LIRAa 2011Pesquisa feita nas residências para verificação depresença de criadouros de mosquitos nos municípiosAlta de 53% ...
PRINCIPAIS RESULTADOS48 municípios (8,6%) têm situação de risco para surto ouepidemia – índice de infestação maior que 3,9...
PRINCIPAIS RESULTADOSCapitais em 2011:Três têm risco de surto – Cuiabá (MT), Rio Branco (AC) ePorto Velho (RO)Quatorze est...
ÍNDICE DE INFESTAÇÃO                  Índice de Classificação                  2010 N (%)    2011 N (%)                 in...
INFESTAÇÃO NOS MUNICÍPIOS                                  Municípios   Região     Satisfatório        Alerta           Ri...
INFESTAÇÃO POR POPULAÇÃO                                         PopulaçãoRegião         Satisfatório    %        Alerta  ...
SITUAÇÃO NOS 561 MUNICÍPIOS              Satisfatório   Alerta        Risco   Região            0 ‐ 0,9 % 1 ‐ 3,9 %       ...
PRINCIPAIS RESULTADOSCriadouros predominantes:      Norte: Lixo (44,4%)      Nordeste: Abastecimento de água (72,1%)      ...
CRIADOUROS POR REGIÃO             Abastecimento     Depósitos   Capitais                                   Lixo           ...
OBSERVATÓRIO DA DENGUE – REDES SOCIAISAção nas redes sociais para monitoramento de casossuspeitos de doença em todo o país...
OBSERVATÓRIO DA DENGUE – REDES SOCIAISInformações são enviadas, em tempo real, à Secretariade Vigilância do Ministério da ...
CAMPANHA 2011‐2012“Sempre é hora de Combater a Dengue”Foco em hábitos simples, para reduzir focos deinfestação do mosquito
FASES DA CAMPANHAPeríodo não‐epidêmico (até dezembro) ‐ incentivo àpopulação para adoção de hábitos diários para eliminarc...
CARTAZ
MUBPEÇAS
ANÚNCIO PÁGINA DUPLAPEÇAS
ANÚNCIO PÁGINA        SIMPLESPEÇAS
ANÚNCIO RODAPÉ           ANÚNCIOPEÇAS
ANÚNCIO GESTORPEÇAS
FOLDER POPULAÇÃO        GERAL FRENTEPEÇAS
FOLDER POPULAÇÃO                FOLDER MIOLO        GERAL MIOLOPEÇAS
FOLDER MÉDICOS
FOLDER PROFESSORESPEÇAS
FOLDER PROFESSORES VERSOPEÇAS
MÍDIA – OUTDOOR COM APLIQUE
MÍDIA – OUTDOOR GERAL        E REGIONALIZADOPEÇAS
MÍDIA - AEROPORTO          Painel e TesteiraPEÇAS
MÍDIA – VAGÕES DE METRÔ    Painéis e Sanca de metrô
FUNDO DE PALCOPEÇAS
PEÇAS PARA EVENTOS  Banner, pasta e faixa
PEÇAS PARA PARCEIROS              CamisetaPEÇAS
PEÇAS PARA PARCEIROS        Wobler e sacola para supermercadoPEÇAS
PEÇAS PARA PARCEIROS         Conta de água, luz, telefonePEÇAS
Apresentacao Dengue 051211
Apresentacao Dengue 051211
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentacao Dengue 051211

1.005 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Apresentacao Dengue 051211

