SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
ECONOMIA
FUNDAMENTOS BÁSICOS
& CENÁRIO ATUAL
Prof. Andrey Martins
• O objeto de estudo da Economia é o HOMEM e suas NECESSIDADES
• Satisfação de suas necessidades - Na prática, o homem nunca está satisfeito
e não há recursos disponíveis para todos.
• Surge a ESCASSEZ.
Recursos
Escassos
Necessidades
Ilimitadas
QUESTÕES BÁSICAS
RELACIONADAS À ECONOMIA
Problemas econômicos:
Tríade de problemas econômicos
QUESTÃO DA ESCASSEZ E PROBLEMAS ECONÔMICOS
• É necessário fazer escolhas!
• O QUE E QUANTO PRODUZIR?
• Quais desejos e necessidades serão satisfeitos e em que quantidade? + bens de consumo
ou + bens de capital?
• COMO PRODUZIR?
• Técnica para conseguir o Máximo de produção com a menor quantidade de produtos.
Métodos capital-intensivo? Mão de obra- intensivo? Terra-intensivo?
• PARA QUEM PRODUZIR?
• Quem será o beneficiário da produção? Como o produto será distribuído?
Trabalhadores? Capitalistas? Proprietários de terra?
Pense... O que você faz com seu 13º salário? Viaja? Paga contas atrasadas? Compra um produto novo? Guarda na
poupança? Qual a melhor opção? Tudo é questão de ESCOLHA!
Demanda
• Demanda ou PROCURA é a quantidade de determinada
mercadoria que os consumidores/compradores desejam
adquirir de acordo com o preço do item.
• EX: Uma barra de chocolate custando
R$ 1,20 tem uma venda (demanda) de
30 unidades por dia.
O que vai acontecer se o preço cair?
Lei da Oferta
• Quantidade de mercadorias que os produtores querem OFERECER de
acordo com cada preço dado.
• EX: O chocolate custando R$ 1,20 o produtor está disposto a oferecer 30
unidades por dia. O que acontece se o preço sobe?
• O produtor tem um incentivo a produzir mais deste item. E baixo preço
incentiva a produzir menos.
INTRODUÇÃO
“Se não houvesse escassez de recursos,
não haveria necessidade de estudarmos
questões como...:
DESEMPREGO
 Desemprego: é a medida da parcela da força de
trabalho disponível que se encontra sem emprego.
CRESCIMENTO ECONÔMICO
4,00 + 140%
INFLAÇÃO
 "A taxa de inflação é o aumento no nível de preços. Ou seja,
é a média do crescimento dos preços de um conjunto de
bens e serviços em um determinado período."
RECESSÃO
 Período em que ocorre um grande declínio na taxa de crescimento econômico de
uma determinada região ou país.
 É a diminuição da produção e do trabalho , dos salários e dos benefícios das
empresas.
 Do ponto de vista dos empresários, recessão significa restringir as importações,
produzir menos e aumentar a capacidade ociosa.
 Para o consumidor, significa restrição de crédito, juros altos e desestímulo para
compras.
 Para o trabalhador, baixos salários e desemprego
PIB – PRODUTO INTERNO BRUTO - representa a soma, em valores monetários,
de todos os bens e serviços finais produzidos numa determinada região,
durante um determinado período. Tem o objetivo principal de mensurar a
atividade econômica de uma região.
ECONOMIA BRASILEIRA
COMO O BRASIL ENTROU EM CRISE?
• 1 - Lava Jato e preços do petróleo
Segundo cálculos da Tendências, a operação Lava Jato deve ter um
impacto de -2,5% no PIB deste ano em função das paralisações nas
atividades da Petrobras e de algumas das maiores construtoras do país.
COMO O BRASIL ENTROU EM CRISE?
• 2 - Crise política
Ninguém no início do ano poderia imaginar que alguns grupos
defenderiam um impeachment da presidente e que chegaria a haver
dúvidas sobre capacidade de Dilma Rousseff terminar o mandato.
COMO O BRASIL ENTROU EM CRISE?
• 3 - Aperto monetário e ajuste
• Os cortes de gastos anunciados em um primeiro momento não se
mostraram suficientes para o governo atingir a meta de superavit
primário (economia feita para pagamento dos juros da dívida), o que
levou a uma revisão sucessiva da meta para 2015 e novos
enxugamentos.
COMO O BRASIL ENTROU EM CRISE?
• 4 - Queda no consumo
Aumento do desemprego e enxugamento do crédito
• 5 - Cenário externo
Queda no preço do petróleo, aumento do dólar e a
desaceleração chinesa.
Como resultado desses fenômenos, o valor negociado
das exportações brasileiras caiu e, mesmo com o real
desvalorizado, as exportações para a China tiveram
baixa de quase 20% no primeiro semestre na
comparação com 2014.
2015
Porque o Dólar está alto?
Em que isso afeta nossa vida?
IMPACTO DO DÓLAR MAIS ALTO
• Puxa a inflação para cima.
• Muitas matérias-primas são importadas --como trigo, gás e gasolina. Isso provoca
um aumento do pãozinho, do macarrão, da gasolina, por exemplo.
• Produtos que são produzidos aqui no Brasil também têm seu preço atrelado ao dólar.
• É o caso da soja, da carne, do café, do açúcar, do milho. Mesmo que eles sejam
produzidos no país, quando o dólar está mais caro fica mais vantajoso para o produtor
exportar. Então, se ele mantém o produto para ser vendido aqui dentro, ele vai querer
receber mais por isso.
• Outra maneira pela qual a alta do dólar influencia os preços é que, com o produto
importado mais caro, os produtos nacionais acabam também sofrendo um reajuste.
"Os produtores aproveitam a alta do importado para aumentar a margem de lucro do
nacional também", diz Nunes.
• Para ele, no curto prazo alguns setores podem até ser beneficiados com a alta do dólar.
"Mas no médio e longo prazo, todos perdem, pois a moeda não está desvalorizada por
uma escolha, mas porque a economia está enfraquecida."

