Tcc

701 visualizações

Publicada em

ghjghnfg fbbfgb

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
701
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tcc

  1. 1. UNIVERSIDADE ANHANGUERA-UNIDERP GOIÂNIA/GO - UNIEDUCAÇÃO (7109) UNIVERSIDADE ANHANGUERA-UNIDERP GOIÂNIA/GO - UNIEDUCAÇÃO (7109) SERVIÇO SOCIAL 8 PERÍODO SERVIÇO SOCIAL 8 PERÍODO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PRÁTICAS AMBIENTAIS E SOCIAS SUSTENTÁVEIS DOS PRÁTICAS AMBIENTAIS E SOCIAS SUSTENTÁVEIS DOS RESÍDUOS DOMICILIAR (ÓLEO DE COZINHA) RESÍDUOS DOMICILIAR (ÓLEO DE COZINHA) Acadêmicas/Ra: Denise Dias Tereza – RA - 298797 Evanilza Lopes Marques - RA - 294884 Jurema Fernandes Silva - RA- 304538 Goiânia, 12 de Novembro 2014. Orientadora: Juliana Duarte
  2. 2. RESUMO: O presente artigo traz em seu conteúdo a importância da consciência ambiental para os dias de hoje. Onde o enfoque está na reciclagem do óleo de cozinha utilizado nos domicílios de famílias usuária do CRAS ( Centro de Referência em Assistência Social ). A importância ambiental esta bem salientada em sua primeira parte, onde a relevância esta na degradação do meio ambiente, e bem exemplificada no prejuízo causado pelo descarte inadequado do resíduo. A consciência ambiental é atenuada pela cidadania. A pratica da cidadania pela participação comunitária na qualidade de vida comum. Por fim a pratica, metodologia e aplicação vêm trazer a justificativa do projeto quanto a sua viabilidade e aceitação por parte dos participantes.
  3. 3. INTRODUÇÃO Com o crescente aumento demográfico urbano, bem como, a redução do tempo que as famílias disponibilizam para sua alimentação, o aumento do consumo de alimentos prontos, semi-prontos, ou fritura dos menos imatura, por se tratar de um método prático, rápido e com baixo custo, é um fato preocupante para a questão ambiental. Esse fenômeno produz tonelada de resíduos, que na sua grande maioria não tem descarte adequado. O crescente aumento da produção de resíduos domiciliares, nesse estudo enfatizado o óleo de cozinha, é uma questão de grande relevância para os dias atuais, por se tratar de uma demanda de difícil controle.
  4. 4. INTRODUÇÃO A partir de estudos bibliográficos, a metodologia introduzida para esta estudo esta fundamentada no planejamento, logística reversa e participação que possibilite o gerenciamento adequado dos insumos, otimize o processo e fundamentalmente conscientize a comunidade inserida neste estudo da importância ambiental. Dentro deste contexto, este trabalho teve por objetivo elaborar uma proposta de reaproveitamento do óleo de cozinha residual, visando á fabricação de sabão, como forma de conscientização ambiental e consolidação dos conhecimentos da química, contribuindo também na melhoria do meio ambiente.
  5. 5. IMPORTÂNCIA AMBIENTAL O resíduo do óleo de cozinha, gerado diariamente nos lares, indústrias e estabelecimentos do país, devido à falta de informação da população, acaba sendo despejado diretamente nas águas, como em rios e riachos ou simplesmente em pias e vasos sanitários, indo parar nos sistemas de esgoto causando danos e o entupimento dos canos e o encarecimento dos processos das estações de tratamento, além de acarretar na poluição do meio aquático, ou, ainda, no lixo doméstico – contribuindo para o aumento das áreas dos aterros sanitários. O consumo dos alimentos fritos tem aumentado nos últimos anos, pois as pessoas dispõem de menos tempo para preparar seus alimentos e o processo de fritura é uma alternativa rápida. O óleo mais leve que a água, fica na superfície, criando uma barreira que dificulta a entrada de luz e a oxigenação da água.
  6. 6. Além de gerar graves problemas de higiene e mau cheiro, a presença de óleos e gorduras na rede de esgoto, causa o entupimento da mesma, bem como o mau funcionamento das estações de tratamento. O Congresso Nacional tramita desde 2007, projetos de lei que regulamentaria o destino destes resíduos; Nº 2074/2007 – dispõe sobre os postos de gasolina, hipermercados, empresas vendedoras ou distribuidoras de óleo de cozinha e estabelecimentos similares de manter estruturas destinadas à coleta de óleos usados. Nº 2076/2007 - dispõe sobre a obrigatoriedade de mensagem no rotulo das embalagem de óleos vegetais, contendo advertências dobre a destinação correta após o uso.
