SlideShare uma empresa Scribd logo
HOSPEDAGEM NA ERA MOBILE
MBA MKT FGV - 46
Acadêmicos da área
consideram o ano de 1870
como o início da Hotelaria
planejada (uma construção feita
exclusivamente para esse fim)
com o Hotel Ritz em Paris. Até
em então, as hospedagens
eram realizadas informalmente
em prédios adaptados e ao
redor de grande estações de
trem e estábulos.
Do outro lado do Atlântico, o
Tremont House em Boston,
implantava o conceito de
apartamentos "single" e "double"
e oferecia sabonete como
cortesia.
Assim surge a Hotelaria como
uma indústria profissional.
Na segunda metado do século XX inciam-se as grande redes Hoteleiras na
Europa e EUA. Introduzindo os conceitos de padronização de marca,
serviços de Alimentos & Bebidas e locação de espaços para eventos.
Esses grandes operadores até início dos anos 2000 possuíam todo seu
volume de reservas em seus domínios .com e centrais telefônicas.
FATORES CRÍTICOS
Esses fatores críticos são os chamados "filtros" para um hóspede
efetuar sua reserva ou não em determinado Hotel.
Este modelo prevaleceu até meados dos anos 2000 até o início
de pulverização das OTAS e buscadores METASEARCH .

Recomendado para você

Palestra na ABAV - 2013 - Se você está atendendo o cliente, quem está fazendo...
Palestra na ABAV - 2013 - Se você está atendendo o cliente, quem está fazendo...Palestra na ABAV - 2013 - Se você está atendendo o cliente, quem está fazendo...
Palestra na ABAV - 2013 - Se você está atendendo o cliente, quem está fazendo...

O documento fornece o currículo e experiência profissional de Laura Umbelina Santi, professora universitária das áreas de turismo e hotelaria. Ela tem experiência em gestão de agências de viagens, operadoras, eventos e em gestão institucional e educacional. O documento também lista pessoas consultadas e livros referenciados por Laura Santi sobre o tema "A agência de turismo tem que mudar".

gestão de agências de viagensabavtendências de agências de viagens
SIGESTur (apresentação completa)
SIGESTur (apresentação completa)SIGESTur (apresentação completa)
SIGESTur (apresentação completa)

O documento descreve o Sistema Integrado de Gestão de Destinos Turísticos (SIGESTur), que tem como objetivo coletar, processar e distribuir dados sobre destinos turísticos para torná-los mais competitivos. O SIGESTur foi desenvolvido por uma equipe do Instituto Federal de São Paulo com o objetivo de profissionalizar a gestão pública do turismo e aumentar a transparência para cidadãos, profissionais e empresários do setor.

rhemhospitalidadebaixada santistasehlipa
SIGESTur (apresentação oficial)
SIGESTur (apresentação oficial)SIGESTur (apresentação oficial)
SIGESTur (apresentação oficial)

Versão final da apresentação do Sistema Integrado de Gestão de Destinos Turísticos (SIGESTur), projeto finalista do Camp de Inovação no Turismo promovido pelo portal Panrotas com apoio técnico do Sebrae. Material desenvolvido pelo Prof. Me. Aristides Faria do IFSP Câmpus Cubatão em parceria com o aluno Carlos Lucio Martins.

baixada santistaconsultorialitoral paulista
DISRUPTURA EM CANAIS DE
DISTRIBUIÇÃO
• Como já citado as OTAS e os buscadores METASEARCH quebraram com os
modelos das redes hoteleiras de distribuírem (realizar reserva) seus produtos e
serviços. Possibilitando aos pequenos players deste mercado aumentar seu
share e ao cliente final maior poder de decisão.
OTAS = Online Travel Agencies (ex.: Booking.com; Hoteis.com; Decolar.com;
Expedia).
METASEARCH = buscadores e comparadores de preço (ex.: Trivago; Kayak;
Google Hotel).
• A grande diferença entre esses dois pilares é bem simples, as OTAS realizam
reserva e os METASEARCH apenas buscam e direcionam ao site de menor
preço.
• Ambos não possuem inventário de apartamento, porém pelo tamanho de
inserção de mercado, os hotéis pagam comissões para as OTAS e as
METASEARCH têm seus ganhos com propagandas e direcionamentos.
TRAVEL REVIEWS
• Nesta mesma época surge os sites de Travel Reviews, onde
hóspedes escrevem sobre suas experiências passadas, bem
como atribuições de notas que criam rankings pela cidade
onde estão localizados os empreendimentos. Seu principal
representante é o Tripadvisor.com
• Em 2010 o tripadvisor.com virou um METASEARCH.
Hospedagem na Era Mobile - MBA MKT FGV - 46
DISRUPTURA E UBIQUIDADE
PODER AO CLIENTE
• Todas essas ferramentas permitiram ao cliente final uma
maior relevância ao seu poder de compra e aos hotéis uma
maior atenção com a experiência (atendimento, atmosfera e
qualidade).
• Com o avanço dos smartphones todas essas ferramentas se
tornaram aplicativos que fortalecem os micro momentos:
momento de comprar uma passagem, alugar um carro,
reservar um hotel.

