SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 27
A Família Cristã no Século XXI
 Protegendo seu lar dos ataques do inimigo




                                             1
 Então o SENHOR Deus
 declarou: “Não é bom que
 o homem esteja só; farei
 para ele alguém que o
 auxilie e lhe corresponda”.
 (Gênesis 2:18)


                               2
A família é uma
instituição divina. Ela
   é a base da vida
         social.
                      3
Gênesis 2:18-24

18 Então o SENHOR Deus declarou: “Não é bom que o homem esteja só;
farei para ele alguém que o auxilie e lhe corresponda”.
19 Depois que formou da terra todos os animais do campo e todas as aves
do céu, o SENHOR Deus os trouxe ao homem para ver como este lhes
chamaria; e o nome que o homem desse a cada ser vivo, esse seria o seu
nome.
20 Assim o homem deu nomes a todos os rebanhos domésticos, às aves do
céu e a todos os animais selvagens. Todavia não se encontrou para o homem
alguém que o auxiliasse e lhe correspondesse.
21 Então o SENHOR Deus fez o homem cair em profundo sono e, enquanto
este dormia, tirou-lhe uma das costelas , fechando o lugar com carne.
22 Com a costela que havia tirado do homem, o SENHOR Deus fez uma
mulher e a levou até ele.
23 Disse então o homem: “Esta, sim, é osso dos meus ossos e carne da
minha carne! Ela será chamada mulher, porque do homem foi tirada”.
24 Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e
eles se tornarão uma só carne.                                          4
5
objetivos

• Após esta aula , você deverá estar apto a:
              COMPREENDER
• A familia no plano Divino

              CONSIENTISAR-SE
• das consequências da queda para as familias.

                  ANALISAR
• a constituição familiar ao longo dos anos

                                                 6
Pastor Elinaldo
Renovato de Lima
Pastor, preleitor, escritor,
colunista e líder da
Assembléia de Deus em
Parnamirim, RN,
Nasceu em 1º de
dezembro de 1942, em
Natal (RN)

                               7
A FAMÍLIA NA ATUALIDADE

   Principais desafios          Como podemos vencê-los
                       Oração e a ajuda do
O mundo e suas ofertas
                       Espírito Santo
                               Controle, gastar menos
    Finanças                   que se recebe.

    Escola                      Diálogo
    Internet                    Ser vigilante

                                                         8
A família reveste-se de
importância fundamental
    para o equilibrio da
         sociedade.
A igreja que entende essa
importância cresce sobre
um fundamento essencial
   para sua fortificação.
Nesta lição entenderemos
 os objetivos divinos ao
     instituir a família.
                            9
São, pelo menos,
quatro os propósitos:
1. Proporcionar a
   compania ao homem.
2. Construir uma base
   sólida de união, abrigo e
   relacionamento
3. Servir a Deus sob o
   mesmo teto.
4. Adorar a Deus em
   família.
                         10
Nos dias atuais,
mesmo em meio às
nossas falhas, o
nosso Salvador nos
sustenta não só
materialmente mas
também
espiritualmente:
                     11
A prescrição divina para o
casamento e formação de uma
família, é um só homem e
uma só mulher, os quais
tornam-se uma só carne,
unidos em corpo e alma. Este
ensino divino exclui o
adultério, a poligamia, a
homossexualidade, a
fornicação e o divórcio
quando antibíblico,
(Mc 10.7-9; ver MT 19.9 ).     12
13
O propósito divino era estabelecer uma instituição que
pudesse propiciar ao ser humano abrigo e relacionamento.




R –Um local especial de acolhimento, proteção e provisão.
                                                            14
o inimigo realmente sempre feriu os filhos de
Deus com sua tripla missão de matar, roubar
e destruir, mas teve sua derrota decretada
com o sacrifício de Cristo na cruz;
   Os ferimentos causados por Satanás na
família e na Igreja são apenas no calcanhar -
mesmo que dificultem a caminhada, se houver
tratamento, não são fatais -, mas o ferimento
causado por Cristo contra ele é diretamente
na cabeça - aonde está concentrado o veneno da
serpente - que é uma parte vital do corpo que
quando destruída leva à morte.
  Até que ocorra o Juízo Final, o inimigo
continuará atacando com todas as suas
forças, mas os que permanecerem fielmente
firmados em Jesus Cristos, por mais que
sofram, não serão derrotados:
                                                 15
O pecado é uma terrível enfermidade
que tem colocado diversas famílias à
beira da morte; ele tem sido a razão de
várias separações entre casais,
desentendimentos entre pais e filhos e
as mais variadas dificuldades
principalmente na área financeira.
   A libertação do pecado depende da
busca pela santificação, a qual
também leva à salvação; mas aqueles
que não renunciarem às práticas
pecaminosas receberão a justa
retribuição por sua rebeldia: a morte
eterna. (Rm 6:22,23)                      16
Dor, submissão,
fadigas, morte como
  separação, entre
  outros problemas
   decorrentes da
  queda, só seriam
  atenuados após o
       Calvário.
Hoje Cristo restaura
      e alivia os
   sofrimentos da
        vida…     17
18
R – O PECADO



