Universidade Estadual do Maranhão- UEMA      Departamento de Química e Biologia – DQBCentro de Educação, Ciências Exatas e...
I     Lei da distribuiçãoNTR  H2O                         I2 + I -  -                                        I3O   CCl4   ...
I  Constante de equilíbrio KcNT   A Constante de Equilíbrio (K ), é a relação entre a                                c    ...
OB       Determinar o coeficiente deJ      distribuição do iodo em água e         tetracloreto de carbono e aE     constan...
M Vidrarias (250 mL)   4 Erlenmeyers                                Suporte Universal com haste e garra                  ...
P    1º PASSOR               Preparo das SoluçõesOCEDIMENT   Determinação da constante de equilíbrioO        pelo método d...
P    2º PASSOR   Solução de iodo em tetracloreto de carbono +O   água puraCEDIMENT   Determinação da constante de equilíbr...
P    3º PASSOR   Separação das fasesOCEDIMENT   Determinação da constante de equilíbrioO        pelo método de distribuição
P    4º PASSOROCEDIMENT   Determinação da constante de equilíbrioO        pelo método de distribuição
P    5º PASSOROCEDIMENT   Determinação da constante de equilíbrioO        pelo método de distribuição
R                     Volume gasto nas                                         Concentração das       Titulações          ...
P    1º PASSOR   Colocou – se os 3 erlenmeyers em banho termostáticoO                 Solução saturada de               So...
P   2º PASSOR       Titulações             Volume gasto nas titulações   Concentração das soluções,O   com Tiossulfato de ...
R                Concentração de iodo por faseE                             Fase Orgânica (KI)                           F...
R 2. Calcular concentração do iodo no equilíbrio subtraindo a  concentração do iodo na água determinado anteriormente eE a...
R         Valores obtidos para a constante de equilíbrioES Erlenmeyer [I ’ ]         [I ]  -  [I ]                        ...
O coeficiente de distribuição para o iodo entre os doisC      líquidos puros foi de 38,23; O resultado esperado para esta ...
Determinação da constante de equilibrio pelo método de distribuição
Determinação da constante de equilibrio pelo método de distribuição
Determinação da constante de equilibrio pelo método de distribuição
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Determinação da constante de equilibrio pelo método de distribuição

4.138 visualizações

Publicada em

:)

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.138
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Determinação da constante de equilibrio pelo método de distribuição

