SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 30
Roma Antiga
ALUNOS(AS): KAROLINE, LUCAS, ISABELA M., ALICE,
WILKER, KLEBER, MARIA LUIZA
Localização..
•A cidade de Roma situa-se no centro
da Península Itálica;
•Região mediterrânea do continente
europeu;
•A península tem ao norte, os ALPES,
ao leste, o MAR ADRIÁTICO, ao
oeste TIRRENO, e ao sul MAR
MEDITÊRRANEO.
Origem de Roma
Origem histórica: Segundo
historiadores, Roma se originou de
uma fortaleza fundadas pelos latinos
para defendê-los das ameaças
etruscos.
Origem mitológica: Para os Roma
antiga, Roma teria sido fundada por
dois irmãos gêmeos, Rômulo e Remo
que teriam sido abandonados e
amamentados por uma loba.
Origem Mitológica
Fases de Roma
Monarquia.. 753-509 a.C
•7 reis ( verdadeiro, lendários ou seja latinos, etruscos )
•Eram subdivididos Patrícios ( ricos proprietários) Clientes ( Famílias patrícias,
ganhavam terras em troca de serviços) Plebeus ( Camponeses, artesãos,
pequenos proprietários e comerciantes. Livres, sem direito politico, altos
impostos) e os Escravos(Capturados em guerras ou através de dívidas)
•Política: Reis (Poder executivo, era eleito) Senado (Poder legislativo, Patrícios)
Assembleia dos cúrias: Patrícios avaliavam as leis
•Após conflito entre etrusco e latinos, além de um golpe do senado Tárquinio, o
Suberbo foge, assim o senado proclama o república romana.
República (509-27 a.C.)
•Res + pública = “Coisas de todos”
•Senado composto por Patrícios, no lugar do rei
•Com 300 membros vitalícios ( anciões da aristocracia )
•Inicio de uma expansão territorial
•Assembleia Centuriata : eleger magistrados
•Magistraturas: Cônsules (poder executivo) Pretores ( justiça) Censores
( conduta moral e censo ) Edis (Abastecimento, policiamento e
conservação) Questores ( dinheiro público) Tribunos da plebe ( vetar
leis prejudiciais aos plebeus)
Conflitos entre patrícios e plebeus
A maior revolta foi a questão fundiária, e os impostos cobrados dos plebeus era altos.
Os plebeus exigiam o fim da escravidão por dividas, o acesso às terras conquistadas e
o direito ao casamento legal com patrícios.
Houve a criação dos tribunos da plebe foi as lutas dos plebeus por uma maior
participação política e melhores condições de vida.
Em 367 a.C., foi aprovada a Lei Licínia, que garantia a participação dos plebeus no
Consulado (dois cônsules eram eleitos: um patrício e um plebeu) Essa lei colocou fim
na escravização por divida
Lei das Doze Tábuas. Tal medida visava transformar em leis escritas as leis que
anteriormente eram transmitidas e conhecidas apenas oralmente.
Em 445 a.C., pela Lei Canuleia, foi legalizado o casamento entre patrícios e plebeus.
República imperialista.
•A rivalidade entre cartagineses e Cartago resultou nas Guerras
Púnicas (264 a 146 a.C) Que acabou com o fracasso de Cartago
•Roma iniciou sua expansão pelo mediterrâneo Oriental, obtendo
conquistas como helenísticos da macedônia, da Siría e do Egito
•Crescimento dos escravos de 600 mil para 3 milhões
•Houve riquezas para Roma, com principal grupo privilégiado os
nobilitas. ( Fruto do casamento de Patrícios e Plebeus)
•Surgindo uma nova classe: Os cavaleiros ( Prestavam serviços na
cavaleria durante as guerras, cobravam impostos e atuavam como
jurados)
Rebeliões escravas
•Anos de 136 e 132 a.C. ocorreu uma revolta dos escravos na Sicília
•Proclamaram como seu rei um escravo sírio com nome de Euro
•Porém as tropas romanas conseguiram derrotar o movimento
•73 a 71 a.C aconteceu a revolta de Espártaco, na Península Itálica
que mobilizou mais de 90 mil escravos. Seu líder era Espártaco,
derrotaram várias tropas, mas acabaram vencidos e castigados.
•O maior objetivo das revoltas era liberdade pessoa dos escravos
Questão agrária
•Os Patrícios possuíam enorme concentração de terras, enquanto os plebeus haviam
uma minoria, assim, os tributos da plebe, Irmãos Tibério e Caio Graco procuravam
resolver.
•Em 133 a.C houve a aprovação da Lex Sempronia Agraria Por Tibério ( Lei que limitava
o tamanho de terra por cidadão) Aqueles que ultrapassavam com enormes terras, eram
obrigados a entregar ao estado.
•123 a.C Caio retomou a lei, aumentando a participação dos plebes na administração do
Estado
