O slideshow foi denunciado.

RevisõEs 2.º Teste

8.085 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

RevisõEs 2.º Teste

  1. 1. Revisões para o Teste
  2. 2. Sobre a Revolução Francesa... <ul><li>Data: 1789
  3. 3. Local: França
  4. 4. Revoltosos: Burguesia e Povo
  5. 5. Objectivo: A cabar com o poder absoluto do Rei e com os pesados impostos e obrigações para com a Nobreza e o Clero.
  6. 6. Lema: “Igualdade, Liberdade e Fraternidade!” </li></ul>
  7. 7. Sobre Napoleão e o Império... <ul><li>Napoleão: General e Imperador Francês.
  8. 8. Bloqueio Continental: Em 1806, Napoleão ordenou que todos os países europeus fechassem os seus portos aos navios ingleses.
  9. 9. Oposição ao Bloqueio Continental: Portugal não obedeceu ao Bloqueio Continental por ser aliado da Inglaterra. </li></ul>
  10. 10. Sobre as Invasões Francesas... <ul><li>Portugal foi invadido três vezes pelas tropas francesas de Napoleão:
  11. 11. 1.ª Invasão – General Junot. Derrotas na Batalha da Roliça e Batalha do Vimeiro.
  12. 12. 2.ª Invasão – General Soult.
  13. 13. 3.ª Invasão – General Massena. Derrotado no Buçaco. </li></ul>
  14. 14. Sobre as Invasões Francesas... <ul><li>Portugal ficou muito destruído após as Invasões Francesas. O rei continuava no Brasil que, mais tarde, viria a ser um reino independente. Os ingleses continuavam em Portugal e controlavam o comércio. </li></ul>
  15. 15. Sobre a Revolução Liberal... <ul><li>Data: 1820
  16. 16. Local: Porto
  17. 17. Organização: Sociedade secreta chamada – o Sinédrio.
  18. 18. Objectivos da Revolução Liberal :
  19. 19. - Explusar os Ingleses;
  20. 20. - Por fim à Monarquia Absoluta e implementar uma Monarquia Liberal ou Parlamentar. </li></ul>
  21. 21. Sobre as Cortes Constituintes... <ul><li>Em 1820 tiveram lugar as primeiras eleições . Tinham como objectivo eleger os deputados para as Cortes Constituintes. A sua função era a de elaborar uma Constituição para Portugal. Quando D. João VI regressou do Brasil jurou respeitar a Constituição de 1822. </li></ul>
  22. 22. Sobre a Monarquia Absolutista Vs Monarquia Liberal...
  23. 23. Sobre a Monarquia Liberal/Constitucional <ul><li>Uma Monarquia Constitucional tem como base um documento escrito que é a Constituição. ( Lei fundamental da organização política de uma nação soberana. São normas que determinam a forma de governo, instituem seus poderes públicos, regulam as suas funções, asseguram as garantias e a independência dos cidadãos em geral e estabelecem os direitos e deveres essenciais e recíprocos entre eles e o Estado.) </li></ul>
  24. 24. Sobre a Independência do Brasil... <ul><li>Em 1822, D. Pedro decretou a independência do Brasil com um discurso famoso onde referiu “Independência ou Morte!”.
  25. 25. Foi o famoso “Grito do Ipiranga!” . </li></ul>
  26. 26. Sobre os Liberais Vs Absolutistas... <ul><li>Os liberais eram, na sua maioria, burgueses (comerciantes, proprietários, juízes, médicos…) que defendiam a monarquia liberal. </li></ul><ul><li>Os absolutistas eram na sua maioria nobres e clérigos que chefiados por D. Miguel queriam regressar à monarquia absoluta. </li></ul>
  27. 27. Sobre a Guerra Civil... Com a vinda de D. João VI para Portugal, D. Pedro, seu filho, ficou a governar o Brasil e quando as cortes exigiram o seu regresso este, com o apoio da burguesia, declarou a independência daquela território. No entanto, quando D. João VI morreu D. Pedro é declarado rei de Portugal e tenta negociar com o seu irmão, D. Miguel, uma forma de governar Portugal que fosse do agrado dos dois grupos que se opunham – Liberais e Absolutistas. Deixou o trono para a sua filha e D. Miguel como regente. No entanto este, rapidamente, deixou de respeitar as condições de D. Pedro e corou-se rei absoluto. Os absolutistas começaram a perseguir os liberais e D. Pedro organizou um exército que desembarcou em Portugal vindo dos Açores e tomou a cidade do Porto. Estava iniciada uma guerra civil.
  28. 28. Confronto… D. Pedro IV - Liberal D. Miguel I - Absolutista Vs
  29. 29. O desembarque… <ul><li>Em 8 de Junho de 1832, o exército liberal comandado por D. Pedro desembarcou na praia de Pampelido - Mindelo e seguiu para a cidade do Porto que ocupou sem resistência… </li></ul>
  30. 30. A resposta militar de D. Miguel… <ul><li>D. Miguel organizou as suas tropas e cercou a cidade do Porto. Foram tempos difíceis: faltou comida, houve muitas doenças e morreu muita gente. </li></ul>
  31. 31. D. Pedro e a solução… <ul><li>Perante uma derrota quase que certa, D. Pedro e os militares liberais decidiram que a solução passava por uma nova frente de combate. Organizaram uma nova armada comandada pelo Duque da Terceira que desembarcou no Algarve.
  32. 32. D. Miguel ao saber desta armada levantou o cerco do Porto e enviou parte do seu exército para o sul… </li></ul>
  33. 33. O fim da Guerra Civil… <ul><li>Após um conjunto de derrotas de D. Miguel, principalmente nas batalhas de Almoster e Asseiceira, os Absolutistas foram obrigados a assinar um acordo de paz – a Convenção de Évora Monte. </li></ul>
  34. 34. E depois…? <ul><li>Durante 2 anos, Portugal viveu numa guerra civil.
  35. 35. D. Miguel foi expulso de Portugal . Quando D. Pedro IV morreu foi D. Maria quem ficou no trono de Portugal.
  36. 36. A derrota de D. Miguel contribuiu para o triunfo da monarquia constitucional que se manterá em Portugal até 1910. </li></ul>
  37. 37. Bom estudo e Bom trabalho! FIM

×