R –A MULHER TERIA FILHOS COM MUITA DOR (GN 3.16) E O SEU
DESEJO, OU SEJA A SUA VONTADE ESTARIA SUBMETIDA Á
VONTADE DE SEU MARIDO. A TERRA TAMBÉM FOI AFETADA PELO
PECADO, PRODUZINDO ESPINHOS E CARDOS (GN 3.18).      19
• No princípio Deus
  criou…


           • No passar do tempo o
             homem inovou…

         • Cristo reiterou a
           ordem inicial …
                                    20
Indiscutivelmente, a poligamia nunca foi
aprovada por Deus, mas Ele tolerava por
várias razões, entre as quais, o fato de haver
muitas mulheres desamparadas e sem
condições de conseguir um marido para
sustentá-las; tanto que, oficialmente, estava
em vigor a Lei do Levirato.
   Além da poligamia, também a poliandria -
uma mulher com vários homens - e a união
homoafetiva - “casamento” homossexual - estão
fora dos padrões divinos e consistem em
pecado.
   A monogamia é tão importante que Jesus
deixou bem claro que não somente o ato
consumado, mas o simples pensamento
voltado a cobiçar uma mulher alheia já é
                                                 21
considerado como adultério: (MT 5:27,28)
A razão da decadência familiar pode se resumir na falta de atenção à
verdadeira Palavra, pois para muitos é muito mais cômodo ouvir aquilo
que lhes convém e que lhes pareça mais agradável de se aceitar:     22
23
R: A CARNE, O MUNDO E O DIADO.
                                 24
25
O fato de a mulher ter sido colocada como
adjutora, não significa que o homem tenha
o direito de tratá-la com inferioridade, pois
ele precisa dela em praticamente tudo
desde o momento que nasce até o final da
sua vida.                                  26
27

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Princípios Para Edificar Uma Família Saudável
Princípios Para Edificar Uma Família SaudávelPrincípios Para Edificar Uma Família Saudável
Princípios Para Edificar Uma Família SaudávelEid Marques
 
Amigos e inimigos do casamento
Amigos e inimigos do casamentoAmigos e inimigos do casamento
Amigos e inimigos do casamentoPr Ismael Carvalho
 
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,Felicio Araujo
 
As colunas de vidros do casamento
As colunas de vidros do casamentoAs colunas de vidros do casamento
As colunas de vidros do casamentoEv,Israel Leandro
 
Os Desafios de uma Família Segundo o Coração de Deus
Os Desafios de uma Família Segundo o Coração de DeusOs Desafios de uma Família Segundo o Coração de Deus
Os Desafios de uma Família Segundo o Coração de DeusIBMemorialJC
 
Palestra - Hábitos dos casais felizes
Palestra - Hábitos dos casais felizesPalestra - Hábitos dos casais felizes
Palestra - Hábitos dos casais felizesPr Ismael Carvalho
 
Relacionamento sexual para casais cristãos
Relacionamento sexual para casais cristãosRelacionamento sexual para casais cristãos
Relacionamento sexual para casais cristãosArsky
 
Família, criação de Deus
Família, criação de DeusFamília, criação de Deus
Família, criação de DeusMoisés Sampaio
 
Propósito com a família.
Propósito com a família.Propósito com a família.
Propósito com a família.Quenia Damata
 
Casais Inteligentes envelhecem Juntos
Casais Inteligentes envelhecem Juntos Casais Inteligentes envelhecem Juntos
Casais Inteligentes envelhecem Juntos Ev,Israel Leandro
 
O cristão e o namoro
O cristão e o namoroO cristão e o namoro
O cristão e o namoroLuan Almeida
 
As famílias e as modernidades
As famílias e as modernidadesAs famílias e as modernidades
As famílias e as modernidadescaselato
 