•Conseguindo aprovar também a Lei Frumentária Abaixando o preço do trigo para os
cidadãos.
•Os choques para os Patrícios, resultaram na morte do tributo e de seus seguidores.
Crise e Fim da República
Disputa entre os generais e os comandantes plebeus do grupo dos calaveiros,
Mário e Sila ascenderam ao poder.
Criação do triunvirados (Governo de 3 pessoas, onde estabeleciam entre si uma
aliança político-militar)
O Primeiro Triunvirado foi composto por: Pompeu, Crasso e Júlio César. Crasso
morre em batalha, Golpe do Senado tira Júlio, Júlio volta, ao ser adorado pela a
população, Pompeu foge ...
O segundo triunvirado foi composto por: Marcos Antônio , Lépido e Otávio, Marcos
rompe com Otávio, Otávio se revolta, derrotando Marcos na guerra do accio. É
Proclamado o imperador Otávio Augusto(Divino)
FIM DA REPÚBICA
Ascensão e queda do Império
( 27 a.C- 476 d. C. )
Recebeu o título de Augusto (foi cultuado como um deus)
Conquista um poder maior que o do Senado e dos demais magistrados
Intercambio cultural e comercial no império
Período foi reconhecido como PAX ROMANA(Paz romana)
Morte de Augusto resultou ao Alto império, 4 governantes Calígula ,Nero
e Cômodo.
Desagregação do Império
Romano
Baixo império foram as mudanças de Roma, no século III, Uma forte crise
afetou Roma. Guerra entre Senado e chefes militares
Aumento de contingentes militares, despesas ao estado, desvalorização da
moeda e altos preços.
Colato : importação de mão de obra estrangeira , Pela crise na mão de obra
Houve o processo de Ruralização
O Imperador Diocleciano criou a Tetrarquia, Agustos :Ocidental (região pobre)
Cézar: Oriental ( Região próspera)
Sucessor de Augusto, Constantino. Transferiu a capital do império romano para
a antiga colônia grega de Bizâncio.
Nascimento e expansão do
cristianismo
Segundos estudos, Aos 30 anos, Jesus formou um grupo de seguidores (Apóstolos)
Iniciando pregações . Jesus foi visto como rebelde e condenado a morte. Após sua
morte, o cristianismo difundiu-se pelo império romano.
Ao pessoas não acreditar na religião do rei, durante o império de Nero os cristãos foram
perseguidos.
Até o século IV tiveram fortes perseguições.
Em 313, o imperador Constantino publicou o Edito de Milão, obtendo liberdade de culto
e da crença.
Símbolo foi um escudo dos seus soldados, vencendo batalhas.
Em 380, o imperador Teodósio tornou o cristianismo, a região oficial do Estado romano.
Queda de Roma
Problemas econômicos, falta de mão de obra, crise militar, ameaçar de
povos bárbaros, evolução do cristianismo.. Levaram á uma enorme crise
Imperador Teodósio fez uma divisão:
Império romano do Oriente (Capital em Canstantinopla)
Império Romano do Ocidental (Mediado em revena, depois em milão)
Porém não foi o bastante para amenizar a crise
Em 476, invasores germânicos depuseram Rômulo Augusto( ultimo
soberano de Roma)
Assim o império do oriente se manteve durante centenas de anos,
vivendo uma era de grande esplendor.
Cultura de Roma
Cultuavam o Politeísmo, Baseados nos cultos dos antepassados e aos
deuses da cidade.
O Panteão incorporou deuses e cultos de origem grega e oriental
,cultuavam também o imperador.
Grande desenvolvimento na arquitetura (Construção de estradas, pontes,
represas e aquedutos)
Criatividade romana na arquitetura ( arcos de triunfo, Obeliscos, passeios
e jardins)
O Latim era a língua oficial da Roma
Cotidiano em Roma
400 quarteirões, onde viviam aproximadamente 1 milhão de pessoas
A estrutura da Roma era um caos: ruas sinuosas , estreitas e sujas.
Lugar mais importante da Roma era o Fórum ( Tratavam da
administração, religião e o comercio)
O Comício era o lugar onde os cidadãos elegiam os magistrados
As elites moravam nas colinas (Casas amplas e confortáveis, água
encanada, rede de esgotos e sala de banhos) Os pobres viviam em
apartamentos de 6 andares, com riscos de desabamento e incêndio.
Circo Máximo
Havia variedades de entretenimentos para
moradores e visitantes.
O maior lugar era o Circo Máximo que no
século II a.C., tornou-se palco de grandes
jogos, corridas de bigas e festivais com
capacidade de receber 150 mil
espectadores.
Coliseu
Anfiteatro Flaviano conhecido como Coliseu
É um dos maiores exemplos da arquitetura romana.
O Coliseu de Roma foi construído no século I, sua construção teve início no governo do