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Economia Fundamentos Básicos

Países emergentes oportunidades & negócios anhanguera palestra jan2014
Países emergentes oportunidades & negócios anhanguera palestra jan2014Países emergentes oportunidades & negócios anhanguera palestra jan2014
Países emergentes oportunidades & negócios anhanguera palestra jan2014
João de Deus Dias Neto
 
Financas pessoais-completo
Financas pessoais-completoFinancas pessoais-completo
Financas pessoais-completo
admulbra
 
1. AGRICULTURA E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO Aula Economia Rural.pptx
1. AGRICULTURA E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO Aula Economia Rural.pptx1. AGRICULTURA E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO Aula Economia Rural.pptx
1. AGRICULTURA E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO Aula Economia Rural.pptx
CARLOSAUGUSTOROCHADE
 
Resumo+de+macroeconomia
Resumo+de+macroeconomiaResumo+de+macroeconomia
Resumo+de+macroeconomia
bergerbird
 
APRESENTAÇÃO DE PLANO DE MARKETING HINODE [OFICIAL H7] - CADASTRE-SE EM WWW.H...
APRESENTAÇÃO DE PLANO DE MARKETING HINODE [OFICIAL H7] - CADASTRE-SE EM WWW.H...APRESENTAÇÃO DE PLANO DE MARKETING HINODE [OFICIAL H7] - CADASTRE-SE EM WWW.H...
APRESENTAÇÃO DE PLANO DE MARKETING HINODE [OFICIAL H7] - CADASTRE-SE EM WWW.H...
Raoni Claro
 
Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)
Luciano Pires
 
Cap2macro 110223114603-phpapp02
Cap2macro 110223114603-phpapp02Cap2macro 110223114603-phpapp02
Cap2macro 110223114603-phpapp02
Vanessa Alves
 
Como superar as vulnerabilidades externas e internas da economia brasileira
Como superar as vulnerabilidades externas e internas da economia brasileiraComo superar as vulnerabilidades externas e internas da economia brasileira
Como superar as vulnerabilidades externas e internas da economia brasileira
Fernando Alcoforado
 

Semelhante a Economia Fundamentos Básicos (20)

Países emergentes oportunidades & negócios anhanguera palestra jan2014
Países emergentes oportunidades & negócios anhanguera palestra jan2014Países emergentes oportunidades & negócios anhanguera palestra jan2014
Países emergentes oportunidades & negócios anhanguera palestra jan2014
 
