SlideShare uma empresa Scribd logo
O Sistema Solar
Sol
Planetas
Satélites
Cometas
Asteróides
O Sistema Solar
Sol
Sol
É composto basicamente
de hidrogênio (74% de sua massa)
e hélio (24% da sua massa), com traços de
outros elementos, incluindo ferro,
níquel, oxigênio, silício, enxofre, magnésio,
néon, cálcio e crômio.
O SOL é
a estrela central
do Sistema Solar.
Todos os outros
corpos do Sistema
Solar, giram ao
seu redor.
Temperatura do Interior do Sol:
10.000.000ºC
O SOL representa 99,86% da massa do Sistema
Solar e possui uma massa 332.900 vezes maior
que a da Terra.
CURIOSIDADE!!!
A luz solar demora aproximadamente
8 minutos e 18 segundos para chegar à Terra.
Nesta imagem você ERUPÇÕES SOLARES que
explodem da superfície do Sol na forma de
colunas que são atiradas ao espaço.
O SOL LIBERA MUITOS TIPOS DE RADIAÇÃO
(ondas de rádio, raios ultravioleta, raios gama e
raios X) além de luz e calor.
A atmosfera da Terra nos protege dos efeitos
nocivos dos raios ultravioleta e raios-X.
Ciclo de vida do Sol
Comparação do tamanho do Sol com os
outros planetas do Sistema Solar.
Outras estrelas,
como o Sol.
Constelação de Orion
O Sistema Solar
PLANETAS
SATÉLITES
MERCÚRIO
MERCÚRIO É O MENOR
E O PLANETA MAIS
PRÓXIMO DO SOL e por
isso ele gira tão
rapidamente ao redor
dessa estrela. Enquanto
um ano na Terra dura
365 dias, em
MERCÚRIO O ANO
DURA 88 DIAS.
Apresenta a
menor inclinação em
relação ao plano da órbita
dentre todos os planetas
do Sistema Solar.
Translação de Mercúrio compara com a translação da Terra
A figura acima mostra a comparação entre o tamanho
de Mercúrio e da Terra. Nosso planeta é
aproximadamente 2,5 vezes maior que Mercúrio.
Por estar tão próximo do Sol e NÃO POSSUIR UMA
ATMOSFERA, a face de Mercúrio que está voltada
para o Sol possui uma temperatura extremamente
elevada, aproximadamente 427oC.
Enquanto a face que esta escura, por não receber
luz e calor diretamente do Sol é muito fria, atinge
o valor aproximado de -173oC.
A superfície de
Mercúrio possui
uma grande
quantidade de
crateras e elas
surgiram pelo
fato de
asteróides e
meteoros terem
se chocado com
a superfície.
Vênus
Recebeu seu nome em
homenagem à deusa
romana do amor e da
beleza Vênus, equivalente
a Afrodite.
VÊNUS É O PLANETA MAIS QUENTE DO
SISTEMA SOLAR e tem algumas
características semelhantes (seu
tamanho, a massa e a distância em
relação ao Sol) se comparado ao nosso
planeta.
Mas, Vênus tem uma característica bem
diferente da Terra, ELE GIRA EM UM SENTIDO
OPOSTO AO DA TERRA E TÃO LENTAMENTE
que UM DIA EM VÊNUS corresponde a
aproximadamente 243 DIAS DA TERRA.
Mas a atmosfera de VÊNUS comparada
com a Terra é carregada de nuvens, o
que torna impossível ver a sua
superfície. Até o momento não se
encontrou nenhuma forma de vida.
A ATMOSFERA DE VÊNUS É
CARREGADA DE NUVENS DE GÁS
CARBÔNICO, o que torna a
respiração impossível de ser
realizada neste planeta.
VÊNUS NÃO ESTÁ TÃO PRÓXIMO
DO SOL COMO MERCÚRIO, no
entanto a SUA GROSSA
ATMOSFERA RETÉM O CALOR
CRIANDO UMA ESTUFA. Durante o
dia ele torna-se mais quente que
Mercúrio e a sua temperatura
chega a 484oC.
As nuvens de sua
atmosfera refletem a luz
do Sol, por esta razão
VÊNUS É TÃO BRILHANTE
para nós aqui da Terra.
Vênus refletida no Oceano Pacífico à noite.
Vênus refletida no Oceano Pacífico à noite, o
planeta é mais brilhante que qualquer estrela.
Vênus ao amanhecer. Ao amanhecer é denominado “estrela”
D’Alva e no entardecer “estrela” da tarde (Vésper).
A superfície de
Vênus também
POSSUI MUITAS
CRATERAS
formadas pelos
meteoritos e
asteróides que se
chocam contra o
planeta. Nesta
imagem feita pela
NASA vemos a
cratera de
Dickinson.
TERRA
É também designada
como Mundo ou Planeta Azul.
A TERRA
localiza-se no
Sistema Solar
entre Vênus e
Marte. ELA É O
TERCEIRO
PLANETA MAIS
PRÓXIMO DO
SOL E O QUINTO
DO SISTEMA
SOLAR EM
TAMANHO.
Recentemente
estudos revelaram
que TERRA TEM A
FORMA GEÓIDE,
ou seja, é um
corpo irregular
quase esférico
devido ao
achamento dos
polos.
A TERRA É IRREGULAR, pois
existem lugares planos e
elevados e áreas mais baixas.
A Lua é o
único satélite
natural conhecido
da Terra, tendo
começado a
orbitá-la há 4,53
bilhões de anos.
A LUA é o
único satélite
natural da Terra e
o quinto maior do
Sistema Solar.
É o mais brilhante
objeto no céu a
seguir ao Sol,
embora a sua
superfície seja na
realidade escura.
Por volta de 1600,
Galileu e outros
astrônomos fizeram
as primeiras
observações da
superfície lunar
utilizando telescópios,
descobrindo uma
infinidade de crateras
na sua superfície.
Desde esta época a
Lua é o corpo celeste
que mais informações
temos do Sistema
Solar.
Cratera
lunar.
A LUA é o único corpo celeste para além da Terra no
qual os seres humanos já pisaram. O dia foi 20 de
julho de 1969 e os astronautas foram NEIL
ARMSTRONG e em seguida EDWIN ALDRIN, a nave
que os levou até lá chamava-se Apolo 11.
Modelo do Sputnik II, a
nave espacial
de Laika.
Laika era uma cadela sem dono: foi
o primeiro animal do espaço.
As Fases da Lua
A LUA demora cerca
de 27 dias para dar a
volta ao redor da
Terra e de seu
próprio eixo. Por
isso, é sempre o
mesmo lado que fica
de frente para o
nosso planeta,
chamado de lado
visível. A outra parte,
conhecida como lado
oculto, só foi
visualizada a partir
da viagem de sondas
espaciais.
Fases da Lua
Lado visível da LuaLado escuro da Lua
A atração existente
entra LUA e a Terra
provoca o efeito
das marés. Facilmente
observado nos mares e
oceanos, o que poucos
sabem é que o
fenômeno de marés
também pode ser
observado nos
continentes, onde
ocasiona variações de
dezenas de centímetros.
A LUA e as Marés
MARTE
MARTE, O QUARTO
PLANETA A
PARTIR DO SOL.
A temperatura em
Marte é bem
variável, já que
temperatura
média durante o
dia gira em torno
de 25º C e
durante a noite
gira em torno de –
125º C.
Comparando a Terra com Marte
ele é bem menor.
Com o envio de sondas espaciais para estudar o
planeta vermelho, muita coisa mudou daquilo que se
imaginava sobre Marte. Sondas espaciais pousaram
na superfície de Marte e fizeram experimentos no
solo e na atmosfera marciana e descobriu-se que o
SOLO CONTÉM ARGILA RICA EM FERRO, e que o
ferro é o que dá a Marte sua cor vermelha.
Marte visto pelo robô Spirit.
Nos polos de Marte encontraremos uma capa de
gelo, essas calotas polares que contém água e
dióxido de carbono gelados.
O polo sul de Marte.
Marte também possui alguns dos VULCÕES
MAIS ALTOS e alguns dos vales mais
profundos do nosso Sistema Solar. O MONTE
OLIMPO é o maior vulcão de Marte e O MAIOR
DO SISTEMA SOLAR. As suas medidas são
absurdas, comparadas com as que estamos
acostumados, seu diâmetro é de
aproximadamente 620 quilômetros e atinge a
altura de 25 quilômetros.
Monte Olimpo
Marte também possui alguns dos VULCÕES MAIS ALTOS
e alguns dos vales mais profundos do nosso Sistema Solar.
O MONTE OLIMPO é o maior vulcão de Marte e O MAIOR
DO SISTEMA SOLAR. As suas medidas são absurdas,
comparadas com as que estamos acostumados, seu
diâmetro é de aproximadamente 620 quilômetros e atinge a
altura de 25 quilômetros.
