SlideShare uma empresa Scribd logo
Festival do Homem Verde
Tambores no paganismo
Xamanismo
O xamanismo é um termo
genericamente usado em referência
a práticas etnomédicas, mágicas,
religiosas, e filosóficas, envolvendo
cura, transe, transmutação e
contato entre corpos e espíritos de
outros xamãs, de seres míticos, de
animais, dos mortos
O Xamã
1.em povos da Ásia setentrional e central, esp. os
siberianos e uralo-altaicos, indivíduo que, por meio de
estados extáticos e invocações ritualísticas, manifesta
supostas faculdades mágicas, curativas ou divinatórias.
2. em todas as sociedades humanas que apresentam
formas de ritualismo mágico-religioso, indivíduo
escolhido pela comunidade para a função sacerdotal,
freq. em decorrência de comportamentos incomuns ou
propensão a transes místicos, e ao qual se atribui o dom
de invocar, controlar ou incorporar espíritos, que
favoreceriam os seus poderes de exorcismo,
adivinhação, cura ou magia.
Xamã americano
Xamã siberiano
Xamã Mongol
Baba
Pajé
Mulheres xamãs X Bruxas
Respeito pela Terra
Uso de ervas para a cura
Habilidade de viajar por mundos invisíveis
Oferecer orientações e cura
Tambor palestra completa
Tambor palestra completa
Nativos norte americanos
Habitações de couro e galhos
Agricultura, caça e pesca
Divisão em tribos e clãs
Grande Espírito como criador
Terra e elementos da Natureza são sagrados
Nativos norte americanos
Declínio da cultura
Aquisição de armas de fogo e tecidos
Uso do cavalo
Cultura Lakota
´
Teton
Titunwan
Lakota
Dakota
Sioux
Cultura Lakota
Lakota fazem parte da confederação de sete
tribos Sioux
Grande nação Sioux
Sete fogos do conselho
Cultura Lakota
O nome Sioux é derivado de uma versão
Francesa do dialeto Chippewa que chamavam
seus inimigos nadouessioux , uma espécie de
cobra.
Tambor palestra completa
Divisão por idiomas
Lakotas
Tudo está ligado, como sangue que une uma
família. Todas as coisas estão ligadas.
O que acontece à Terra recai sobre os filhos da
Terra.
Não foi o Homem quem teceu a trama da vida.
Ele é só um fio dentro dela. Tudo o que fizer à
teia, estará fazendo à si mesmo
Leis Lakota
 Levante com o Sol para orar. Ore sozinho e
com frequência.
 Seja tolerante com aqueles que estão perdidos
no caminho.
 Procure conhecer-se a sí próprio.
 Não permita que outros façam seu caminho
 Trate os convidados do seu lar com
consideração
Leis Lakota
 Não tome o que não é seu
 Respeite todas as coisas que foram colocadas
sobre a Terra.
 Permita a cada pessoa o direito de expressão
pessoal.
 A energia negativa que você no Universo, voltará
para você.
 Pratique o otimismo
 Toda a natureza faz parte da nossa família terrena
Leis Lakota
 Evite machucar o coração das pessoas
 Seja sincero e verdadeiro em todas as situações
 Mantenha-se equilibrado
 Respeite o espaço pessoal e a privacidade dos
outros
 Compartilhe sua fortuna
 Respeite as outras crenças religiosas
Tambor palestra completa
Tambores
 Os primeiros foram criados e manuseados
ainda na Pré – História, com o objetivo de
cultuar Deuses e como forma de agradecer a
comida conseguida por meio da caça aos
animais.
 O homem pré – histórico acreditava que a pele
de sua caça esticada em troncos de arvores
reproduzia o choro do animal morto.
Tambores
 Mesmo nas religiões mais antigas, o toque dos
tambores também foi utilizado não somente
para o culto às divindades, mas também como
forma de manter contato com os espíritos dos
mortos.
Tambores
 A música e a dança sempre foram os principais
geradores dessa comunicação com os Deuses.
Tambor palestra completa
Tambor palestra completa
Tambores
 O toque do tambor revela a arte de conectar-
se com a Mãe Terra e com nosso eu interior,
sintonizando nosso coração ao coração dela, e
de viajar ao mundo do invisível, constatando
nossa ancestralidade e todos os reinos da
Natureza.
Tambores
Tibetano
Cubano/Haitiano
Vietnamita
Japonês
Coreano
Zâmbia
Tambor palestra completa
Tambores
Tambores Taikô
Tambores
Tambores
Tambores
Tambor palestra completa
Nativos norte americanos
Principais povos indígenas que habitavam os Estados
Unidos:
- Sioux (região norte dos EUA)
- Cheyenne (região centro-sul)
- Apache (região sul)
