SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
ÁCIDO PERACÉTICO
Enf. Gisela BrunsEnf. Gisela Bruns
LEGISLAÇÃO
Portaria n.º 122/93 - ANVISA inclui o
princípio ativo na Portaria nº15/88, para
uso esterilizante, desinfetante hospitalar
para superfícies fixas e para artigos semi-
críticos e desinfetante para a indústria
alimentícia.
ÁCIDO PERACÉTICO
Agente químico oxidante (oxida
enzimas essenciais para a sobrevivência e
reprodução dos microorganismos).
Bactericida, fungicida, viruscida e
esporicida até em baixas concentrações
(0,001% a 0,2%).
ÁCIDO PERACÉTICO
VANTAGENS
Age mesmo na
presença de matéria
orgânica.
Não forma resíduos
tóxicos.
Possui odor menos
forte que o gluta.
DESVANTAGENS
É corrosivo para
cobre, bronze, aço
carbono e ferro
galvanizado.
Risco de lesão
ocular grave se
houver contato.
Estabilidade.
ÁCIDO PERACÉTICO
Indicado para desinfecção de alto
nível (10 min) e esterilização de artigos
críticos e semi-críticos (60 min).
Existem fórmulas comerciais que são
associadas ao peróxido de hidrogênio.
VÍRUS MÉDIOS OU
LIPÍDICOS
vírus HBV, HIV
BACTÉRIAS VEGETATIVAS
Pseudomonas aeruginosa
FUNGOS
Cândida spp
VÍRUS PEQUENOS OU
NÃO LIPÍDICOS
poliovírus
MICOBACTÉRIAS
PRIONS
D. Creutzafeld Jacob
MAIOR
RESISTÊNCIA
aldeídos e ácido peracético
Alto Nível
álcool, hipoclorito de sódio a 1%,
cloro orgânico, fenol sintético
Nível Intermediário
quaternário de amônio
e hipoclorito de sódio 0,2%
Baixo Nível
MENOR
RESISTÊNCIA
Desinfecção químicaDesinfecção química
ESPOROS BACTERIANOS
Bacillus subtillis
ÁCIDO PERACÉTICO
Utiliza-se equipamentos automáticos com
ácido peracético para esterilizar/desinfetar
artigos termosensíveis passíveis de imersão
(endoscópios de fibras ópticas).
O equipamento é computadorizado. O
processo de esterilização dura 20 min em
temperatura entre 50° a 56°C.
ÁCIDO PERACÉTICO
A esterilização à frio (imersão de
artigos em um germicida líquido)
é uma opção, embora não seja
amplamente utilizada devido às
dificuldades de operacionalização
segura do processo.
A esterilização à frio (imersão de
artigos em um germicida líquido)
é uma opção, embora não seja
amplamente utilizada devido às
dificuldades de operacionalização
segura do processo.
Os artigos esterilizados por
esse meio deverão ser utilizados
imediatamente. Antes, porém,
devem ser enxaguados com água
estéril.
Os artigos esterilizados por
esse meio deverão ser utilizados
imediatamente. Antes, porém,
devem ser enxaguados com água
estéril.
Na literatura são encontradas
diferentes opiniões sobre a forma de
monitoramento. Existe uma fita
indicadora específica para a leitura da
concentração do ácido peracético.
Na literatura são encontradas
diferentes opiniões sobre a forma de
monitoramento. Existe uma fita
indicadora específica para a leitura da
concentração do ácido peracético.
ÁCIDO PERACÉTICO
O sucesso dos processos de
desinfecção e esterilização depende:
DA ESCOLHA CORRETA E CRITERIOSA
DA APLICAÇÃO E OBSERVAÇÃO DAS
CARACTERÍSTICAS DOS AGENTES
DA MANUTENÇÃO DOS REQUISITOS DE
QUALIDADE
Com o uso de desinfetantes
ineficazes, o objetivo dos processos
em questão, que é a destruição dos
microorganismos, não é alcançado.
As pessoas que vencem neste mundoAs pessoas que vencem neste mundo
sãosão
as que procuram as circunstâncias de queas que procuram as circunstâncias de que
precisam e, quando não as encontram,precisam e, quando não as encontram,
as criam."as criam."
Bernard ShawBernard Shaw
Obrigada
!
cirurgico@hon.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Monitoramento da Esterilização
Monitoramento da EsterilizaçãoMonitoramento da Esterilização
Monitoramento da EsterilizaçãoJanaína Lassala
 
