Test Drive CURSO DE DEMÊNCIAS

11.693 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Test Drive CURSO DE DEMÊNCIAS

  1. 1. CURSO PARA PROFISSIONAIS E CUIDADORES DE IDOSOS COM DEMÊNCIA Associação Brasileira de Alzheimer REGIONAL MG Márcio F. Borges – Geriatra
  2. 2. PLANO DE CURSO 1- Noções sobre envelhecimento 2- Demência e doença de Alzheimer 3- Rotinas para o idoso com demência 4- Comunicando-se melhor com o idoso 5- Problemas de comportamento 6- Dilemas éticos 7- Familiar e cuidador: cuidando de quem cuida <ul><li>O curso é composto de 7 aulas: </li></ul>
  3. 3. PLANO DE CURSO Objetivo geral do curso: apresentar orientações para profissionais de saúde e cuidadores de idosos com demência, no sentido de melhorar a qualidade de vida e o convívio na residência ou em instituições asilares.
  4. 4. <ul><li>Objetivos específicos: </li></ul><ul><ul><li>estudar o envelhecimento </li></ul></ul><ul><ul><li>ter noções sobre demências </li></ul></ul><ul><ul><li>ter noções sobre a doença de Alzheimer </li></ul></ul><ul><ul><li>entender as conseqüências da demência no idoso </li></ul></ul><ul><ul><li>identificar as necessidades do idoso demenciado </li></ul></ul><ul><ul><li>comunicar-se bem com o idoso demenciado </li></ul></ul><ul><ul><li>desenvolver habilidades para melhorar, no idoso, as atividades de vida diárias, para os problemas de comportamento e na promoção da saúde em geral. </li></ul></ul><ul><ul><li>prevenção de abusos e de cuidados inadequados com os idosos com demência </li></ul></ul><ul><ul><li>entender os dilemas éticos: medicamentos, hospitalização, institucionalização e direitos legais dos idosos </li></ul></ul><ul><ul><li>desenvolver com a família uma relação positiva no cuidado com este tipo de idoso </li></ul></ul><ul><ul><li>colaborar com os profissionais de saúde </li></ul></ul><ul><ul><li>entender o papel do cuidador e aprender a cuidar da própria integridade física e mental </li></ul></ul>
  5. 5. AULA 1 NOÇÕES SOBRE ENVELHECIMENTO
  6. 6. Plano de aula <ul><li>Aprender conceitos sobre: envelhecimento, gerontologia e geriatria. </li></ul><ul><li>Entender por que a população mundial e brasileira está envelhecendo. </li></ul><ul><li>Aprender noções de psicologia do envelhecimento. </li></ul><ul><li>Analisar as conseqüências econômicas e sociais que o envelhecimento acarreta. </li></ul><ul><li>Conhecer a Política Nacional do Idoso </li></ul><ul><li>Entender o que é trabalhar em equipe e o que é o termo multidisciplinar . </li></ul>
  7. 7. País jovem de cabelos brancos <ul><li>Há 30 anos atrás, o Brasil era um país com uma grande população de crianças e jovens. Éramos um país de jovens! </li></ul><ul><li>Os idosos eram em porcentagem bem menor, somente 6% de toda a população. </li></ul><ul><li>Hoje a população de idosos já passa de 9%, o que dá 15 milhões de idosos acima de 60 anos. </li></ul>
  8. 8. País jovem de cabelos brancos <ul><li>Daqui há 20 anos, ou seja, lá pelo ano 2025, teremos no Brasil um total de 32 milhões de idosos. </li></ul><ul><li>De 9% em 2000, passarão para 15% da população brasileira! </li></ul><ul><li>Exemplificando melhor: </li></ul><ul><li>1970: 4,7 MILHÕES DE IDOSOS (6,4%) </li></ul><ul><li>2000: 15 MILHÕES DE IDOSOS (9%) </li></ul><ul><li>2020-2025: 32 MILHÕES DE IDOSOS (15%) </li></ul>
  9. 10. Como definimos o idoso hoje
  10. 11. O envelhecimento é feminino
