O budismo

2.472 visualizações

Publicada em

EMRC_9.ano

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

O budismo

  1. 1. » A imagem que simboliza o ensinamento de Buda é a Roda da Lei. É um círculo de oito braços com direções diferentes e cada braço representa as práticas do Nobre Caminho como Compreensão, Pensamento, Fala, Ação, Meio de Vida, Atenção, Sabedoria e Visão.
  2. 2. Dogen no Genjōkōan ( 現成公案 Estudar o Caminho é estudar a si próprio. Estudar a si próprio é esquecer-se de si próprio. Esquecer-se de si próprio é tornar-se iluminado por todas as coisas do universo. Ser iluminado por todas as coisas do universo é livrar-se do corpo e da mente de si próprio bem como o dos outros. Até mesmo os traços da iluminação são eliminados, e vida com iluminação sem traços continua para sempre.
  3. 3. » O Budismo não é propriamente uma religião mas mais uma filosofia de vida, visto que, no centro da sua mensagem está o homem; Deus fica numa enigmática penumbra.
  4. 4. » O objetivo do Budismo – ˃ é chegar ao Nirvana que significa apagar os fogos da saudade e do apego (este pode ser atingido nesta vida). ˃ Ensina a via para fugir ao sofrimento e à dor. » "Há uma esfera que não é certa, nem água, nem fogo, nem ar: a esfera do nada. é só aí o fim do sofrimento"
  5. 5. » Um dos princípios fundamentais do budismo é o desenvolvimento de uma atitude de compaixão ou benevolência, de amor, e de comunidade com todos os seres vivos, sem ferir, ofender ou depreciar nenhum deles.
  6. 6. » É a meta do budismo. » É o apagar do fogo das paixões e a extinção do ego. » É não necessitar mais reencarnar. » É o que todo budista procura por toda vida, a paz absoluta. » É o que faz do homem comum um Buda. » É a iluminação. » É a extrema paz.
  7. 7. » Os rituais budistas variam de uma escola para outra. Tradicionalmente, incluem venerar a Buda e recitar as Três Jóias e os Cinco Preceitos. O culto pode dar-se num santuário em casa ou num templo.
  8. 8. » Preces A prece, em vez de servir para pedir alguma coisa, é uma tentativa de combinar os pensamentos íntimos com as boas energias.
  9. 9. » Prostração Embora Buda não seja venerado como um deus, os budistas homenageiam-no e agradecem por seus ensinamentos ao inclinarse, ajoelhar-se a prostrar-se diante de sua imagem.
  10. 10. » Oferendas Os budistas fazem oferendas simbólicas, como flores, velas e incenso, em templos e santuários. As flores simbolizam a natureza fugaz da vida terrena; a chama de uma vela representa a luz da iluminação; o aroma do incenso reflete a expansão do dharma (verdadeira realidade).
  11. 11. » Esmolas Monges e monjas levam uma vida de pobreza. Para sobreviver dependem de esmolas dadas pelos leigos. A cada dia, monges fazem coletas em sua comunidade local. Doar comida e roupas é prática comum de budistas leigos para adquirir mérito.
  12. 12. O notável Templo do Buda, quando foi redescoberto, estava coberto por uma montanha de argila e cercado por uma densa floresta de espinhos. Hoje, Kushinagar recuperou a sua importância » tornou-se um local de peregrinação e Perambulação muito visitado, principalmente para os adeptos do Caminhar ao redor de um budismo. sítio sagrado é ritual comum no budismo tibetano. Os peregrinos devem caminhar três vezes ao redor de um mosteiro ou santuário, numa evocação das Três Jóias.
  13. 13. » Ritos Fúnebres Os budistas são cremados ou enterrados. Uma variedade de costumes e ritos prevalece em diferentes partes do mundo budista. Cinzas
  14. 14. » Ritos Fúnebres Os parentes próximos de um agonizante tentam ajudá-lo a preparar-se para a morte, considerada um estado de repouso abençoado.
  15. 15. » Ritos Fúnebres Muitas vezes, monges são encarregados pela família de orar pelos mortos e praticar ritos fúnebres.
  16. 16. » Ritos Fúnebres Muitas vezes, monges são encarregados pela família de orar pelos mortos e praticar ritos fúnebres.
  17. 17. Casamento budista »Diferente da maioria das religiões os budistas veem o casamento como um compromisso pessoal dos jovens que pretendem se casar, claro que essa cerimônia é religiosa, mas eles têm mais liberdade nos seus relacionamentos.
  18. 18. Casamento budista »Antes de pedir a noiva em casamento, o noivo envia um amigo para a casa da moça para saber se sua família é recetiva à proposta, o amigo leva uma garrafa de vinho e um lenço branco de seda.
  19. 19. Casamento budista »Quando a família da noiva aceita, ambos marcam o noivado e o noivo presenteia sua amada. Primeiro os noivos realizam a cerimonia civil e depois a religiosa, com as bênçãos dos monges budistas.
  20. 20. Casamento budista - etapas »Na cerimônia de casamento as famílias, amigos e noivos se acomodam em frente ao altar do deus Buddha, que é decorado com flores e velas e recitam alguns votos, poemas e agradecimentos de costume, que são chamados de Tisarana, Pancasila e Vandana, logo após os noivos acendem as velas e incensos e fazem oferendas para deus, os budistas possuem uma forma de adoração muito diferente da nossa.
  21. 21. Casamento budista - etapas »Para finalizar a cerimônia os pais oferecem suas bênçãos aos noivos citando o que chamam de Mangala Sutaa e Jayamangala Gatha.
  22. 22. Casamento budista - etapas »Como toda boa festa de casamento, os budistas comemoram com muita dança e música, mas homens e mulheres dançam separados. Para encerrar a festa de casamento é oferecido um banquete com pratos tradicionais e típicos do norte da Índia.
  23. 23. Casamento budista - etapas »Toda mulher sonha com o dia em que será uma noiva e terá o dia mais especial da sua vida, o amor entre o homem e a mulher é celebrado ao redor do mundo todo. »O casamento é sempre uma ocasião muito alegre, independente da cultura e localidade, o importante é simbolizar o dia mais feliz da demonstração de amor entre um homem e uma mulher.
  24. 24. Casamento budista - etapas »Toda mulher sonha com o dia em que será uma noiva e terá o dia mais especial da sua vida, o amor entre o homem e a mulher é celebrado ao redor do mundo todo. »O casamento é sempre uma ocasião muito alegre, independente da cultura e localidade, o importante é simbolizar o dia mais feliz da demonstração de amor entre um homem e uma mulher.

×