Monte Olimpo
Marte possui duas
luas, Fobos e Deimos,
que tem formatos
irregulares.
Cientistas acreditam
na verdade são dois
asteróides que foram
capturados pela
atração gravitacional
de Marte.
Fobos.
Deimos.
Comparação de tamanho dos planetas
terrestre (esquerda para direita):
MERCÚRIO, VÊNUS, TERRA e MARTE.
JÚPITER
JÚPITER É O MAIOR PLANETA DO
SISTEMA SOLAR, comparado com a
Terra ele é muito maior.
JÚPITER É
COMPOSTO POR
GASES COMO
HIDROGÊNIO E
HÉLIO. Por ser
gasoso, na sua
atmosfera ocorrem
GRANDES
TEMPESTADES e os
ventos são muito
velozes que
alcançam 400km/h.
Júpiter visto pela sonda espacial Voyager 1.
Enormes áreas de gases fazendo grandes
rodamoinhos são vistos na atmosfera de Júpiter.
Uma das maiores tempestades tem o aspecto de
uma grande mancha vermelha.
Desde 1600, quando os astrônomos utilizaram
telescópios para olhar os planetas, viram esta
grande mancha em Júpiter. Esta mancha é tão
grande que tem quase duas vezes o tamanho da
Terra.
Nas tempestades de Júpiter são comuns
acontecerem relâmpagos como na Terra, contudo
eles são muito maiores do que os da Terra.
Enormes áreas de gases fazendo grandes
rodamoinhos são vistos na atmosfera de
Júpiter. Uma das maiores tempestades tem
o aspecto de uma grande mancha
vermelha.
Desde 1600, quando os astrônomos
utilizaram telescópios para olhar os
planetas, viram esta grande mancha em
Júpiter. Esta mancha é tão grande que tem
quase duas vezes o tamanho da Terra.
Nas tempestades de Júpiter são comuns
acontecerem relâmpagos como na Terra,
contudo eles são muito maiores do que os
da Terra.
Recentemente (1979) foi
possível ter certeza de que
Júpiter também POSSUÍA ANÉIS
AO SEU REDOR. Por serem
muito finos, cheios de poeira ou
como dizem os cientistas,
pequenas partículas, que não
era possível de serem
observados pelos telescópios da
Terra. Na foto abaixo você tem
uma idéia de como é formado o
conjunto de anéis ao redor de
Júpiter.
 Júpiter possui 64 SATÉLITES NATURAIS CONFIRMADOS.
A imagens acimas mostram as luas denominadas
galileanas em homenagem ao seu descobridor, Galileu
Galilei.
 Europa, a menor das quatro luas, o seu tamanho é
aproximadamente ao da lua da Terra
 Ganimedes é a maior lua conhecida no Sistema Solar.
 Io possui vulcões ativos, que despejam lavas como os
vulcões da Terra.
Io, Europa, Ganimedes e Calixto
SATURNO
SATURNO É O SEGUNDO MAIOR PLANETA
DO SISTEMA SOLAR, comparado a Terra ele
é muito maior.
Saturno como
Júpiter é um
PLANETA GASOSO
e apresenta uma
SISTEMA DE
ANÉIS QUE É
FACILMENTE
VISÍVEL com um
telescópio. Seus
anéis são
formados por uma
mistura de poeira
com pedras
congeladas.
Na atmosfera de
Saturno ocorrem
TEMPESTADES E OS
VENTOS podem soprar
a mais de 1.700 km/h.
A mancha vermelha
que pode ser vista na
imagem ao lado é uma
indicação de
tempestades que
ocorrem na atmosfera
de Saturno.
Saturno tem pelo menos 30 luas conhecidas.
Algumas dessas luas orbitam o planeta dentro
dos anéis. A maior lua de Saturno é Titã, a
segunda maior lua do Sistema Solar.
URANO
Urano é o SÉTIMO PLANETA EM RELAÇÃO AO SOL
e não é visível a olho nu, por este motivo ele só foi
descoberto em março de 1781 pelo astrônomo
William Herschel.
Para poder ser visto são necessários telescópios
muito potentes.
William Herschel.
Urano comparado
com a Terra.
Translação de Urano ao redor do Sol a
cada 84 anos terrestres. Sua distância
média ao Sol é de aproximadamente 3
bilhões de quilômetros (20UA).
Urano é um
dos quatro
planetas
GIGANTES
GASOSOS e
tem um
movimento
diferente dos
outros
planetas, ELE
É MUITO
INCLINADO.
Urano também possui um CONJUNTO DE ANÉIS.
Estes anéis são bastante FINOS E LUMINOSOS, além
de serem cheios de partículas escuras de vários
tamanhos.
Urano possui 21 luas conhecidas. Algumas
dessas luas são muito pequenas e pretas como
carvão. As duas luas maiores são Titânia e
Oberon.
NETUNO
Netuno
comparando
com a Terra.
Netuno é o OITAVO
PLANETA A PARTIR
DO SOL E O ÚLTIMO
DOS GIGANTES
GASOSOS. Netuno e
Urano são muito
parecidos,
já que são grandes
planetas gasosos
e parecem com
grandes bolas
verde-azuladas.
Netuno apresenta
uma GRANDE
MANCHA ESCURA,
uma clara
indicação de
grandes
tempestades na
sua atmosfera. Em
fotos recentes ela
desapareceu,
porém outras
foram vistas.
Netuno também possui um conjunto de
anéis, mas seus anéis são bastante
fracos (pouco densos) e compostos de
pequenas partículas.
Netuno possui 14 luas conhecidas.
O Sistema Solar
Plutão
Plutão se localiza
num mundo escuro e
desolado de rocha e
gelo, difícil de
observar a partir da
Terra, não visitado
por sondas espaciais
e é quase
desconhecido.
No ano de 2006 ele
foi classificado como
um planeta anão.
Plutão e seu Sistema de
Satélites
Terra comparada com a Lua, Plutão e seu
satélite Caronte.
Comparação de tamanho entre Plutão e alguns objetos transnetunianos
O Sistema Solar em perspectiva
O Cinturão de Kuiper é uma área
do sistema solar que se estende
desde a órbita de Netuno até 50
UA do Sol. Este cinturão contém
milhares de pequenos corpos,
estes com formação semelhante à
dos cometas. A diferença é que
estes pequenos corpos nunca
volatizaram seus gelos, de
maneira que não possuem nem
coma nem cauda, isso se dá por
eles estarem orbitando longe do
calor do Sol.
Cinturão de Kuiper
As constelações são agrupamentos
de estrelas que vistas da Terra parecem
estar próximas umas das outras e que
formam uma determinada figura no céu.
As Constelações
 A proximidade
dessas estrelas é
apenas aparente,
devido ao ponto de
vista de um observador
da Terra.
 Na realidade as
constelações são
criações humanas,
não são grupos de
estrelas ligadas entre
si.
Se observarmos a disposição das estrelas no céu noturno,
podemos imaginar figuras feitas por elas. Foi isso que
começaram a fazer os nossos antepassados de há alguns milénios
atrás. Ao longo dos séculos, cada cultura foi criando suas
próprias constelações que diferiam das constelações
criadas por outras culturas.
Foi preciso chegar ao século XX, mais precisamente no
ano de 1922, para que a União Internacional Astronômica
estabelecesse 88 constelações que abrangiam assim todo
o céu, tanto no hemisfério norte como no hemisfério sul.
Essas constelações são aquelas que os astrônomos
utilizam nos dias de hoje.
Foi no século XX que a
União Astronômica
Internacional (UAI)
estabeleceu
oficialmente a
existência de 88
constelações. A maioria
delas inclui-se nas 48
constelações definidas
por Ptolomeu no século II
as outras foram definidas
nos séculos XVII e XVIII,
sendo que as mais recentes
se encontram no céu
meridional, definidas
por Nicolas Louis de
Lacaille.
A constelação Orion é uma das mais
reconhecíveis no céu noturno.
MATERIAL DE APOIO:
Material em texto e vídeos:
http://astro.if.ufrgs.br/
http://planetario.ufsc.br/textos/
http://tvescola.mec.gov.br/tve/videoteca/serie/a
bc-da-astronomia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 21 composição sistema solar
Aula 21   composição sistema solarAula 21   composição sistema solar
Aula 21 composição sistema solar
Liliane Morgado
 