Recomendado para você

Distribuição o fator humano
Distribuição   o fator humanoDistribuição   o fator humano
Distribuição o fator humano

Este documento fornece informações sobre Gabriela Otto, uma especialista em hotelaria e mercado de luxo no Brasil. Ela trabalhou em várias cadeias hoteleiras internacionais e atualmente é professora, consultora e articulista. O documento lista suas qualificações, experiência profissional, blogs e contatos.

hotelariaredes sociaisvendas
Importancia de-um-bom-website-para-hotéis
Importancia de-um-bom-website-para-hotéisImportancia de-um-bom-website-para-hotéis
Importancia de-um-bom-website-para-hotéis

O documento discute a importância de um bom website para hotéis. Em três frases: Os websites de hotéis podem marcar a diferença fornecendo informações detalhadas e atualizadas sobre o hotel. Um bom website com fotos, detalhes de serviços e sistema de reservas próprio pode atrair mais clientes do que sites de agências de viagens. Investir em um website profissional é essencial para os hotéis competirem online de forma eficaz no mercado atual.

website hotelhotelmarketing para hotéis
SEBRAE RJ A tecnologia como aliada na criação de novas experiências no ramo h...
SEBRAE RJ A tecnologia como aliada na criação de novas experiências no ramo h...SEBRAE RJ A tecnologia como aliada na criação de novas experiências no ramo h...
SEBRAE RJ A tecnologia como aliada na criação de novas experiências no ramo h...

O mercado hoteleiro, assim como outros setores da economia, precisa se renovar constantemente, a fim de se destacar da concorrência, atrair e fidelizar mais clientes. Nesse sentido, vale investir em soluções de mercado que proporcionem novas experiências aos hóspedes. Muitas dessas soluções passam pela tecnologia, que, por isso, deve ser considerada pelos empresários do setor. Diante dessa realidade, este boletim de tendências aborda as principais soluções tecnológicas disponíveis para meios de hospedagens, cita alguns casos de sucesso e, por fim, apresenta empresas que oferecem essas soluções ao mercado, mostrando que são viáveis para os micro e pequenos negócios.

hospitalityempreendedorismotecnologia
DISRUPTURA E UBIQUIDADE
PODER AO CLIENTE
O que antes demandava tempo e dedicação para
montar uma viagem, hoje pode ser realizado
enquanto se espera o café ficar pronto.
Todas as ferramentas estão em um mesmo lugar. • 82% iniciam suas buscas sem um hotel em
mente
• 78% iniciam suas buscas sem uma cia. Aérea
em mente
• 24% das viagens de lazer são realizadas por
sites que não possuem nenhum apartamento
• 51,2% de todas as reservas realizadas com
menos de 24h para a entrada foram feitas em
smartphones
• 94% mudam de aparelhos durante a pesquisa
Panorama das Buscas:
DISRUPTURA E UBIQUIDADE
PODER AO CLIENTE
AUKLAND, Shaun – Account
Executive Google Travel, 2017
Check Out Express 58,96% Café da Manhã Qualidade 69,13%
Bloqueio da Claridade 65,50% Alimentação Saudável 60,45%
Amenities de Qualidade 49,81% Piscina 32,78%
Check In Virtual 47,32%
Design Restaurante e
Lobby
33,52%
Smart TV 53,00% Localização 88,81%
Vários Travesseiros 37,73% Facilidade na Reserva 80,24%
Apartamento Amplo 35,69% Boa Reputação 83,92%
Solicitação Pedidos via
APP
33,46% Preço 71,96%
Acesso a Streaming 40,11% Autenticidade 62,45%
Totens Auto Atendimento 81,34% Marca Reconhecida 38,47%
Internet Qualidade 92,58% Pet Friendly 73,91%
Auditoria Mapie - 2016
MUDANÇA DE PROPOSTA DE VALOR
Os resultados mapeados na Pesquisa de Mercado sobre o perfil do
novo hóspede revelou que os hóspedes dão mais valor para
itens de não-serviço; procuram mais uma autenticidade onde
possam usufruir de um tempo próprio; que não haja um contato
no momento da verdade, da entrega do serviço.
Alguns hotéis já atuam nesta diferenciação, exemplo disso são: o
Zoku em Amsterdam, o Unique em São Paulo, o Pod 51 em
Nova York, o Mama Shelter no Rio de Janeiro e a marca Jo &
Joe da Accor (ainda em desenvolvimento).
Hospedagem na Era Mobile - MBA MKT FGV - 46

