SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 48
Baixar para ler offline
A Mordomia da Família
(Josué 24.15)
"Porém, se vos parece mal
aos vossos olhos servir ao
Senhor, escolhei hoje a
quem sirvais: [...] porém eu
e a minha casa serviremos
ao Senhor."
A família é a primeira
instituição criada por Deus e,
por isso, é a nossa "primeira
igreja", pela qual devemos
amorosamente zelar.
Objetivo Geral
Conscientizar os alunos de que a família é a
primeira instituição e que, portanto,
devemos zelá-la amorosamente.
❷ Explicar a mordomia da família;
❶ Destacar a família no plano de Deus;
❸ Radiografar a família cristã sob ataque.
14 - Agora, pois, temei ao Senhor, e servi-o com
sinceridade e com verdade, e deitai fora os deuses aos
quais serviram vossos pais dalém do rio e no Egito, e servi
ao Senhor.
15 - Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao
Senhor, escolhei hoje a quem sirvais: se os deuses a quem
serviram vossos pais, que estavam dalém do rio, ou os
deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a
minha casa serviremos ao Senhor.
Josué 24.14,15
22 - Vós, mulheres, sujeitai-vos a vosso marido, como ao
Senhor;
23 - porque o marido é a cabeça da mulher, como também
Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador
do corpo.
24 - De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo,
assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seu
marido.
25 - Vós, maridos, amai vossa mulher, como também
Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela,
28 - Assim devem os maridos amar a sua própria mulher
como a seu próprio corpo. Quem ama a sua mulher ama-
se a si mesmo.
Efésios 5.22-25,28
A família é a primeira instituição
criada por Deus.
INTRODUÇÃO
Na presente lição, veremos que a família é a base de
nossa vivência. Nela, nascemos, criamo-nos e dela
dependemos por toda a vida. Veremos que todo
esse processo é o plano de Deus revelado desde o
Gênesis. Nas Escrituras, a família é tão importante
que o apóstolo Paulo classifica de “pior que o infiel”
quem dela não cuida (1 Tm 5.8). Assim, o propósito
desta lição é mostrar que o amor de Deus pela
humanidade faz com que todas as famílias da terra
sejam o alvo de sua bênção (Gn 12.3).
Na presente Lição, veremos que a família é a base
de nossa vivência. Nela, nascemos, criamo-nos e
dela dependemos por toda a vida.
A família é tão importante
que o apóstolo Paulo
classifica de
"pior que o infiel"
quem dela não cuida
(1 Tm 5.8).
Qual a origem da família ?
I – A FAMÍLIA NO PLANO DE DEUS
1. A instituição do casamento. Antes de
estabelecer a família, Deus instituiu o casamento. O
Senhor Jesus confirmou essa instituição original e
legal, conforme a Lei de Deus: “Não tendes lido que,
no princípio, o Criador os fez macho e fêmea e disse:
Portanto, deixará o homem pai e mãe e se unirá à
sua mulher, e serão dois numa só carne?” (Mt
19.4,5; cf. Gn 2.24). Aqui está, de maneira clara, a
origem do casamento como instituição divinamente
estabelecida.
I – A Família no Plano de Deus
1 – A Instituição do Casamento.
Antes de estabelecer a família,
Deus instituiu o casamento.
“Não tendes lido que, no
princípio, o Criador os fez
macho e fêmea e disse:
Portanto, deixará o homem
pai e mãe e se unirá à sua
mulher, e serão dois numa
só carne?”
(Mt 19.4,5; conforme Gn 2.24).
2. Origem da família. O livro de Gênesis relata que a
partir do homem e da mulher, Deus estabeleceu a
família: “E Deus os abençoou e Deus lhes disse:
Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra” (Gn
1.28). Essa instituição é tão importante diante de
Deus, que Ele a criou antes do Estado e, até mesmo,
da Igreja. E foi a partir de uma família que o
Altíssimo prometeu abençoar todas as demais: “E
abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os
que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas
as famílias da terra” (Gn 12.3)
I – A Família no Plano de Deus
2 – Origem da Família.
“E Deus os
abençoou e Deus
Lhes disse:
Frutificai, e
multiplicai-vos, e
enchei a terra"
(Gn 1.28).
O livro de Gênesis relata que a partir do homem e
da mulher, Deus estabeleceu a família:
I – A Família no Plano de Deus
2 – Origem da Família.
Essa instituição é tão importante diante de Deus,
que Ele a criou antes do Estado
e, até mesmo, da Igreja.
II – A MORDOMIA DA FAMÍLIA
1. Os princípios que regem o casamento
cristão. Há um manual de união
matrimonial: a Bíblia Sagrada. Nela,
encontramos princípios universais e
atemporais para o casamento.
II – A Mordomia da Família
1 – Os Princípios que regem o casamento cristão.
Há um manual de união matrimonial:
a Bíblia Sagrada.
Nela,
encontramos
princípios universais
e atemporais
para o
casamento.
1.1 – O Princípio da Monogamia
1.2 – O Princípio da Heterossexualidade
1.1. O princípio da monogamia. No plano original de Deus para o
casamento, o princípio da monogamia está declarado assim: “Portanto,
deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá à sua mulher, e serão
ambos uma só carne” (Gn 2.24). Mas, infelizmente, após a Queda, o
homem desviou-se do plano divino, e distorceu as diretrizes básicas de
Deus para o matrimônio. Por exemplo, a Bíblia narra a história de
Lameque, filho de Metusael, que deu início à prática da bigamia (Gn
4.19). Assim, com o passar do tempo, a poligamia também foi
temporariamente aceita na comunidade hebreia.
Quando o ser humano se rebela contra a vontade monogâmica de
Deus quanto ao casamento, um abismo passa a chamar outros abismos:
incesto, homossexualismo, pedofilia, zoofilia, necrofilia e outras
abominações semelhantes.
Diante de um quadro tão grotesco e estarrecedor, a Palavra de Deus
impõe-nos o padrão monogâmico, heterossexual e indissolúvel como a
vontade original do Criador para o matrimônio (1 Co 7.1,2).
1.1 – O Princípio da Monogamia
No plano original de Deus para o casamento, o
princípio da monogamia está declarado assim:
“Portanto, deixará o homem seu pai e sua mãe, e se
unirá à sua mulher, e serão ambos uma só carne"
(Gn 2.24).
1.1 – O Princípio da Monogamia
Mas, infelizmente, após a Queda, o homem
desviou-se do plano divino, e distorceu as diretrizes
básicas de Deus para o matrimônio.
A Bíblia narra casos de Bigamia e Poligamia que
foram temporariamente aceitas pelos hebreus.
Caso de Lameque (Gn 4.19)
1.2. O princípio da heterossexualidade. Nas Escrituras, Deus
definiu para o casamento o princípio da união heterossexual:
um homem e uma mulher unidos para sempre sob as
bênçãos divinas.
Quando Gênesis 2.24 estabelece o princípio monogâmico e
heterossexual, o texto identifica o homem que deixa a casa
do pai e da mãe, para unir-se à sua mulher, tornando-se
“ambos uma só carne”. Ao lado da monogamia, a
heterossexualidade é o princípio inegociável em qualquer
tempo ou lugar. Entretanto, cabe aqui uma advertência
bíblica e séria: esses dois princípios só sustentam o
casamento se forem vividos sob a égide do verdadeiro e
sacrifical amor de ambos os cônjuges (Mt 22.37- 40; cf. Ef
5.22-25). Por isso, lute por seu amor; ame o seu cônjuge;
renove os votos matrimoniais periodicamente.
1.2 – O Princípio da Heterossexualidade
Deus definiu para o casamento o princípio da união
heterossexual: um homem e uma mulher (Gn 2.24)
“Portanto, deixará o homem seu pai e sua mãe, e se
unirá à sua mulher, e serão ambos uma só carne"
(Gn 2.24).
Foto: Familia.com.br
A Palavra de Deus impõe-nos o padrão
monogâmico, heterossexual e indissolúvel como a
vontade original do Criador para o matrimônio
Portanto :
2. A prioridade da família. A igreja local deve incentivar a mordomia da
família de forma constante e efetiva. O cristão precisa ter as prioridades
corretas da vida. Normalmente, há muitos crentes e, até mesmo
pastores, que priorizam a seguinte ordem: a) Deus; b) igreja; c) esposa;
