O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

GeoInfo – Infraestrutura de Dados Espaciais Abertos para a Pesquisa Agropecuária - CONFOA 2017

160 visualizações

Publicada em

GeoInfo – Infraestrutura de Dados Espaciais Abertos para a Pesquisa Agropecuária
Debora Pignatari Drucker, Daniela Maciel Pinto, Elaine Fidalgo, Davi Oliveira Custódio, Daniel de Castro Victoria, Bibiana Teixeira Almeida

Publicada em: Ciências
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

GeoInfo – Infraestrutura de Dados Espaciais Abertos para a Pesquisa Agropecuária - CONFOA 2017

  1. 1. Autores: Debora Pignatari Drucker, Daniela Maciel Pinto, Elaine Fidalgo, Davi Oliveira Custódio, Daniel de Castro Victoria, Bibiana Teixeira Almeida, Margareth Simões, Claudia Regina De Laia Machado, Vera Viana dos Santos Brandão, Ricardo de Oliveira Dart, Mário Luiz Diamante Aglio, Francisca Rasche, Maria Regina Capdeville Laforet,Giovana Maranhão Bettiol, Sandro Eduardo Marschhausen Pereira et al (+16) GeoInfo Infraestrutura de Dados Espaciais Abertos para a Pesquisa Agropecuária
  2. 2. Debora Pignatari Drucker, Daniela Maciel Pinto, Elaine Cristina Cardoso Fidalgo, Davi Oliveira Custódio, Daniel de Castro Victoria, Bibiana Teixeira Almeida, Margareth Simões, Claudia Regina De Laia Machado, Vera Viana dos Santos Brandão, Ricardo de Oliveira Dart, Mário Luiz Diamante Aglio, Francisca Rasche, Maria Regina Capdeville Laforet, Giovana Maranhão Bettiol, Sandro Eduardo Marschhausen Pereira; Ziany Neiva Brandão, Marilice Cordeiro Garrastazu, José Maria Filippini Alba, Fábia Amorim da Costa, Renato Cristiano Torres, Márcia Helena Galina Dompieri, Sandra Maria Neiva Sampaio, Espedito Cezário Martins, Ivo Pierozzi Junior, Gustavo Bayma-Silva, Graziella Galinari, Flávia Bussaglia Fiorini, Celina Maki Takemura, Sergio Aparecido Braga Da Cruz, Wilson Anderson Holler, Leandro Henrique M De Oliveira Autores
  3. 3. Apresentar a experiência da Embrapa em construir sua Infraestrutura de Dados Espaciais, denominada GeoInfo, uma iniciativa para organizar, preservar, documentar e ofertar dados geoespaciais abertos produzidos nas pesquisas da empresa OBJETIVO
  4. 4. Disponibilização de Dados Espaciais no Brasil Marco legal: Decreto Lei 6.666/08 ● É uma Infraestrutura de Dados Espaciais (IDE) no contexto Nacional. Uma IDE… “Conjunto integrado de tecnologias; políticas; mecanismos e procedimentos de coordenação e monitoramento; padrões e acordos, necessário para facilitar e ordenar a geração, o armazenamento, o acesso, o compartilhamento, a disseminação e o uso dos dados geoespaciais de origem federal, estadual, distrital e municipal (BRASIL, 2008).” INDEInfraestrutura Nacional de Dados Espacial ➢ Art. 3º torna obrigatório o compartilhamento e disseminação dos dados geoespaciais e seus metadados para todos os órgãos e entidades do Poder Executivo federal.
  5. 5. IDE | Pilares (COMISSÃO…, 2010, p. 16).
  6. 6. EMBRAPA  46 Unidades Todas as regiões do Brasil  24 Unidades produzem dados espaciais  Embrapa Monitoramento por Satélite Dedicada à temática Governança de Geo na Embrapa
  7. 7. DADOS pilar principal, representa os conjuntos de dados espaciais para disponibilização. Plano de Ação 5: Implantação das Unidades Piloto ( 11 atividades); Plano de Ação 7: Implantação da IDE na Embrapa Solos (06 atividades) Plano de Ação 8: Implantação da IDE na Embrapa Informática Agropecuária (03 atividades) Plano de Ação 9: Implantação da IDE na Embrapa Meio Ambiente (03 atividades) Normas e Padrões Base para o pilar de tecnologia. Permite o intercâmbio e a integração dos dados espaciais Tecnológico Infraestrutura necessária para estabelecer a IDE, e mecanismos computacionais Institucional Abrange questões políticas, de legislação e coordenação Pessoas Partes envolvidas (setores público, privado ou acadêmico, etc) Plano de Ação 2: Comunicação e Capacitação (09 atividades) Plano Gerencial ( 09 atividades) Plano de Ação 4: Diretrizes para a Distribuição da Geoinformação ( 05 atividades ) Plano de Ação 3: Implantação da Infraestrutura de Dados Espaciais (09 atividades) Plano de Ação 6: Padrões e Interoperabilidade ( 07 atividades) Projeto IDE Embrapa Macroprograma 5 > 05.14.05.001.00.00 | Título: Implantação da Infraestrutura de Dados Espaciais da Embrapa (IDE-Embrapa)
  8. 8. IDE-Embrapa | Unidades Pilotos O projeto conta com 12 Unidades Pilotos Imagem:DeboraDrucker,2015.
  9. 9. METODOLOGIA ● Estruturação a partir dos pilares: Dados, Normas e Padrões, Tecnologia, Institucional e Pessoas ● Levantamento de literatura ● Modelo Participativo ● Adoção de ferramentas FOSS (GeoNode, GeoNetwork)