E2 31_10
E2 31_10E2 31_10
E2 31_10
 
Financas pessoais-completo
Financas pessoais-completoFinancas pessoais-completo
Financas pessoais-completo
 
Jornalismo Econômico
Jornalismo EconômicoJornalismo Econômico
Jornalismo Econômico
 
1. AGRICULTURA E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO Aula Economia Rural.pptx
1. AGRICULTURA E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO Aula Economia Rural.pptx1. AGRICULTURA E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO Aula Economia Rural.pptx
1. AGRICULTURA E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO Aula Economia Rural.pptx
 
Tendências e perspectivas de mercado imobiliário
Tendências e perspectivas de mercado imobiliárioTendências e perspectivas de mercado imobiliário
Tendências e perspectivas de mercado imobiliário
 
Apresentação do Prof Alberto Borges Matias
Apresentação do Prof Alberto Borges Matias Apresentação do Prof Alberto Borges Matias
Apresentação do Prof Alberto Borges Matias
 
Marketing trends maio 2018
Marketing trends maio 2018Marketing trends maio 2018
Marketing trends maio 2018
 
CEO Business School | Módulo 2 | Ambiente Político, Social e Econômico
CEO Business School | Módulo 2 | Ambiente Político, Social e EconômicoCEO Business School | Módulo 2 | Ambiente Político, Social e Econômico
CEO Business School | Módulo 2 | Ambiente Político, Social e Econômico
 
Resumo+de+macroeconomia
Resumo+de+macroeconomiaResumo+de+macroeconomia
Resumo+de+macroeconomia
 
APRESENTAÇÃO DE PLANO DE MARKETING HINODE [OFICIAL H7] - CADASTRE-SE EM WWW.H...
APRESENTAÇÃO DE PLANO DE MARKETING HINODE [OFICIAL H7] - CADASTRE-SE EM WWW.H...APRESENTAÇÃO DE PLANO DE MARKETING HINODE [OFICIAL H7] - CADASTRE-SE EM WWW.H...
APRESENTAÇÃO DE PLANO DE MARKETING HINODE [OFICIAL H7] - CADASTRE-SE EM WWW.H...
 
ENTRE PARA A HINODE POR MENOS DE R$350!! VEJA COMO! - CADASTRE-SE EM WWW.HINO...
ENTRE PARA A HINODE POR MENOS DE R$350!! VEJA COMO! - CADASTRE-SE EM WWW.HINO...ENTRE PARA A HINODE POR MENOS DE R$350!! VEJA COMO! - CADASTRE-SE EM WWW.HINO...
ENTRE PARA A HINODE POR MENOS DE R$350!! VEJA COMO! - CADASTRE-SE EM WWW.HINO...
 
Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)
Respostas Mankiw - Capítulo 23 (superior)
 
IX Fórum Nacional de Seguro de Vida e Previdência Privada - Marcos Lisboa
IX Fórum Nacional de Seguro de Vida e Previdência Privada - Marcos LisboaIX Fórum Nacional de Seguro de Vida e Previdência Privada - Marcos Lisboa
IX Fórum Nacional de Seguro de Vida e Previdência Privada - Marcos Lisboa
 
Estudo mercado padarias brasil 2015 iOpera
Estudo mercado padarias brasil 2015 iOperaEstudo mercado padarias brasil 2015 iOpera
Estudo mercado padarias brasil 2015 iOpera
 
Stiforp ,Promover o seu negócio com STIFORP ferramentas profissionais!
Stiforp ,Promover o seu negócio com STIFORP ferramentas profissionais!Stiforp ,Promover o seu negócio com STIFORP ferramentas profissionais!
Stiforp ,Promover o seu negócio com STIFORP ferramentas profissionais!
 
Cap2macro 110223114603-phpapp02
Cap2macro 110223114603-phpapp02Cap2macro 110223114603-phpapp02
Cap2macro 110223114603-phpapp02
 
Cap2 macro
Cap2 macroCap2 macro
Cap2 macro
 
Como superar as vulnerabilidades externas e internas da economia brasileira
Como superar as vulnerabilidades externas e internas da economia brasileiraComo superar as vulnerabilidades externas e internas da economia brasileira
Como superar as vulnerabilidades externas e internas da economia brasileira
 
BEM VINDO(A) A SUA PROXIMA FONTE DE RENDA! OPORTUNIDADE UNICA!
BEM VINDO(A) A SUA PROXIMA FONTE DE RENDA! OPORTUNIDADE UNICA!BEM VINDO(A) A SUA PROXIMA FONTE DE RENDA! OPORTUNIDADE UNICA!
BEM VINDO(A) A SUA PROXIMA FONTE DE RENDA! OPORTUNIDADE UNICA!
 

