Civilização romana

5.476 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.476
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
61
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Civilização romana

  1. 1. A CIVILIZAÇÃOROMANA BEATRIZ PIRES 09.12.2012
  2. 2. Mostra o carácter urbano da civilização romana• Elevado número de cidades• Cidades ligadas por uma extensa rede viária• Localização das instituições governativas nas cidades• Principal centro de atividade que satisfazia interesses e necessidades do seus habitantes
  3. 3. Descreve os acontecimentos que marcaram ainstauração do Estado Imperial de Roma• Violentas lutas sociais que originaram guerras civis• Aparecimento de uma classe média mais forte• Tentativas de reforma agrária por parte dos irmãos Graco que despoletaram a oposição da nobreza senatorial e os irmãos acabam por ser assassinados• Triunviratos que levam a intrigas e disputa pelo poder• Nova guerra civil
  4. 4. Identifica os poderes do Imperador• Poder militar – recrutar soldados, comandar o exército, dirigir as províncias senatoriais• Poder civil – convocar os Comícios, apresentar projetos de lei, vetar decisões do Senado e outras Magistraturas• Poder político – controlar a administração, dirigir a política externa• Poder financeiro – controlar o Tesouro Imperial, cunhar a moeda• Poder religioso – supremo sacerdote• Poder judicial – administrar a justiça
  5. 5. Enumera os órgãos do governo central de Roma e assuas funções• Senado – funções legislativas, executivas e consultivas• Conselho imperial – funções consultivas e auxílio ao Imperador• Magistraturas tradicionais – administração pública• Funcionários imperiais – cargos nas fianças, exército, etc.
  6. 6. Explica a importância do Imperador enquantoelemento de coesão política• Assegurava a administração do Império• Controlava e fiscalizava todas as instituições governativas e funcionários• Tinha os poderes legislativo, executivo e judicial• Levava à uniformidade de procedimentos• Era símbolo de respeito e autoridade• Foi criado o culto imperial, logo era encarado como uma força superior capaz de unir os povos do Império
  7. 7. Justifica o aparecimento do Direito Romano• Necessidade de um conjunto de leis abrangentes e organizado que definisse as normas a seguir nos grandes e pequenos problemas do quotidiano• Ajuda na administração de um vasto Império e convivência pacífica das suas gentes
  8. 8. Mostra a superioridade do Direito Romano• Mais importante criação deste povo• Obedecia aos princípios de racionalidade, pragmatismo e análise de diversas situações• Orientado por princípios de justiça para dar resposta a problemas do quotidiano
  9. 9. Indica os tipos de direito desenvolvidos pelosromanos• Direito público• Direito privado• Expressos na Lei das XII Tábuas
  10. 10. Evidencia a importância do Direito Romano• Uniformização da justiça• Sobreposição à diversidade de direitos existentes em cada localidade• Importante fator de pacificação, união e coesão dos povos do Império
  11. 11. Mostra o alargamento do Direito de Cidadania• Inicialmente pertencia apenas aos habitantes de Roma• No séc. I a.C. foi concedido a todos os habitantes livres da Itália• Nos dois primeiros séculos da era cristã era atribuído como prémio por mérito e bravura a estrangeiros e também a habitantes de cidades já pacificadas• Em 212, o imperador Caracala concedeu cidadania plena a todos os habitantes livres do Império
  12. 12. Menciona os direitos inerentes ao Direito deCidadania romana• Direitos civis e políticos como:• Direito de contrair matrimónio• Direito de possuir terras• Direito de proceder a atos jurídicos• Direito de votar e ser eleito para as magistraturas
  13. 13. Avalia a importância do Édito de Caracala• Estabilizou o regime imperial• Contribuiu para a coesão e unidade do Império• Reforçou o papel do imperador• Apaziguou muitos conflitos e rivalidades sociais• Contribuiu para a harmonização entre estratos sociais• Alargou o número de contribuintes e de soldados para o exército
  14. 14. Carateriza genericamente a cultura romana• Cultura pragmática, realista e urbana• Síntese de influências helénicas, gregas e etruscas• Assimilação das culturas dominadas aquando da sua expansão territorial
  15. 15. Nomeia duas caraterísticas da cultura romana• Sentido prático – pragmatismo• Grande influência grega – na arte, filosofia, literatura e religião
  16. 16. Descreve o padrão urbanístico presente em cadacidade romana• Sentido prático• Organização das cidades – origem ligada à fundação de aquartelamentos militares• Racionalismo – cumprimento de uma planta retilínea, na qual duas ruas principais se cruzavam e davam origem a uma praça central, o fórum
  17. 17. Identifica os diversos espaços presentes na cidaderomana• Espaços de lazer – teatros, circos, termas e anfiteatros• Espaços de comemoração – Ara Pacis, pórticos monumentais, colunas e arcos do triunfo• Espaços de serviço à cidade e edifícios utilitários – cúria, basílica, templos, aquedutos, esgotos, estradas, mercados, bibliotecas, aquedutos, domus (casas mais ricas) e insulae (prédios de 5 ou 6 andares de fracos materiais, em que vivia a maior parte da população)
