SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Baixar para ler offline
Mioma
42ª Edição, Fevereiro de 2011
INDICE


    Pág. 3 — João Paulo II Beatificado em Maio;

    Pág. 4 — Grupo de Jovens do Espírito Santo / Oração

    Pág. 5, 6 — V Domingo do Tempo Comum;

    Pág. 7, 8,9 — VI Domingo do Tempo Comum;

    Pág. 9, 10 , 11 — VII Domingo do Tempo Comum;

    Pág. 11, 12, 13 — VIII Domingo do Tempo Comum;

    Pág. 14 , 15—XVI Jornada Mundial da Juventude

    Pág. 16 — Grupo Etnográfico de Danças e Cantares da Freguesia de Mioma

    Pág. 17 — A Voz do Conselho Económico; Ofertas para o restauro do telhado
    da Igreja Matriz-Janeiro/2011

    Pág. 18 — Culinária

    Pág. 19 — Jogo de passatempos; Anedotas.




     Agradecemos a todos quantos queiram participar com documentos e/
    ou testemunhos, que os façam chegar ao J.E.S (Grupo de Jovens Do
    Espírito Santo de Mioma), da seguinte forma e, prazos, para a edição
    do mes seguinte:

                     Em mão ou por correio, até dia 15;
                Para, jesmioma@hotmail.com, até ao dia20.



                             Visite-nos em:
                     http://jesmioma.blogspot.com/




2
João Paulo II Beatificado em Maio
João Paulo II será beatificado no dia 1 de Maio, que, neste ano, coinci-
de com a festa da Divina Misericórdia, II Domingo de Páscoa.

O anúncio foi feito pelo porta-voz do Vaticano. A cura da freira Marie Pierre
Simon, por intercessão de João Paulo II foi confirmada como milagrosa e vem
tornar possível a beatificação, cujo processo se iniciou, por Dispensa Pontifí-
cia, antes de decorridos cinco anos sobre a morte do Papa.

Esta Dispensa foi pedida "pela imponente fama de santidade" que rodeava a
pessoa de João Paulo II, tanto em vida, como na morte e depois da morte.

Entre Junho de 2005 e Abril de 2007, houve uma investigação diocesana prin-
cipal romana e as rogatórias em diversas dioceses sobre a vida, as virtudes, a
fama de santidade e de milagres de João Paulo II. Em Junho de 2009, nove
consultores teólogos deram parecer positivo sobre as virtudes heróicas do Ser-
vo de Deus. Este parecer foi, depois, submetido aos cardeais e bispos da Con-
gregação para a Causa dos Santos, que se pronunciaram concordantes.

Em Dezembro de 2009, Bento XVI autorizou a promulgação do decreto sobre
as virtudes heróicas de João Paulo II.

Marie Simon Pierre Normand sofria de Parkinson e a cura foi considerada mila-
grosa, face a detalhados exames médico-legais e científicos por parte da
Comissão Médica da Congregação para a Causa dos Santos, em Outubro de
2010, considerando a cura cientificamente inexplicável.


G.I./Zenit




                                             3
O Grupo de Jovens do Espírito Santo da
    Paróquia de Mioma , convida toda a comunidade a
    participar nas Orações de Taizé que irá realizar todos
    os sábados da Quaresma/2011, às 20 horas.
    Assim distribuídas:
       Mioma — dia 12 de Março
       Lages — dia 19 de Março
       Afonsim — dia 26 de Março
       Fontainhas — dia 2 de Abril
       Meã — d ia9 de Abril
       Mioma — dia 16 de Abril




                                        ORAÇÃO




                    Senhor:
           Faz que eu oiça a Tua Voz,
           Deixa que Te veja
           E tenho a certeza
           Que me acompanhas
           E amparas.
           Deixa que eu sinta
           A Tua presença
           E assim fortaleça a crença
           De que Tu estás connosco.
           Que Tu existes
           E nunca nos abandonas.
           Espero por Ti, meu Deus.




4
DOMINGO V (TEMPO COMUM)
                            (6 de Fevereiro de 2011)
LEITURA I Is 58, 7-10

                  «A tua luz despontará como a aurora»

Leitura do Livro do profeta Isaías
Eis o que diz o Senhor:
«Reparte o teu pão com o faminto, dá pousada aos pobres sem abrigo, leva
roupa ao que não tem que vestir e não voltes as costas ao teu semelhante.
Então a tua luz despontará como a aurora, e as tuas feridas não tardarão a
sarar.
Preceder-te-á a tua justiça e seguir-te-á a glória do Senhor. Então, se chama-
res, o Senhor responderá, se O invocares, dir-te-á: ‘Aqui estou’. Se tirares do
meio de ti a opressão, os gestos de ameaça e as palavras ofensivas, se deres
do teu pão ao faminto e matares a fome ao indigente, a tua luz brilhará na
escuridão e a tua noite será como o meio-dia».
Palavra do Senhor.

SALMO RESPONSORIAL Salmo 111 (112), 4-5.6-7.8a e 9

Refrão: Para o homem recto
nascerá uma luz no meio das trevas.

Brilha aos homens rectos, como luz nas trevas,
o homem misericordioso, compassivo e justo.
Ditoso o homem que se compadece e empresta
e dispõe das suas coisas com justiça.

Este jamais será abalado;
o justo deixará memória eterna.
Ele não receia más notícias:
seu coração está firme, confiado no Senhor.

O seu coração é inabalável, nada teme;
reparte com largueza pelos pobres,
a sua generosidade permanece para sempre
e pode levantar a cabeça com altivez.




                                              5
LEITURA II 1 Cor 2, 1-5

                   «Anunciei-vos o mistério de Cristo crucificado»

    Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo aos Coríntios
    Quando fui ter convosco, irmãos, não me apresentei com sublimidade de lin-
    guagem ou de sabedoria a anunciar-vos o mistério de Deus.
    Pensei que, entre vós, não devia saber nada senão Jesus Cristo, e Jesus Cristo
    crucificado.
    Apresentei-me diante de vós cheio de fraqueza e de temor e a tremer deveras.
    A minha palavra e a minha pregação não se basearam na linguagem convin-
    cente da sabedoria humana, mas na poderosa manifestação do Espírito Santo,
    para que a vossa fé não se fundasse na sabedoria humana, mas no poder de
    Deus.
    Palavra do Senhor.


    ALELUIA Jo 8, 12

    Refrão: Aleluia. Repete-se
    Eu sou a luz do mundo, diz o Senhor:

    quem Me segue terá a luz da vida. Refrão


    EVANGELHO Mt 5, 13-16

                              «Vós sois a luz do mundo»
    Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
    Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Vós sois o sal da terra. Mas
    se ele perder a força, com que há-de salgar-se?
    Não serve para nada, senão para ser lançado fora e pisado pelos homens. Vós
    sois a luz do mundo.
    Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte; nem se acende
    uma lâmpada para a colocar debaixo do alqueire, mas sobre o candelabro,
    onde brilha para todos os que estão em casa. Assim deve brilhar a vossa luz
    diante dos homens, para que, vendo as vossas boas obras, glorifiquem o vosso
    Pai que está nos Céus».
    Palavra da salvação.




6
DOMINGO VI(TEMPO COMUM)
                            (13 de Fevereiro de 2011)

LEITURA I Sir 15, 16-21 (15-20)

                  «Não mandou a ninguém fazer o mal»

Leitura do Livro de Ben-Sirá
Se quiseres, guardarás os mandamentos:
ser fiel depende da tua vontade. Deus pôs diante de ti o fogo e a água: esten-
derás a mão para o que desejares. Diante do homem estão a vida e a morte: o
que ele escolher, isso lhe será dado. Porque é grande a sabedoria do Senhor,
Ele é forte e poderoso e vê todas as coisas. Seus olhos estão sobre aqueles que
O temem, Ele conhece todas as coisas do homem. Não mandou a ninguém
fazer o mal, nem deu licença a ninguém de cometer o pecado.
Palavra do Senhor.

SALMO RESPONSORIAL Salmo 118 (119), 1-2.4-5.17-18.33-34

Refrão: Ditoso o que anda na lei do Senhor.

Felizes os que seguem o caminho perfeito
e andam na lei do Senhor.
Felizes os que observam as suas ordens
e O procuram de todo o coração.

Promulgastes os vossos preceitos,
para se cumprirem fielmente.
Oxalá meus caminhos sejam firmes,
na observância dos vossos decretos.

Fazei bem ao vosso servo:
viverei e cumprirei a vossa palavra.
Abri, Senhor, os meus olhos,
para ver as maravilhas da vossa lei.

Ensinai-me, Senhor, o caminho dos vossos decretos,
para ser fiel até ao fim.
Dai-me entendimento para guardar a vossa lei
e para a cumprir de todo o coração.




                                              7
LEITURA II 1 Cor 2, 6-10

    «Antes dos séculos Deus predestinou a sabedoria para a nossa glória»

    Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo aos Coríntios
    Irmãos:
    Nós falamos de sabedoria entre os perfeitos, mas de uma sabedoria que não é
    deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que vão ser destruídos.
    Falamos da sabedoria de Deus, misteriosa e oculta, que já antes dos séculos
    Deus tinha destinado para a nossa glória.
    Nenhum dos príncipes deste mundo a conheceu; porque, se a tivessem conhe-
    cido, não teriam crucificado o Senhor da glória.
    Mas, como está escrito, «nem os olhos viram, nem os ouvidos escutaram, nem
    jamais passou pelo pensamento do homem o que Deus preparou para aqueles
    que O amam».
    Mas a nós, Deus o revelou por meio do Espírito Santo, porque o Espírito Santo
    penetra todas as coisas, até o que há de mais profundo em Deus.

    Palavra do Senhor.
    ALELUIA cf. Mt 11, 25

    Refrão: Aleluia. Repete-se
    Bendito sejais, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque revelastes aos

    pequeninos os mistérios do reino. Refrão


    EVANGELHO Forma breve Mt 5, 20-22a.27-28.33-34a.37

                 «Foi dito aos antigos ... Eu, porém, digo-vos ...»

    Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
    Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Se a vossa justiça não supe-
    rar a dos escribas e fariseus, não entrareis no reino dos Céus.
    Ouvistes que foi dito aos antigos:
    ‘Não matarás; quem matar será submetido a julgamento’.
    Eu, porém, digo-vos: Todo aquele que se irar contra o seu irmão será submeti-
    do a julgamento.
    Ouvistes que foi dito: ‘Não cometerás adultério’.
    Eu, porém, digo-vos:




8
Todo aquele que olhar para uma mulher com maus desejos, já cometeu adulté-
rio com ela no seu coração.
Ouvistes ainda que foi dito aos antigos:
‘Não faltarás ao que tiveres jurado, mas cumprirás diante do Senhor o que
juraste’.
Eu, porém, digo-vos que não jureis em caso algum.
A vossa linguagem deve ser: ‘Sim, sim; não, não’. O que passa disto vem do
Maligno».