  7. 7. A legislação sobre o tema continua em trâmite, fazendo com que o resíduo de óleo de frituras usado, altamente prejudicial ao meio ambiente, seja descartado de forma inadequada após o seu consumo. E com consequência do descarte inadequado do produto, a sua volta ao ciclo produtivo como fonte de matéria prima para algumas industrias se torna ais difícil. É de extrema importância reciclar o óleo de cozinha, pois a capacidade poluente da substância é muito alta: apenas um litro de óleo é capaz de poluir cerca de um milhão de litros CONGRESSO NACIONAL - Praça dos Três Poderes - Brasília, DF - CEP 70160-900 PROJETO DE LEI N.º 2.074, DE 2007 (Do Sr. William Woo) 9 Projeto de Lei, William Woo - PSDB/SP
  8. 8. CONSCIÊNCIA AMBIENTAL E CIDADANIA. Nesses tempos em que a informação assume um papel cada vez mais relevante, a educação para a cidadania representa a possibilidade de motivar e sensibilizar as pessoas para transformar as diversas formas de participação na defesa da qualidade de vida, “meio e fim, simultaneamente: não só é via crucial para o futuro, como também é parte integrante e razão de ser desse futuro” (Carvonari Netto, Carbonari e Demo, 2009, apud, Pereira, A,C,; Silva,G,Z,;Carbonari, M,E,E, 2011, pg 79) Autores do livro Sustentabilidade na prática: fundamentos, experiência e habilidades. A relação entre meio ambiente e educação para a cidadania assume um papel cada vez mais desafiador, demandando a emergência de novos saberes para apreender processos sociais que se complexificam e riscos ambientais que se intensificam.
  9. 9. A Educação Ambiental é um instrumento que busca disseminar um novo estilo de vida, por intermédio de uma nova postura em relação ao meio ambiente, com a criação de novos valores e mudança de comportamento. A Educação Ambiental é realizada a partir da concepção que se tem de meio ambiente, não obstante o fato de todos concordarem que algo precisa ser feito em relação à crise ambiental, ainda existem divergências entre diferentes pontos de vista, sobre o que fazer e como gerir as questões ambientais. Essas divergências envolvem diversos grupos sociais, seus projetos e visões de mundo (VASCONCELLOS, 2008). "São objetivos fundamentais da educação ambiental: I - o desenvolvimento de uma compreensão integrada do meio ambiente em suas múltiplas e complexas relações, envolvendo aspectos ecológicos, legais, psicológicos, políticos, sociais, culturais, econômicos, científicos, e éticos." (Art. 5° da Lei no 9.795: Brasil, 1999).
  10. 10. SUSTENTABILIDADE Sustentabilidade é um termo usado para definir ações e atividades humanas que visam suprir as necessidades atuais dos seres humanos, sem comprometer o futuro das próximas gerações. Ou seja, sustentabilidade está diretamente relacionada ao desenvolvimento econômico e material sem agredir o meio ambiente, usando os recursos naturais de forma inteligente para que eles se mantenham no futuro. Também pode ser definida como a capacidade do ser humano interagir com o mundo, preservando o meio ambiente para não comprometer os recursos naturais das gerações futuras. De acordo com a ONU (1983), sustentabilidade “ao atendimento das necessidades do presente, sem comprometer a possibilidade de as gerações futuras atenderem suas próprias necessidades.” Organizações da Nações Unidas.
  11. 11. A adoção de ações de sustentabilidade garantem a médio e longo prazo um planeta em boas condições para o desenvolvimento das diversas formas de vida, inclusive a humana. Uma sociedade sustentável é aquela que não coloca em risco os recursos naturais do qual depende. “ Essencialmente, o desenvolvimento sustentável é um processo de mudança no qual os recursos materiais, os investimentos, a orientação do desenvolvimento tecnológico e as mudanças institucionais estão em harmonia e reforçam o potencial do presente e do futuro, com a finalidade de atender as necessidades e aspirações humanas.” (Brundtland, 1987, cp 2,pg,15, apud: Pereira, A,C,; Silva,G,Z,;Carbonari, M,E,E, 2011, pg. 79) A importância da consciência sustentável é de suma importância para a continuidade da vida humana. Sem ela, possivelmente em poucos anos a condição responsabilidade passará a ser obrigatório para a manutenção da vida.