Mais procurados (20)

Princípios Para Edificar Uma Família Saudável
Princípios Para Edificar Uma Família SaudávelPrincípios Para Edificar Uma Família Saudável
Princípios Para Edificar Uma Família Saudável
 
Palestra seminario de casais 2015
Palestra seminario de casais 2015Palestra seminario de casais 2015
Palestra seminario de casais 2015
 
Amigos e inimigos do casamento
Amigos e inimigos do casamentoAmigos e inimigos do casamento
Amigos e inimigos do casamento
 
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIAA casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
A casa que deus quer - UMA PALAVRA PARA FAMÍLIA
 
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
 
As colunas de vidros do casamento
As colunas de vidros do casamentoAs colunas de vidros do casamento
As colunas de vidros do casamento
 
Conflitos no Lar
Conflitos no LarConflitos no Lar
Conflitos no Lar
 
Os Desafios de uma Família Segundo o Coração de Deus
Os Desafios de uma Família Segundo o Coração de DeusOs Desafios de uma Família Segundo o Coração de Deus
Os Desafios de uma Família Segundo o Coração de Deus
 
As 12 colunas que sustentam uma família
As 12 colunas que sustentam uma famíliaAs 12 colunas que sustentam uma família
As 12 colunas que sustentam uma família
 
Palestra - Hábitos dos casais felizes
Palestra - Hábitos dos casais felizesPalestra - Hábitos dos casais felizes
Palestra - Hábitos dos casais felizes
 
Relacionamento sexual para casais cristãos
Relacionamento sexual para casais cristãosRelacionamento sexual para casais cristãos
Relacionamento sexual para casais cristãos
 
CRISES EXISTENCIAIS NO CASAMENTO
CRISES EXISTENCIAIS NO CASAMENTOCRISES EXISTENCIAIS NO CASAMENTO
CRISES EXISTENCIAIS NO CASAMENTO
 
Família, criação de Deus
Família, criação de DeusFamília, criação de Deus
Família, criação de Deus
 
Propósito com a família.
Propósito com a família.Propósito com a família.
Propósito com a família.
 
Curso de noivos
Curso de noivosCurso de noivos
Curso de noivos
 
Casais Inteligentes envelhecem Juntos
Casais Inteligentes envelhecem Juntos Casais Inteligentes envelhecem Juntos
Casais Inteligentes envelhecem Juntos
 
O cristão e o namoro
O cristão e o namoroO cristão e o namoro
O cristão e o namoro
 
Conflitos na família
Conflitos na famíliaConflitos na família
Conflitos na família
 
A família sob ataque
A família sob ataqueA família sob ataque
A família sob ataque
 
As famílias e as modernidades
As famílias e as modernidadesAs famílias e as modernidades
As famílias e as modernidades
 

Destaque (10)

Família feliz, igreja forte 2
Família feliz, igreja forte 2Família feliz, igreja forte 2
Família feliz, igreja forte 2
 
A casa que Deus quer abençoar
A casa que Deus quer abençoarA casa que Deus quer abençoar
A casa que Deus quer abençoar
 
Slides palestra família
Slides palestra famíliaSlides palestra família
Slides palestra família
 
Culto De Doutrina
Culto De DoutrinaCulto De Doutrina
Culto De Doutrina
 
família estudo em guaira
família estudo em guairafamília estudo em guaira
família estudo em guaira
 
Estudo sobre casamento
Estudo sobre casamentoEstudo sobre casamento
Estudo sobre casamento
 
Lição 1 - Familia, criação de Deus
Lição 1 - Familia, criação de DeusLição 1 - Familia, criação de Deus
Lição 1 - Familia, criação de Deus
 
Entendendo o Ministério da Família
Entendendo o Ministério da FamíliaEntendendo o Ministério da Família
Entendendo o Ministério da Família
 
Palestra família
Palestra famíliaPalestra família
Palestra família
 
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADALIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
 

Semelhante a Familia, criação de deus.

