SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Curso de Especialização em
Regulação de Sistemas de Saúde
Módulo V – Regulação do Sistema Único de Saúde e
Regulação de Saúde Suplementar
Setembro / 2011
COMPLEXO REGULADOR
REGIONAL OESTE I - IPORÁ
.Dra. Lucélia Borges de Abreu Ferreira (SMS/Coord.)
.Dra. Márcia Letícia Uliana (Med. Autorizadora)
.Neila Aparecida Borges Gomes(Regulação/Adm.)
.Clinton Rezende Mendonça(Aux. Administração)
.Carmem Silvia Teixeira (Controle e Avaliação)
.Célia Maria Galvão (Controle e Avaliação)
.Viviane Roberta Martins (Regulação)
IPORÁ
• Distancia em relação à Goiânia: 216 km
• População: 31.060 habitantes
• Datas do início de utilização SISREG
(etapas de implantação do sistema)
.Ambulatorial: 15/09/2008
.Ambulatorial Regionalizado: 08/12/2008
• Quantidade de Unidades Executantes:
- 03 Unidades Públicas: Hospital Municipal de Iporá
Centro de Especialidade Odontológica e
Serviço de Reabilitação de Iporá.
.Quantidade de Unidades Solicitantes:
- 11. Sendo 08 Unidades ESF, HM, CEO e o SER.
.Quantidade de Municípios Pactuados:
- 13 ( Todos Solicitando no SISREG).
Unidades Solicitantes - Local
• Psf Central
• Psf Bairro Umuarama
• Psf Vila Itajubá
• Psf Vila Brasília
• Psf Jd. Monte Alto
• Psf Aguas Claras
• Psf Jd. Arco Iris
• Psf Vila Nova
• Centro de
Especialidades
Odontologica
• Serviço de
Reabilitação (Equipe
Multidisciplinar)
• Hospital Municipal de
Iporá (Interconsultas)
Municípios Pactuados –
Solicitantes/Sisreg.
• Amorinópolis
• Arenópolis
• Baliza
• Diorama
• Fazenda Nova
• Israelândia
• Jaupaci
• Moiporá
• Montes Claros
• Novo Brasil
• Palestina de Goiás
• Piranhas
Parâmetro do Sisreg/Iporá-Go.
• Visibilidade de Agenda de 1ª vez: 10 dias
• Visibilidade de Agenda Retorno: 40 dias
• Dias para cancelamento: 01 anterior à data
• Penalidade por falta: 60, 90 e/ou 120 dias,
dependendo de qual for o procedimento.
Procedimentos Regulados/Sisreg
• Consulta em: Cardiologia
Geral, Cirurgia Geral,Cirurgia
Ginecologica-Eletro-
Cauterização, Gineco-
Obstetrícia, Infectologia Geral,
Nutrição Infantil, Pediatria,
Ortopedia Geral, Saúde
Mental, Urologia Geral, Cirurgia
Odontológica, Exodontia,
Endodontia, Fonoaudiologia,
Fisioterapia,Psicologia, Serviço
Social.
• Grupos: Anatomopatologia e
Citopatologia,
Ultrassonográficos, Patologia
Clínica (exames de laboratório),
Pequenas Cirurgias,
Radiodiagnóstico, além de
Mamografia, Urografia,
Ecocardiografia Bidimensional
com ou sem doppler,
Endoscopia Digestiva Alta e
Eletrocardiograma, Colposcopia
e Biópsias.
BENEFICIOS ALCANÇADOS COM A
IMPLANTAÇÃO DO SISREG
• Maior oferta de procedimentos;
• Menor tempo de espera para agendamento-atendimento
do usuário;
• Maior comunicação entre as Unidades ESF ;
• Resolutividade imediata da solicitação medica;
• Diminuição do espaço físico percorrido pelo usuário;
• Maior rapidez no informativo de ficha do usuário;
• Maior e melhor controle dos fluxos;
• Visibilidade das reais necessidades por área;
• Aumento da auto-estima do paciente (pela opção de
escolha das datas);
• Aumento da auto-estima do funcionário/operador (pela
funcionalidade do sistema).
Dificuldades na utilização do SISREG
(software)
• Duplicidade de Cartão Sus – gera vários CS
para o mesmo paciente;
• Cadastro de Operadores – falta opção
EXCLUIR;
• Municípios pactuados com 02 recebedores –
Não dá visibilidade de cota/escolha, a consulta
é individual;
• Complicado retirar relatório – lentidão.
Sugestões para utilização do SISREG
(software)
• Interface com Cartão Sus – base federal;
• Interface com sistemas de Goiânia;
• Interface com sistemas de Faturamento e
demais.