Mais de Andrey Martins

Mais de Andrey Martins (20)

Técnicas Organizacionais
Técnicas OrganizacionaisTécnicas Organizacionais
Técnicas Organizacionais
 
Marketing aula 4
Marketing aula 4Marketing aula 4
Marketing aula 4
 
Marketing aula 3
Marketing aula 3Marketing aula 3
Marketing aula 3
 
Marketing aula 2
Marketing aula 2Marketing aula 2
Marketing aula 2
 
Marketing aula 1
Marketing aula 1Marketing aula 1
Marketing aula 1
 
Informática na Educação 3
Informática na Educação 3Informática na Educação 3
Informática na Educação 3
 
Informática na Educação 1 e 2
Informática na Educação 1 e 2Informática na Educação 1 e 2
Informática na Educação 1 e 2
 
Gestão Empresarial
Gestão EmpresarialGestão Empresarial
Gestão Empresarial
 
Logística 4 análises e tendências
Logística 4 análises e tendênciasLogística 4 análises e tendências
Logística 4 análises e tendências
 
Logística 3 transportes
Logística 3 transportesLogística 3 transportes
Logística 3 transportes
 
Logística 2 fundamentos
Logística 2 fundamentosLogística 2 fundamentos
Logística 2 fundamentos
 
Logística 1 introdução
Logística 1 introduçãoLogística 1 introdução
Logística 1 introdução
 
Informática aplicada à administração 2
Informática aplicada à administração 2Informática aplicada à administração 2
Informática aplicada à administração 2
 
Informática aplicada à administração 1
Informática aplicada à administração 1Informática aplicada à administração 1
Informática aplicada à administração 1
 
Economia e mercado 3
Economia e mercado 3Economia e mercado 3
Economia e mercado 3
 
Economia e mercado 2
Economia e mercado 2Economia e mercado 2
Economia e mercado 2
 
Economia e mercado 1
Economia e mercado 1Economia e mercado 1
Economia e mercado 1
 
Fundamentos de administração 3
Fundamentos de administração 3Fundamentos de administração 3
Fundamentos de administração 3
 
Fundamentos de administração 2
Fundamentos de administração 2Fundamentos de administração 2
Fundamentos de administração 2
 
Fundamentos de administração 1
Fundamentos de administração 1Fundamentos de administração 1
Fundamentos de administração 1
 