Palavra da salvação.
                       DOMINGO VII(TEMPO COMUM)
                              (20 de Fevereiro de 2011)

LEITURA I Lev 19, 1-2.17-18

               «Amarás o teu próximo como a ti mesmo»
Leitura do Livro do Levítico
O Senhor dirigiu-Se a Moisés nestes termos:
«Fala a toda a comunidade dos filhos de Israel e diz-lhes:
‘Sede santos, porque Eu, o Senhor, vosso Deus, sou santo’. Não odiarás do
íntimo do coração os teus irmãos, mas corrigirás o teu próximo, para não
incorreres em falta por causa dele. Não te vingarás, nem guardarás rancor con-
tra os filhos do teu povo.
Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o Senhor».

Palavra do Senhor.


SALMO RESPONSORIAL Salmo 102 (103), 1-2.3-4.8.10.12-13

Refrão: O Senhor é clemente e cheio de compaixão.
Ou: Senhor, sois um Deus clemente e compassivo.

Bendiz, ó minha alma, o Senhor
e todo o meu ser bendiga o seu nome santo.
Bendiz, ó minha alma, o Senhor
e não esqueças nenhum dos seus benefícios.

Ele perdoa todos os teus pecados
e cura as tuas enfermidades;




                                                9
salva da morte a tua vida
     e coroa-te de graça e misericórdia.

     O Senhor é clemente e compassivo,
     paciente e cheio de bondade;
     não nos tratou segundo os nossos pecados,
     nem nos castigou segundo as nossas culpas.

     Como o Oriente dista do Ocidente,
     assim Ele afasta de nós os nossos pecados;
     como um pai se compadece dos seus filhos,
     assim o Senhor Se compadece dos que O temem.

     LEITURA II 1 Cor 3, 16-23

               «Tudo é vosso; vós sois de Cristo; Cristo é de Deus»

     Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo aos Coríntios
     Irmãos:
     Não sabeis que sois templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?
     Se alguém destrói o templo de Deus, Deus o destruirá. Porque o templo de
     Deus é santo, e vós sois esse templo. Ninguém tenha ilusões.
     Se alguém entre vós se julga sábio aos olhos do mundo, faça-se louco, para se
     tornar sábio. Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus, como
     está escrito: «Apanharei os sábios na sua própria astúcia».
     E ainda: «O Senhor sabe como são vãos os pensamentos dos sábios».
     Por isso, ninguém deve gloriar-se nos homens.
     Tudo é vosso: Paulo, Apolo e Pedro, o mundo, a vida e a morte, as coisas pre-
     sentes e as futuras.
     Tudo é vosso; mas vós sois de Cristo, e Cristo é de Deus.
     Palavra do Senhor.


     ALELUIA 1 Jo 2, 5
     Refrão: Aleluia. Repete-se
     Quem observa a palavra de Cristo, nesse o amor de Deus é perfeito.
     Refrão




10
EVANGELHO Mt 5, 38-48

                         «Amai os vossos inimigos»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Ouvistes que foi dito aos
antigos: ‘Olho por olho e dente por dente’.
Eu, porém, digo-vos: Não resistais ao homem mau. Mas se alguém te bater na
face direita, oferece-lhe também a esquerda. Se alguém quiser levar-te ao tri-
bunal, para ficar com a tua túnica, deixa-lhe também o manto.
Se alguém te obrigar a acompanhá-lo durante uma milha, acompanha-o duran-
te duas.
Dá a quem te pedir e não voltes as costas a quem te pede emprestado.
Ouvistes que foi dito: ‘Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo’.
Eu, porém, digo-vos:
Amai os vossos inimigos e orai por aqueles que vos perseguem, para serdes
filhos do vosso Pai que está nos Céus; pois Ele faz nascer o sol sobre bons e
maus e chover sobre justos e injustos.
Se amardes aqueles que vos amam, que recompensa tereis?
Não fazem a mesma coisa os publicanos?
E se saudardes apenas os vossos irmãos, que fazeis de extraordinário?
Não o fazem também os pagãos?
Portanto, sede perfeitos, como o vosso Pai celeste é perfeito».

Palavra da salvação.

                       DOMINGO VIII (TEMPO COMUM)
                            (27 de Fevereiro de 2011)

LE I TURA I Is 49, 14-15

                         «Eu não te esquecerei»
Leitura do Livro de Isaías
Sião dizia:
«O Senhor abandonou-me, o Senhor esqueceu-Se de mim».
Poderá a mulher esquecer a criança que amamenta e não ter compaixão do
filho das suas entranhas?
Mas ainda que ela se esqueça, Eu não te esquecerei.

Palavra do Senhor.




                                              11
SALMO RESPONSORIAL Salmo 61 (62), 2-3.6-7.8-9ab (R. 6a)

     Refrão: Só em Deus descansa, ó minha alma.


     Só em Deus descansa a minha alma,
     d’Ele me vem a salvação.
     Ele é meu refúgio e salvação,
     minha fortaleza: jamais serei abalado.

     Minha alma, só em Deus descansa:
     d’Ele vem a minha esperança.
     Ele é meu refúgio e salvação,
     minha fortaleza: jamais serei abalado.

     Em Deus está a minha salvação e a minha glória,
     o meu abrigo, o meu refúgio está em Deus.
     Povo de Deus, em todo o tempo ponde n’Ele
     a vossa confiança,
     desafogai em sua presença os vossos corações.


     LEITURA II 1 Cor 4, 1-5

                 «O Senhor manifestará o desígnio dos corações»

     Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo aos Coríntios
     Irmãos:
     Todos nos devem considerar como servos de Cristo e administradores dos mis-
     térios de Deus.
     Ora o que se requer nos administradores é que sejam fiéis.
     Quanto a mim, pouco me importa ser julgado por vós ou por um tribunal
     humano; nem sequer me julgo a mim próprio.
     De nada me acusa a consciência, mas não é por isso que estou justificado:
     quem me julga é o Senhor.
     Portanto, não façais qualquer juízo antes do tempo, até que venha o Senhor,
     que há-de iluminar o que está oculto nas trevas e manifestar os desígnios dos
     corações.
     E então cada um receberá da parte de Deus o louvor que merece.
     Palavra do Senhor.




12
ALELUIA Hebr 4, 12
Refrão: Aleluia. Repete-se

A palavra de Deus é viva e eficaz, conhece os pensamentos e intenções

do coração. Refrão

EVANGELHO Mt 6, 24-34

             «Não vos inquieteis com o dia de amanhã»
Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
«Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou há-de odiar um e amar o
outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro.

Vós não podeis servir a Deus e ao dinheiro.
Por isso vos digo: «Não vos preocupeis, quanto à vossa vida,
com o que haveis de comer, nem, quanto ao vosso corpo, com o que haveis de
vestir.
Não é a vida mais do que o alimento e o corpo mais do que o vestuário?
Olhai para as aves do céu: não semeiam nem ceifam nem recolhem em celei-
ros; o vosso Pai celeste as sustenta.
Não valeis vós muito mais do que elas?
Quem de entre vós, por mais que se preocupe, pode acrescentar um só côvado
à sua estatura?
E porque vos inquietais com o vestuário?
Olhai como crescem os lírios do campo: não trabalham nem fiam; mas Eu vos
digo: nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como um deles.
Se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada ao
forno, não fará muito mais por vós, homens de pouca fé?
Não vos inquieteis, dizendo: ‘Que havemos de comer? Que havemos de beber?
Que havemos de vestir?’.
Os pagãos é que se preocupam com todas estas coisas. Bem sabe o vosso Pai
celeste que precisais de tudo isso. Procurai primeiro o reino de Deus e a sua
justiça, e tudo o mais vos será dado por acréscimo.
Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, porque o dia de amanhã
tratará das suas inquietações. A cada dia basta o seu cuidado».

Palavra da salvação.




                                              13
MENSAGEM DO PAPA BENTO XVI
                  PARA A XXVI JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE 2011

                 «Enraizados e edificados n’Ele... firmes na fé» (cf. Cl 2, 7).

     Queridos amigos!

     Penso com frequência na Jornada Mundial da Juventude de Sidney de 2008. Lá vivemos
     uma grande festa da fé, durante a qual o Espírito de Deus agiu com força, criando uma
     comunhão intensa entre os participantes, que vieram de todas as partes do mundo.
     Aquele encontro, assim como os precedentes, deu frutos abundantes na vida de numero-
     sos jovens e de toda a Igreja. Agora, o nosso olhar dirige-se para a próxima Jornada
     Mundial da Juventude, que terá lugar em Madrid em Agosto de 2011. Já em 1989, pou-
     cos meses antes da histórica derrocada do Muro de Berlim, a peregrinação dos jovens fez
     etapa na Espanha, em Santiago de Compostela. Agora, num momento em que a Europa
     tem grande necessidade de reencontrar as suas raízes cristãs, marcamos encontro em
     Madrid, com o tema: «Enraizados e edificados em Cristo... firmes na fé» (cf. Cl 2, 7). Por
     conseguinte, convido-vos para este encontro tão importante para a Igreja na Europa e
     para a Igreja universal. E gostaria que todos os jovens, quer os que compartilham a nos-
     sa fé em Jesus Cristo, quer todos os que hesitam, que estão na dúvida ou não crêem
     n’Ele, possam viver esta experiência, que pode ser decisiva para a vida: a experiência do
     Senhor Jesus ressuscitado e vivo e do seu amor por todos nós.

     Na nascente das vossas maiores aspirações!

