14 1820 e o liberalismo

534 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
534
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

14 1820 e o liberalismo

  1. 1. Napoleão Bonaparte era um militar ambicioso, que ficou à frente do Governo Francês, depois das muitas vitórias alcançadas sobre os inimigos da França.
  2. 2. Napoleão Bonaparte dominou uma grande parte da Europa, excepto Inglaterra que continuava a opor-se e a resistir à França revolucionária. Então no dia 21 de Novembro de 1806, ordenou que todos os portos se fechassem aos navios Ingleses. Este ultimato ficou conhecido por “Bloqueio Continental”.
  3. 3. Portugal não aderiu ao “Bloqueio Continental”. Por isso as tropas de Junot, no mês de Setembro de 1807, invadiram Portugal dando início à 1.ª invasão francesa.
  4. 4. A rainha e o Príncipe D. João, para não serem presos pelas tropas francesas fugiram para o Brasil, em Setembro de 1807. Com eles partiu toda a corte, magistrados, alguns funcionários e aqueles que os quiseram acompanhar.
  5. 5. A RESISTÊNCIA POPULAR
  6. 6. Junot distribuiu as suas tropas por todo o território português, que destruíram culturas, incendiaram povoações, mataram pessoas e roubaram das igrejas, casas e dos solares as coisas que pareciam ter valor.
  7. 7. A Inglaterra, aliada de Portugal e a quem foi pedida ajuda, mandou embarcar cerca de 9000 militares para ajudar os portugueses que começavam a criar algumas unidades de resistência aos franceses.
  8. 8. Em 1808 um exército comandado pelo general Wellesley atacou e venceu os franceses em duas batalhas muito importantes (Roliça e Vimeiro) forçando Junot a assinar um tratado de paz, a Convenção de Sintra, pelo qual Sintra Junot teria que sair de Portugal com todas as suas tropas.
  9. 9. Batalha da Roliça – Óbidos Batalha do Vimeiro - Lourinhã
  10. 10. Em 1809 Napoleão mandava outro General, Soult, invadir Soult Portugal. Este encontrou grande resistência e acabou por abandonar Portugal.
  11. 11. Em 1810 enviou tropas com um novo General no comando, Massena. Este Massena General tinha fama de nunca ter sido derrotado. No entanto, na Batalha do Buçaco o seu exército perdeu. Ainda tentou chegar a Lisboa mas não conseguiu pois foi travado nas linhas de Torres Vedras.
  12. 12. Em 4 de março de 1811, Massena viu-se obrigado 1811 a desistir e a retirar-se definitivamente de Portugal.
  13. 13. Destruição do Reino e atraso económico devido às invasões francesas
  14. 14. Ausência do rei e da Corte que estavam no Brasil
  15. 15. Ocupação de cargos militares e políticos por ingleses (ex: General Beresford)
  16. 16. 1810 TRATADO DE COOPERAÇÃO E AMIZADE Controlo da vida económica pelos ingleses (ex: abertura dos portos brasileiros a Inglaterra)
  17. 17. SITUAÇÃO POLÍTICA SITUAÇÃO ECONÓMICA 1817 – O General Gomes Freire de Andrade organiza uma conspiração que falha. 1818 – Forma-se uma organização secreta – SINÉDRIO dirigida por Manuel Fernandes Tomás e formada por burgueses, militares, comerciantes e juízes descontentes que prepara uma revolução.
  18. 18. OBJETIVOS: Instaurar um regime liberal pondo fim ao absolutismo; Acabar com a influência inglesa; Obrigar a família real a regressar do Brasil.
  19. 19. MARCAÇÃO DE ELEIÇÕES PARA AS CORTES CONSTITUINTES (conjunto de deputados que elaborariam a 1.ª Constituição)
  20. 20. DURANTE A PRESENÇA DO REI NO BRASIL: O BRASIL PASSOU DE COLÓNIA A REINO (1815) O RIO DE JANEIRO PASSOU A SER SEDE DE GOVERNO O BRASIL DESENVOLVEU-SE (ESTRADAS, ESCOLAS, BIBLIOTECAS,…)
  21. 21. DECISÕES DAS CORTES CONSTITUINTES (1822) (1822 O BRASIL VOLTARIA A SER COLÓNIA O COMÉRCIO DO BRASIL DEIXARIA DE SER LIVRE D. PEDRO DEVIA REGRESSAR A PORTUGAL
  22. 22. 7 de Setembro de 1822 D. PEDRO PROCLAMA A INDEPENDÊNCIA DO BRASIL (“GRITO DO IPIRANGA”) E TORNA-SE 1.º IMPERADOR DO BRASIL INDEPENDÊNCIA OU MORTE!!!!!
  23. 23. ABSOLUTISTAS CLERO NOBREZA D. MIGUEL (IRMÃO DE D. PEDRO)
  24. 24. QUERO CONTINUAR NO BRASIL!!!
  25. 25. ESPEREM ATÉ VEREM O QUE VOS VAI ACONTECER … JURO RESPEITAR A CONSTITUIÇÃO !!!
  26. 26. EU RENDO-ME! NÃO ME BATAM MAIS!

×