e d) filhos. Qual o equívoco dessa ordem de prioridades?
Biblicamente, o crente deve priorizar (1) Deus; (2) sua própria vida;
(3) seu cônjuge; (4) seus filhos; (5) e a igreja local. Ora, alguém poderá
indagar: Mas a Bíblia não diz que devemos priorizar o Reino de Deus?
(Mt 6.33). Sim, é verdade. Entretanto, dentro da economia divina, há
uma hierarquia muita clara para que a mordomia com a família seja
plenamente atendida.
A Palavra de Deus diz que se alguém não cuida de sua família não se
encontra preparado para liderar a Igreja de Cristo (1 Tm 3.4,5). É muito
triste quando o obreiro encontra-se empenhado em ganhar outras
famílias para Cristo, mas perde sua própria casa por falta de atenção,
zelo e amor (1 Tm 5.8).
II – A Mordomia da Família
2 – A Prioridade da Família.
Há uma hierarquia muita clara para que a
mordomia com a família seja plenamente atendida.
O cristão precisa ter as prioridades corretas da vida.
II – A Mordomia da Família
2 – A Prioridade da Família.
Normalmente, há muitos crentes e, até mesmo
pastores, que priorizam a seguinte ordem:
1. Deus
2. Igreja
3. Seu Cônjuge
4. Seus Filhos
II – A Mordomia da Família
2 – A Prioridade da Família.
Biblicamente, o crente deve priorizar :
1. Deus
2. Sua Própria Vida
3. Seu Cônjuge
4. Seus Filhos
5. A Igreja Local
II – A Mordomia da Família
2 – A Prioridade da Família.
É muito triste quando o obreiro encontra-se
empenhado em ganhar outras famílias para Cristo,
mas perde sua
própria casa
por falta de
atenção, zelo e
amor
(1 Tm 5.8).
II – A Mordomia da Família
2 – A Prioridade da Família.
A Palavra de Deus diz que se alguém não cuida de
sua família não se encontra preparado para liderar
a Igreja de Cristo (1 Tm 3.4,5).
3. O relacionamento entre pais e filhos. Na
mordomia da família, alguns cuidados devem
ser tomados a fim de que os filhos sejam
criados na “doutrina e admoestação do
Senhor” (Ef 6.4). Eles são herança e galardão
de Deus (Sl 127.3). Como sacerdotes do lar, os
pais devem realizar o culto doméstico. É muito
importante priorizar esse momento para
instruir os filhos na Palavra de Deus. Além de
zelo espiritual, os pais devem ser exemplos de
amor conjugal, paternal e maternal.
II – A Mordomia da Família
3 – O Relacionamento entre pais e filhos.
Na mordomia da família, alguns cuidados devem
ser tomados a fim de que os filhos sejam criados na
"doutrina e admoestação do Senhor" (Ef 6.4).
Os pais devem
realizar o culto
doméstico
II – A Mordomia da Família
3 – O Relacionamento entre pais e filhos.
Além de zelo espiritual, os pais devem ser exemplos
de amor conjugal, paternal e maternal.
Os princípios que
regem o casamento
cristão são o da
monogamia e da
heterossexualidade.
III – A FAMÍLIA CRISTÃ SOB ATAQUE
1. O ataque do Estado materialista. De um modo
geral, os países são governados por homens
materialistas e indiferentes ao bem comum. Muitos
governantes tornam-se agentes do Diabo, visando a
destruição da família e da Igreja de Cristo.
Por essa razão, temos de usar estratégias
poderosas para vencer os ataques do Maligno: a
valorização da Palavra de Deus no lar, o culto
doméstico, a leitura de boa e comprovada literatura
cristã e a constante vigilância e prática da oração.
Que a Palavra de Deus norteie o nosso lar (Dt 11.18-
21)!
III – A Família Cristã sob Ataque
1 – O Ataque do Estado Materialista.
De um modo geral, os países são governados por
homens materialistas e indiferentes ao bem comum.
Muitos governantes tornam-se agentes do Diabo,
visando a destruição da família e da Igreja de Cristo.
III – A Família Cristã sob Ataque
1 – O Ataque do Estado Materialista.
Por essa razão, temos de usar estratégias poderosas
para vencer os ataques do Maligno:
1. Valorização da Palavra de
Deus no lar
2. Culto doméstico
3. Leitura de boa e
comprovada literatura cristã
4. Constante vigilância
5. Prática da oração.
2. O ataque da famigerada Ideologia de Gênero.
Engenheiros sociais modernos trabalham pela desconstrução
da família criada por Deus. Karl Marx, um dos teóricos
fundadores da doutrina comunista, disse que a família
deveria ser abolida.
Dessa forma, o Diabo usa a “famigerada ideologia de
gênero” para abolir os princípios que Deus estabeleceu para
a família. Segundo essa diabólica ideologia, ninguém nasce
com sexo determinado. A criança não nasce macho nem
fêmea, pois ela “se torna homem ou mulher” por meio da
construção social. Assim, quem constrói o sexo masculino e
feminino é a sociedade. Esse é o maior ataque aos princípios
de Deus para a família e para a identidade natural da pessoa
(Gn 1.27,28).
III – A Família Cristã sob Ataque
2 – O ataque da famigerada Ideologia de Gênero.
Engenheiros sociais modernos trabalham pela
desconstrução da família criada por Deus.
Karl Marx, um dos teóricos
fundadores da doutrina
comunista, disse que a família
deveria ser abolida.
III – A Família Cristã sob Ataque
2 – O ataque da famigerada Ideologia de Gênero.
Segundo essa
diabólica
ideologia,
ninguém nasce
com sexo
determinado.
O Diabo usa a "famigerada ideologia de gênero" para
abolir os princípios que Deus estabeleceu para a
família.
III – A Família Cristã sob Ataque
2 – O ataque da famigerada Ideologia de Gênero.
Esta ideologia defende que a criança não nasce
macho nem fêmea, pois ela "se torna homem ou
mulher“ por meio da construção social.
Assim, quem
constrói o
sexo
masculino e
feminino é a
sociedade.
3. Um ataque a Deus e à ciência. Ao ensinar que ninguém nasce
“homem” ou “mulher”, os engenheiros sociais procuram destruir
a identidade natural e biológica do ser humano. E também
ignoram por completo que Deus criou o “homem” e a “mulher”
(Gn 1.26,27).
Essa teoria, além de ser um ataque frontal a Deus, também é
uma violência à Ciência. A Biologia define uma pessoa masculina
por causa de seu aparelho reprodutor masculino. Ou seja, há
hormônios masculinos, marcadores biológicos e cromossomos
igualmente masculinos. Assim também dá-se em relação à
mulher, pois ela é definida por causa de seu aparelho reprodutor
feminino. Logo, ela tem hormônios femininos, sua genética
possui os cromossomos XX que marcam a identidade feminina.
Tais conhecimentos são elementares e estão ao alcance de
todos, facultando à família cristã rebater seguramente esse
pensamento.
III – A Família Cristã sob Ataque
3 – Um ataque a Deus e à Ciência.
Ao ensinar que ninguém nasce "homem" ou
"mulher", os engenheiros sociais procuram destruir
a identidade natural e biológica do ser humano.
III – A Família Cristã sob Ataque
3 – Um ataque a Deus e à Ciência.
Os engenheiros sociais ignoram por completo que
Deus criou o “homem” e a “mulher” (Gn 1,26,27)
III – A Família Cristã sob Ataque
3 – Um ataque a Deus e à Ciência.
Essa teoria, além de ser um ataque frontal a Deus,
também é uma violência à Ciência.
Foto :
Raciociniocristão.com.br
Definição Genética
A família está sob
ataque do estado
materialista e da
ideologia de gênero.
CONCLUSÃO
Só há uma maneira de preservar a família da
destruição espiritual e moral dos tempos
atuais: criando-a de acordo com a Lei de Deus.
Noé salvou sua família da destruição porque a
criou segundo a Palavra de Deus (Gn 7.1).
Josué também tomou posição ao lado de Deus
com a sua família. Diante dos desvios do povo,
sua declaração é solene e exemplar: “escolhei
hoje a quem sirvais: […] porém eu e a minha
casa serviremos ao Senhor” (Js 24.15).
criando-a de acordo com a Lei de Deus.
Só há uma maneira de preservar a família da
destruição espiritual e moral dos tempos atuais:
Noé salvou sua família da
destruição porque a criou
segundo a Palavra de Deus.
Josué diante dos desvios
do povo, sua declaração é
solene e exemplar:
"escolhei hoje a
quem sirvais: [...]
porém eu e a minha
casa serviremos ao
Senhor" (Js 24.15).
Gn 7.1