imperador Vespasiano e foi concluído quando Tito, seu filho, estava no poder.
Na sua inalguração, Foram realizados 100 dias de jogos nas arenas.
As atrações incluíam: execuções de cristãos, batalhas navais, combates de gladiadores,
lutas e caça de animais, dentre outros.
No século V, Roma foi atingida por um terremoto que afetou a estrutura do local. Porém
depois foi restaurado.
Séculos depois, ele foi usado como base militar. Durante a Renascença (a partir do
século XV) o local foi diversas vezes saqueado
Educação, em relação a
camada social e o sexo.
Meninos:
Das camadas superiores, aprendiam a ler e a escrever em latim e grego, adquiriam
conhecimentos de agricultura, astronomia, religião, geografia, matemática e arquitetura.
Da camada menor privilegiadas dedicavam a agricultura ou aprendiam um ofício (como
o de ferreiro ou de marceneiro)
Mulheres:
Independente da sua classe social era educadas para serem esposas e mães ( sem
participar das relações politicas)
Elas administravam a casa, os escravos e a criação dos filhos.
As mulher de camada inferior podiam trabalhar com os maridos, os administrar um
negócio.
Casamento
Era por meios dos casamentos que conseguiam ascender, como na
política, militarismo
As meninas casavam entre 12 e 14 anos, por arranjos de sua família.
Ao acontecer a separação os filhos do casal, era concedido ao PAI, ao
casar novamente, cabia á madrasta cuidar das crianças
Os casais de origem social inferior, de uma infidelidade não eram
reconhecidas, era abandonadas.
A prática de adoção era comum, até mesmo em escravos.
Religião Romana
Eram politeísta (Acreditavam em mais de um deus)
Grandes cultos, com oferendas em diversos nomes de Deuses
Em homenagem as seus deuses realizavam festas, jogos e diversas outras cerimónia
O deus lares, era de proteção dos espíritos domésticos.
Civilização bizantina
A sua origem esta ligada nas mudanças ocorridas no centro do poder administrativo.
Uma crise profunda abalar a organização social, política e econômica romana. Procuram de
amenizar a crise.
Em 395 Teodósio dividiu o império em dois: O império Romano do Ocidente e o Império
Romano do Oriente.
Oriente: deu origens a diversos reinos
Ocidente: aceleração no processo de urbanização(Fortalecendo os proprietários de terra)
Poder centralizado era a figura do imperador.
Forte presença da culta grega-romana e o cristianismo.
Houve uma enorme presença do comercio na região
O imperador era reconhecido como basileu (Representante de Deus na terra) Governava
com auxilio de burocratas.
Constantinopla, cidade
grandiosa.
No início d século XI, a capital bizantina era a mais prospera e populosa
da Europa.
Mesmo os lugares mais pobres da região tinham acesso á água
canalizada e o esgoto era desviado para o mar ( Por meio de uma
drenagem subterrânea)
A Igreja ofereciam várias oportunidades aos filhos de aristocratas . As
crianças tinham oportunidade de frequentar a escola, com estudos
avançados como filosofia e conhecimentos gerais de matemática,
geometria, música e astronomia.
Roma atualmente
Atualmente, Roma conta com um impressionante centro
histórico que reflete seu passado. Caminhando pela cidade é
possível encontrar ruínas da Roma Antiga, da Idade Média,
palácios renascentistas, praças, fontes e igrejas barrocas e
muitos exemplos de estilos artísticos do século XIX e XX.
Como capital da Itália, Roma tem a maior parte dos edifícios
políticos do país. A população cresceu de forma exponencial e
atualmente conta com cerca de 2,8 milhões de habitantes.
Legado Romano
Direito: os romanos desenvolveram várias leis ;
Língua: a língua falada e escrita derivou-se do Latim;
Números romanos: os números romanos (I, V, X,L ,C,D, e M) são muito
usados ao nos referimos a antiguidade ;
Arquitetura e Engenharia: desenvolveram várias técnicas na construção
de templos, palácios, estádios, aquedutos, anfiteatros e prédios públicos,
além de várias estradas;
Artes plásticas: influenciados pela Grécia Antiga que estudavam a
reprodução do corpo humano e os elementos da natureza, além do
realismo nas estruturas e pinturas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Arte Romana
Arte RomanaArte Romana
Arte Romana
 