Limpeza e preparo de materiais para esterilização - Central de Material Ester...
Limpeza e preparo de materiais para esterilização - Central de Material Ester...Limpeza e preparo de materiais para esterilização - Central de Material Ester...
Limpeza e preparo de materiais para esterilização - Central de Material Ester...Teresa Oliveira
 
Desinfecção e Esterilização
Desinfecção e EsterilizaçãoDesinfecção e Esterilização
Desinfecção e EsterilizaçãoFlavia Carmo
 
Limpeza, desinfecção e esterilização de artigos como medidas de prevenção e c...
Limpeza, desinfecção e esterilização de artigos como medidas de prevenção e c...Limpeza, desinfecção e esterilização de artigos como medidas de prevenção e c...
Limpeza, desinfecção e esterilização de artigos como medidas de prevenção e c...Conceicao Cavalcante
 
Princípios de biossegurança pdf
Princípios de biossegurança pdfPrincípios de biossegurança pdf
Princípios de biossegurança pdfRherysonn Pantoja
 
Processo de esterilização
Processo de esterilizaçãoProcesso de esterilização
Processo de esterilizaçãoAmanda Amate
 
Aula controle de qualidade 1 copia (1)
Aula controle de qualidade 1   copia (1)Aula controle de qualidade 1   copia (1)
Aula controle de qualidade 1 copia (1)Nemésio Carlos Silva
 
Uso de detergente pré lavagem aliando melhoria do processo de limpeza à preve...
Uso de detergente pré lavagem aliando melhoria do processo de limpeza à preve...Uso de detergente pré lavagem aliando melhoria do processo de limpeza à preve...
Uso de detergente pré lavagem aliando melhoria do processo de limpeza à preve...Labnews
 
Aula Central de material Esterilizado
Aula Central de material EsterilizadoAula Central de material Esterilizado
Aula Central de material EsterilizadoConceição Quirino
 
Aula biossegurança
Aula biossegurançaAula biossegurança
Aula biossegurançaRenatbar
 
Pop uso e descarte de material perfurocortante
Pop uso e descarte de material perfurocortantePop uso e descarte de material perfurocortante
Pop uso e descarte de material perfurocortanteItaecio Lane Itaecio Lane
 

Mais procurados (20)

Biossegurança
BiossegurançaBiossegurança
Biossegurança
 
áCido peracético
áCido peracéticoáCido peracético
áCido peracético
 
Monitoramento da Esterilização
Monitoramento da EsterilizaçãoMonitoramento da Esterilização
Monitoramento da Esterilização
 
Limpeza e preparo de materiais para esterilização - Central de Material Ester...
Limpeza e preparo de materiais para esterilização - Central de Material Ester...Limpeza e preparo de materiais para esterilização - Central de Material Ester...
Limpeza e preparo de materiais para esterilização - Central de Material Ester...
 
Desinfecção e Esterilização
Desinfecção e EsterilizaçãoDesinfecção e Esterilização
Desinfecção e Esterilização
 
2. biossegurança
2. biossegurança2. biossegurança
2. biossegurança
 
Limpeza, desinfecção e esterilização de artigos como medidas de prevenção e c...
Limpeza, desinfecção e esterilização de artigos como medidas de prevenção e c...Limpeza, desinfecção e esterilização de artigos como medidas de prevenção e c...
Limpeza, desinfecção e esterilização de artigos como medidas de prevenção e c...
 
Esterilizacao
EsterilizacaoEsterilizacao
Esterilizacao
 
Princípios de biossegurança pdf
Princípios de biossegurança pdfPrincípios de biossegurança pdf
Princípios de biossegurança pdf
 
Processo de esterilização
Processo de esterilizaçãoProcesso de esterilização
Processo de esterilização
 
Aula controle de qualidade 1 copia (1)
Aula controle de qualidade 1   copia (1)Aula controle de qualidade 1   copia (1)
Aula controle de qualidade 1 copia (1)
 
Centro cirurgico
Centro cirurgico Centro cirurgico
Centro cirurgico
 
Biossegurança
Biossegurança Biossegurança
Biossegurança
 
Estudo dirigido
Estudo dirigidoEstudo dirigido
Estudo dirigido
 
Uso de detergente pré lavagem aliando melhoria do processo de limpeza à preve...
Uso de detergente pré lavagem aliando melhoria do processo de limpeza à preve...Uso de detergente pré lavagem aliando melhoria do processo de limpeza à preve...
Uso de detergente pré lavagem aliando melhoria do processo de limpeza à preve...
 
