 Conjunto de equipamentos utilizados para
a prospecção e exploração marinha de
petróleo.
 Compreende quatro grupos básic...
 Casco
Tipo de Plataforma, ou UEP (Unidade
Estacionária de Produção) escolhida para
receber, processar e exportar petról...
 Linhas de Ancoragem
Estruturas esbeltas com a função de
fornecer as forças de restauração que
mantêm em posição as unid...
 Para sistemas de
produção flutuantes o
número de elos tem
que ser o menor
possível;
Durabilidade à
fadiga sensivelmente...
 Principais tipos
utilizados
 Six strand;
 Spiral strand.
 Vida útil inferior a das
amarras
 Corrosão da trança
metál...
 Formado por capa e subcabos.
 Subcabos: Conjunto de fios ou filamentos torcidos.
 Expectativa de vida útil de até 20 a...
 DUTOS SUBMARINOS
Coleta do petróleo para a plataforma;
Exportação do petróleo e do gás
Principais tipos
 Dutos flexí...
 Abrange todas as partes constituintes de
uma instalação física, por onde os líquidos
ou gases são transportados.
 Fazem...
 Meio mais seguro e
econômico de
transporte de produtos
petrolíferos a longas
distâncias.
 Interligação entre
Regiões p...
 Primeiras condutas construídas na China por
volta do ano 500 aC.
 Transportar o gás natural proveniente dos poços de
gá...
 1865 – Construída a primeira conduta de madeira,
com cerca de 14,5 Km.
Rápido aumento pela procura de querosene.
 1879...
 1920 – Crescimento da indústria do automóvel.
 185.069 Km de condutas petrolíferas no continente
americano.
 1945 – Se...
 Sofisticados controles e sistemas de
computador para monitoramento da rede;
 Materiais de última geração para a fabrica...
 Injeção inicial do produto
Estações onde é feita a introdução do
produto na linha de transporte.
 Distribuição parcial...
 Válvulas de bloqueio
Pára o fluxo do produto através das
tubagens, e isola um segmento da
rede de tubos, ou um componen...
 Líquidos
Lotes distintos
 Não chegam a se misturar devido a velocidade dos
lotes serem iguais.
• 4 – 8 Km/h para líqui...
 Bombas/Compressores
Colocadas estrategicamente na
tubulação;
Forçar a movimentação dos
líquidos ou do gás natural;
Sã...
 CONSTRUÇÃO;
 SELEÇÃO DA ROTA;
 REGULAMENTAÇÃO DO PROCESSO;
 Estudo de rotas alternativas.
 CONCEPÇÕES DO PROCESSO;
...
 ABERTURA DA VALA;
As tubulações devem ser enterradas a, pelo
menos, 30 cm em áreas rurais e em profundidades
maiores ai...
 REVESTIMENTO
Aplicado sobre as áreas soldadas nas extremidades
dos tubos, após a análise da solda, por raios-x, ou
ultr...
Aula pre sal 6 sistemas de produção
Aula pre sal 6 sistemas de produção
Aula pre sal 6 sistemas de produção
Aula pre sal 6 sistemas de produção
Aula pre sal 6 sistemas de produção
Aula pre sal 6 sistemas de produção
Aula pre sal 6 sistemas de produção
Aula pre sal 6 sistemas de produção
Aula pre sal 6 sistemas de produção
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula pre sal 6 sistemas de produção

966 visualizações

Publicada em

Sistemas de produção de petróleo. Tipos de plataformas e a evolução do sistema de extração e armazenamento.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
966
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
52
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula pre sal 6 sistemas de produção

