SlideShare uma empresa Scribd logo
MULTIMÉDIA DIGITAL
Oficina Mulltimédia B
12º ano
MULTIMÉDIA DIGITAL
O que é o digital?
O Digital é um processo de transformação da comunicação através
de formulas matemáticas codificadas em zeros e uns.
Este processo tem como base a circulação da corrente eléctrica:
Zero – circuito fechado, a informação não passa
Um – circuito aberto, a informação passa.
MULTIMÉDIA DIGITAL
O Multimédia digital (e a Arte Digital) tem as suas raízes nas
experiências de rotura com a arte tradicional dos anos 20,
nomeadamente as do Dadaismo e Surrealismo.
Um dos autores principais desta rotura
foi MarcelDuchamp, que revolucionou o
conceito daquilo que é a arte, com o
ReadyMade e as primeiras experiências
de Arte Postal.
Rendezvous of 6 February, Marcel Duchamp, 1916
MULTIMÉDIA DIGITAL
Na Bauhaus e no Futurismo também se desenvolveram algumas
experiências que marcaram as gerações futuras na forma de fazer e
produzir a arte.
LasloMoholyNagy, professor da
Bauhaus, realizou as
telephonepictures, nas quais o autor
transmitia por telefone a outra pessoa
instruções de como deveria executar a
pintura.
Telephone picture EM.3, Lazlo Moholy Nagy, 1922
MULTIMÉDIA DIGITAL
Similar procedimento foi realizado por Sol Lewitt, nos anos 60, ao
entregar a um coleccionador, uma folha de papel com as instruções
de como a obra deveria ser pintada numa parede.
Wall Drawing, Sol Lewitt, 1972
MULTIMÉDIA DIGITAL
Para além das transgressões às formas artísticas tradicionais, o
desenvolvimento da tecnologia também foi fundamental para o
aproximar da arte do multimédia.
Magnet TV, Nam June Paik, 1960
O Principal desenvolvimento
que abalou os cânones da
representação foi a fotografia,
logo seguida do cinema, do
rádio e da Televisão.
Um dos pioneiros da
exploração da tecnologia
enquanto forma de expressão
artística foi NamJunePaik,
considerado hoje o Pai da
Video Arte.
MULTIMÉDIA DIGITAL
O aparecimento da Internet não passou despercebido ao mundo da
arte, que imediatamente a assimilou, tendo as primeiras obras
digitais aparecido por volta dos anos 80 <netarthistory>.
Visitor's Guide to London, Heat Bounting, 1995

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Conceitos básicos de multimédia
Conceitos básicos de multimédiaConceitos básicos de multimédia
Conceitos básicos de multimédia
Brunopduarte
 
Arte digital
Arte digitalArte digital
Arte digital
Agostinho
 
Barroco Europeu
Barroco EuropeuBarroco Europeu
Barroco Europeu
matheuslw
 
Amadeo Souza Cardoso
Amadeo Souza CardosoAmadeo Souza Cardoso
Amadeo Souza Cardoso
AVEZUDES
 
Intro Multimedia
Intro MultimediaIntro Multimedia
Intro Multimedia
dribas
 
Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual
Ana Barreiros
 

Mais procurados (20)

HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte Acontecimento
HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte AcontecimentoHCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte Acontecimento
HCA 11º, Espaço Virtual, Pintura e Arte Acontecimento
 
Cubismo, Abstraccionismo, Futurismo e Surrealismo
Cubismo, Abstraccionismo, Futurismo e SurrealismoCubismo, Abstraccionismo, Futurismo e Surrealismo
Cubismo, Abstraccionismo, Futurismo e Surrealismo
 
Conceitos básicos de multimédia
Conceitos básicos de multimédiaConceitos básicos de multimédia
Conceitos básicos de multimédia
 