- Creek (região sudeste)
- Kaw (região central)
- Arapaho (região central)
- Comanche (região sul)
- Cherokee (costa leste)
- Navaho (região sudoeste)
Tambor Lakota
 Histórias nativas contam que o tambor é um
presente enviado pela Águia. É o veículo do
xamã, que nos permite comunicar na língua
sagrada do espírito.
Tambor Lakota
 A freqüência das ondas é medida em ciclos por
segundo ou Hertz (Hz), e pelo comprimento da
onda (EEG).
Tambor Lakota
 – DELTA, abaixo de 4 Hz, a mais longa e lenta:
está associada ao sono ou inconsciência.
Tambor Lakota
 – TETA, de 4 a 8 Hz: está associada a estados de
sonolência próximos da inconsciência, os períodos
antes de despertar ou adormecer.
Considerada ainda como os estados de devaneios e
imagens hipnóticas ou semelhantes às que surgem
no sonho. Manter a consciência neste estado só
com treinamento, como a meditação.
Tambor Lakota
 – ALFA, de 8 a 13 Hz: está relacionada com os
estados de relaxamento e bem-estar geral. Esta
freqüência é produzida na região occipital do
cérebro (córtex visual) quando os olhos estão
fechados. A consciência está alerta, embora não
concentrada, ou está concentrada no mundo
interior.
Tambor Lakota
 BETA, além de 13 Hz: associa-se à atenção
ativa e concentração no mundo exterior,
podendo também estar relacionada aos
estados de tensão, ansiedade, medo e diante
do perigo.
Tambor Lakota
 O ritmo do tambor xamânico situa-se na
freqüência de três a quatro batidas por
segundo, o que coloca a pessoa no estado de
freqüência Delta
Tambor palestra completa
Tambor palestra completa
Tambor palestra completa
Tambor palestra completa
Tambor palestra completa
Tambor Lakota
 A velocidade de toque para uma jornada
xamânica varia de 150 a 200 batidas por
minuto.
 Os sons repetitivos e monótonos, permitem ao
xamã alterar sua consciência.
Tambor Lakota
 Age como dispositivo de concentração que
lembra continuamente o xamã de seu propósito
e reduz a incessante necessidade de
divagação da mente.
Tambor palestra completa
Uso do Tambor Lakota
 Uma batida de tambor bastante forte dá a
sensação de dominar depressa as forças de
estabilização, introduzindo uma mudança
abrupta e radical nesse estado
Tamborterapia - efeitos
 Pode dobrar atividade das ondas cerebrais alfa,
reduzindo drasticamente o stress. As mudanças
cerebrais de ondas betas (concentração e
atividade centrada) para ondas Alfa (calmo e
relaxado), produzindo sensações de euforia e
bem-estar.
Tamborterapia
 Acelera a cura física,
 Estimula o sistema imunológico
 Produz a sensação de bem-estar,
 Libera traumas emocionais
 Reintegração de si mesmo
Tamborterapia - indicações
 Stress,
 Fadiga,
 Hipertensão,
 Asma,
 Dor crônica, artrite,
 Doença mental, enxaqueca, distúrbios emocionais
 Câncer, esclerose múltipla, doença de Parkinson,
acidente vascular cerebral, paralisia, e uma vasta
gama de deficiências físicas
Tamborterapia - efeitos
 Fornece uma abordagem secular para acessar
um poder superior.
 Libera sentimentos negativos, bloqueios e
traumas emocionais.
 Fornece um meio para o indivíduo auto-
realização.
 Reduz a tensão, ansiedade e estresse.
 Estimula o sistema imunológico
Tamborterapia - efeitos
 Cria um senso de conexão consigo mesmo e com
os outros.
Tamborterapia - efeitos
 Ajuda-nos a experiência de estar em
ressonância com os ritmos naturais da vida.
Podemos aprender a “fluir”, com os ritmos da
vida, simplesmente aprendendo a sentir a
batida, pulso
As quatro direções sagradas
Consagração do tambor
Leste – amarelo, fogo, águia.
Energia do Sol
Caminho do discernimento.
O visionário.
Portal da clareza mental.
COMO EU VEJO
Consagração do tambor
Sul – vermelho, água, lobo.
Caminho do amor e da evolução.
O curador.
O portal das emoções.
COMO EU SINTO
Consagração do tambor
Quatro direções sagradas
Oeste – preto, terra, urso.
Caminho do guerreiro.
Caminho da cura física e da introspecção.
Portal da Saúde do corpo físico.
COMO EU EXPRESSO
Consagração do tambor
Quatro direções sagradas
Norte – branco, ar, búfalo.
Caminho do mestre.
O poder da sabedoria e dos conhecimentos
ancestrais.
Portal da espiritualidade.
COMO EU CONECTO
Tambor palestra completa
Tambor palestra completa