Aula Central de material Esterilizado
Aula Central de material EsterilizadoAula Central de material Esterilizado
Aula Central de material Esterilizado
 
Assepsia e antissepsia
Assepsia e antissepsiaAssepsia e antissepsia
Assepsia e antissepsia
 
Biossegurança pdf
Biossegurança pdfBiossegurança pdf
Biossegurança pdf
 
Aula biossegurança
Aula biossegurançaAula biossegurança
Aula biossegurança
 
Pop uso e descarte de material perfurocortante
Pop uso e descarte de material perfurocortantePop uso e descarte de material perfurocortante
Pop uso e descarte de material perfurocortante
 

Semelhante a áCido peracético

Aula 24 - CC e CME II (Slide).pptx
Aula 24 - CC e CME II (Slide).pptxAula 24 - CC e CME II (Slide).pptx
Aula 24 - CC e CME II (Slide).pptxFelipe Ribeiro
 
Esterilizacaoesterelização
EsterilizacaoesterelizaçãoEsterilizacaoesterelização
EsterilizacaoesterelizaçãoWillian França
 
CBE - Esterilização por Radiação Gama em Embalagens Farmacêuticas, Veterinári...
CBE - Esterilização por Radiação Gama em Embalagens Farmacêuticas, Veterinári...CBE - Esterilização por Radiação Gama em Embalagens Farmacêuticas, Veterinári...
CBE - Esterilização por Radiação Gama em Embalagens Farmacêuticas, Veterinári...24x7 COMUNICAÇÃO
 
Controle de infecção em endoscopia 2010 (2ª parte)
Controle de infecção em endoscopia 2010 (2ª parte)Controle de infecção em endoscopia 2010 (2ª parte)
Controle de infecção em endoscopia 2010 (2ª parte)CCIH - HSL
 
grupo-de-estudos-em-ccih-central-de-materiais-estereis-cme.pdf
grupo-de-estudos-em-ccih-central-de-materiais-estereis-cme.pdfgrupo-de-estudos-em-ccih-central-de-materiais-estereis-cme.pdf
grupo-de-estudos-em-ccih-central-de-materiais-estereis-cme.pdfvanessa270433
 
Apresentação cursoanvisa
Apresentação cursoanvisaApresentação cursoanvisa
Apresentação cursoanvisaMay Moura
 
Guiadaqualidadesistemasdetratamentoagua anvisa-2013
Guiadaqualidadesistemasdetratamentoagua anvisa-2013Guiadaqualidadesistemasdetratamentoagua anvisa-2013
Guiadaqualidadesistemasdetratamentoagua anvisa-2013Cristina de Melo
 
Guia de qualidade_para_sistemas[1]
Guia de qualidade_para_sistemas[1]Guia de qualidade_para_sistemas[1]
Guia de qualidade_para_sistemas[1]cvsantos
 
Tecnologia Pdq H Aditivo Oxí BiodegradáVel (3)
Tecnologia Pdq H  Aditivo Oxí BiodegradáVel (3)Tecnologia Pdq H  Aditivo Oxí BiodegradáVel (3)
Tecnologia Pdq H Aditivo Oxí BiodegradáVel (3)ktisti
 
Sistema Conservante - aula slide anotada.ppt
Sistema Conservante - aula slide anotada.pptSistema Conservante - aula slide anotada.ppt
Sistema Conservante - aula slide anotada.pptaljcedu
 
AULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM E FARMÁCIA
AULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM  E FARMÁCIAAULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM  E FARMÁCIA
AULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM E FARMÁCIAKarineRibeiro57
 
[Bi00 wo][ft][white oxa plus][edencolors][pt]
[Bi00 wo][ft][white oxa plus][edencolors][pt][Bi00 wo][ft][white oxa plus][edencolors][pt]
[Bi00 wo][ft][white oxa plus][edencolors][pt]Manuel Lopes
 
1. pac 07 controle integrado de pragas (cip)
1. pac 07  controle integrado de pragas (cip)1. pac 07  controle integrado de pragas (cip)
1. pac 07 controle integrado de pragas (cip)Daniel Jovana Joaquim
 
apresentacao-saneantes_orientacoes-para-o-registro-de-produtos.pdf
apresentacao-saneantes_orientacoes-para-o-registro-de-produtos.pdfapresentacao-saneantes_orientacoes-para-o-registro-de-produtos.pdf
apresentacao-saneantes_orientacoes-para-o-registro-de-produtos.pdfHlioRibeirodeAlmeida
 