Arte contemporanea
Arte contemporaneaArte contemporanea
Arte contemporanea
 
Arte digital
Arte digitalArte digital
Arte digital
 
Op art
Op artOp art
Op art
 
Barroco Europeu
Barroco EuropeuBarroco Europeu
Barroco Europeu
 
Pós modernismo
Pós modernismoPós modernismo
Pós modernismo
 
Andy Warhol
Andy WarholAndy Warhol
Andy Warhol
 
Pre-produção AV - Guiões Literários, Técnicos e Storyboard
Pre-produção AV - Guiões Literários, Técnicos e StoryboardPre-produção AV - Guiões Literários, Técnicos e Storyboard
Pre-produção AV - Guiões Literários, Técnicos e Storyboard
 
Bauhaus
BauhausBauhaus
Bauhaus
 
4. Montagem e continuidade
4. Montagem e continuidade4. Montagem e continuidade
4. Montagem e continuidade
 
Expressionismo
ExpressionismoExpressionismo
Expressionismo
 
Guernica
GuernicaGuernica
Guernica
 
Art Deco
Art DecoArt Deco
Art Deco
 
Ebook aprendaadesenhardozero
Ebook aprendaadesenhardozeroEbook aprendaadesenhardozero
Ebook aprendaadesenhardozero
 
Amadeo Souza Cardoso
Amadeo Souza CardosoAmadeo Souza Cardoso
Amadeo Souza Cardoso
 
Intro Multimedia
Intro MultimediaIntro Multimedia
Intro Multimedia
 
Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual Cultura do espaço virtual
Cultura do espaço virtual
 
Rococó, HCA 11º
Rococó, HCA 11ºRococó, HCA 11º
Rococó, HCA 11º
 

Semelhante a Multimédia Digital

Formação Continuada em Arte e Mídia/Web Art
Formação Continuada em Arte e Mídia/Web ArtFormação Continuada em Arte e Mídia/Web Art
Formação Continuada em Arte e Mídia/Web Art
Luciana Estivalet
 
Arte tecnologia brasil_itaucultural
Arte tecnologia brasil_itauculturalArte tecnologia brasil_itaucultural
Arte tecnologia brasil_itaucultural
Venise Melo
 
Clc 5 – cultura, comunicação e media 1
Clc 5 – cultura, comunicação e media 1Clc 5 – cultura, comunicação e media 1
Clc 5 – cultura, comunicação e media 1
suzymusa
 
Aula 02 arte digital
Aula 02 arte digitalAula 02 arte digital
Aula 02 arte digital
Venise Melo
 
04 novas tecnologias
04 novas tecnologias04 novas tecnologias
04 novas tecnologias
danimateus
 
Trabalho de história das artes contemporâneas- Arte Eletrónica, Digital e Fluxus
Trabalho de história das artes contemporâneas- Arte Eletrónica, Digital e FluxusTrabalho de história das artes contemporâneas- Arte Eletrónica, Digital e Fluxus
Trabalho de história das artes contemporâneas- Arte Eletrónica, Digital e Fluxus
luisevan
 
Trabalho de história das artes contemporâneas-Arte Eletrónica, digital e Fluxus
Trabalho de história das artes contemporâneas-Arte Eletrónica, digital e FluxusTrabalho de história das artes contemporâneas-Arte Eletrónica, digital e Fluxus
Trabalho de história das artes contemporâneas-Arte Eletrónica, digital e Fluxus
luisevan
 
Trabalho de história das artes contemporâneas
Trabalho de história das artes contemporâneasTrabalho de história das artes contemporâneas
Trabalho de história das artes contemporâneas
luisevan
 
Trabalho de história das artes contemporâneas
Trabalho de história das artes contemporâneasTrabalho de história das artes contemporâneas
Trabalho de história das artes contemporâneas
luisevan
 

Semelhante a Multimédia Digital (20)

Formação Continuada em Arte e Mídia/Web Art
Formação Continuada em Arte e Mídia/Web ArtFormação Continuada em Arte e Mídia/Web Art
Formação Continuada em Arte e Mídia/Web Art
 
Arte tecnologia brasil_itaucultural
Arte tecnologia brasil_itauculturalArte tecnologia brasil_itaucultural
Arte tecnologia brasil_itaucultural
 
Fluxus grupo
Fluxus grupoFluxus grupo
Fluxus grupo
 
11 arte contemporanea
11 arte contemporanea11 arte contemporanea
11 arte contemporanea
 