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A importância do culto doméstico
A importância do culto domésticoA importância do culto doméstico
A importância do culto domésticoLuan Almeida
 
Lição 10: A necessidade e a urgência do culto doméstico
Lição 10: A necessidade e a urgência do culto domésticoLição 10: A necessidade e a urgência do culto doméstico
Lição 10: A necessidade e a urgência do culto domésticoQuenia Damata
 
FamíLia Cristã Modulo 4
FamíLia Cristã Modulo 4FamíLia Cristã Modulo 4
FamíLia Cristã Modulo 4fogotv
 
LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA
LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIALIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA
LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIALourinaldo Serafim
 
O cristão e a sexualidade
O cristão e a sexualidadeO cristão e a sexualidade
O cristão e a sexualidadeLuan Almeida
 
Familia, criação de deus.
Familia, criação de deus.Familia, criação de deus.
Familia, criação de deus.Josias Alixandre
 
Lição 03- As Diferentes Mudanças Sociais da Família
Lição 03- As Diferentes Mudanças Sociais da FamíliaLição 03- As Diferentes Mudanças Sociais da Família
Lição 03- As Diferentes Mudanças Sociais da FamíliaMaxsuel Aquino
 
2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA
2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA
2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIANatalino das Neves Neves
 
O padrao de deus para a familia
  O padrao de deus para a familia  O padrao de deus para a familia
O padrao de deus para a familiaClemente Luiz
 
Lição 1: Família, criação de Deus
Lição 1: Família, criação de DeusLição 1: Família, criação de Deus
Lição 1: Família, criação de DeusDaniel Viana
 
Licao 8 23 ´08´20
Licao 8  23 ´08´20Licao 8  23 ´08´20
Licao 8 23 ´08´20gsansoa1
 
O Poder da Evangelização na Familia
O Poder da Evangelização na FamiliaO Poder da Evangelização na Familia
O Poder da Evangelização na FamiliaMárcio Martins
 
Lição 10 - O poder da evangelização na família
Lição 10 - O poder da evangelização na famíliaLição 10 - O poder da evangelização na família
Lição 10 - O poder da evangelização na famíliaI.A.D.F.J - SAMAMABAIA SUL
 
Licao 4 3 t - 2019 - cpad 16x9 (2)
Licao 4   3 t - 2019 - cpad 16x9 (2)Licao 4   3 t - 2019 - cpad 16x9 (2)
Licao 4 3 t - 2019 - cpad 16x9 (2)gsansoa1
 
Lição 1 O que é família?
Lição 1 O que é família?Lição 1 O que é família?
Lição 1 O que é família?Marcus Wagner
 
O poder da evangelização na família - Lição 10 - 3º Trimestre 2016
O poder da evangelização na família - Lição 10 - 3º Trimestre 2016O poder da evangelização na família - Lição 10 - 3º Trimestre 2016
O poder da evangelização na família - Lição 10 - 3º Trimestre 2016Pr. Andre Luiz
 

Mais procurados (20)

A importância do culto doméstico
A importância do culto domésticoA importância do culto doméstico
A importância do culto doméstico
 
Lição 10: A necessidade e a urgência do culto doméstico
Lição 10: A necessidade e a urgência do culto domésticoLição 10: A necessidade e a urgência do culto doméstico
Lição 10: A necessidade e a urgência do culto doméstico
 
FamíLia Cristã Modulo 4
FamíLia Cristã Modulo 4FamíLia Cristã Modulo 4
FamíLia Cristã Modulo 4
 
LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA
LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIALIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA
LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA
 
Culto domésticco
Culto domésticcoCulto domésticco
Culto domésticco
 
Deus, nós e a nossa família
Deus, nós  e  a  nossa  famíliaDeus, nós  e  a  nossa  família
Deus, nós e a nossa família
 
O cristão e a sexualidade
O cristão e a sexualidadeO cristão e a sexualidade
O cristão e a sexualidade
 
Familia, criação de deus.
Familia, criação de deus.Familia, criação de deus.
Familia, criação de deus.
 