Dificuldades na utilização do SISREG
(Humanização)
• Falta de capacitação constante de equipes;
• Falta de compromisso de alguns operadores e
funcionários que não entenderam, ainda, a
relevância da regulação da assistencia;
• Falta de definição/uso de protocolos;
• Fazer cumprir a Programação Pactuada e
Integrada (real) ;
• Falta de cumprimento de agendas (médicos em
constante afastamento, sem prévio aviso);
• Cancelamento de agenda sem aviso prévio
(falta de calendário municipal – prévio).
Perspectivas para utilização do SISREG
• Sendo o Sisreg uma ferramenta, comprovadamente, de
otimização para a Regulação, e, consequentemente,
para a consolidação do SUS, levando a um melhor
controle e programação, de forma geral a expectativa é
de que haja superação das já referidas dificuldades
tanto do ponto de vista SOFTWARE quanto de
HUMANIZAÇÃO. Sugerimos a complementação
funcional do mesmo com o desenvolvimento de um
Módulo-Prontuário facilitando assim o acesso do
médico ao histórico do paciente, em qualquer local que
se utilize o sistema.
• SISTEMA DE LISTA DE
ESPERA
A Central de Regulação
disponibiliza alguns serviços para
sua rede credenciada.
Para ter acesso a esses serviços,
a unidade credenciada deve ter
usuário e senha previamente
cadastrados. São inseridas
somente solicitações de
Consultas Especializadas e
Exames de Média Complexidade.
Datas do início
de utilização
SISLE :
30/11/2009
Oftalmologia...........................58
Reumatologia.........................07
Oncologia...............................46
Neurocirurgia..........................07
Neurologia..............................66
Psiquiatria...............................04
Cirurgia...................................23
Pneumologia...........................08
Ortopedia/Traumatologia........08
Cardiologia..............................06
Angiologia...............................06
Proctologia/Coloproctologia....11
Nefrologia/Urologia..................26
Infectologia/Dermatologia..........14
Otorrino......................................10
Pediatria.....................................04
Ginecologia/Mastologia.............09
Endocrinologia...........................04
Odontologia ..............................07
Dependência Química..............02
Geriatria.....................................01
Hematologia............................. 08
Gastropediatria.................... ... .04
Alergologia/Imunologia..............01
Angiologia/venosa/vascular..... .19
Total Geral:........................... .359
Consultas Especializadas
Ressonância.........042
.Tomografia..........132
.Cateterismo.........014
.Cintilografia.........028
.Densitometria......002
.Marca Passo...... 002
.Angioplastia........005
.Litotripsia............014
.Arteriografia...................004
.Biópsia(porTC)..............005
.Eco de Estresse............001
.Angioressonância.........001
.Angioplastia..................005
.Genot. do vírus
Hep.C.........................003
Total:.............................258
Alto Custo
Escanometria dos
MMII..............................001
EEG....................................001
Eletroneuromiografia..........005
Ecocardiografia...................001
USG Doppler colorido .......001
Histerossalpingografia........001
Pielografia
Ascendente....................001
Videocolonoscopia..............002
Retinografia Colorida
Binocular........................004
Microscopia Especular de
Córnea.............................02
Campimetria
Computadorizada...........004
Total:..................................023
Chequinho
Obrigada
• Kárita Silva Araújo
• Neila Aparecida Borges Gomes