  18. 18. Carateriza a arquitetura romana• Seguia o modelo helénico: colunas, frontões triangulares e frisos• Adotou as três ordens arquitetónicas gregas, criando a compósita• Criou a abóbada de berço, o arco de volta perfeita e a cúpula• Acentuava a grandiosidade dos templos, construindo-os sobre o podim e aumentado as suas dimensões• Integrou parte das colunas laterais dos templos nas suas paredes• Construía edifícios com solidez, monumentalidade e durabilidade – com sentido prático e utilitário
  19. 19. Identifica dois monumentos arquitetónicos romanos• Panteão Romano• Coliseu
  20. 20. Descreve a tipologia escultórica romana• Modelo grego – busca da beleza ideal• Elevado realismo escultórico – e idealismo só para enaltecer o poder imperial• Mostrava as conquistas e glórias do povo romano – função didática
  21. 21. Dá três exemplos• Coluna do Trajano• Imperador Marco Aurélio• Ara Pacis
  22. 22. Justifica o sentido didático-narrativo da esculturaromana• Pretendia narrar, exaltar e fazer apologia do seu povo, heróis e imperadores• Honrava os seus deuses, heróis e chefes• Pretendia lembrar aos presentes os seus feitos• Deixava o registo para as gerações vindouras
  23. 23. Indica alguns autores romanos• Virgílio• Ovídeo• Horácio
  24. 24. Evidencia a intenção apologética da épica e dahistoriografia• Visavam exaltar a grandeza de Roma e do Império• Evidenciavam a força civilizadora dos romanos• Pretendiam transmitir às gerações vindouras os seus feitos• Função pragmática
  25. 25. Identifica alguns historiadores romanos• Políbio• Tito Lívio• Tácito
  26. 26. Carateriza o sistema de ensino romano• Em primeiro, a escola primária – crianças de ambos os sexos, dos 7 aos 11 anos, eram enviados ao litterator, ou no caso de serem de famílias abastadas estudavam em casa com mestres particulares• Ensino secundário – dos 12 aos 15 anos, rapazes e raparigas de famílias ricas estudavam, com o gramático, as principais obras literárias, matemática, astronomia e música• Ensino superior – para rapazes, com mais de 17 anos, que quisessem aceder a cargos políticos e administrativos mais altos; ministrado pelo rethor e centrado no ensino da Retórica e do Direito• Disciplina sempre muito rígida (currículo - leitura, escrita e cálculo), conciliada com a prática de exercício físico
  27. 27. Mostra o apoio dos poderes públicos ao ensino• Incentivaram à criação de novas escolas públicas por partes das autoridades municipais• Concederam privilégios fiscais e remunerações a professores
  28. 28. Evidencia a finalidade da educação romana• Preparar os jovens para o desempenho de altos cargos administrativos e políticos• Promover o respeito pelas leis e o gosto pela vida pública• Alcançar a unificação cultural do Império
  29. 29. Localiza no tempo a conquista da Península Ibérica• Entre 218 a.C. e 19 d.C.• Processo demorado e complexo - principalmente na zona central e norte da Hispânia
  30. 30. Indica as razões que levaram os romanos aconquistar a Península Ibérica• Motivos económicos – riqueza mineira em ouro, cobre, ferro e prata• Motivos militares – necessidade de atacar os cartagineses para impedir o seu acesso à Itália e controlo do Mediterrâneo
  31. 31. Identifica dois povos que habitavam a PenínsulaIbérica antes da chegada dos romanos• Lusitanos• Celtiberos
  32. 32. Indica como se processou a administração daPenínsula Ibérica• Octávio dividiu a Península em três províncias – Lusitânia, Bética e Tarraconense – dividas em várias áreas judiciais e administrativas (conventus)• Posteriormente, Diocleciano criou cinco províncias – Galécia, Bética, Lusitânia, Tarraconense e Cartaginense
  33. 33. Diz o que entendes por romanização• Foi a transmissão da cultura e valores romanos aos povos conquistados• Processo demorado que atingiu todo o espaço político romano• Culminou com o Édito de Caracala – concessão de cidadania plena – na opinião de historiadores
  34. 34. Indica os meios de romanização• Cidades – atraiam população indígena, que aí se instalava e adaptava ao modo de vida romano• Soldados romanos – recrutados da população hispânica, que depois de reformados voltavam à sua terra e eram portadores e transmissores da cultura romana• Habitantes de Roma da classe alta – saíram de Roma aquando da crise política• Governadores – estabeleceram um clima de paz que favorecia a atração por aquela cultura• Língua, religião e direito – fatores de união• Rede viária – facilitava a transmissão da cultura e a comunicação
  35. 35. Aponta as alterações deixadas pelos romanos naPenínsula Ibérica• Desenvolvimento da atividade mineira• Aumento da agricultura – produção de cereais, vinha, azeite e árvores de fruto, com o uso do sistema de pousio, rotação de culturas e pastagens• Desenvolvimento da pecuária – criação de porcos, cavalos, galinhas, patos, etc.• Conservação de peixe no litoral alentejano e algarvio• Desenvolvimento da cerâmica e do comércio• Aumento da circulação monetária

×