A Revolução do 25 de Abril
A Conjuntura Política <ul><li>1973 Primeira manifestação pública do descontentamento de alguns sectores das forças armadas...
A Guerra Colonial
O Movimento dos Capitães <ul><li>Em Dezembro de 1973 estrutura-se o Movimento dos Capitães cuja direcção é entregue ao cap...
Os Depostos
1974 <ul><li>Janeiro </li></ul><ul><li>Preparação da Acção e do Programa; </li></ul><ul><li>O Movimento dos capitães evolu...
Os Sinais e as Senhas <ul><li>“E Depois do Adeus” cantada por Paulo de Carvalho (23 h do dia 24); </li></ul><ul><li>“Grând...
Grândola Vila Morena
A Operação “Fim de Regime” <ul><li>Movimentação rápida das unidades para os objectivos e pontos estratégicos  definidos: <...
A   Resistência <ul><li>A resistência ao golpe foi protagonizada pelo Regimento de Cavalaria 7  </li></ul><ul><li>O confro...
O Cerco <ul><li>O Quartel do Carmo, onde estava o  Presidente do   Conselho  foi cercado pelas forças comandadas por Salgu...
O Povo está com o M.F.A.! <ul><li>Aclamação do golpe militar nas ruas. </li></ul><ul><li>Explosão social por todo o país. ...
O Desmantelamento do Regime   <ul><li>Nomeação da Junta de Salvação Nacional presidida por António de Spínola. </li></ul><...
O Novo Quadro Social e Político <ul><li>Os presos políticos foram amnistiados e libertados, os exilados regressaram ao paí...
O Primeiro 1º de Maio <ul><li>A Junta de Salvação Nacional instituiu de imediato o 1º de Maio, Dia Mundial do Trabalhador ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A Revolução do 25 de abril

1.954 visualizações

Publicada em

Apresentação multimédia sobre os principais acontecimentos do 25 de Abril de 1974 - "A Revolução dos Cravos"

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.954
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Revolução do 25 de abril

  1. 1. A Revolução do 25 de Abril
  2. 2. A Conjuntura Política <ul><li>1973 Primeira manifestação pública do descontentamento de alguns sectores das forças armadas. </li></ul><ul><li>A guerra e a questão colonial são dois factores que se transformam em questão política, pondo-se a hipótese de derrubar o governo. </li></ul><ul><li>Descontentamento popular contra o aumento do custo de vida; </li></ul><ul><li>Insatisfação de um sector industrial moderno; </li></ul><ul><li>Intensificava-se a condenação internacional da política colonial. </li></ul>
  3. 3. A Guerra Colonial
  4. 4. O Movimento dos Capitães <ul><li>Em Dezembro de 1973 estrutura-se o Movimento dos Capitães cuja direcção é entregue ao capitão Vasco Lourenço, Otelo Saraiva de Carvalho e Vítor Alves. </li></ul><ul><li>A estes se juntam o alto-comando do Estado-Maior das Forças Armadas que se recusa a participar numa manifestação a favor do governo e da sua política. </li></ul><ul><li>A exoneração dos cargos de Spínola e Costa Gomes por Marcello Caetano levam a avançar com uma tentativa de golpe </li></ul>
  5. 5. Os Depostos
  6. 6. 1974 <ul><li>Janeiro </li></ul><ul><li>Preparação da Acção e do Programa; </li></ul><ul><li>O Movimento dos capitães evoluiu para um Movimento das Forças Armadas – MFA. </li></ul><ul><li>Março </li></ul><ul><li>Primeira tentativa de Golpe que fracassa. </li></ul><ul><li>Abril </li></ul><ul><li>Na madrugada de 25 de Abril desencadeia-se a operação “Fim de Regime”. </li></ul>
  7. 7. Os Sinais e as Senhas <ul><li>“E Depois do Adeus” cantada por Paulo de Carvalho (23 h do dia 24); </li></ul><ul><li>“Grândola Vila Morena” cantada por José Afonso (0.20 h do dia 25). </li></ul><ul><li>Depois dos sinais combinados as unidades dirigiram-se para os alvos; era a primeira indicação de que as operações estavam a decorrer com normalidade. </li></ul>
  8. 8. Grândola Vila Morena
  9. 9. A Operação “Fim de Regime” <ul><li>Movimentação rápida das unidades para os objectivos e pontos estratégicos definidos: </li></ul><ul><ul><ul><li>Estações de rádio e televisão; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Entradas e saídas de Lisboa e Porto; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>O Aeroporto da Portela e bases aéreas; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Terreiro do Paço e S. Bento; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Quartéis-generais das Regiões Militares. </li></ul></ul></ul>
  10. 10. A Resistência <ul><li>A resistência ao golpe foi protagonizada pelo Regimento de Cavalaria 7 </li></ul><ul><li>O confronto deu-se com o destacamento da Escola Prática de Cavalaria de Santarém comandado por Salgueiro Maia no Terreiro do Paço. </li></ul>
  11. 11. O Cerco <ul><li>O Quartel do Carmo, onde estava o Presidente do Conselho foi cercado pelas forças comandadas por Salgueiro Maia que obrigou Marcello Caetano à rendição. </li></ul><ul><li>O poder foi entregue ao General Spínola. </li></ul>
  12. 12. O Povo está com o M.F.A.! <ul><li>Aclamação do golpe militar nas ruas. </li></ul><ul><li>Explosão social por todo o país. </li></ul><ul><li>Ficou conhecida pelo seu carácter pacífico como a Revolução dos Cravos. </li></ul>
  13. 13. O Desmantelamento do Regime <ul><li>Nomeação da Junta de Salvação Nacional presidida por António de Spínola. </li></ul><ul><li>A esta instituição coube o desmantelamento do regime deposto previsto no programa do MFA. </li></ul><ul><li>Preparação do processo que conduziria à normalização da situação política. </li></ul>
  14. 14. O Novo Quadro Social e Político <ul><li>Os presos políticos foram amnistiados e libertados, os exilados regressaram ao país; </li></ul><ul><li>Iniciou-se a a legalização e a formação de novos partidos políticos e de sindicatos livres; </li></ul><ul><li>Procedeu-se à nomeação de um Governo Provisório; </li></ul><ul><li>Iniciou-se a preparação de eleições livres para eleger a Assembleia Constituinte à qual incumbiria a redacção de uma nova Constituição. </li></ul>
  15. 15. O Primeiro 1º de Maio <ul><li>A Junta de Salvação Nacional instituiu de imediato o 1º de Maio, Dia Mundial do Trabalhador como feriado nacional obrigatório. </li></ul><ul><li>Esse dia em que as manifestações eram proibidas durante a ditadura, foi festejado em unidade e júbilo por centenas de milhares de pessoas em todo o país. </li></ul>

×