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Regiao_OESTE_I.ppt

TECNOLOGIA APLICADA À SAÚDE.pptx
TECNOLOGIA APLICADA À SAÚDE.pptxTECNOLOGIA APLICADA À SAÚDE.pptx
TECNOLOGIA APLICADA À SAÚDE.pptxssuser51d27c1
 
aulatecnologiaaplicadaasade-131115074838-phpapp01.pdf
aulatecnologiaaplicadaasade-131115074838-phpapp01.pdfaulatecnologiaaplicadaasade-131115074838-phpapp01.pdf
aulatecnologiaaplicadaasade-131115074838-phpapp01.pdfNaiaraMendes13
 
Aula tecnologia aplicada a saúde
Aula tecnologia aplicada a saúdeAula tecnologia aplicada a saúde
Aula tecnologia aplicada a saúdeFernando Moura
 
Conteúdo Teórico - Módulo 2 - Sistemas de Informação
Conteúdo Teórico - Módulo 2 - Sistemas de InformaçãoConteúdo Teórico - Módulo 2 - Sistemas de Informação
Conteúdo Teórico - Módulo 2 - Sistemas de Informaçãoaagapesantamarcelina
 
7º Fórum Oncoguia - 28/06/2017 - Raquel Lisbôa (pt.2)
7º Fórum Oncoguia - 28/06/2017 - Raquel Lisbôa (pt.2)7º Fórum Oncoguia - 28/06/2017 - Raquel Lisbôa (pt.2)
7º Fórum Oncoguia - 28/06/2017 - Raquel Lisbôa (pt.2)Oncoguia
 
Por um diagnóstico de câncer mais ágil e de qualidade
Por um diagnóstico de câncer mais ágil e de qualidadePor um diagnóstico de câncer mais ágil e de qualidade
Por um diagnóstico de câncer mais ágil e de qualidadeOncoguia
 
Atenção Básica em rede, acessível, resolutiva e cuidadora - DAB
Atenção Básica em rede, acessível, resolutiva e cuidadora - DABAtenção Básica em rede, acessível, resolutiva e cuidadora - DAB
Atenção Básica em rede, acessível, resolutiva e cuidadora - DABcomunidadedepraticas
 
27154604-oficina-ampliacao-do-acesso-na-aps-e-programa-saude-na-hora.ppt
27154604-oficina-ampliacao-do-acesso-na-aps-e-programa-saude-na-hora.ppt27154604-oficina-ampliacao-do-acesso-na-aps-e-programa-saude-na-hora.ppt
27154604-oficina-ampliacao-do-acesso-na-aps-e-programa-saude-na-hora.pptEloisaMariaAlvesLope
 
Lei dos 60 dias, SISCAN e Portaria 140 - Sandro Martins
Lei dos 60 dias, SISCAN e Portaria 140 - Sandro Martins Lei dos 60 dias, SISCAN e Portaria 140 - Sandro Martins
Lei dos 60 dias, SISCAN e Portaria 140 - Sandro Martins Oncoguia
 
Administração e Gerência de Serviços Públicos de Saúde.pptx
Administração e Gerência de Serviços Públicos de Saúde.pptxAdministração e Gerência de Serviços Públicos de Saúde.pptx
Administração e Gerência de Serviços Públicos de Saúde.pptxFelipe Assan Remondi
 
Reunião tan grupo condutor agosto 2013
Reunião tan grupo condutor agosto 2013Reunião tan grupo condutor agosto 2013
Reunião tan grupo condutor agosto 2013Priscila Abdala
 
Administração hospitalar
Administração hospitalarAdministração hospitalar
Administração hospitalarJosy Braga
 
FGV / IBRE – TCU: Fiscalização e Responsabilização (accountability)
FGV / IBRE – TCU: Fiscalização e Responsabilização (accountability)FGV / IBRE – TCU: Fiscalização e Responsabilização (accountability)
FGV / IBRE – TCU: Fiscalização e Responsabilização (accountability)FGV | Fundação Getulio Vargas
 
Projeto Piloto de Cuidado Farmacêutica na Atenção Básica em Curitiba- Aprese...
Projeto Piloto de Cuidado  Farmacêutica na Atenção Básica em Curitiba- Aprese...Projeto Piloto de Cuidado  Farmacêutica na Atenção Básica em Curitiba- Aprese...
Projeto Piloto de Cuidado Farmacêutica na Atenção Básica em Curitiba- Aprese...HorusQualifar
 