  11. 12. Principais características do envelhecimento físico normal <ul><li>Após 50 anos, o peso do corpo pode se estacionar ou diminuir, pois ocorre redução da massa dos órgãos em geral. </li></ul><ul><li>Também após 40 anos, nossa estatura poderá reduzir 1 cm a cada década. </li></ul><ul><li>A pele perde a elasticidade, surgindo as rugas. Fica também pouco resistente, aparecendo mais facilmente feridas e presença de bolhas. </li></ul><ul><li>A capacidade de regulação corporal pela pele está afetada. O idoso pode não se agasalhar bem, na época do frio, ocasionando infecções respiratórias. </li></ul><ul><li>Durante o verão, o idoso não percebe a perda de água pela pele (pouca sudorese), bem como, não ingere líquidos suficientemente, o que pode acarretar desidratação. </li></ul><ul><li>Os músculos, desde que bem exercitados, podem manter a força e a tonicidade. Porém, é na terceira idade que a falta de exercícios e a imobilidade podem gerar atrofia e perda da capacidade motora, piorando a locomoção e os movimentos gerais. </li></ul>
  12. 13. Principais características do envelhecimento físico normal
  13. 14. Principais características do envelhecimento físico normal
  14. 15. Principais características do envelhecimento físico normal
  15. 16. Termos ligados ao envelhecimento <ul><li>Envelhecimento: </li></ul><ul><ul><li>Processo fisiológico, ou seja, normal do corpo humano, caracterizado pelo declínio progressivo, inerente ao ser vivo que tem idade avançada. </li></ul></ul><ul><li>Geriatria: </li></ul><ul><ul><li>Ramo da medicina que cuida das pessoas acima de 60 anos. </li></ul></ul><ul><li>Gerontologia: </li></ul><ul><ul><li>Ciência que estuda o envelhecimento, suas causas e conseqüências, buscando soluções para uma melhor qualidade de vida para os idosos. </li></ul></ul><ul><li>Autonomia: </li></ul><ul><ul><li>Capacidade de decisão sobre sua própria vida, sem ajuda de outras pessoas, sem ajuda da família. </li></ul></ul><ul><li>Independência: </li></ul><ul><ul><li>capaz de desenvolver as atividades instrumentais de vida diária e de auto-cuidado sozinho. </li></ul></ul>
  16. 17. Termos ligados ao envelhecimento
  17. 18. Psicologia do Envelhecimento
  18. 19. <ul><li>Quem é o idoso? </li></ul><ul><li>Como o idoso se vê? </li></ul><ul><li>Qual é o seu papel na sociedade? </li></ul><ul><li>Qual é o sentido da sua vida? </li></ul><ul><li>Ele está satisfeito com a sua vida? </li></ul><ul><li>Sabe lidar com perdas? </li></ul><ul><li>Sabe lidar com a proximidade da própria morte? </li></ul>Psicologia do Envelhecimento
  19. 20. Psicologia do Envelhecimento
  20. 21. <ul><li>Pontos principais da psicologia do envelhecimento: </li></ul><ul><ul><li>Está relacionada com toda vida do idoso, ou seja, o que ele é hoje, é resultado de toda uma vida, de todos os anos vividos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Uma visão realista, otimista e saudável perante aos problemas traz tranqüilidade e segurança na velhice. </li></ul></ul><ul><ul><li>Já uma postura de rigidez, pessimismo e insatisfação na idade jovem e adulta, traz sintomas de insegurança, ansiedade e uma visão negativa da velhice. </li></ul></ul>Psicologia do Envelhecimento
  21. 22. Psicologia do Envelhecimento
  22. 23. Conseqüências econômicas e sociais do envelhecimento