Roma Antiga - 6ºAno
Roma Antiga - 6ºAno Roma Antiga - 6ºAno
Roma Antiga - 6ºAno
 
A queda do império romano
A queda do império romanoA queda do império romano
A queda do império romano
 
Roma Antiga
Roma AntigaRoma Antiga
Roma Antiga
 
Grécia Antiga - PAS
Grécia Antiga - PASGrécia Antiga - PAS
Grécia Antiga - PAS
 
14 cultura romana
14   cultura romana14   cultura romana
14 cultura romana
 
Roma Antiga
Roma AntigaRoma Antiga
Roma Antiga
 
1 invasões bárbaras
1 invasões bárbaras1 invasões bárbaras
1 invasões bárbaras
 
Roma Antiga
Roma AntigaRoma Antiga
Roma Antiga
 
Povos bárbaros
Povos bárbarosPovos bárbaros
Povos bárbaros
 
Império Romano
Império RomanoImpério Romano
Império Romano
 
Primeiras Civilizações - Civilização Grega
Primeiras Civilizações - Civilização GregaPrimeiras Civilizações - Civilização Grega
Primeiras Civilizações - Civilização Grega
 
Civilização Grega
Civilização GregaCivilização Grega
Civilização Grega
 
Grecia geral
Grecia geralGrecia geral
Grecia geral
 
Baixa idade média
Baixa idade médiaBaixa idade média
Baixa idade média
 
Romanos monarquia e república
Romanos   monarquia e repúblicaRomanos   monarquia e república
Romanos monarquia e república
 
Revisão 6º ano ASSUNTO : Roma Antiga
Revisão 6º ano ASSUNTO : Roma AntigaRevisão 6º ano ASSUNTO : Roma Antiga
Revisão 6º ano ASSUNTO : Roma Antiga
 
1° ano - Grécia Antiga
1° ano -  Grécia Antiga1° ano -  Grécia Antiga
1° ano - Grécia Antiga
 
Feudalismo
FeudalismoFeudalismo
Feudalismo
 
A Idade Moderna
A Idade ModernaA Idade Moderna
A Idade Moderna
 

Semelhante a Roma antiga 2 (20)

Roma
RomaRoma
Roma
 
Roma antiga resumo
Roma antiga resumoRoma antiga resumo
Roma antiga resumo
 
Capítulo 9 - Roma Antiga
Capítulo 9 - Roma AntigaCapítulo 9 - Roma Antiga
Capítulo 9 - Roma Antiga
 
Roma Antiga - Antiguidade Clássica II
Roma Antiga - Antiguidade Clássica IIRoma Antiga - Antiguidade Clássica II
Roma Antiga - Antiguidade Clássica II
 
gastronomia
gastronomiagastronomia
gastronomia
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
ROMA ANTIGA.pdf
ROMA ANTIGA.pdfROMA ANTIGA.pdf
ROMA ANTIGA.pdf
 
Aula 03 roma
Aula 03   romaAula 03   roma
Aula 03 roma
 
Antiguidade clássica roma 7ano
Antiguidade clássica roma 7anoAntiguidade clássica roma 7ano
Antiguidade clássica roma 7ano
 
A Civilização Romana
A Civilização RomanaA Civilização Romana
A Civilização Romana
 