I.2 O sistema solar
I.2 O sistema solarI.2 O sistema solar
I.2 O sistema solar
Rebeca Vale
 
Conceitos Básicos de Astronomia
Conceitos Básicos de AstronomiaConceitos Básicos de Astronomia
Conceitos Básicos de Astronomia
William Ananias
 
I.1 A origem do universo
I.1 A origem do universoI.1 A origem do universo
I.1 A origem do universo
Rebeca Vale
 
O Universo
O UniversoO Universo
O Universo
Alline Sa
 
O ciclo lunar e as fases da lua
O ciclo lunar e as fases da luaO ciclo lunar e as fases da lua
O ciclo lunar e as fases da lua
Cristina Graça
 
AorigemdaTerra
AorigemdaTerraAorigemdaTerra
AorigemdaTerra
tia90nunes
 
O universo e o Sistema Solar
O universo e o Sistema SolarO universo e o Sistema Solar
O universo e o Sistema Solar
FURG
 
Introdução a Astronomia
Introdução a AstronomiaIntrodução a Astronomia
Introdução a Astronomia
aroudus
 
fases da lua e eclipses
  fases da lua e eclipses  fases da lua e eclipses
fases da lua e eclipses
dinartegaspar
 
O SISTEMA SOLAR E A VIDA FORA DA TERRA.pptx
O SISTEMA SOLAR E A VIDA FORA DA TERRA.pptxO SISTEMA SOLAR E A VIDA FORA DA TERRA.pptx
O SISTEMA SOLAR E A VIDA FORA DA TERRA.pptx
HugoFerrer6
 
Planetas do Sistema Solar
Planetas do Sistema SolarPlanetas do Sistema Solar
Planetas do Sistema Solar
Tânia Reis
 
As diferentes fases da lua!
As diferentes fases da lua!As diferentes fases da lua!
As diferentes fases da lua!
TIC14 CMÌlhavo
 
O universo
O universoO universo
O universo
Isadora Girio
 
Big Bang
Big BangBig Bang
Big Bang
nickson1992
 
Origem e formação da terra
Origem e formação da terraOrigem e formação da terra
Origem e formação da terra
karolpoa
 
Atmosfera
AtmosferaAtmosfera
Atmosfera
Simone Peixoto
 
A origem do universo
A origem do universoA origem do universo
A origem do universo
Gonçalo Tavares
 
A formação da terra
A formação da terraA formação da terra
A formação da terra
Professor
 
A forma da terra
A forma da terraA forma da terra
A forma da terra
TecnologiaeAprendizagem
 

Mais procurados (20)

Aula 21 composição sistema solar
Aula 21   composição sistema solarAula 21   composição sistema solar
Aula 21 composição sistema solar
 
I.2 O sistema solar
I.2 O sistema solarI.2 O sistema solar
I.2 O sistema solar
 
Conceitos Básicos de Astronomia
Conceitos Básicos de AstronomiaConceitos Básicos de Astronomia
Conceitos Básicos de Astronomia
 
I.1 A origem do universo
I.1 A origem do universoI.1 A origem do universo
I.1 A origem do universo
 
O Universo
O UniversoO Universo
O Universo
 
O ciclo lunar e as fases da lua
O ciclo lunar e as fases da luaO ciclo lunar e as fases da lua
O ciclo lunar e as fases da lua
 
AorigemdaTerra
AorigemdaTerraAorigemdaTerra
AorigemdaTerra
 
O universo e o Sistema Solar
O universo e o Sistema SolarO universo e o Sistema Solar
O universo e o Sistema Solar
 
Introdução a Astronomia
Introdução a AstronomiaIntrodução a Astronomia
Introdução a Astronomia
 
fases da lua e eclipses
  fases da lua e eclipses  fases da lua e eclipses
fases da lua e eclipses
 
O SISTEMA SOLAR E A VIDA FORA DA TERRA.pptx
O SISTEMA SOLAR E A VIDA FORA DA TERRA.pptxO SISTEMA SOLAR E A VIDA FORA DA TERRA.pptx
O SISTEMA SOLAR E A VIDA FORA DA TERRA.pptx
 
Planetas do Sistema Solar
Planetas do Sistema SolarPlanetas do Sistema Solar
Planetas do Sistema Solar
 
As diferentes fases da lua!
As diferentes fases da lua!As diferentes fases da lua!
As diferentes fases da lua!
 
