1. curiosidades sobre a libras

1.864 visualizações

Publicada em

Curiosidades sobre a Libras

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.864
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
21
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
37
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1. curiosidades sobre a libras

  1. 1. - Deficiente auditivo, surdo ou surdo-mudo? - Libras é uma língua ou uma linguagem? - Libras é uma língua universal? - Os significados dos sinais são óbvios? - Vídeo: Deaf Perception
  2. 2. Surdo-mudo? O termo “surdo-mudo” é rejeitado pelos grupos e associações de surdos. O portal da Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos (FENEIS) explica que a expressão “tem sua raiz na história, num tempo muito antigo quando a pessoa Surda estava condenada à mudez. Ser surdo significava automaticamente ser mudo, e pior, ser um abandonado, excluído, desacreditado!” Qual termo seria, então, mais adequado? A palavra “surdo” seria o termo mais apropriado e capaz de minimizar a estigmatização das pessoas surdas, pois não focaliza em questões físicas ou biológicas, mas considera a surdez em relação as suas particularidades e à condição linguística diferenciada. Esta diferença não diz respeito a um modo melhor ou pior de se comunicar, apenas diferente. Disponível em : http://www.papodehomem.com.br/pequeno-guia-para-entender-as-linguas-de-sinais Acessado em 21/4/2015.
  3. 3. Imagem disponível em : http://palavragestual.blogspot.com.br/2012/07/surdo-mudo-apague-esta-ideia.html Acessado em 21/4/2015.
  4. 4. Apesar do termo "surdo-mudo" volta e meia aparecer na mídia, é considerado depreciativo e inadequado. Jornal A Razão, Santa Maria, 14 de fevereiro de 2006
  5. 5. STROBEL, Karin L. História dos Surdos: representações “mascaradas”das identidades surdas. In: Estudos Surdos II. Petrópolis, RJ: Arara Azul, 2007.
  6. 6. Mas há também exemplos inspiradores. Como o personagem Humberto da turma da Mônica que em uma historinha de maio de 2006 passou a se comunicar em Libras. Humberto não é mudo não, mas se expressa por sinais e a turminha também aprendeu como se comunicar com ele.
  7. 7. Língua ou linguagem? • As línguas de sinais são línguas, assim como é o português, inglês ou espanhol. E a linguística e neurolinguística já vem comprovando isso há algum tempo. • Em 1960 se deu o primeiro passo importante para o reconhecimento da Língua de Sinais como uma língua dotada de estrutura gramatical pelo trabalho de William Stokoe, que publicou Sign Language Structure, que Oliver Sacks considera o “primeiro caso de atenção séria e científica dada ao sistema de comunicação visual dos surdos americanos". • Os estudos científicos são recentes mas sabe-se que, como as línguas orais, a língua de sinais é constituída por mecanismos fonológicos, semânticos, sintáticos e morfológicos, tendo como principal característica seu caráter visual-espacial.
  8. 8. Cada país tem sua língua de sinais • É bastante comum a suposição de que todas as línguas de sinais são iguais ou que se deveria criar uma língua de sinais internacional. Mas assim como cada país tem seu idioma, tem também sua língua de sinais.
  9. 9. Os significados dos sinais são óbvios? • Não. Pelo menos não todos. Existem tantos sinais icônicos (que fazem alusão a imagem do que representam), quanto arbitrários (que não mantêm semelhança com o que representam). Fonte: Dicionário enciclopédico ilustrado trilíngue da língua de sinais brasileira. Exemplo de sinal icônico: ESCOVAR DENTES. Exemplo de sinal arbitrário: CONVERSAR.
  10. 10. Vídeo: DEAF PERCEPTION Disponível em : https://www.youtube.com/watch?v=spIU3nYorPY Acessado em: 21/4/2015.

×