A armadura de deus para o casal
A armadura de deus para o casalA armadura de deus para o casal
A armadura de deus para o casalantonio ferreira
 
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp0155647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01Autonoma
 
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01-110704094641-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01-110704094641-phpapp0155647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01-110704094641-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01-110704094641-phpapp01Magaly Costa
 
Slide licao 4 3 t - 2019 - a mordomia da familia
Slide licao 4   3 t - 2019 - a mordomia da familiaSlide licao 4   3 t - 2019 - a mordomia da familia
Slide licao 4 3 t - 2019 - a mordomia da familiaVilma Longuini
 
Estudo sobre Família
Estudo sobre Família Estudo sobre Família
Estudo sobre Família Ederli Alves
 
Lição 4 - A Mordomia da Família
Lição 4 - A Mordomia da FamíliaLição 4 - A Mordomia da Família
Lição 4 - A Mordomia da FamíliaMarina de Morais
 
Lição 02 jovens 2015 4º trimestre
Lição 02 jovens 2015 4º trimestreLição 02 jovens 2015 4º trimestre
Lição 02 jovens 2015 4º trimestreMarcelo Cleto Chagas
 
O Propósito de Deus para a Família - Pr. David Merkh
O Propósito de Deus para a Família - Pr. David MerkhO Propósito de Deus para a Família - Pr. David Merkh
O Propósito de Deus para a Família - Pr. David MerkhLuan Almeida
 
Lição 13- Sobre a Família e a sua Natureza
Lição 13- Sobre a Família e a sua NaturezaLição 13- Sobre a Família e a sua Natureza
Lição 13- Sobre a Família e a sua NaturezaÉder Tomé
 
LBJ - LIÇÃO 1 - A INSTITUIÇÃO DA FAMÍLIA_2016 2 TRI
LBJ - LIÇÃO 1 - A INSTITUIÇÃO DA FAMÍLIA_2016 2 TRILBJ - LIÇÃO 1 - A INSTITUIÇÃO DA FAMÍLIA_2016 2 TRI
LBJ - LIÇÃO 1 - A INSTITUIÇÃO DA FAMÍLIA_2016 2 TRINatalino das Neves Neves
 
A familia cristã e os ataques do inimigo
A familia cristã e os ataques do inimigoA familia cristã e os ataques do inimigo
A familia cristã e os ataques do inimigojose filho
 
1 fundamentos bíblicos da família - 1ª aula
1   fundamentos bíblicos da família - 1ª aula1   fundamentos bíblicos da família - 1ª aula
1 fundamentos bíblicos da família - 1ª aulaPib Penha
 
2013 1 tri - lição 1 - familia, criação de deus
2013   1 tri - lição 1 - familia, criação de deus2013   1 tri - lição 1 - familia, criação de deus
2013 1 tri - lição 1 - familia, criação de deusNatalino das Neves Neves
 

Semelhante a Familia, criação de deus. (20)

A armadura de deus para o casal
A armadura de deus para o casalA armadura de deus para o casal
A armadura de deus para o casal
 
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp0155647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01
 
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01-110704094641-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01-110704094641-phpapp0155647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01-110704094641-phpapp01
55647979 casadosparasempre-100603144245-phpapp01-110704094641-phpapp01
 
Slide licao 4 3 t - 2019 - a mordomia da familia
Slide licao 4   3 t - 2019 - a mordomia da familiaSlide licao 4   3 t - 2019 - a mordomia da familia
Slide licao 4 3 t - 2019 - a mordomia da familia
 
A família cristã parte 1
A família cristã   parte 1A família cristã   parte 1
A família cristã parte 1
 
Estudo sobre Família
Estudo sobre Família Estudo sobre Família
Estudo sobre Família
 
Deus, nós e a nossa família
Deus, nós  e  a  nossa  famíliaDeus, nós  e  a  nossa  família
Deus, nós e a nossa família
 
A familia como idéia divina
A familia como idéia divinaA familia como idéia divina
A familia como idéia divina
 
Desafios da familia
Desafios da familiaDesafios da familia
Desafios da familia
 
Lição 4 - A Mordomia da Família
Lição 4 - A Mordomia da FamíliaLição 4 - A Mordomia da Família
Lição 4 - A Mordomia da Família
 
Lição 02 jovens 2015 4º trimestre
Lição 02 jovens 2015 4º trimestreLição 02 jovens 2015 4º trimestre
Lição 02 jovens 2015 4º trimestre
 
O Propósito de Deus para a Família - Pr. David Merkh
O Propósito de Deus para a Família - Pr. David MerkhO Propósito de Deus para a Família - Pr. David Merkh
O Propósito de Deus para a Família - Pr. David Merkh
 
Licao 4 3 t - 2019 - MORDOMIA DA FAMILA
Licao 4   3 t - 2019 - MORDOMIA DA FAMILALicao 4   3 t - 2019 - MORDOMIA DA FAMILA
Licao 4 3 t - 2019 - MORDOMIA DA FAMILA
 