O universo
O universoO universo
O universo
 
Big Bang
Big BangBig Bang
Big Bang
 
Origem e formação da terra
Origem e formação da terraOrigem e formação da terra
Origem e formação da terra
 
Atmosfera
AtmosferaAtmosfera
Atmosfera
 
A origem do universo
A origem do universoA origem do universo
A origem do universo
 
A formação da terra
A formação da terraA formação da terra
A formação da terra
 
A forma da terra
A forma da terraA forma da terra
A forma da terra
 

Destaque

Curso: O céu das 4 Estações - Aula 3 de 3.
Curso: O céu das 4 Estações - Aula 3 de 3.Curso: O céu das 4 Estações - Aula 3 de 3.
Curso: O céu das 4 Estações - Aula 3 de 3.
Instituto Iprodesc
 
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2017)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2017)Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2017)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2017)
Nefer19
 
Como a arte começou 2014
Como a arte começou 2014Como a arte começou 2014
Como a arte começou 2014
Andrea Vieira de Souza
 
Movimentos migratórios no brasil
Movimentos migratórios no brasilMovimentos migratórios no brasil
Movimentos migratórios no brasil
Fernanda Lopes
 
As bacias hidrográficas (Módulo 3) - 6º Ano (2016)
As bacias hidrográficas (Módulo 3) - 6º Ano (2016)As bacias hidrográficas (Módulo 3) - 6º Ano (2016)
As bacias hidrográficas (Módulo 3) - 6º Ano (2016)
Nefer19
 
Aspectos Populacionais do Brasil 3 (7º Ano - 2016)
Aspectos Populacionais do Brasil 3 (7º Ano - 2016)Aspectos Populacionais do Brasil 3 (7º Ano - 2016)
Aspectos Populacionais do Brasil 3 (7º Ano - 2016)
Nefer19
 
Relogio solares marcos_calil
Relogio solares marcos_calilRelogio solares marcos_calil
Relogio solares marcos_calil
Marcos Calil
 
A Baixa Idade Média (7º Ano - 2016)
A Baixa Idade Média (7º Ano - 2016)A Baixa Idade Média (7º Ano - 2016)
A Baixa Idade Média (7º Ano - 2016)
Nefer19
 
Os Fenícios - 6º Ano (2017)
Os Fenícios - 6º Ano (2017)Os Fenícios - 6º Ano (2017)
Os Fenícios - 6º Ano (2017)
Nefer19
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
Prof Edilson Porfírio
 
O espaço rural no Brasil (Reforma Agrária) -7º ANO (2016)
O espaço rural no Brasil (Reforma Agrária) -7º ANO (2016)O espaço rural no Brasil (Reforma Agrária) -7º ANO (2016)
O espaço rural no Brasil (Reforma Agrária) -7º ANO (2016)
Nefer19
 
História da Astronomia - Roma e Pré Copérnico - Parte 3 de 7
História da Astronomia - Roma e Pré Copérnico - Parte 3 de 7História da Astronomia - Roma e Pré Copérnico - Parte 3 de 7
História da Astronomia - Roma e Pré Copérnico - Parte 3 de 7
Instituto Iprodesc
 
Os persas - 6º Ano (2016)
Os persas - 6º Ano (2016)Os persas - 6º Ano (2016)
Os persas - 6º Ano (2016)
Nefer19
 
As Bacias Hidrográficas - 6º Ano (2017)
As Bacias Hidrográficas - 6º Ano (2017)As Bacias Hidrográficas - 6º Ano (2017)
As Bacias Hidrográficas - 6º Ano (2017)
Nefer19
 
História e filosofia da ciência e ensino
História e filosofia da ciência e ensinoHistória e filosofia da ciência e ensino
História e filosofia da ciência e ensino
Vinícius Carvalho
 
Os Fenícios (6º Ano - 2016)
Os Fenícios (6º Ano - 2016)Os Fenícios (6º Ano - 2016)
Os Fenícios (6º Ano - 2016)
Nefer19
 
Apostila bioquimica
Apostila bioquimicaApostila bioquimica
Apostila bioquimica
Ray Luiz
 
Os Persas - 6º Ano (2017)
Os Persas - 6º Ano (2017)Os Persas - 6º Ano (2017)
Os Persas - 6º Ano (2017)
Nefer19
 
Os Municípios e as Regiões Metropolitanas - 7º Ano (2017)
Os Municípios e as Regiões Metropolitanas - 7º Ano (2017)Os Municípios e as Regiões Metropolitanas - 7º Ano (2017)
Os Municípios e as Regiões Metropolitanas - 7º Ano (2017)
Nefer19
 
Panorama Dos Biocombustiveis no BrasilNo Brasil
Panorama Dos Biocombustiveis no BrasilNo BrasilPanorama Dos Biocombustiveis no BrasilNo Brasil
Panorama Dos Biocombustiveis no BrasilNo Brasil
Sydney Dias
 

Destaque (20)

Curso: O céu das 4 Estações - Aula 3 de 3.
Curso: O céu das 4 Estações - Aula 3 de 3.Curso: O céu das 4 Estações - Aula 3 de 3.
Curso: O céu das 4 Estações - Aula 3 de 3.
 
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2017)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2017)Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2017)
Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2017)
 
Como a arte começou 2014
Como a arte começou 2014Como a arte começou 2014
Como a arte começou 2014
 
Movimentos migratórios no brasil
Movimentos migratórios no brasilMovimentos migratórios no brasil
Movimentos migratórios no brasil
 
As bacias hidrográficas (Módulo 3) - 6º Ano (2016)
As bacias hidrográficas (Módulo 3) - 6º Ano (2016)As bacias hidrográficas (Módulo 3) - 6º Ano (2016)
As bacias hidrográficas (Módulo 3) - 6º Ano (2016)
 
Aspectos Populacionais do Brasil 3 (7º Ano - 2016)
Aspectos Populacionais do Brasil 3 (7º Ano - 2016)Aspectos Populacionais do Brasil 3 (7º Ano - 2016)
Aspectos Populacionais do Brasil 3 (7º Ano - 2016)
 
Relogio solares marcos_calil
Relogio solares marcos_calilRelogio solares marcos_calil
Relogio solares marcos_calil
 
A Baixa Idade Média (7º Ano - 2016)
A Baixa Idade Média (7º Ano - 2016)A Baixa Idade Média (7º Ano - 2016)
A Baixa Idade Média (7º Ano - 2016)
 
Os Fenícios - 6º Ano (2017)
Os Fenícios - 6º Ano (2017)Os Fenícios - 6º Ano (2017)
Os Fenícios - 6º Ano (2017)
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
O espaço rural no Brasil (Reforma Agrária) -7º ANO (2016)
O espaço rural no Brasil (Reforma Agrária) -7º ANO (2016)O espaço rural no Brasil (Reforma Agrária) -7º ANO (2016)
O espaço rural no Brasil (Reforma Agrária) -7º ANO (2016)
 
História da Astronomia - Roma e Pré Copérnico - Parte 3 de 7
História da Astronomia - Roma e Pré Copérnico - Parte 3 de 7História da Astronomia - Roma e Pré Copérnico - Parte 3 de 7
História da Astronomia - Roma e Pré Copérnico - Parte 3 de 7
 
Os persas - 6º Ano (2016)
Os persas - 6º Ano (2016)Os persas - 6º Ano (2016)
Os persas - 6º Ano (2016)
 
As Bacias Hidrográficas - 6º Ano (2017)
As Bacias Hidrográficas - 6º Ano (2017)As Bacias Hidrográficas - 6º Ano (2017)
As Bacias Hidrográficas - 6º Ano (2017)
 
História e filosofia da ciência e ensino
História e filosofia da ciência e ensinoHistória e filosofia da ciência e ensino
História e filosofia da ciência e ensino
 
Os Fenícios (6º Ano - 2016)
Os Fenícios (6º Ano - 2016)Os Fenícios (6º Ano - 2016)
Os Fenícios (6º Ano - 2016)
 
Apostila bioquimica
Apostila bioquimicaApostila bioquimica
Apostila bioquimica
 
Os Persas - 6º Ano (2017)
Os Persas - 6º Ano (2017)Os Persas - 6º Ano (2017)
Os Persas - 6º Ano (2017)
 
