ICSI - 1

1.578 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.578
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
111
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ICSI - 1

  1. 1. Injecção Intracitoplasmática de um espermatozoide Sandra Ribeiro, nº 25 Sara Rodrigues, nº 26 Sílvia Neto, nº 28 Escola S/3 Arquiteto Oliveira Ferreira
  2. 2. A injeção intracitoplasmática de um espermatozoide é uma técnica recente de fertilidade, descrita pela primeira vez em 1992. É indicado recorrer a este método quando: ♀ Casais com falha de fertilização em ciclo prévio de FIV convencional. ♂ Homens com espermograma alterado (ex. baixo número, baixa mobilidade). ♀ Azoospermia (ausência completa de espermatozoides no esperma), homens que necessitam da obtenção cirúrgica de espermatozoides. i ♂ Quando os espermatozoides congelados possuem parâmetros alterados tanto no número quanto na qualidade. Injeção intracitoplasmática de um espermatozoide
  3. 3. A mulher usa drogas de fertilidade com o objetivo de estimular simultâneamente o crescimento de vários folículos maduros. Os óvulos são aspirados por via vaginal (orientação por ultrassons) e armazenados em meio de cultura no laboratório. A qualidade dos óvulos é examinada ao microscópio. Etapas do tratamento Injeção intracitoplasmática de um espermatozoide
  4. 4. Posteriormente são incubados de 3-6 horas. Após esse período os óvulos são classificados consoante a maturidade. Se maduros, são preparados para injeção. Os espermatozoides colhidos do sémen, do epidídimo ou dos testículos são preparados em meio de cultura especial. Selecionado o óvulo, o espermatozoide é escolhido, imobilizado e aspirado por uma agulha muito fina. Durante a injeção, o citoplasma do oócito é aspirado e colocado novamente para ter a certeza de que o espermatozoide ficou dentro do citoplasma. Injeção intracitoplasmática de um espermatozoide
  5. 5. Outros fatores que afetam as taxas de sucesso são a idade da mulher, a duração da infertilidade e o número de embriões transferidos. Em comparação com a FIV tradicional, a ICSI não aumenta as taxas de gravidez múltipla. Injeção intracitoplasmática de um espermatozoide Nesta técnica as taxas de fertilização são de 60-70% dos óvulos injetados e as taxas de divisão cerca de 80%. As taxas gerais de nascimento vivo/embrião transferido varia de 23,1% a 28,7%. As taxas de sucesso dependem da habilidade e experiência dos médicos e embriologistas. Eficácia
  6. 6. Injeção intracitoplasmática de um espermatozoide Riscos Para a mulher, os riscos associados a um tratamento de ICSI são idênticos aos de um tratamento de FIV convencional, no entanto, a ICSI é um tratamento mais recente, havendo assim, menos informação. Neste método, embora seja sempre escolhido um óvulo aparentemente normal, nem sempre é possível identificar o melhor, mas se o procedimento for realizado corretamente, a injeção não parece ter efeitos negativos sobre o óvulo. Atualmente, a maioria dos estudos realizados indica que as crianças concebidas através da ICSI não têm mais probabilidades de sofrer de um defeito hereditário do que as crianças concebidas de outras formas. No que respeita ao desenvolvimento mental, um estudo realizado sobre crianças do sexo masculino concebidas por este meio, aponta para um desenvolvimento ligeiramente mais lento ao fim de um ano de idade. No entanto, existem outros estudos que não o comprovam, sendo necessário realizar mais.