Lição 13- Sobre a Família e a sua Natureza
Lição 13- Sobre a Família e a sua NaturezaLição 13- Sobre a Família e a sua Natureza
Lição 13- Sobre a Família e a sua Natureza
 
LBJ - LIÇÃO 1 - A INSTITUIÇÃO DA FAMÍLIA_2016 2 TRI
LBJ - LIÇÃO 1 - A INSTITUIÇÃO DA FAMÍLIA_2016 2 TRILBJ - LIÇÃO 1 - A INSTITUIÇÃO DA FAMÍLIA_2016 2 TRI
LBJ - LIÇÃO 1 - A INSTITUIÇÃO DA FAMÍLIA_2016 2 TRI
 
A familia cristã e os ataques do inimigo
A familia cristã e os ataques do inimigoA familia cristã e os ataques do inimigo
A familia cristã e os ataques do inimigo
 
1 fundamentos bíblicos da família - 1ª aula
1   fundamentos bíblicos da família - 1ª aula1   fundamentos bíblicos da família - 1ª aula
1 fundamentos bíblicos da família - 1ª aula
 
2013 1 tri - lição 1 - familia, criação de deus
2013   1 tri - lição 1 - familia, criação de deus2013   1 tri - lição 1 - familia, criação de deus
2013 1 tri - lição 1 - familia, criação de deus
 
PALESTRA-PARA-CASAIS.pdf
PALESTRA-PARA-CASAIS.pdfPALESTRA-PARA-CASAIS.pdf
PALESTRA-PARA-CASAIS.pdf
 
Razões da nossa fé lição 12
Razões da nossa fé   lição 12Razões da nossa fé   lição 12
Razões da nossa fé lição 12
 

Familia, criação de deus.