Os Municípios e as Regiões Metropolitanas - 7º Ano (2017)
Os Municípios e as Regiões Metropolitanas - 7º Ano (2017)Os Municípios e as Regiões Metropolitanas - 7º Ano (2017)
Os Municípios e as Regiões Metropolitanas - 7º Ano (2017)
 
Panorama Dos Biocombustiveis no BrasilNo Brasil
Panorama Dos Biocombustiveis no BrasilNo BrasilPanorama Dos Biocombustiveis no BrasilNo Brasil
Panorama Dos Biocombustiveis no BrasilNo Brasil
 

Semelhante a O Sistema Solar - 6º Ano (2017)

O Sistema Solar - 6º ANO (2018)
O Sistema Solar - 6º ANO (2018)O Sistema Solar - 6º ANO (2018)
O Sistema Solar - 6º ANO (2018)
Nefer19
 
O Universo
O UniversoO Universo
O Universo
Letícia Maciel
 
S istema solar
S istema solarS istema solar
S istema solar
Elisete Nunes
 
O sistema solar
O sistema solarO sistema solar
O sistema solar
João Gonçalves
 
O sistema solar
O sistema solarO sistema solar
O sistema solar
sandramergulhao20
 
O espaço
O espaçoO espaço
O espaço
lauracruz20
 
O espaço
O espaçoO espaço
O espaço
lauracruz20
 
Sistema solar
Sistema solarSistema solar
Sistema solar
Arlete Capitao
 
O sistema solar
O sistema solarO sistema solar
O sistema solar
fernandamonteiro
 
O sistema solar
O sistema solarO sistema solar
O sistema solar
fernandamonteiro
 
SISTEMA SOLAR - AULA 5º ANO
SISTEMA SOLAR - AULA 5º ANOSISTEMA SOLAR - AULA 5º ANO
SISTEMA SOLAR - AULA 5º ANO
fabiaconti
 
O que tem lá em cima?
O que tem lá em cima?O que tem lá em cima?
O que tem lá em cima?
Lariene Paula
 
Sistema solar
Sistema solarSistema solar
Sistema solar
Joseane Pasini CB
 
Sistema solar
Sistema solarSistema solar
Sistema solar
Joseane Pasini CB
 
O sistema solar é constituido por oito planetas principais
O sistema solar é constituido por oito planetas principaisO sistema solar é constituido por oito planetas principais
O sistema solar é constituido por oito planetas principais
Waldir Calazans
 
Material OBA Pt.2
Material OBA Pt.2Material OBA Pt.2
Material OBA Pt.2
eing2010
 
Cosmologia sistema solar - os planetas
Cosmologia   sistema solar - os planetasCosmologia   sistema solar - os planetas
Cosmologia sistema solar - os planetas
Wesley Germano Otávio
 
Livro projeto telaris capitulo 18 ciencias 6º ano
Livro projeto telaris capitulo 18 ciencias 6º anoLivro projeto telaris capitulo 18 ciencias 6º ano
Livro projeto telaris capitulo 18 ciencias 6º ano
Renan Silva
 
Astros (André Godinho)
Astros (André Godinho)Astros (André Godinho)
Astros (André Godinho)
André Godinho
 
ApresentaçãO Nr. 2 O Sistema Solar
ApresentaçãO Nr. 2   O Sistema SolarApresentaçãO Nr. 2   O Sistema Solar
ApresentaçãO Nr. 2 O Sistema Solar
Nuno Correia
 

Semelhante a O Sistema Solar - 6º Ano (2017) (20)

O Sistema Solar - 6º ANO (2018)
O Sistema Solar - 6º ANO (2018)O Sistema Solar - 6º ANO (2018)
O Sistema Solar - 6º ANO (2018)
 
O Universo
O UniversoO Universo
O Universo
 
S istema solar
S istema solarS istema solar
S istema solar
 
O sistema solar
O sistema solarO sistema solar
O sistema solar
 
O sistema solar
O sistema solarO sistema solar
O sistema solar
 
O espaço
O espaçoO espaço
O espaço
 
O espaço
O espaçoO espaço
O espaço
 
Sistema solar
Sistema solarSistema solar
Sistema solar
 
O sistema solar
O sistema solarO sistema solar
O sistema solar
 
O sistema solar
O sistema solarO sistema solar
O sistema solar
 
SISTEMA SOLAR - AULA 5º ANO
SISTEMA SOLAR - AULA 5º ANOSISTEMA SOLAR - AULA 5º ANO
SISTEMA SOLAR - AULA 5º ANO
 
O que tem lá em cima?
O que tem lá em cima?O que tem lá em cima?
O que tem lá em cima?
 
Sistema solar
Sistema solarSistema solar
Sistema solar
 
Sistema solar
Sistema solarSistema solar
Sistema solar
 
O sistema solar é constituido por oito planetas principais
O sistema solar é constituido por oito planetas principaisO sistema solar é constituido por oito planetas principais
O sistema solar é constituido por oito planetas principais
 
Material OBA Pt.2
Material OBA Pt.2Material OBA Pt.2
Material OBA Pt.2
 
Cosmologia sistema solar - os planetas
Cosmologia   sistema solar - os planetasCosmologia   sistema solar - os planetas
Cosmologia sistema solar - os planetas
 
Livro projeto telaris capitulo 18 ciencias 6º ano
Livro projeto telaris capitulo 18 ciencias 6º anoLivro projeto telaris capitulo 18 ciencias 6º ano
Livro projeto telaris capitulo 18 ciencias 6º ano
 
Astros (André Godinho)
Astros (André Godinho)Astros (André Godinho)
Astros (André Godinho)
 
ApresentaçãO Nr. 2 O Sistema Solar
ApresentaçãO Nr. 2   O Sistema SolarApresentaçãO Nr. 2   O Sistema Solar
ApresentaçãO Nr. 2 O Sistema Solar
 

Mais de Nefer19

As Grandes Navegações - 7º Ano (2018)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2018)As Grandes Navegações - 7º Ano (2018)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2018)
Nefer19
 
China Antiga - 6º Ano (2018)
China Antiga - 6º Ano (2018)China Antiga - 6º Ano (2018)
China Antiga - 6º Ano (2018)
Nefer19
 
Monarquias nacionais, Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2018)
Monarquias nacionais, Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2018)Monarquias nacionais, Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2018)
Monarquias nacionais, Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2018)
Nefer19
 
Os Persas - 6º Ano (2018)
Os Persas - 6º Ano (2018)Os Persas - 6º Ano (2018)
Os Persas - 6º Ano (2018)
Nefer19
 
Os Fenícios - 6º Ano (2018)
Os Fenícios - 6º Ano (2018)Os Fenícios - 6º Ano (2018)
Os Fenícios - 6º Ano (2018)
Nefer19
 
O Renascimento - 7º Ano (2018)
O Renascimento - 7º Ano (2018)O Renascimento - 7º Ano (2018)
O Renascimento - 7º Ano (2018)
Nefer19
 
Tectonismo e Vulcanismo - 6º Ano (2018)
Tectonismo e Vulcanismo -  6º Ano (2018)Tectonismo e Vulcanismo -  6º Ano (2018)
Tectonismo e Vulcanismo - 6º Ano (2018)
Nefer19
 
As Diferentes Regionalizações do Brasil - 7º Ano (2018)
As Diferentes Regionalizações do Brasil - 7º Ano (2018)As Diferentes Regionalizações do Brasil - 7º Ano (2018)
As Diferentes Regionalizações do Brasil - 7º Ano (2018)
Nefer19
 