Recomendado para você

Communication Technologies in Tourist Accommodation - Successful Case Studies
Communication Technologies in Tourist Accommodation - Successful Case StudiesCommunication Technologies in Tourist Accommodation - Successful Case Studies
Communication Technologies in Tourist Accommodation - Successful Case Studies

Check out the presentation (in Portuguese) at the Official lauch of the Accomodation of the Future Project at the BTL 2014 in Lisbon; and learn more about the project here: http://j.mp/accommodation-of-the-future

tourism technologyuniversidade de aveiroidtour
Tecnologias da Comunicação ao Serviço do Alojamento
Tecnologias da Comunicação ao Serviço do AlojamentoTecnologias da Comunicação ao Serviço do Alojamento
Tecnologias da Comunicação ao Serviço do Alojamento

O documento discute como as novas tecnologias estão transformando a indústria hoteleira e a experiência dos viajantes. Resume três pontos principais: 1) Os viajantes agora podem reservar hotéis e organizar viagens usando apenas seus dispositivos móveis; 2) Os hotéis estão adotando novas tecnologias como check-in móvel e quartos inteligentes para melhorar a experiência dos hóspedes; 3) A realidade aumentada e óculos inteligentes podem ser o futuro da indústria, permitindo serviços personal

btl 2014tecnologias para o alojamentoubiwhere
Importância de um bom website para os hotéis
Importância de um bom website para os hotéisImportância de um bom website para os hotéis
Importância de um bom website para os hotéis

Com a democratização da internet e a multiplicidade de possibilidades que oferece aos consumidores, criaram-se infinitas novas possibilidades de negócio, abriram-se mercados e modificaram-se, até, os existentes, que se encontravam solidificados. O turismo não fugiu à regra. As reservas que antes eram feitas pelas mãos de agências de viagens, hoje são dominadas por algumas agências de reservas online, como a Booking.com, e por travel review websites, como o Tripadvisor, e, mais recentemente, o Google Hotel Finder. As pessoas dão preferência a essas plataformas por acolherem centenas de hotéis, por, facilmente, poderem compará-los a vários níveis e ainda por receberem pontuações, comentários e críticas de outros clientes que os frequentaram anteriormente.

hotelsdigital marketingmarketing digital
PROPOSTA DE VALOR
ECONOMIA COMPARTILHADA
Com início datado de meados 2008 a chamada economia
compartilhada afetou, também o formato de hospedagem.
Com aplicativos o Airbnb e o Onefinnestay possibilitaram uma
integração maior com o destino. É possível alugar camas, quartos,
apartamentos e casas por preço populares e por períodos curtos.
Essa nova forma afetou em cheio os millennials, que buscam por
experiências no destino e não experiências de hospedagem
ANA REGINA DE OLIVEIRA POLAY
ELISÂNGELA DE FÁTIMA FORMIGONI
LETÍCIA FREITAS VILELLA
THALES HENRIK COLOGNESI SANCHEZ

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tecnologias no Marketing e Comunicação Digital para o sector do Alojamento
Tecnologias no Marketing e Comunicação Digital para o sector do AlojamentoTecnologias no Marketing e Comunicação Digital para o sector do Alojamento
Tecnologias no Marketing e Comunicação Digital para o sector do Alojamento
Helena Dias
 
Mundial de Futebol - Russia 2018
Mundial de Futebol - Russia 2018Mundial de Futebol - Russia 2018
Mundial de Futebol - Russia 2018
Meio & Mensagem
 