Lição 03- As Diferentes Mudanças Sociais da Família
Lição 03- As Diferentes Mudanças Sociais da FamíliaLição 03- As Diferentes Mudanças Sociais da Família
Lição 03- As Diferentes Mudanças Sociais da Família
 
2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA
2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA
2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O PODER DA EVANGELIZAÇÃO NA FAMÍLIA
 
O padrao de deus para a familia
  O padrao de deus para a familia  O padrao de deus para a familia
O padrao de deus para a familia
 
Lição 1: Família, criação de Deus
Lição 1: Família, criação de DeusLição 1: Família, criação de Deus
Lição 1: Família, criação de Deus
 
Licao 8 23 ´08´20
Licao 8  23 ´08´20Licao 8  23 ´08´20
Licao 8 23 ´08´20
 
O Poder da Evangelização na Familia
O Poder da Evangelização na FamiliaO Poder da Evangelização na Familia
O Poder da Evangelização na Familia
 
A primeira família
A primeira famíliaA primeira família
A primeira família
 
Lição 10 - O poder da evangelização na família
Lição 10 - O poder da evangelização na famíliaLição 10 - O poder da evangelização na família
Lição 10 - O poder da evangelização na família
 
Licao 4 3 t - 2019 - cpad 16x9 (2)
Licao 4   3 t - 2019 - cpad 16x9 (2)Licao 4   3 t - 2019 - cpad 16x9 (2)
Licao 4 3 t - 2019 - cpad 16x9 (2)
 
Lição 1 O que é família?
Lição 1 O que é família?Lição 1 O que é família?
Lição 1 O que é família?
 
O poder da evangelização na família - Lição 10 - 3º Trimestre 2016
O poder da evangelização na família - Lição 10 - 3º Trimestre 2016O poder da evangelização na família - Lição 10 - 3º Trimestre 2016
O poder da evangelização na família - Lição 10 - 3º Trimestre 2016
 
Hebreus a Apocalipse - Grandes
Hebreus a Apocalipse - GrandesHebreus a Apocalipse - Grandes
Hebreus a Apocalipse - Grandes
 

Semelhante a A Família no Plano de Deus

Lição 4 - A Mordomia da Família
Lição 4 - A Mordomia da FamíliaLição 4 - A Mordomia da Família
Lição 4 - A Mordomia da FamíliaMarina de Morais
 
Lição 4 - A Mordomia da Família
Lição 4 - A Mordomia da FamíliaLição 4 - A Mordomia da Família
Lição 4 - A Mordomia da FamíliaÉder Tomé
 
Lição 4: A MORDOMIA DA FAMÍLIA
Lição 4: A MORDOMIA DA FAMÍLIALição 4: A MORDOMIA DA FAMÍLIA
Lição 4: A MORDOMIA DA FAMÍLIAHamilton Souza
 
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01-110704094641-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01-110704094641-phpapp0155647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01-110704094641-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01-110704094641-phpapp01Magaly Costa
 
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp0155647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01Autonoma
 
Lição 1 - Família: Um Projeto Elaborado por Deus
Lição 1 - Família: Um Projeto Elaborado por DeusLição 1 - Família: Um Projeto Elaborado por Deus
Lição 1 - Família: Um Projeto Elaborado por DeusÉder Tomé
 
Lição 13- Sobre a Família e a sua Natureza
Lição 13- Sobre a Família e a sua NaturezaLição 13- Sobre a Família e a sua Natureza
Lição 13- Sobre a Família e a sua NaturezaÉder Tomé
 
2013 1 tri - lição 1 - familia, criação de deus
2013   1 tri - lição 1 - familia, criação de deus2013   1 tri - lição 1 - familia, criação de deus
2013 1 tri - lição 1 - familia, criação de deusNatalino das Neves Neves
 
Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...
Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...
Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...Antonio De Assis Ribeiro
 
Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...
Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...
Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...Antonio De Assis Ribeiro
 
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 13 - Sobre a família e sua natureza
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 13 - Sobre a família e sua naturezaLBA 2017 3 TRI LIÇÃO 13 - Sobre a família e sua natureza
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 13 - Sobre a família e sua naturezaNatalino das Neves Neves
 
Lbj lição 3 - As diferentes mudanças sociais da família
Lbj lição 3  - As diferentes mudanças sociais da famíliaLbj lição 3  - As diferentes mudanças sociais da família
Lbj lição 3 - As diferentes mudanças sociais da famíliaboasnovassena
 
Lição 10 a necessidade e a urgência do culto doméstico (1)
Lição 10  a necessidade e a urgência do culto doméstico (1)Lição 10  a necessidade e a urgência do culto doméstico (1)
Lição 10 a necessidade e a urgência do culto doméstico (1)Silas Rodrigues
 
A FAMÍLIA E O CULTO DOMÉSTICO - 04.05.2022.pptx
A FAMÍLIA E O CULTO DOMÉSTICO - 04.05.2022.pptxA FAMÍLIA E O CULTO DOMÉSTICO - 04.05.2022.pptx
A FAMÍLIA E O CULTO DOMÉSTICO - 04.05.2022.pptxRosinaldo Lima Cunha
 
Lição 10 A Familia e a Igreja
Lição 10 A Familia e a IgrejaLição 10 A Familia e a Igreja
Lição 10 A Familia e a IgrejaJooPauloMarques32
 
Lição 02 jovens 2015 4º trimestre
Lição 02 jovens 2015 4º trimestreLição 02 jovens 2015 4º trimestre
Lição 02 jovens 2015 4º trimestreMarcelo Cleto Chagas
 
Amoris Laetitia Cap 1 À luz da Palavra.pptx
Amoris Laetitia Cap 1 À luz da Palavra.pptxAmoris Laetitia Cap 1 À luz da Palavra.pptx
Amoris Laetitia Cap 1 À luz da Palavra.pptxMartin M Flynn
 

Semelhante a A Família no Plano de Deus (20)

Lição 4 - A Mordomia da Família
Lição 4 - A Mordomia da FamíliaLição 4 - A Mordomia da Família
Lição 4 - A Mordomia da Família
 
Lição 4 - A Mordomia da Família
Lição 4 - A Mordomia da FamíliaLição 4 - A Mordomia da Família
Lição 4 - A Mordomia da Família
 
Lição 4: A MORDOMIA DA FAMÍLIA
Lição 4: A MORDOMIA DA FAMÍLIALição 4: A MORDOMIA DA FAMÍLIA
Lição 4: A MORDOMIA DA FAMÍLIA
 
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01-110704094641-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01-110704094641-phpapp0155647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01-110704094641-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01-110704094641-phpapp01
 
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp0155647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
 
Lição 1 - Família: Um Projeto Elaborado por Deus
Lição 1 - Família: Um Projeto Elaborado por DeusLição 1 - Família: Um Projeto Elaborado por Deus
Lição 1 - Família: Um Projeto Elaborado por Deus
 
Lição 13- Sobre a Família e a sua Natureza
Lição 13- Sobre a Família e a sua NaturezaLição 13- Sobre a Família e a sua Natureza
Lição 13- Sobre a Família e a sua Natureza
 
2013 1 tri - lição 1 - familia, criação de deus
2013   1 tri - lição 1 - familia, criação de deus2013   1 tri - lição 1 - familia, criação de deus
2013 1 tri - lição 1 - familia, criação de deus
 
Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...
Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...
Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...
 
Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...
Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...
Exortação apostólica amoris laetitia a alegria do amor o amor na família papa...
 
A família e a igreja
 A família e a igreja A família e a igreja
A família e a igreja
 
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 13 - Sobre a família e sua natureza
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 13 - Sobre a família e sua naturezaLBA 2017 3 TRI LIÇÃO 13 - Sobre a família e sua natureza
LBA 2017 3 TRI LIÇÃO 13 - Sobre a família e sua natureza
 
PALESTRA-PARA-CASAIS.pdf
PALESTRA-PARA-CASAIS.pdfPALESTRA-PARA-CASAIS.pdf
PALESTRA-PARA-CASAIS.pdf
 
3º informativo web junho de 2015
3º informativo web   junho de 20153º informativo web   junho de 2015
3º informativo web junho de 2015
 
Lbj lição 3 - As diferentes mudanças sociais da família
Lbj lição 3  - As diferentes mudanças sociais da famíliaLbj lição 3  - As diferentes mudanças sociais da família
Lbj lição 3 - As diferentes mudanças sociais da família
 
Lição 10 a necessidade e a urgência do culto doméstico (1)
Lição 10  a necessidade e a urgência do culto doméstico (1)Lição 10  a necessidade e a urgência do culto doméstico (1)
Lição 10 a necessidade e a urgência do culto doméstico (1)
 
A FAMÍLIA E O CULTO DOMÉSTICO - 04.05.2022.pptx
A FAMÍLIA E O CULTO DOMÉSTICO - 04.05.2022.pptxA FAMÍLIA E O CULTO DOMÉSTICO - 04.05.2022.pptx
A FAMÍLIA E O CULTO DOMÉSTICO - 04.05.2022.pptx
 
Lição 10 A Familia e a Igreja
Lição 10 A Familia e a IgrejaLição 10 A Familia e a Igreja
Lição 10 A Familia e a Igreja
 
Lição 02 jovens 2015 4º trimestre
Lição 02 jovens 2015 4º trimestreLição 02 jovens 2015 4º trimestre
Lição 02 jovens 2015 4º trimestre
 
Amoris Laetitia Cap 1 À luz da Palavra.pptx
Amoris Laetitia Cap 1 À luz da Palavra.pptxAmoris Laetitia Cap 1 À luz da Palavra.pptx
Amoris Laetitia Cap 1 À luz da Palavra.pptx
 

Mais de JOSE ROBERTO ALVES DA SILVA

Revista da Escola Dominical - Reforma Protestante 500 Anos - Todos Podem Preg...
Revista da Escola Dominical - Reforma Protestante 500 Anos - Todos Podem Preg...Revista da Escola Dominical - Reforma Protestante 500 Anos - Todos Podem Preg...
Revista da Escola Dominical - Reforma Protestante 500 Anos - Todos Podem Preg...JOSE ROBERTO ALVES DA SILVA
 
O Desafio da Evangelização - Revista Lições Bíblicas 3° Trimestre 2016
O Desafio da Evangelização - Revista Lições Bíblicas 3° Trimestre 2016O Desafio da Evangelização - Revista Lições Bíblicas 3° Trimestre 2016
O Desafio da Evangelização - Revista Lições Bíblicas 3° Trimestre 2016JOSE ROBERTO ALVES DA SILVA
 
QUEM É JESUS CRISTO SEGUNDO AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ?
QUEM É JESUS CRISTO SEGUNDO AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ?QUEM É JESUS CRISTO SEGUNDO AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ?
QUEM É JESUS CRISTO SEGUNDO AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ?JOSE ROBERTO ALVES DA SILVA
 
Aula 12 A CONSAGRAÇÃO DOS SACERDOTES EM SLIDES - JOSE ROBERTO
Aula 12   A CONSAGRAÇÃO DOS SACERDOTES EM SLIDES - JOSE ROBERTOAula 12   A CONSAGRAÇÃO DOS SACERDOTES EM SLIDES - JOSE ROBERTO
Aula 12 A CONSAGRAÇÃO DOS SACERDOTES EM SLIDES - JOSE ROBERTOJOSE ROBERTO ALVES DA SILVA
 
A consagração dos sacerdotes by josé roberto alves teologo
A consagração dos sacerdotes by josé roberto alves   teologoA consagração dos sacerdotes by josé roberto alves   teologo
A consagração dos sacerdotes by josé roberto alves teologoJOSE ROBERTO ALVES DA SILVA
 
Lição 12 – a consagração dos sacerdotes  1º trimestre 2014 recife
Lição 12 – a consagração dos sacerdotes   1º trimestre 2014 recifeLição 12 – a consagração dos sacerdotes   1º trimestre 2014 recife
Lição 12 – a consagração dos sacerdotes  1º trimestre 2014 recifeJOSE ROBERTO ALVES DA SILVA
 
Lição 9 um lugar de adoração a deus no deserto
Lição 9    um lugar de adoração a deus no desertoLição 9    um lugar de adoração a deus no deserto
Lição 9 um lugar de adoração a deus no desertoJOSE ROBERTO ALVES DA SILVA
 
Aula 11 deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio slide pdf
Aula 11   deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio slide pdfAula 11   deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio slide pdf
Aula 11 deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio slide pdfJOSE ROBERTO ALVES DA SILVA
 
Deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio por josé roberto
Deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio por josé robertoDeus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio por josé roberto
Deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio por josé robertoJOSE ROBERTO ALVES DA SILVA
 
Lição 10 as leis civis entregues por moisés aos israelitas
Lição 10   as leis civis entregues por moisés aos israelitasLição 10   as leis civis entregues por moisés aos israelitas
Lição 10 as leis civis entregues por moisés aos israelitasJOSE ROBERTO ALVES DA SILVA
 

Mais de JOSE ROBERTO ALVES DA SILVA (20)

TODA FAMILIA - ORLANDO BOYER
TODA FAMILIA - ORLANDO BOYERTODA FAMILIA - ORLANDO BOYER
TODA FAMILIA - ORLANDO BOYER
 
A salvação judaica
A salvação judaicaA salvação judaica
A salvação judaica
 
Revista da Escola Dominical - Reforma Protestante 500 Anos - Todos Podem Preg...
Revista da Escola Dominical - Reforma Protestante 500 Anos - Todos Podem Preg...Revista da Escola Dominical - Reforma Protestante 500 Anos - Todos Podem Preg...
Revista da Escola Dominical - Reforma Protestante 500 Anos - Todos Podem Preg...
 
