O ROMANTISMO
Prof. Me. Sergio M. Rodrigues
Século XIX – Revolução Industrial:
- surgimento do proletariado;
- Capitalismo;
- domínio da burguesia.
BURGUESIA

PROLETA...
A liberdade guiando o povo (1830) – Eugène Delacroix
ORIGEM E EXPANSÃO
ALEMANHA

INGLATERRA
FRANÇA

PORTUGAL

BRASIL
Quadro Contrastivo das
Literaturas Clássica e Romântica
Estética Clássica

Estética Romântica

Povoada por seres superiore...
O Romantismo e o lIuminismo
Mesmo rejeitando o racionalismo, o Romantismo colhe do Movimento
Iluminista, sobretudo do filó...
Portanto, o Romantismo:
• é burguês, pois aspira a um sentimento burguês e
não explora as misérias humanas da época;
• pos...
REALIDADE HISTÓRICO-CULTURAL
BRASILEIRA
• VINDA DA FAMÍLIA REAL PORTUGUESA;
• INDEPENDÊNCIA DO BRASIL;
• CRIAÇÃO DE FACULD...
ROMANTISMO BRASILEIRO
(1836 - 1881)
Obra inaugural:
“SUSPIROS POÉTICOS E SAUDADES”
(GONÇALVES DE MAGALHÃES)
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS
 SUBJETIVISMO;

 LIBERDADE DE CRIAÇÃO E EXPRESSÃO;
 IDEALIZAÇÃO DO MUNDO, DO HERÓI E DA
MULH...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O romantismo

505 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
505
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O romantismo

  1. 1. O ROMANTISMO Prof. Me. Sergio M. Rodrigues
  2. 2. Século XIX – Revolução Industrial: - surgimento do proletariado; - Capitalismo; - domínio da burguesia. BURGUESIA PROLETARIADO
  3. 3. A liberdade guiando o povo (1830) – Eugène Delacroix
  4. 4. ORIGEM E EXPANSÃO ALEMANHA INGLATERRA FRANÇA PORTUGAL BRASIL
  5. 5. Quadro Contrastivo das Literaturas Clássica e Romântica Estética Clássica Estética Romântica Povoada por seres superiores. Habitada por mortais comuns. Condicionamento e objetivismo. Liberdade de criação e subjetivismo. Razão. Sentimento. Contemporaneidade. Historicismo. Otimismo. Pessimismo. Culto ao real. Culto ao fantástico. Culto à cultura. Culto à natureza. Ao romper com os clássicos, o Romantismo retoma alguns aspectos da Idade Média.
  6. 6. O Romantismo e o lIuminismo Mesmo rejeitando o racionalismo, o Romantismo colhe do Movimento Iluminista, sobretudo do filósofo Rousseau, o mito do “bom selvagem”, que é configurado no índio de Gonçalves Dias e José de Alencar. “O homem nasce bom, a sociedade que o corrompe”.
  7. 7. Portanto, o Romantismo: • é burguês, pois aspira a um sentimento burguês e não explora as misérias humanas da época; • possui idealismo medieval; • opõe-se ao momento histórico, pois esta é uma forma de compensar os valores do passado; • é de um período em que a sociedade é materialista; • é “feminino” por cultivar o amor e a sensibilidade.
  8. 8. REALIDADE HISTÓRICO-CULTURAL BRASILEIRA • VINDA DA FAMÍLIA REAL PORTUGUESA; • INDEPENDÊNCIA DO BRASIL; • CRIAÇÃO DE FACULDADES E BIBLIOTECAS; • SURGIMENTO DO PÚBLICO LEITOR.
  9. 9. ROMANTISMO BRASILEIRO (1836 - 1881) Obra inaugural: “SUSPIROS POÉTICOS E SAUDADES” (GONÇALVES DE MAGALHÃES)
  10. 10. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS  SUBJETIVISMO;  LIBERDADE DE CRIAÇÃO E EXPRESSÃO;  IDEALIZAÇÃO DO MUNDO, DO HERÓI E DA MULHER;  VALORIZAÇÃO DA NATUREZA;  ESCAPISMO;  ILOGISMO.

×