     Em todas as épocas, também nos nossos dias, numerosos jovens sentem o desejo pro-
     fundo de que as relações entre as pessoas sejam vividas na verdade e na solidariedade.
     Muitos manifestam a aspiração por construir relacionamentos de amizade autêntica, por
     conhecer o verdadeiro amor, por fundar uma família unida, por alcançar uma estabilidade
     pessoal e uma segurança real, que possam garantir um futuro sereno e feliz. Certamen-
     te, recordando a minha juventude, sei que estabilidade e segurança não são as questões
     que ocupam mais a mente dos jovens. Sim, a procura de um posto de trabalho e com ele
     poder ter uma certeza é um problema grande e urgente, mas ao mesmo tempo a juven-
     tude permanece contudo a idade na qual se está em busca da vida maior. Se penso nos
     meus anos de então: simplesmente não nos queríamos perder na normalidade da vida
     burguesa. Queríamos o que é grande, novo. Queríamos encontrar a própria vida na sua
     vastidão e beleza. Certamente, isto dependia também da nossa situação. Durante a dita-
     dura nacional-socialista e durante a guerra nós fomos, por assim dizer, «aprisionados»
     pelo poder dominante. Por conseguinte, queríamos sair fora para entrar na amplidão das
     possibilidades do ser homem. Mas penso que, num certo sentido, todas as gerações sen-
     tem este impulso de ir além do habitual. Faz parte do ser jovem desejar algo mais do
     que a vida quotidiana regular de um emprego seguro e sentir o anseio pelo que é real-
     mente grande. Trata-se apenas de um sonho vazio que esvaece quando nos tornamos
     adultos? Não, o homem é verdadeiramente criado para aquilo que é grande, para o infi-
     nito. Qualquer outra coisa é insuficiente. Santo Agostinho tinha razão: o nosso coração
     está inquieto enquanto não repousar em Ti. O desejo da vida maior é um sinal do facto
     que foi Ele quem nos criou, de que temos a Sua «marca». Deus é vida, e por isso todas
     as criaturas tendem para a vida; de maneira única e especial a pessoa humana, feita à
     imagem de Deus, aspira pelo amor, pela alegria e pela paz. Compreendemos então que é
     um contra-senso pretender eliminar Deus para fazer viver o homem!
     Deus é a fonte da vida; eliminá-lo equivale a separar-se desta fonte e, inevitavelmente,
     a privar-se da plenitude e da alegria: «De facto, sem o Criador a criatura esvaece»




14
(Conc. Ecum. Vat. II, Const. Gaudium et spes, 36). A cultura actual, nalgumas áreas do
mundo, sobretudo no Ocidente, tende a excluir Deus, ou a considerar a fé como um facto
privado, sem qualquer relevância para a vida social. Mas o conjunto de valores que estão
na base da sociedade provém do Evangelho — como o sentido da dignidade da pessoa,
da solidariedade,

do trabalho e da família — constata-se uma espécie de «eclipse de Deus», uma certa
amnésia, ou até uma verdadeira rejeição do Cristianismo e uma negação do tesouro da
fé recebida, com o risco de perder a própria identidade profunda.
Por este motivo, queridos amigos, convido-vos a intensificar o vosso caminho de fé em
Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Vós sois o futuro da sociedade e da Igreja!
Como escrevia o apóstolo Paulo aos cristãos da cidade de Colossos, é vital ter raízes,
bases sólidas! E isto é particularmente verdadeiro hoje, quando muitos não têm pontos
de referência estáveis para construir a sua vida, tornando-se assim profundamente inse-
guros. O relativismo difundido, segundo o qual tudo equivale e não existe verdade algu-
ma, nem qualquer ponto de referência absoluto, não gera a verdadeira liberdade, mas
instabilidade, desorientação, conformismo às modas do momento. Vós jovens tendes
direito de receber das gerações que vos precedem pontos firmes para fazer as vossas
opções e construir a vossa vida, do mesmo modo como uma jovem planta precisa de um
sólido apoio para que as raízes cresçam, para se tornar depois uma árvore robusta,
capaz de dar fruto.

Rumo à Jornada Mundial de Madrid

Queridos amigos, renovo-vos o convite a ir à Jornada Mundial da Juventude a Madrid. É
com profunda alegria que espero cada um de vós pessoalmente: Cristo quer tornar-vos
firmes na fé através a Igreja. A opção de crer em Cristo e de O seguir não é fácil; é difi-
cultada pelas nossas infidelidades pessoais e por tantas vozes que indicam caminhos
mais fáceis. Não vos deixeis desencorajar, procurai antes o apoio da Comunidade cristã,
o apoio da Igreja! Ao longo deste ano preparai-vos intensamente para o encontro de
Madrid com os vossos Bispos, os vossos sacerdotes e os responsáveis da pastoral juvenil
nas dioceses, nas comunidades paroquiais, nas associações e nos movimentos. A quali-
dade do nosso encontro dependerá sobretudo da preparação espiritual, da oração, da
escuta comum da Palavra de Deus e do apoio recíproco.
Amados jovens, a Igreja conta convosco! Precisa da vossa fé viva, da vossa caridade e
do dinamismo da vossa esperança. A vossa presença renova a Igreja, rejuvenesce-a e
confere-lhe renovado impulso. Por isso as Jornadas Mundiais da Juventude são uma gra-
ça não só para vós, mas para todo o Povo de Deus. A Igreja na Espanha está a preparar-
se activamente para vos receber e para viver juntos a experiência jubilosa da fé. Agrade-
ço às dioceses, às paróquias, aos santuários, às comunidades religiosas, às associações e
aos movimentos eclesiais, que trabalham com generosidade na preparação deste aconte-
cimento. O Senhor não deixará de os abençoar. A Virgem Maria acompanhe este caminho
de preparação. Ela, ao anúncio do Anjo, acolheu com fé a Palavra de Deus; com fé con-
sentiu a obra que Deus estava a realizar nela. Pronunciando o seu «fiat», o seu «sim»,
recebeu o dom de uma caridade imensa, que a levou a doar-se totalmente a Deus.
Interceda por cada um e cada uma de vós, para que na próxima Jornada Mundial possais
crescer na fé e no amor. Garanto-vos a minha recordação paterna na oração e abençoo-
vos de coração.

Vaticano, 6 de Agosto de 2010, Festa da Transfiguração do Senhor.

BENEDICTUS PP. XVI




                                                   15
O Grupo Etnográfico de Danças e Cantares da Freguesia de Mioma
     completará os seus 25 anos em Outubro do corrente ano.
           A comemoração irá ser faseada durante diversos momentos do ano, cul-
     minando com as Bodas de Prata a 9 de Outubro.
           O primeiro evento destes festejos será já no próximo dia 27 de Feverei-
     ro, ( Domingo Magro), a partir das 14 horas, no largo em frente à Igreja Paro-
     quial. A tarde será animada com "jogos de antigamente", tais como: jogo das
     panelinhas, jogo do pião, a macaca, salto à vide, corrida de sacos, jogo de car-
     tas, etc. Simultaneamente, efectuar-se-á uma pequenina feira de produtos
     caseiros ( pão, biscoitos, vinho,...).
     Dia 8 de Março — Enterro do Entrudo (noite)
     Quaresma — Todos os dias às 21 horas (Amentar as almas)
     23 de Junho — Cascata de S. João e fogueiras de rosmaninho
     7 de Agosto — Festival de Folclore
     18 de Setembro — Representação de trabalhos e tradições da nossa terra
     8 de Outubro — Noite de fados
     9 de Outubro — 25.º Aniversário
     Convida-se toda a comunidade a participar e a partilhar connosco estes
     momentos de lazer tradicional, nomeadamente aqueles que, de uma forma
     directa ou indirecta, já contribuíram para que este Grupo seja o que é actual-
     mente!

     O Grupo Etnográfico




16
A Voz do Conselho Económico
Publicamos nesta edição o relatório de contas, referente ao mês de Dezembro de2010

                  Receita                                   Despesas

          Dia/Evento                                    Evento            Montante

  Ofertórios Dominicais            354,87€     Vencimento do Pároco         0,00 €
  Missas Plurintencionais          452,00 €    Evangelização               36,00 €
  Batizados (2)                     60,00 €    Vencimento do Sacristão     100,00€
                                               Manutenção da Igreja
  Funerais (3)                     120,00 €                                157,15€
                                               (gás)
  Adoração do Menino Jesus                     Sub.Natal/2010 do Sr.º
                                    95,50 €                                225,00€
  (25 de Dezembro)                             Padre Manuel Matos
  Entregue Mord.Santa Bár-
                                   276,00 €
  bara
  TOTAL                          1.358,37€                                518,15 €

                                              Saldo (receita - despesa)               840,22 €

Contributos a entregar na Diocese:
•     Missas Plurintencionais :                 226,00 €
Total a entregar :                              226,00 €
SALDO REAL = 614,22 €
     Ofertas para o restauro do telhado da Igreja Matriz– Mês de Janeiro
                            Nome                        Localidade          Quantia
    Transporte do mês anterior                                                   10.480,00€
    Alfredo Correia Coelho                              Mioma                         100,00€
    José Almeida Terezo                                 Mioma                          50,00€
    Fernando Machado Oliveira(2.ªvez)                   Meã                            25,00€
    António da Fonseca Batista                          Lages                          20,00€
    António da Silva                                    Fontainhas                     20,00€
    Miguel Marques                                      Fontainhas                     10,00€
    Amandio António Lopes Lameirinha                    Afonsim                        15,00€
    António Figueiredo Afonso                           Afonsim                        20,00€
    Anónimo (2.ªvez)                                    Mioma                          25,00€
    Anónimo                                             Mioma                          50,00€
    Anónimo                                             Lages                          20,00€
    Anónimo                                                                            25,00€
    Anónimo                                                                            20,00€
    Sagrado Coração de Jesus                                                         1.500,00€


    Total de Janeiro                                                                 1.900,00€
    Trasporte para o mês seguinte                                               12.380,00 €




                                                            17
Truques e dicas:
     A casca do ovo rachou?
     Se for cozinhar ovos que estejam com a casca rachada, coloque um pouco de
     vinagre na água e as claras não saírão.

     Aproveitar restos de leite
     O leite é um alimento rico para as suas plantas. Use os restos dos pacotes,
     junte à água com que rega as suas plantas e vai ver que elas ficam mais viço-
     sas.

