Aula 3 telescopios gttp 2014

723 visualizações

Publicada em

aula nr 3 telescopios e binoculos - GTTP 2014 ministrada pela profa mestre rachel zuchi faria

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
723
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
44
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 3 telescopios gttp 2014

  1. 1. Galileo Galilei (1564 – 1642)
  2. 2. Conhecendo um Telescópio Cotovelo Ocular Buscadora Tubo Lente Objetiva Berço Cabos de ajuste fino Base Focalizador Tripé Foto: http://www.netserv31.com/ecommerce_site/arquivos7886/arquivos/Octans70EQ.jpg Modelo Refrator Montagem Contra peso
  3. 3. Conhecendo um Telescópio Espelho Primário Espelho Secundário Foto:http://catarina-niny-cfq-8d.blogspot.com.br/ Foto:http://www.astrobrasil.com/ecommerce_site/arquivos4527/arquivos/1377029427_1.jpg Modelo Refletor Lente Barlow
  4. 4. Ampliação Expectativa... Realidade... 1ª Foto: http://www.if.ufrgs.br/oei/solar/solar17/saturn.jpg 2ª Foto: Jaqueline Campos Compre o telescópio pelo tamanho de sua abertura! Imagem: Jaqueline Campos
  5. 5. Calculando o Aumento Útil A = D x 2.5 A = 100 x 2.5 A = 250X A = Aumento útil; D = Diâmetro da lente objetiva ou espelho primário em milímetros (mm); 2.5 = Constante matemática (observacional). *Como exemplo, utilizamos uma abertura de 100 mm. Para essa abertura o Aumento Útil do telescópio será de até 250 X.
  6. 6. Utilizando o Telescópio Luminosidade – Relação F/D Quantidade de luz captada pelo telescópio Utilizamos como exemplo um telescópio 1000/100, onde: D = diâmetro da lente objetiva ou espelho primário em milímetros, no caso, 100 mm; F = distância focal, ou seja, o caminho que a luz percorre entre as lentes ou os espelhos, no caso, 1000 mm. Agora basta dividir o F pelo D. Ex.: F = 1000 = 10 Telescópio F/10 D 100
  7. 7. Utilizando as lentes oculares Você pode calcular a ampliação do objeto que você está observando de uma forma bastante simples! Ex.: A = Aumento utilizado; F = Distância focal do telescópio “1000 mm”; f = Distância focal da lente ocular “20 mm”. A = F A = 1000 A = 50X f 20 O resultado é a quantidade de vezes que você está observando o objeto, no caso, 50 X (vezes) de aumento. Foto: http://leobenez.tripod.com/images/e018.jpg
  8. 8. Usando a Barlow 2X (aumento) com o aumento proporcionado pela ocular de 20 mm no exemplo citado acima: Aumento da ocular = 50X Lente Barlow = 2X 50 x 2 = 100 X Esse conjunto de lentes proporciona um aumento de 100 X do objeto observado. Foto:http://www.astrobrasil.com/ecommerce_site/arquivos4527/arquivos/1377029427_1.jpg A Barlow
  9. 9. Telescópio refrator e refletor Refrator O primeiro modelo de telescópio criado. Esse modelo possui até três lentes objetivas localizadas na parte da frente do tubo. Monocromático – Uma lente Acromático – Duas lentes Apocromático – Três lentes Foto: http://www.binoculos.net/ecommerce_site/produto_3973_8065_Telescopio-Refrator-70mm-Toya-Galaxy- Ultraoptec-HRT-70L
  10. 10. Telescópio refrator e refletor Refrator Imagem: Antônio Martini Junior
  11. 11. Telescópio refrator e refletor Refrator – Aberração Cromática Imagem: http://www.sketchupbrasil.com/modules/xforum/viewtopic.php?post_id=57172
  12. 12. Telescópio refrator e refletor Refletor Pode ser mais luminoso*; É composto por dois espelhos; Não possuem aberração cromática Foto:http://catarina-niny-cfq-8d.blogspot.com.br/
  13. 13. Telescópio refrator e refletor Refletor Imagem: http://www.inape.org.br/astronomia-astrofisica/conhecendo-o-telescopio
  14. 14. Telescópio refrator e refletor Nota: Telescópios refratores não exigem manutenção regular como alinhamento, apenas a limpeza de suas lentes que pode ser realizada com uma bombinha de ar para remover grãos de poeira. Já os telescópios refletores têm a necessidade de uma manutenção regular, limpeza de suas peças e possível alinhamento do espelho, chamado de colimação.
  15. 15. Modelos de Refletores Imagem e foto: http://www.telescopiosastronomicos.com.br/refletores.html Telescópio Newtoniano Espelho primário côncavo; Espelho secundário plano inclinado a 45°; Ocular localizada na lateral do tubo.
  16. 16. Telescópio refrator e refletor Telescópio Cassegrain (misto) Espelho primário parabólico; Espelho secundário convexo hiperbólico; Ocular localizada ao fundo do tubo; Distancia focal longa, luminosidade menor e tubo mais curto. Imagem: http://www.telescopiosastronomicos.com.br/refletores.html
  17. 17. Telescópio refrator e refletor Telescópio Espacial Hubble Imagem: http://gacarlsagan.blogspot.com.br
  18. 18. Telescópio refrator e refletor Telescópio Espacial Hubble Modelo Cassegrain; Lançado em 1990; Espelho primário de 2,40 m; Painéis solares; Baterias de hidrogênio-níquel COSTAR; Câmeras.
  19. 19. Diferentes tipos de montagens Base Alta-zimutal Movimentação na horizontal e vertical; Coordenadas altazimutais: Altura e azimute; Altura é medida em graus do horizonte ao zênite, de 0° a 90°; Azimute é medida a partir do ponto cardeal norte em sentido para o leste contando 90° para cada ponto cardeal. Imagem e foto: http://www.gea.org.br/historia/2003postilaleituradoceu.htm e http://www.omegon.eu/pt/omegon- telescopio-ac-70-700-az-2/p,20643
  20. 20. Diferentes tipos de montagens Montagem Equatorial Foto: http://www.astroshop.de/fr/telescope-omegon-n-150-750-eq-3/p,13764 Adaptada por Jaqueline Campos
  21. 21. Diferentes tipos de montagens Montagem Equatorial – O Eixo Polar O eixo polar deve ser alinhado paralelamente com o eixo de rotação da Terra, o mais próximo possível com a latitude da sua cidade (no caso de Santo André -23°39’). Se o instrumento estiver perfeitamente apontado, quando o eixo de declinação estiver na horizontal ele estará exatamente alinhado com o pólo celeste.
  22. 22. Diferentes tipos de montagens Montagem Equatorial – O Pólo Celeste Sul Imagem: http://pequenoastronomo.blogspot.com.br/2011/05/como-encontrar- o-polo-celeste-sul-e- o.html Madeiro maior
  23. 23. Diferentes tipos de montagens Montagem Equatorial – Eixo de Declinação Permite direcionar o instrumento pra qualquer lugar do céu ao norte ou ao Sul a partir do Equador Celeste.
  24. 24. Binóculos
  25. 25. Campo de visão
  26. 26. •C Sem ajuste Com ajuste
  27. 27. Agradecimentos: Thiago Wenzler Coordenador Administrativo Prof. Dr. Marcos Calil Coordenador Científico Prof. Mestrando Emerson Roberto Perez Educador Eng. Mauro Kanashiro Educador E a toda equipe do Planetário Johannes Kepler
  28. 28. Rua Juquiá, 135 (altura) Santo André – SP /sabina.planetario .sabina.org.br 44222000 sabina@santoandre.sp.gov.br

×