Fórum E-Commerce Brasil 2011 - Ruth Cuadrado
Fórum E-Commerce Brasil 2011 - Ruth CuadradoFórum E-Commerce Brasil 2011 - Ruth Cuadrado
Fórum E-Commerce Brasil 2011 - Ruth Cuadrado
E-Commerce Brasil
 
Palestra na ABAV - 2013 - Se você está atendendo o cliente, quem está fazendo...
Palestra na ABAV - 2013 - Se você está atendendo o cliente, quem está fazendo...Palestra na ABAV - 2013 - Se você está atendendo o cliente, quem está fazendo...
Palestra na ABAV - 2013 - Se você está atendendo o cliente, quem está fazendo...
Laura Umbelina Santi
 
SIGESTur (apresentação completa)
SIGESTur (apresentação completa)SIGESTur (apresentação completa)
SIGESTur (apresentação completa)
Aristides Faria
 
SIGESTur (apresentação oficial)
SIGESTur (apresentação oficial)SIGESTur (apresentação oficial)
SIGESTur (apresentação oficial)
Aristides Faria
 

Mais procurados (6)

Tecnologias no Marketing e Comunicação Digital para o sector do Alojamento
Tecnologias no Marketing e Comunicação Digital para o sector do AlojamentoTecnologias no Marketing e Comunicação Digital para o sector do Alojamento
Tecnologias no Marketing e Comunicação Digital para o sector do Alojamento
 
Mundial de Futebol - Russia 2018
Mundial de Futebol - Russia 2018Mundial de Futebol - Russia 2018
Mundial de Futebol - Russia 2018
 
Fórum E-Commerce Brasil 2011 - Ruth Cuadrado
Fórum E-Commerce Brasil 2011 - Ruth CuadradoFórum E-Commerce Brasil 2011 - Ruth Cuadrado
Fórum E-Commerce Brasil 2011 - Ruth Cuadrado
 
Palestra na ABAV - 2013 - Se você está atendendo o cliente, quem está fazendo...
Palestra na ABAV - 2013 - Se você está atendendo o cliente, quem está fazendo...Palestra na ABAV - 2013 - Se você está atendendo o cliente, quem está fazendo...
Palestra na ABAV - 2013 - Se você está atendendo o cliente, quem está fazendo...
 
SIGESTur (apresentação completa)
SIGESTur (apresentação completa)SIGESTur (apresentação completa)
SIGESTur (apresentação completa)
 
SIGESTur (apresentação oficial)
SIGESTur (apresentação oficial)SIGESTur (apresentação oficial)
SIGESTur (apresentação oficial)
 

Semelhante a Hospedagem na Era Mobile - MBA MKT FGV - 46

Distribuição o fator humano
Distribuição   o fator humanoDistribuição   o fator humano
Distribuição o fator humano
Gabriela Otto
 
Importancia de-um-bom-website-para-hotéis
Importancia de-um-bom-website-para-hotéisImportancia de-um-bom-website-para-hotéis
Importancia de-um-bom-website-para-hotéis
Luis Ribeiro
 
SEBRAE RJ A tecnologia como aliada na criação de novas experiências no ramo h...
SEBRAE RJ A tecnologia como aliada na criação de novas experiências no ramo h...SEBRAE RJ A tecnologia como aliada na criação de novas experiências no ramo h...
SEBRAE RJ A tecnologia como aliada na criação de novas experiências no ramo h...
Alinesilva.in
 
Communication Technologies in Tourist Accommodation - Successful Case Studies
Communication Technologies in Tourist Accommodation - Successful Case StudiesCommunication Technologies in Tourist Accommodation - Successful Case Studies
Communication Technologies in Tourist Accommodation - Successful Case Studies
Ubiwhere
 
Tecnologias da Comunicação ao Serviço do Alojamento
Tecnologias da Comunicação ao Serviço do AlojamentoTecnologias da Comunicação ao Serviço do Alojamento
Tecnologias da Comunicação ao Serviço do Alojamento
Helena Dias
 
Importância de um bom website para os hotéis
Importância de um bom website para os hotéisImportância de um bom website para os hotéis
Importância de um bom website para os hotéis
HotelBuzz
 
Hotelaria fgv mkt-44_abc
Hotelaria   fgv mkt-44_abcHotelaria   fgv mkt-44_abc
Hotelaria fgv mkt-44_abc
Roger Barbosa dos Santos
 