A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2018)
A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2018)A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2018)
A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2018)
Nefer19
 
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Nefer19
 
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Nefer19
 
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)
Nefer19
 
O Espaço Rural no Brasil - 7º Ano (2018)
O Espaço Rural no Brasil - 7º Ano (2018)O Espaço Rural no Brasil - 7º Ano (2018)
O Espaço Rural no Brasil - 7º Ano (2018)
Nefer19
 
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2018)
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2018)O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2018)
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2018)
Nefer19
 
Os Meios de Orientação - 6º Ano (2018)
Os Meios de Orientação - 6º Ano (2018)Os Meios de Orientação - 6º Ano (2018)
Os Meios de Orientação - 6º Ano (2018)
Nefer19
 
Os Municípios e as Regiões Metropolitanas - 7º Ano (2018)
Os Municípios e as Regiões Metropolitanas - 7º Ano (2018)Os Municípios e as Regiões Metropolitanas - 7º Ano (2018)
Os Municípios e as Regiões Metropolitanas - 7º Ano (2018)
Nefer19
 
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2018)
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2018)A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2018)
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2018)
Nefer19
 
África Medieval - 7º Ano (2018)
África Medieval - 7º Ano (2018)África Medieval - 7º Ano (2018)
África Medieval - 7º Ano (2018)
Nefer19
 
O Brasil no Mundo - 7º Ano (2018)
O Brasil no Mundo - 7º Ano (2018)O Brasil no Mundo - 7º Ano (2018)
O Brasil no Mundo - 7º Ano (2018)
Nefer19
 
Aspectos Populacionais do Brasil 3 - 7º Ano (2018)
Aspectos Populacionais do Brasil 3  - 7º Ano (2018)Aspectos Populacionais do Brasil 3  - 7º Ano (2018)
Aspectos Populacionais do Brasil 3 - 7º Ano (2018)
Nefer19
 

Mais de Nefer19 (20)

As Grandes Navegações - 7º Ano (2018)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2018)As Grandes Navegações - 7º Ano (2018)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2018)
 
China Antiga - 6º Ano (2018)
China Antiga - 6º Ano (2018)China Antiga - 6º Ano (2018)
China Antiga - 6º Ano (2018)
 
Monarquias nacionais, Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2018)
Monarquias nacionais, Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2018)Monarquias nacionais, Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2018)
Monarquias nacionais, Absolutismo e Mercantilismo - 7º Ano (2018)
 
Os Persas - 6º Ano (2018)
Os Persas - 6º Ano (2018)Os Persas - 6º Ano (2018)
Os Persas - 6º Ano (2018)
 
Os Fenícios - 6º Ano (2018)
Os Fenícios - 6º Ano (2018)Os Fenícios - 6º Ano (2018)
Os Fenícios - 6º Ano (2018)
 
O Renascimento - 7º Ano (2018)
O Renascimento - 7º Ano (2018)O Renascimento - 7º Ano (2018)
O Renascimento - 7º Ano (2018)
 
Tectonismo e Vulcanismo - 6º Ano (2018)
Tectonismo e Vulcanismo -  6º Ano (2018)Tectonismo e Vulcanismo -  6º Ano (2018)
Tectonismo e Vulcanismo - 6º Ano (2018)
 
As Diferentes Regionalizações do Brasil - 7º Ano (2018)
As Diferentes Regionalizações do Brasil - 7º Ano (2018)As Diferentes Regionalizações do Brasil - 7º Ano (2018)
As Diferentes Regionalizações do Brasil - 7º Ano (2018)
 
A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2018)
A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2018)A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2018)
A Terra e suas Transformações - 6º Ano (2018)
 
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)Egito Antigo - 6º Ano (2018)
Egito Antigo - 6º Ano (2018)
 
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
Mesopotâmia - 6º Ano (2018)
 
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)
A Baixa Idade Média - 7º Ano (2018)
 
O Espaço Rural no Brasil - 7º Ano (2018)
O Espaço Rural no Brasil - 7º Ano (2018)O Espaço Rural no Brasil - 7º Ano (2018)
O Espaço Rural no Brasil - 7º Ano (2018)
 
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2018)
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2018)O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2018)
O Processo de Industrialização do Brasil - 7º Ano (2018)
 
Os Meios de Orientação - 6º Ano (2018)
Os Meios de Orientação - 6º Ano (2018)Os Meios de Orientação - 6º Ano (2018)
Os Meios de Orientação - 6º Ano (2018)
 
Os Municípios e as Regiões Metropolitanas - 7º Ano (2018)
Os Municípios e as Regiões Metropolitanas - 7º Ano (2018)Os Municípios e as Regiões Metropolitanas - 7º Ano (2018)
Os Municípios e as Regiões Metropolitanas - 7º Ano (2018)
 
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2018)
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2018)A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2018)
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2018)
 
África Medieval - 7º Ano (2018)
África Medieval - 7º Ano (2018)África Medieval - 7º Ano (2018)
África Medieval - 7º Ano (2018)
 
O Brasil no Mundo - 7º Ano (2018)
O Brasil no Mundo - 7º Ano (2018)O Brasil no Mundo - 7º Ano (2018)
O Brasil no Mundo - 7º Ano (2018)
 
Aspectos Populacionais do Brasil 3 - 7º Ano (2018)
Aspectos Populacionais do Brasil 3  - 7º Ano (2018)Aspectos Populacionais do Brasil 3  - 7º Ano (2018)
Aspectos Populacionais do Brasil 3 - 7º Ano (2018)
 

Último

-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 

Último (20)

-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 

O Sistema Solar - 6º Ano (2017)