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Psicopatologia da Infância e Adolescência
Psicopatologia da Infância e AdolescênciaPsicopatologia da Infância e Adolescência
Psicopatologia da Infância e Adolescência
Claudia Paola Aguilar
 
Psicologia humanista fromm, rogers e maslow
Psicologia humanista fromm, rogers e maslowPsicologia humanista fromm, rogers e maslow
Psicologia humanista fromm, rogers e maslow
Alexandra Ramos Ramos
 
Documentos Técnicos~ Psicologia
Documentos Técnicos~ PsicologiaDocumentos Técnicos~ Psicologia
Documentos Técnicos~ Psicologia
Cassia Dias
 
Como Manejar a Ansiedade?
Como Manejar a Ansiedade?Como Manejar a Ansiedade?
Drogas
DrogasDrogas
Avaliação do estado mental
Avaliação  do estado mentalAvaliação  do estado mental
Avaliação do estado mental
Elaine Bedin
 
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
Renata Pimentel
 
A inteligência humana
A inteligência humanaA inteligência humana
A inteligência humana
Rapport Assessoria
 
Processos Mentais 1 - A Percepção
Processos Mentais 1 - A PercepçãoProcessos Mentais 1 - A Percepção
Processos Mentais 1 - A Percepção
Jorge Barbosa
 
Caso clínico Psicologia
Caso clínico PsicologiaCaso clínico Psicologia
Caso clínico Psicologia
Luh Soares
 
Psicologia objeto e método.
Psicologia objeto e método.Psicologia objeto e método.
Psicologia objeto e método.
Nuno Pereira
 
A dinâmica da transferência 12
A dinâmica da transferência 12A dinâmica da transferência 12
A dinâmica da transferência 12
Psicologia_2015
 
Dependência emocional
Dependência emocional Dependência emocional
Dependência emocional
juliacaciano
 
Os medos das crianças
Os medos das criançasOs medos das crianças
Os medos das crianças
Oficina Psicologia
 
Apresentação esquizofrenia
Apresentação esquizofreniaApresentação esquizofrenia
Apresentação esquizofrenia
Laboratório Sérgio Franco
 
Linguagem e Pensamento
Linguagem e Pensamento Linguagem e Pensamento
Linguagem e Pensamento
Rosana Leite
 
O perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power pointO perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power point
marretti
 
Transtorno da ansiedade
Transtorno da ansiedadeTranstorno da ansiedade
Transtorno da ansiedade
Alany Silva
 
Identificando e mudando as crenças intermediárias - TCC
Identificando e mudando as crenças intermediárias - TCCIdentificando e mudando as crenças intermediárias - TCC
Identificando e mudando as crenças intermediárias - TCC
Sarah Karenina
 
Vivenciando a A.C.P. de Carl Rogers
Vivenciando a A.C.P. de Carl RogersVivenciando a A.C.P. de Carl Rogers
Vivenciando a A.C.P. de Carl Rogers
profº espª consultor Póvoas
 

Mais procurados (20)

Psicopatologia da Infância e Adolescência
Psicopatologia da Infância e AdolescênciaPsicopatologia da Infância e Adolescência
Psicopatologia da Infância e Adolescência
 