  12. 12. LOGÍSTICA REVERSA A logística é uma ferramenta para a criação de um projeto e implementação. Ela faz parte da lógica das ações, racionalizando e otimizando recursos. "Logística é a parte do Gerenciamento da Cadeia de Abastecimento que planeja, implementa e controla o fluxo e armazenamento eficiente e econômico de matérias-primas, materiais semi-acabados e produtos acabados, bem como as informações a eles relativas, desde o ponto de origem até o ponto de consumo, com o propósito de atender às exigências dos clientes" (Carvalho, 2002, p. 31 apud, Wikipédia ). O termo logística reversa foi originalmente utilizado como referência ao papel que a logística desempenha no reaproveitamento dos produtos e materiais usados cujo destino característico seria o de processos de reciclagem. O processo onde companhias podem se tornar ambientalmente eficientes por meio da reciclagem, reaproveitamento e redução da quantidade de materiais usados.
  13. 13. Os estudos mais recentes incluem o retorno de produtos ainda não consumidos que retornam pela cadeia que os levou ao mercado, denominado especificamente de logística reversa de pós-venda em contraposição àqueles que retornam após o término de sua vida útil, denominado de logística reversa de pós-consumo (Leite, 2003). Para Leite (2003), as atividades da Logística Reversa podem ser subdivididas em três cadeias independentes, sendo elas: Resíduos Industriais; Bens de Pós-Vendas e Bens de Pós-Consumo. De acordo com Leite (2003), Logística Reversa de pós-consumo, a qual será usada nesse trabalho, é a forma pela qual os bens duráveis, semiduráveis, descartáveis e os resíduos industriais são descartados ou disponibilizados depois de extinto seu uso original, pelos seus proprietários ou consumidores.
  14. 14. A EXPERIÊNCIA PRÁTICA DO PROJETO A aplicação do Projeto possibilitou a percepção, com mais clareza, do potencial de mobilização da comunidade que foi inserido, em torno da temática ambiental principalmente a partir da ampliação das discussões e de ações implantada no CRAS ( Centro de Referencia em Assistência Social), sobre o fato das consequências que o óleo de cozinha jogado no meio ambiente pode trazer para o nosso planeta, e o benéfico que a reciclagem. Assim, a medida foi a de se tomar uma simples atitude de reutilizar o óleo de cozinha para fazer sabão. Essa atitude pode salvar milhões de litros de água. A partir de estudos aprofundados sobre o assunto, ao elaborar o planejamento , chegamos a metodologia a ser utilizada.Por se tratar de uma mudança dentro de uma comunidade a mais aplicável é a participação, por meio de oficinas.
  15. 15. Gohn define participação deste aspecto como um “movimento espontâneo dos indivíduos, mas advém de uma adesão do espírito..., que cria algo superior chamado “bem comum”. (Gohn, 2011, pg. 18 ). Para o CONAMA – Conselho Nacional do Meio Ambiente – Educação Ambiental como um processo de formação, orientado para o desenvolvimento da consciência sobre as questões ambientais e de atividades que levem a participação das comunidades na preservação do equilíbrio ambiental. Para tanto, a participação, não sendo suficiente por si só, tendo que o valor agregado ao bem comum, não sendo suficiente para trazer impacto relevante a ao projeto, faz-se necessário outro mecanismo de ação eficiente que coordene as ações de modo que o projeto seja eficaz. Maria da Gloria Gohn autora do livro Conselhos Gestores e Participação Sociopolítica Parte do Ministério do Meio Ambiente.
  16. 16. Gandin acentua essa relevância,“ é radicalmente importante um posicionamento firme, claro de impor a seu trabalho um cunho transformando.” ( Gandin, 2012, pg. 18. ). O método pratico adotado foi a Logística Reversa, que melhor otimiza os recursos e tempo. Dando uma visão holística dos insumos e possibilidade de arrecadar novos recursos com a comercialização dos novos insumos recém produzidos.
  17. 17. RESULTADO E DISCUSSÃO A elaboração deste projeto trouxe a importância da reciclagem do óleo de cozinha, principalmente em periferias onde não existe redes de esgoto e coleta do insumo. A poluição que o óleo provoca é maior que em outras regiões. O óleo jogado diretamente nas pia de cozinha, alem de entupir os canos, criar uma grossa camada de resíduo que atrai insetos nocivos que provocam doenças, como as barata, formigas e ratos, tem como destino a fossas. As fossas nessas comunidade são buracos sem nenhuma proteção como calçamento, abertos no solo, e sem qualquer orientação. A possibilidade de ter algum lençol próximo é muito grande e o risco de contaminação também. A consciência ambiental foi um ponto marcante.