Hotelaria, Tecnologia & Pessoas
Hotelaria, Tecnologia & PessoasHotelaria, Tecnologia & Pessoas
Hotelaria, Tecnologia & Pessoas
Lucas Faia
 
PAPER sobre utilização de Quiosques Interactivos e Mupis Digitais no sector d...
PAPER sobre utilização de Quiosques Interactivos e Mupis Digitais no sector d...PAPER sobre utilização de Quiosques Interactivos e Mupis Digitais no sector d...
PAPER sobre utilização de Quiosques Interactivos e Mupis Digitais no sector d...
Miguel Soares
 
Tecnologia%20 digital%20e%20hospedagem%20%281%29
Tecnologia%20 digital%20e%20hospedagem%20%281%29Tecnologia%20 digital%20e%20hospedagem%20%281%29
Tecnologia%20 digital%20e%20hospedagem%20%281%29
Geisa Bonfiette
 
inovação tecnológica e a estratégia hoteleira
inovação tecnológica e a estratégia hoteleirainovação tecnológica e a estratégia hoteleira
inovação tecnológica e a estratégia hoteleira
Pedro Valente
 
Seminario As novas tecnologias ao serviço da comunicação e da divulgação no s...
Seminario As novas tecnologias ao serviço da comunicação e da divulgação no s...Seminario As novas tecnologias ao serviço da comunicação e da divulgação no s...
Seminario As novas tecnologias ao serviço da comunicação e da divulgação no s...
Francesco Berrettini
 
O comercio internacional via ferramenta de busca web
O comercio internacional via ferramenta de busca webO comercio internacional via ferramenta de busca web
O comercio internacional via ferramenta de busca web
Paula Goncalves
 
E31LL4
E31LL4E31LL4
Mobile em Hotelaria
Mobile em HotelariaMobile em Hotelaria
Mobile em Hotelaria
Gislaine Quartieri
 
Mobile Marketing - Hospedagem - TURMA: MKT_ABC_46 - FGV
Mobile Marketing - Hospedagem - TURMA: MKT_ABC_46 - FGVMobile Marketing - Hospedagem - TURMA: MKT_ABC_46 - FGV
Mobile Marketing - Hospedagem - TURMA: MKT_ABC_46 - FGV
Érika Pires
 
Marketing de Busca para Hotéis.
Marketing de Busca para Hotéis.Marketing de Busca para Hotéis.
Marketing de Busca para Hotéis.
Bárbara Khouri
 
Apresentacao town houses
Apresentacao town housesApresentacao town houses
Apresentacao town houses
Andre Consultor Imobiliario
 
CityWayPass
CityWayPassCityWayPass
CityWayPass
feromes
 
Aula 2.pptx
Aula 2.pptxAula 2.pptx
Aula 2.pptx
mhap19
 

Semelhante a Hospedagem na Era Mobile - MBA MKT FGV - 46 (20)

Distribuição o fator humano
Distribuição   o fator humanoDistribuição   o fator humano
Distribuição o fator humano
 
Importancia de-um-bom-website-para-hotéis
Importancia de-um-bom-website-para-hotéisImportancia de-um-bom-website-para-hotéis
Importancia de-um-bom-website-para-hotéis
 
SEBRAE RJ A tecnologia como aliada na criação de novas experiências no ramo h...
SEBRAE RJ A tecnologia como aliada na criação de novas experiências no ramo h...SEBRAE RJ A tecnologia como aliada na criação de novas experiências no ramo h...
SEBRAE RJ A tecnologia como aliada na criação de novas experiências no ramo h...
 
Communication Technologies in Tourist Accommodation - Successful Case Studies
Communication Technologies in Tourist Accommodation - Successful Case StudiesCommunication Technologies in Tourist Accommodation - Successful Case Studies
Communication Technologies in Tourist Accommodation - Successful Case Studies
 
Tecnologias da Comunicação ao Serviço do Alojamento
Tecnologias da Comunicação ao Serviço do AlojamentoTecnologias da Comunicação ao Serviço do Alojamento
Tecnologias da Comunicação ao Serviço do Alojamento
 
Importância de um bom website para os hotéis
Importância de um bom website para os hotéisImportância de um bom website para os hotéis
Importância de um bom website para os hotéis
 
Hotelaria fgv mkt-44_abc
Hotelaria   fgv mkt-44_abcHotelaria   fgv mkt-44_abc
Hotelaria fgv mkt-44_abc
 
Hotelaria, Tecnologia & Pessoas
Hotelaria, Tecnologia & PessoasHotelaria, Tecnologia & Pessoas
Hotelaria, Tecnologia & Pessoas
 
PAPER sobre utilização de Quiosques Interactivos e Mupis Digitais no sector d...
PAPER sobre utilização de Quiosques Interactivos e Mupis Digitais no sector d...PAPER sobre utilização de Quiosques Interactivos e Mupis Digitais no sector d...
PAPER sobre utilização de Quiosques Interactivos e Mupis Digitais no sector d...
 
