Linha pobreza

820 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
820
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
404
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Linha pobreza

  1. 1. POBREZA E ATIVIDADESPOBREZA E ATIVIDADES ESPORTIVAS NAESPORTIVAS NA EDUCAÇÃO EMEDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRALTEMPO INTEGRAL
  2. 2. A pobreza pode ser entendida em vários sentidos, principalmente: Carência material; tipicamente envolvendo as necessidades da vida cotidiana como alimentação, vestuário, alojamento e cuidados de saúde. Pobreza neste sentido pode ser entendida como a carência de bens e serviços essenciais
  3. 3. Falta de recursos econômicos; nomeadamente a carência de rendimento ou riqueza (não necessariamente apenas em termos monetários). As medições do nível econômico são baseadas em níveis de suficiência de recursos ou em "rendimento relativo". A União Europeia, nomeadamente, identifica a pobreza em termos de "distância econômica" relativamente a 60% do rendimento mediano da sociedade.
  4. 4. Carência Social; como a exclusão social, a dependência e a incapacidade de participar na sociedade. Isto inclui a educação e a informação. As relações sociais são elementos chave para compreender a pobreza pelas organizações internacionais, as quais consideram o problema da pobreza para lá da economia.
  5. 5. Carência energética para mudar o que não pode ser mudado, o impossível esta dentro de vossa mente, a superação dos paradigmas faz a ponte de um estado- baixo em estado-alto. Falta de auto-estima, baixa espiritualidade.
  6. 6. ÍNDICE DE POBREZA NO MUNDO 2010
  7. 7. 1  Santa Catarina 1,7% Chile 2  Distrito Federal 1,9% Uruguai 3  São Paulo 2,7% Albânia 4  Rio Grande do Sul 2,9% Moldávia 5  Paraná 3,0% Moldávia 6  Goiás 3,7% Argentina 7  Rio de Janeiro 3,9% Argentina 8  Espírito Santo 4,3% Arménia 9  Minas Gerais 4,7% México 10  Mato Grosso do Sul 5,0% Trinidad e Tobago POSIÇÃO         UF                             % POBREZA            PAÍS COMPARÁVEL
  8. 8. 11  Mato Grosso 5,9% República Dominicana 12  Rondônia 7,9% El Salvador 13  Tocantins 11,9% Guiana 14  Amapá 12,8% Peru 15  Rio Grande do Norte 13,0% Panamá 16  Sergipe 15,3% Guatemala 17  Pernambuco 16,1% Geórgia 18  Paraíba 16,3% Geórgia 19  Bahia 17,7% Colômbia 20  Roraima 17,9% Colômbia POSIÇÃO                  UF                           % POBREZA        PAÍS COMPARÁVEL
  9. 9. 21  Ceará 18,4% Nicarágua 22  Acre 18,9% China 23  Pará 19,2% Honduras 24  Amazonas 19,3% Honduras 25  Alagoas 20,5% Santa Lúcia 26  Piauí 21,6% Filipinas 27  Maranhão 26,3% África do Sul POSIÇÃO               UF                               % POBREZA    PAÍS COMPARÁVEL
  10. 10. Desigualdades Sociais - 2010 A barreira de 1 bilhão de pessoas que sofrem desnutrição será superada em 2009 em consequência da crise econômica mundial, anunciou nesta sexta-feira a FAO (Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação). A entidade define como subnutrida a pessoa que ingere menos de 1.800 calorias por dia. "Pela primeira vez na história da humanidade, mais de 1 bilhão de pessoas, concretamente 1,02 bilhão, sofrerão de desnutrição em todo o mundo", adverte a FAO em um relatório sobre a segurança alimentar mundial.
  11. 11. "O número supera em quase 100 milhões o do ano passado e equivale a uma sexta parte aproximadamente da população mundial", destaca a agência especializada da ONU, que tem sede em Roma. O diretor da Divisão de Desenvolvimento Econômico Agrícola da FAO, Kostas G. Stamoulis, disse que é a primeira vez na história que o mundo tem tantos famintos. Para ele, a situação é uma contradição, porque o mundo tem muita riqueza, apesar da crise. "Neste ano, temos quase um recorde da colheita de grãos, então não há falta de comida, há falta de acesso."
  12. 12. Esporte é arma contra pobreza e desigualdade O esporte é uma das principais armas contra dois dos maiores desafios que são a pobreza e a desigualdade social. Com o crescimento das desigualdades sociais, os problemas nas diversas comunidades periféricas do Brasil tornaram-se mais visíveis. A exposição e a amplitude desses problemas revelam as comunidades socialmente vulneráveis, o que abre uma grande oportunidade para o surgimento de inúmeros projetos sociais. Projetos que, de uma forma geral, objetivam eliminar ou diminuir tais problemas por meio de atividades musicais, artísticas e esportivas.

×