aspetos críticos da transição dapublicação tradicional para o sistema depublicação e gestão onlineBibliotecas da Universid...
aspetos críticos da transição da publicação tradicional parao sistema de publicação e gestão onlineBibliotecas da Universi...
aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online1.Publicações científic...
- Grande número de publicações associadas às unidades de investigação,departamentos ou redes de investigadores da Universi...
-Cenário pouco homogéneo – identificados diferentes casosCaso 1:-revista publicada em papel com edição financiada por FCT;...
-Cenário pouco homogéneo – identificados diferentes casosCaso 1:-revista com difusão internacional, indexada nas principai...
-Cenário pouco homogéneo – identificados diferentes casosCaso 1:-a plataforma de alojamento de revistas online surge como ...
-Cenário pouco homogéneo – identificados diferentes casosCaso 2:- revista nasce em ambiente digital, mas encontra-se num s...
-Cenário pouco homogéneo – identificados diferentes casosCaso 3:-revista que nasce digital, através da publicação numa pla...
-Cenário pouco homogéneo – identificados diferentes casosCaso 4-revista publicada em versão papel, e disponibilizada ao pú...
aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online2. A passagem para o am...
- nos casos em que a publicação existia já em papel: a publicação digital nãoimplica, em muitos casos, o fim da impressa;-...
- são identificadas publicações impressas em que há já a migração para umaversão digital, em página Web estática, sem desc...
- A passagem para o digital inclui, na maior parte das vezes, a preocupação deserem tratados os números retrospectivos das...
aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online3. Assumir o modelo Ace...
- No contexto académico, a opção pela disponibilização das publicações emopen access é uma decisão natural.- Aumentar o im...
- A alteração do meio de publicação implica, na maior parte dos casos aalteração do modelo de subscrição: as formas de pes...
Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sist...
Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011- as Bibliotecas da UA assumem um papel de mediação e facilitação ...
Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011- baseado em software open source OJS (Open Journal Systems) - ini...
Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011Áreas de atuação:- mediação no processo de publicação científica, ...
Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011- incentivo à disseminação da investigação em Acesso Aberto;- apoi...
Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011- controlo de qualidade e uniformização do metadados, ex.: control...
Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011- durante o processo de implementação do serviço de alojamento e d...
Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011- foi detetada uma dificuldade de implementação do fluxo editorial...
Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 20112. dificuldade no processo de auto submissão;3. tempo necessário p...
Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sist...
Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011- de forma a tornar mais flexível o processo de passagem para o me...
Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011- representam o modelo de criação e gestão da revista que pode num...
Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011Pacote A> Bibliotecas UA assumem o papel de Editor-Gestor;> Biblio...
Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011Pacote A> O workflow de depósito não segue o fluxo editorial compl...
Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011Pacote A1> Pacote A + O papel de editor de layout – design da pági...
Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011Pacote B> O workflow de depósito e o fluxo de publicação e gestão ...
Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011Pacote B> Auto submissão de artigos é realizada pelos autores;> As...