Economia Fundamentos Básicos

  • 1. ECONOMIA FUNDAMENTOS BÁSICOS & CENÁRIO ATUAL Prof. Andrey Martins
  • 2. • O objeto de estudo da Economia é o HOMEM e suas NECESSIDADES • Satisfação de suas necessidades - Na prática, o homem nunca está satisfeito e não há recursos disponíveis para todos. • Surge a ESCASSEZ. Recursos Escassos Necessidades Ilimitadas QUESTÕES BÁSICAS RELACIONADAS À ECONOMIA Problemas econômicos: Tríade de problemas econômicos
  • 3. QUESTÃO DA ESCASSEZ E PROBLEMAS ECONÔMICOS • É necessário fazer escolhas! • O QUE E QUANTO PRODUZIR? • Quais desejos e necessidades serão satisfeitos e em que quantidade? + bens de consumo ou + bens de capital? • COMO PRODUZIR? • Técnica para conseguir o Máximo de produção com a menor quantidade de produtos. Métodos capital-intensivo? Mão de obra- intensivo? Terra-intensivo? • PARA QUEM PRODUZIR? • Quem será o beneficiário da produção? Como o produto será distribuído? Trabalhadores? Capitalistas? Proprietários de terra? Pense... O que você faz com seu 13º salário? Viaja? Paga contas atrasadas? Compra um produto novo? Guarda na poupança? Qual a melhor opção? Tudo é questão de ESCOLHA!
  • 4. Demanda • Demanda ou PROCURA é a quantidade de determinada mercadoria que os consumidores/compradores desejam adquirir de acordo com o preço do item. • EX: Uma barra de chocolate custando R$ 1,20 tem uma venda (demanda) de 30 unidades por dia. O que vai acontecer se o preço cair?
  • 5. Lei da Oferta • Quantidade de mercadorias que os produtores querem OFERECER de acordo com cada preço dado. • EX: O chocolate custando R$ 1,20 o produtor está disposto a oferecer 30 unidades por dia. O que acontece se o preço sobe? • O produtor tem um incentivo a produzir mais deste item. E baixo preço incentiva a produzir menos.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9. INTRODUÇÃO “Se não houvesse escassez de recursos, não haveria necessidade de estudarmos questões como...:
  • 10. DESEMPREGO  Desemprego: é a medida da parcela da força de trabalho disponível que se encontra sem emprego.
  • 12. INFLAÇÃO  "A taxa de inflação é o aumento no nível de preços. Ou seja, é a média do crescimento dos preços de um conjunto de bens e serviços em um determinado período."
  • 13. RECESSÃO  Período em que ocorre um grande declínio na taxa de crescimento econômico de uma determinada região ou país.  É a diminuição da produção e do trabalho , dos salários e dos benefícios das empresas.  Do ponto de vista dos empresários, recessão significa restringir as importações, produzir menos e aumentar a capacidade ociosa.  Para o consumidor, significa restrição de crédito, juros altos e desestímulo para compras.  Para o trabalhador, baixos salários e desemprego PIB – PRODUTO INTERNO BRUTO - representa a soma, em valores monetários, de todos os bens e serviços finais produzidos numa determinada região, durante um determinado período. Tem o objetivo principal de mensurar a atividade econômica de uma região.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19. COMO O BRASIL ENTROU EM CRISE? • 1 - Lava Jato e preços do petróleo Segundo cálculos da Tendências, a operação Lava Jato deve ter um impacto de -2,5% no PIB deste ano em função das paralisações nas atividades da Petrobras e de algumas das maiores construtoras do país.
  • 20. COMO O BRASIL ENTROU EM CRISE? • 2 - Crise política Ninguém no início do ano poderia imaginar que alguns grupos defenderiam um impeachment da presidente e que chegaria a haver dúvidas sobre capacidade de Dilma Rousseff terminar o mandato.
  • 21. COMO O BRASIL ENTROU EM CRISE? • 3 - Aperto monetário e ajuste • Os cortes de gastos anunciados em um primeiro momento não se mostraram suficientes para o governo atingir a meta de superavit primário (economia feita para pagamento dos juros da dívida), o que levou a uma revisão sucessiva da meta para 2015 e novos enxugamentos.
  • 22. COMO O BRASIL ENTROU EM CRISE? • 4 - Queda no consumo Aumento do desemprego e enxugamento do crédito • 5 - Cenário externo Queda no preço do petróleo, aumento do dólar e a desaceleração chinesa. Como resultado desses fenômenos, o valor negociado das exportações brasileiras caiu e, mesmo com o real desvalorizado, as exportações para a China tiveram baixa de quase 20% no primeiro semestre na comparação com 2014. 2015
  • 23. Porque o Dólar está alto? Em que isso afeta nossa vida?
  • 24. IMPACTO DO DÓLAR MAIS ALTO • Puxa a inflação para cima. • Muitas matérias-primas são importadas --como trigo, gás e gasolina. Isso provoca um aumento do pãozinho, do macarrão, da gasolina, por exemplo. • Produtos que são produzidos aqui no Brasil também têm seu preço atrelado ao dólar. • É o caso da soja, da carne, do café, do açúcar, do milho. Mesmo que eles sejam produzidos no país, quando o dólar está mais caro fica mais vantajoso para o produtor exportar. Então, se ele mantém o produto para ser vendido aqui dentro, ele vai querer receber mais por isso. • Outra maneira pela qual a alta do dólar influencia os preços é que, com o produto importado mais caro, os produtos nacionais acabam também sofrendo um reajuste. "Os produtores aproveitam a alta do importado para aumentar a margem de lucro do nacional também", diz Nunes. • Para ele, no curto prazo alguns setores podem até ser beneficiados com a alta do dólar. "Mas no médio e longo prazo, todos perdem, pois a moeda não está desvalorizada por uma escolha, mas porque a economia está enfraquecida."