  1. 1. LIRAa 2011Pesquisa feita nas residências para verificação depresença de criadouros de mosquitos nos municípiosAlta de 53% no número de municípios participantes: ‐ 2010 – 427 municípios ‐ 2011 – 653 municípios
  2. 2. PRINCIPAIS RESULTADOS48 municípios (8,6%) têm situação de risco para surto ouepidemia – índice de infestação maior que 3,9% ‐ 16 na Região Norte ‐ 23 na Região Nordeste ‐ 4 na Região Sudeste ‐ 1 na Região Centro Oeste ‐ 4 na Região Sul4,65 milhões de habitantes vivem nessas cidades
  3. 3. PRINCIPAIS RESULTADOSCapitais em 2011:Três têm risco de surto – Cuiabá (MT), Rio Branco (AC) ePorto Velho (RO)Quatorze estão em alerta – Recife (PE), Belém (PA), Salvador (BA),Campo Grande (MS), Palmas (TO), Manaus (AM), Maceió (AL), São Luís (MA),Aracaju (SE), Rio de Janeiro (RJ), Vitória (ES), Goiânia (GO), Brasília (DF), BoaVista (RR)Dez têm situação satisfatória – São Paulo (SP), Belo Horizonte(MG), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Porto Alegre (RS), Teresina (PI), JoãoPessoa (PB), Natal (RN), Macapá (AP), Fortaleza (CE)
  4. 4. ÍNDICE DE INFESTAÇÃO Índice de Classificação 2010 N (%) 2011 N (%) infestação Satisfatório < 1 1513 (54,4) 1885 (50,4) Em alerta 1 – 3,9 1083 (38,9) 1497 (40,0)Risco de surto > 3,9 186 (6,7) 360 (9,6) Total 2782 3742
  5. 5. INFESTAÇÃO NOS MUNICÍPIOS Municípios  Região Satisfatório Alerta Risco 0 ‐ 0,9 % 1 ‐ 3,9 % >4,0 % Total Norte 19 28,8% 31 47% 16 24,2% 66 Nordeste 49 33,1% 76 51,4% 23 15,5% 148 Sudeste 136 60,9% 85 37,3% 4 1,8% 225Centro Oeste 47 73,4% 16 25% 1 1,6% 64 Sul 26 44,8% 28 48,3% 4 6,9% 58 Brasil 277 49,4% 236 42,1% 48 8,6% 561
  6. 6. INFESTAÇÃO POR POPULAÇÃO PopulaçãoRegião Satisfatório % Alerta % Risco % Total N 1.765.321 21,9 4.950.143 61,3 1.358.324 16,8 8.073.788 NE 7.950.611 33,8 13.536.189 57,6 2.002.206 8,5 23.489.006 SE 30.008.640 60,6 18.916.307 38,2 615.037 1,2 49.539.984 CO 2.561.311 27,7 6.162.759 66,6 530.308 5,7 9.254.378 S 5.141.815 83,7 854.001 13,9 144.453 2,4 6.140.269Brasil 47.427.698 49,1 44.419.399 46,0 4.650.328 4,8 96.650.328
  7. 7. SITUAÇÃO NOS 561 MUNICÍPIOS Satisfatório Alerta Risco Região 0 ‐ 0,9 % 1 ‐ 3,9 % >4,0 % Total Norte 165 38,7 172 40,4 89 20,9 426 Nordeste 407 38,4 486 45,8 167 15,8 1060 Sudeste 1001 56,5 688 38,7 85 4,8 1774Centro Oeste 221 59,7 131 35,4 18 4,9 370 Sul 91 81,3 20 17,9 1 0,9 112 Brasil 1885 50,4 1497 40 360 9,6 3742
  8. 8. PRINCIPAIS RESULTADOSCriadouros predominantes: Norte: Lixo (44,4%) Nordeste: Abastecimento de água (72,1%) Sudeste: Depósitos domiciliares (46,9%) Centro Oeste: Abastecimento de água (42,3%) Sul: Lixo (45,5%)
  9. 9. CRIADOUROS POR REGIÃO Abastecimento  Depósitos  Capitais Lixo de água domiciliares Norte 34,8% 20,8% 44,4% Nordeste 72,1% 18,6% 9,3% Sudeste 29,7% 46,9% 23,4%Centro Oeste 42,3% 27,9% 29,8% Sul 20% 34,5% 45,5%
  10. 10. OBSERVATÓRIO DA DENGUE – REDES SOCIAISAção nas redes sociais para monitoramento de casossuspeitos de doença em todo o país.Metodologia em desenvolvimento pelo InstitutoNacional de Ciência e Tecnologia (INWEB), da UFMG.Sistema monitora mensagens no Twitter relacionadas acasos de dengue
  11. 11. OBSERVATÓRIO DA DENGUE – REDES SOCIAISInformações são enviadas, em tempo real, à Secretariade Vigilância do Ministério da Saúde.Serão gerados relatórios semanais sobre os municípioscom mais de 100 mil habitantes.Metodologia permite comparação dos tweets com osperíodos de epidemia e de baixa transmissão.
  12. 12. CAMPANHA 2011‐2012“Sempre é hora de Combater a Dengue”Foco em hábitos simples, para reduzir focos deinfestação do mosquito
  13. 13. FASES DA CAMPANHAPeríodo não‐epidêmico (até dezembro) ‐ incentivo àpopulação para adoção de hábitos diários para eliminarcriadouros do mosquitoPeríodo epidêmico (janeiro a maio) ‐ além das medidasde combate aos criadouros, foco recai sobre aimportância do tratamento com acompanhamentomédico.
  14. 14. CARTAZ
  15. 15. MUBPEÇAS
  16. 16. ANÚNCIO PÁGINA DUPLAPEÇAS
  17. 17. ANÚNCIO PÁGINA SIMPLESPEÇAS
  18. 18. ANÚNCIO RODAPÉ ANÚNCIOPEÇAS
  19. 19. ANÚNCIO GESTORPEÇAS
  20. 20. FOLDER POPULAÇÃO GERAL FRENTEPEÇAS
  21. 21. FOLDER POPULAÇÃO FOLDER MIOLO GERAL MIOLOPEÇAS
  22. 22. FOLDER MÉDICOS
  23. 23. FOLDER PROFESSORESPEÇAS
  24. 24. FOLDER PROFESSORES VERSOPEÇAS
  25. 25. MÍDIA – OUTDOOR COM APLIQUE
  26. 26. MÍDIA – OUTDOOR GERAL E REGIONALIZADOPEÇAS
  27. 27. MÍDIA - AEROPORTO Painel e TesteiraPEÇAS
  28. 28. MÍDIA – VAGÕES DE METRÔ Painéis e Sanca de metrô
  29. 29. FUNDO DE PALCOPEÇAS
  30. 30. PEÇAS PARA EVENTOS Banner, pasta e faixa
  31. 31. PEÇAS PARA PARCEIROS CamisetaPEÇAS
  32. 32. PEÇAS PARA PARCEIROS Wobler e sacola para supermercadoPEÇAS
  33. 33. PEÇAS PARA PARCEIROS Conta de água, luz, telefonePEÇAS

×