Lições biblicas do 4 trimestre 2017
Lições biblicas do 4 trimestre 2017 Lições biblicas do 4 trimestre 2017
Lições biblicas do 4 trimestre 2017
 
Quem foi barrabás
Quem foi barrabásQuem foi barrabás
Quem foi barrabás
 
Revista adulto de professor 3º trimestre 2017.
Revista adulto de professor 3º trimestre 2017.Revista adulto de professor 3º trimestre 2017.
Revista adulto de professor 3º trimestre 2017.
 
Dicionário de acordes violão(port revisado)
Dicionário de acordes violão(port revisado)Dicionário de acordes violão(port revisado)
Dicionário de acordes violão(port revisado)
 
Mil esbocos para_sermoes
Mil esbocos para_sermoesMil esbocos para_sermoes
Mil esbocos para_sermoes
 
O Desafio da Evangelização - Revista Lições Bíblicas 3° Trimestre 2016
O Desafio da Evangelização - Revista Lições Bíblicas 3° Trimestre 2016O Desafio da Evangelização - Revista Lições Bíblicas 3° Trimestre 2016
O Desafio da Evangelização - Revista Lições Bíblicas 3° Trimestre 2016
 
QUEM É JESUS CRISTO SEGUNDO AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ?
QUEM É JESUS CRISTO SEGUNDO AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ?QUEM É JESUS CRISTO SEGUNDO AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ?
QUEM É JESUS CRISTO SEGUNDO AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ?
 
Comentário Geral sobre I Coríntios
Comentário Geral sobre I CoríntiosComentário Geral sobre I Coríntios
Comentário Geral sobre I Coríntios
 
Lição 13 o legado de moisés
Lição 13   o legado de moisésLição 13   o legado de moisés
Lição 13 o legado de moisés
 
Aula 13 o legado de moisés em slides
Aula 13   o legado de moisés em slidesAula 13   o legado de moisés em slides
Aula 13 o legado de moisés em slides
 
Aula 12 A CONSAGRAÇÃO DOS SACERDOTES EM SLIDES - JOSE ROBERTO
Aula 12   A CONSAGRAÇÃO DOS SACERDOTES EM SLIDES - JOSE ROBERTOAula 12   A CONSAGRAÇÃO DOS SACERDOTES EM SLIDES - JOSE ROBERTO
Aula 12 A CONSAGRAÇÃO DOS SACERDOTES EM SLIDES - JOSE ROBERTO
 
A consagração dos sacerdotes by josé roberto alves teologo
A consagração dos sacerdotes by josé roberto alves   teologoA consagração dos sacerdotes by josé roberto alves   teologo
A consagração dos sacerdotes by josé roberto alves teologo
 
Lição 12 – a consagração dos sacerdotes  1º trimestre 2014 recife
Lição 12 – a consagração dos sacerdotes   1º trimestre 2014 recifeLição 12 – a consagração dos sacerdotes   1º trimestre 2014 recife
Lição 12 – a consagração dos sacerdotes  1º trimestre 2014 recife
 
Lição 9 um lugar de adoração a deus no deserto
Lição 9    um lugar de adoração a deus no desertoLição 9    um lugar de adoração a deus no deserto
Lição 9 um lugar de adoração a deus no deserto
 
Aula 11 deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio slide pdf
Aula 11   deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio slide pdfAula 11   deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio slide pdf
Aula 11 deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio slide pdf
 
Deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio por josé roberto
Deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio por josé robertoDeus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio por josé roberto
Deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio por josé roberto
 
Lição 10 as leis civis entregues por moisés aos israelitas
Lição 10   as leis civis entregues por moisés aos israelitasLição 10   as leis civis entregues por moisés aos israelitas
Lição 10 as leis civis entregues por moisés aos israelitas
 

Último

Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESpatriciasofiacunha18
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 

Último (20)

Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 

A Família no Plano de Deus

  • 1. A Mordomia da Família
  • 2. (Josué 24.15) "Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais: [...] porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor."
  • 3. A família é a primeira instituição criada por Deus e, por isso, é a nossa "primeira igreja", pela qual devemos amorosamente zelar.
  • 4. Objetivo Geral Conscientizar os alunos de que a família é a primeira instituição e que, portanto, devemos zelá-la amorosamente. ❷ Explicar a mordomia da família; ❶ Destacar a família no plano de Deus; ❸ Radiografar a família cristã sob ataque.
  • 5. 14 - Agora, pois, temei ao Senhor, e servi-o com sinceridade e com verdade, e deitai fora os deuses aos quais serviram vossos pais dalém do rio e no Egito, e servi ao Senhor. 15 - Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais: se os deuses a quem serviram vossos pais, que estavam dalém do rio, ou os deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor. Josué 24.14,15
  • 6. 22 - Vós, mulheres, sujeitai-vos a vosso marido, como ao Senhor; 23 - porque o marido é a cabeça da mulher, como também Cristo é a cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo. 24 - De sorte que, assim como a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo sujeitas a seu marido. 25 - Vós, maridos, amai vossa mulher, como também Cristo amou a igreja e a si mesmo se entregou por ela, 28 - Assim devem os maridos amar a sua própria mulher como a seu próprio corpo. Quem ama a sua mulher ama- se a si mesmo. Efésios 5.22-25,28
  • 7. A família é a primeira instituição criada por Deus.
  • 8. INTRODUÇÃO Na presente lição, veremos que a família é a base de nossa vivência. Nela, nascemos, criamo-nos e dela dependemos por toda a vida. Veremos que todo esse processo é o plano de Deus revelado desde o Gênesis. Nas Escrituras, a família é tão importante que o apóstolo Paulo classifica de “pior que o infiel” quem dela não cuida (1 Tm 5.8). Assim, o propósito desta lição é mostrar que o amor de Deus pela humanidade faz com que todas as famílias da terra sejam o alvo de sua bênção (Gn 12.3).
  • 9. Na presente Lição, veremos que a família é a base de nossa vivência. Nela, nascemos, criamo-nos e dela dependemos por toda a vida. A família é tão importante que o apóstolo Paulo classifica de "pior que o infiel" quem dela não cuida (1 Tm 5.8).
  • 10. Qual a origem da família ?
  • 11. I – A FAMÍLIA NO PLANO DE DEUS 1. A instituição do casamento. Antes de estabelecer a família, Deus instituiu o casamento. O Senhor Jesus confirmou essa instituição original e legal, conforme a Lei de Deus: “Não tendes lido que, no princípio, o Criador os fez macho e fêmea e disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe e se unirá à sua mulher, e serão dois numa só carne?” (Mt 19.4,5; cf. Gn 2.24). Aqui está, de maneira clara, a origem do casamento como instituição divinamente estabelecida.
  • 12. I – A Família no Plano de Deus 1 – A Instituição do Casamento. Antes de estabelecer a família, Deus instituiu o casamento. “Não tendes lido que, no princípio, o Criador os fez macho e fêmea e disse: Portanto, deixará o homem pai e mãe e se unirá à sua mulher, e serão dois numa só carne?” (Mt 19.4,5; conforme Gn 2.24).
  • 13. 2. Origem da família. O livro de Gênesis relata que a partir do homem e da mulher, Deus estabeleceu a família: “E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra” (Gn 1.28). Essa instituição é tão importante diante de Deus, que Ele a criou antes do Estado e, até mesmo, da Igreja. E foi a partir de uma família que o Altíssimo prometeu abençoar todas as demais: “E abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra” (Gn 12.3)
  • 14. I – A Família no Plano de Deus 2 – Origem da Família. “E Deus os abençoou e Deus Lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra" (Gn 1.28). O livro de Gênesis relata que a partir do homem e da mulher, Deus estabeleceu a família:
  • 15. I – A Família no Plano de Deus 2 – Origem da Família. Essa instituição é tão importante diante de Deus, que Ele a criou antes do Estado e, até mesmo, da Igreja.
  • 16. II – A MORDOMIA DA FAMÍLIA 1. Os princípios que regem o casamento cristão. Há um manual de união matrimonial: a Bíblia Sagrada. Nela, encontramos princípios universais e atemporais para o casamento.
  • 17. II – A Mordomia da Família 1 – Os Princípios que regem o casamento cristão. Há um manual de união matrimonial: a Bíblia Sagrada. Nela, encontramos princípios universais e atemporais para o casamento. 1.1 – O Princípio da Monogamia 1.2 – O Princípio da Heterossexualidade
  • 18. 1.1. O princípio da monogamia. No plano original de Deus para o casamento, o princípio da monogamia está declarado assim: “Portanto, deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá à sua mulher, e serão ambos uma só carne” (Gn 2.24). Mas, infelizmente, após a Queda, o homem desviou-se do plano divino, e distorceu as diretrizes básicas de Deus para o matrimônio. Por exemplo, a Bíblia narra a história de Lameque, filho de Metusael, que deu início à prática da bigamia (Gn 4.19). Assim, com o passar do tempo, a poligamia também foi temporariamente aceita na comunidade hebreia. Quando o ser humano se rebela contra a vontade monogâmica de Deus quanto ao casamento, um abismo passa a chamar outros abismos: incesto, homossexualismo, pedofilia, zoofilia, necrofilia e outras abominações semelhantes. Diante de um quadro tão grotesco e estarrecedor, a Palavra de Deus impõe-nos o padrão monogâmico, heterossexual e indissolúvel como a vontade original do Criador para o matrimônio (1 Co 7.1,2).
  • 19. 1.1 – O Princípio da Monogamia No plano original de Deus para o casamento, o princípio da monogamia está declarado assim: “Portanto, deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá à sua mulher, e serão ambos uma só carne" (Gn 2.24).
  • 20. 1.1 – O Princípio da Monogamia Mas, infelizmente, após a Queda, o homem desviou-se do plano divino, e distorceu as diretrizes básicas de Deus para o matrimônio. A Bíblia narra casos de Bigamia e Poligamia que foram temporariamente aceitas pelos hebreus. Caso de Lameque (Gn 4.19)
  • 21. 1.2. O princípio da heterossexualidade. Nas Escrituras, Deus definiu para o casamento o princípio da união heterossexual: um homem e uma mulher unidos para sempre sob as bênçãos divinas. Quando Gênesis 2.24 estabelece o princípio monogâmico e heterossexual, o texto identifica o homem que deixa a casa do pai e da mãe, para unir-se à sua mulher, tornando-se “ambos uma só carne”. Ao lado da monogamia, a heterossexualidade é o princípio inegociável em qualquer tempo ou lugar. Entretanto, cabe aqui uma advertência bíblica e séria: esses dois princípios só sustentam o casamento se forem vividos sob a égide do verdadeiro e sacrifical amor de ambos os cônjuges (Mt 22.37- 40; cf. Ef 5.22-25). Por isso, lute por seu amor; ame o seu cônjuge; renove os votos matrimoniais periodicamente.
  • 22. 1.2 – O Princípio da Heterossexualidade Deus definiu para o casamento o princípio da união heterossexual: um homem e uma mulher (Gn 2.24) “Portanto, deixará o homem seu pai e sua mãe, e se unirá à sua mulher, e serão ambos uma só carne" (Gn 2.24). Foto: Familia.com.br
  • 23. A Palavra de Deus impõe-nos o padrão monogâmico, heterossexual e indissolúvel como a vontade original do Criador para o matrimônio Portanto :