Roma 2020
Roma 2020Roma 2020
Roma 2020
 
Roma 2020
Roma 2020Roma 2020
Roma 2020
 
Roma prof. andre teixeira
Roma prof. andre teixeiraRoma prof. andre teixeira
Roma prof. andre teixeira
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
Módulo 2 contextualização
Módulo 2   contextualizaçãoMódulo 2   contextualização
Módulo 2 contextualização
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
4
44
4
 
ImpéRio Romano Blog
ImpéRio Romano BlogImpéRio Romano Blog
ImpéRio Romano Blog
 
ImpéRio Romano Blog
ImpéRio Romano BlogImpéRio Romano Blog
ImpéRio Romano Blog
 

Último

MAPA MENTAL Oab 40 DIREITO FILOSOFIA DO DIREITO
MAPA MENTAL Oab 40 DIREITO FILOSOFIA DO DIREITOMAPA MENTAL Oab 40 DIREITO FILOSOFIA DO DIREITO
MAPA MENTAL Oab 40 DIREITO FILOSOFIA DO DIREITOLuanReisfp
 
Modelo de Avaliação da Deficiência no Brasil
Modelo de Avaliação da Deficiência no BrasilModelo de Avaliação da Deficiência no Brasil
Modelo de Avaliação da Deficiência no Brasilsandro361638
 
[Modelo] Regimento Interno de Igreja - Fábio Peres da Silva
[Modelo] Regimento Interno de Igreja - Fábio Peres da Silva[Modelo] Regimento Interno de Igreja - Fábio Peres da Silva
[Modelo] Regimento Interno de Igreja - Fábio Peres da SilvaFábio Peres
 
Efeito doença nas férias na Administração Pública
Efeito doença nas férias na Administração PúblicaEfeito doença nas férias na Administração Pública
Efeito doença nas férias na Administração Públicaapseabra
 
[Modelo] Igreja Evangélica - Ata de fundação, aprovação de estatuto e eleição...
[Modelo] Igreja Evangélica - Ata de fundação, aprovação de estatuto e eleição...[Modelo] Igreja Evangélica - Ata de fundação, aprovação de estatuto e eleição...
[Modelo] Igreja Evangélica - Ata de fundação, aprovação de estatuto e eleição...Fábio Peres
 
PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...SimoneDrumondIschkan
 

Último (6)

MAPA MENTAL Oab 40 DIREITO FILOSOFIA DO DIREITO
MAPA MENTAL Oab 40 DIREITO FILOSOFIA DO DIREITOMAPA MENTAL Oab 40 DIREITO FILOSOFIA DO DIREITO
MAPA MENTAL Oab 40 DIREITO FILOSOFIA DO DIREITO
 
Modelo de Avaliação da Deficiência no Brasil
Modelo de Avaliação da Deficiência no BrasilModelo de Avaliação da Deficiência no Brasil
Modelo de Avaliação da Deficiência no Brasil
 
[Modelo] Regimento Interno de Igreja - Fábio Peres da Silva
[Modelo] Regimento Interno de Igreja - Fábio Peres da Silva[Modelo] Regimento Interno de Igreja - Fábio Peres da Silva
[Modelo] Regimento Interno de Igreja - Fábio Peres da Silva
 
Efeito doença nas férias na Administração Pública
Efeito doença nas férias na Administração PúblicaEfeito doença nas férias na Administração Pública
Efeito doença nas férias na Administração Pública
 
[Modelo] Igreja Evangélica - Ata de fundação, aprovação de estatuto e eleição...
[Modelo] Igreja Evangélica - Ata de fundação, aprovação de estatuto e eleição...[Modelo] Igreja Evangélica - Ata de fundação, aprovação de estatuto e eleição...
[Modelo] Igreja Evangélica - Ata de fundação, aprovação de estatuto e eleição...
 
PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
 

Roma antiga 2

  • 1. Roma Antiga ALUNOS(AS): KAROLINE, LUCAS, ISABELA M., ALICE, WILKER, KLEBER, MARIA LUIZA
  • 2. Localização.. •A cidade de Roma situa-se no centro da Península Itálica; •Região mediterrânea do continente europeu; •A península tem ao norte, os ALPES, ao leste, o MAR ADRIÁTICO, ao oeste TIRRENO, e ao sul MAR MEDITÊRRANEO.
  • 3. Origem de Roma Origem histórica: Segundo historiadores, Roma se originou de uma fortaleza fundadas pelos latinos para defendê-los das ameaças etruscos. Origem mitológica: Para os Roma antiga, Roma teria sido fundada por dois irmãos gêmeos, Rômulo e Remo que teriam sido abandonados e amamentados por uma loba.
  • 5. Fases de Roma Monarquia.. 753-509 a.C •7 reis ( verdadeiro, lendários ou seja latinos, etruscos ) •Eram subdivididos Patrícios ( ricos proprietários) Clientes ( Famílias patrícias, ganhavam terras em troca de serviços) Plebeus ( Camponeses, artesãos, pequenos proprietários e comerciantes. Livres, sem direito politico, altos impostos) e os Escravos(Capturados em guerras ou através de dívidas) •Política: Reis (Poder executivo, era eleito) Senado (Poder legislativo, Patrícios) Assembleia dos cúrias: Patrícios avaliavam as leis •Após conflito entre etrusco e latinos, além de um golpe do senado Tárquinio, o Suberbo foge, assim o senado proclama o república romana.
  • 6. República (509-27 a.C.) •Res + pública = “Coisas de todos” •Senado composto por Patrícios, no lugar do rei •Com 300 membros vitalícios ( anciões da aristocracia ) •Inicio de uma expansão territorial •Assembleia Centuriata : eleger magistrados •Magistraturas: Cônsules (poder executivo) Pretores ( justiça) Censores ( conduta moral e censo ) Edis (Abastecimento, policiamento e conservação) Questores ( dinheiro público) Tribunos da plebe ( vetar leis prejudiciais aos plebeus)
  • 7. Conflitos entre patrícios e plebeus A maior revolta foi a questão fundiária, e os impostos cobrados dos plebeus era altos. Os plebeus exigiam o fim da escravidão por dividas, o acesso às terras conquistadas e o direito ao casamento legal com patrícios. Houve a criação dos tribunos da plebe foi as lutas dos plebeus por uma maior participação política e melhores condições de vida. Em 367 a.C., foi aprovada a Lei Licínia, que garantia a participação dos plebeus no Consulado (dois cônsules eram eleitos: um patrício e um plebeu) Essa lei colocou fim na escravização por divida Lei das Doze Tábuas. Tal medida visava transformar em leis escritas as leis que anteriormente eram transmitidas e conhecidas apenas oralmente. Em 445 a.C., pela Lei Canuleia, foi legalizado o casamento entre patrícios e plebeus.
  • 8. República imperialista. •A rivalidade entre cartagineses e Cartago resultou nas Guerras Púnicas (264 a 146 a.C) Que acabou com o fracasso de Cartago •Roma iniciou sua expansão pelo mediterrâneo Oriental, obtendo conquistas como helenísticos da macedônia, da Siría e do Egito •Crescimento dos escravos de 600 mil para 3 milhões •Houve riquezas para Roma, com principal grupo privilégiado os nobilitas. ( Fruto do casamento de Patrícios e Plebeus) •Surgindo uma nova classe: Os cavaleiros ( Prestavam serviços na cavaleria durante as guerras, cobravam impostos e atuavam como jurados)
  • 9. Rebeliões escravas •Anos de 136 e 132 a.C. ocorreu uma revolta dos escravos na Sicília •Proclamaram como seu rei um escravo sírio com nome de Euro •Porém as tropas romanas conseguiram derrotar o movimento •73 a 71 a.C aconteceu a revolta de Espártaco, na Península Itálica que mobilizou mais de 90 mil escravos. Seu líder era Espártaco, derrotaram várias tropas, mas acabaram vencidos e castigados. •O maior objetivo das revoltas era liberdade pessoa dos escravos
  • 10. Questão agrária •Os Patrícios possuíam enorme concentração de terras, enquanto os plebeus haviam uma minoria, assim, os tributos da plebe, Irmãos Tibério e Caio Graco procuravam resolver. •Em 133 a.C houve a aprovação da Lex Sempronia Agraria Por Tibério ( Lei que limitava o tamanho de terra por cidadão) Aqueles que ultrapassavam com enormes terras, eram obrigados a entregar ao estado. •123 a.C Caio retomou a lei, aumentando a participação dos plebes na administração do Estado •Conseguindo aprovar também a Lei Frumentária Abaixando o preço do trigo para os cidadãos. •Os choques para os Patrícios, resultaram na morte do tributo e de seus seguidores.