Redes de saude que agregam valor
Redes de saude que agregam valorRedes de saude que agregam valor
Redes de saude que agregam valorCesar Camara
 

Semelhante a Regiao_OESTE_I.ppt (20)

TECNOLOGIA APLICADA À SAÚDE.pptx
TECNOLOGIA APLICADA À SAÚDE.pptxTECNOLOGIA APLICADA À SAÚDE.pptx
TECNOLOGIA APLICADA À SAÚDE.pptx
 
aulatecnologiaaplicadaasade-131115074838-phpapp01.pdf
aulatecnologiaaplicadaasade-131115074838-phpapp01.pdfaulatecnologiaaplicadaasade-131115074838-phpapp01.pdf
aulatecnologiaaplicadaasade-131115074838-phpapp01.pdf
 
Unimed Apresentação
Unimed ApresentaçãoUnimed Apresentação
Unimed Apresentação
 
A ORGANIZAÇÃO DA ATENÇÃO PRIMÁRIA A SAÚDE: A EXPERIÊNCIA DE FORTALEZA
A ORGANIZAÇÃO  DA  ATENÇÃO PRIMÁRIA A SAÚDE:  A EXPERIÊNCIA DE FORTALEZAA ORGANIZAÇÃO  DA  ATENÇÃO PRIMÁRIA A SAÚDE:  A EXPERIÊNCIA DE FORTALEZA
A ORGANIZAÇÃO DA ATENÇÃO PRIMÁRIA A SAÚDE: A EXPERIÊNCIA DE FORTALEZA
 
Cadastramento e-SUS
Cadastramento e-SUSCadastramento e-SUS
Cadastramento e-SUS
 
Aula tecnologia aplicada a saúde
Aula tecnologia aplicada a saúdeAula tecnologia aplicada a saúde
Aula tecnologia aplicada a saúde
 
Conteúdo Teórico - Módulo 2 - Sistemas de Informação
Conteúdo Teórico - Módulo 2 - Sistemas de InformaçãoConteúdo Teórico - Módulo 2 - Sistemas de Informação
Conteúdo Teórico - Módulo 2 - Sistemas de Informação
 
7º Fórum Oncoguia - 28/06/2017 - Raquel Lisbôa (pt.2)
7º Fórum Oncoguia - 28/06/2017 - Raquel Lisbôa (pt.2)7º Fórum Oncoguia - 28/06/2017 - Raquel Lisbôa (pt.2)
7º Fórum Oncoguia - 28/06/2017 - Raquel Lisbôa (pt.2)
 
UPA 24hs
UPA 24hsUPA 24hs
UPA 24hs
 
Por um diagnóstico de câncer mais ágil e de qualidade
Por um diagnóstico de câncer mais ágil e de qualidadePor um diagnóstico de câncer mais ágil e de qualidade
Por um diagnóstico de câncer mais ágil e de qualidade
 
Atenção Básica em rede, acessível, resolutiva e cuidadora - DAB
Atenção Básica em rede, acessível, resolutiva e cuidadora - DABAtenção Básica em rede, acessível, resolutiva e cuidadora - DAB
Atenção Básica em rede, acessível, resolutiva e cuidadora - DAB
 
27154604-oficina-ampliacao-do-acesso-na-aps-e-programa-saude-na-hora.ppt
27154604-oficina-ampliacao-do-acesso-na-aps-e-programa-saude-na-hora.ppt27154604-oficina-ampliacao-do-acesso-na-aps-e-programa-saude-na-hora.ppt
27154604-oficina-ampliacao-do-acesso-na-aps-e-programa-saude-na-hora.ppt
 
Lei dos 60 dias, SISCAN e Portaria 140 - Sandro Martins
Lei dos 60 dias, SISCAN e Portaria 140 - Sandro Martins Lei dos 60 dias, SISCAN e Portaria 140 - Sandro Martins
Lei dos 60 dias, SISCAN e Portaria 140 - Sandro Martins
 
Administração e Gerência de Serviços Públicos de Saúde.pptx
Administração e Gerência de Serviços Públicos de Saúde.pptxAdministração e Gerência de Serviços Públicos de Saúde.pptx
Administração e Gerência de Serviços Públicos de Saúde.pptx
 