  1. 1. Universidade Estadual do Maranhão- UEMA Departamento de Química e Biologia – DQBCentro de Educação, Ciências Exatas e Naturais – CECEN Disciplina: Equilíbrio Químico e Cinética Química Docente: Maria Célia Pires Costa Discentes: Ítalo Rennan S. Vieira - 1016205 Kelline Alaide P. Sousa - 1016213
  2. 2. I Lei da distribuiçãoNTR H2O I2 + I - - I3O CCl4 I2DUÇÃ Determinação da constante de equilíbrioO pelo método de distribuição
  3. 3. I Constante de equilíbrio KcNT A Constante de Equilíbrio (K ), é a relação entre a c concentração molar dos produtos, a concentraçãoR molar dos reagentes.ODUÇÃ Determinação da constante de equilíbrioO pelo método de distribuição
  4. 4. OB Determinar o coeficiente deJ distribuição do iodo em água e tetracloreto de carbono e aE constante de equilíbrio da reaçãoT rápida: I2 + I _ _ I3IVO Determinação da constante de equilíbrio pelo método de distribuição
  5. 5. M Vidrarias (250 mL) 4 Erlenmeyers Suporte Universal com haste e garra Bico de Bunsen e tela de amiantoA 2 Pipetas (5 mL) 1 Pipeta (1 mL) InstrumentosT 1 Bureta (25ml) Balança Analítica 1 Balão Volumétrico (100 mL) Banho termostático 3 Béqueres (100ml)E 1 Proveta (50ml) Reagentes 1 Bastão de Vidro Iodo SublimadoR 1 Funil Tetracloreto de Carbono Solução de Iodeto de Potássio 0,1MI Materiais Pêra Solução de Tiossulfato de sódio 0,01MA Espátula 1 termômetro 0 – 100ºC Solução de Amido Água destiladaIS Determinação da constante de equilíbrio pelo método de distribuição
  6. 6. P 1º PASSOR Preparo das SoluçõesOCEDIMENT Determinação da constante de equilíbrioO pelo método de distribuição
  7. 7. P 2º PASSOR Solução de iodo em tetracloreto de carbono +O água puraCEDIMENT Determinação da constante de equilíbrioO pelo método de distribuição
  8. 8. P 3º PASSOR Separação das fasesOCEDIMENT Determinação da constante de equilíbrioO pelo método de distribuição
  9. 9. P 4º PASSOROCEDIMENT Determinação da constante de equilíbrioO pelo método de distribuição
  10. 10. P 5º PASSOROCEDIMENT Determinação da constante de equilíbrioO pelo método de distribuição
  11. 11. R Volume gasto nas Concentração das Titulações soluções, feitas aE com Tiossulfato de titulações (mL) partir dos volumesS Sódio -1 encontrados (mol.L ) Fase aquosa 6,40 -3 1,7 x 10U Fase do CCl 4 32,15 -2 6,5 x 10LTADO Determinação da constante de equilíbrioS pelo método de distribuição
  12. 12. P 1º PASSOR Colocou – se os 3 erlenmeyers em banho termostáticoO Solução saturada de Solução de KI 0,1 Frasco Iodo e em CCl4 CCl4 (mL) M (mL)C (mL) 1 16,7 ------ 83,3E 2 10 6,6 83,3D 3 6,7 10 83,3IMENT Determinação da constante de equilíbrioO pelo método de distribuição
  13. 13. P 2º PASSOR Titulações Volume gasto nas titulações Concentração das soluções,O com Tiossulfato de (mL) feitas a partir dos volumes Sódio encontrados (mol.L-1)C 1° 17,6 0,025 Fase aquosa 2° 10,3 0,015E 3° 1° 7,2 27,1 0,010 0,039D Fase do CCl4 2° 3° 16,2 11,0 0,023 0,016IMENTO
  14. 14. R Concentração de iodo por faseE Fase Orgânica (KI) Fase Aquosa Frascos 01 02 03 01 02 03S Volume (L) 0,007 0,007 0,007 0,007 0,007 0,007U Concentração (mol/L) 3,9 x 10-2 2,5 x 10-2 1,6 x 10-2 2,5 x 10-2 1,5 x 10-2 1,00 x 10-2L Tratamento dos resultados experimentaisT 1. Calcular a concentração do iodo na fase aquosa a partir doA valor de Kc e da concentração de iodo na fase CCl4 , obtida por titulação, a partir de:D [I ’ )] = [I ]/K 2 (aq 2 (org)O Determinação da constante de equilíbrioS pelo método de distribuição
  15. 15. R 2. Calcular concentração do iodo no equilíbrio subtraindo a concentração do iodo na água determinado anteriormente eE a concentração do I titulado no equilíbrio, tal que: 3 - - [I ] = [I ] – [I ]S 3. Calcular a concentração do I- subtraindo a concentração 2 2 aq 3 aq de I- inicial do valor da concentração de I titulado no -U equilíbrio, tal que: 3 - [I ] = [KI] – [I ] -L 4. Conhecidos [I ], [I ] e [I ], calcule o valor da constante de - 2 3 - 3T equilíbrio.ADO Determinação da constante de equilíbrioS pelo método de distribuição
  16. 16. R Valores obtidos para a constante de equilíbrioES Erlenmeyer [I ’ ] [I ] - [I ] Constante de - K média 2 (aq) 3 c Equilíbrio (k )U cL -3 -2 -2 01 1,02 x 10 7,60 x 10 2,40 x 10 309,60T 272,75A 02 6,54 x10 -4 8,57 x 10 -2 1,43 x 10 -2 255,14D 03 4,18 x 10 -4 9,04 x 10 -2 9,58 x 10 -3 253,52O Determinação da constante de equilíbrioS pelo método de distribuição
  17. 17. O coeficiente de distribuição para o iodo entre os doisC líquidos puros foi de 38,23; O resultado esperado para esta constante de distribuição era 85. Este dado é importanteO para os próximos cálculos onde tem por objetivo calcular a constante de equilíbrio (Kc) da reação de iodo livre comN iodeto para formar triiodeto.C O valor de Kc tabelado em 25ºC é de 768, porém o valorL de Kc calculado (média) foi de 272,15.U Alguns fatores influenciaram nos resultados obtidos doS experimento, os chamados erros sistemáticos e indeterminados.ÃO Determinação da constante de equilíbrio pelo método de distribuição

×