  • 11. Crise e Fim da República Disputa entre os generais e os comandantes plebeus do grupo dos calaveiros, Mário e Sila ascenderam ao poder. Criação do triunvirados (Governo de 3 pessoas, onde estabeleciam entre si uma aliança político-militar) O Primeiro Triunvirado foi composto por: Pompeu, Crasso e Júlio César. Crasso morre em batalha, Golpe do Senado tira Júlio, Júlio volta, ao ser adorado pela a população, Pompeu foge ... O segundo triunvirado foi composto por: Marcos Antônio , Lépido e Otávio, Marcos rompe com Otávio, Otávio se revolta, derrotando Marcos na guerra do accio. É Proclamado o imperador Otávio Augusto(Divino) FIM DA REPÚBICA
  • 12. Ascensão e queda do Império ( 27 a.C- 476 d. C. ) Recebeu o título de Augusto (foi cultuado como um deus) Conquista um poder maior que o do Senado e dos demais magistrados Intercambio cultural e comercial no império Período foi reconhecido como PAX ROMANA(Paz romana) Morte de Augusto resultou ao Alto império, 4 governantes Calígula ,Nero e Cômodo.
  • 13. Desagregação do Império Romano Baixo império foram as mudanças de Roma, no século III, Uma forte crise afetou Roma. Guerra entre Senado e chefes militares Aumento de contingentes militares, despesas ao estado, desvalorização da moeda e altos preços. Colato : importação de mão de obra estrangeira , Pela crise na mão de obra Houve o processo de Ruralização O Imperador Diocleciano criou a Tetrarquia, Agustos :Ocidental (região pobre) Cézar: Oriental ( Região próspera) Sucessor de Augusto, Constantino. Transferiu a capital do império romano para a antiga colônia grega de Bizâncio.
  • 14. Nascimento e expansão do cristianismo Segundos estudos, Aos 30 anos, Jesus formou um grupo de seguidores (Apóstolos) Iniciando pregações . Jesus foi visto como rebelde e condenado a morte. Após sua morte, o cristianismo difundiu-se pelo império romano. Ao pessoas não acreditar na religião do rei, durante o império de Nero os cristãos foram perseguidos. Até o século IV tiveram fortes perseguições. Em 313, o imperador Constantino publicou o Edito de Milão, obtendo liberdade de culto e da crença. Símbolo foi um escudo dos seus soldados, vencendo batalhas. Em 380, o imperador Teodósio tornou o cristianismo, a região oficial do Estado romano.
  • 15. Queda de Roma Problemas econômicos, falta de mão de obra, crise militar, ameaçar de povos bárbaros, evolução do cristianismo.. Levaram á uma enorme crise Imperador Teodósio fez uma divisão: Império romano do Oriente (Capital em Canstantinopla) Império Romano do Ocidental (Mediado em revena, depois em milão) Porém não foi o bastante para amenizar a crise Em 476, invasores germânicos depuseram Rômulo Augusto( ultimo soberano de Roma) Assim o império do oriente se manteve durante centenas de anos, vivendo uma era de grande esplendor.
  • 16. Cultura de Roma Cultuavam o Politeísmo, Baseados nos cultos dos antepassados e aos deuses da cidade. O Panteão incorporou deuses e cultos de origem grega e oriental ,cultuavam também o imperador. Grande desenvolvimento na arquitetura (Construção de estradas, pontes, represas e aquedutos) Criatividade romana na arquitetura ( arcos de triunfo, Obeliscos, passeios e jardins) O Latim era a língua oficial da Roma
  • 17. Cotidiano em Roma 400 quarteirões, onde viviam aproximadamente 1 milhão de pessoas A estrutura da Roma era um caos: ruas sinuosas , estreitas e sujas. Lugar mais importante da Roma era o Fórum ( Tratavam da administração, religião e o comercio) O Comício era o lugar onde os cidadãos elegiam os magistrados As elites moravam nas colinas (Casas amplas e confortáveis, água encanada, rede de esgotos e sala de banhos) Os pobres viviam em apartamentos de 6 andares, com riscos de desabamento e incêndio.
  • 18.
  • 19.
  • 20. Circo Máximo Havia variedades de entretenimentos para moradores e visitantes. O maior lugar era o Circo Máximo que no século II a.C., tornou-se palco de grandes jogos, corridas de bigas e festivais com capacidade de receber 150 mil espectadores.