Reunião tan grupo condutor agosto 2013
Reunião tan grupo condutor agosto 2013Reunião tan grupo condutor agosto 2013
Reunião tan grupo condutor agosto 2013
 
Sistemas de apoio nas ras
Sistemas de apoio nas rasSistemas de apoio nas ras
Sistemas de apoio nas ras
 
Administração hospitalar
Administração hospitalarAdministração hospitalar
Administração hospitalar
 
FGV / IBRE – TCU: Fiscalização e Responsabilização (accountability)
FGV / IBRE – TCU: Fiscalização e Responsabilização (accountability)FGV / IBRE – TCU: Fiscalização e Responsabilização (accountability)
FGV / IBRE – TCU: Fiscalização e Responsabilização (accountability)
 
Projeto Piloto de Cuidado Farmacêutica na Atenção Básica em Curitiba- Aprese...
Projeto Piloto de Cuidado  Farmacêutica na Atenção Básica em Curitiba- Aprese...Projeto Piloto de Cuidado  Farmacêutica na Atenção Básica em Curitiba- Aprese...
Projeto Piloto de Cuidado Farmacêutica na Atenção Básica em Curitiba- Aprese...
 
Redes de saude que agregam valor
Redes de saude que agregam valorRedes de saude que agregam valor
Redes de saude que agregam valor
 

Mais de Alice Costa

LIVRO PÓS-ROUND cm.docx
LIVRO PÓS-ROUND cm.docxLIVRO PÓS-ROUND cm.docx
LIVRO PÓS-ROUND cm.docxAlice Costa
 
ESCALA DE SWIFT.pptx
ESCALA DE SWIFT.pptxESCALA DE SWIFT.pptx
ESCALA DE SWIFT.pptxAlice Costa
 
DOC 01 CHECK LIST. LINHA DE CUIDADOS PAC LESÃO DE PELE.pdf
DOC 01 CHECK LIST. LINHA DE CUIDADOS PAC LESÃO DE PELE.pdfDOC 01 CHECK LIST. LINHA DE CUIDADOS PAC LESÃO DE PELE.pdf
DOC 01 CHECK LIST. LINHA DE CUIDADOS PAC LESÃO DE PELE.pdfAlice Costa
 
programas de saude.pptx
programas de saude.pptxprogramas de saude.pptx
programas de saude.pptxAlice Costa
 
(49) atos dos apostolos
(49) atos dos apostolos(49) atos dos apostolos
(49) atos dos apostolosAlice Costa
 
Manual do obreiro adrv 2019
Manual do obreiro adrv 2019Manual do obreiro adrv 2019
Manual do obreiro adrv 2019Alice Costa
 
Acolhimento classificaao risco_servico_urgencia
Acolhimento classificaao risco_servico_urgenciaAcolhimento classificaao risco_servico_urgencia
Acolhimento classificaao risco_servico_urgenciaAlice Costa
 
10 passos seguranca paciente
10 passos seguranca paciente10 passos seguranca paciente
10 passos seguranca pacienteAlice Costa
 
áCido peracético
áCido peracéticoáCido peracético
áCido peracéticoAlice Costa
 

Mais de Alice Costa (10)

LIVRO PÓS-ROUND cm.docx
LIVRO PÓS-ROUND cm.docxLIVRO PÓS-ROUND cm.docx
LIVRO PÓS-ROUND cm.docx
 
ESCALA DE SWIFT.pptx
ESCALA DE SWIFT.pptxESCALA DE SWIFT.pptx
ESCALA DE SWIFT.pptx
 
DOC 01 CHECK LIST. LINHA DE CUIDADOS PAC LESÃO DE PELE.pdf
DOC 01 CHECK LIST. LINHA DE CUIDADOS PAC LESÃO DE PELE.pdfDOC 01 CHECK LIST. LINHA DE CUIDADOS PAC LESÃO DE PELE.pdf
DOC 01 CHECK LIST. LINHA DE CUIDADOS PAC LESÃO DE PELE.pdf
 
programas de saude.pptx
programas de saude.pptxprogramas de saude.pptx
programas de saude.pptx
 