Psicologia humanista fromm, rogers e maslow
Psicologia humanista fromm, rogers e maslowPsicologia humanista fromm, rogers e maslow
Psicologia humanista fromm, rogers e maslow
 
Documentos Técnicos~ Psicologia
Documentos Técnicos~ PsicologiaDocumentos Técnicos~ Psicologia
Documentos Técnicos~ Psicologia
 
Como Manejar a Ansiedade?
Como Manejar a Ansiedade?Como Manejar a Ansiedade?
Como Manejar a Ansiedade?
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Avaliação do estado mental
Avaliação  do estado mentalAvaliação  do estado mental
Avaliação do estado mental
 
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
O QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO?
 
A inteligência humana
A inteligência humanaA inteligência humana
A inteligência humana
 
Processos Mentais 1 - A Percepção
Processos Mentais 1 - A PercepçãoProcessos Mentais 1 - A Percepção
Processos Mentais 1 - A Percepção
 
Caso clínico Psicologia
Caso clínico PsicologiaCaso clínico Psicologia
Caso clínico Psicologia
 
Psicologia objeto e método.
Psicologia objeto e método.Psicologia objeto e método.
Psicologia objeto e método.
 
A dinâmica da transferência 12
A dinâmica da transferência 12A dinâmica da transferência 12
A dinâmica da transferência 12
 
Dependência emocional
Dependência emocional Dependência emocional
Dependência emocional
 
Os medos das crianças
Os medos das criançasOs medos das crianças
Os medos das crianças
 
Apresentação esquizofrenia
Apresentação esquizofreniaApresentação esquizofrenia
Apresentação esquizofrenia
 
Linguagem e Pensamento
Linguagem e Pensamento Linguagem e Pensamento
Linguagem e Pensamento
 
O perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power pointO perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power point
 
Transtorno da ansiedade
Transtorno da ansiedadeTranstorno da ansiedade
Transtorno da ansiedade
 
Identificando e mudando as crenças intermediárias - TCC
Identificando e mudando as crenças intermediárias - TCCIdentificando e mudando as crenças intermediárias - TCC
Identificando e mudando as crenças intermediárias - TCC
 
Vivenciando a A.C.P. de Carl Rogers
Vivenciando a A.C.P. de Carl RogersVivenciando a A.C.P. de Carl Rogers
Vivenciando a A.C.P. de Carl Rogers
 

Semelhante a Tambor palestra completa

Tambor palestra final
Tambor palestra finalTambor palestra final
Tambor palestra final
Adila Trubat
 
Tambor final
Tambor finalTambor final
Tambor final
Adila Trubat
 
Xamanismo II
Xamanismo IIXamanismo II
Xamanismo II
Regina Oliveira
 
Aura
AuraAura
Conhecendooselementosutilizadosnapraticados terreirosdeumbanda
Conhecendooselementosutilizadosnapraticados terreirosdeumbandaConhecendooselementosutilizadosnapraticados terreirosdeumbanda
Conhecendooselementosutilizadosnapraticados terreirosdeumbanda
Patrick François Jarwoski
 
Coletânea de decretos neusa maria moraes f. pinto
Coletânea de decretos   neusa maria moraes f. pintoColetânea de decretos   neusa maria moraes f. pinto
Coletânea de decretos neusa maria moraes f. pinto
Francisco de Morais
 
Xamanismo
XamanismoXamanismo
Xamanismo
fespiritacrista
 
03 outras religioes afro-brasileiras
03   outras religioes afro-brasileiras03   outras religioes afro-brasileiras
03 outras religioes afro-brasileiras
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
03 outras religioes afro-brasileiras a
03   outras religioes afro-brasileiras a03   outras religioes afro-brasileiras a
03 outras religioes afro-brasileiras a
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
03 outras religioes afro-brasileiras a
03   outras religioes afro-brasileiras a03   outras religioes afro-brasileiras a
03 outras religioes afro-brasileiras a
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
03 outras religioes afro-brasileiras
03   outras religioes afro-brasileiras03   outras religioes afro-brasileiras
03 outras religioes afro-brasileiras
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
03 outras religioes afro-brasileiras
03   outras religioes afro-brasileiras03   outras religioes afro-brasileiras
03 outras religioes afro-brasileiras
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
03 outras religioes afro-brasileiras a
03   outras religioes afro-brasileiras a03   outras religioes afro-brasileiras a
03 outras religioes afro-brasileiras a
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Curso módulo i
Curso módulo iCurso módulo i
Curso módulo i
Douglas Fernandes
 
doutrina I
doutrina Idoutrina I
doutrina I
JulianaDanielce
 
Livro Coletânea De Decretos
Livro Coletânea De DecretosLivro Coletânea De Decretos
Livro Coletânea De Decretos
Nilson Almeida
 