  • 24. 2. A prioridade da família. A igreja local deve incentivar a mordomia da família de forma constante e efetiva. O cristão precisa ter as prioridades corretas da vida. Normalmente, há muitos crentes e, até mesmo pastores, que priorizam a seguinte ordem: a) Deus; b) igreja; c) esposa; e d) filhos. Qual o equívoco dessa ordem de prioridades? Biblicamente, o crente deve priorizar (1) Deus; (2) sua própria vida; (3) seu cônjuge; (4) seus filhos; (5) e a igreja local. Ora, alguém poderá indagar: Mas a Bíblia não diz que devemos priorizar o Reino de Deus? (Mt 6.33). Sim, é verdade. Entretanto, dentro da economia divina, há uma hierarquia muita clara para que a mordomia com a família seja plenamente atendida. A Palavra de Deus diz que se alguém não cuida de sua família não se encontra preparado para liderar a Igreja de Cristo (1 Tm 3.4,5). É muito triste quando o obreiro encontra-se empenhado em ganhar outras famílias para Cristo, mas perde sua própria casa por falta de atenção, zelo e amor (1 Tm 5.8).
  • 25. II – A Mordomia da Família 2 – A Prioridade da Família. Há uma hierarquia muita clara para que a mordomia com a família seja plenamente atendida. O cristão precisa ter as prioridades corretas da vida.
  • 26. II – A Mordomia da Família 2 – A Prioridade da Família. Normalmente, há muitos crentes e, até mesmo pastores, que priorizam a seguinte ordem: 1. Deus 2. Igreja 3. Seu Cônjuge 4. Seus Filhos
  • 27. II – A Mordomia da Família 2 – A Prioridade da Família. Biblicamente, o crente deve priorizar : 1. Deus 2. Sua Própria Vida 3. Seu Cônjuge 4. Seus Filhos 5. A Igreja Local
  • 28. II – A Mordomia da Família 2 – A Prioridade da Família. É muito triste quando o obreiro encontra-se empenhado em ganhar outras famílias para Cristo, mas perde sua própria casa por falta de atenção, zelo e amor (1 Tm 5.8).
  • 29. II – A Mordomia da Família 2 – A Prioridade da Família. A Palavra de Deus diz que se alguém não cuida de sua família não se encontra preparado para liderar a Igreja de Cristo (1 Tm 3.4,5).
  • 30. 3. O relacionamento entre pais e filhos. Na mordomia da família, alguns cuidados devem ser tomados a fim de que os filhos sejam criados na “doutrina e admoestação do Senhor” (Ef 6.4). Eles são herança e galardão de Deus (Sl 127.3). Como sacerdotes do lar, os pais devem realizar o culto doméstico. É muito importante priorizar esse momento para instruir os filhos na Palavra de Deus. Além de zelo espiritual, os pais devem ser exemplos de amor conjugal, paternal e maternal.
  • 31. II – A Mordomia da Família 3 – O Relacionamento entre pais e filhos. Na mordomia da família, alguns cuidados devem ser tomados a fim de que os filhos sejam criados na "doutrina e admoestação do Senhor" (Ef 6.4). Os pais devem realizar o culto doméstico
  • 32. II – A Mordomia da Família 3 – O Relacionamento entre pais e filhos. Além de zelo espiritual, os pais devem ser exemplos de amor conjugal, paternal e maternal.
  • 33. Os princípios que regem o casamento cristão são o da monogamia e da heterossexualidade.
  • 34. III – A FAMÍLIA CRISTÃ SOB ATAQUE 1. O ataque do Estado materialista. De um modo geral, os países são governados por homens materialistas e indiferentes ao bem comum. Muitos governantes tornam-se agentes do Diabo, visando a destruição da família e da Igreja de Cristo. Por essa razão, temos de usar estratégias poderosas para vencer os ataques do Maligno: a valorização da Palavra de Deus no lar, o culto doméstico, a leitura de boa e comprovada literatura cristã e a constante vigilância e prática da oração. Que a Palavra de Deus norteie o nosso lar (Dt 11.18- 21)!
  • 35. III – A Família Cristã sob Ataque 1 – O Ataque do Estado Materialista. De um modo geral, os países são governados por homens materialistas e indiferentes ao bem comum. Muitos governantes tornam-se agentes do Diabo, visando a destruição da família e da Igreja de Cristo.
  • 36. III – A Família Cristã sob Ataque 1 – O Ataque do Estado Materialista. Por essa razão, temos de usar estratégias poderosas para vencer os ataques do Maligno: 1. Valorização da Palavra de Deus no lar 2. Culto doméstico 3. Leitura de boa e comprovada literatura cristã 4. Constante vigilância 5. Prática da oração.
  • 37. 2. O ataque da famigerada Ideologia de Gênero. Engenheiros sociais modernos trabalham pela desconstrução da família criada por Deus. Karl Marx, um dos teóricos fundadores da doutrina comunista, disse que a família deveria ser abolida. Dessa forma, o Diabo usa a “famigerada ideologia de gênero” para abolir os princípios que Deus estabeleceu para a família. Segundo essa diabólica ideologia, ninguém nasce com sexo determinado. A criança não nasce macho nem fêmea, pois ela “se torna homem ou mulher” por meio da construção social. Assim, quem constrói o sexo masculino e feminino é a sociedade. Esse é o maior ataque aos princípios de Deus para a família e para a identidade natural da pessoa (Gn 1.27,28).
  • 38. III – A Família Cristã sob Ataque 2 – O ataque da famigerada Ideologia de Gênero. Engenheiros sociais modernos trabalham pela desconstrução da família criada por Deus. Karl Marx, um dos teóricos fundadores da doutrina comunista, disse que a família deveria ser abolida.
  • 39. III – A Família Cristã sob Ataque 2 – O ataque da famigerada Ideologia de Gênero. Segundo essa diabólica ideologia, ninguém nasce com sexo determinado. O Diabo usa a "famigerada ideologia de gênero" para abolir os princípios que Deus estabeleceu para a família.
  • 40. III – A Família Cristã sob Ataque 2 – O ataque da famigerada Ideologia de Gênero. Esta ideologia defende que a criança não nasce macho nem fêmea, pois ela "se torna homem ou mulher“ por meio da construção social. Assim, quem constrói o sexo masculino e feminino é a sociedade.
  • 41. 3. Um ataque a Deus e à ciência. Ao ensinar que ninguém nasce “homem” ou “mulher”, os engenheiros sociais procuram destruir a identidade natural e biológica do ser humano. E também ignoram por completo que Deus criou o “homem” e a “mulher” (Gn 1.26,27). Essa teoria, além de ser um ataque frontal a Deus, também é uma violência à Ciência. A Biologia define uma pessoa masculina por causa de seu aparelho reprodutor masculino. Ou seja, há hormônios masculinos, marcadores biológicos e cromossomos igualmente masculinos. Assim também dá-se em relação à mulher, pois ela é definida por causa de seu aparelho reprodutor feminino. Logo, ela tem hormônios femininos, sua genética possui os cromossomos XX que marcam a identidade feminina. Tais conhecimentos são elementares e estão ao alcance de todos, facultando à família cristã rebater seguramente esse pensamento.
  • 42. III – A Família Cristã sob Ataque 3 – Um ataque a Deus e à Ciência. Ao ensinar que ninguém nasce "homem" ou "mulher", os engenheiros sociais procuram destruir a identidade natural e biológica do ser humano.
  • 43. III – A Família Cristã sob Ataque 3 – Um ataque a Deus e à Ciência. Os engenheiros sociais ignoram por completo que Deus criou o “homem” e a “mulher” (Gn 1,26,27)
  • 44. III – A Família Cristã sob Ataque 3 – Um ataque a Deus e à Ciência. Essa teoria, além de ser um ataque frontal a Deus, também é uma violência à Ciência. Foto : Raciociniocristão.com.br
  • 46. A família está sob ataque do estado materialista e da ideologia de gênero.
  • 47. CONCLUSÃO Só há uma maneira de preservar a família da destruição espiritual e moral dos tempos atuais: criando-a de acordo com a Lei de Deus. Noé salvou sua família da destruição porque a criou segundo a Palavra de Deus (Gn 7.1). Josué também tomou posição ao lado de Deus com a sua família. Diante dos desvios do povo, sua declaração é solene e exemplar: “escolhei hoje a quem sirvais: […] porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor” (Js 24.15).
  • 48. criando-a de acordo com a Lei de Deus. Só há uma maneira de preservar a família da destruição espiritual e moral dos tempos atuais: Noé salvou sua família da destruição porque a criou segundo a Palavra de Deus. Josué diante dos desvios do povo, sua declaração é solene e exemplar: "escolhei hoje a quem sirvais: [...] porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor" (Js 24.15). Gn 7.1