Clc 5 – cultura, comunicação e media 1
Clc 5 – cultura, comunicação e media 1Clc 5 – cultura, comunicação e media 1
Clc 5 – cultura, comunicação e media 1
 
Aula 02 arte digital
Aula 02 arte digitalAula 02 arte digital
Aula 02 arte digital
 
Antecedentes da arte eletrônica
Antecedentes da arte eletrônicaAntecedentes da arte eletrônica
Antecedentes da arte eletrônica
 
Midia art
Midia artMidia art
Midia art
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
fluxus
fluxusfluxus
fluxus
 
Pré modernismo europeu - vienense
Pré modernismo europeu - vienensePré modernismo europeu - vienense
Pré modernismo europeu - vienense
 
04 novas tecnologias
04 novas tecnologias04 novas tecnologias
04 novas tecnologias
 
Arte eletrónic
Arte eletrónicArte eletrónic
Arte eletrónic
 
Arte e tecnologia
Arte e tecnologiaArte e tecnologia
Arte e tecnologia
 
Arte eletrónica
Arte eletrónicaArte eletrónica
Arte eletrónica
 
Trabalho de história das artes contemporâneas- Arte Eletrónica, Digital e Fluxus
Trabalho de história das artes contemporâneas- Arte Eletrónica, Digital e FluxusTrabalho de história das artes contemporâneas- Arte Eletrónica, Digital e Fluxus
Trabalho de história das artes contemporâneas- Arte Eletrónica, Digital e Fluxus
 
Trabalho de história das artes contemporâneas-Arte Eletrónica, digital e Fluxus
Trabalho de história das artes contemporâneas-Arte Eletrónica, digital e FluxusTrabalho de história das artes contemporâneas-Arte Eletrónica, digital e Fluxus
Trabalho de história das artes contemporâneas-Arte Eletrónica, digital e Fluxus
 
Trabalho de história das artes contemporâneas
Trabalho de história das artes contemporâneasTrabalho de história das artes contemporâneas
Trabalho de história das artes contemporâneas
 
Trabalho de história das artes contemporâneas
Trabalho de história das artes contemporâneasTrabalho de história das artes contemporâneas
Trabalho de história das artes contemporâneas
 
Arte eletrã³nica final
Arte eletrã³nica finalArte eletrã³nica final
Arte eletrã³nica final
 

Mais de Escola Secundária Avelar Brotero

Mais de Escola Secundária Avelar Brotero (20)

Venerália - Organização e decoração de eventos
Venerália - Organização e decoração de eventosVenerália - Organização e decoração de eventos
Venerália - Organização e decoração de eventos
 
MSH - Movimento Ser Humano
MSH -  Movimento Ser HumanoMSH -  Movimento Ser Humano
MSH - Movimento Ser Humano
 
Marilob, Artists management & prodution
Marilob, Artists management & produtionMarilob, Artists management & prodution
Marilob, Artists management & prodution
 
NYXLY, Achitecture
NYXLY, AchitectureNYXLY, Achitecture
NYXLY, Achitecture
 
Madeira House, Design de Interiores
Madeira House, Design de InterioresMadeira House, Design de Interiores
Madeira House, Design de Interiores
 
Léon, Dress Sustainably
Léon, Dress SustainablyLéon, Dress Sustainably
Léon, Dress Sustainably
 
Idyllic Nature, Agro & Ecoturismo
Idyllic Nature, Agro & EcoturismoIdyllic Nature, Agro & Ecoturismo
Idyllic Nature, Agro & Ecoturismo
 
Horus, Graphic Design
Horus, Graphic DesignHorus, Graphic Design
Horus, Graphic Design
 
Green Solutions, Arquitecture
Green Solutions, ArquitectureGreen Solutions, Arquitecture
Green Solutions, Arquitecture
 
LYNX - Design de Interiores
LYNX - Design de InterioresLYNX - Design de Interiores
LYNX - Design de Interiores
 
Sphynx Designs
Sphynx DesignsSphynx Designs
Sphynx Designs
 
Bg - Arquitecture & Design
Bg - Arquitecture &  DesignBg - Arquitecture &  Design
Bg - Arquitecture & Design
 