Apostilachacras
ApostilachacrasApostilachacras
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 08 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 08 docApostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 08 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 08 doc
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Umbanda
UmbandaUmbanda
Totemismo
TotemismoTotemismo

Semelhante a Tambor palestra completa (20)

Tambor palestra final
Tambor palestra finalTambor palestra final
Tambor palestra final
 
Tambor final
Tambor finalTambor final
Tambor final
 
Xamanismo II
Xamanismo IIXamanismo II
Xamanismo II
 
Aura
AuraAura
Aura
 
Conhecendooselementosutilizadosnapraticados terreirosdeumbanda
Conhecendooselementosutilizadosnapraticados terreirosdeumbandaConhecendooselementosutilizadosnapraticados terreirosdeumbanda
Conhecendooselementosutilizadosnapraticados terreirosdeumbanda
 
Coletânea de decretos neusa maria moraes f. pinto
Coletânea de decretos   neusa maria moraes f. pintoColetânea de decretos   neusa maria moraes f. pinto
Coletânea de decretos neusa maria moraes f. pinto
 
Xamanismo
XamanismoXamanismo
Xamanismo
 
03 outras religioes afro-brasileiras
03   outras religioes afro-brasileiras03   outras religioes afro-brasileiras
03 outras religioes afro-brasileiras
 
03 outras religioes afro-brasileiras a
03   outras religioes afro-brasileiras a03   outras religioes afro-brasileiras a
03 outras religioes afro-brasileiras a
 
03 outras religioes afro-brasileiras a
03   outras religioes afro-brasileiras a03   outras religioes afro-brasileiras a
03 outras religioes afro-brasileiras a
 
03 outras religioes afro-brasileiras
03   outras religioes afro-brasileiras03   outras religioes afro-brasileiras
03 outras religioes afro-brasileiras
 
03 outras religioes afro-brasileiras
03   outras religioes afro-brasileiras03   outras religioes afro-brasileiras
03 outras religioes afro-brasileiras
 
03 outras religioes afro-brasileiras a
03   outras religioes afro-brasileiras a03   outras religioes afro-brasileiras a
03 outras religioes afro-brasileiras a
 
Curso módulo i
Curso módulo iCurso módulo i
Curso módulo i
 
doutrina I
doutrina Idoutrina I
doutrina I
 
Livro Coletânea De Decretos
Livro Coletânea De DecretosLivro Coletânea De Decretos
Livro Coletânea De Decretos
 
Apostilachacras
ApostilachacrasApostilachacras
Apostilachacras
 
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 08 doc
Apostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 08 docApostila obsessão   lar rubataiana -2009 .doc - 08 doc
Apostila obsessão lar rubataiana -2009 .doc - 08 doc
 
Umbanda
UmbandaUmbanda
Umbanda
 
Totemismo
TotemismoTotemismo
Totemismo
 

Mais de Adila Trubat

Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
Adila Trubat
 
Vivencia hecate
Vivencia hecateVivencia hecate
Vivencia hecate
Adila Trubat
 
Aula 13 dirofilariose
Aula 13 dirofilariose Aula 13 dirofilariose
Aula 13 dirofilariose
Adila Trubat
 
Aula 12 nematelmintos 3
Aula 12 nematelmintos 3Aula 12 nematelmintos 3
Aula 12 nematelmintos 3
Adila Trubat
 
Radiação
RadiaçãoRadiação
Radiação
Adila Trubat
 
C neoformans e linfócitos B
C neoformans e linfócitos BC neoformans e linfócitos B
C neoformans e linfócitos B
Adila Trubat
 
Técnicas de diagnóstico
Técnicas de diagnósticoTécnicas de diagnóstico
Técnicas de diagnóstico
Adila Trubat
 
