzido comercialmente é extraído do rutilo e da ilmenita e fabricado pelo processo Kroll ou pelo processo Hunter. O composto mais comum do titânio é o dióxido de titânio que é um popular fotocatalisador e útil na produção de tinta com coloração branca. Outros compostos incluem o tetracloreto de titânio (TiCl4), uma substância utilizada para a produção de catalisadores e fumos para fins militares e o cloreto de titânio (III) (TiCl3), que é uma substância catalisadora para a produção de polipropileno.
  14. 14. O titânio pode ser utilizado para a produção de ligas com ferro, alumínio, vanádio e molibdênio, entre outros elementos, para aumentar a resistência mecânica, utilizada na indústria aeroespacial (motores, mísseis e foguetes). Também é utilizado para a produção de catalisadores na indústria química e petroquímica, automobilística, agrícola, médica (para a produção de implantes ortopédicos, próteses e instrumentos odontológicos), em produtos esportivos, jóias, telefones celulares, entre outros.
  15. 15. Características Principais Na natureza, o titânio em seu estado nativo está sempre ligado a outros elementos químicos da natureza. É o nono elemento mais abundante da crosta terrestre (0,63% de sua massa) e o sétimo metal mais abundante. Está presente na maioria das rochas ígneas e nos sedimentos delas derivados(como também nos organismo e nos corpos hídricos naturais). Dos 801 tipos de rochas ígneas analisadas pelo Serviço Geológico dos Estados Unidos, 784 contêm titânio. Sua razão nos solos é de aproximadamente de 0,5% até 1,5%.
  16. 16. É encontrado principalmente nos minerais anatase (TiO2), brookita (TiO2), ilmenita (FeTiO3), perovskita (CaTiO3), rutilo (TiO2) e titanita (CaTiSiO5); também como titanato em minas de ferro.).10 Destes minerais, somente a ilmenita e o rutilo têm importância econômica, justificada pela sua concentração de titânio e a facilidade de refino. Cerca de 6,0 e 0,7 milhões de toneladas tinham sido extraídas em 2011, respectivamente.Depósitos eminentes de ilmenita são encontrados na Austrália, no Canadá, na China, na Índia, na Nova Zelândia, na Noruega, na Ucrânia e na África do Sul
  17. 17. Produção e Fabricação •O processamento do titânio metálico ocorre em quatro etapas importantes, sendo elas: •A redução do minério de titânio em uma esponja, ou seja produz poros no metal de titânio; •o aquecimento desta esponja, ou dela ser adicionada uma liga superior para a fabricação dos lingotes; a fabricação primária, onde um lingote é transformado chapas, placas, barras, arames, forjamentos e lingotes e; •a fabricação secundária dos quais os prdutos desta fabricação primária é transformadas nos mais diversos produtos.
  18. 18. Historia titânio (chamado assim pelos Titãs, filhos de Urano e Gaia da mitologia grega) foi descoberto na Inglaterra por William Justin Gregor em 1791, a partir do mineral conhecido como ilmenita (FeTiO3). Este elemento foi novamente descoberto mais tarde pelo químico alemão Heinrich Klaproth, desta vez no mineral rutilo (TiO2), que o denominou de titânio em 1795.
  19. 19. Matthew A. Hunter preparou pela primeira vez o titânio metálico puro (com uma pureza de 99,9%) aquecendo tetra cloreto de titânio (TiCl4) com sódio a 700-800 °C num reator de aço. O titânio como metal não foi utilizado fora do laboratório até 1946, quando William J. Kroll desenvolveu um método para produzi-lo comercialmente. O processo Kroll consiste na redução do TiCl4 com magnésio, método que continua sendo utilizado atualmente.

×