  1. 1.  Conjunto de equipamentos utilizados para a prospecção e exploração marinha de petróleo.  Compreende quatro grupos básicos Casco; Linhas; Equipamentos Submarinos; Poços.
  2. 2.  Casco Tipo de Plataforma, ou UEP (Unidade Estacionária de Produção) escolhida para receber, processar e exportar petróleo. Plataformas apoiadas no fundo do mar  Plataformas fixas. Com o avanço da exploração marítima em águas cada vez mais profundas, torna-se frequente o uso de unidades flutuantes.  Plataformas semi-submersíveis;  Navios (FPSO e FSO), etc.;
  3. 3.  Linhas de Ancoragem Estruturas esbeltas com a função de fornecer as forças de restauração que mantêm em posição as unidades flutuantes. Materiais utilizados  Amarras de aço;  Cabo de aço;  Cabo de poliéster.
  4. 4.  Para sistemas de produção flutuantes o número de elos tem que ser o menor possível; Durabilidade à fadiga sensivelmente menor.
  5. 5.  Principais tipos utilizados  Six strand;  Spiral strand.  Vida útil inferior a das amarras  Corrosão da trança metálica  Para reduzir o problema utiliza-se aço galvanizado.
  6. 6.  Formado por capa e subcabos.  Subcabos: Conjunto de fios ou filamentos torcidos.  Expectativa de vida útil de até 20 anos
  7. 7.  DUTOS SUBMARINOS Coleta do petróleo para a plataforma; Exportação do petróleo e do gás Principais tipos  Dutos flexíveis e dutos de aço – risers dinâmicos e flowlines estáticas.  AUXILIARES Manifolds submarinos de produção/injeção; Sistemas de bombeio submarinos; Válvulas submarinas de segurança, entre outros.
  8. 8.  Abrange todas as partes constituintes de uma instalação física, por onde os líquidos ou gases são transportados.  Fazem parte da instalação Unidades de compressão; Estações de bombagens; Estações de dosagem; Estações de regulação; Estações de distribuição.
  9. 9.  Meio mais seguro e econômico de transporte de produtos petrolíferos a longas distâncias.  Interligação entre Regiões produtoras; Plataformas; Refinarias; Terminais Marítimos; Consumidor final.
  10. 10.  Primeiras condutas construídas na China por volta do ano 500 aC.  Transportar o gás natural proveniente dos poços de gás para aquecer a água salgada, para retirar o sal.  1859 - Primeiro poço de petróleo (USA)  Utilização pela primeira vez para deslocar produtos petrolíferos.  1863 – Criação dos barris de petróleo  Mais caro mover um barril por 8 Km à cavalo que fazer todo o transporte ferroviário Pensilvânia – Nova Iorque (273,50 Km);  Primeiros sistemas de tubagem eram curtos e muito primitivos.
  11. 11.  1865 – Construída a primeira conduta de madeira, com cerca de 14,5 Km. Rápido aumento pela procura de querosene.  1879 – Criação da Tidewater Primeira linha principal de fornecimento de petróleo. Após a entrada de John Rockefeller, ocorreu a ampliação da rede de transporte tubular, chegando em várias cidades dos EUA.  1905 – Querosene em baixa e criação da gasolina Lâmpadas elétricas e produção em massa de automóveis. As tubulações atravessavam o país.
  12. 12.  1920 – Crescimento da indústria do automóvel.  185.069 Km de condutas petrolíferas no continente americano.  1945 – Segunda Guerra Mundial.  48 petroleiros americanos afundados.  Aumento do diâmetro das condutas petrolíferas terrestres.  1970 – Descoberta de petróleo no Alasca  Trans Alaska  Grande desafio no transporte tubular terrestre da época.  Transportar 1,6 milhões de barris de petróleo por dia ao longo de cerca de 800 Km por montanhas gélidas e de uma vegetação praticamente congelada (Tundra) até os EUA para então ser distribuídos pela rede da país.
  13. 13.  Sofisticados controles e sistemas de computador para monitoramento da rede;  Materiais de última geração para a fabricação dos tubos;  Tecnologias avançadas de proteção à corrosão;  Melhores maneiras de instalação das condutas no solo e posterior análise contínua da sua condição de operação;  Melhoria nas regulações de segurança.
  14. 14.  Injeção inicial do produto Estações onde é feita a introdução do produto na linha de transporte.  Distribuição parcial Estação onde é feita parte da distribuição do produto.  Bomba/Compressor Estações onde ficam as bombas e os compressores usados para mover o produto ao longo das tubagens.
  15. 15.  Válvulas de bloqueio Pára o fluxo do produto através das tubagens, e isola um segmento da rede de tubos, ou um componente do sistema.  Entrega final Final do trajeto; O produto é entregue ao
  16. 16.  Líquidos Lotes distintos  Não chegam a se misturar devido a velocidade dos lotes serem iguais. • 4 – 8 Km/h para líquidos. Pequenos volumes necessitam de reprocesso  Quando lotes distintos entram mesmo em contato.  Gás Não são separados por lotes; Movimenta-se a uma velocidade de 40 Km/h (aproximadamente).
  17. 17.  Bombas/Compressores Colocadas estrategicamente na tubulação; Forçar a movimentação dos líquidos ou do gás natural; São necessárias devido a perda de energia ao longo da tubulação por ação da fricção
  18. 18.  CONSTRUÇÃO;  SELEÇÃO DA ROTA;  REGULAMENTAÇÃO DO PROCESSO;  Estudo de rotas alternativas.  CONCEPÇÕES DO PROCESSO;  Requisitos para determinar os parâmetros das tubulações a serem utilizadas.  PREPARAÇÃO DO LOCAL  Rota do sistema tubular “LIMPA”;  A passagem do equipamento requer um espaço maior que o pré-definido.  DISPOSIÇÃO EM SÉRIE DAS TUBULAÇÕES
  19. 19.  ABERTURA DA VALA; As tubulações devem ser enterradas a, pelo menos, 30 cm em áreas rurais e em profundidades maiores ainda em áreas urbanas.  CURVATURA Geração de curvas suaves nas tubulações quando surgem alterações na rota do gasoduto/oleoduto.  SOLDADURA Junção das seções tubulares.
  20. 20.  REVESTIMENTO Aplicado sobre as áreas soldadas nas extremidades dos tubos, após a análise da solda, por raios-x, ou ultrassom; Prevenir a corrosão.  REBAIXAMENTO Gasoduto/oleoduto desce até a vala calmamente; A vala é soterrada calmamente;  Ambos os casos são feitos de forma devagar para se evitar a quebra da solda, ou até mesmo dos tubos.  TESTES Pressão hidrostática, teste da corrosão, etc..

×