AGENTES INTERNOS DO RELEVO

505 visualizações

Publicada em

Introdução a Geomorfologia, agentes internos do relevo

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
505
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

AGENTES INTERNOS DO RELEVO

  1. 1. GEOGRAFIA FÍSICAGEOGRAFIA FÍSICA INTRODUÇÃO AINTRODUÇÃO A GEOMORFOLOGIAGEOMORFOLOGIA AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS FORMADORES EFORMADORES E MODIFICADORES DO RELEVOMODIFICADORES DO RELEVO PROFESSOR: OMAR FÜRST http://bibocaambiental.blogspot.com.br/
  2. 2. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS FORMADORES EFORMADORES E MODIFICADORES DO RELEVOMODIFICADORES DO RELEVO • As formas de relevo são criadas, modificadas, destruídas e recriadas por uma poderosa dinâmica. • Agentes externos relacionados com a atmosfera; gelo, neve, chuva, vento, sol, rios, mares e seres vivos. • Agentes internos associados a movimentação das placas tectônicas ; abalos sísmicos, vulcanismo, tectonismo
  3. 3. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS PLACAS TECTÔNICASPLACAS TECTÔNICAS
  4. 4. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS PLACAS TECTÔNICASPLACAS TECTÔNICAS • A crosta terrestre tem espessura variada, divide- se em placas justaspostas ( lado a lado). Podem ser continentais ou oceânicas. • Ao serem pressionadas pelo magma, a partir do manto, ela sofrem atritos e podem deslocar causando os abalos sísmicos, formando as ondas sísmicas. • As áreas atingidas por essas ondas vai depender da intensidade.
  5. 5. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS ABALO SÍSMICOABALO SÍSMICO
  6. 6. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS TERREMOTOSTERREMOTOS
  7. 7. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS TREMORES NO BRASILTREMORES NO BRASIL • O território brasileiro está distante dos limites das placas tectônicas. • Todavia pequenos tremores de terra atingem o Brasil • O NE é a área mais próxima da dorsal Atlântica, cordilheira que limita com a placa Africana. Chega 3 a 4 graus na escala Richter, causa rachaduras nas paredes e movimenta móveis. • O CW e o SE, os tremores tem origem geralmente com o epicentro dos Andes. • Além disso não estamos livres de tremores provocados por acomodação geológica- deslocamento de grandes camadas de rochas sedimentares
  8. 8. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS VULCANISMOVULCANISMO • Quando a água da chaleira colocada ao fogo está fervendo, a tampa começa a pular. • Isto ocorre devido a água está passando do estado líquido para gasoso. Em forma de vapor a água ocupa mais espaço que na forma líquida. • O vapor de água se expande e faz pressão sobre a tampa da chaleira. • Algo parecido com isso ocorre com o magma no interior da Terra • Os agentes internos têm sua origem nessa pressões do magma, que podem provocar essas modificações na superfície.
  9. 9. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS VULCANISMOVULCANISMO • Ao pressionar a crosta, o magma pode subir até a superfície, originando fraturas. Quando isso ocorre, dizemos que houve vulcanismo. • Vulcanismo é o conjunto de fenômenos provocados pela chegada do magma á superfície terrestre. • O principal fenômeno é a erupção. Que origina-se as rochas vulcânicas.
  10. 10. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS ELEMENTOS DE VULCÃOELEMENTOS DE VULCÃO • Cone lembra uma pirâmide. É constituído por depósitos de lavas solidificadas e associadas a materiais rochosos. • Cratera é a boca do vulcão, orifício pelo qual a lava é expelida. Podem localizar no topo ou nas laterais. • Chaminé canal interno por onde as lavas sobem para atingir a superfície através da cratera. • Lava material mais comum expelido pelos vulcões. • Costuma-se classificar os vulcões de acordo com o material expelido. – Lava – Bombas – Misto – cinzas
  11. 11. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS VULCANISMOVULCANISMO
  12. 12. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS TIPOS DE VULCÃOTIPOS DE VULCÃO
  13. 13. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS ÁREAS INSTÁVEISÁREAS INSTÁVEIS
  14. 14. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS TECTONISMOTECTONISMO • O soerguimento ( ascenso) e o afundamento da superfície resultam da ação do tectonismo, da movimentação das placas tectônicas. • Tectonismo é o principal agente interno modificador do relevo. • Os abalos sísmicos e os vulcanismo têm um poder de ação mais limitado, embora estejam associados ao tectonismo.
  15. 15. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS TECTONISMOTECTONISMO • Quando há uma grande pressão interna, o magma extravasa para superfície e se consolida, o que provoca o afastamento das placas. • De um lado afasta e do outro ocorre colisão. • Essa colisão forma-se as montanhas, porém a formação varia de acordo com as características das bordas das placas. • Duas placas continentais causam o enrugamento dos terrenos originando as montanhas. • Uma placa continental e uma oceânica causa um processo de soerguimento e dobramento, pois a placa oceânica mais densa mergulha sob a continental, entrando no manto e fundindo-se novamente. • Duas placas oceânicas a que tiver menor espessura mergulhará por baixo da outra, o resultado poderá ser o soerguimento de vulcão, como ainda acontece no circulo do Fogo.
  16. 16. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS TIPOS DE COLISÃOTIPOS DE COLISÃO
  17. 17. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS FALHAMENTOFALHAMENTO • Devido á pressão do magma, pode-se formar uma faixa ou zona de tensão e atrito junto ao limite de duas placas. • Rochas maleáveis ocasionarão fraturas. • Esses blocos de rochas deslocam-se um em relação ao outro ( falha ou falhamento) • As falhas são responsáveis por grandes modificações de relevo.
  18. 18. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS TIPOS DE FALHATIPOS DE FALHA
  19. 19. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS
  20. 20. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS DERIVA CONTINETALDERIVA CONTINETAL
  21. 21. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS DERIVA CONTINETALDERIVA CONTINETAL
  22. 22. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS DERIVA CONTINENTALDERIVA CONTINENTAL
  23. 23. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS DERIVA CONTINETALDERIVA CONTINETAL
  24. 24. AGENTES INTERNOSAGENTES INTERNOS DERIVA CONTINETALDERIVA CONTINETAL
  25. 25. RELEVORELEVO SÍNTESESÍNTESE
  26. 26. RELEVORELEVO SÍNTESESÍNTESE

×