Obrigada pela atençãoQuestões?Bella Nolascobellanolasco@ua.ptDiana Silvadianasilva@ua.ptServiços de Biblioteca, Informação...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aspetos críticos da transição da publicação tradicional para o sistema de publicação e gestão online

282 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
282
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aspetos críticos da transição da publicação tradicional para o sistema de publicação e gestão online

  1. 1. aspetos críticos da transição dapublicação tradicional para o sistema depublicação e gestão onlineBibliotecas da Universidade de Aveiro21 de setembro de 2011Formação SARC – Serviço de Alojamento de Revistas Científicas – RCAAP (FCCN)Local: Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
  2. 2. aspetos críticos da transição da publicação tradicional parao sistema de publicação e gestão onlineBibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 20111.Publicações científicas em ambiente académico: cenário pouco homogéneo2. A passagem para o ambiente digital e a criação em ambiente digital3. Assumir o modelo acesso livre: uma decisão natural4. O serviço “Revistas em acesso livre - UA” : projecto em evolução constante5. Os vários pacotes de serviço como uma adaptação às diferentes publicaçõesSumário
  3. 3. aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online1.Publicações científicas em ambienteacadémico: cenário pouco homogéneo
  4. 4. - Grande número de publicações associadas às unidades de investigação,departamentos ou redes de investigadores da Universidade.- Algumas das publicações têm apenas versão impressa- Publicações com versão online disponibilizadas nas páginas Web ou portaisdos departamentos, de um modo estático, sem possibilidade de recolhaexterna e de exportação para outros sistemas.aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online1.Publicações científicas em ambiente académico: cenário pouco homogéneoBibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011
  5. 5. -Cenário pouco homogéneo – identificados diferentes casosCaso 1:-revista publicada em papel com edição financiada por FCT;-pré-OJS - versão digital da mesma em site Web (ambiente estático);-área das Humanidades – muito importante aqui a questão dos públicos quelêem a revista;-após a publicação via OJS – Open Journals Systems, a publicação mantém osdois formatos (impresso e electrónico).aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online1.Publicações científicas em ambiente académico: cenário pouco homogéneoBibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011
  6. 6. -Cenário pouco homogéneo – identificados diferentes casosCaso 1:-revista com difusão internacional, indexada nas principais bases de dadoselectrónicas;-para o editor, é importante a continuação da versão impressa: “a presença doexemplar físico nas Bibliotecas (internacionais) de referência é fundamental” ;-nesta área de estudo abandonar a versão papel ainda se associa a perda de“qualidade” ou estatutoaspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online1.Publicações científicas em ambiente académico: cenário pouco homogéneoBibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011
  7. 7. -Cenário pouco homogéneo – identificados diferentes casosCaso 1:-a plataforma de alojamento de revistas online surge como uma oportunidade demudança de paradigma e como forma de renovar/relançar a revista junto dacomunidade científica.aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online1.Publicações científicas em ambiente académico: cenário pouco homogéneoBibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011
  8. 8. -Cenário pouco homogéneo – identificados diferentes casosCaso 2:- revista nasce em ambiente digital, mas encontra-se num site Web estático,sem qualquer tipo de descrição bibliográfica, sistemas de base de dados, oufuncionalidades de interoperabilidade que permitam a integração com osmotores de pesquisa na Web, etc.;aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online1.Publicações científicas em ambiente académico: cenário pouco homogéneoBibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011
  9. 9. -Cenário pouco homogéneo – identificados diferentes casosCaso 3:-revista que nasce digital, através da publicação numa plataforma dealojamento de revistas científicas (ex. OJS);- este é o único caso em que o OJS é usado como ferramenta para gerir o fluxoeditorial da publicaçãoaspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online1.Publicações científicas em ambiente académico: cenário pouco homogéneoBibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011
  10. 10. -Cenário pouco homogéneo – identificados diferentes casosCaso 4-revista publicada em versão papel, e disponibilizada ao público através dacompra/subscrição da mesma;-versão digital da mesma em site Web (ambiente estático), com possibilidadede compra de artigos online;- a disponibilizar na plataforma com embargo, mínimo de um ano.aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online1.Publicações científicas em ambiente académico: cenário pouco homogéneoBibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011