  • 1. A Família Cristã no Século XXI Protegendo seu lar dos ataques do inimigo 1
  • 2.  Então o SENHOR Deus declarou: “Não é bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e lhe corresponda”. (Gênesis 2:18) 2
  • 3. A família é uma instituição divina. Ela é a base da vida social. 3
  • 4. Gênesis 2:18-24 18 Então o SENHOR Deus declarou: “Não é bom que o homem esteja só; farei para ele alguém que o auxilie e lhe corresponda”. 19 Depois que formou da terra todos os animais do campo e todas as aves do céu, o SENHOR Deus os trouxe ao homem para ver como este lhes chamaria; e o nome que o homem desse a cada ser vivo, esse seria o seu nome. 20 Assim o homem deu nomes a todos os rebanhos domésticos, às aves do céu e a todos os animais selvagens. Todavia não se encontrou para o homem alguém que o auxiliasse e lhe correspondesse. 21 Então o SENHOR Deus fez o homem cair em profundo sono e, enquanto este dormia, tirou-lhe uma das costelas , fechando o lugar com carne. 22 Com a costela que havia tirado do homem, o SENHOR Deus fez uma mulher e a levou até ele. 23 Disse então o homem: “Esta, sim, é osso dos meus ossos e carne da minha carne! Ela será chamada mulher, porque do homem foi tirada”. 24 Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne. 4
  • 5. 5
  • 6. objetivos • Após esta aula , você deverá estar apto a: COMPREENDER • A familia no plano Divino CONSIENTISAR-SE • das consequências da queda para as familias. ANALISAR • a constituição familiar ao longo dos anos 6
  • 7. Pastor Elinaldo Renovato de Lima Pastor, preleitor, escritor, colunista e líder da Assembléia de Deus em Parnamirim, RN, Nasceu em 1º de dezembro de 1942, em Natal (RN) 7
  • 8. A FAMÍLIA NA ATUALIDADE Principais desafios Como podemos vencê-los Oração e a ajuda do O mundo e suas ofertas Espírito Santo Controle, gastar menos Finanças que se recebe. Escola Diálogo Internet Ser vigilante 8
  • 9. A família reveste-se de importância fundamental para o equilibrio da sociedade. A igreja que entende essa importância cresce sobre um fundamento essencial para sua fortificação. Nesta lição entenderemos os objetivos divinos ao instituir a família. 9
  • 10. São, pelo menos, quatro os propósitos: 1. Proporcionar a compania ao homem. 2. Construir uma base sólida de união, abrigo e relacionamento 3. Servir a Deus sob o mesmo teto. 4. Adorar a Deus em família. 10
  • 11. Nos dias atuais, mesmo em meio às nossas falhas, o nosso Salvador nos sustenta não só materialmente mas também espiritualmente: 11
  • 12. A prescrição divina para o casamento e formação de uma família, é um só homem e uma só mulher, os quais tornam-se uma só carne, unidos em corpo e alma. Este ensino divino exclui o adultério, a poligamia, a homossexualidade, a fornicação e o divórcio quando antibíblico, (Mc 10.7-9; ver MT 19.9 ). 12
  • 13. 13
  • 14. O propósito divino era estabelecer uma instituição que pudesse propiciar ao ser humano abrigo e relacionamento. R –Um local especial de acolhimento, proteção e provisão. 14
  • 15. o inimigo realmente sempre feriu os filhos de Deus com sua tripla missão de matar, roubar e destruir, mas teve sua derrota decretada com o sacrifício de Cristo na cruz; Os ferimentos causados por Satanás na família e na Igreja são apenas no calcanhar - mesmo que dificultem a caminhada, se houver tratamento, não são fatais -, mas o ferimento causado por Cristo contra ele é diretamente na cabeça - aonde está concentrado o veneno da serpente - que é uma parte vital do corpo que quando destruída leva à morte. Até que ocorra o Juízo Final, o inimigo continuará atacando com todas as suas forças, mas os que permanecerem fielmente firmados em Jesus Cristos, por mais que sofram, não serão derrotados: 15
  • 16. O pecado é uma terrível enfermidade que tem colocado diversas famílias à beira da morte; ele tem sido a razão de várias separações entre casais, desentendimentos entre pais e filhos e as mais variadas dificuldades principalmente na área financeira. A libertação do pecado depende da busca pela santificação, a qual também leva à salvação; mas aqueles que não renunciarem às práticas pecaminosas receberão a justa retribuição por sua rebeldia: a morte eterna. (Rm 6:22,23) 16
  • 17. Dor, submissão, fadigas, morte como separação, entre outros problemas decorrentes da queda, só seriam atenuados após o Calvário. Hoje Cristo restaura e alivia os sofrimentos da vida… 17
  • 18. 18
  • 19. R – O PECADO R –A MULHER TERIA FILHOS COM MUITA DOR (GN 3.16) E O SEU DESEJO, OU SEJA A SUA VONTADE ESTARIA SUBMETIDA Á VONTADE DE SEU MARIDO. A TERRA TAMBÉM FOI AFETADA PELO PECADO, PRODUZINDO ESPINHOS E CARDOS (GN 3.18). 19
  • 20. • No princípio Deus criou… • No passar do tempo o homem inovou… • Cristo reiterou a ordem inicial … 20
  • 21. Indiscutivelmente, a poligamia nunca foi aprovada por Deus, mas Ele tolerava por várias razões, entre as quais, o fato de haver muitas mulheres desamparadas e sem condições de conseguir um marido para sustentá-las; tanto que, oficialmente, estava em vigor a Lei do Levirato. Além da poligamia, também a poliandria - uma mulher com vários homens - e a união homoafetiva - “casamento” homossexual - estão fora dos padrões divinos e consistem em pecado. A monogamia é tão importante que Jesus deixou bem claro que não somente o ato consumado, mas o simples pensamento voltado a cobiçar uma mulher alheia já é 21 considerado como adultério: (MT 5:27,28)
  • 22. A razão da decadência familiar pode se resumir na falta de atenção à verdadeira Palavra, pois para muitos é muito mais cômodo ouvir aquilo que lhes convém e que lhes pareça mais agradável de se aceitar: 22
  • 23. 23
  • 24. R: A CARNE, O MUNDO E O DIADO. 24
  • 25. 25
  • 26. O fato de a mulher ter sido colocada como adjutora, não significa que o homem tenha o direito de tratá-la com inferioridade, pois ele precisa dela em praticamente tudo desde o momento que nasce até o final da sua vida. 26
  • 27. 27

