Livro dos Espiritos Q281 ESE cap23 item4

379 visualizações

Publicada em

Reuniao Publica GECD / Dubai

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
379
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
64
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Livro dos Espiritos Q281 ESE cap23 item4

  1. 1. Dubai, 04/01/2015 ESTUDO DE O LIVRO DOS ESPÍRITOS E DO EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO L.E. – Parte 2ª. Cap. VI - As relações no além-túmulo Questão 281 ESE – CAP. XXIII – Estranha Moral / Item 4 Dubai, 04/01/2015
  2. 2. Resposta: “Pelo despeito que lhes causa o não terem merecido estar entre os bons. O desejo que neles predomina é o de impedirem, quanto possam, que os Espíritos ainda inexperientes alcancem o supremo bem. Querem que os outros experimentem o que eles próprios experimentam. Isto não se dá também entre vós outros?” Questão – 281 Por que os Espíritos inferiores se comprazem em nos induzir ao mal?
  3. 3. Questão – 281 Por que os Espíritos inferiores se comprazem em nos induzir ao mal? Terceira ordem. - Espíritos imperfeitos Questão 101. CARACTERES GERAIS. - Predominância da matéria sobre o Espírito. Propensão para o mal. Ignorância, orgulho, egoísmo e todas as paixões que lhes são conseqüentes. Têm a intuição de Deus, mas não compreendem. Nem todos são essencialmente maus. Em alguns há mais leviandade, irreflexão e malícia do que verdadeira maldade. Uns não fazem o bem nem o mal; mas, pelo simples fato de não fazerem o bem, já denotam a sua inferioridade. Outros, ao contrário, se comprazem no mal e rejubilam quando uma ocasião se lhes depara de praticá-lo. (pág 108)
  4. 4. Questão – 281 Por que os Espíritos inferiores se comprazem em nos induzir ao mal? Terceira ordem. - Espíritos imperfeitos Questão 101. CARACTERES GERAIS. - Eles vêem a felicidade dos bons e esse espetáculo lhes constitui incessante tormento, porque os faz experimentar todas as angústias que a inveja e o ciúme podem causar. Sofrem, pois, verdadeiramente, pelos males de que padeceram em vida e pelos que ocasionam aos outros. Podem compor 5 classes principais. ESPÍRITOS IMPUROS ESPÍRITOS LEVIANOS ESPÍRITOS PSEUDO-SÁBIOS ESPÍRITOS NEUTROS ESPÍRITOS BATEDORES E PERTURBADORES
  5. 5. Questão – 281 Por que os Espíritos inferiores se comprazem em nos induzir ao mal? “Os Espíritos inferiores se comprazem em nos induzir ao mal pelo despeito, e por não saberem o valor da fraternidade. É por isso que os Espíritos bons, encarnados e desencarnados, os cercam igualmente, induzindo-os para o bem, que sempre ganha a partida. O mal não resiste ao bem, e a verdade tem lugar destacado na eternidade”. (pelo Espírito - Miramez) o trabalho de Espíritos elevados no esforço de conversão ao bem de Gregório, Espírito de coração endurecido, desviado dos caminhos da evolução, que possuía largos poderes junto às forças trevosas e chefiava uma falange de centenas de Espíritos cristalizados no mal. O relato culmina com o inesquecível reencontro de Gregório com sua mãe, Espírito de escol, rendendo- se aquele ao apelo irresistível do amor materno.
  6. 6. Questão – 281 Por que os Espíritos inferiores se comprazem em nos induzir ao mal? O homem, herdeiro presuntivo da Coroa Celeste, é o condutor do próprio homem, dentro de enormes extensões do caminho evolutivo. Entre aquele que já se acerca do anjo e o selvagem que ainda se limita com o irracional, existem milhares de posições, ocupadas pelo raciocínio e pelo sentimento dos mais variados matizes. E, se há uma corrente, brilhante e maravilhosa, de criaturas encarnadas e desencarnadas que se dirigem para o monte da sublimação, desferindo glorioso cântico de trabalho, imortalidade, beleza e esperança, exaltando a vida, outra corrente existe, escura e infeliz, nas mesmas condições, interessada em descer aos recôncavos das trevas, lançando perturbação, desânimo, desordem e sombra, consagrando a morte.