  10. 10. Resultados
  11. 11. [In]PILAR TECNOLÓGICO
  12. 12. PILAR TECNOLÓGICO e PESSOAS
  13. 13. Publicação dos dados | Processo Atores envolvidos: Autor, Catalogador, Administrador PILAR INSTITUCIONAL
  14. 14. Publicação dos dados | Atores Administrador da IDE Autor do dado Catalogador Seleciona o dado e acessos Gerencia as bases Inde Encaminha o dado (doc. orientador) Valida o metadado Produz o metadado Valida informações do autor PILAR TECNOLÓGICO e PESSOAS
  15. 15. Estrutura linguística controlada PILAR Normas e Padrões
  16. 16. ● GeoInfo | Perfil de Metadados PILAR NORMAS E PADRÕES
  17. 17. Capacitação
  18. 18. GeoInfo | A Questão... Quais dados abrir ? PILAR DADOS
  19. 19. GeoInfo | Volume expressivo de dados ●Qual a condição desses dados? ○Informação sobre os dados ●Qualidade desses dados? ●Quais as questões de Direitos associados a esses dados? ●Que validação seria necessária para os dados
  20. 20. GeoInfo | Critérios ● Somente dados publicados, ou seja, que tenham uma referência bibliográfica associada ou o endereço de uma base de dados onde tenha sido publicado (seja publicação técnico científica ou publicação do próprio dado); ● Somente dados produzidos pela Embrapa; ● Somente dados finalizados; ● Somente os dados que seguirem os critérios de qualidade descritos no documento para o autor; ● Somente se os metadados estiverem corretamente preenchidos, seguidas as instruções do documento para o catalogador.
  21. 21. 1. O GeoInfo permite que o usuário encontre e descubra dados e respectivos metadados relacionados com a agricultura no Brasil, facilitando a integração consistente de dados oriundos de diversas fontes pela adoção de padrões de interoperabilidade, inclusive sob o aspecto semântico. 2. Foram empreendidos esforços para subsidiar a representação e a descrição da geoinformação pelos metadados. 3. A experiência de implantação nas unidades piloto forneceu subsídios para a definição de processos para implantação nas demais unidades da empresa. 4. Foi definido um processo para a gestão do ciclo de vida dos dados geoespaciais gerados pela Embrapa, de forma a perpetuar o fornecimento de serviços e informações para a Embrapa e para a sociedade, em consonância com a legislação vigente. 5. Com a IDE - GeoInfo, dados gerados tanto por observações ou levantamentos de campo, quanto por processamento de dados de sensoriamento remoto ou sensores de campo podem ser acessados, compreendidos, integrados e reusados, viabilizando novas possibilidades de análise e a geração de novo conhecimento relevante para a agropecuária e a sociedade brasileira. GeoInfo | Sumarizando
  22. 22. 1. A IDE GeoInfo segue as diretrizes estabelecidas pela iniciativa FAIR para a gestão de dados científicos (Findability, Accessibility, Interoperability, and Reusability), considerando a necessidade de promover o reuso desses dados. 2. A IDE GeoInfo está inserida em um contexto no qual a exposição de dados pelo compartilhamento em repositórios leva ao aumento de citações dos artigos originais aos que os mesmos estão associados e está em consonância com a crescente tendência à valorização de todos os produtos da pesquisa científica, em especial os dados 3. Acompanhar e participar do processo de ganho de importância de repositórios institucionais de dados de pesquisa no contexto técnico e científico é um desafio para a evolução futura da presente iniciativa, incluindo a certificação desse repositório de dados científicos de acordo com critérios mundialmente adotados. GeoInfo | Considerações
  23. 23. Referências ● COMISSÃO NACIONAL DE CARTOGRAFIA (Brasil); Comissão Nacional de Cartografia, Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Plano de ação para implantação da Infraestrutura Nacional de Dados Espaciais. Rio de Janeiro: Concar, 2010. 203 p. ● BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Decreto n. 6.666, de 27 de novembro de 2008. Institui, no âmbito do Poder Executivo federal, a Infra-Estrutura Nacional de Dados Espaciais - INDE, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, n. 28, p. 57, nov. 2008. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2008/Decreto/D6666.htm >. Links ● http://www.inde.gov.br/ ● http://www.visualizador.inde.gov.br/ ● http://www.metadados.inde.gov.br/geonetwork/srv/por/main.home ● http://www.concar.gov.br/arquivo/PlanoDeAcaoINDE.pdf
  24. 24. Muito obrigada! Daniela Maciel daniela.maciel@embrapa.br (19) 3211. 6200 | Ramal: 6299 https://www.embrapa.br/monitoramento-por-satelite/

×