Notas do Editor

  1. Animated vertical box list(Intermediate)To reproduce the SmartArt effects on this slide, do the following:On the Home tab, in the Slides group, click Layout, and then clickBlank. On the Insert tab, in the Illustrations group, click SmartArt. In the Choose a SmartArt Graphic dialog box, in the left pane, click List. In the List pane, click Vertical Box List, and then click OK to insert the graphic into the slide.Press and hold CTRL, and then select the third pair of rectangles from the top (both the smaller, first-level rectangle and the larger, second-level rectangle). Under SmartArtTools, on the Design tab, in the CreateGraphic group, click the arrow next to AddShape, and then click AddShapeAfter.Select the graphic, and then click one of the arrows on the left border. In the Type your text here dialog box, enter text. (Note: To create a bullet below each heading, select the heading text box in the Type your text here dialog box, and then under SmartArtTools, on the Design tab, in the CreateGraphic group, click AddBullet. Enter text into the new bullet text box.)Select the graphic. Under SmartArt Tools, on the Format tab, click Size, and then do the following:In the Height box, enter 5.92”.In the Width box, enter 6.67”.Under SmartArt Tools, on the Format tab, click Arrange, click Align, and then do the following:Click Align to Slide.Click Align Middle. Click Align Center. On the Design tab, in the Themes group, click Colors, and then under Built-in click Civic. (Note: if this action is taken in a PowerPoint presentation containing more than one slide, the color scheme will be applied to all of the slides.)Under SmartArtTools, on the Design tab, in the SmartArtStyles group, do the following:Click ChangeColors, and then under Accent 1 click Colored Fill – Accent 1 (second option from the left).Click More, and then under 3-D click Polished (first row, first option from the left).Press and hold CTRL, and then select the four larger, second-level rectangles. Under SmartArtTools, on the Format tab, in the Shapes group, click ChangeShape, and then under Rectangles click Rounded Rectangle (second option from the left).On the Home tab, in the Font group, select Franklin Gothic Book from the Font list, and then select 24 from the Font Size list.Under SmartArtTools, on the Format tab, in the Shape Styles group, click the arrow next to Shape Fill, point to Gradient, and then click More Gradients. In the Format Shape dialog box, in the left pane, click Fill, select Gradient fill in the Fill pane, and then do the following:In the Type list, select Linear.Click the button next to Direction, and then click Linear Up (second row, second option from the left).Under Gradient stops, click Add gradient stop or Remove gradient stop until two stops appear in the slider.Also under Gradient stops, customize the gradient stops as follows:Select the first stop in the slider, and then do the following:In the Position box, enter 0%.Click the button next to Color, and then under Theme Colors click White, Background 1, Darker 35% (fifth row, first option from the left).Select the last stop in the slider, and then do the following: In the Position box, enter 100%.Click the button next to Color, and then click Black, Text 1, Lighter 25% (fourth row, second option from the left). Also in the Format Shape dialog box, in the left pane, click 3-D Format, and then do the following in the 3-D Format pane:Under Bevel, click the button next to Top, and then under Bevel click Circle (first row, first option from the left).Next to Top, in the Width box, enter 4 pt,and in the Height box, enter 4 pt.Under Depth,in the Depth box, enter 1 pt.Under Surface, click the button next to Material, and then under Standard click Plastic (third option from the left). Click the button next to Lighting, and then under Special click Flat (first option from the left). On the slide, press and hold CTRL, and then select the four smaller, first-level rectangles. On the Home tab, in the Font group, select Franklin Gothic Medium from the Font list, and then enter 26 in the Font Size box.Select the top first-level rectangle. Under SmartArtTools, on the Format tab, in the Shape Styles group, click the arrow next to Shape Fill, point to Gradient, and then click More Gradients. In the Format Shape dialog box, in the left pane, click Fill, select Gradient fill in the Fill pane, and then do the following:In the Type list, select Linear.Click the button next to Direction, and then click Linear Up (second row, second option from the left).Under Gradient stops, click Add gradient stop or Remove gradient stop until two stops appear in the slider.Also under Gradient stops, customize the gradient stops as follows:Select the first stop in the slider, and then do the following:In the Position box, enter 0%.Click the button next to Color, and then under Theme Colors click Teal, Accent 3, Darker 50% (sixth row, seventh option from the left).Select the last stop in the slider, and then do the following: In the Position box, enter 100%.Click the button next to Color, and then under Theme Colors click Teal, Accent 3, Darker 25% (fifth row, seventh option from the left).Select the second first-level rectangle. Under SmartArtTools, on the Format tab, in the Shape Styles group, click the arrow next to Shape Fill, point to Gradient, and then click More Gradients. In the Format Shape dialog box, in the left pane, click Fill, select