(49) atos dos apostolos
(49) atos dos apostolos(49) atos dos apostolos
(49) atos dos apostolos
 
Manual do obreiro adrv 2019
Manual do obreiro adrv 2019Manual do obreiro adrv 2019
Manual do obreiro adrv 2019
 
Ambiencia
AmbienciaAmbiencia
Ambiencia
 
Acolhimento classificaao risco_servico_urgencia
Acolhimento classificaao risco_servico_urgenciaAcolhimento classificaao risco_servico_urgencia
Acolhimento classificaao risco_servico_urgencia
 
10 passos seguranca paciente
10 passos seguranca paciente10 passos seguranca paciente
10 passos seguranca paciente
 
áCido peracético
áCido peracéticoáCido peracético
áCido peracético
 

Último

Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdfDengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdfEduardoSilva185439
 
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTALDEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTALCarlosLinsJr
 
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obrasosnikobus1
 
Técnica Shantala para bebês: relaxamento
Técnica Shantala para bebês: relaxamentoTécnica Shantala para bebês: relaxamento
Técnica Shantala para bebês: relaxamentoPamelaMariaMoreiraFo
 
Aula sobre ANSIEDADE & Cuidados de Enfermagem
Aula sobre ANSIEDADE & Cuidados de EnfermagemAula sobre ANSIEDADE & Cuidados de Enfermagem
Aula sobre ANSIEDADE & Cuidados de EnfermagemCarlosLinsJr
 
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdfPLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdfHELLEN CRISTINA
 
avaliação pratica. pdf
avaliação pratica.                           pdfavaliação pratica.                           pdf
avaliação pratica. pdfHELLEN CRISTINA
 
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteinaaula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteinajarlianezootecnista
 
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdfA HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdfMarceloMonteiro213738
 
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdf
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdfAULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdf
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdfLviaParanaguNevesdeL
 
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdf
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdfAULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdf
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdfLviaParanaguNevesdeL
 
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptx
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptxAULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptx
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptxEnfaVivianeCampos
 
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999vanessa270433
 
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTO
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTOPROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTO
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTOvilcielepazebem
 

Último (14)

Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdfDengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
Dengue aspectos clinicos sintomas e forma de prevenir.pdf
 
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTALDEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
DEPRESSÃO E CUIDADOS DE ENFERMAGEM - SAÚDE MENTAL
 
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
1. 2 PLACAS DE SINALIAÇÃO - (1).pptx Material de obras
 
Técnica Shantala para bebês: relaxamento
Técnica Shantala para bebês: relaxamentoTécnica Shantala para bebês: relaxamento
Técnica Shantala para bebês: relaxamento
 
Aula sobre ANSIEDADE & Cuidados de Enfermagem
Aula sobre ANSIEDADE & Cuidados de EnfermagemAula sobre ANSIEDADE & Cuidados de Enfermagem
Aula sobre ANSIEDADE & Cuidados de Enfermagem
 
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdfPLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I  GESTaO.pdf
PLANO DE ENSINO Disciplina Projeto Integrado I GESTaO.pdf
 
avaliação pratica. pdf
avaliação pratica.                           pdfavaliação pratica.                           pdf
avaliação pratica. pdf
 
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteinaaula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
aula 7. proteínas.ppt. conceitos de proteina
 
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdfA HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
A HISTÓRIA DA AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA..pdf
 
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdf
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdfAULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdf
AULA_08 SAÚDE E ALIMENTAÇÃO DO IDOSO.pdf
 
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdf
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdfAULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdf
AULA_11 PRINCIPAIS DOENÇAS DO ENVELHECIMENTO.pdf
 
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptx
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptxAULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptx
AULA 12 DESENVOLVIMENTO FETAL E MUDANÇAS NO CORPO DA MULHER.pptx
 
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
AULA 12 Sistema urinário.pptx9999999999999
 
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTO
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTOPROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTO
PROCESSOS PSICOLOGICOS LINGUAGEM E PENSAMENTO
 

Regiao_OESTE_I.ppt

Notas do Editor

  1. L