Aula imune1a
Aula imune1a Aula imune1a
Aula imune1a
Adila Trubat
 
Inflamação
InflamaçãoInflamação
Inflamação
Adila Trubat
 
Alterações gênicas
Alterações gênicas Alterações gênicas
Alterações gênicas
Adila Trubat
 
Genética4
Genética4 Genética4
Genética4
Adila Trubat
 
Interação genica
Interação genicaInteração genica
Interação genica
Adila Trubat
 
Aula 1 geral hq
Aula 1 geral hqAula 1 geral hq
Aula 1 geral hq
Adila Trubat
 
Prions
PrionsPrions
Prions
Adila Trubat
 
Aula 11 Necator, Ancylostoma, Enterobius, Trichurus
Aula 11 Necator, Ancylostoma, Enterobius, TrichurusAula 11 Necator, Ancylostoma, Enterobius, Trichurus
Aula 11 Necator, Ancylostoma, Enterobius, Trichurus
Adila Trubat
 
Aula 10 nematelmintos ascaris ancilóstoma
Aula 10 nematelmintos ascaris ancilóstomaAula 10 nematelmintos ascaris ancilóstoma
Aula 10 nematelmintos ascaris ancilóstoma
Adila Trubat
 
Aula 9 fasciola hepática
Aula 9 fasciola hepáticaAula 9 fasciola hepática
Aula 9 fasciola hepática
Adila Trubat
 
Aula 8 esquistossomose
Aula 8 esquistossomoseAula 8 esquistossomose
Aula 8 esquistossomose
Adila Trubat
 
Aula 7 equinococos
Aula 7 equinococosAula 7 equinococos
Aula 7 equinococos
Adila Trubat
 
Aula 9 fasciola
Aula 9 fasciolaAula 9 fasciola
Aula 9 fasciola
Adila Trubat
 

Mais de Adila Trubat (20)

Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
Vivencia hecate
Vivencia hecateVivencia hecate
Vivencia hecate
 
Aula 13 dirofilariose
Aula 13 dirofilariose Aula 13 dirofilariose
Aula 13 dirofilariose
 
Aula 12 nematelmintos 3
Aula 12 nematelmintos 3Aula 12 nematelmintos 3
Aula 12 nematelmintos 3
 
Radiação
RadiaçãoRadiação
Radiação
 
C neoformans e linfócitos B
C neoformans e linfócitos BC neoformans e linfócitos B
C neoformans e linfócitos B
 
Técnicas de diagnóstico
Técnicas de diagnósticoTécnicas de diagnóstico
Técnicas de diagnóstico
 
Aula imune1a
Aula imune1a Aula imune1a
Aula imune1a
 
Inflamação
InflamaçãoInflamação
Inflamação
 
Alterações gênicas
Alterações gênicas Alterações gênicas
Alterações gênicas
 
Genética4
Genética4 Genética4
Genética4
 
Interação genica
Interação genicaInteração genica
Interação genica
 
Aula 1 geral hq
Aula 1 geral hqAula 1 geral hq
Aula 1 geral hq
 
Prions
PrionsPrions
Prions
 
Aula 11 Necator, Ancylostoma, Enterobius, Trichurus
Aula 11 Necator, Ancylostoma, Enterobius, TrichurusAula 11 Necator, Ancylostoma, Enterobius, Trichurus
Aula 11 Necator, Ancylostoma, Enterobius, Trichurus
 
Aula 10 nematelmintos ascaris ancilóstoma
Aula 10 nematelmintos ascaris ancilóstomaAula 10 nematelmintos ascaris ancilóstoma
Aula 10 nematelmintos ascaris ancilóstoma
 
Aula 9 fasciola hepática
Aula 9 fasciola hepáticaAula 9 fasciola hepática
Aula 9 fasciola hepática
 
Aula 8 esquistossomose
Aula 8 esquistossomoseAula 8 esquistossomose
Aula 8 esquistossomose
 
