O cristianismo em roma

44.731 visualizações

Publicada em

TRabalho de alunos

Publicada em: Educação
1 comentário
14 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
44.731
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.190
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
1
Gostaram
14
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O cristianismo em roma

  1. 1. Trabalho realizado pelos alunos:Pedro Pirão nº 21Ricardo Grade nº 24Tomás Martinho nº 29António Gonçalves nº 3Para a Disciplina de História do 7ºE
  2. 2. Origem do Cristianismo O Cristianismo surgiu na Palestina, região sob o domínio romano desde 64 a.C. Tem como origem a tradição judaica de crença na vinda de um Messias, o salvador, o filho de Deus, cuja vinda seria uma bênção para todos aqueles que acreditassem nele.
  3. 3. Quem era Jesus Cristo? Jesus Cristo nasceu em Belém, na província romana da Judeia, no tempo de Octávio Augusto. Foi o fundador de uma nova religião - o Cristianismo. Jesus começou a pregar com 30 anos, por toda a Judeia. Jesus dirigiu a sua mensagem a toda a Humanidade, o que não agradou aos judeus. Os judeus não O reconheceram como o Messias -Salvador dos Judeus-, pois esperavam que a sua mensagem se destinasse ao engrandecimento de Israel.
  4. 4. Quem era Jesus Cristo? Jesus Cristo foi acusado de ser um agitador e, aos 33 anos, foi condenado à morte pelo Sinédrio, Grande Conselho Judaico. A sentença foi confirmada pelo governador romano Pôncio Pilatos e Jesus Cristo foi crucificado em Jerusalém, no Monte Calvário.
  5. 5. Uma nova religião Jesus propôs uma nova religião, baseada no amor, no respeito pelo próximo, na prática do bem, na igualdade entre todos os seres humanos, na existência de um Deus único, de natureza espiritual. Inicialmente esta religião foi aceite pelos romanos. Após a morte de Jesus Cristo, a sua mensagem continuou a ser difundida pelos Apóstolos que a espalharam pelo Império.
  6. 6. A expansão do CristianismoFoi rápida e beneficiou de: Unidade política do império. Ampla rede de estradas. Descrédito da religião romana. O uso do latim em todo o império. Superioridade dos princípios cristãos que rapidamente fizeram adeptos entre os mais desprotegidos e numerosos (caso das mulheres e escravos).
  7. 7. Mensagem do Crsitianismo Era uma mensagem baseada no amor ao próximo, na igualdade, no perdão às ofensas e no desapego aos bens materiais. “Todos os Homens são irmãos! Deus criou os Homens iguais entre si!” – dizia Jesus Mas tratar um escravo como irmão???!!! - pensavam os ricos cidadãos romanos! “O nosso Deus é o Imperador!” – afirmavam esses mesmos ricos!
  8. 8. Perseguição aos cristãos Em breve esta religião entra em conflito com a religião romana, que era politeísta, com o culto ao imperador que os cristãos se recusavam a praticar e com a sociedade romana, baseada na escravatura. As perseguições aos cristãos passam por períodos mais ou menos violentos. Com os imperadores Domiciano (81/96), Adriano (117/138) e Diocleciano (284/305) foram particularmente violentas.
  9. 9. Perseguição aos cristãos Túneis e galerias, escavadas no subsolo, onde os cristãos praticavam o culto, e sepultavam os mortos segundo os rituais cristãos.
  10. 10. Como se organizavam os cristãosDuramente perseguidos, os cristãos tiveram de criar uma estrutura bastante sólida de organização como forma de sobreviver. No plano local, os presbíteros atendiam às necessidades espirituais dos fiéis. Surgiram, posteriormente, os bispos, encarregados de comandar a actividade dos religiosos em cada província. Essa estrutura, contando ainda com os metropolitas (bispos de capitais provinciais) e patriarcas (bispos das grandes cidades), era centralizada na figura do bispo de Roma, o papa. Assim, tinham uma estrutura centralizadora e altamente organizada, capaz de manter a coesão entre os fiéis e entre o próprio clero
  11. 11. Como resistiam os cristãosAs perseguições acabaram por fortalecer o Cristianismo. Seus adeptos uniram-se, aceitando o martírio sem hesitação, na certeza da salvação, e seu exemplo fez novos e numerosos adeptos, especialmente em uma época de crise e de diminuição dos poderes públicos. Mais do que isso, o Cristianismo era a única opção de consolo espiritual para a grande massa de miseráveis que o Império produzia. Da mesma forma, a mensagem de igualdade e pacifismo - negando o caráter divino do Império -, e a própria escravidão contribuíram para a abanar as bases sociais e políticas em que se assentava o Império.
  12. 12. A Biblia O livro sagrado da religião cristã é a Bíblia, composta por Antigo e Novo Testamento. O Novo Testamento é constituído pelos Evangelhos segundo S. Lucas, S. Mateus, S. Marcos e S. João.
  13. 13. Jogo Interactivo - regras 4 grupos – cada coluna é um grupo 4 questões 1ª questão para a fila da frente e assim sucessivamente 5 minutos para responderem a cada questão
  14. 14. Questões Será que a mensagem de Jesus poderia colocar em causa a ordem social do Império Romano? Justifica a tua resposta. Aponta as condições que ajudaram na expansão do Cristianismo no Império Romano. Explica a importância de Constantino para a divulgação do Cristianismo. Explica porque foram feitas tão grandes perseguições aos cristãos.
  15. 15. Correcção P: Será que a mensagem de Jesus poderia colocar em causa a ordem social do Império Romano? Justifica a tua resposta. R: Sim. Porque a mensagem era de igualdade, mencionando que todos somos irmãos e devemos tratar-nos como tal, e no Império Romano havia uma grande diferença entre classes sociais, e a “adoração” pelo Imperador.
  16. 16. Correcção P: Aponta as condições que ajudaram na expansão do Cristianismo no Império Romano. R: As condições que ajudaram, foram as seguintes: Unidade política do império. Ampla rede de estradas. Descrédito da religião romana. O uso do latim em todo o império. Superioridade dos princípios cristãos que rapidamente fizeram adeptos entre os mais desprotegidos e numerosos (caso das mulheres e escravos).
  17. 17. Correcção P: Explica a importância de Constantino para a divulgação do Cristianismo. R: Foi Constantino que, em 313 através do Edicto de Milão, concedeu liberdade religiosa aos habitantes do Império, que assim podiam divulgar a sua mensagem sem serem perseguidos.
  18. 18. Correcção P: Explica porque foram feitas tão grandes perseguições aos cristãos. R: Porque esta nova religião era baseada no amor, no respeito pelo próximo, na prática do bem, na igualdade entre todos os seres humanos, na existência de um Deus único, de natureza espiritual. E assim o Cristianismo entrou em conflito com a religião romana, que era politeísta, com o culto ao imperador que os cristãos se recusavam a praticar e com a sociedade romana, baseada na escravatura.
  19. 19. RESUMO
  20. 20. Ficha De Trabalho
  21. 21. Correcção da Ficha de Trabalho Grupo I 1. a) Falso b) Verdadeiro c) Verdadeiro 2. judaicos // Palestina // apóstolos //universal // Constantino // Teodósio // Ocidental(S. Paulo – não entrava era um dos apóstolos de Jesus) Grupo II 1V. catacumbas // 2H. Apóstolos // 3V. Universal // 4H. Cristãos // 5V. Teodósio // 6V. Constantino // 6H. Crucificado // 7H. Biblia // 8V. língua

×