Controle de qualidade da água 2020.pdf
Controle de qualidade da água 2020.pdfControle de qualidade da água 2020.pdf
Controle de qualidade da água 2020.pdfzoio1
 
Limpeza de artigos médico
Limpeza de artigos médicoLimpeza de artigos médico
Limpeza de artigos médicoJPaulo23
 

Semelhante a áCido peracético (20)

Exemplo de santitizantes
Exemplo de santitizantesExemplo de santitizantes
Exemplo de santitizantes
 
Aula 24 - CC e CME II (Slide).pptx
Aula 24 - CC e CME II (Slide).pptxAula 24 - CC e CME II (Slide).pptx
Aula 24 - CC e CME II (Slide).pptx
 
Esterilizacaoesterelização
EsterilizacaoesterelizaçãoEsterilizacaoesterelização
Esterilizacaoesterelização
 
CBE - Esterilização por Radiação Gama em Embalagens Farmacêuticas, Veterinári...
CBE - Esterilização por Radiação Gama em Embalagens Farmacêuticas, Veterinári...CBE - Esterilização por Radiação Gama em Embalagens Farmacêuticas, Veterinári...
CBE - Esterilização por Radiação Gama em Embalagens Farmacêuticas, Veterinári...
 
Controle de infecção em endoscopia 2010 (2ª parte)
Controle de infecção em endoscopia 2010 (2ª parte)Controle de infecção em endoscopia 2010 (2ª parte)
Controle de infecção em endoscopia 2010 (2ª parte)
 
grupo-de-estudos-em-ccih-central-de-materiais-estereis-cme.pdf
grupo-de-estudos-em-ccih-central-de-materiais-estereis-cme.pdfgrupo-de-estudos-em-ccih-central-de-materiais-estereis-cme.pdf
grupo-de-estudos-em-ccih-central-de-materiais-estereis-cme.pdf
 
Apresentação cursoanvisa
Apresentação cursoanvisaApresentação cursoanvisa
Apresentação cursoanvisa
 
Guiadaqualidadesistemasdetratamentoagua anvisa-2013
Guiadaqualidadesistemasdetratamentoagua anvisa-2013Guiadaqualidadesistemasdetratamentoagua anvisa-2013
Guiadaqualidadesistemasdetratamentoagua anvisa-2013
 
Guia de qualidade_para_sistemas[1]
Guia de qualidade_para_sistemas[1]Guia de qualidade_para_sistemas[1]
Guia de qualidade_para_sistemas[1]
 
Tecnologia Pdq H Aditivo Oxí BiodegradáVel (3)
Tecnologia Pdq H  Aditivo Oxí BiodegradáVel (3)Tecnologia Pdq H  Aditivo Oxí BiodegradáVel (3)
Tecnologia Pdq H Aditivo Oxí BiodegradáVel (3)
 
guia_purificacao_de_agua.pdf
guia_purificacao_de_agua.pdfguia_purificacao_de_agua.pdf
guia_purificacao_de_agua.pdf
 
Sistema Conservante - aula slide anotada.ppt
Sistema Conservante - aula slide anotada.pptSistema Conservante - aula slide anotada.ppt
Sistema Conservante - aula slide anotada.ppt
 
Programa de treinamento
Programa de treinamentoPrograma de treinamento
Programa de treinamento
 
AULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM E FARMÁCIA
AULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM  E FARMÁCIAAULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM  E FARMÁCIA
AULA DE BISSEGURANÇA TURMA DE ENFERMAGEM E FARMÁCIA
 
Tecnologia para Licenciamento
Tecnologia para LicenciamentoTecnologia para Licenciamento
Tecnologia para Licenciamento
 
[Bi00 wo][ft][white oxa plus][edencolors][pt]
[Bi00 wo][ft][white oxa plus][edencolors][pt][Bi00 wo][ft][white oxa plus][edencolors][pt]
[Bi00 wo][ft][white oxa plus][edencolors][pt]
 
1. pac 07 controle integrado de pragas (cip)
1. pac 07  controle integrado de pragas (cip)1. pac 07  controle integrado de pragas (cip)
1. pac 07 controle integrado de pragas (cip)
 
apresentacao-saneantes_orientacoes-para-o-registro-de-produtos.pdf
apresentacao-saneantes_orientacoes-para-o-registro-de-produtos.pdfapresentacao-saneantes_orientacoes-para-o-registro-de-produtos.pdf
apresentacao-saneantes_orientacoes-para-o-registro-de-produtos.pdf
 