  11. 11. aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online2. A passagem para o ambiente digital e acriação em ambiente digital
  12. 12. - nos casos em que a publicação existia já em papel: a publicação digital nãoimplica, em muitos casos, o fim da impressa;- na área das Humanidades e Ciências Sociais existe ainda uma valorização dapublicação impressa.aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online2. A passagem para o ambiente digital e a criação em ambiente digitalBibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011
  13. 13. - são identificadas publicações impressas em que há já a migração para umaversão digital, em página Web estática, sem descrição bibliográfica epossibilidades de recuperação da informação;- perceção da grande importância de uma presença na Web – esta perceção éjá unânime e transversal a todas as áreas do conhecimento.aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online2. A passagem para o ambiente digital e a criação em ambiente digitalBibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011
  14. 14. - A passagem para o digital inclui, na maior parte das vezes, a preocupação deserem tratados os números retrospectivos das publicações- A passagem para o digital é vista e sentida como um relançamento da revista,uma espécie de renovação.aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online2. A passagem para o ambiente digital e a criação em ambiente digitalBibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011
  15. 15. aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online3. Assumir o modelo Acesso Livre: umadecisão natural
  16. 16. - No contexto académico, a opção pela disponibilização das publicações emopen access é uma decisão natural.- Aumentar o impacto da publicação e garantir a sua continuação são aspreocupações essenciais de quem a dirige; os argumentos a favor dadisponibilição em acesso livre estão cada vez mais difundidos entre osinvestigadores.aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online3. Assumir o modelo Acesso Livre: uma decisão naturalBibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011
  17. 17. - A alteração do meio de publicação implica, na maior parte dos casos aalteração do modelo de subscrição: as formas de pesquisar, aceder e usar ainformação estão a sofrer alterações radicais, cada vez mais se pretende umacesso rápido, facilitado e integrado à informação;- Uma das questões críticas passa pela tecnologia e pelas competências a elaassociadas; na ausência de soluções e serviços à medida das necessidades,dificilmente os editores/responsáveis pelas revistas avançam para o meio depublicação digital e para o modelo de acesso livre.aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online3. Assumir o modelo Acesso Livre: uma decisão naturalBibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011
  18. 18. Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online4. O serviço “Revistas em acesso livre -UA” : projeto em evolução constante
  19. 19. Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011- as Bibliotecas da UA assumem um papel de mediação e facilitação dapromoção da investigação científica produzida e publicada na Universidade deAveiro através da implementação de um serviço de alojamento de revistascientíficas , acompanhamento, formação e helpdesk.aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online4. O serviço “Revistas em acesso livre - UA” : projeto em evolução constante
  20. 20. Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011- baseado em software open source OJS (Open Journal Systems) - iniciado emMaio de 2009- http://revistas.ua.pt - 8 revistas alojadas- três linhas essenciais:- grande proximidade com os editores das revistas;- flexibilidade na oferta do serviço;- enquadramento institucional no seio da Universidade.aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online4. O serviço “Revistas em acesso livre - UA” : projeto em evolução constante
  21. 21. Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011Áreas de atuação:- mediação no processo de publicação científica, baseada numa lógica deproximidade com os editores e de flexibilidade na oferta do serviço;- carregamento do retrospetivo das publicações ( para alguns casos houve anecessidade de digitalização dos originais);aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online4. O serviço “Revistas em acesso livre - UA” : projeto em evolução constante
  22. 22. Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011- incentivo à disseminação da investigação em Acesso Aberto;- apoio e formação aos responsáveis das revistas;aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online4. O serviço “Revistas em acesso livre - UA” : projeto em evolução constante
  23. 23. Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011- controlo de qualidade e uniformização do metadados, ex.: controlo deautoridade de autores;- indexação das revistas alojadas em sistemas agregadores (Google Scholar,DOAJ – Directory of Open Access Journals, OAIster, etc.).aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online4. O serviço “Revistas em acesso livre - UA” : projeto em evolução constante