  • 3. Sol É composto basicamente de hidrogênio (74% de sua massa) e hélio (24% da sua massa), com traços de outros elementos, incluindo ferro, níquel, oxigênio, silício, enxofre, magnésio, néon, cálcio e crômio.
  • 4. O SOL é a estrela central do Sistema Solar. Todos os outros corpos do Sistema Solar, giram ao seu redor. Temperatura do Interior do Sol: 10.000.000ºC
  • 5. O SOL representa 99,86% da massa do Sistema Solar e possui uma massa 332.900 vezes maior que a da Terra. CURIOSIDADE!!! A luz solar demora aproximadamente 8 minutos e 18 segundos para chegar à Terra.
  • 6. Nesta imagem você ERUPÇÕES SOLARES que explodem da superfície do Sol na forma de colunas que são atiradas ao espaço. O SOL LIBERA MUITOS TIPOS DE RADIAÇÃO (ondas de rádio, raios ultravioleta, raios gama e raios X) além de luz e calor. A atmosfera da Terra nos protege dos efeitos nocivos dos raios ultravioleta e raios-X.
  • 7. Ciclo de vida do Sol
  • 8. Comparação do tamanho do Sol com os outros planetas do Sistema Solar.
  • 13. MERCÚRIO É O MENOR E O PLANETA MAIS PRÓXIMO DO SOL e por isso ele gira tão rapidamente ao redor dessa estrela. Enquanto um ano na Terra dura 365 dias, em MERCÚRIO O ANO DURA 88 DIAS. Apresenta a menor inclinação em relação ao plano da órbita dentre todos os planetas do Sistema Solar.
  • 14. Translação de Mercúrio compara com a translação da Terra
  • 15. A figura acima mostra a comparação entre o tamanho de Mercúrio e da Terra. Nosso planeta é aproximadamente 2,5 vezes maior que Mercúrio.
  • 16. Por estar tão próximo do Sol e NÃO POSSUIR UMA ATMOSFERA, a face de Mercúrio que está voltada para o Sol possui uma temperatura extremamente elevada, aproximadamente 427oC. Enquanto a face que esta escura, por não receber luz e calor diretamente do Sol é muito fria, atinge o valor aproximado de -173oC.
  • 17. A superfície de Mercúrio possui uma grande quantidade de crateras e elas surgiram pelo fato de asteróides e meteoros terem se chocado com a superfície.
  • 18. Vênus Recebeu seu nome em homenagem à deusa romana do amor e da beleza Vênus, equivalente a Afrodite.
  • 19. VÊNUS É O PLANETA MAIS QUENTE DO SISTEMA SOLAR e tem algumas características semelhantes (seu tamanho, a massa e a distância em relação ao Sol) se comparado ao nosso planeta.
  • 20. Mas, Vênus tem uma característica bem diferente da Terra, ELE GIRA EM UM SENTIDO OPOSTO AO DA TERRA E TÃO LENTAMENTE que UM DIA EM VÊNUS corresponde a aproximadamente 243 DIAS DA TERRA.
  • 21. Mas a atmosfera de VÊNUS comparada com a Terra é carregada de nuvens, o que torna impossível ver a sua superfície. Até o momento não se encontrou nenhuma forma de vida.
  • 22. A ATMOSFERA DE VÊNUS É CARREGADA DE NUVENS DE GÁS CARBÔNICO, o que torna a respiração impossível de ser realizada neste planeta. VÊNUS NÃO ESTÁ TÃO PRÓXIMO DO SOL COMO MERCÚRIO, no entanto a SUA GROSSA ATMOSFERA RETÉM O CALOR CRIANDO UMA ESTUFA. Durante o dia ele torna-se mais quente que Mercúrio e a sua temperatura chega a 484oC.
  • 23. As nuvens de sua atmosfera refletem a luz do Sol, por esta razão VÊNUS É TÃO BRILHANTE para nós aqui da Terra.
  • 24. Vênus refletida no Oceano Pacífico à noite. Vênus refletida no Oceano Pacífico à noite, o planeta é mais brilhante que qualquer estrela.
  • 25. Vênus ao amanhecer. Ao amanhecer é denominado “estrela” D’Alva e no entardecer “estrela” da tarde (Vésper).
  • 26. A superfície de Vênus também POSSUI MUITAS CRATERAS formadas pelos meteoritos e asteróides que se chocam contra o planeta. Nesta imagem feita pela NASA vemos a cratera de Dickinson.
  • 27.
  • 28. TERRA É também designada como Mundo ou Planeta Azul.
  • 29. A TERRA localiza-se no Sistema Solar entre Vênus e Marte. ELA É O TERCEIRO PLANETA MAIS PRÓXIMO DO SOL E O QUINTO DO SISTEMA SOLAR EM TAMANHO.
  • 30. Recentemente estudos revelaram que TERRA TEM A FORMA GEÓIDE, ou seja, é um corpo irregular quase esférico devido ao achamento dos polos.
  • 31. A TERRA É IRREGULAR, pois existem lugares planos e elevados e áreas mais baixas.
  • 32. A Lua é o único satélite natural conhecido da Terra, tendo começado a orbitá-la há 4,53 bilhões de anos.
  • 33. A LUA é o único satélite natural da Terra e o quinto maior do Sistema Solar. É o mais brilhante objeto no céu a seguir ao Sol, embora a sua superfície seja na realidade escura.
  • 34. Por volta de 1600, Galileu e outros astrônomos fizeram as primeiras observações da superfície lunar utilizando telescópios, descobrindo uma infinidade de crateras na sua superfície. Desde esta época a Lua é o corpo celeste que mais informações temos do Sistema Solar.
  • 36. A LUA é o único corpo celeste para além da Terra no qual os seres humanos já pisaram. O dia foi 20 de julho de 1969 e os astronautas foram NEIL ARMSTRONG e em seguida EDWIN ALDRIN, a nave que os levou até lá chamava-se Apolo 11.
  • 37. Modelo do Sputnik II, a nave espacial de Laika. Laika era uma cadela sem dono: foi o primeiro animal do espaço.
  • 38. As Fases da Lua A LUA demora cerca de 27 dias para dar a volta ao redor da Terra e de seu próprio eixo. Por isso, é sempre o mesmo lado que fica de frente para o nosso planeta, chamado de lado visível. A outra parte, conhecida como lado oculto, só foi visualizada a partir da viagem de sondas espaciais.
  • 40.
  • 41. Lado visível da LuaLado escuro da Lua
  • 42. A atração existente entra LUA e a Terra provoca o efeito das marés. Facilmente observado nos mares e oceanos, o que poucos sabem é que o fenômeno de marés também pode ser observado nos continentes, onde ocasiona variações de dezenas de centímetros. A LUA e as Marés
  • 43. MARTE
  • 44. MARTE, O QUARTO PLANETA A PARTIR DO SOL. A temperatura em Marte é bem variável, já que temperatura média durante o dia gira em torno de 25º C e durante a noite gira em torno de – 125º C.
  • 45. Comparando a Terra com Marte ele é bem menor.
  • 46. Com o envio de sondas espaciais para estudar o planeta vermelho, muita coisa mudou daquilo que se imaginava sobre Marte. Sondas espaciais pousaram na superfície de Marte e fizeram experimentos no solo e na atmosfera marciana e descobriu-se que o SOLO CONTÉM ARGILA RICA EM FERRO, e que o ferro é o que dá a Marte sua cor vermelha.
  • 47. Marte visto pelo robô Spirit.
  • 48. Nos polos de Marte encontraremos uma capa de gelo, essas calotas polares que contém água e dióxido de carbono gelados. O polo sul de Marte.
  • 49. Marte também possui alguns dos VULCÕES MAIS ALTOS e alguns dos vales mais profundos do nosso Sistema Solar. O MONTE OLIMPO é o maior vulcão de Marte e O MAIOR DO SISTEMA SOLAR. As suas medidas são absurdas, comparadas com as que estamos acostumados, seu diâmetro é de aproximadamente 620 quilômetros e atinge a altura de 25 quilômetros. Monte Olimpo
  • 50. Marte também possui alguns dos VULCÕES MAIS ALTOS e alguns dos vales mais profundos do nosso Sistema Solar. O MONTE OLIMPO é o maior vulcão de Marte e O MAIOR DO SISTEMA SOLAR. As suas medidas são absurdas, comparadas com as que estamos acostumados, seu diâmetro é de aproximadamente 620 quilômetros e atinge a altura de 25 quilômetros. Monte Olimpo
  • 51. Marte possui duas luas, Fobos e Deimos, que tem formatos irregulares. Cientistas acreditam na verdade são dois asteróides que foram capturados pela atração gravitacional de Marte.