     Bolo mais leve
     Quando uma receita pede que se acrescente o líquido alternadamente com os
     ingredientes secos, comece e acabe com a farinha, pois assim o bolo ficará
     mais leve.
                                    CULINÁRIA
     Papas Laberças
     Ingredientes:
     Para 4 pessoas

     •   1 molho grande de nabiças ;        •       3 colheres de sopa de azeite ;

     •   1 chávena de farinha de milho ;    •       sal ;

     Confecção:
     Cortam-se as nabiças muito fininhas como se fosse para caldo verde e levam-
     se a cozer em água com sal, pimenta e metade da porção do azeite.
     Desfaz-se a farinha num pouco de água fria e junta-se ás nabiças quando estas
     ainda estiverem cozidas. Junta-se ainda o restante azeite e deixa-se cozer a
     farinha e engrossar, mexendo para não ganhar grumos.
     Estas papas comem-se como sopa e são mais ou menos espessas segundo o
     gosto de cada um. A espessura depende da porção de farinha adicionada.
     Ferraduras

     •   500 g de farinha ;                     •     200 g de açúcar ;

     •   150 g de manteiga ;                    •     4 ovos ;

     •   4 colheres de chá de fermento em       •     Açúcar
     pó + 1 gema de ovo ;

     Ingredientes:

     Confecção:
     Misturam-se todos os ingredientes muito bem e com a massa obtida tendem-se
     pequenos bolos em forma de ferradura, que se vão colocando num tabuleiro à
     medida que se tendem.
     Pincela-se a superfície com gema de ovo, polvilham-se com açúcar e levam-se
     a cozer em forno bem quente.




18
SUDOKU




A loira entra numa pastelaria e diz:
Tem bolos?
Acabaram agora mesmo de sair!
Oh, que pena… E não sabem quando voltam?


            Dois bêbados encontram-se e diz um para o outro:
            Ena…Ia mesmo agora á tua procura…
            Então vai lá, que eu fico aqui á tua espera…

A mãe pergunta ao miúdo:                A mãe para o filho:
Porque tens as meias do avesso?         Porque é que engoliste as moedas?
Porque estão rotas de um lado!          Porque tu disseste que era para o
                                        lanche.




                                           19
2011
     = Lua cheia   = Lua nova    = Quarto crescente   = Quarto Minguante




            Por favor guarde a nossa voz, pode ser-lhe útil no futuro.
                                               Com a colaboração do JES




                                                jesmioma@hotmail.com




20

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Daniel 3 – no meio do fogo
Daniel 3 – no meio do fogoDaniel 3 – no meio do fogo
Daniel 3 – no meio do fogo
Diego Fortunatto
 
O manto da visão
O manto da visãoO manto da visão
O manto da visão
Jose Galvao
 
23222900 autor-desconhecido-batismo-no-espirito-santo
23222900 autor-desconhecido-batismo-no-espirito-santo23222900 autor-desconhecido-batismo-no-espirito-santo
23222900 autor-desconhecido-batismo-no-espirito-santo
Antonio Ferreira
 
A gloriosa predestinação charles haddon spurgeon
A gloriosa predestinação   charles haddon spurgeonA gloriosa predestinação   charles haddon spurgeon
A gloriosa predestinação charles haddon spurgeon
Deusdete Soares
 
A fé salvadora (charles haddon spurgeon)
A fé salvadora (charles haddon spurgeon)A fé salvadora (charles haddon spurgeon)
A fé salvadora (charles haddon spurgeon)
Deusdete Soares
 
Paulo washer. 10 acusações contra a igreja moderna
Paulo washer. 10 acusações contra a igreja modernaPaulo washer. 10 acusações contra a igreja moderna
Paulo washer. 10 acusações contra a igreja moderna
revpauloandrade
 
O Clamor de um Desviado - Marthin lloyd Jones
O Clamor de um Desviado - Marthin lloyd JonesO Clamor de um Desviado - Marthin lloyd Jones
O Clamor de um Desviado - Marthin lloyd Jones
Rosangela Borkoski
 
Charles h spurgeon um apelo urgente por uma resposta imediata
Charles h spurgeon   um apelo urgente por uma resposta imediataCharles h spurgeon   um apelo urgente por uma resposta imediata
Charles h spurgeon um apelo urgente por uma resposta imediata
Jhone Anderson
 
A autoridade do crente kenneth e. hagin
A autoridade do crente   kenneth e. haginA autoridade do crente   kenneth e. hagin
A autoridade do crente kenneth e. hagin
prfavinho
 

Mais procurados (20)

Outra dimensão da Páscoa
Outra dimensão da PáscoaOutra dimensão da Páscoa
Outra dimensão da Páscoa
 
Jovem
JovemJovem
Jovem
 
Daniel 3 – no meio do fogo
Daniel 3 – no meio do fogoDaniel 3 – no meio do fogo
Daniel 3 – no meio do fogo
 
As 12 pedras do alicerce 2A: O Espírito Santo
As 12 pedras do alicerce 2A: O Espírito SantoAs 12 pedras do alicerce 2A: O Espírito Santo
As 12 pedras do alicerce 2A: O Espírito Santo
 
O manto da visão
O manto da visãoO manto da visão
O manto da visão
 
23222900 autor-desconhecido-batismo-no-espirito-santo
23222900 autor-desconhecido-batismo-no-espirito-santo23222900 autor-desconhecido-batismo-no-espirito-santo
23222900 autor-desconhecido-batismo-no-espirito-santo
 
Como ouvir o espírito santo
Como ouvir o espírito santoComo ouvir o espírito santo
Como ouvir o espírito santo
 
A primeira vinda de Jesus_122015_GGR
A primeira vinda de Jesus_122015_GGRA primeira vinda de Jesus_122015_GGR
A primeira vinda de Jesus_122015_GGR
 
A gloriosa predestinação charles haddon spurgeon
A gloriosa predestinação   charles haddon spurgeonA gloriosa predestinação   charles haddon spurgeon
A gloriosa predestinação charles haddon spurgeon
 
A fé salvadora (charles haddon spurgeon)
A fé salvadora (charles haddon spurgeon)A fé salvadora (charles haddon spurgeon)
A fé salvadora (charles haddon spurgeon)
 
03
0303
03
 
Paulo washer. 10 acusações contra a igreja moderna
Paulo washer. 10 acusações contra a igreja modernaPaulo washer. 10 acusações contra a igreja moderna
Paulo washer. 10 acusações contra a igreja moderna
 
A verdade presente
A verdade presenteA verdade presente
A verdade presente
 
Tessalonicenses
TessalonicensesTessalonicenses
Tessalonicenses
 
O Clamor de um Desviado - Marthin lloyd Jones
O Clamor de um Desviado - Marthin lloyd JonesO Clamor de um Desviado - Marthin lloyd Jones
O Clamor de um Desviado - Marthin lloyd Jones
 
Charles h spurgeon um apelo urgente por uma resposta imediata
Charles h spurgeon   um apelo urgente por uma resposta imediataCharles h spurgeon   um apelo urgente por uma resposta imediata
Charles h spurgeon um apelo urgente por uma resposta imediata
 
A autoridade do crente kenneth e. hagin
A autoridade do crente   kenneth e. haginA autoridade do crente   kenneth e. hagin
A autoridade do crente kenneth e. hagin
 
A autoridade do crente kenneth e. hagin
A autoridade do crente   kenneth e. haginA autoridade do crente   kenneth e. hagin
A autoridade do crente kenneth e. hagin
 
Lição 13 a gloriosa esperança do apóstolo.
Lição 13 a gloriosa esperança do apóstolo.Lição 13 a gloriosa esperança do apóstolo.
Lição 13 a gloriosa esperança do apóstolo.
 
Recebereis poder
Recebereis poderRecebereis poder
Recebereis poder
 

Destaque

Boletin informativo setembro 2012
Boletin informativo   setembro 2012Boletin informativo   setembro 2012
Boletin informativo setembro 2012
fespiritacrista
 
Prova - Ensino técnico 2013 1 (fortaleza e outros - conhecimentos gerais e re...
Prova - Ensino técnico 2013 1 (fortaleza e outros - conhecimentos gerais e re...Prova - Ensino técnico 2013 1 (fortaleza e outros - conhecimentos gerais e re...
Prova - Ensino técnico 2013 1 (fortaleza e outros - conhecimentos gerais e re...
Eliasdelimaneto Educação
 
Booklet Missão Writing Days
Booklet Missão Writing DaysBooklet Missão Writing Days
Booklet Missão Writing Days
Cezar Carvalho
 
La princesa segona
La  princesa  segonaLa  princesa  segona
La princesa segona
lm
 
Monteiro lobato gaby e ana
Monteiro lobato gaby e ana Monteiro lobato gaby e ana
Monteiro lobato gaby e ana
Octaviodecesare
 
Slide spe - saúde e prevenção nas escolasodp
Slide   spe - saúde e prevenção nas escolasodpSlide   spe - saúde e prevenção nas escolasodp
Slide spe - saúde e prevenção nas escolasodp
cebpaulofreire
 
Organización de centro
Organización de centroOrganización de centro
Organización de centro
mar19643
 
apresentacao_ibeslabcom_2011-2
apresentacao_ibeslabcom_2011-2apresentacao_ibeslabcom_2011-2
apresentacao_ibeslabcom_2011-2
IBES LABCOM
 

Destaque (20)

Estrategia Soy Generación Sonriente en el departamento del Valle del Cauca. P...
Estrategia Soy Generación Sonriente en el departamento del Valle del Cauca. P...Estrategia Soy Generación Sonriente en el departamento del Valle del Cauca. P...
Estrategia Soy Generación Sonriente en el departamento del Valle del Cauca. P...
 
Boletin informativo setembro 2012
Boletin informativo   setembro 2012Boletin informativo   setembro 2012
Boletin informativo setembro 2012
 
Prova - Ensino técnico 2013 1 (fortaleza e outros - conhecimentos gerais e re...
Prova - Ensino técnico 2013 1 (fortaleza e outros - conhecimentos gerais e re...Prova - Ensino técnico 2013 1 (fortaleza e outros - conhecimentos gerais e re...
Prova - Ensino técnico 2013 1 (fortaleza e outros - conhecimentos gerais e re...
 
A Excelência do Projeto ao Produto
A Excelência do Projeto ao ProdutoA Excelência do Projeto ao Produto
A Excelência do Projeto ao Produto
 
Gestao contrato
Gestao contratoGestao contrato
Gestao contrato
 
Booklet Missão Writing Days
Booklet Missão Writing DaysBooklet Missão Writing Days
Booklet Missão Writing Days
 
Atividade esqueleto humano
Atividade esqueleto humanoAtividade esqueleto humano
Atividade esqueleto humano
 
La educación en america latina enfoque desde la institucionalidad del orden...
La educación en  america latina  enfoque desde la institucionalidad del orden...La educación en  america latina  enfoque desde la institucionalidad del orden...
La educación en america latina enfoque desde la institucionalidad del orden...
 