  7. 7. Injeção intracitoplasmática de um espermatozoide Vídeo http://www.youtube.com/watch?v=2rGWN-vKi0s
  8. 8. Injeção intracitoplasmática de um espermatozoide Fontes dePesquisa http://www.clinicadereproducaohumana.com.br/injecao-intra-citoplasmatica-de-espermatozoides-icsi/ http://www.google.pt/imgres?q=espermatozoides+em+meio+de+cultura&um=1&hl=pt-PT&biw=1280&bih=884&tbm=isch&tbnid=A7p9- sxFEYWigM:&imgrefurl=http://fertilizacaoinvitro.wordpress.com/2011/04/14/transferencia-embrionaria/&docid=- nKgq48oAxHX4M&imgurl=http://fertilizacaoinvitro.files.wordpress.com/2011/04/placa1.jpg&w=600&h=481&ei=CqG6Ts34EITItAbhsOHKBg&zoom=1 &iact=rc&dur=63&sig=112077252062354691753&page=1&tbnh=170&tbnw=232&start=0&ndsp=20&ved=1t:429,r:12,s:0&tx=90&ty=161 http://www.google.pt/imgres?q=espermatozoides&um=1&hl=pt- PT&biw=1280&bih=884&tbm=isch&tbnid=G4_pM0OdawTbJM:&imgrefurl=http://boasnoticias.pt/noticias_Espermatoz%25C3%25B3ides-criados-em- laborat%25C3%25B3rio-com- sucesso_5961.html&docid=Wo632g6JjmpstM&imgurl=http://boasnoticias.pt/img/espermatozoides.jpg&w=440&h=300&ei=XKG6TrjXJcjXsgbwobTgBg &zoom=1&iact=rc&dur=109&sig=112077252062354691753&page=1&tbnh=163&tbnw=237&start=0&ndsp=20&ved=1t:429,r:14,s:0&tx=16&ty=52 http://www.google.pt/imgres?q=bebes&um=1&hl=pt-PT&biw=1280&bih=884&tbm=isch&tbnid=d2C5_ZUdXSAHoM:&imgrefurl=http://www.recados- orkut.net/bebes.php&docid=Q4UM0vm4bAHb7M&imgurl=http://www.recados-orkut.net/content/bebes/bebes- 1.jpg&w=412&h=326&ei=haG6TrXGM8vKtAaLurXNBg&zoom=1&iact=rc&dur=125&sig=112077252062354691753&page=1&tbnh=150&tbnw=190&st art=0&ndsp=20&ved=1t:429,r:5,s:0&tx=113&ty=32 http://www.google.pt/imgres?q=bebe+com+mae&um=1&hl=pt-PT&biw=1280&bih=884&tbm=isch&tbnid=SDRBP-sl- z8YEM:&imgrefurl=http://www.coisasparacriancas.com/tag/bebe/page/11/&docid=SUL3uXPoacyl3M&imgurl=http://www.coisasparacriancas.com/wp -content/gallery/maes-e-pais/segundo- filho_0.jpg&w=485&h=323&ei=q6G6Ts75LMbxsgbvkfjsBg&zoom=1&iact=hc&vpx=958&vpy=562&dur=63&hovh=183&hovw=275&tx=164&ty=83&sig =112077252062354691753&page=2&tbnh=143&tbnw=214&start=21&ndsp=21&ved=1t:429,r:14,s:21 http://www.google.pt/imgres?q=laboratorio&um=1&hl=pt- PT&biw=1280&bih=884&tbm=isch&tbnid=pwM9DJww6SfuGM:&imgrefurl=http://www.cetind.fieb.org.br/conteudo.asp%3Fpg%3Dosenai.asp%26subpg %3Dinfra_imagens.asp%26tipo%3Deduc_sup%26m%3Dinfra- estrutura%26un_id%3D%26un%3D%26infra%3Dlaboratorios&docid=UJZ0GXQgqJ75MM&imgurl=http://www.cetind.fieb.org.br/img/infra/Alimentos%252 520-%252520Certifica%2525C3%2525A7%2525C3%2525A3o%252520- %252520Laborat%2525C3%2525B3rio%25252002.gif&w=428&h=640&ei=zKG6TpF- ycOzBu228MIG&zoom=1&iact=rc&dur=327&sig=112077252062354691753&page=1&tbnh=169&tbnw=113&start=0&ndsp=20&ved=1t:429,r:20,s:0& tx=46&ty=116

×