Tecnologia%20 digital%20e%20hospedagem%20%281%29
Tecnologia%20 digital%20e%20hospedagem%20%281%29Tecnologia%20 digital%20e%20hospedagem%20%281%29
Tecnologia%20 digital%20e%20hospedagem%20%281%29
 
inovação tecnológica e a estratégia hoteleira
inovação tecnológica e a estratégia hoteleirainovação tecnológica e a estratégia hoteleira
inovação tecnológica e a estratégia hoteleira
 
Seminario As novas tecnologias ao serviço da comunicação e da divulgação no s...
Seminario As novas tecnologias ao serviço da comunicação e da divulgação no s...Seminario As novas tecnologias ao serviço da comunicação e da divulgação no s...
Seminario As novas tecnologias ao serviço da comunicação e da divulgação no s...
 
O comercio internacional via ferramenta de busca web
O comercio internacional via ferramenta de busca webO comercio internacional via ferramenta de busca web
O comercio internacional via ferramenta de busca web
 
E31LL4
E31LL4E31LL4
E31LL4
 
Mobile em Hotelaria
Mobile em HotelariaMobile em Hotelaria
Mobile em Hotelaria
 
Mobile Marketing - Hospedagem - TURMA: MKT_ABC_46 - FGV
Mobile Marketing - Hospedagem - TURMA: MKT_ABC_46 - FGVMobile Marketing - Hospedagem - TURMA: MKT_ABC_46 - FGV
Mobile Marketing - Hospedagem - TURMA: MKT_ABC_46 - FGV
 
Marketing de Busca para Hotéis.
Marketing de Busca para Hotéis.Marketing de Busca para Hotéis.
Marketing de Busca para Hotéis.
 
Apresentacao town houses
Apresentacao town housesApresentacao town houses
Apresentacao town houses
 
CityWayPass
CityWayPassCityWayPass
CityWayPass
 
Aula 2.pptx
Aula 2.pptxAula 2.pptx
Aula 2.pptx
 

Último

Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
Faga1939
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
Ligia Galvão
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
Geagra UFG
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
Daniel273024
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
 
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptxIV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
IV Jornada Nacional Tableau - Apresentações.pptx
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
STALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolaresSTALINISMO apresentação slides para escolares
STALINISMO apresentação slides para escolares
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2017 CENSIPAM.pdf
 