Gradient fill in the Fill pane, and then do the following:In the Type list, select Linear.Click the button next to Direction, and then click Linear Up (second row, second option from the left).Under Gradient stops, click Add gradient stop or Remove gradient stop until two stops appear in the slider.Also under Gradient stops, customize the gradient stops as follows:Select the first stop in the slider,and then do the following:In the Position box, enter 0%.Click the button next to Color, and then under Theme Colors click Brown, Accent 4, Darker 50% (sixth row, eighth option from the left).Select the last stop in the slider, and then do the following: In the Position box, enter 100%.Click the button next to Color, and then under Theme Colors click Brown, Accent 4, Darker 25% (fifth row, eighth option from the left).Select the third first-level rectangle. Under SmartArtTools, on the Format tab, in the Shape Styles group, click the arrow next to Shape Fill, point to Gradient, and then click More Gradients. In the Format Shape dialog box, in the left pane, click Fill, select Gradient fill in the Fill pane, and then do the following:In the Type list, select Linear.Click the button next to Direction, and then click Linear Up (second row, second option from the left).Under Gradient stops, click Add gradient stop or Remove gradient stop until two stops appear in the slider.Also under Gradient stops, customize the gradient stops as follows:Select the first stop in the slider, and then do the following:In the Position box, enter 0%.Click the button next to Color, and then under Theme Colors click Green, Accent 5, Darker 50% (sixth row, ninth option from the left).Select the last stop in the slider, and then do the following: In the Position box, enter 100%.Click the button next to Color, and then under Theme Colors click Green, Accent 5, Darker 25% (fifth row, ninth option from the left).Select the fourth first-level rectangle. Under SmartArtTools, on the Format tab, in the Shape Styles group, click the arrow next to Shape Fill, point to Gradient, and then click More Gradients. In the Format Shape dialog box, in the left pane, click Fill, select Gradient fill in the Fill pane, and then do the following:In the Type list, select Linear.Click the button next to Direction, and then click Linear Up (second row, second option from the left).Under Gradient stops, click Add gradient stop or Remove gradient stop until two stops appear in the slider.Also under Gradient stops, customize the gradient stops as follows:Select the first stop in the slider, and then do the following:In the Position box, enter 0%.Click the button next to Color, and then under Theme Colors click Orange, Accent 6, Darker 50% (sixth row, 10th option from the left).Select the last stop in the slider, and then do the following: In the Position box, enter 100%.Click the button next to Color, and then under Theme Colors click Orange, Accent 6, Darker 20% (fifth row, 10th option from the left).To reproduce the animation effects on this slide, do the following:On the Animations tab, in the Advanced Animation group, click Add Animation, and then click MoreEntrance Effects. In the Add Entrance Effect dialog box, under Subtle, click Expand, and then click OK.On the Animations tab, in the Timing group, in the Duration box enter 1.00 seconds.Also on the Animations tab, in the Advanced Animation group, click Animation Pane. In the Animation Pane, select the animation effect. Click the arrow to the right of the animation effect, and then click EffectOptions. In the Expand dialog box, on the SmartArtAnimation tab, in the Group graphic list, select One by one, and then click OK.Also in the Animation Pane, click the double arrow under the animation effect to expand the contents of the list of effects.In the Animation Pane, press and hold CTRL, and then select all of the animation effects. On the Animations tab, in the Timing group, in the Start list, select With Previous.In the Animation Pane, press and hold CTRL, and then select the second, fourth, sixth and eighth animation effects (expand effects for the larger, second-level rectangles). On the Animations tab, in the Animation group, click More, and then under Entrance click Fade.In the Animation Pane, press and hold CTRL, and then select the third, fifth, and seventh animation effects. On the Animations tab, in the Timing group, in the Start list select On Click.To reproduce the background effects on this slide, do the following:Right-click the slide background area, and then click Format Background. In the Format Background dialog box, click Fill in the left pane, select Gradient fill in the Fill pane, and then do the following:In the Type list, select Linear.Click the button next to Direction, and then click Linear Down (first row, second option from the left).Under Gradient stops, click Add gradient stop or Remove gradient stop until two stops appear in the slider.Also under Gradient stops, customize the gradient stops that you added as follows:Select the first stop in the slider, and then do the following:In the Position box, enter 63%.Click the button next to Color, and then under Theme Colors click Black, Text 1 (first row, second option from the left).Select the last stop in the slider, and then do the following: In the Position box, enter 100%.Click the button next to Color, and then under Theme Colors clickBlack, Text 1, Lighter 50% (second row, second option from the left).