Biografia de salazar sara

6.123 visualizações

Publicada em

Trabalho realizada pela Sara Pereira, do 9ºD

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.123
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
46
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Biografia de salazar sara

  1. 1. António Oliveira de Salazar<br />
  2. 2. Biografia de Salazar<br /> António de Oliveira Salazar, nasceu em 1889 em Santa Comba Dão, uma aldeia de  Vimieiro. <br />
  3. 3. Em 1900, depois de completar os seus estudos na escola primária, António Salazar entrou no seminário de Viseu. <br /> Em 1908, o seu último ano lectivo no Seminário, tomou finalmente contacto com toda a agitação que reinava em Viseu. <br /> Licenciado em Direito, foi nesta mesma faculdade que lhe e concebido o grau de Doutor, na qual viria  a ser professor catedrático. <br />NOTA:Era conhecido por um homem sério, introspectivo, austero, católico e conservador. Foi também António de oliveira Salazar, que fundou o centro católico português, em 1917.<br />
  4. 4. Iniciou o seu cargo como ministro das Finanças em 1928, depois de uma revolução, permanecendo neste até 1932. <br /> Foi o político que entre 1932 e 1968 dirigiu os destinos de Portugal, com o cargo de primeiro-ministro. <br /> Foi fundador e chefe da União Nacional a partir de 1931. <br /> Ele também foi o fundador e principal mentor do Estado Novo, substituindo a Ditadura Militar. <br /> Também exerceu o cargo de Presidente interino da República, mas somente no ano de 1951.<br />
  5. 5. Salazarismo<br /> Estado Novo foi também chamado salazarismo, em referência a António de Oliveira Salazar, o seu fundador e líder.<br /> Estado Novo é o nome do regime político autoritário e corporativista de Estado que vigorou em Portugal durante 41 anos sem interrupção, desde 1933, com a aprovação de uma nova Constituição, até 1974, quando foi derrubado pela Revolução do 25 de Abril. Ao Estado Novo alguns historiadores também chamam "II República" , embora tal designação jamais tenha sido assumida pelo próprio regime.<br />
  6. 6. Frases de Salazar <br />"Deus, Pátria, Família"<br />"Em política, o que parece é."<br />"Sei muito bem o que quero, e para onde vou!"<br />"Não devemos deixar entrar a desordem onde há ordem."<br />"Meia dúzia de safanões a tempo."<br />"Para Angola, rapidamente e em força."<br />"Orgulhosamente sós!"<br />"A nação não se discute."<br />"Tudo pela nação, nada contra a nação."<br />"Devo à providência a graça de ser pobre."<br />"Quem não é patriota não se pode considerar português"<br />"Ensinai aos vossos filhos o trabalho, ensinai às vossas filhas a modéstia, ensinai a todos a virtude da economia. E se não poderdes fazer deles santos, fazei ao menos deles cristãos".<br />"Vós pensais nos vossos filhos, eu penso nos filhos de todos vós".<br />"Estado é a Nação socialmente organizada".<br />"As discussões têm revelado o equívoco, mas não esclarecido o problema; já nem mesmo se sabe o que há-de entender-se por democracia".<br />"Portugal nasceu à sombra da Igreja e a religião católica foi desde o começo elemento formativo da alma da Nação e traço dominante do carácter do povo português".<br />
  7. 7. Em 1968, depois de uma vida dedicada a Portugal, Salazar começou a doenças do foro neurológico, e um dia acabou por cair de uma cadeira causando-lhe hematomas cerebrais que se foram agravando ao longo do tempo, acabando por falecer em 27 de Julho de 1970 em Lisboa.<br />A sua morte <br />Eu marquei a diferença!!<br />
  8. 8.
  9. 9. curiosidade<br />«Eu tinha 22 anos quando Salazar abandonou o Governo. Em 27 de Setembro de 1968, e 24 quando ele morreu, em 27 de Julho de 1970. (…) Na memória tenho aquela voz característica, com convicção mas ainda clerical e guardando sempre um fundo de pronúncia beirã.» Jaime Nogueira Pinto<br />
  10. 10. Salazar no coração <br />Equilibrou as finanças públicas, criou as condições para o desenvolvimento económico, mesmo que controlado, e conseguiu que Portugal não fosse envolvido na II Guerra Mundial. Manteve a separação entre o Estado e da Igreja.<br /> POR ISTO TUDO, NOS DESPEDIMOS DE SALAZAR, MAS DEIXANDO NA HISTÓRIA DE PORTUGAL E GRAVADO NOS CORAÇÕES DOS PORTUGUESES!!<br />
  11. 11. No âmbito da disciplina de historia<br />Trabalho realizado por:<br /> Sara Gonçalves Pereira nº 19<br />

×