Hospedagem na Era Mobile - MBA MKT FGV - 46

  • 1. HOSPEDAGEM NA ERA MOBILE MBA MKT FGV - 46
  • 2. Acadêmicos da área consideram o ano de 1870 como o início da Hotelaria planejada (uma construção feita exclusivamente para esse fim) com o Hotel Ritz em Paris. Até em então, as hospedagens eram realizadas informalmente em prédios adaptados e ao redor de grande estações de trem e estábulos. Do outro lado do Atlântico, o Tremont House em Boston, implantava o conceito de apartamentos "single" e "double" e oferecia sabonete como cortesia. Assim surge a Hotelaria como uma indústria profissional.
  • 3. Na segunda metado do século XX inciam-se as grande redes Hoteleiras na Europa e EUA. Introduzindo os conceitos de padronização de marca, serviços de Alimentos & Bebidas e locação de espaços para eventos. Esses grandes operadores até início dos anos 2000 possuíam todo seu volume de reservas em seus domínios .com e centrais telefônicas.
  • 4. FATORES CRÍTICOS Esses fatores críticos são os chamados "filtros" para um hóspede efetuar sua reserva ou não em determinado Hotel. Este modelo prevaleceu até meados dos anos 2000 até o início de pulverização das OTAS e buscadores METASEARCH .
  • 5. DISRUPTURA EM CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO • Como já citado as OTAS e os buscadores METASEARCH quebraram com os modelos das redes hoteleiras de distribuírem (realizar reserva) seus produtos e serviços. Possibilitando aos pequenos players deste mercado aumentar seu share e ao cliente final maior poder de decisão. OTAS = Online Travel Agencies (ex.: Booking.com; Hoteis.com; Decolar.com; Expedia). METASEARCH = buscadores e comparadores de preço (ex.: Trivago; Kayak; Google Hotel). • A grande diferença entre esses dois pilares é bem simples, as OTAS realizam reserva e os METASEARCH apenas buscam e direcionam ao site de menor preço. • Ambos não possuem inventário de apartamento, porém pelo tamanho de inserção de mercado, os hotéis pagam comissões para as OTAS e as METASEARCH têm seus ganhos com propagandas e direcionamentos.
  • 6. TRAVEL REVIEWS • Nesta mesma época surge os sites de Travel Reviews, onde hóspedes escrevem sobre suas experiências passadas, bem como atribuições de notas que criam rankings pela cidade onde estão localizados os empreendimentos. Seu principal representante é o Tripadvisor.com • Em 2010 o tripadvisor.com virou um METASEARCH.
  • 8. DISRUPTURA E UBIQUIDADE PODER AO CLIENTE • Todas essas ferramentas permitiram ao cliente final uma maior relevância ao seu poder de compra e aos hotéis uma maior atenção com a experiência (atendimento, atmosfera e qualidade). • Com o avanço dos smartphones todas essas ferramentas se tornaram aplicativos que fortalecem os micro momentos: momento de comprar uma passagem, alugar um carro, reservar um hotel.
  • 9. DISRUPTURA E UBIQUIDADE PODER AO CLIENTE O que antes demandava tempo e dedicação para montar uma viagem, hoje pode ser realizado enquanto se espera o café ficar pronto. Todas as ferramentas estão em um mesmo lugar. • 82% iniciam suas buscas sem um hotel em mente • 78% iniciam suas buscas sem uma cia. Aérea em mente • 24% das viagens de lazer são realizadas por sites que não possuem nenhum apartamento • 51,2% de todas as reservas realizadas com menos de 24h para a entrada foram feitas em smartphones • 94% mudam de aparelhos durante a pesquisa Panorama das Buscas:
  • 10. DISRUPTURA E UBIQUIDADE PODER AO CLIENTE AUKLAND, Shaun – Account Executive Google Travel, 2017 Check Out Express 58,96% Café da Manhã Qualidade 69,13% Bloqueio da Claridade 65,50% Alimentação Saudável 60,45% Amenities de Qualidade 49,81% Piscina 32,78% Check In Virtual 47,32% Design Restaurante e Lobby 33,52% Smart TV 53,00% Localização 88,81% Vários Travesseiros 37,73% Facilidade na Reserva 80,24% Apartamento Amplo 35,69% Boa Reputação 83,92% Solicitação Pedidos via APP 33,46% Preço 71,96% Acesso a Streaming 40,11% Autenticidade 62,45% Totens Auto Atendimento 81,34% Marca Reconhecida 38,47% Internet Qualidade 92,58% Pet Friendly 73,91% Auditoria Mapie - 2016
  • 11. MUDANÇA DE PROPOSTA DE VALOR Os resultados mapeados na Pesquisa de Mercado sobre o perfil do novo hóspede revelou que os hóspedes dão mais valor para itens de não-serviço; procuram mais uma autenticidade onde possam usufruir de um tempo próprio; que não haja um contato no momento da verdade, da entrega do serviço. Alguns hotéis já atuam nesta diferenciação, exemplo disso são: o Zoku em Amsterdam, o Unique em São Paulo, o Pod 51 em Nova York, o Mama Shelter no Rio de Janeiro e a marca Jo & Joe da Accor (ainda em desenvolvimento).
  • 13. PROPOSTA DE VALOR ECONOMIA COMPARTILHADA Com início datado de meados 2008 a chamada economia compartilhada afetou, também o formato de hospedagem. Com aplicativos o Airbnb e o Onefinnestay possibilitaram uma integração maior com o destino. É possível alugar camas, quartos, apartamentos e casas por preço populares e por períodos curtos. Essa nova forma afetou em cheio os millennials, que buscam por experiências no destino e não experiências de hospedagem
  • 14. ANA REGINA DE OLIVEIRA POLAY ELISÂNGELA DE FÁTIMA FORMIGONI LETÍCIA FREITAS VILELLA THALES HENRIK COLOGNESI SANCHEZ