  18. 18. A grande maioria não sabia dos damos que o óleo poderia trazer. A discussão sobre o tema levou a todos a refletir sobre sua conduta. O tema sustentabilidade aliado a logística reversa, deu um novo foco a oficina. O que era apenas consciência deu lugar a redução de custos domésticos e lucro. O que era lixo para a grande maioria foi mostrado como forma de armazenamento ( garrafas pet, sacos de arroz, embalagens plásticas em geral ), do sabão. O potencial de limpeza do sabão, que é maior que os convencionais, sem falar que mais barato. O impacto positivo do projeto para esta comunidade foi satisfatório por ter levantado pontos importantes, que não eram de conhecimento dos participantes, dando-lhes uma nova consciência dos seus maus hábitos, e principalmente possibilitar a redução do custo de vida das famílias.
  19. 19. CONSIDERAÇÕES FINAIS O estudo realizado foi de grande riqueza a partir do momento em que foi possível perceber como vem crescendo a importância do processo de reciclagem para os dias atuais onde o problema do lixo se torna cada vez mais grave e preocupante. O óleo usado e descartado sem nenhum tratamento em nossos rios e redes de esgotos é só uma parte desse problema mas que começa a despertar a atenção de muitos grupos em nosso país que, com o incentivo necessário, estão transformando um resíduo poluente em energia com geração de renda e economia. O Brasil tem dado bons exemplos ao mundo em termos de práticas ecologicamente corretas em que podemos citar a reciclagem de alguns materiais como o alumínio e o papelão e a produção do biodiesel e do álcool como combustíveis.
  20. 20. A iniciativa de se reaproveitar os resíduos de óleos de fritura vem somar-se a todas essas medidas pois a sua viabilidade pode ser confirmada, sendo realizada principalmente no sul e sudeste do país. Em alguma propriedades particulares o óleo também é utilizado como fonte de energia elétrica. A grande disponibilidade deste resíduo presente nos mais diversos restaurantes e indústrias alimentícias sendo descartada incorretamente todos os dias se torna um grave impacto ambiental e ao mesmo tempo um grande desperdício de recursos públicos na limpeza de esgotos e tratamento de água. Com esse estudo verificamos que trouxemos uma grande conscientização para a comunidade em reaproveitar o óleo usado na confecção de sabão, mas ainda existem muitos moradores que o descarta sem nenhum tratamento nas redes de esgotos.
  21. 21. Percebemos que a educação ambiental junto aos estabelecimentos comerciais e nas escolas é uma atividade de suma importância na medida em que esclarece e educa o cidadão a desfrutar melhor dos recursos naturais disponíveis e, na sua reutilização, evitar a contaminação do meio ambiente, transformando o resíduo em produtos para consumo próprio ou em fontes alternativas de renda.
  22. 22. BIBLIOGRAFIA Gandin, Danilo. A prática do planejamento participativo. 21.ed. – Petrópolis,RJ : Vozes, 2012. CARVALHO, I. C. de M., Educação ambiental crítica: nomes e endereçamentos da educação. In. LAURARGUES, Philippe Pornier( coord.): Identidades da educação ambiental brasileira / Ministério de Meio Ambiente. Diretoria de Educação Ambiental – Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2004. CONAMA. Disponível em: http://www.mma.gov.br/port/conama/. Acessado em; 25/10/14. Gohn, Maria da Gloria. Conselhos Gestores e participação sociopolítica. 4. ed. São Paulo : Cortez, 2011. LEITE, PAULO ROBERTO. Logística Reversa - Meio Ambiente e Competitividade. São Paulo, Pearson Prentice Hall, 2003. PORTAL DA SUSTENTABILIDADE. Disponível em: <http://www.sustentabilidade.org.br/ >. Acesso em: 01/jun/11.
  23. 23. RESIDENCIA DA REPUBLICA. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9795.htm. Acessado em 25/10/14. RIO MAIS VINTE. Disponível em: http://www.rio20.gov.br/clientes/rio20/rio20/sobre_a_rio_mais_20/desenvo lvimento-sustentavel.html. Acessado em: 25/10/2014. Pereira, A, C; Silva, G, Z; Carbonari, M, E, E. Sustentabilidade na prática: fundamentos, experiências e habilidades. Valinhos - SP. Anhanguera Publicações Ltda, 2011, 1°ed. SANEAGO. Disponível em: http://www.saneago.com.br/site/? id=esgoto6&tit=esgoto. Acessado em: 26/10/2014. STOCK, J. R. Development and Implementation of Reverse Logistics Programs . Council of Logistics Management, 1998. 247 p. VASCONCELLOS, Erlete S. de. Abordagem de questões socioambientais por meio de tema CTS : análise de prática pedagógica no ensino médio de química e proposição de atividades. 2008. Acesso em: 20 Mar. 2010. Valente, Luciana; Eugênio Cavalazi.Logística descomplicada. Com. Disponível em:http://www.logisticadescomplicada.com/logistica-reversa-muito- alem-da-reciclagem/. Acessado em: 25/10/14.

×