Venerália - Organização e decoração de eventos
Venerália - Organização e decoração de eventosVenerália - Organização e decoração de eventos
Venerália - Organização e decoração de eventos
 
MSH - Movimento Ser Humano
MSH -  Movimento Ser HumanoMSH -  Movimento Ser Humano
MSH - Movimento Ser Humano
 
Marilob, Artists management & prodution
Marilob, Artists management & produtionMarilob, Artists management & prodution
Marilob, Artists management & prodution
 
Madeira House, Design de Interiores
Madeira House, Design de InterioresMadeira House, Design de Interiores
Madeira House, Design de Interiores
 
Léon
LéonLéon
Léon
 
Idyllic Nature, Agro & Ecoturismo
Idyllic Nature, Agro & EcoturismoIdyllic Nature, Agro & Ecoturismo
Idyllic Nature, Agro & Ecoturismo
 
Horus - Graphic Designs
Horus - Graphic DesignsHorus - Graphic Designs
Horus - Graphic Designs
 
Green Solutions
Green SolutionsGreen Solutions
Green Solutions
 

Último

5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
edjailmax
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
rarakey779
 

Último (20)

Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimentoApresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
Apresentação de vocabulário fundamental em contexto de atendimento
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
Os Tempos Verbais em Inglês-tempos -dos-
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
5ca0e9_ea0307e5baa1478490e87a15cb4ee530.pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco LeiteOs Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
Os Padres de Assaré - CE. Prof. Francisco Leite
 
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptxAULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
AULA Saúde e tradição-3º Bimestre tscqv.pptx
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdfGRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
GRAMÁTICA NORMATIVA DA LÍNGUA PORTUGUESA UM GUIA COMPLETO DO IDIOMA.pdf
 

Multimédia Digital

  • 2. MULTIMÉDIA DIGITAL O que é o digital? O Digital é um processo de transformação da comunicação através de formulas matemáticas codificadas em zeros e uns. Este processo tem como base a circulação da corrente eléctrica: Zero – circuito fechado, a informação não passa Um – circuito aberto, a informação passa.
  • 3. MULTIMÉDIA DIGITAL O Multimédia digital (e a Arte Digital) tem as suas raízes nas experiências de rotura com a arte tradicional dos anos 20, nomeadamente as do Dadaismo e Surrealismo. Um dos autores principais desta rotura foi MarcelDuchamp, que revolucionou o conceito daquilo que é a arte, com o ReadyMade e as primeiras experiências de Arte Postal. Rendezvous of 6 February, Marcel Duchamp, 1916
  • 4. MULTIMÉDIA DIGITAL Na Bauhaus e no Futurismo também se desenvolveram algumas experiências que marcaram as gerações futuras na forma de fazer e produzir a arte. LasloMoholyNagy, professor da Bauhaus, realizou as telephonepictures, nas quais o autor transmitia por telefone a outra pessoa instruções de como deveria executar a pintura. Telephone picture EM.3, Lazlo Moholy Nagy, 1922
  • 5. MULTIMÉDIA DIGITAL Similar procedimento foi realizado por Sol Lewitt, nos anos 60, ao entregar a um coleccionador, uma folha de papel com as instruções de como a obra deveria ser pintada numa parede. Wall Drawing, Sol Lewitt, 1972
  • 6. MULTIMÉDIA DIGITAL Para além das transgressões às formas artísticas tradicionais, o desenvolvimento da tecnologia também foi fundamental para o aproximar da arte do multimédia. Magnet TV, Nam June Paik, 1960 O Principal desenvolvimento que abalou os cânones da representação foi a fotografia, logo seguida do cinema, do rádio e da Televisão. Um dos pioneiros da exploração da tecnologia enquanto forma de expressão artística foi NamJunePaik, considerado hoje o Pai da Video Arte.
  • 7. MULTIMÉDIA DIGITAL O aparecimento da Internet não passou despercebido ao mundo da arte, que imediatamente a assimilou, tendo as primeiras obras digitais aparecido por volta dos anos 80 <netarthistory>. Visitor's Guide to London, Heat Bounting, 1995