Aula 7 equinococos
Aula 7 equinococosAula 7 equinococos
Aula 7 equinococos
 
Aula 9 fasciola
Aula 9 fasciolaAula 9 fasciola
Aula 9 fasciola
 

Tambor palestra completa

  • 1. Festival do Homem Verde Tambores no paganismo
  • 2. Xamanismo O xamanismo é um termo genericamente usado em referência a práticas etnomédicas, mágicas, religiosas, e filosóficas, envolvendo cura, transe, transmutação e contato entre corpos e espíritos de outros xamãs, de seres míticos, de animais, dos mortos
  • 3. O Xamã 1.em povos da Ásia setentrional e central, esp. os siberianos e uralo-altaicos, indivíduo que, por meio de estados extáticos e invocações ritualísticas, manifesta supostas faculdades mágicas, curativas ou divinatórias. 2. em todas as sociedades humanas que apresentam formas de ritualismo mágico-religioso, indivíduo escolhido pela comunidade para a função sacerdotal, freq. em decorrência de comportamentos incomuns ou propensão a transes místicos, e ao qual se atribui o dom de invocar, controlar ou incorporar espíritos, que favoreceriam os seus poderes de exorcismo, adivinhação, cura ou magia.
  • 9. Mulheres xamãs X Bruxas Respeito pela Terra Uso de ervas para a cura Habilidade de viajar por mundos invisíveis Oferecer orientações e cura
  • 12. Nativos norte americanos Habitações de couro e galhos Agricultura, caça e pesca Divisão em tribos e clãs Grande Espírito como criador Terra e elementos da Natureza são sagrados
  • 13. Nativos norte americanos Declínio da cultura Aquisição de armas de fogo e tecidos Uso do cavalo
  • 15. Cultura Lakota Lakota fazem parte da confederação de sete tribos Sioux Grande nação Sioux Sete fogos do conselho
  • 16. Cultura Lakota O nome Sioux é derivado de uma versão Francesa do dialeto Chippewa que chamavam seus inimigos nadouessioux , uma espécie de cobra.
  • 19. Lakotas Tudo está ligado, como sangue que une uma família. Todas as coisas estão ligadas. O que acontece à Terra recai sobre os filhos da Terra. Não foi o Homem quem teceu a trama da vida. Ele é só um fio dentro dela. Tudo o que fizer à teia, estará fazendo à si mesmo
  • 20. Leis Lakota  Levante com o Sol para orar. Ore sozinho e com frequência.  Seja tolerante com aqueles que estão perdidos no caminho.  Procure conhecer-se a sí próprio.  Não permita que outros façam seu caminho  Trate os convidados do seu lar com consideração
  • 21. Leis Lakota  Não tome o que não é seu  Respeite todas as coisas que foram colocadas sobre a Terra.  Permita a cada pessoa o direito de expressão pessoal.  A energia negativa que você no Universo, voltará para você.  Pratique o otimismo  Toda a natureza faz parte da nossa família terrena
  • 22. Leis Lakota  Evite machucar o coração das pessoas  Seja sincero e verdadeiro em todas as situações  Mantenha-se equilibrado  Respeite o espaço pessoal e a privacidade dos outros  Compartilhe sua fortuna  Respeite as outras crenças religiosas
  • 24. Tambores  Os primeiros foram criados e manuseados ainda na Pré – História, com o objetivo de cultuar Deuses e como forma de agradecer a comida conseguida por meio da caça aos animais.  O homem pré – histórico acreditava que a pele de sua caça esticada em troncos de arvores reproduzia o choro do animal morto.
  • 25. Tambores  Mesmo nas religiões mais antigas, o toque dos tambores também foi utilizado não somente para o culto às divindades, mas também como forma de manter contato com os espíritos dos mortos.
  • 26. Tambores  A música e a dança sempre foram os principais geradores dessa comunicação com os Deuses.
  • 29. Tambores  O toque do tambor revela a arte de conectar- se com a Mãe Terra e com nosso eu interior, sintonizando nosso coração ao coração dela, e de viajar ao mundo do invisível, constatando nossa ancestralidade e todos os reinos da Natureza.
  • 38. Nativos norte americanos Principais povos indígenas que habitavam os Estados Unidos: - Sioux (região norte dos EUA) - Cheyenne (região centro-sul) - Apache (região sul) - Creek (região sudeste) - Kaw (região central) - Arapaho (região central) - Comanche (região sul) - Cherokee (costa leste) - Navaho (região sudoeste)
