2o governo vargas editado

2.328 visualizações

Publicada em

Segundo governo de Vargas

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.328
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
150
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2o governo vargas editado

  1. 1. O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira
  2. 2. POPULISMO O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira
  3. 3. Populismo • Relação direta entre governantes e governados; • Apoio das massas populares; • Políticos carismáticos e oportunistas; O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Vargas, Juan D Perón, Lázaro Cardenas Prof. Flávio Ferreira
  4. 4. Populismo O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira
  5. 5. O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Eleições • Coligação: PTB + PSD Vargas 48,7% • UDN: Brigadeiro Eduardo Gomes 29,7% (tentativa de golpe, mas o exército garante a constitucionalidade) Prof. Flávio Ferreira
  6. 6. Eleito pelo voto direto – “nos braços do povo” O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira
  7. 7. O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira
  8. 8. Vargas afirmou que voltaria ao poder, não como líder político, “mas como líder das massas.” O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Retrato do Velho Francisco Alves Bota o retrato do velho outra vez Bota no mesmo lugar Bota o retrato do velho outra vez Bota no mesmo lugar O sorriso do velhinho faz a gente trabalhar O sorriso do velhinho faz a gente trabalhar Eu já botei o meu E tu não vais botar? Eu já enfeitei o meu E tu vais enfeitar? O sorriso do velhinho faz a gente se animar. Prof. Flávio Ferreira
  9. 9. O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira
  10. 10. ECONOMIA Nacionalismo econômico; • Plano Nacional de Reaparelhamento Econômico ou Plano Lafer; • 1º Ampliar: A) Energia; B) indústria de base; C) transportes; D) serviços portuários; E) agricultura; • 2º Defesa das empresas públicas; • 3º Criar um banco de fomento – BNDE; • 4º Relacionamento Estado <> empresários nacionais; O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira
  11. 11. ECONOMIA • Nacionalismo econômico; – Criação da Petrobras (1953) e da Eletrobras (1954->1961); – Tentativa de controle da remessa de lucros das multinacionais; – Confronto com os internacionalistas; O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira
  12. 12. Campanha “O petróleo é nosso” e criação da Petrobras O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira
  13. 13. Prof. Flávio Ferreira
  14. 14. O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira
  15. 15. Prof. Flávio Ferreira
  16. 16. Prof. Flávio Ferreira
  17. 17. Prof. Flávio Ferreira
  18. 18. TRABALHISMO • Reforço do sindicalismo; • Apoio aos trabalhadores; • Reposição salarial 100% de reajuste em 1954; O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira
  19. 19. PROBLEMAS POLÍTICOS • Greves trabalhistas “Greve dos 300 mil” > PCB; • Oposição dos militares “Manifesto dos coronéis”; • Oposição da UDN; Denúncias de corrupção; Perseguição na imprensa; (Vargas apoia a criação do “Última Hora”); • Atentado da Rua Toneleros; • Suicídio de Vargas (1954); O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira
  20. 20. O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Getúlio Vargas x UDN (Carlos Lacerda) Por que a UDN era contra Vargas? A UDN representava que setores? Prof. Flávio Ferreira
  21. 21. Atentado contra Carlos Lacerda O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira
  22. 22. Carlos Lacerda O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira
  23. 23. Vargas e Gregório Fortunato Prof. Flávio Ferreira
  24. 24. Prof. Flávio Ferreira
  25. 25. Suicídio de Vargas O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira
  26. 26. Suicídio de Vargas O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira
  27. 27. Suicídio de Vargas O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira
  28. 28. Suicídio de Vargas O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira
  29. 29. Carta Testamento O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira "Mais uma vez, a forças e os interesses contra o povo coordenaram-se e novamente se desencadeiam sobre mim. Não me acusam, insultam; não me combatem, caluniam, e não me dão o direito de defesa. Precisam sufocar a minha voz e impedir a minha ação, para que eu não continue a defender, como sempre defendi, o povo e principalmente os humildes. Sigo o destino que me é imposto. Depois de decênios de domínio e espoliação dos grupos econômicos e financeiros internacionais, fiz-me chefe de uma revolução e venci. Iniciei o trabalho de libertação e instaurei o regime de liberdade social. Tive de renunciar. Voltei ao governo nos braços do povo. A campanha subterrânea dos grupos internacionais aliou-se à dos grupos nacionais revoltados contra o regime de garantia do trabalho. A lei de lucros extraordinários foi detida no Congresso. Contra a justiça da revisão do salário mínimo se desencadearam os ódios. Quis criar liberdade nacional na potencialização das nossas riquezas através da Petrobrás e, mal começa esta a funcionar, a onda de agitação se avoluma. A Eletrobrás foi obstaculada até o desespero. Não querem que o trabalhador seja livre.
  30. 30. Carta Testamento O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira Não querem que o povo seja independente. Assumi o Governo dentro da espiral inflacionária que destruía os valores do trabalho. Os lucros das empresas estrangeiras alcançavam até 500% ao ano. Nas declarações de valores do que importávamos existiam fraudes constatadas de mais de 100 milhões de dólares por ano. Veio a crise do café, valorizou-se o nosso principal produto. Tentamos defender seu preço e a resposta foi uma violenta pressão sobre a nossa economia, a ponto de sermos obrigados a ceder. Tenho lutado mês a mês, dia a dia, hora a hora, resistindo a uma pressão constante, incessante, tudo suportando em silêncio, tudo esquecendo, renunciando a mim mesmo, para defender o povo, que agora se queda desamparado. Nada mais vos posso dar, a não ser meu sangue. Se as aves de rapina querem o sangue de alguém, querem continuar sugando o povo brasileiro, eu ofereço em holocausto a minha vida.
  31. 31. Carta Testamento O segundo governo Getúlio Vargas (1951-1954) Prof. Flávio Ferreira Escolho este meio de estar sempre convosco. Quando vos humilharem, sentireis minha alma sofrendo ao vosso lado. Quando a fome bater à vossa porta, sentireis em vosso peito a energia para a luta por vós e vossos filhos. Quando vos vilipendiarem, sentireis no pensamento a força para a reação. Meu sacrifício vos manterá unidos e meu nome será a vossa bandeira de luta. Cada gota de meu sangue será uma chama imortal na vossa consciência e manterá a vibração sagrada para a resistência. Ao ódio respondo com o perdão. E aos que pensam que me derrotaram respondo com a minha vitória. Era escravo do povo e hoje me liberto para a vida eterna. Mas esse povo de quem fui escravo não mais será escravo de ninguém. Meu sacrifício ficará para sempre em sua alma e meu sangue será o preço do seu resgate. Lutei contra a espoliação do Brasil. Lutei contra a espoliação do povo. Tenho lutado de peito aberto. O ódio, as infâmias, a calúnia não abateram meu ânimo. Eu vos dei a minha vida. Agora vos ofereço a minha morte. Nada receio. Serenamente dou o primeiro passo no caminho da eternidade e saio da vida para entrar na História.“ (Rio de Janeiro, 23/08/54 - Getúlio Vargas)

×