La princesa segona
La  princesa  segonaLa  princesa  segona
La princesa segona
 
Monteiro lobato gaby e ana
Monteiro lobato gaby e ana Monteiro lobato gaby e ana
Monteiro lobato gaby e ana
 
Slide spe - saúde e prevenção nas escolasodp
Slide   spe - saúde e prevenção nas escolasodpSlide   spe - saúde e prevenção nas escolasodp
Slide spe - saúde e prevenção nas escolasodp
 
Informativo1
Informativo1Informativo1
Informativo1
 
Análise do Plano Diretor sjc
Análise do Plano Diretor sjcAnálise do Plano Diretor sjc
Análise do Plano Diretor sjc
 
Restaurante O Terraço - WWW.BRASIL102ITABAIANA.COM.BR
Restaurante O Terraço - WWW.BRASIL102ITABAIANA.COM.BRRestaurante O Terraço - WWW.BRASIL102ITABAIANA.COM.BR
Restaurante O Terraço - WWW.BRASIL102ITABAIANA.COM.BR
 
MANUAL DE CAMPANHA BATERIA DE LANÇADORES MÚLTIPLOS DE FOGUETES C 6-16
MANUAL DE CAMPANHA BATERIA DE LANÇADORES MÚLTIPLOS DE FOGUETES C 6-16MANUAL DE CAMPANHA BATERIA DE LANÇADORES MÚLTIPLOS DE FOGUETES C 6-16
MANUAL DE CAMPANHA BATERIA DE LANÇADORES MÚLTIPLOS DE FOGUETES C 6-16
 
18.rugosidade
18.rugosidade18.rugosidade
18.rugosidade
 
Organización de centro
Organización de centroOrganización de centro
Organización de centro
 
4º Unidade ABNT
4º Unidade ABNT4º Unidade ABNT
4º Unidade ABNT
 
2014 4 tri lição 8 os impérios mundiais e o reino do messias
2014 4 tri lição 8   os impérios mundiais e o reino do messias2014 4 tri lição 8   os impérios mundiais e o reino do messias
2014 4 tri lição 8 os impérios mundiais e o reino do messias
 
apresentacao_ibeslabcom_2011-2
apresentacao_ibeslabcom_2011-2apresentacao_ibeslabcom_2011-2
apresentacao_ibeslabcom_2011-2
 

Semelhante a Voz da Paróquia - Fevereiro 2011

01-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-igreja-no-perc3adodo-apostc3b3lic0.ppt
01-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-igreja-no-perc3adodo-apostc3b3lic0.ppt01-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-igreja-no-perc3adodo-apostc3b3lic0.ppt
01-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-igreja-no-perc3adodo-apostc3b3lic0.ppt
Tiago Silva
 
Voz da Paróquia - Novembro 2011
Voz da Paróquia - Novembro 2011Voz da Paróquia - Novembro 2011
Voz da Paróquia - Novembro 2011
Fernando Chapeiro
 
Junho 2011
Junho 2011Junho 2011
Junho 2011
jesmioma
 
Voz da Paróquia - Junho 2011
Voz da Paróquia - Junho 2011Voz da Paróquia - Junho 2011
Voz da Paróquia - Junho 2011
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011
jesmioma
 

Semelhante a Voz da Paróquia - Fevereiro 2011 (20)

Palestras 2011 sexta feiras
Palestras 2011 sexta feiras Palestras 2011 sexta feiras
Palestras 2011 sexta feiras
 
Voz da Paróquia - Novembro 2013
Voz da Paróquia - Novembro 2013Voz da Paróquia - Novembro 2013
Voz da Paróquia - Novembro 2013
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Voz da Paróquia - Abril 2013
Voz da Paróquia - Abril 2013Voz da Paróquia - Abril 2013
Voz da Paróquia - Abril 2013
 
01-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-igreja-no-perc3adodo-apostc3b3lic0.ppt
01-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-igreja-no-perc3adodo-apostc3b3lic0.ppt01-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-igreja-no-perc3adodo-apostc3b3lic0.ppt
01-histc3b3ria-eclesic3a1stica-a-igreja-no-perc3adodo-apostc3b3lic0.ppt
 
Voz da Paróquia - Novembro 2011
Voz da Paróquia - Novembro 2011Voz da Paróquia - Novembro 2011
Voz da Paróquia - Novembro 2011
 
Voz da Paróquia - Novembro 2011
Voz da Paróquia - Novembro 2011Voz da Paróquia - Novembro 2011
Voz da Paróquia - Novembro 2011
 
Junho 2011
Junho 2011Junho 2011
Junho 2011
 
Voz da Paróquia - Junho 2011
Voz da Paróquia - Junho 2011Voz da Paróquia - Junho 2011
Voz da Paróquia - Junho 2011
 
Evangelho eterno_Lição_original com textos_1342014
Evangelho eterno_Lição_original com textos_1342014Evangelho eterno_Lição_original com textos_1342014
Evangelho eterno_Lição_original com textos_1342014
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Voz da Paróquia - Setembro 2012
Voz da Paróquia - Setembro 2012Voz da Paróquia - Setembro 2012
Voz da Paróquia - Setembro 2012
 
Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015 1
Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015 1Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015 1
Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015 1
 
Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015
Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015
Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015
 
Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011
 
Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011
 
Leituras: 5° Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 5° Domingo do Tempo Comum - Ano ALeituras: 5° Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 5° Domingo do Tempo Comum - Ano A
 
1 reavivamento e-reforma
1 reavivamento e-reforma1 reavivamento e-reforma
1 reavivamento e-reforma
 
Os 10 mandamentos
Os 10 mandamentosOs 10 mandamentos
Os 10 mandamentos
 
Evangelize do seu jeito 1990
Evangelize do seu jeito  1990Evangelize do seu jeito  1990
Evangelize do seu jeito 1990
 

Mais de Fernando Chapeiro

Voz da Paróquia - Junho 2012
Voz da Paróquia - Junho 2012Voz da Paróquia - Junho 2012
Voz da Paróquia - Junho 2012
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Maio 2012
Voz da Paróquia - Maio 2012Voz da Paróquia - Maio 2012
Voz da Paróquia - Maio 2012
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Abril 2012
Voz da Paróquia - Abril 2012Voz da Paróquia - Abril 2012
Voz da Paróquia - Abril 2012
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Março 2012
Voz da Paróquia - Março 2012Voz da Paróquia - Março 2012
Voz da Paróquia - Março 2012
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Fevereiro 2012
Voz da Paróquia - Fevereiro 2012Voz da Paróquia - Fevereiro 2012
Voz da Paróquia - Fevereiro 2012
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Janeiro 2012
Voz da Paróquia - Janeiro 2012Voz da Paróquia - Janeiro 2012
Voz da Paróquia - Janeiro 2012
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Dezembro 2011
Voz da Paróquia - Dezembro 2011Voz da Paróquia - Dezembro 2011
Voz da Paróquia - Dezembro 2011
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Outubro 2011
Voz da Paróquia - Outubro 2011Voz da Paróquia - Outubro 2011
Voz da Paróquia - Outubro 2011
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Setembro 2011
Voz da Paróquia - Setembro 2011Voz da Paróquia - Setembro 2011
Voz da Paróquia - Setembro 2011
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Julho 2011
Voz da Paróquia - Julho 2011Voz da Paróquia - Julho 2011
Voz da Paróquia - Julho 2011
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Maio 2011
Voz da Paróquia - Maio 2011Voz da Paróquia - Maio 2011
Voz da Paróquia - Maio 2011
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Abril 2011
Voz da Paróquia - Abril 2011Voz da Paróquia - Abril 2011
Voz da Paróquia - Abril 2011
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Março 2011
Voz da Paróquia - Março 2011Voz da Paróquia - Março 2011
Voz da Paróquia - Março 2011
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Janeiro 2011
Voz da Paróquia - Janeiro 2011Voz da Paróquia - Janeiro 2011
Voz da Paróquia - Janeiro 2011
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Dezembro 2010
Voz da Paróquia - Dezembro 2010Voz da Paróquia - Dezembro 2010
Voz da Paróquia - Dezembro 2010
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Novembro 2010
Voz da Paróquia - Novembro 2010Voz da Paróquia - Novembro 2010
Voz da Paróquia - Novembro 2010
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Outubro 2010
Voz da Paróquia - Outubro 2010Voz da Paróquia - Outubro 2010
Voz da Paróquia - Outubro 2010
Fernando Chapeiro
 

Mais de Fernando Chapeiro (17)

Voz da Paróquia - Junho 2012
Voz da Paróquia - Junho 2012Voz da Paróquia - Junho 2012
Voz da Paróquia - Junho 2012
 
Voz da Paróquia - Maio 2012
Voz da Paróquia - Maio 2012Voz da Paróquia - Maio 2012
Voz da Paróquia - Maio 2012
 
Voz da Paróquia - Abril 2012
Voz da Paróquia - Abril 2012Voz da Paróquia - Abril 2012
Voz da Paróquia - Abril 2012
 
Voz da Paróquia - Março 2012
Voz da Paróquia - Março 2012Voz da Paróquia - Março 2012
Voz da Paróquia - Março 2012
 
Voz da Paróquia - Fevereiro 2012
Voz da Paróquia - Fevereiro 2012Voz da Paróquia - Fevereiro 2012
Voz da Paróquia - Fevereiro 2012
 
Voz da Paróquia - Janeiro 2012
Voz da Paróquia - Janeiro 2012Voz da Paróquia - Janeiro 2012
Voz da Paróquia - Janeiro 2012
 
Voz da Paróquia - Dezembro 2011
Voz da Paróquia - Dezembro 2011Voz da Paróquia - Dezembro 2011
Voz da Paróquia - Dezembro 2011
 
Voz da Paróquia - Outubro 2011
Voz da Paróquia - Outubro 2011Voz da Paróquia - Outubro 2011
Voz da Paróquia - Outubro 2011
 
Voz da Paróquia - Setembro 2011
Voz da Paróquia - Setembro 2011Voz da Paróquia - Setembro 2011
Voz da Paróquia - Setembro 2011
 
Voz da Paróquia - Julho 2011
Voz da Paróquia - Julho 2011Voz da Paróquia - Julho 2011
Voz da Paróquia - Julho 2011
 
Voz da Paróquia - Maio 2011
Voz da Paróquia - Maio 2011Voz da Paróquia - Maio 2011
Voz da Paróquia - Maio 2011
 
Voz da Paróquia - Abril 2011
Voz da Paróquia - Abril 2011Voz da Paróquia - Abril 2011
Voz da Paróquia - Abril 2011
 
Voz da Paróquia - Março 2011
Voz da Paróquia - Março 2011Voz da Paróquia - Março 2011
Voz da Paróquia - Março 2011
 