  7. 7. Questão – 281 Por que os Espíritos inferiores se comprazem em nos induzir ao mal? Espíritos incompletos que somos ainda, aderimos aos movimentos que lhes dizem respeito e colhemos os benefícios da ascensão e da vitória ou os prejuízos da descida e da derrota, controlados pelas inteligências mais vigorosas que a nossa e que seguem conosco, lado a lado, na zona progressiva ou deprimente, em que nos colocamos. O inferno, por isto mesmo, é um problema de direção espiritual. Satã é a inteligência perversa. O mal é o desperdício do tempo ou o emprego da energia em sentido contrário aos propósitos do Senhor. O sofrimento é reparação ou ensinamento renovador.
  8. 8. Questão – 281 Por que os Espíritos inferiores se comprazem em nos induzir ao mal? O sacrifício do Mestre representou o fermento divino, levedando toda a massa. É por isto que Jesus, acima de tudo, é o Doador da Sublimação para a vida imperecível. Absteve-se de manejar as paixões da turba, visto reconhecer que a verdadeira obra salvacionista permanece radicada ao coração. (...) o serviço do Reino Celeste não depende de compromissos exteriores, mas do individualismo afeiçoado à boa vontade e ao espírito de renúncia em benefício dos semelhantes.
  9. 9. Questão – 281 Por que os Espíritos inferiores se comprazem em nos induzir ao mal? Sem nosso esforço pessoal no bem, a obra regenerativa será adiada, compreendendo-se por precioso e indispensável nosso concurso fraterno para que irmãos nossos, provisoriamente impermeáveis no mal, se convertam aos Designios Divinos. Somente o amor sentido, crido e vivido por nós provocará a eclosão dos raios de amor em nossos semelhantes.
  10. 10. Dubai, 04/01/2015 ESTUDO DO EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO ESE – CAP. XXIII – Estranha Moral / Item 4 Dubai, 04/01/2015
  11. 11. CAP. XXIII – ESTRANHA MORAL - ABANDONAR PAI, MÃE E FILHOS 4- Aquele que houver deixado, pelo meu nome, sua casa, os seus irmãos, ou suas irmãs, ou seu pai, ou sua mãe, ou sua mulher, ou seus filhos, ou suas terras, receberá o cêntuplo de tudo isso e terá por herança a vida eterna. (S. MATEUS, cap. XIX, v. 29.) 5- Então, disse-lhe Pedro: Quanto a nós, vês que tudo deixamos e te seguimos. - Jesus lhe observou: Digo-vos, em verdade, que ninguém deixará, pelo reino de Deus, sua casa, ou seu pai, ou sua mãe, ou seus irmãos, ou sua mulher, ou seus filhos - que não receba, já neste mundo, muito mais, e no século vindouro a vida eterna. (S. LUCAS, cap. XVIII, vv. 28 a 30.)
  12. 12. CAP. XXIII – ESTRANHA MORAL ITEM 4 - ABANDONAR PAI, MÃE E FILHOS 6- Disse-lhe outro: Senhor, eu te seguirei; mas, permite que, antes, disponha do que tenho em minha casa. - Jesus lhe respondeu: Quem quer que, tendo posto a mão na charrua, olhar para trás, não está apto para o reino de Deus. (S. LUCAS, cap. IX, vv. 61 e 62.)
  13. 13. CAP. XXIII – ESTRANHA MORAL ITEM 4 - ABANDONAR PAI, MÃE E FILHOS "Os interesses da vida futura prevalecem sobre todos os interesses e todas as considerações humanas." “O Espiritismo mostra serem os do Espírito e não os do corpo os verdadeiros laços de afeição; que aqueles laços não se quebram pela separação, nem mesmo pela morte do corpo; que se robustecem na vida espiritual, pela depuração do Espírito, verdade consoladora da qual grande força haurem as criaturas, para suportarem as vicissitudes da vida”.
  14. 14. CAP. XXIII – ESTRANHA MORAL ITEM 4 - ABANDONAR PAI, MÃE E FILHOS No deserto das incompreensões o amor de Deus a nos chamar A nos levantar das lutas humanas e enxugar lágrimas de um mundo afã Em Damasco, num portal de luz o inolvidável tecelão Vai se encantar com a visão celeste, se curvar ante o seu Mestre Se ofuscar com a luz amiga e entender a razão da vida enfim Música: Vaso Escolhido Tim/Moisés Luna — Voltarei a Tarso... — disse com humildade —, é possível que meu velho pai compreenda a situação e ajude meus passos. Sei que Jesus abençoará meus esforços. Se é preciso recomeçar a existência, recome çá-la-ei no lar de onde provim...
  15. 15. CAP. XXIII – ESTRANHA MORAL ITEM 4 - ABANDONAR PAI, MÃE E FILHOS Palavra em harmonia, canções maestramente entoadas Por anjos de esferas sublimadas ao clarão que ofusca O brilho do sol compadecido, inspirado, amável Percorre os caminhos, acalma o gemido dos aflitos De todos irmãos pequeninos, dos sedentos de Deus De amor, pois Tu és o meu Vaso Escolhido Necessário se faz amar, renovar-se no entendimento Necessário é trabalhar, ser fiel no pouco e no muito Necessário é esperar, a esperança é companheira Necessário é perdoar, o amor mais puro se doa.

×