  23. 24. <ul><ul><li>Conseqüências econômicas: </li></ul></ul><ul><ul><ul><li>Com a população idosa em constante crescimento, temos maior gasto com o quesito saúde. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Atualmente, os idosos são responsáveis por 30 a 35% de tudo que se gasta em tratamento de doenças e prevenção da saúde. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Com o aumento da população idosa, como a sociedade brasileira resolverá o problema da previdência social? Quem pagará esta conta? </li></ul></ul></ul>Conseqüências econômicas e sociais do envelhecimento
  24. 25. Conseqüências econômicas e sociais do envelhecimento
  25. 26. Conseqüências econômicas e sociais do envelhecimento
  26. 27. Política Nacional do Idoso <ul><li>Foi regulamentada através do decreto no.1948, de 3 de julho de 1996 </li></ul><ul><li>É considerada um grande avanço, por ser o primeiro passo, em nível federal, de fazer valer os direitos dos idosos. </li></ul><ul><li>São tomados vários tipos de providências: </li></ul><ul><ul><li>Incluir a geriatria como especialidade clínica nos serviços de saúde, capacitando os profissionais de saúde para o atendimento ao idoso </li></ul></ul><ul><ul><li>Eliminar barreiras arquitetônicas para o idoso </li></ul></ul><ul><ul><li>Garantir ao idoso a assistência à saúde integral </li></ul></ul><ul><ul><li>Dar atendimento preferencial ao idoso no INSS </li></ul></ul><ul><ul><li>Dar atendimento preferencial ao idoso perante a justiça </li></ul></ul><ul><ul><li>E várias outras providências </li></ul></ul><ul><li>A cobrança dos idosos, principalmente nas cidades, é que fará com que este decreto realmente funcione! </li></ul>
  27. 28. <ul><li>Lei nº 10.741, de 2003 – promulgada com o título de ESTATUTO DO IDOSO </li></ul><ul><li>destinada a regulamentar os direitos assegurados às pessoas com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos. </li></ul><ul><li>Autor do projeto: Senador Paulo Paim </li></ul>ESTATUTO DO IDOSO
  28. 29. ESTATUTO DO IDOSO
  29. 30. <ul><li>Priorização do atendimento ao idoso por meio de sua própria família, em detrimento do atendimento asilar, à exceção dos idosos sem condições que garantam sua própria sobrevivência; </li></ul><ul><li>Capacitação e reciclagem dos recursos humanos nas áreas de geriatria e gerontologia e na prestação de serviços; </li></ul><ul><li>Implementação de sistema de informações que permita a divulgação da política, dos serviços oferecidos, dos planos, programas e projetos em cada nível de governo; </li></ul><ul><li>Estabelecimento de mecanismos que favoreçam a divulgação de informações de caráter educativo sobre os aspectos biopsicossociais do envelhecimento; </li></ul><ul><li>Garantia de atendimento prioritário ao idoso nos órgãos públicos e privados prestadores de serviços à população; </li></ul><ul><li>Vedação da permanência de portadores de doenças que necessitem de assistência médica ou de enfermagem permanente em instituições asilares de caráter social. </li></ul>ESTATUTO DO IDOSO
  30. 31. ESTATUTO DO IDOSO
  31. 32. Trabalhar em Equipe
  32. 33. Trabalhar em Equipe
  33. 34. Teste da aula 1 <ul><li>1- Qual é atualmente e qual será a população brasileira de idosos em 2025? </li></ul><ul><ul><li>10 milhões - 40 milhões </li></ul></ul><ul><ul><li>08 milhões - 20 milhões </li></ul></ul><ul><ul><li>15 milhões - 32 milhões </li></ul></ul><ul><ul><li>10 milhões - 50 milhões </li></ul></ul><ul><ul><li>03 milhões - 10 milhões </li></ul></ul>
  34. 35. Teste da aula 1
  35. 36. Teste da aula 1
  36. 37. Teste da aula 1
  37. 38. Teste da aula 1

×