  • 39. Tambor Lakota  Histórias nativas contam que o tambor é um presente enviado pela Águia. É o veículo do xamã, que nos permite comunicar na língua sagrada do espírito.
  • 40. Tambor Lakota  A freqüência das ondas é medida em ciclos por segundo ou Hertz (Hz), e pelo comprimento da onda (EEG).
  • 41. Tambor Lakota  – DELTA, abaixo de 4 Hz, a mais longa e lenta: está associada ao sono ou inconsciência.
  • 42. Tambor Lakota  – TETA, de 4 a 8 Hz: está associada a estados de sonolência próximos da inconsciência, os períodos antes de despertar ou adormecer. Considerada ainda como os estados de devaneios e imagens hipnóticas ou semelhantes às que surgem no sonho. Manter a consciência neste estado só com treinamento, como a meditação.
  • 43. Tambor Lakota  – ALFA, de 8 a 13 Hz: está relacionada com os estados de relaxamento e bem-estar geral. Esta freqüência é produzida na região occipital do cérebro (córtex visual) quando os olhos estão fechados. A consciência está alerta, embora não concentrada, ou está concentrada no mundo interior.
  • 44. Tambor Lakota  BETA, além de 13 Hz: associa-se à atenção ativa e concentração no mundo exterior, podendo também estar relacionada aos estados de tensão, ansiedade, medo e diante do perigo.
  • 45. Tambor Lakota  O ritmo do tambor xamânico situa-se na freqüência de três a quatro batidas por segundo, o que coloca a pessoa no estado de freqüência Delta
  • 51. Tambor Lakota  A velocidade de toque para uma jornada xamânica varia de 150 a 200 batidas por minuto.  Os sons repetitivos e monótonos, permitem ao xamã alterar sua consciência.
  • 52. Tambor Lakota  Age como dispositivo de concentração que lembra continuamente o xamã de seu propósito e reduz a incessante necessidade de divagação da mente.
  • 54. Uso do Tambor Lakota  Uma batida de tambor bastante forte dá a sensação de dominar depressa as forças de estabilização, introduzindo uma mudança abrupta e radical nesse estado
  • 55. Tamborterapia - efeitos  Pode dobrar atividade das ondas cerebrais alfa, reduzindo drasticamente o stress. As mudanças cerebrais de ondas betas (concentração e atividade centrada) para ondas Alfa (calmo e relaxado), produzindo sensações de euforia e bem-estar.
  • 56. Tamborterapia  Acelera a cura física,  Estimula o sistema imunológico  Produz a sensação de bem-estar,  Libera traumas emocionais  Reintegração de si mesmo
  • 57. Tamborterapia - indicações  Stress,  Fadiga,  Hipertensão,  Asma,  Dor crônica, artrite,  Doença mental, enxaqueca, distúrbios emocionais  Câncer, esclerose múltipla, doença de Parkinson, acidente vascular cerebral, paralisia, e uma vasta gama de deficiências físicas
  • 58. Tamborterapia - efeitos  Fornece uma abordagem secular para acessar um poder superior.  Libera sentimentos negativos, bloqueios e traumas emocionais.  Fornece um meio para o indivíduo auto- realização.  Reduz a tensão, ansiedade e estresse.  Estimula o sistema imunológico
  • 59. Tamborterapia - efeitos  Cria um senso de conexão consigo mesmo e com os outros.
  • 60. Tamborterapia - efeitos  Ajuda-nos a experiência de estar em ressonância com os ritmos naturais da vida. Podemos aprender a “fluir”, com os ritmos da vida, simplesmente aprendendo a sentir a batida, pulso
  • 62. Consagração do tambor Leste – amarelo, fogo, águia. Energia do Sol Caminho do discernimento. O visionário. Portal da clareza mental. COMO EU VEJO
  • 63. Consagração do tambor Sul – vermelho, água, lobo. Caminho do amor e da evolução. O curador. O portal das emoções. COMO EU SINTO
  • 64. Consagração do tambor Quatro direções sagradas Oeste – preto, terra, urso. Caminho do guerreiro. Caminho da cura física e da introspecção. Portal da Saúde do corpo físico. COMO EU EXPRESSO
  • 65. Consagração do tambor Quatro direções sagradas Norte – branco, ar, búfalo. Caminho do mestre. O poder da sabedoria e dos conhecimentos ancestrais. Portal da espiritualidade. COMO EU CONECTO