Aula 1

211 visualizações

Publicada em

education

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
211
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 1

  1. 1. TÓPICOS ESPECIAIS EM ENSINO E TECNOLOGIA LISANDRA FERREIRA DE LIMA
  2. 2. EMENTA  Discussão de temas contemporâneos e fundamentais a uma compreensão atualizada da educação em geral. Proposta de atuação multidisciplinar dentre as diversas áreas de conhecimento oferecidas.
  3. 3. OBJETIVO CENTRAL  COMPREENDER SISTEMA ENSINO – APRENDIZAGEM;
  4. 4. OBJETIVOS ESPECIFICOS DA AULA  Compreender os processos relacionados à inteligência;  Entendendo sobre inteligência;  A arte de ensinar;
  5. 5. O PÚBLICO  COMO AS PESSOAS APRENDEM?  O QUE FAZER PARA POTENCIALIZAR A APRENDIZAGEM DE MEUS ALUNOS?
  6. 6.  “Ensinar inexiste sem aprender e vice-versa e foi aprendendo historicamente, que mulheres e homens descobriram que era possível ensinar. Foi assim, socialmente aprendendo, que ao longo dos tempos mulheres e homens perceberam que era possível ensinar ou, em outras palavras, ensinar se diluía na experiência realmente fundante de aprender.” (FREIRE, 2007)
  7. 7. NEUROCIÊNCIA  - COMO O CÉREBRO FUNCIONA?  - USAR ESTES CONHECIMENTOS FAVORECEM NO APRENDIZADO?  O QUE É APRENDER PARA NEUROCIÊNCIA?  ..aula ESPECIALIZAÇÃOeducacaoNeurociências na Educação A Neurociência do aprendizado (2011).wmv
  8. 8. RESUMO  É A REPETIÇÃO (ESPAÇADAS) QUE FARÁ DA EXPERIÊNCIA EM APRENDIZAGEM.  “ ÁPRENDIZAGEM É A LAPIDAÇÃO DO CÉREBRO E É CONTÍNUO”  “ O CÉREBRO NÃO FOI FEITO PARA RACIOCINAR” Daniel Willinghan “Why don’t students like school?
  9. 9. RESUMO  APRENDER DEMANDA TEMPO  Organizar tempo;
  10. 10. RESUMO  A CAPACIDADE DE APRENDER AUMENTA COM A PRÁTICA; INTELIGENCIA E CURIOSIDADE GÉNETICA AMBIENTAL
  11. 11. MAXIMAR APRENDIZADO  MOTIVAÇÃO;  SE APRENDE MAIS COM O PROPRIO ERRO;  CADA UM É UM SER ÚNICO -
  12. 12. TESTES EXPERIMENTAL x CURIOSIDADE
  13. 13. PEDAGOGIA
  14. 14. FATORES QUE INFLUENCIAM APRENDIZADO  PRÁTICA; -- TEMPO  MÉTODO: COMO FAZER;  MOTIVAÇÃO: QUERER MELHORAR
  15. 15. MOTIVAÇÃO  ENCORAJAMENTO;  APOIO POSITIVO;  NIVEL ADEQUADO;
  16. 16. MOTIVAÇÃO PRATICA
  17. 17.  ABRIR LEQUE DE POSSIBILIDADES
  18. 18. MÉTODO  NÃO HÁ UM MÉTODO UNAMIME;  LEQUE DE POSSIBILIDADES DE MÉTODOS PARA O ALUNO;
  19. 19. APRENDIZAGEM  ATENÇÃO  NÃO CONSEGUIMOS PRESTAR ATENÇÃO EM MAIS DE UMA COISA AO MESMO TEMPO;  TODAS AS INFORMAÇÕES QUE CHEGAM AO MESMO – APENAS UMA VAI PARA SER ARMAZENADA NA ÁREA DE TRABALHO.
  20. 20. MEMÓRIA  ACESSO A MEMÓRIA DE TRABALHO;  PROCESSAMENTO NA MEMÓRIA DE TRABALHO;  ACESSO A MEMÓRIA DE LONGO ALCANCE;  ..aula ESPECIALIZAÇÃOeducacaoPreste bem atenção _ teste.wmv
  21. 21. APRENDIZAGEM SIGINIFICATIVA  ENSINO ANCORADO AOS CONHECIMENTOS ANTERIORES;
  22. 22. TRANSDICIPLINARIDADE  CESCAR – Projeto Viabilizando a utopia  Transdisciplinaridade: ou, o mundo da vida não cabe em gavetas!  “É preciso ter olhos para ver que o mundo da vida transborda das gavetas conceituais, onde organizamos nossos conhecimentos na forma de saber disciplinar”  (Isabel Carvalho)  Busca pela superação dos problemas resultantes da fragmentação do conhecimento (crítica à ciência moderna) e fragmentação do ser (aspectos racionais, subjetivos, afetivos...)  Objetivo: ampliar nossa compreensão da complexidade e da interdependência dos fenômenos da natureza e da vida
  23. 23.  Multidisciplinaridade: conjunto de várias disciplinas  (podemos falar numa equipe multidisciplinar)  Interdisciplinaridade: várias disciplinas voltadas para a resolução de um  problema ou para pensar um tema sócio-ambiental  Transdisciplinaridade: diálogo de saberes – ciência, filosofia, religião, artes,  conhecimento cotidiano, empírico, tradicional, ...  Transversalidade: tema que perpassa todas as disciplinas do currículo  escolar (exige abordagem interdisciplinar) ou todas as esferas de uma  organização (exige uma gestão integrada)  (exemplo: todas as secretarias de uma prefeitura...)
  24. 24. NOVAS TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO  Projeto e desenvolvimento de objetos educacionais  Repositórios de conteúdo educacional digital  TIC e seus efeitos na configuração das ecologias cognitivas  Aprendizagem Colaborativa Apoiada por Computador  Teorias educacionais aplicadas à TIC  Educação a distância  Jogos educativos  Videoconferência  Vídeo educacional  Ambientes virtuais de aprendizagem  Inclusão digital  Web semântica  Ontologias  Software livre na educação  Laboratórios digitais  Informática na Educação Especial

×