Controle de qualidade da água 2020.pdf
Controle de qualidade da água 2020.pdfControle de qualidade da água 2020.pdf
Controle de qualidade da água 2020.pdf
 
Limpeza de artigos médico
Limpeza de artigos médicoLimpeza de artigos médico
Limpeza de artigos médico
 

Mais de Alice Costa

LIVRO PÓS-ROUND cm.docx
LIVRO PÓS-ROUND cm.docxLIVRO PÓS-ROUND cm.docx
LIVRO PÓS-ROUND cm.docxAlice Costa
 
ESCALA DE SWIFT.pptx
ESCALA DE SWIFT.pptxESCALA DE SWIFT.pptx
ESCALA DE SWIFT.pptxAlice Costa
 
DOC 01 CHECK LIST. LINHA DE CUIDADOS PAC LESÃO DE PELE.pdf
DOC 01 CHECK LIST. LINHA DE CUIDADOS PAC LESÃO DE PELE.pdfDOC 01 CHECK LIST. LINHA DE CUIDADOS PAC LESÃO DE PELE.pdf
DOC 01 CHECK LIST. LINHA DE CUIDADOS PAC LESÃO DE PELE.pdfAlice Costa
 
Regiao_OESTE_I.ppt
Regiao_OESTE_I.pptRegiao_OESTE_I.ppt
Regiao_OESTE_I.pptAlice Costa
 
programas de saude.pptx
programas de saude.pptxprogramas de saude.pptx
programas de saude.pptxAlice Costa
 
(49) atos dos apostolos
(49) atos dos apostolos(49) atos dos apostolos
(49) atos dos apostolosAlice Costa
 
Manual do obreiro adrv 2019
Manual do obreiro adrv 2019Manual do obreiro adrv 2019
Manual do obreiro adrv 2019Alice Costa
 
Acolhimento classificaao risco_servico_urgencia
Acolhimento classificaao risco_servico_urgenciaAcolhimento classificaao risco_servico_urgencia
Acolhimento classificaao risco_servico_urgenciaAlice Costa
 
10 passos seguranca paciente
10 passos seguranca paciente10 passos seguranca paciente
10 passos seguranca pacienteAlice Costa
 

Mais de Alice Costa (10)

LIVRO PÓS-ROUND cm.docx
LIVRO PÓS-ROUND cm.docxLIVRO PÓS-ROUND cm.docx
LIVRO PÓS-ROUND cm.docx
 
ESCALA DE SWIFT.pptx
ESCALA DE SWIFT.pptxESCALA DE SWIFT.pptx
ESCALA DE SWIFT.pptx
 
DOC 01 CHECK LIST. LINHA DE CUIDADOS PAC LESÃO DE PELE.pdf
DOC 01 CHECK LIST. LINHA DE CUIDADOS PAC LESÃO DE PELE.pdfDOC 01 CHECK LIST. LINHA DE CUIDADOS PAC LESÃO DE PELE.pdf
DOC 01 CHECK LIST. LINHA DE CUIDADOS PAC LESÃO DE PELE.pdf
 
Regiao_OESTE_I.ppt
Regiao_OESTE_I.pptRegiao_OESTE_I.ppt
Regiao_OESTE_I.ppt
 
programas de saude.pptx
programas de saude.pptxprogramas de saude.pptx
programas de saude.pptx
 
(49) atos dos apostolos
(49) atos dos apostolos(49) atos dos apostolos
(49) atos dos apostolos
 
Manual do obreiro adrv 2019
Manual do obreiro adrv 2019Manual do obreiro adrv 2019
Manual do obreiro adrv 2019
 
Ambiencia
AmbienciaAmbiencia
Ambiencia
 
Acolhimento classificaao risco_servico_urgencia
Acolhimento classificaao risco_servico_urgenciaAcolhimento classificaao risco_servico_urgencia
Acolhimento classificaao risco_servico_urgencia
 
10 passos seguranca paciente
10 passos seguranca paciente10 passos seguranca paciente
10 passos seguranca paciente
 

Último

Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasRecurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasCasa Ciências
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?MrciaRocha48
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoSilvaDias3
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 

Último (20)

Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de PartículasRecurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
Recurso Casa das Ciências: Sistemas de Partículas
 
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
Empreendedorismo: O que é ser empreendedor?
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 