  • 21. Coliseu Anfiteatro Flaviano conhecido como Coliseu É um dos maiores exemplos da arquitetura romana. O Coliseu de Roma foi construído no século I, sua construção teve início no governo do imperador Vespasiano e foi concluído quando Tito, seu filho, estava no poder. Na sua inalguração, Foram realizados 100 dias de jogos nas arenas. As atrações incluíam: execuções de cristãos, batalhas navais, combates de gladiadores, lutas e caça de animais, dentre outros. No século V, Roma foi atingida por um terremoto que afetou a estrutura do local. Porém depois foi restaurado. Séculos depois, ele foi usado como base militar. Durante a Renascença (a partir do século XV) o local foi diversas vezes saqueado
  • 22.
  • 23. Educação, em relação a camada social e o sexo. Meninos: Das camadas superiores, aprendiam a ler e a escrever em latim e grego, adquiriam conhecimentos de agricultura, astronomia, religião, geografia, matemática e arquitetura. Da camada menor privilegiadas dedicavam a agricultura ou aprendiam um ofício (como o de ferreiro ou de marceneiro) Mulheres: Independente da sua classe social era educadas para serem esposas e mães ( sem participar das relações politicas) Elas administravam a casa, os escravos e a criação dos filhos. As mulher de camada inferior podiam trabalhar com os maridos, os administrar um negócio.
  • 24. Casamento Era por meios dos casamentos que conseguiam ascender, como na política, militarismo As meninas casavam entre 12 e 14 anos, por arranjos de sua família. Ao acontecer a separação os filhos do casal, era concedido ao PAI, ao casar novamente, cabia á madrasta cuidar das crianças Os casais de origem social inferior, de uma infidelidade não eram reconhecidas, era abandonadas. A prática de adoção era comum, até mesmo em escravos.
  • 25. Religião Romana Eram politeísta (Acreditavam em mais de um deus) Grandes cultos, com oferendas em diversos nomes de Deuses Em homenagem as seus deuses realizavam festas, jogos e diversas outras cerimónia O deus lares, era de proteção dos espíritos domésticos.
  • 26. Civilização bizantina A sua origem esta ligada nas mudanças ocorridas no centro do poder administrativo. Uma crise profunda abalar a organização social, política e econômica romana. Procuram de amenizar a crise. Em 395 Teodósio dividiu o império em dois: O império Romano do Ocidente e o Império Romano do Oriente. Oriente: deu origens a diversos reinos Ocidente: aceleração no processo de urbanização(Fortalecendo os proprietários de terra) Poder centralizado era a figura do imperador. Forte presença da culta grega-romana e o cristianismo. Houve uma enorme presença do comercio na região O imperador era reconhecido como basileu (Representante de Deus na terra) Governava com auxilio de burocratas.
  • 27. Constantinopla, cidade grandiosa. No início d século XI, a capital bizantina era a mais prospera e populosa da Europa. Mesmo os lugares mais pobres da região tinham acesso á água canalizada e o esgoto era desviado para o mar ( Por meio de uma drenagem subterrânea) A Igreja ofereciam várias oportunidades aos filhos de aristocratas . As crianças tinham oportunidade de frequentar a escola, com estudos avançados como filosofia e conhecimentos gerais de matemática, geometria, música e astronomia.
  • 28. Roma atualmente Atualmente, Roma conta com um impressionante centro histórico que reflete seu passado. Caminhando pela cidade é possível encontrar ruínas da Roma Antiga, da Idade Média, palácios renascentistas, praças, fontes e igrejas barrocas e muitos exemplos de estilos artísticos do século XIX e XX. Como capital da Itália, Roma tem a maior parte dos edifícios políticos do país. A população cresceu de forma exponencial e atualmente conta com cerca de 2,8 milhões de habitantes.
  • 29.
  • 30. Legado Romano Direito: os romanos desenvolveram várias leis ; Língua: a língua falada e escrita derivou-se do Latim; Números romanos: os números romanos (I, V, X,L ,C,D, e M) são muito usados ao nos referimos a antiguidade ; Arquitetura e Engenharia: desenvolveram várias técnicas na construção de templos, palácios, estádios, aquedutos, anfiteatros e prédios públicos, além de várias estradas; Artes plásticas: influenciados pela Grécia Antiga que estudavam a reprodução do corpo humano e os elementos da natureza, além do realismo nas estruturas e pinturas.