Voz da Paróquia - Janeiro 2011
Voz da Paróquia - Janeiro 2011Voz da Paróquia - Janeiro 2011
Voz da Paróquia - Janeiro 2011
 
Voz da Paróquia - Dezembro 2010
Voz da Paróquia - Dezembro 2010Voz da Paróquia - Dezembro 2010
Voz da Paróquia - Dezembro 2010
 
Voz da Paróquia - Novembro 2010
Voz da Paróquia - Novembro 2010Voz da Paróquia - Novembro 2010
Voz da Paróquia - Novembro 2010
 
Voz da Paróquia - Outubro 2010
Voz da Paróquia - Outubro 2010Voz da Paróquia - Outubro 2010
Voz da Paróquia - Outubro 2010
 

Último

Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
StelaWilbert
 

Último (8)

Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 

Voz da Paróquia - Fevereiro 2011

  • 2. INDICE Pág. 3 — João Paulo II Beatificado em Maio; Pág. 4 — Grupo de Jovens do Espírito Santo / Oração Pág. 5, 6 — V Domingo do Tempo Comum; Pág. 7, 8,9 — VI Domingo do Tempo Comum; Pág. 9, 10 , 11 — VII Domingo do Tempo Comum; Pág. 11, 12, 13 — VIII Domingo do Tempo Comum; Pág. 14 , 15—XVI Jornada Mundial da Juventude Pág. 16 — Grupo Etnográfico de Danças e Cantares da Freguesia de Mioma Pág. 17 — A Voz do Conselho Económico; Ofertas para o restauro do telhado da Igreja Matriz-Janeiro/2011 Pág. 18 — Culinária Pág. 19 — Jogo de passatempos; Anedotas. Agradecemos a todos quantos queiram participar com documentos e/ ou testemunhos, que os façam chegar ao J.E.S (Grupo de Jovens Do Espírito Santo de Mioma), da seguinte forma e, prazos, para a edição do mes seguinte: Em mão ou por correio, até dia 15; Para, jesmioma@hotmail.com, até ao dia20. Visite-nos em: http://jesmioma.blogspot.com/ 2
  • 3. João Paulo II Beatificado em Maio João Paulo II será beatificado no dia 1 de Maio, que, neste ano, coinci- de com a festa da Divina Misericórdia, II Domingo de Páscoa. O anúncio foi feito pelo porta-voz do Vaticano. A cura da freira Marie Pierre Simon, por intercessão de João Paulo II foi confirmada como milagrosa e vem tornar possível a beatificação, cujo processo se iniciou, por Dispensa Pontifí- cia, antes de decorridos cinco anos sobre a morte do Papa. Esta Dispensa foi pedida "pela imponente fama de santidade" que rodeava a pessoa de João Paulo II, tanto em vida, como na morte e depois da morte. Entre Junho de 2005 e Abril de 2007, houve uma investigação diocesana prin- cipal romana e as rogatórias em diversas dioceses sobre a vida, as virtudes, a fama de santidade e de milagres de João Paulo II. Em Junho de 2009, nove consultores teólogos deram parecer positivo sobre as virtudes heróicas do Ser- vo de Deus. Este parecer foi, depois, submetido aos cardeais e bispos da Con- gregação para a Causa dos Santos, que se pronunciaram concordantes. Em Dezembro de 2009, Bento XVI autorizou a promulgação do decreto sobre as virtudes heróicas de João Paulo II. Marie Simon Pierre Normand sofria de Parkinson e a cura foi considerada mila- grosa, face a detalhados exames médico-legais e científicos por parte da Comissão Médica da Congregação para a Causa dos Santos, em Outubro de 2010, considerando a cura cientificamente inexplicável. G.I./Zenit 3
  • 4. O Grupo de Jovens do Espírito Santo da Paróquia de Mioma , convida toda a comunidade a participar nas Orações de Taizé que irá realizar todos os sábados da Quaresma/2011, às 20 horas. Assim distribuídas: Mioma — dia 12 de Março Lages — dia 19 de Março Afonsim — dia 26 de Março Fontainhas — dia 2 de Abril Meã — d ia9 de Abril Mioma — dia 16 de Abril ORAÇÃO Senhor: Faz que eu oiça a Tua Voz, Deixa que Te veja E tenho a certeza Que me acompanhas E amparas. Deixa que eu sinta A Tua presença E assim fortaleça a crença De que Tu estás connosco. Que Tu existes E nunca nos abandonas. Espero por Ti, meu Deus. 4
  • 5. DOMINGO V (TEMPO COMUM) (6 de Fevereiro de 2011) LEITURA I Is 58, 7-10 «A tua luz despontará como a aurora» Leitura do Livro do profeta Isaías Eis o que diz o Senhor: «Reparte o teu pão com o faminto, dá pousada aos pobres sem abrigo, leva roupa ao que não tem que vestir e não voltes as costas ao teu semelhante. Então a tua luz despontará como a aurora, e as tuas feridas não tardarão a sarar. Preceder-te-á a tua justiça e seguir-te-á a glória do Senhor. Então, se chama- res, o Senhor responderá, se O invocares, dir-te-á: ‘Aqui estou’. Se tirares do meio de ti a opressão, os gestos de ameaça e as palavras ofensivas, se deres do teu pão ao faminto e matares a fome ao indigente, a tua luz brilhará na escuridão e a tua noite será como o meio-dia». Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIAL Salmo 111 (112), 4-5.6-7.8a e 9 Refrão: Para o homem recto nascerá uma luz no meio das trevas. Brilha aos homens rectos, como luz nas trevas, o homem misericordioso, compassivo e justo. Ditoso o homem que se compadece e empresta e dispõe das suas coisas com justiça. Este jamais será abalado; o justo deixará memória eterna. Ele não receia más notícias: seu coração está firme, confiado no Senhor. O seu coração é inabalável, nada teme; reparte com largueza pelos pobres, a sua generosidade permanece para sempre e pode levantar a cabeça com altivez. 5
  • 6. LEITURA II 1 Cor 2, 1-5 «Anunciei-vos o mistério de Cristo crucificado» Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo aos Coríntios Quando fui ter convosco, irmãos, não me apresentei com sublimidade de lin- guagem ou de sabedoria a anunciar-vos o mistério de Deus. Pensei que, entre vós, não devia saber nada senão Jesus Cristo, e Jesus Cristo crucificado. Apresentei-me diante de vós cheio de fraqueza e de temor e a tremer deveras. A minha palavra e a minha pregação não se basearam na linguagem convin- cente da sabedoria humana, mas na poderosa manifestação do Espírito Santo, para que a vossa fé não se fundasse na sabedoria humana, mas no poder de Deus. Palavra do Senhor. ALELUIA Jo 8, 12 Refrão: Aleluia. Repete-se Eu sou a luz do mundo, diz o Senhor: quem Me segue terá a luz da vida. Refrão EVANGELHO Mt 5, 13-16 «Vós sois a luz do mundo» Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Vós sois o sal da terra. Mas se ele perder a força, com que há-de salgar-se? Não serve para nada, senão para ser lançado fora e pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte; nem se acende uma lâmpada para a colocar debaixo do alqueire, mas sobre o candelabro, onde brilha para todos os que estão em casa. Assim deve brilhar a vossa luz diante dos homens, para que, vendo as vossas boas obras, glorifiquem o vosso Pai que está nos Céus». Palavra da salvação. 6
  • 7. DOMINGO VI(TEMPO COMUM) (13 de Fevereiro de 2011) LEITURA I Sir 15, 16-21 (15-20) «Não mandou a ninguém fazer o mal» Leitura do Livro de Ben-Sirá Se quiseres, guardarás os mandamentos: ser fiel depende da tua vontade. Deus pôs diante de ti o fogo e a água: esten- derás a mão para o que desejares. Diante do homem estão a vida e a morte: o que ele escolher, isso lhe será dado. Porque é grande a sabedoria do Senhor, Ele é forte e poderoso e vê todas as coisas. Seus olhos estão sobre aqueles que O temem, Ele conhece todas as coisas do homem. Não mandou a ninguém fazer o mal, nem deu licença a ninguém de cometer o pecado. Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIAL Salmo 118 (119), 1-2.4-5.17-18.33-34 Refrão: Ditoso o que anda na lei do Senhor. Felizes os que seguem o caminho perfeito e andam na lei do Senhor. Felizes os que observam as suas ordens e O procuram de todo o coração. Promulgastes os vossos preceitos, para se cumprirem fielmente. Oxalá meus caminhos sejam firmes, na observância dos vossos decretos. Fazei bem ao vosso servo: viverei e cumprirei a vossa palavra. Abri, Senhor, os meus olhos, para ver as maravilhas da vossa lei. Ensinai-me, Senhor, o caminho dos vossos decretos, para ser fiel até ao fim. Dai-me entendimento para guardar a vossa lei e para a cumprir de todo o coração. 7
  • 8. LEITURA II 1 Cor 2, 6-10 «Antes dos séculos Deus predestinou a sabedoria para a nossa glória» Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo aos Coríntios Irmãos: Nós falamos de sabedoria entre os perfeitos, mas de uma sabedoria que não é deste mundo, nem dos príncipes deste mundo, que vão ser destruídos. Falamos da sabedoria de Deus, misteriosa e oculta, que já antes dos séculos Deus tinha destinado para a nossa glória. Nenhum dos príncipes deste mundo a conheceu; porque, se a tivessem conhe- cido, não teriam crucificado o Senhor da glória. Mas, como está escrito, «nem os olhos viram, nem os ouvidos escutaram, nem jamais passou pelo pensamento do homem o que Deus preparou para aqueles que O amam». Mas a nós, Deus o revelou por meio do Espírito Santo, porque o Espírito Santo penetra todas as coisas, até o que há de mais profundo em Deus. Palavra do Senhor. ALELUIA cf. Mt 11, 25 Refrão: Aleluia. Repete-se Bendito sejais, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque revelastes aos pequeninos os mistérios do reino. Refrão EVANGELHO Forma breve Mt 5, 20-22a.27-28.33-34a.37 «Foi dito aos antigos ... Eu, porém, digo-vos ...» Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Se a vossa justiça não supe- rar a dos escribas e fariseus, não entrareis no reino dos Céus. Ouvistes que foi dito aos antigos: ‘Não matarás; quem matar será submetido a julgamento’. Eu, porém, digo-vos: Todo aquele que se irar contra o seu irmão será submeti- do a julgamento. Ouvistes que foi dito: ‘Não cometerás adultério’. Eu, porém, digo-vos: 8