  24. 24. Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011- durante o processo de implementação do serviço de alojamento e doacompanhamento feito aos editores das revistas foram detetados vários aspetosque mudaram a estratégia prevista e contribuíram para a adaptação do serviçoàs especificidades das revistas.aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online4. O serviço “Revistas em acesso livre - UA” : projeto em evolução constante
  25. 25. Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011- foi detetada uma dificuldade de implementação do fluxo editorial emambiente digital baseado no OJS com a utilização dos vários papéis: editor,revisores, autores/depositantes, etc., por algumas das seguintes razões:1. falta de tempo dos editores e responsáveis;aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online4. O serviço “Revistas em acesso livre - UA” : projeto em evolução constante
  26. 26. Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 20112. dificuldade no processo de auto submissão;3. tempo necessário para a adaptação ao sistema de publicação e gestão onlineda revista;4. outros (ex. parametrização/configuração da revista e do layout da mesma);aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online4. O serviço “Revistas em acesso livre - UA” : projeto em evolução constante
  27. 27. Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online5. Os vários pacotes de serviço como umaadaptação às diferentes publicações
  28. 28. Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011- de forma a tornar mais flexível o processo de passagem para o meio digital e agestão do fluxo de edição das revistas foram criados pacotes que se ajustam àsparticularidades das revistas alojadas.aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online5. Os vários pacotes de serviço como uma adaptação às diferentes publicações
  29. 29. Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011- representam o modelo de criação e gestão da revista que pode numa primeirafase passar por uma dependência de tarefas, que se podem concentrar numaúnica pessoa/na Biblioteca da UA.- o processo de adaptação ao fluxo editorial do sistema de alojamento demora,em muitos casos, tempo até ser completamente utilizado/implementado.aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online5. Os vários pacotes de serviço como uma adaptação às diferentes publicações
  30. 30. Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011Pacote A> Bibliotecas UA assumem o papel de Editor-Gestor;> Bibliotecas UA realizam o carregamento dos artigos da revista (nestes casos éexigido que os pdfs venham já formatados e paginados);> Bibliotecas da UA realizam o carregamento do retrospectivo da revista;aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online5. Os vários pacotes de serviço como uma adaptação às diferentes publicações
  31. 31. Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011Pacote A> O workflow de depósito não segue o fluxo editorial completo, sendo que odepositante (bibliotecas da UA) assume o papel de autor e validador/aceitaçãodo artigo para disponibilização na plataforma.> É associado o papel de Editor- Gestor e Editor ao responsável da Revista(liberdade de gestão da informação no sistema, adaptação ao sistema – testes,atualizações, etc.> Configuração do layout da revista (layout base do sistema + logo/ imagem darevista;aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online5. Os vários pacotes de serviço como uma adaptação às diferentes publicações
  32. 32. Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011Pacote A1> Pacote A + O papel de editor de layout – design da página é atribuído a umelemento da revista/design (layout personalizado).> Bibliotecas UA assumem a formação, acompanhamento e serviço dehelpdesk no processo de adaptação e passagem para o sistema de alojamento.aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online5. Os vários pacotes de serviço como uma adaptação às diferentes publicações
  33. 33. Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011Pacote B> O workflow de depósito e o fluxo de publicação e gestão online da revista ébaseado no backoffice do OJS;> O Editor-Gestor (responsável da revista) atribui os diferenciados papéis aosutilizadores registados no sistema (editor, editor de secção, de layout, de texto,de prova, revisores, autores).aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online5. Os vários pacotes de serviço como uma adaptação às diferentes publicações
  34. 34. Bibliotecas da Universidade de Aveiro | setembro de 2011Pacote B> Auto submissão de artigos é realizada pelos autores;> As Bibliotecas UA assumem a formação ao Editor-Gestor, acompanhamento eserviço de helpdesk.aspetos críticos da transição da publicação tradicionalpara o sistema de publicação e gestão online5. Os vários pacotes de serviço como uma adaptação às diferentes publicações
  35. 35. Obrigada pela atençãoQuestões?Bella Nolascobellanolasco@ua.ptDiana Silvadianasilva@ua.ptServiços de Biblioteca, Informação Documental e MuseologiaUniversidade de Aveirohttp://www.ua.pt/sbidm/bibliotecahttp://blogs.ua.pt/biblioteca/http://revistas.ua.pt

×