  • 54. Comparação de tamanho dos planetas terrestre (esquerda para direita): MERCÚRIO, VÊNUS, TERRA e MARTE.
  • 56. JÚPITER É O MAIOR PLANETA DO SISTEMA SOLAR, comparado com a Terra ele é muito maior.
  • 57. JÚPITER É COMPOSTO POR GASES COMO HIDROGÊNIO E HÉLIO. Por ser gasoso, na sua atmosfera ocorrem GRANDES TEMPESTADES e os ventos são muito velozes que alcançam 400km/h.
  • 58. Júpiter visto pela sonda espacial Voyager 1.
  • 59. Enormes áreas de gases fazendo grandes rodamoinhos são vistos na atmosfera de Júpiter. Uma das maiores tempestades tem o aspecto de uma grande mancha vermelha. Desde 1600, quando os astrônomos utilizaram telescópios para olhar os planetas, viram esta grande mancha em Júpiter. Esta mancha é tão grande que tem quase duas vezes o tamanho da Terra. Nas tempestades de Júpiter são comuns acontecerem relâmpagos como na Terra, contudo eles são muito maiores do que os da Terra.
  • 60. Enormes áreas de gases fazendo grandes rodamoinhos são vistos na atmosfera de Júpiter. Uma das maiores tempestades tem o aspecto de uma grande mancha vermelha. Desde 1600, quando os astrônomos utilizaram telescópios para olhar os planetas, viram esta grande mancha em Júpiter. Esta mancha é tão grande que tem quase duas vezes o tamanho da Terra. Nas tempestades de Júpiter são comuns acontecerem relâmpagos como na Terra, contudo eles são muito maiores do que os da Terra.
  • 61. Recentemente (1979) foi possível ter certeza de que Júpiter também POSSUÍA ANÉIS AO SEU REDOR. Por serem muito finos, cheios de poeira ou como dizem os cientistas, pequenas partículas, que não era possível de serem observados pelos telescópios da Terra. Na foto abaixo você tem uma idéia de como é formado o conjunto de anéis ao redor de Júpiter.
  • 62.
  • 63.  Júpiter possui 64 SATÉLITES NATURAIS CONFIRMADOS. A imagens acimas mostram as luas denominadas galileanas em homenagem ao seu descobridor, Galileu Galilei.  Europa, a menor das quatro luas, o seu tamanho é aproximadamente ao da lua da Terra  Ganimedes é a maior lua conhecida no Sistema Solar.  Io possui vulcões ativos, que despejam lavas como os vulcões da Terra. Io, Europa, Ganimedes e Calixto
  • 65. SATURNO É O SEGUNDO MAIOR PLANETA DO SISTEMA SOLAR, comparado a Terra ele é muito maior.
  • 66. Saturno como Júpiter é um PLANETA GASOSO e apresenta uma SISTEMA DE ANÉIS QUE É FACILMENTE VISÍVEL com um telescópio. Seus anéis são formados por uma mistura de poeira com pedras congeladas.
  • 67. Na atmosfera de Saturno ocorrem TEMPESTADES E OS VENTOS podem soprar a mais de 1.700 km/h. A mancha vermelha que pode ser vista na imagem ao lado é uma indicação de tempestades que ocorrem na atmosfera de Saturno.
  • 68.
  • 69. Saturno tem pelo menos 30 luas conhecidas. Algumas dessas luas orbitam o planeta dentro dos anéis. A maior lua de Saturno é Titã, a segunda maior lua do Sistema Solar.
  • 70.
  • 71.
  • 72. URANO
  • 73. Urano é o SÉTIMO PLANETA EM RELAÇÃO AO SOL e não é visível a olho nu, por este motivo ele só foi descoberto em março de 1781 pelo astrônomo William Herschel. Para poder ser visto são necessários telescópios muito potentes. William Herschel.
  • 75. Translação de Urano ao redor do Sol a cada 84 anos terrestres. Sua distância média ao Sol é de aproximadamente 3 bilhões de quilômetros (20UA).
  • 76. Urano é um dos quatro planetas GIGANTES GASOSOS e tem um movimento diferente dos outros planetas, ELE É MUITO INCLINADO.
  • 77. Urano também possui um CONJUNTO DE ANÉIS. Estes anéis são bastante FINOS E LUMINOSOS, além de serem cheios de partículas escuras de vários tamanhos.
  • 78. Urano possui 21 luas conhecidas. Algumas dessas luas são muito pequenas e pretas como carvão. As duas luas maiores são Titânia e Oberon.
  • 81. Netuno é o OITAVO PLANETA A PARTIR DO SOL E O ÚLTIMO DOS GIGANTES GASOSOS. Netuno e Urano são muito parecidos, já que são grandes planetas gasosos e parecem com grandes bolas verde-azuladas.
  • 82. Netuno apresenta uma GRANDE MANCHA ESCURA, uma clara indicação de grandes tempestades na sua atmosfera. Em fotos recentes ela desapareceu, porém outras foram vistas.
  • 83. Netuno também possui um conjunto de anéis, mas seus anéis são bastante fracos (pouco densos) e compostos de pequenas partículas.
  • 84. Netuno possui 14 luas conhecidas.
  • 85.
  • 88. Plutão se localiza num mundo escuro e desolado de rocha e gelo, difícil de observar a partir da Terra, não visitado por sondas espaciais e é quase desconhecido. No ano de 2006 ele foi classificado como um planeta anão.
  • 89. Plutão e seu Sistema de Satélites
  • 90. Terra comparada com a Lua, Plutão e seu satélite Caronte.
  • 91. Comparação de tamanho entre Plutão e alguns objetos transnetunianos
  • 92. O Sistema Solar em perspectiva
  • 93. O Cinturão de Kuiper é uma área do sistema solar que se estende desde a órbita de Netuno até 50 UA do Sol. Este cinturão contém milhares de pequenos corpos, estes com formação semelhante à dos cometas. A diferença é que estes pequenos corpos nunca volatizaram seus gelos, de maneira que não possuem nem coma nem cauda, isso se dá por eles estarem orbitando longe do calor do Sol. Cinturão de Kuiper
  • 94. As constelações são agrupamentos de estrelas que vistas da Terra parecem estar próximas umas das outras e que formam uma determinada figura no céu. As Constelações
  • 95.  A proximidade dessas estrelas é apenas aparente, devido ao ponto de vista de um observador da Terra.  Na realidade as constelações são criações humanas, não são grupos de estrelas ligadas entre si.
  • 96. Se observarmos a disposição das estrelas no céu noturno, podemos imaginar figuras feitas por elas. Foi isso que começaram a fazer os nossos antepassados de há alguns milénios atrás. Ao longo dos séculos, cada cultura foi criando suas próprias constelações que diferiam das constelações criadas por outras culturas.
  • 97. Foi preciso chegar ao século XX, mais precisamente no ano de 1922, para que a União Internacional Astronômica estabelecesse 88 constelações que abrangiam assim todo o céu, tanto no hemisfério norte como no hemisfério sul. Essas constelações são aquelas que os astrônomos utilizam nos dias de hoje.
  • 98. Foi no século XX que a União Astronômica Internacional (UAI) estabeleceu oficialmente a existência de 88 constelações. A maioria delas inclui-se nas 48 constelações definidas por Ptolomeu no século II as outras foram definidas nos séculos XVII e XVIII, sendo que as mais recentes se encontram no céu meridional, definidas por Nicolas Louis de Lacaille. A constelação Orion é uma das mais reconhecíveis no céu noturno.
  • 99. MATERIAL DE APOIO: Material em texto e vídeos: http://astro.if.ufrgs.br/ http://planetario.ufsc.br/textos/ http://tvescola.mec.gov.br/tve/videoteca/serie/a bc-da-astronomia

Notas do Editor

  1. Imagem da superfície de Vênus obtida por radar a 28 de Janeiro de 1998 pela sonda Magellan.
  2. Vênus em plena luz do dia às 5 da manhã de dezembro de 2005.
  3. http://ciencia.estadao.com.br/noticias/geral,cientistas-desvendam-antigo-misterio-da-calota-polar-marciana,558303
  4. Júpiter visto do espaço pela Galileu.