áCido peracético

  • 1. ÁCIDO PERACÉTICO Enf. Gisela BrunsEnf. Gisela Bruns
  • 2. LEGISLAÇÃO Portaria n.º 122/93 - ANVISA inclui o princípio ativo na Portaria nº15/88, para uso esterilizante, desinfetante hospitalar para superfícies fixas e para artigos semi- críticos e desinfetante para a indústria alimentícia.
  • 3. ÁCIDO PERACÉTICO Agente químico oxidante (oxida enzimas essenciais para a sobrevivência e reprodução dos microorganismos). Bactericida, fungicida, viruscida e esporicida até em baixas concentrações (0,001% a 0,2%).
  • 4. ÁCIDO PERACÉTICO VANTAGENS Age mesmo na presença de matéria orgânica. Não forma resíduos tóxicos. Possui odor menos forte que o gluta. DESVANTAGENS É corrosivo para cobre, bronze, aço carbono e ferro galvanizado. Risco de lesão ocular grave se houver contato. Estabilidade.
  • 5. ÁCIDO PERACÉTICO Indicado para desinfecção de alto nível (10 min) e esterilização de artigos críticos e semi-críticos (60 min). Existem fórmulas comerciais que são associadas ao peróxido de hidrogênio.
  • 6. VÍRUS MÉDIOS OU LIPÍDICOS vírus HBV, HIV BACTÉRIAS VEGETATIVAS Pseudomonas aeruginosa FUNGOS Cândida spp VÍRUS PEQUENOS OU NÃO LIPÍDICOS poliovírus MICOBACTÉRIAS PRIONS D. Creutzafeld Jacob MAIOR RESISTÊNCIA aldeídos e ácido peracético Alto Nível álcool, hipoclorito de sódio a 1%, cloro orgânico, fenol sintético Nível Intermediário quaternário de amônio e hipoclorito de sódio 0,2% Baixo Nível MENOR RESISTÊNCIA Desinfecção químicaDesinfecção química ESPOROS BACTERIANOS Bacillus subtillis
  • 7. ÁCIDO PERACÉTICO Utiliza-se equipamentos automáticos com ácido peracético para esterilizar/desinfetar artigos termosensíveis passíveis de imersão (endoscópios de fibras ópticas). O equipamento é computadorizado. O processo de esterilização dura 20 min em temperatura entre 50° a 56°C.
  • 8. ÁCIDO PERACÉTICO A esterilização à frio (imersão de artigos em um germicida líquido) é uma opção, embora não seja amplamente utilizada devido às dificuldades de operacionalização segura do processo. A esterilização à frio (imersão de artigos em um germicida líquido) é uma opção, embora não seja amplamente utilizada devido às dificuldades de operacionalização segura do processo. Os artigos esterilizados por esse meio deverão ser utilizados imediatamente. Antes, porém, devem ser enxaguados com água estéril. Os artigos esterilizados por esse meio deverão ser utilizados imediatamente. Antes, porém, devem ser enxaguados com água estéril. Na literatura são encontradas diferentes opiniões sobre a forma de monitoramento. Existe uma fita indicadora específica para a leitura da concentração do ácido peracético. Na literatura são encontradas diferentes opiniões sobre a forma de monitoramento. Existe uma fita indicadora específica para a leitura da concentração do ácido peracético.
  • 9. ÁCIDO PERACÉTICO O sucesso dos processos de desinfecção e esterilização depende: DA ESCOLHA CORRETA E CRITERIOSA DA APLICAÇÃO E OBSERVAÇÃO DAS CARACTERÍSTICAS DOS AGENTES DA MANUTENÇÃO DOS REQUISITOS DE QUALIDADE
  • 10. Com o uso de desinfetantes ineficazes, o objetivo dos processos em questão, que é a destruição dos microorganismos, não é alcançado.
  • 11. As pessoas que vencem neste mundoAs pessoas que vencem neste mundo sãosão as que procuram as circunstâncias de queas que procuram as circunstâncias de que precisam e, quando não as encontram,precisam e, quando não as encontram, as criam."as criam." Bernard ShawBernard Shaw

Notas do Editor

  1. Portaria 15 define, classifica e regulamente os parâmetros básicos para o registro dos saneantes com atividade antimicrobiana, bem como declara os princípios ativos reconhecidos e autorizados pelo MS
  2. Soluções diluídas perde seu poder biocida em 6 dias Soluções concentradas mantém-se por meses
  3. Desinfetantes ineficazes implicam em não