  • 9. Todo aquele que olhar para uma mulher com maus desejos, já cometeu adulté- rio com ela no seu coração. Ouvistes ainda que foi dito aos antigos: ‘Não faltarás ao que tiveres jurado, mas cumprirás diante do Senhor o que juraste’. Eu, porém, digo-vos que não jureis em caso algum. A vossa linguagem deve ser: ‘Sim, sim; não, não’. O que passa disto vem do Maligno». Palavra da salvação. DOMINGO VII(TEMPO COMUM) (20 de Fevereiro de 2011) LEITURA I Lev 19, 1-2.17-18 «Amarás o teu próximo como a ti mesmo» Leitura do Livro do Levítico O Senhor dirigiu-Se a Moisés nestes termos: «Fala a toda a comunidade dos filhos de Israel e diz-lhes: ‘Sede santos, porque Eu, o Senhor, vosso Deus, sou santo’. Não odiarás do íntimo do coração os teus irmãos, mas corrigirás o teu próximo, para não incorreres em falta por causa dele. Não te vingarás, nem guardarás rancor con- tra os filhos do teu povo. Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Eu sou o Senhor». Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIAL Salmo 102 (103), 1-2.3-4.8.10.12-13 Refrão: O Senhor é clemente e cheio de compaixão. Ou: Senhor, sois um Deus clemente e compassivo. Bendiz, ó minha alma, o Senhor e todo o meu ser bendiga o seu nome santo. Bendiz, ó minha alma, o Senhor e não esqueças nenhum dos seus benefícios. Ele perdoa todos os teus pecados e cura as tuas enfermidades; 9
  • 10. salva da morte a tua vida e coroa-te de graça e misericórdia. O Senhor é clemente e compassivo, paciente e cheio de bondade; não nos tratou segundo os nossos pecados, nem nos castigou segundo as nossas culpas. Como o Oriente dista do Ocidente, assim Ele afasta de nós os nossos pecados; como um pai se compadece dos seus filhos, assim o Senhor Se compadece dos que O temem. LEITURA II 1 Cor 3, 16-23 «Tudo é vosso; vós sois de Cristo; Cristo é de Deus» Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo aos Coríntios Irmãos: Não sabeis que sois templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destrói o templo de Deus, Deus o destruirá. Porque o templo de Deus é santo, e vós sois esse templo. Ninguém tenha ilusões. Se alguém entre vós se julga sábio aos olhos do mundo, faça-se louco, para se tornar sábio. Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus, como está escrito: «Apanharei os sábios na sua própria astúcia». E ainda: «O Senhor sabe como são vãos os pensamentos dos sábios». Por isso, ninguém deve gloriar-se nos homens. Tudo é vosso: Paulo, Apolo e Pedro, o mundo, a vida e a morte, as coisas pre- sentes e as futuras. Tudo é vosso; mas vós sois de Cristo, e Cristo é de Deus. Palavra do Senhor. ALELUIA 1 Jo 2, 5 Refrão: Aleluia. Repete-se Quem observa a palavra de Cristo, nesse o amor de Deus é perfeito. Refrão 10
  • 11. EVANGELHO Mt 5, 38-48 «Amai os vossos inimigos» Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Ouvistes que foi dito aos antigos: ‘Olho por olho e dente por dente’. Eu, porém, digo-vos: Não resistais ao homem mau. Mas se alguém te bater na face direita, oferece-lhe também a esquerda. Se alguém quiser levar-te ao tri- bunal, para ficar com a tua túnica, deixa-lhe também o manto. Se alguém te obrigar a acompanhá-lo durante uma milha, acompanha-o duran- te duas. Dá a quem te pedir e não voltes as costas a quem te pede emprestado. Ouvistes que foi dito: ‘Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo’. Eu, porém, digo-vos: Amai os vossos inimigos e orai por aqueles que vos perseguem, para serdes filhos do vosso Pai que está nos Céus; pois Ele faz nascer o sol sobre bons e maus e chover sobre justos e injustos. Se amardes aqueles que vos amam, que recompensa tereis? Não fazem a mesma coisa os publicanos? E se saudardes apenas os vossos irmãos, que fazeis de extraordinário? Não o fazem também os pagãos? Portanto, sede perfeitos, como o vosso Pai celeste é perfeito». Palavra da salvação. DOMINGO VIII (TEMPO COMUM) (27 de Fevereiro de 2011) LE I TURA I Is 49, 14-15 «Eu não te esquecerei» Leitura do Livro de Isaías Sião dizia: «O Senhor abandonou-me, o Senhor esqueceu-Se de mim». Poderá a mulher esquecer a criança que amamenta e não ter compaixão do filho das suas entranhas? Mas ainda que ela se esqueça, Eu não te esquecerei. Palavra do Senhor. 11
  • 12. SALMO RESPONSORIAL Salmo 61 (62), 2-3.6-7.8-9ab (R. 6a) Refrão: Só em Deus descansa, ó minha alma. Só em Deus descansa a minha alma, d’Ele me vem a salvação. Ele é meu refúgio e salvação, minha fortaleza: jamais serei abalado. Minha alma, só em Deus descansa: d’Ele vem a minha esperança. Ele é meu refúgio e salvação, minha fortaleza: jamais serei abalado. Em Deus está a minha salvação e a minha glória, o meu abrigo, o meu refúgio está em Deus. Povo de Deus, em todo o tempo ponde n’Ele a vossa confiança, desafogai em sua presença os vossos corações. LEITURA II 1 Cor 4, 1-5 «O Senhor manifestará o desígnio dos corações» Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo aos Coríntios Irmãos: Todos nos devem considerar como servos de Cristo e administradores dos mis- térios de Deus. Ora o que se requer nos administradores é que sejam fiéis. Quanto a mim, pouco me importa ser julgado por vós ou por um tribunal humano; nem sequer me julgo a mim próprio. De nada me acusa a consciência, mas não é por isso que estou justificado: quem me julga é o Senhor. Portanto, não façais qualquer juízo antes do tempo, até que venha o Senhor, que há-de iluminar o que está oculto nas trevas e manifestar os desígnios dos corações. E então cada um receberá da parte de Deus o louvor que merece. Palavra do Senhor. 12
  • 13. ALELUIA Hebr 4, 12 Refrão: Aleluia. Repete-se A palavra de Deus é viva e eficaz, conhece os pensamentos e intenções do coração. Refrão EVANGELHO Mt 6, 24-34 «Não vos inquieteis com o dia de amanhã» Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Mateus Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: «Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou há-de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vós não podeis servir a Deus e ao dinheiro. Por isso vos digo: «Não vos preocupeis, quanto à vossa vida, com o que haveis de comer, nem, quanto ao vosso corpo, com o que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento e o corpo mais do que o vestuário? Olhai para as aves do céu: não semeiam nem ceifam nem recolhem em celei- ros; o vosso Pai celeste as sustenta. Não valeis vós muito mais do que elas? Quem de entre vós, por mais que se preocupe, pode acrescentar um só côvado à sua estatura? E porque vos inquietais com o vestuário? Olhai como crescem os lírios do campo: não trabalham nem fiam; mas Eu vos digo: nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como um deles. Se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada ao forno, não fará muito mais por vós, homens de pouca fé? Não vos inquieteis, dizendo: ‘Que havemos de comer? Que havemos de beber? Que havemos de vestir?’. Os pagãos é que se preocupam com todas estas coisas. Bem sabe o vosso Pai celeste que precisais de tudo isso. Procurai primeiro o reino de Deus e a sua justiça, e tudo o mais vos será dado por acréscimo. Portanto, não vos inquieteis com o dia de amanhã, porque o dia de amanhã tratará das suas inquietações. A cada dia basta o seu cuidado». Palavra da salvação. 13
  • 14. MENSAGEM DO PAPA BENTO XVI PARA A XXVI JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE 2011 «Enraizados e edificados n’Ele... firmes na fé» (cf. Cl 2, 7). Queridos amigos! Penso com frequência na Jornada Mundial da Juventude de Sidney de 2008. Lá vivemos uma grande festa da fé, durante a qual o Espírito de Deus agiu com força, criando uma comunhão intensa entre os participantes, que vieram de todas as partes do mundo. Aquele encontro, assim como os precedentes, deu frutos abundantes na vida de numero- sos jovens e de toda a Igreja. Agora, o nosso olhar dirige-se para a próxima Jornada Mundial da Juventude, que terá lugar em Madrid em Agosto de 2011. Já em 1989, pou- cos meses antes da histórica derrocada do Muro de Berlim, a peregrinação dos jovens fez etapa na Espanha, em Santiago de Compostela. Agora, num momento em que a Europa tem grande necessidade de reencontrar as suas raízes cristãs, marcamos encontro em Madrid, com o tema: «Enraizados e edificados em Cristo... firmes na fé» (cf. Cl 2, 7). Por conseguinte, convido-vos para este encontro tão importante para a Igreja na Europa e para a Igreja universal. E gostaria que todos os jovens, quer os que compartilham a nos- sa fé em Jesus Cristo, quer todos os que hesitam, que estão na dúvida ou não crêem n’Ele, possam viver esta experiência, que pode ser decisiva para a vida: a experiência do Senhor Jesus ressuscitado e vivo e do seu amor por todos nós. Na nascente das vossas maiores aspirações! Em todas as épocas, também nos nossos dias, numerosos jovens sentem o desejo pro- fundo de que as relações entre as pessoas sejam vividas na verdade e na solidariedade. Muitos manifestam a aspiração por construir relacionamentos de amizade autêntica, por conhecer o verdadeiro amor, por fundar uma família unida, por alcançar uma estabilidade pessoal e uma segurança real, que possam garantir um futuro sereno e feliz. Certamen- te, recordando a minha juventude, sei que estabilidade e segurança não são as questões que ocupam mais a mente dos jovens. Sim, a procura de um posto de trabalho e com ele poder ter uma certeza é um problema grande e urgente, mas ao mesmo tempo a juven- tude permanece contudo a idade na qual se está em busca da vida maior. Se penso nos meus anos de então: simplesmente não nos queríamos perder na normalidade da vida burguesa. Queríamos o que é grande, novo. Queríamos encontrar a própria vida na sua vastidão e beleza. Certamente, isto dependia também da nossa situação. Durante a dita- dura nacional-socialista e durante a guerra nós fomos, por assim dizer, «aprisionados» pelo poder dominante. Por conseguinte, queríamos sair fora para entrar na amplidão das possibilidades do ser homem. Mas penso que, num certo sentido, todas as gerações sen- tem este impulso de ir além do habitual. Faz parte do ser jovem desejar algo mais do que a vida quotidiana regular de um emprego seguro e sentir o anseio pelo que é real- mente grande. Trata-se apenas de um sonho vazio que esvaece quando nos tornamos adultos? Não, o homem é verdadeiramente criado para aquilo que é grande, para o infi- nito. Qualquer outra coisa é insuficiente. Santo Agostinho tinha razão: o nosso coração está inquieto enquanto não repousar em Ti. O desejo da vida maior é um sinal do facto que foi Ele quem nos criou, de que temos a Sua «marca». Deus é vida, e por isso todas as criaturas tendem para a vida; de maneira única e especial a pessoa humana, feita à imagem de Deus, aspira pelo amor, pela alegria e pela paz. Compreendemos então que é um contra-senso pretender eliminar Deus para fazer viver o homem! Deus é a fonte da vida; eliminá-lo equivale a separar-se desta fonte e, inevitavelmente, a privar-se da plenitude e da alegria: «De facto, sem o Criador a criatura esvaece» 14
  • 15. (Conc. Ecum. Vat. II, Const. Gaudium et spes, 36). A cultura actual, nalgumas áreas do mundo, sobretudo no Ocidente, tende a excluir Deus, ou a considerar a fé como um facto privado, sem qualquer relevância para a vida social. Mas o conjunto de valores que estão na base da sociedade provém do Evangelho — como o sentido da dignidade da pessoa, da solidariedade, do trabalho e da família — constata-se uma espécie de «eclipse de Deus», uma certa amnésia, ou até uma verdadeira rejeição do Cristianismo e uma negação do tesouro da fé recebida, com o risco de perder a própria identidade profunda. Por este motivo, queridos amigos, convido-vos a intensificar o vosso caminho de fé em Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Vós sois o futuro da sociedade e da Igreja! Como escrevia o apóstolo Paulo aos cristãos da cidade de Colossos, é vital ter raízes, bases sólidas! E isto é particularmente verdadeiro hoje, quando muitos não têm pontos de referência estáveis para construir a sua vida, tornando-se assim profundamente inse- guros. O relativismo difundido, segundo o qual tudo equivale e não existe verdade algu- ma, nem qualquer ponto de referência absoluto, não gera a verdadeira liberdade, mas instabilidade, desorientação, conformismo às modas do momento. Vós jovens tendes direito de receber das gerações que vos precedem pontos firmes para fazer as vossas opções e construir a vossa vida, do mesmo modo como uma jovem planta precisa de um sólido apoio para que as raízes cresçam, para se tornar depois uma árvore robusta, capaz de dar fruto. Rumo à Jornada Mundial de Madrid Queridos amigos, renovo-vos o convite a ir à Jornada Mundial da Juventude a Madrid. É com profunda alegria que espero cada um de vós pessoalmente: Cristo quer tornar-vos firmes na fé através a Igreja. A opção de crer em Cristo e de O seguir não é fácil; é difi- cultada pelas nossas infidelidades pessoais e por tantas vozes que indicam caminhos mais fáceis. Não vos deixeis desencorajar, procurai antes o apoio da Comunidade cristã, o apoio da Igreja! Ao longo deste ano preparai-vos intensamente para o encontro de Madrid com os vossos Bispos, os vossos sacerdotes e os responsáveis da pastoral juvenil nas dioceses, nas comunidades paroquiais, nas associações e nos movimentos. A quali- dade do nosso encontro dependerá sobretudo da preparação espiritual, da oração, da escuta comum da Palavra de Deus e do apoio recíproco. Amados jovens, a Igreja conta convosco! Precisa da vossa fé viva, da vossa caridade e do dinamismo da vossa esperança. A vossa presença renova a Igreja, rejuvenesce-a e confere-lhe renovado impulso. Por isso as Jornadas Mundiais da Juventude são uma gra- ça não só para vós, mas para todo o Povo de Deus. A Igreja na Espanha está a preparar- se activamente para vos receber e para viver juntos a experiência jubilosa da fé. Agrade- ço às dioceses, às paróquias, aos santuários, às comunidades religiosas, às associações e aos movimentos eclesiais, que trabalham com generosidade na preparação deste aconte- cimento. O Senhor não deixará de os abençoar. A Virgem Maria acompanhe este caminho de preparação. Ela, ao anúncio do Anjo, acolheu com fé a Palavra de Deus; com fé con- sentiu a obra que Deus estava a realizar nela. Pronunciando o seu «fiat», o seu «sim», recebeu o dom de uma caridade imensa, que a levou a doar-se totalmente a Deus. Interceda por cada um e cada uma de vós, para que na próxima Jornada Mundial possais crescer na fé e no amor. Garanto-vos a minha recordação paterna na oração e abençoo- vos de coração. Vaticano, 6 de Agosto de 2010, Festa da Transfiguração do Senhor. BENEDICTUS PP. XVI 15
  • 16. O Grupo Etnográfico de Danças e Cantares da Freguesia de Mioma completará os seus 25 anos em Outubro do corrente ano. A comemoração irá ser faseada durante diversos momentos do ano, cul- minando com as Bodas de Prata a 9 de Outubro. O primeiro evento destes festejos será já no próximo dia 27 de Feverei- ro, ( Domingo Magro), a partir das 14 horas, no largo em frente à Igreja Paro- quial. A tarde será animada com "jogos de antigamente", tais como: jogo das panelinhas, jogo do pião, a macaca, salto à vide, corrida de sacos, jogo de car- tas, etc. Simultaneamente, efectuar-se-á uma pequenina feira de produtos caseiros ( pão, biscoitos, vinho,...). Dia 8 de Março — Enterro do Entrudo (noite) Quaresma — Todos os dias às 21 horas (Amentar as almas) 23 de Junho — Cascata de S. João e fogueiras de rosmaninho 7 de Agosto — Festival de Folclore 18 de Setembro — Representação de trabalhos e tradições da nossa terra 8 de Outubro — Noite de fados 9 de Outubro — 25.º Aniversário Convida-se toda a comunidade a participar e a partilhar connosco estes momentos de lazer tradicional, nomeadamente aqueles que, de uma forma directa ou indirecta, já contribuíram para que este Grupo seja o que é actual- mente! O Grupo Etnográfico 16
  • 17. A Voz do Conselho Económico Publicamos nesta edição o relatório de contas, referente ao mês de Dezembro de2010 Receita Despesas Dia/Evento Evento Montante Ofertórios Dominicais 354,87€ Vencimento do Pároco 0,00 € Missas Plurintencionais 452,00 € Evangelização 36,00 € Batizados (2) 60,00 € Vencimento do Sacristão 100,00€ Manutenção da Igreja Funerais (3) 120,00 € 157,15€ (gás) Adoração do Menino Jesus Sub.Natal/2010 do Sr.º 95,50 € 225,00€ (25 de Dezembro) Padre Manuel Matos Entregue Mord.Santa Bár- 276,00 € bara TOTAL 1.358,37€ 518,15 € Saldo (receita - despesa) 840,22 € Contributos a entregar na Diocese: • Missas Plurintencionais : 226,00 € Total a entregar : 226,00 € SALDO REAL = 614,22 € Ofertas para o restauro do telhado da Igreja Matriz– Mês de Janeiro Nome Localidade Quantia Transporte do mês anterior 10.480,00€ Alfredo Correia Coelho Mioma 100,00€ José Almeida Terezo Mioma 50,00€ Fernando Machado Oliveira(2.ªvez) Meã 25,00€ António da Fonseca Batista Lages 20,00€ António da Silva Fontainhas 20,00€ Miguel Marques Fontainhas 10,00€ Amandio António Lopes Lameirinha Afonsim 15,00€ António Figueiredo Afonso Afonsim 20,00€ Anónimo (2.ªvez) Mioma 25,00€ Anónimo Mioma 50,00€ Anónimo Lages 20,00€ Anónimo 25,00€ Anónimo 20,00€ Sagrado Coração de Jesus 1.500,00€ Total de Janeiro 1.900,00€ Trasporte para o mês seguinte 12.380,00 € 17
  • 18. Truques e dicas: A casca do ovo rachou? Se for cozinhar ovos que estejam com a casca rachada, coloque um pouco de vinagre na água e as claras não saírão. Aproveitar restos de leite O leite é um alimento rico para as suas plantas. Use os restos dos pacotes, junte à água com que rega as suas plantas e vai ver que elas ficam mais viço- sas. Bolo mais leve Quando uma receita pede que se acrescente o líquido alternadamente com os ingredientes secos, comece e acabe com a farinha, pois assim o bolo ficará mais leve. CULINÁRIA Papas Laberças Ingredientes: Para 4 pessoas • 1 molho grande de nabiças ; • 3 colheres de sopa de azeite ; • 1 chávena de farinha de milho ; • sal ; Confecção: Cortam-se as nabiças muito fininhas como se fosse para caldo verde e levam- se a cozer em água com sal, pimenta e metade da porção do azeite. Desfaz-se a farinha num pouco de água fria e junta-se ás nabiças quando estas ainda estiverem cozidas. Junta-se ainda o restante azeite e deixa-se cozer a farinha e engrossar, mexendo para não ganhar grumos. Estas papas comem-se como sopa e são mais ou menos espessas segundo o gosto de cada um. A espessura depende da porção de farinha adicionada. Ferraduras • 500 g de farinha ; • 200 g de açúcar ; • 150 g de manteiga ; • 4 ovos ; • 4 colheres de chá de fermento em • Açúcar pó + 1 gema de ovo ; Ingredientes: Confecção: Misturam-se todos os ingredientes muito bem e com a massa obtida tendem-se pequenos bolos em forma de ferradura, que se vão colocando num tabuleiro à medida que se tendem. Pincela-se a superfície com gema de ovo, polvilham-se com açúcar e levam-se a cozer em forno bem quente. 18
  • 19. SUDOKU A loira entra numa pastelaria e diz: Tem bolos? Acabaram agora mesmo de sair! Oh, que pena… E não sabem quando voltam? Dois bêbados encontram-se e diz um para o outro: Ena…Ia mesmo agora á tua procura… Então vai lá, que eu fico aqui á tua espera… A mãe pergunta ao miúdo: A mãe para o filho: Porque tens as meias do avesso? Porque é que engoliste as moedas? Porque estão rotas de um lado! Porque tu disseste que era para o lanche. 19
  • 20. 2011 = Lua cheia = Lua nova = Quarto crescente = Quarto Minguante Por favor guarde a nossa voz, pode ser-lhe útil no futuro. Com a colaboração do JES jesmioma@hotmail.com 20